Home Aviação de Ataque Entrega do último F-5FM modernizado à FAB é adiada novamente

Entrega do último F-5FM modernizado à FAB é adiada novamente

17406
132
F-5FM
O primeiro F-5FM do Programa F-5BR

O jornalista Victor Barreira (Twitter @Defence360) informou que a entrega pela Embraer do terceiro e último jato modernizado F-5FM Tiger II para a Força Aérea Brasileira (FAB) foi adiada novamente.

O procedimento de entrega deveria ter ocorrido entre março e maio de 2020.

NOTA DO PODER AÉREO: Um contrato de abril de 2011, no valor de R$ 276 milhões (US$ 87 milhões), previa que a Embraer atualizasse oito aeronaves F-5E monopostos e três F-5F bipostos comprados da Jordânia em 2007. O primeiro F-5FM ex-jordânia foi recebido em outubro de 2014 e o segundo em dezembro de 2017.

Posteriormente, o contrato de modernização foi reduzido para somente três aeronaves F-5F, em vez das 11 inicialmente previstas.

Nas fotos deste post, o primeiro F-5FM modernizado pela Embraer, no início do Programa F-5BR.

Subscribe
Notify of
guest
132 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
DOUGLAS TARGINO
DOUGLAS TARGINO
12 dias atrás

Quando a pessoa menos espera, passamos vergonha novamente. Quantas aeronaves hoje estão operacionais? Umas 40?

Adriano silva
Adriano silva
Reply to  DOUGLAS TARGINO
12 dias atrás

Relaxa! Teremos 36 Caças Grinpens, com transferência de Tecnologia, só para informar.

Doug385
Doug385
Reply to  Adriano silva
12 dias atrás

Não temos nenhum Gripen. O que se tem é uma aeronave que foi entregue e está sendo usada em testes. O conceito de “ter” no meio militar está relacionado ao que verdadeiramente se tem disponível para operação.

Zamith França Neto
Zamith França Neto
Reply to  Doug385
12 dias atrás

Fui do corpo de engenheiros da marinha.. e atuei na avaliação das fragatas que foram construídas no Brasil.. Entre estar pronta e entrar em serviço ativo operacional leva no mínimo 2 anos..

Salim
Salim
Reply to  Zamith França Neto
12 dias atrás

Caro Zamith, seria para demais entregas este prazo, projeto novo demora bem mais e operação plena vetor mais ainda.
Gripen ng pleno operacional final década se td for OK e cronograma atual for seguido a risca. Gripen nem homologado no básico esta ainda.

Jorge Knoll
Reply to  Salim
12 dias atrás

não acredito que cumprirão o cronograma de fabricação e entrega

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  Jorge Knoll
12 dias atrás

Bom, dada a tradição maldita do Brasil seria um milagre se realmente se cumprisse o cronograma do jeito que foi proposto. É por isso que, mesmo com muitos apaixonados pela imagem de 36 Gripens voando quase que imediatamente após assinado o contrato, eu sempre produz pelo menos uma quantidade respeitável de pelo menos 36 caças F-15 mesmo que usados, para segurar as pontas até que os Gripens realmente existam em números suficientes para garantir a defesa aérea de um país tão grande.
Como sempre, o andar da carruagem no Brasil é lamentável.

Argos
Argos
Reply to  Joao Moita Jr
12 dias atrás

F-15? Vc está falando sério? Não acredito nem em F-16 …

Marcos10
Marcos10
Reply to  Doug385
12 dias atrás

Acho que o Adriano foi irônico.

André Matos
André Matos
Reply to  Adriano silva
12 dias atrás

Mas é totalmente sem noção esta declaração…

Marcos Cooper
Marcos Cooper
Reply to  Adriano silva
12 dias atrás

se informe melhor então…

Paulo Lahr
Paulo Lahr
Reply to  Adriano silva
12 dias atrás

Relaxar com o que?

Jorge Knoll
Reply to  Adriano silva
12 dias atrás

ANO 2040 quando a maioria de não estaremos mais aqui

Tutu
Reply to  DOUGLAS TARGINO
12 dias atrás

Aproximadamente 47.

Renan
Renan
Reply to  Tutu
12 dias atrás

47??????
Operacionais não chega a 20. Dos 20, 10 prontos pra vôo. Dos 10, 5 voam periodicamente pra FAB tirar foto e fazer vídeo pra ganhar like em rede social. NADA, absolutamente nada a mais.
E como brasileiro eu agradeço. Isso deveria estar em museu. É um perigo pra população esse tipo de coisa lutando pra se sustentar em vôo em centros urbanos.

