Home Aviação de Caça FOTO: Saab Gripen E armado com 7 mísseis ar-ar Meteor

FOTO: Saab Gripen E armado com 7 mísseis ar-ar Meteor

13951
97
Saab JAS 39E Gripen com 7 mísseis ar-ar MBDA Meteor (clique na imagem para ampliar)
Saab JAS 39E Gripen com 7 mísseis ar-ar MBDA Meteor (clique na imagem para ampliar)

Na imagem, o caça Saab JAS 39E Gripen configurado para o modo de superioridade aérea:

  • 7x Meteor BVRAAM sob as asas e fuselagem
  • 2x IRIS-T WVRAAM nas pontas das asas
Míssil MBDA Meteor Beyond-Visual Range (BVR)

Em outubro de 2018, a Saab completou com sucesso um voo de teste de uma aeronave Gripen E com o míssil ar-ar Meteor Beyond Visual Range (BVRAAM) pela primeira vez.

Em 2019 foram realizados os testes de disparo do míssil Meteor da MBDA pelas aeronaves de teste 39-8 e 39-9 no norte da Suécia.

O Meteor é um BVRAAM guiado por radar ativo, superior a outros mísseis de seu tipo, e capaz de atacar alvos aéreos de forma autônoma, dia ou noite, em todos os climas e em ambientes severos de guerra eletrônica.

O sistema de propulsão ramjet do míssil dá ao Meteor seu desempenho de alta velocidade e a energia para derrotar alvos rápidos e em movimento a uma distância muito longa. O Gripen C/D com a Força Aérea Sueca em 2016 foi o primeiro caça do mundo a operar com o míssil Meteor.

Em junho de 2019 o jornal francês La Tribune noticiou que a Força Aérea Brasileira estava prestes a assinar um contrato com a MBDA para a aquisição de 100 mísseis BVR Meteor para equipar seus caças Gripen.

Subscribe
Notify of
guest
97 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
JT8D
JT8D
1 mês atrás

Imagina o “estrago” que isso pode fazer

Carlos
Carlos
Reply to  JT8D
1 mês atrás

7 pilotos pro SAR encontrar se todos acertarem os alvos hehehehe

Guilherme Poggio
Reply to  JT8D
1 mês atrás

Um F-15 “normal” carrega até quatro AMRAAM e quatro Sidewinder. O novo F-15SA, com duas estações a mais, pode carregar até uma dúzia de AAM. E a proposta F-15X até 22 mísseis.
.
Já o F-22 pode levar quatro Sidewinder e seis AMRAAM e o F-35 quatro AMRAAM.
.
https://www.aereo.jor.br/2018/07/26/usaf-podera-adquirir-o-f-15x-versao-melhorada-dos-f-15c-d/

Last edited 1 mês atrás by Guilherme Poggio
Clésio Luiz
Clésio Luiz
Reply to  Guilherme Poggio
1 mês atrás

Poggio, acho que a carga interna do F-22 são 2 Sidewinder nos compartimentos laterais, não 4.

Marcelo
Marcelo
Reply to  Clésio Luiz
1 mês atrás

sim…um AIM-9 em cada compartimento lateral.

DSC
DSC
Reply to  Guilherme Poggio
1 mês atrás

Apenas complementando o que o Clésio e o Marcelo já disseram…
comment image
comment image
comment image
comment image?ver=2017-01-20-114950-537
comment image

Last edited 1 mês atrás by DSC
Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Guilherme Poggio
1 mês atrás

Os 22 mísseis ar-ar são alcançados através do suporte AMBER, que possibilita 2 mísseis em cada suporte. Algo parecido pode surgir para outros caças no futuro, o que também poderá aumentar o número de mísseis ar-ar. Até mesmo no Gripen E isso pode ser possível. Claro que o F-15 EX é um caça maior e possui mais espaço, portanto caças menores não conseguirão igualar, mas podem aumentar um pouco mais do que é utilizado hoje em dia. No mais, 7 mísseis Meteor + 2 A-darter é uma capacidade excelente para a FAB. Com os 100 Meteor adquiridos só da para… Read more »

Sérgio Luís
Sérgio Luís
Reply to  JT8D
1 mês atrás

O problema é que está no zero a zero!

