sexta-feira, maio 14, 2021

Gripen para o Brasil

Caça Saab Gripen E avança nos testes de radar

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

A conta do Twitter da Saab na Finlândia informou que o caça Gripen E nos últimos meses fez grandes avanços.

Um dos testes bem sucedidos foi o de radar e sensores no norte da Suécia, durante os quais a capacidade do equipamento de detectar aeronaves de pequeno porte foi verificada.

Desenvolvido especialmente para o Gripen E pela SELEX Galileo (atual Leonardo Electronics Division), o novo radar AESA Raven ES 05, de varredura eletrônica ativa, utiliza a tecnologia “swashplate”, um mecanismo rotatório que aumenta a área de cobertura lateral do radar para além dos 90º (ver gráfico abaixo).

Os radares AESA são constituídos de muitos elementos diminutos de antena, montados de maneira a formar uma grande antena. Cada um destes elementos pode ser controlado individualmente, viabilizando as diversas novas funções.

Radar AESA Raven ES-05 e sobre ele o IRST

Além do radar AESA, o Gripen E é dotado de um sistema IRST de busca e rastreio por infravermelho Skyward-G,  fabricado também pela Leonardo Electronics Division. Como os sistemas similares, o Skyward-G fornece uma funcionalidade semelhante a um radar, mas sem emitir radiação eletromagnética, fornecendo uma ampla funcionalidade de busca e rastreio, com alta discrição.

Outro equipamento da Leonardo presente no Gripen E é o sistema de identificação amigo ou inimigo (IFF) com três arranjos de antenas orientáveis eletronicamente, que coincide com o alcance do radar e campo de visão.

Integrados, os três sistemas (radar, IRST e IFF) sinalizam um ao outro automaticamente e, por fusão de dados com o novo sistema de guerra eletrônica Arexis, fornecem ao piloto uma única imagem com as informações precisas, permitindo o compartilhamento desses dados com outros caças Gripen via link.

Para conhecer mais detalhes técnicos do radar Raven ES 05, clique aqui.

- Advertisement -

36 Comments

Subscribe
Notify of
guest
36 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fabio Araujo

Qual a estimativa de alcance deste radar? O alcance de fato é uma informação classificada, mas geralmente se faz uma estimativa do alcance.

Marcos10

A previsão inicial era de alcance superior a 120 km, com capacidade de monitorar cerca de 20 alvos com engajamento simultâneo de oito alvos aéreos e quatro terrestres.

Adriano RA

É certo que o alcance máximo de um radar depende de um monte de coisas. Mas o alcance do Raven deve ser bem maior que 120 km, para um caça de 1-3 m2 de radar cross section. Digo isso com base no que a SAAB fala a respeito do radar do Gripen C/D. Na atualização MS20 eles dobraram o alcance original. Então o Gripen C/D atual já tem um alcance de radar que seguramente é maior que 120 km, pois operam o Meteor sem limitações. O radar do Gripen E tem que ser melhor ainda.

Kemen

O Alcance do Meteor esta em torno de +100 km, não daria para afirmar que o radar tem alcance maior que 120 Km baseado no Meteor, porque esse missil é ” active radar homing”. No entanto dependendo da altura da aeronave e das condições climaticas o alcance do Raven ES 05, realmente pode ter um alcance bem maior que 120 Km para um rcs de 3 m².

Adriano RA

Esse folder da SAAB é interessante. Mostra a evolução do radar PS-05A do padrão Mk3 para o Mk4. Foram 150% de aumento de alcance em relação ao padrão usado em 2014. Por isso acho difícil ser hoje, menor que 120 km de alcance. Deve ser mais…
https://www.google.com/url?sa=t&source=web&rct=j&url=https://saab.com/globalassets/commercial/air/sensor-systems/fighter-radar/ps-05a/product_folder_ps-05-a-mk4.pdf&ved=2ahUKEwjb2o7kyKXqAhVwILkGHQVrDmEQFjAEegQIBRAP&usg=AOvVaw0aBJW7EH34sFDHvdUh-Rqa&cshid=1593383748331

Fabio Araujo

E ainda tem o fator do RCS do Gripen ser um dos menores se não for o menor dos caças de geração 4,5 isso significa que se um caça de geração 4,5 tem um radar com alcance de 150Km para um RCS de 3,0m² como RCS do Gripen é 0,1m² ele não vai ser detectado no alcance máximo do radar desse caça, mas ele provavelmente será detectado pelo Gripen no alcance máximo do radar.