Francisco
Francisco
Reply to  Renan
12 dias atrás

Se isso for verdade, essas cinco unidades estão em canoas, por que aqui é voo atrás de voo o dia todo, no mínimo duas aeronaves decolam por dia.

Fernando Turatti
Fernando Turatti
Reply to  Francisco
12 dias atrás

Pois é, a César o que é de César… Em Uberlândia, entre 2017 e 2018 eu fazia academia na UFU durante a manhã, sendo bastante frequente avistar dois F-5 voando juntos nos céus mineiros.
Voar, voam. Se são úteis a história é outra.

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  Fernando Turatti
12 dias atrás

Que sejam úteis, sim. Aparelhos dessa índole são úteis para talvez uma segunda linha, ataque ao solo, reconhecimento fotográfico, etc. Mas mesmo assim, a idade e desgaste das células aumenta muito as probabilidades de acidentes.
Agora, em pleno 2020 é covardia esperar que eles façam muito mais do que se podia esperar deles lá pelos meados dos anos 80.
A sorte do Brasil é que está rodeado de países latinos mais ou menos na mesma condição.

Nilo Rodarte
Nilo Rodarte
Reply to  Renan
12 dias atrás

Moro em Boa Esperança, sul de MG. Tenho notado um movimento bastante atípico de caças F-5 passando por aqui. Sempre uma dupla que não tem como saber se é a mesma dupla. Já nem chama a atenção mais. Pelo menos uma vez por semana, nos últimos dois meses. Voando eles estão.

Flanker
Flanker
Reply to  Renan
12 dias atrás

você é da FAB? Se for, falou demais….se não for, falou o que não sabe…..

Lucianno
Lucianno
Reply to  Flanker
11 dias atrás

Os Mirage voavam e bem demais! Infelizmente foram aposentados por razões políticas. Sobraram essas sucatas dos F-5 que pelo visto nem voam mais.

Flanker
Flanker
Reply to  Lucianno
11 dias atrás

Outro que fala o que não sabe….

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  Renan
10 dias atrás

Não sabia que você tem acesso ao SILOMS. Sabe o que é isso? Passa a disponibilidade dos demais projetos pra nós.

Tutu
Reply to  Tutu
12 dias atrás

Obs: Me referi ao total.

Jorge Knoll
Reply to  DOUGLAS TARGINO
12 dias atrás

REDUZ PELA METADE

Jmgboston
Jmgboston
Reply to  DOUGLAS TARGINO
12 dias atrás

Douglas, mesmo com 100 aeronaves voce acha que nosso país esta bem defendido contra uma potência estrangeira respeitável? Sou capaz de afirmar que um único porta aviôes americano tem mais poder de fogo que toda a força aérea brasileira. Mas dinheiro para gordas aposentadorias de funcionários públicos não falta.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
12 dias atrás

Se atrasar um pouco mais vai chegar junto com o primeiro Gripen.

pgusmao
pgusmao
12 dias atrás

A palavra “posteriormente” é a base das Forças Armadas do país, tudo é planejado de uma forma e SEMPRE revisto para pior, não tem um programa militar nosso que seja cumprido no tempo planejado e na quantidade estipulada, a prioridade sempre é folha de pessoal e benesses para o alto oficialato.

Zorann
Zorann
Reply to  pgusmao
12 dias atrás

Perfeito!

Rui Chapéu
Rui Chapéu
12 dias atrás

É isso ai!

Vamos pagar a mais pelas Transferências de Tecnologia pra quando chegar a hora de usar as mesmas cancelar tudo!

Eduardo
Eduardo
Reply to  Rui Chapéu
12 dias atrás

Vamos pagar a mais pela transferência de tecnologia para, quando após muito tempo chegar, ela já estar superada.
E produzir só os 36 caças originais.

MMerlin
MMerlin
Reply to  Eduardo
12 dias atrás

Eu não tenho dúvidas que a FAB irá solicitar um novo lote que, em minha opinião, deve conter o mesmo número de aeronaves e manter as mesmas características (28/8) totalizando 72. O motivo de mais 8 aeronaves com dois assentos? Este faz tudo o que um monoplace faz, mas com menos alcance, mas que poderia ser utilizado com uma versão Growler de apoio. Ter em seu arsenal 72 aeronaves multi-role já está ótimo para o Gripen E/F. A partir da entrega da ultima versão, já pode ser pensado um novo NG, gerando as versões G/H, para um lote adicional de… Read more »

Last edited 12 dias atrás by MMerlin
Tutu
12 dias atrás

Está meio claro que os Mike não são mais a prioridade.