Sérgio Luís
Sérgio Luís
Reply to  Sérgio Luís
1 mês atrás

Ou melhor tudo está no zero a zero!
Sei ñ viu!

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
1 mês atrás

Fico pensando na imagem de um E-99 sendo escoltado por dois Gripen-E equipados com MBDA Meteor em missão, e após algum tempo, sendo reabastecido por um KC390 🤔🤔🇧🇷…

Seria uma bela imagem.

Rodrigo Maçolla
Rodrigo Maçolla
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
1 mês atrás

Alem de uma bela imagem, uma imagem intimidadora, de demonstração de poder e dissuasão , pelo menos na arena ar-ar é um adversário de muito respeito.

Karl Bonfim
Karl Bonfim
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
1 mês atrás

Ano que vem, assim espero se nada atrapalhar!

Luiz Antonio
Luiz Antonio
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
1 mês atrás

..então o relógio desperta e a vida real volta.

Tomcat4,2
Tomcat4,2
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
1 mês atrás

Este é o futuro da FAB e sim , será top demais e absurdamente dissuasora esta imagem Adriano!

GFC_RJ
GFC_RJ
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
1 mês atrás

Muito maneiro!
Vai ser o auge do estado da arte na FAB.

E os antis vão pirar! rs

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
1 mês atrás

Será uma bela imagem!

Ednardo Sombra
Ednardo Sombra
1 mês atrás

Não faz medo, mas impõe respeito…

Doug385
Doug385
Reply to  Ednardo Sombra
1 mês atrás

Eu acho que esse missil causa bastante medo em qualquer potencial adversário, independente da plataforma que esteja carregando ele.

Kemen
Kemen
Reply to  Doug385
1 mês atrás

Sim, mas acho que deveriam comprar uns 200, se bem armazenados durariam bastante. É claro que podem surgir novas versões, por isso sugeri apenas 200 para 36 caças (30). E os Darter, e os Phyton III dos F-5, estariam descartados?

Kemen
Kemen
Reply to  Kemen
1 mês atrás

O jeito é não fazer perguntas… nem opinar!

Lu Feliphe
Reply to  Ednardo Sombra
1 mês atrás

Qualquer míssil bvraam da medo em um oponente.

Alfredo Araujo
Alfredo Araujo
Reply to  Lu Feliphe
1 mês atrás

Exato ! Até pq, BVRAAM por BVRAAM, não é qualquer país q está equipado com os “últimos tipos”. Tem muito pais da OTAN com versão antiga de AIM-120, e muito país na esfera russa com R-27 antigo.

Kemen
Kemen
Reply to  Alfredo Araujo
1 mês atrás

Por exemplo ?

Last edited 1 mês atrás by Kemen
Kemen
Kemen
Reply to  Kemen
1 mês atrás

Pelo jeito o negocio aqui é não perguntar, se não entra no negativo!

Salim
Salim
1 mês atrás

Cade foto em voo, estático até maquete Vale.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Salim
1 mês atrás

tem vídeo, procura aí

JuggerBR
JuggerBR
1 mês atrás

Um esquadrão armado assim já é suficiente pra dissuadir os “Vinotinto” do Norte… Embora eles nem tenham aviões tanques pra tentar passear aqui no Sul…

Camargoer
Camargoer
Reply to  JuggerBR
1 mês atrás

Caro Jugger. Excluindo a hipóstese (absurda) do Brasil se aventurar contra a Venezuela, creio que o poder militar deles tenha outra finalidade. O sistema de defesa aéreo brasileiro tem antes de tudo o objetivo de dissuadir outros países de usaram o espaço aéreo brasileiro para seus próprios interesses. Por exemplo, o Vulcan inglês só violou o espaço brasileiro porque estava em situação de emergência. Caso a FAB fosse incapaz de responder àquela violação, a RAF poderia usar o espaço aéreo brasileiro para chegar até a Argentina, por exemplo. Uma outra possibilidade seria a Venezuela ou a Colômbia violarem o espaço… Read more »

Sequim
Sequim
Reply to  Camargoer
1 mês atrás

Exato, professor. Algo tipo Malvinas pro nosso lado.

Luiz Antonio
Luiz Antonio
1 mês atrás

A foto é bonita, mas no mundo real, penso que os F-39 jamais estarão armados com essa configuração. No mundo real Vai de A-Darter e os Pyton-04 que sobrarem e olha lá.