Luís Henrique

É muitíssimo provável que o Meteor possui mais de 200 km de alcance. E possível que seja até superior a 300 km de alcance.

+100 km de alcance é informação para não alertar os adversários e concorrentes.

Lucianno

O objetivo dos fabricantes é vender, então o mais provável é que os fabricantes exagerem as capacidades do respectivo produto para fomentar vendas.

Luís Henrique

Eles não vendem para os inimigos, nem para entusiastas como nós.
Eu já li em sites indianos que o BVR deles Astra possui 3 versões em desenvolvimento.
Astra mk1 alcance 110 km.
Astra mk2 alcance de 150 km.
Astra mk3 terá propulsão ramjet igual o Meteor e terá alcance de 340 km.
É dito que este alcance planejado para o Astra Mk3 é equivalente ao do Meteor.

Lucianno

Esses indianos são muito otimistas mesmo!

O alcance eficaz do Meteor é de 150 km (o que já é fantástico), acima disto somente grandes RCS (aviões de transporte por exemplo).

Luís Henrique

Caro Lucianno, te dou um exemplo bem conhecido de acobertamento de informações.

O radar APG-79 sempre foi divulgado como tendo +1.100 módulos. E o APG-81 do F-35 como tendo +1.200 módulos.

Os japoneses contaram e hoje sabemos que o APG-79 possui 1.367 módulos e o APG-81 possui 1.676 módulos.

Lucianno

Luis Henrique, acobertamento de informações são para proteger segredos industriais e não são para atrapalhar vendas.
A industria aerospacial europeia (no caso Meteor) precisa vender. Os americanos sempre podem com seu poder e influencia obrigar os “aliados” a comprar os produtos made in USA, tanto faz quantos módulos o radar tem, os japoneses serão obrigados a comprar mesmo, porque são os americanos quem bancam a defesa do Japão.

ADRIANO MADUREIRA

Bancam a defesa do japão?! Em que sentido? Porque só em grana o japão paga 80% das despesas com as bases americanas no país.

Oque os eua dão em troca?

Lucianno

No sentido de garantem, até por força de tratado entre os dois, qualquer ataque por outra nação ao Japão significa guerra com os USA.

Maicon Martins

Eles fazem a “segurança” da área…

Luís Henrique

Para as forças aéreas interessadas eles podem entrar em mais detalhes.
Publicamente, para nós entusiastas, não precisam entrar em detalhes.
Simplesmente falam que o alcance é superior a 100 km, que é o melhor míssil ar-ar BVR do mundo, etc.

Luís Henrique

120 km era o alcance estimado para o PS-05, radar Mecânico do Gripen A / C dos anos 90 aos anos 2000.
Esse radar Mecânico já evoluiu e hoje possui alcance próximo de 200 km.

O ES-05 Raven AESA deve ter 200 km de alcance ou pouco mais, ou seja, algo semelhante ao estimado para o RBE2 do Rafale.

Lucianno

“radar mecânico com alcance próximo de 200 Km”
TRUCO!!!
Deve ter evoluído para no máximo uns 150 km…

Não existe empresa mais marketeira e exagerada do que a SAAB. Se o alcance do ES-05 Raven fosse bom mesmo, iria existir um monte de propaganda da SAAB sobre isso. Se os fabricantes não divulgaram o alcance é porque está abaixo dos concorrentes, ou seja, deve ser em torno de 160 km.

Radar mecânico e radar eletrônico são tecnologias diferentes. Não significa que obrigatoriamente o eletrônico terá um alcance maior do que o mecânico.

Luís Henrique

O Eurofighter com radar atual mecânico, possui alcance superior à 300 km.
A tecnologia AESA pode trazer várias vantagens, principalmente na operação de Vários modos ao mesmo tempo e bem menos susceptível à falhas.

Mas o alcance de detecção depende do tamanho da antena, da potência, etc. De modo que o radar mecânico do Eurofighter possui um alcance máximo superior à vários radares AESA de porte menor.
Da mesma forma que o IRBIS-E do Su-35S, não é AESA e possui muito mais alcance de detecção que vários AESA.

Lucianno

Sim correto.

Maicon Martins

Esse radar associado aos dados do E-99 vai ser ótimo.