Last edited 12 dias atrás by Tutu
Fernando Turatti
Fernando Turatti
12 dias atrás

Status das forças armadas em 2020:

  • 100 bilhões de reais anuais
  • F-5FM ainda sendo modernizado
  • 82% do orçamento para pessoal

Se você não entendeu o erro, releia até ser capaz disso.

Antunes 1980
Antunes 1980
Reply to  Fernando Turatti
12 dias atrás

Devemos enxugar as forças militares em cerca de 60%.
Um país que nos últimos 70 anos não sofreu sequer algum tipo de ameça militarmente convencional, não pode contar com contingentes numerosos e onerosos aos cofres públicos.

Uma força militar deve ser extremamente enxuta e profissional, capacitada com o mais alto nível tecnológico.

Quando falaram que o Brasil tinha traços gigantescos de socialismo, duvidei. Porém sim, aqui parece um pais comunista/socialista. Com seus milhões de soldados sem a minima necessidade.

FABIO MAX MARSCHNER MAYER
FABIO MAX MARSCHNER MAYER
Reply to  Antunes 1980
12 dias atrás

Não se “enxuga” pessoal concursado. Eles simplesmente vão receber das FFAA enquanto estiverem na ativa, depois, aposentados, pensionistas e alguns deles, até as filhas… Leva décadas para enxugar quadro assim.

Nilson
Nilson
Reply to  FABIO MAX MARSCHNER MAYER
12 dias atrás

A forma de enxugar pessoal concursado é suspender os concursos de ingresso. É o que está sendo feito em todas as áreas do serviço público federal, exceto na caserna.

FABIO MAX MARSCHNER MAYER
FABIO MAX MARSCHNER MAYER
Reply to  Nilson
11 dias atrás

Concordo.

Dilbert_SC
Dilbert_SC
Reply to  Fernando Turatti
12 dias atrás

Tem muita pensão pra pagar. Aí não há dinheiro que chegue mesmo…
Será que as 4 pensões da Guerra do Paraguai ainda estão ativas??

Eduardo
Eduardo
Reply to  Dilbert_SC
12 dias atrás

Como assim pensão da guerra do Paraguai.

Dilbert_SC
Dilbert_SC
Reply to  Eduardo
11 dias atrás

Exato! Como assim pensão da guerra do Paraguai.
Sim, ainda pagamos pensão da guerra do Paraguai. Veja os links que o Salomon enviou.

Paulo Lahr
Paulo Lahr
Reply to  Dilbert_SC
12 dias atrás

EXATO. Como assim?

Salomon
Salomon
Reply to  Salomon
12 dias atrás
Dilbert_SC
Dilbert_SC
Reply to  Salomon
11 dias atrás

“Reduziram” porque houve uma falha na geração de mulheres na árvore genealógica

JSilva
JSilva
Reply to  Fernando Turatti
12 dias atrás

Para complementar: A única redução de efetivo que os militares se propuseram a fazer (redução de 10% em 10 anos) foi para acomodar o reajuste de seus soldos na “reforma da previdência”. Como o alto comando das Forças não se importa em ter orçamento para operação, manutenção e aquisição, já está na hora de estabelecer um limite de gasto de pessoal específico para as Forças Armadas, baseado no que é feito na Lei de Responsabilidade Fiscal, tipo: 70 ou 75% como limite máximo com pessoal. Infelizmente aqui no Brasil a discricionariedade não é usada de forma virtuosa, ninguém se impõe… Read more »

Last edited 12 dias atrás by JSilva
Eduardo
Eduardo
Reply to  JSilva
12 dias atrás

Esperar o que, de um sistema previdenciário totalmente impagável por ser deficitário? Da onde se aposentar com o último salário de contribuição???? Tem que ser a média do que contribuiu e não o último posto na carreira. Absurdo isso!

MMerlin
MMerlin
Reply to  JSilva
12 dias atrás

A Lei de Responsabilidade Fiscal declara que, para âmbito federal, o custo com pessoal não pode ultrapassar 50% da receita liquida. Já no âmbito estadual e municipal, este número sobe para 60%.
Ocorre que integrantes das FA não fazem parte do grupo federal. Assim, seu contingente não segue as regras da LRF.
Mas para as Forças exercerem seu dever com eficiência precisa de equipamentos com alto grau tecnológico e investimento pesado em treinamentos, imagine o valor que estaria disponível se o gasto com pessoal fosse de “apenas” 50% do orçamento.