Lu Feliphe
Reply to  Luiz Antonio
1 mês atrás

Na realidade a Força Aérea já tem em sua lista os futuros mísseis do f 39. E nós não vamos utilizar o pyton 4.

Flanker
Flanker
Reply to  Lu Feliphe
1 mês atrás

Tem certeza que os Python 4 não serão utilizados nos Gripen? De onde veio essa informação? Quando o Gripen estiver operacional e os Python 4 ainda estiverem válidos, pq não seriam utilizados? Certo que o míssil israelense é arma ďo F-5M, mas se esse míssil estiver integrado ao Gripen, acho muito válido ele ser utilizado. Segundo divulgado, a FAB comprou/encomendou o IRIS-T e pretende adquirir o A-Darter para serem os mísseis WVR do Gripen, porém se estiverem disponíveis o Python 4 e também o Derby, são acréscimos bem interessantes.

João Rodrigues Dos Santos
João Rodrigues Dos Santos
Reply to  Flanker
1 mês atrás

Bem interessante a sua reposta e pergunta!!
Com certeza, esse conjunto terá grande chance de ser usado! Isso, claro, baseado no atual cenário da America do Sul…Mas…

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  Flanker
1 mês atrás

Até aonde sei, o A-Darter não será fabricado.

JSilva
JSilva
Reply to  Luiz Antonio
1 mês atrás

Essa compra do Meteor vai ser em algum momento anunciada oficialmente ou vai ficar como informação reservada da FAB?

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  JSilva
1 mês atrás

Isso já foi divulgado. 100 Meteor para a FAB por 200 milhões de euros. Saiu até em jornal francês conceituado e em várias mídias online.

https://www.latribune.fr/entreprises-finance/industrie/aeronautique-defense/mbda-obtient-une-commande-de-200-millions-d-euros-au-bresil-819815.html

JSilva
JSilva
Reply to  Luís Henrique
1 mês atrás

Sim, eu li essa matéria. Mas é justamente isso, só foi divulgado pela mídia, não vi nenhuma confirmação oficial da FAB através de seus comandantes ou de sua mídia oficial, então fica sempre aquela duvida se é real ou fake, embora eu ache que é real.

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  JSilva
1 mês atrás

Informação sobre quantidade de armamento é, e sempre será, classificada.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Luiz Antonio
1 mês atrás

Pyton só se tu pagar a integração

Âncora
Âncora
1 mês atrás

E com o IRST! Aí sim. Mean mf!

Zen
Zen
1 mês atrás

Imagino que sem tanques externos o alcance e a perscintencia em combate sejam drasticamente reduzidos?

JSilva
JSilva
Reply to  Zen
1 mês atrás

Imagino que sim, apesar da modificação no trem de pouso que fez aumentar em cerca de 40% a capacidade de combustível interna, o Gripen E/F ainda tem dimensões semelhantes ao F-5, então suponho que a autonomia prometida deve ser pelo menos com o tanque central.

julio
julio
Reply to  JSilva
1 mês atrás

O Gripen é bem maior q o F5, a autonomia prometida é sem tanques esterno, fora o fato de ser uma aeronave com asas em delta, o q faz com q ele tenha mais área pra armazenamento de combustível.

DSC
DSC
Reply to  julio
1 mês atrás

“O Gripen é bem maior q o F5…” O Gripen E/F não é bem maior que o F-5. Gripen E: https://saab.com/globalassets/commercial/air/gripen-fighter-system/pdf-files-download-section/facts/gripen-e-fact-sheet–en.pdf Length overall: 15.2 m Width overall: 8.6 m F-5N/F: https://www.navy.mil/navydata/fact_display.asp?cid=1100&tid=1050&ct=1 Length: F-5N: 47 feet 4.7 inches (14.4 meters); F-5F: 51 feet 7 inches (15.7 meters) Wingspan: F-5N/F: 26 feet 8 inches (8.1 meters) “…a autonomia prometida é sem tanques esterno…” Não. Os números de raio de combate e alcance que os fabricantes da maioria dos caças de 4.5 geração divulgam, são sempre com pelo menos um tanque de combustível externo. Quase todos os caças 4.5 geração tem alcances e raios de… Read more »

Last edited 1 mês atrás by DSC
Rodrigo M
Rodrigo M
Reply to  DSC
1 mês atrás

Vc já viu um Gripen E de perto?
.
Eu já (mock-up é verdade) e estava ao lado de um F-5 e um Mirage 2000 e posso te dizer que o Gripen é do mesmo tamanho de um Mirage 2000 e bem maior do que o F-5.
.
Tive até a impressão dele ter a fuselagem mais alta em relação ao solo do que o Mirage 2000 (talvez pela posição da asa na fuselagem..)
.
Não se iluda apenas com números.