Lu Feliphe

O alcance é algo que depende muito, se analisar a evolução dos radares, e principalmente os valores que na maioria das vezes não são divulgados pelas empresas, o radar deve passar dos 120 km, provavelmente deve se igualar a valores de radares de outros caças Europeus.

Luís Henrique

Deve se igualar ao do Rafale, ao do F-16V e ficar um pouco abaixo do SH.
Já o Eurofighter possui um nariz bem maior e cabe um radar bem maior.

Enquanto o Raven possui cerca de 1.000 módulos, semelhante ao que é divulgado para o Rafale e F-16, o Captor-E terá cerca de 1.500 módulos.

RONALDO MACHADO PEREIRA

ALcance de quê? De qual porte? De Um A380 ou de um Super-Tucano?

Robsonmkt

Se compararmos as capacidades do Gripen E/F, especialmente na parte eletrônica, creio que podemos afirmar com segurança que ele é o caça geracionalmente mais avançado que o Brasil já teve dentro da perspectiva de cada época.
Explicando melhor: o Gripen em 2021 será mais avançado do que era o Mirage III e os F-5E/F era quando os recebemos na década de 70.

filipe

Mas seria bom a FAB já estar projectando uma Aeronave 5G/6G baseada nos Gripens-NG talvez o FS2020/Tempest ou alguma outra plataforma avançada. A única arma que estará sempre a altura do seu tempo é o SNBR , pois são poucas as nações que têm , agora quanto aos caças , a evolução é muito rápida, lembrando que entramos na era da Inteligência Artificial , os EUA irão transformar os seus F-16 em drones , a SAAB faz bem em actualizar o Gripen NG, mas daqui a pouco não vai dar ter toda essa eletrônica avançada, vai ter que mexer na… Read more »

MMerlin

Antes de pensar em projetos 5G e 6G o projeto atual precisa estar amadurecido. A nível de linha de produção, estamos longe disso. E como pensar em desenvolver projetos de uma geração mais nova ou uma geração futura se ainda não planejamos a evolução do das versões E/F? Evolução esta recentemente exibida em outro veículo de notícias que a SAAB já está pensando, para o Gripen, baseada na participação do projeto Tempest, preparando assim caminho paraum outro Gripen NG. Isto que nem foi colocada a variável “Dinheiro” na equação. Um passo por vez. Vamos manter o foco em absorver o… Read more »

Last edited 10 meses atrás by MMerlin
bjj

MMerlin

“E como pensar em desenvolver projetos de uma geração mais nova ou uma geração futura se ainda não planejamos a evolução do das versões E/F? Evolução esta recentemente exibida em outro veículo de notícias que a SAAB já está pensando, para o Gripen, baseada na participação do projeto Tempest, preparando assim caminho paraum outro Gripen NG”

Tem mais informações sobre essa evolução do Gripen a partir da participação da Saab no Tempest? Fiquei meio que boiando aqui…

Lu Feliphe

De fato, em capacidades, tecnologia e armamentos nunca tivemos algo igual.

Tomcat4,2

Nas palavras do sr Burns;

“Exceleeeeeeeente !!!”

Yuri Dogkove

Mais um lote de 24 aeronaves é tudo que eu peço!!!

Tomcat4,2

Mais um lote de ,ao menos, 36 é o que eu peço!!!

Alessandro

Serão 132 caças Gripen NG no total eles irão substituir toda a frota da força aérea com o passar dos anos.

Rafael Cordeiro

Off – Um F-5FM fez um pouso forçado no Aeroporto Internacional de Guarulhos, a imagem do trem de pouso impressiona pela situação que ficou a roda, praticamente 1/3 foi desbastada pelo asfalto, deixando a mesma plana em uma das partes.

GUPPY

Twitter da SAAB na Finlândia. Foram vários testes realizados no norte da Suécia. Acho que estão visando o programa da Finlândia para o novo caça.

Marcos

Só lembrando que o alcance máximo dever ser com o feixe de toda a antena concentrado em uma direção, no caso de acompanhamento para de várias aeronaves esse alcance cai consideravelmente já que é como se a antena se dividisse em varias outras menores. Isso vale para todos radares AESA.

Reportagens especiais

Show de Warbirds no Cavanaugh Flight Museum

O Cavanaugh Flight Museum, que fica em Dallas no Texas, volta e meia realiza eventos especiais com Warbirds, para fotografias...
- Advertisement -
- Advertisement -