Last edited 12 dias atrás by MMerlin
FighterBR
FighterBR
Reply to  Fernando Turatti
12 dias atrás

Cuidado. Os oficiais das FFAA não gostam que falem mal das pensões.

Rui Chapéu
Rui Chapéu
Reply to  Fernando Turatti
12 dias atrás

E ainda tem uns doidos que querem “intervenção militar”.

Se tiver intervenção militar quem vai comer lagosta e champagne vai ser a milicada.

Isso se já não comem tb né….

ANDRE DE ALBUQUERQUE GARCIA
ANDRE DE ALBUQUERQUE GARCIA
Reply to  Fernando Turatti
12 dias atrás

Prezado, qual a fonte desses dados?

Arariboia
Arariboia
Reply to  Fernando Turatti
12 dias atrás

O Brasil deveria fazer uma reforma muito profunda nas FAAs.
1-Tamanho
2-Missão
3-Equipamento
4-Treinamento/metodologia
5-Estrategia
6-Ciência e Tecnologia

Algo feito na Russia depois de 2008. É perfeito? Claro que não! Mas melhorou uns 80% do que era depois do fim da URSS. Se cortou muito do tamanho de tropas e bases… fora uma redistribuição e planejamentos amplos.

Resumindo tudo oque falta aqui. Não só para os militares mas para o serviço publico nos 3 níveis.

Yuri Dogkove
Yuri Dogkove
Reply to  Fernando Turatti
12 dias atrás

O presidente que ousar diminuir esses 82% os militares farão a mesma coisa que fizeram em 64…

BR Paraná
BR Paraná
Reply to  Yuri Dogkove
12 dias atrás

Isto tem uma enorme demência acontecer, no próximo governo, devido a postura das forças armadas no atual governo.

BR Paraná
BR Paraná
Reply to  BR Paraná
12 dias atrás

Onde esta escrito demência considerem tendência.

Allan Lemos
Allan Lemos
12 dias atrás

O contrato foi assinado em 2011,9 anos depois o produto ainda não foi entregue e ainda passa por atrasos,não sei se é para rir ou para chorar.Mas enfim,se não for para usar esses caças modernizados como “agressors” não faz nem sentido mantê-los na ativa.Vejo todo mundo aqui reclamando dos políticos,que negligenciam a defesa,mas a verdade é que os oficiais das 3 forças são de uma competência altamente questionável,não sabem nem ao menos fazer um planejamento decente,outro exemplo disso é terem deixado todos os submarinos irem para a manutenção há um tempo atrás,deixando a MB sem submarinos operacionais.É triste.

Vitor
Vitor
Reply to  Allan Lemos
12 dias atrás

Todos os contratos na época de 2007 a 2013 poderiam muito bem ter sido concluídos. O Problema era que o Governo Federal da época gostava de anunciar muitos projetos e fazer estardalhaço, mas na hora de executar contingenciava verba criando aquele ad eternum que nunca acaba gerando vários aditivos $$$.
Foi assim na Petrobras, nos estádios, na infraestrutura….

Victor Filipe
Victor Filipe
12 dias atrás

Noticia de outras forças armadas:

Fulano compra 32 Rafales
Ciclano compra 40 F-35
Beltrano encomenda 30 Su-35

Noticia das forças armadas brasileiras
Entrega da atualização do F-5 adiada… (uma aeronave que sinceramente não devia mais estar defendendo nossos céus)

JuggerBR
JuggerBR
Reply to  Victor Filipe
12 dias atrás

E Fulano, Ciclano e Beltrano nem é EUA, Rússia e China… É país médio pra baixo…

Vitor
Vitor
12 dias atrás

Os salários dos militares é uma Despesa Fixa, corrente e de longo prazo já muito bem mapeada pelo Governo Federal. O Problema do Orçamento é que o mesmo é pequeno para Despesas Operacionais e Investimento em novos equipamentos. Quando há contingenciamento do pouco que se tem então, fica difícil comprometer Milhares de horas de vôo ou manutenção de uma frota com baixa disponibilidade por causa de uma aeronave que não deve estar fazendo falta. Se separar os salários dos demais gastos no orçamento verão que o orçamento das FA é baixo e não que os salários são altos. Quando todos… Read more »

LED
LED
Reply to  Vitor
12 dias atrás

Disse exatamente tudo.