Alexandre
Alexandre
Reply to  DSC
1 mês atrás

Amigo, um Gripen NG E tem tamanho similar a um F16 C e é maior que um F 5 sim, cerca de 1 metro no comprimento e meio metro na envergadura. Vc mistura tipos diferentes dos caças para fazer comparação, no caso vc está usando a media de um gripen NG mono place para comparar com um F 5 bi place, assim fica difícil não? Comprimento versões mono place: F5 E 14,45 m Gripen NG E 15,2 m F16 C 15,03 m Envergadura versões mono place: F 5 E 8,13 m Gripen NG E 8,6m F 16 C 9,45m Fica… Read more »

julio
julio
Reply to  JSilva
1 mês atrás

Depende da autonomia q vc se refere, mas o Gripen é bem maior q o F5 e tem asas em delta o q aumenta em muito a capacidade de armazenar combustível. Da uma olhada nessa comparação com o Rafale https://br.pinterest.com/pin/286823069990370325/

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  julio
1 mês atrás

Esse é o Gripen C.
O Gripen E é mais comprido que o Mirage 2000, praticamente iguala o Rafale no comprimento.
E o Gripen F é mais comprido que o Rafale.

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  JSilva
1 mês atrás

O alcance de translado (só ida) divulgado pela SAAB do Gripen E, é de 2.500 km (somente combustível interno) e 4.000 km (com 3 tanques externos).

Como comparação o do SH é de 3.300 km e o do Rafale é de 3.700 km.
Portanto, no alcance de translado máximo (com tanques) o Gripen é um pouco melhor.
Claro, com armamento pesado, um caça menos potente sofrerá mais e é provável que SH e Rafale tenham alguma vantagem. Mas nenhuma vantagem significativa no quesito alcance e raio de ação.

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Luís Henrique
1 mês atrás

A US Navy já declarou alcance somente com combustível interno do Hornet e do Super Hornet. Da para comparar.

Hornet = 2.003 km
Super Hornet = 2.346 km
Gripen E = 2.500 km

https://www.navy.mil/navydata/fact_display.asp?cid=1100&tid=1200&ct=1

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Zen
1 mês atrás

Nem tanto. O Gripen E possui alcance equivalente aos caças de porte médio como o Rafale, Eurofighter e Super Hornet. Isso ocorre apenas com combustível interno e também com tanques externos.
Claro, com tanques externos, todos os caças utilizam para ampliar o alcance, mas em todos ocorre uma redução nos pilones disponíveis para armas e perdas de performance, agilidade, etc.

Caso a missão exija tanques externos, o Gripen E terá um número menor de Meteor, mas isso ocorre nos outros caças também.

Luís Henrique
Luís Henrique
1 mês atrás

Excelente.
Gripen C carrega 4 Meteor.
Gripen E carrega 7 Meteor.
Uma capacidade muito próxima de caças mais pesados.

Carlson
Carlson
Reply to  Luís Henrique
1 mês atrás

Com um valor de um caça pesado se comprar ou manter dois Gripen’s e a diferença é quase mínima…

JSilva
JSilva
Reply to  Luís Henrique
1 mês atrás

Nem tudo são flores, pra carregar 7 Meteor ele perde o tanque central e com ele a autonomia que o deixa próximo aos caças pesados.
Mas é claro que não deixa de ser excelente para um caça com as dimensões do Gripen carregar tamanha capacidade de combate, principalmente se for apoiado por um reabastecedor.

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  JSilva
1 mês atrás

Ainda assim o Gripen E possui vantagem no custo de aquisição e operação, de modo que é perfeitamente possível enviar uma quantidade maior de Gripen do que se tivéssemos adquirido um caça mais caro como o Rafale.

O custo para adquirir 3 Rafale, da para adquirir 4 Gripen com folga.
O custo para operar 3 Rafale, da para operar 4 Gripen com folga.

Talvez 4 Gripen entreguem a mesma quantidade de mísseis que 3 Rafale, dependendo da missão.

Luiz Paulo
Luiz Paulo
1 mês atrás

Ainda muito subestimado esse avião, embora existam muitas materias aqui no Aereo mostrando que ele não deve nada pros seus pares. Com essa foto imaginei ele dizendo pra todo mundo (exceto F 35 e F22): “ta afim de brincar? cai pra dentro”. Que venha logo!

Last edited 1 mês atrás by Luiz Paulo
Argos
Argos
Reply to  Luiz Paulo
1 mês atrás

Para derrotar o F-35 é só aguardar uma tempestade com raios…

Regis
Regis
Reply to  Argos
1 mês atrás

Não seja por isso, saibam que o Brasil é o campeão mundial em queda de raios, e o que teve maior raio registrado: cerca de 709Km, começando no Atlantico e terminando no Paraguai. E viram o desastre que aconteceu aqui no sul ontem!

Fabio Araujo
Fabio Araujo
1 mês atrás

Isso impõe respeito!

Tomcat4,2
Tomcat4,2
1 mês atrás

Esta imagem é pra deixar claro que agora, mais que nunca, nossos caçadores não estarão pra brincadeira e acertarão nossos inimigos beeeeeeem antes que eles sequer saibam que foram rastreados. Bem vinda ao estado da arte dos mísseis ar-ar FAB.

Tomcat
Tomcat
Reply to  Tomcat4,2
1 mês atrás

O que falta é a Fab adquirir ele e pelo menos uns 50, de nada adianta não comprar ou se comprar serem só uns 10.

Argos
Argos
Reply to  Tomcat
1 mês atrás

Qual a vida útil de um míssil estocado ?

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Tomcat
1 mês atrás

A FAB comprou 100 mísseis Meteor por 200 mi de Euros no ano passado. Já foi divulgado isso em Junho de 2019.

JSilva
JSilva
Reply to  Tomcat4,2
1 mês atrás

Principalmente atuando em conjunto com os E-99 modernizados, a FAB terá capacidade de ver primeiro e atirar primeiro.

Last edited 1 mês atrás by JSilva
V12 aero
V12 aero
1 mês atrás

A foto poderia ser com o a-darter nas pontas.

João Bosco
João Bosco
1 mês atrás

A photo é muito Bonita, mas como dizia William Shakespeare: “Sonhos de uma noite de verão”

Carlson
Carlson
Reply to  João Bosco
1 mês atrás

A FAB não faz essa configuração se não quiser já temos 100 meteor encomendas e os Gripen’s vão começar a chegar nos próximo anos…
Pode até ser um sonho mas ests muito próximo de se realizar “Parem de chorar” Viva o Brasil polla também somos uma potência.

Paulo
Paulo
Reply to  Carlson
1 mês atrás

Somos uma potência?

737-800RJ
737-800RJ
1 mês atrás

Se eu que sou entusiasta fico feliz em ver esse imagem… Imagine como está a ansiedade dos caçadores da FAB! Algo parecido pra mim, que sou apaixonado por motos, seria encomendar uma Aprilia RSV4 ou uma Ducati Panigale V4 e esperar a entrega na concessionária… 🤣

Carlson
Carlson
1 mês atrás

Eu me pergunto por que a Embraer nos próximos anos após concluir a transferência de tecnologia não desenvolve uma versão sozinha ou com parseiros de um versão naval do Gripen BR para quem sabe até operar em um futuro porta aviões Brasil…

Last edited 1 mês atrás by Alexandre Galante
Fernando EMB
Fernando EMB
Reply to  Carlson
1 mês atrás

Vai ter demanda e quem pague o projeto??