Rival Sensor
Rival Sensor
Reply to  LED
12 dias atrás

Para os néscios, talvez.

LED
LED
Reply to  Rival Sensor
12 dias atrás

Ueh, pq? O que vc sugere? Vc é militar?

Rui Chapéu
Rui Chapéu
Reply to  Vitor
12 dias atrás

E pq que toda vez que queriam “civilizar” a parte de controle de tráfego aéreo os militares são contra? Ah, jhá sei! Pq vão perder umas tetas pra mamar… Segue matéria do site do Senado de 2010 ! “Lohmann considera que a discussão gira em torno da gestão do Fundo Aeronáutico, hoje gerenciado pela Aeronáutica. Composto por taxas cobradas, por exemplo, de passageiros e empresas aéreas, a previsão é de que o fundo obtenha R$ 1,8 milhões em 2010, segundo o Portal da Transparência do governo federal. “Não há questões técnicas sendo discutidas nessa disputa, que é de poder. A… Read more »

Edson Parro
Edson Parro
Reply to  Rui Chapéu
12 dias atrás

Rui Chapéu;
trabalhadores civis, de órgãos de controle de tráfego aéreo, podem fazer greve?

Rui Chapéu
Rui Chapéu
Reply to  Edson Parro
12 dias atrás

To nem um pouco preocupado com greve.

Se quer fazer greve pede as contas, temos uns 13 milhões de desempregados prontos para pegar essa vaga.

Fábio
Fábio
Reply to  Rui Chapéu
12 dias atrás

Em que país você vive? “Se quer fazer greve pede as contas”… Aí vem o sindicato, faz trocentas exigências para não fazer greve, no final das contas a greve acontecerá, e os aeroportos do país ficarão paralisados. Já que você se incomoda com os militares vou dar um exemplo de como funcionavam as UPAs aqui no Rio de Janeiro: Há alguns anos as UPAs eram todas militares, com pessoal do Corpo de Bombeiros; médicos, enfermeiros, assistentes social… nem parecia que estávamos no Brasil. Mudaram e a tornaram civil, com empresas civis administrando as mesmas. Bem, nem preciso falar no que… Read more »

BR Paraná
BR Paraná
Reply to  Fábio
12 dias atrás

Fábio, as UPAS aqui no Paraná são bem administradas pelos seu gestores municipais, tem um ou outro que possam ter algum problema, porém no Rio de Janeiro a saúde pública está um caos, sendo que a população tem uma parcela enorme de culpa, elege mal seus políticos.

Xerem
Xerem
Reply to  Rui Chapéu
12 dias atrás

Exatamente ente ,ente ,ente e ente !!!!!!!

Rival Sensor
Rival Sensor
Reply to  Vitor
12 dias atrás

Vitor, me desculpe, mas não adianta esconder a realidade para baixo do tapete, vc está querendo se iludir, muitos cargos da aviação civil (o nome já diz) podem e devem ser ocupados por civis, não precisa de militares, reduzir a tropa e colocar profissionais é fundamental, acabar com o serviço obrigatório, acabar com o GTE, reavaliar se os institutos de pesquisa precisam ser estatais ou podem ser privatizados, tem muita coisa pra fazer, o que acontece é que não querem sair da zona de conforto, querem que tudo fique como está, salários em dia, pouco(ou nenhum) trabalho, promoções, aumentos de… Read more »

Last edited 12 dias atrás by Rival Sensor
Camargoer
Camargoer
Reply to  Rival Sensor
12 dias atrás

Caro Rival. As forças armadas brasileiras têm muitos problemas e motivos para serem criticadas, contudo é preciso focar nos problemas. Lembrando da lei de Pareto (80% dos custos estão relacionados a 20% das causas). O EB representa 67% do contingente militar, a MB 19% e a FAB 17%. Portanto, o maior problema está no EB. São cerca de 90 mil tropas cumprindo serviço obrigatório, custando cerca de R$ 1 bilhão por ano (ou 1% do orçamento militar). Portanto, o problema está no número de militares da ativa. Em relação ao GTE, os ministros que mais voaram este anos (segundo a… Read more »

Xerem
Xerem
Reply to  Rival Sensor
12 dias atrás

Se quiser eu assino 300 vezes !

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  Rival Sensor
10 dias atrás

Quem disse que os militares estão envolvidos com aviação civil. Já ouviu falar de uma tal de ANAC? E que o DAC foi extinto há anos?

JSilva
JSilva
Reply to  Vitor
12 dias atrás

O problema é que não é razoável separar os salários dos demais gastos no orçamento, para a sociedade o que importa é o orçamento total destinado às Forças Armadas, que é o terceiro maior da União. Os militares tem um instrumento de gestão muito bom na mão, que são seus quadros temporários, se tivessem um efetivo permanente menor que o quadro temporário poderiam se adequar com muito mais facilidade a esses períodos de aperto fiscal. Além do quadro temporário não gerar gastos permanentes com aposentadorias e pensões, não deixando passivos, eles permitiriam que nesses momentos o efetivo fosse reduzido para… Read more »

Edson Parro
Edson Parro
Reply to  JSilva
12 dias atrás

JSilva;
mas, e as aposentadorias dos militares da reserva, precisam fazer parte do orçamento da força ou deveriam estar no orçamento do INSS?

JSilva
JSilva
Reply to  Edson Parro
12 dias atrás

Edson Parro,

Como muitos militares fazem questão de ressaltar, quem vai para a reserva não se aposentou, pode ser convocado a qualquer momento, então, na minha opinião sim, tem que está no orçamento da Força. Agora se você me perguntar em relação aos reformados, aqueles que não podem mais ser convocados novamente, poderia ser debatida a retirada do orçamento da Defesa? Sim, poderia, desde que as idades para os reformados fossem compatíveis com as regras do regime geral e dos servidores civis.

Leonel Testa
Leonel Testa
Reply to  Vitor
12 dias atrás

Concordo Vitor, mas que essa ideia de ter um teto nos gastos com pessoal pra mim e a unica maneira de as forças armadas terem mais grana pra investimento e custeio

JuggerBR
JuggerBR
Reply to  Vitor
12 dias atrás

a FAB tem um efetivo grande envolvido na aviação civil, controle de trafego aéreo, Infantaria para guarnecer diversas bases em um país continental, orgãos de prevenção de acidente aéronauticos, institutos de pesquisa aeroespaciais,”
Pra maior parte disto acima existe a Infraero, estatal inchada que cobra tarifas nos aeroportos e que pode tranquilamente absorver estas atividades sem gerar mais despesas. Instituto de pesquisa não absorve um grande contingente, mas existe o MCT que poderia bancar, ao menos em parte, essa atividade.

Salim
Salim
Reply to  JuggerBR
12 dias atrás

Bases aéreas são poucas e estão reduzindo por falta aeronaves para operar. Aeroporto civil usa segurança civil. Força aérea e diretamente proporcional NR aeronaves e horas voadas, náo importa muito tamanho pais pois se usa aeroportos civis para desdobramentos e transporte.

Zorann
Zorann
Reply to  Vitor
12 dias atrás

Quanta bobagem!! Existe uma coisa chamada planejamento. Se a verba é insuficiente, ou irregular, ou sofre contingenciamento, você tem de prever isto em seu planejamento. Se a verba que “sobra” (é sobra mesmo, a prioridade é outra) é insuficiente para “despesas operacionais e investimento em novos equipamentos”, basta reduzir o efetivo (reduzindo a admissão, aumentando a quantidade de temporários, etc) para diminuir os gastos obrigatórios. O efetivo da FAB é enorme mesmo: tem de guarnecer um monte de bases sem aviões; tem de recriar os Comar para ter onde enfiar tanta gente; tem de manter o controle do tráfego aéreo… Read more »

Salim
Salim
Reply to  Vitor
12 dias atrás

Vitor, estamos entre os 10 maiores despesas Faas do mundo.FAB tem 74 mil efetivo, Israel tem 25 mil na força aerea.

Xerem
Xerem
Reply to  Vitor
12 dias atrás

Cara vou levar pra voce um jogo de toalha Teka para servir de babador da FAB que tem 60 mil barrigudos como e dorme , menos de 60 caças efetivos e que na sua maioria serve de cabide de emprego sim !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Wellington Góes
Wellington Góes
Reply to  Vitor
12 dias atrás

Por favor, diga-nos em que lugar do mundo o orçamento disponibilizado às forças armadas é contabilizado as despesas com aposentadorias e pensões?! E se houver, existe vinculação com os valores dos da ativa?!

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  Vitor
10 dias atrás

E todas as vezes que comparam nosso orçamento com o de outros países, lá a folha de pagamento certamente não está incluída. Cada País tem regras e leis diferentes das nossas.

Rafael
Rafael
12 dias atrás

Vergonhoso, essa é nossa realidade infelizmente. Isso serve pro pessoal parar de idealizar coisas fora da nossa realidade.