Carlson
Carlson
Reply to  Fernando EMB
1 mês atrás

Para a Marinha e é muito melhor que comprar caças de fora caro e limitados, pagamos pela transferência de tecnologia do Gripen para obter e construir caças não continuar comprando dos outros países…

Saldanha da Gama
Saldanha da Gama
Reply to  Fernando EMB
1 mês atrás

Bom dia Fernando, então qual o porquê de pagarmos alto pelo tot? Abraços

nonato
nonato
Reply to  Carlson
1 mês atrás

Gasta-se tanto assim? Acredito que talvez até a Saab tivesse interesse. Juntavam as duas empresas e os dois governos… Um bilhão de dólares dividido por 4 seria suficiente? O que tem de fazer? Juntar uma equipe que tenha conhecimento, estudar que mudanças seriam necessárias e fazer o projeto das mudanças. Reforçar a estrutura? Trens de pouso mais resistentes? Testes? Qual é a despesa? O salário dos engenheiros e técnicos? O combustível usado? Começariam os testes numa pista de pouso normal, com catapulta, anteparo, ganchos. Aliás começava vendo se era capaz de levantar vôo e pousar em espaços curtos, independente de… Read more »

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  nonato
1 mês atrás

A SAAB divulgou anos atrás que o custo de desenvolvimento do Gripen M giraria em torno de U$ 300 mi. Não é tanto assim.
Para uma encomenda de 24 caças para a Marinha, seria perfeitamente viável pagar esse custo de desenvolvimento, mesmo somando esse custo de desenvolvimento ao valor das aeronaves, ainda assim sairia mais barato que adquirir 24 Rafale M ou F-35 C.
Sem falar nos custos de operação durante a vida útil e os benefícios de padronização com os caças da FAB.

Saldanha da Gama
Saldanha da Gama
Reply to  Carlson
1 mês atrás

Bom dia Carlson, acho mínima a chance da MB adquirir um vetor igual ao da FAB, muito mais fácil irem de f18 ou qualquer outra boa aeronave do que com Gripen, mesmo sendo naval. Quanto ao tot, iremos usar? Após pagarmos uma fortuna por ele, ou foi jogado $$$ na lata do lixo ou no bolso de alguém?Ainda não há convicção para a compra de mais um lote, se o motivo for desenvolver um caça nacional com os conhecimentos adquiridos, ótimo, se não o fizerem ou não houver intenção, pergunto mais uma vez, o valor desembolsado com o tot, iremos… Read more »

Mayuan
Mayuan
Reply to  Saldanha da Gama
1 mês atrás

Os Xavante trouxeram conhecimento, os AMX trouxeram conhecimento….

Pelo que parece, você acha que só os Gripen não trarão né?

Vai ver que a Embraer foi capaz de projetar o Millenium, entre outros, depois de fazer um cursinho EAD da Cad na Sos Computadores…

Last edited 1 mês atrás by Mayuan
Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Saldanha da Gama
1 mês atrás

Lembre dos valores finais divulgados do FX2. Rafale U$ 6,2 bi (era U$ 8,2 bi, baixaram o preço no final) Super Hornet U$ 5,7 bi Gripen E U$ 4,5 bi Reduza proporcionalmente 36 caças para 24. Teremos: Rafale U$ 4,1 bi Super Hornet U$ 3,8 bi Gripen E U$ 3 bi Some U$ 300 mi pelo desenvolvimento da versão naval. U$ 3,3 bi Ainda é mais barato. Se for considerar que a versão naval será um pouquinho mais cara, como ocorre na maioria dos caças, o preço sobe um pouco, mas sobe para Super Hornet e Rafale também. Se considerar… Read more »

Zorann
Zorann
1 mês atrás

Linda demais a foto!!!

Vamos ver se a FAB vai mesmo comprar o Meteor… se Deus quiser, mais do que 7… para pelo menos poder tirar foto.

Andre
Andre
1 mês atrás

Uma duzia, nessa configuração, com o apoio do E99, da conta de qualquer força aérea ao nosso redor.

Alexandre
Alexandre
Reply to  Andre
1 mês atrás

Com 12 caças Gripen Ng nessa configuração, vc dá conta de qualquer força da região sem usar o E 99. Agora, se for o caso de usar o E 99, então só precisa de 6 caças Gripen NG para dar conta de qualquer força aérea da região.
E mais, é o único caça que pode atingir a capital de todos os países da região, bem como suas principais bases , sem apoio de avião reabastecedor!

Meireles
Meireles
1 mês atrás

Alguém sabe explicar a diferença das versões dos mísseis nas imagens? Tem mísseis que tem as entradas de ar fechadas com as cabeças de buscas de cor cinzas, e os outros com a entrada de ar abertas com as cabeças de buscas brancas?

Luis Natal
Luis Natal
1 mês atrás

É um poder de dissuasão absurdo!

Alois
Alois
1 mês atrás

Boa noite a todos, a configuração básica deve ser 2 METEOR e 2 Iris-T, ou outro míssel WVRAAM, com um tanque extra ventral, configuração como a da foto é propaganda.

João Adaime
João Adaime
1 mês atrás

Não é necessário levar 7. Se a situação for crítica, eles irão pelo menos em dupla. E daí poderão levar um ou mais tanques externos. Se houver apoio do E99, a consciência situacional dirá se eles dão conta ou será preciso reforço. Enfim, como os colegas aqui já disseram, é um poder dissuasório formidável.

Juan
Juan
1 mês atrás

Sin dudas Brasil tendrá el mejor caza de Sudamérica, Felicitaciones desde Argentina

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
1 mês atrás

Lembro de ter lido que o desempenho em combate BVR dos pilotos Brasileiros com os MIKE em uma Red Flag foi considerado muito bom pelos americanos. A deficiência maior era que os MIKE não conseguiam levar uma boa carga de misseis (além da menor autonomia dos F-5). Pela foto do post essa deficiência parece estar bem resolvida.

Os vizinhos não ficaram tão atrevidos assim…

Obs.: Só achei a quantidade de 100 Misseis um pouco baixa (apesar que na região não existem tantos alvos que requeiram o uso desse sofisticado míssil).

GFC_RJ
GFC_RJ
Reply to  Ricardo Bigliazzi
1 mês atrás

Sim, foi muito comentado o bom desempenho nessa Red Flag na época. Mas em complemento às críticas, ouvi que os F5 pecavam também na velocidade que, enquanto os Tigers estavam indo, os Eagles já estava voltado há tempos.

100 BVRs é pouco. Mas 100 Meteor nem tanto. O Meteor é caro pragarai! Para estoque, acho que deve-se mesclar o Meteor com outro mais barato, ainda que com desempenho pior, como o Derby-ER ou, quem sabe em sonho, um desenvolvimento autóctone. 

Abraços.

Sérgio Luís
Sérgio Luís
1 mês atrás

Prefiro números pares para armamentos!

Rodrigo M
Rodrigo M
Reply to  Sérgio Luís
1 mês atrás

É só decolarem dois com essa configuração.. Pronto, problema resolvido! kkkkk

GuiBeck
GuiBeck
1 mês atrás

Esta configuração não é só propaganda, pode ser utilizada, dependendo do cenário tático da ocasião. Ainda assim, se considerar um tanque ventral + 4 meteor + 2 iris-T, ainda é melhor do que muita coisa que voa mundo afora.

Sérgio Luís
Sérgio Luís
1 mês atrás

Outra coisa!!
Cadê o IRST instalado no Gripen da FAB!?!?!
Até hoje ñ foi instalado????
Estão esperando o quê???
Eu ir pra colocar!?!

Flanker
Flanker
Reply to  Sérgio Luís
1 mês atrás

Meu Deus……de novo isso….hahahahaha

Sérgio Luís
Sérgio Luís
Reply to  Flanker
1 mês atrás

Pois é estamos aí!
Quando instalar nos informe!

Last edited 1 mês atrás by Sérgio Luís
Luiz Trindade
Luiz Trindade
1 mês atrás

Em junho de 2019 o jornal francês La Tribune noticiou que a Força Aérea Brasileira estava prestes a assinar um contrato com a MBDA para a aquisição de 100 mísseis BVR Meteor para equipar seus caças Gripen.
E ae?!? Assinou?!?

Sérgio Luís
Sérgio Luís
Reply to  Luiz Trindade
1 mês atrás

Vc sabe o que significa IRST?
Alguém citou meteor?!

Last edited 1 mês atrás by Sérgio Luís
Antunes 1980
Antunes 1980
1 mês atrás

Alguém possui a imagem dos compartimentos de armazenamento interno dos armamentos do SU-57 totalmente abertos?
Depois daquele vídeo onde o míssil é lançado pelo ponto fixo da asa, estou um pouco cético quanto a capacidade de transportar armamentos internos.