Adriano RA
Adriano RA
12 dias atrás

Opa! Já fica na Embraer para uma re-modernização. Afinal, o radar Grifo já está pra lá de obsoleto.

Flanker
Flanker
Reply to  Adriano RA
10 dias atrás

Obsoleto em relação à que? Qual equipamento?

Nilton L Junior
Nilton L Junior
12 dias atrás

Bem, é mais sensato não comprometer o parco orçamento como decidido em não realizar a quantidade de F-5 a serem atualizado uma vez que vai ser introduzido o F-39.

JuggerBR
JuggerBR
Reply to  Nilton L Junior
12 dias atrás

Mas serão anos recebendo os Gripen a conta gotas, até lá precisamos ter aeronaves em estado de uso, ou ficaremos voando com pipas, no máximo…

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  JuggerBR
12 dias atrás

Veja bem, todos os cenário possíveis e plausíveis para um confronto com algum pais vizinho esta descartado, claro que isso não significa que não possa ocorrer, nesse sentido a introdução a conta gotas vai encaixar nas condições reais.

João Bosco
João Bosco
12 dias atrás

Na minha opinião deveria ter um limite de gastos com pessoal das três forças, acabar com o serviço militar obrigatório – algo retrógrado e antiprofissional no mundo de hoje – e alguns esquadrões que acabam por atender interesses não militares – como o GTE, que serve de empresa aérea estatal para transportar políticos em fins de semana para suas fazendas e currais eleitorais – e transferir órgãos para outros setores do governo e até privatizá-los. Ademais, parar de pensar em interesse próprio e sim pensar na defesa da Nação. Temos um país de mais de 8,5 milhões de Km2 de… Read more »

Lucianno
Lucianno
Reply to  João Bosco
12 dias atrás

Imagina o custo para o país do alistamento de milhões de brasileiros todos os anos no serviço militar obrigatório, algo totalmente desnecessário, sendo que pouquíssimos irão servir de fato, o alistamento voluntário (em um país com 20 milhões de desempregados) iria muito mais que suprir as necessidades das Forças Armadas. Um grande desperdício de tempo e dinheiro do contribuinte.

Xerem
Xerem
Reply to  João Bosco
12 dias atrás

Tava indo ate bem ai desandou ao falar em F16 mais usados do que nossos F5 !

João Bosco
João Bosco
Reply to  Xerem
12 dias atrás

Poderiam ser uns Mirage 2000-5…….

João Bosco
João Bosco
12 dias atrás

corrigindo…. uns 17 mil Km2 de fronteira.

Zorann
Zorann
12 dias atrás

É uma vergonha!! Dentro de um orçamento de Defesa de mais de R$ 100 bilhões, não conseguem pagar R$ 276 milhões (que obviamente seriam pagos parceladamente) para modernizar 11 aeronaves. Isto se fosse pago a vista, representaria menos de 0,27% do orçamento da Defesa. Um gasto irrisório que não foi levado adiante por alegada “falta de verbas”. Diante da iminente redução de aeronaves de caça na FAB, por “não ter verbas” para adquirir novas, perdemos 8 F-5E modernizados na linha de voo, porque não quiseram gastar esta ninharia. Para a FAB, ter caças não é a prioridade. Não há nem… Read more »

João Bosco
João Bosco
Reply to  Zorann
12 dias atrás

Concordo plenamente contigo. a FAB preocupa mais com transporte do que com a defesa aérea. Se preocupasse, já teria adquirido aeronaves mais modernas e potentes para a função. Comprar caças de “perna curta” para um país continental – esqueceram de avisar à FAB as dimensões territoriais da nossa nação- mesmo de tecnologia avançada é contra senso. Modernizar F-5 é o mesmo que colocar um motor turbo num fusquinha 1968.
Ademais, alguém poderia me responder uma questão: Por que tantas bases militares e quarteis entre as regiões sul e sudeste do país?

pampapoker
pampapoker
Reply to  João Bosco
12 dias atrás

Antigamente os militares temiam um confronto com a Argentina. Há o quesito que a nossa guerra ,em nossas terras foi a guerra do ….. Paraguai.

LUCIANO PASSOS DOS SANTOS
LUCIANO PASSOS DOS SANTOS
12 dias atrás

F-5 M/FM = Fusca 78, roda aro 14, “tunado”, som Pioneer disqueteira para 12 CDs.
Um luxo!

JuggerBR
JuggerBR
Reply to  LUCIANO PASSOS DOS SANTOS
12 dias atrás

Disqueteira é coisa antiga… Usa som mp3 e bluetooth…

Lucianno
Lucianno
Reply to  LUCIANO PASSOS DOS SANTOS
12 dias atrás

O pessoal jura que é um baita caça de superioridade aérea capaz de enfrentar qualquer inimigo.

Flanker
Flanker
Reply to  Lucianno
12 dias atrás

Não é…claro que não! Mas, também não é a sucata que você e muitos outros pensam.

Nilo Rodarte
Nilo Rodarte
12 dias atrás

US$ 87 milhões pela modernização de onze aeronaves? Tudo bem que a grana está curta e que deve ser investido recursos é no Gripen, mas num contexto de Força Aérea Brasileira, sei lá, na minha ignorância, isso é dinheiro de pinga. Será que não valia mesmo a pena? Até porque, quanto custou os três efetivamente foram modernizados? Quanto desse dinheiro se perdeu e contratos e distratos?

Bruno Vinícius Campestrini
Bruno Vinícius Campestrini
12 dias atrás

Se eu fosse o Presidente da República, implementaria um planejamento para que em 20 ou 30 anos os efetivos das Forças Armadas fossem 50% menores do que o atual, os números que temos hoje são insustentáveis. Além disso, reduzir a aposentadoria dos militares para 70% do soldo certamente não faria mal.

jmoura 16195
jmoura 16195
Reply to  Bruno Vinícius Campestrini
12 dias atrás

por fsavor me diga quais as unidades do EB por exemplo deveriam ser extintas? quais as unidades navais ou OM da MB deveriam ser paradas. e finalmente quanto da FAB ira deixar de existir? pois para acabarmos com cargos de oficiais listados aqui como a causa do problema devemos tb extinguir os comandos q ele representam . por favor aguardo o seu planejamento operacional .

leonidas
leonidas
Reply to  Bruno Vinícius Campestrini
12 dias atrás

Esse tal de Bolsanaro é um COMEDIA
Quando a galera vai entender isso?
Lidar com ele é como lidar com lideres do tipo Idiamin Dada que fala uma coisa hoje e amanha conversa com uma pessoa e já mudou de posição.
E o pior é que não é só ele pelo visto, né?
Todo o alto comando militar brasileiro é como os ministros do STF, trabalhar que é bom nada, mas luxo?
Este esta garantido a revelia da miséria que supostamente passe a nação…

Saldanha da Gama
Saldanha da Gama
Reply to  leonidas
11 dias atrás

Meu caro, pelo visto e por sua visão, todo o problema começou há 2 anos…. falta de recursos, altos salários, pensões para filhas, netas “solteiras” mas bem “casadas”… vamos dar á César o que é de César… e parar de ouvir o berrante…..

Yuri Dogkove
Yuri Dogkove
12 dias atrás

As Forças Armadas brasileiras é uma grande MENTIRA! Ela só existe para justificar o dinheirão gasto em pessoal.

Yuri Dogkove
Yuri Dogkove
12 dias atrás

+ Soldo, – Equipamento! E assim a farsa continua…

Flanker
Flanker
12 dias atrás

Essa célula que falta ser entregue é a 4810, pois das 3 ex-Jordânia (4810, 11 e 12), a 4812 está operacional no Grupo de Caça e o 4811 caiu, com perda total, em 2018. Só para complementar: 4800 a 4805 = F-5B recebidos novos de fábrica em 1975/76, com os 5 restantes desativados em 1996. 4806 a 4809 = F-5F recebidos dos EUA, usados, em 1989/90. 4809 perdido em acidente no final da década de 90. Os 3 restantes foram modernizados. 4806 “pousou” sozinho em um campo nas cercanias da BASC em 2016, após ambos pilotos se ejetarem. Aeronave encontra-se… Read more »

LUCIANO PASSOS DOS SANTOS
LUCIANO PASSOS DOS SANTOS
12 dias atrás

Olha só o quê a tal de transferência de tecnologia nos proporcionou:
AMX (vulgo F-32) custou o dobro do valor unitário de um F-16;
AMX – o avião de combate mais subaproveitado da FAB;
A Embraer – só não foi concretizada a venda porque a BOEING deu pra trás (chineses de olhos arregalados aguardando o momento certo!).

E o pior de tudo: toda essa opereta financiada com o meu, nosso, vosso dinheiro suado!

Meus parabéns aos burocratas fardados.👏👏👏

Saldanha da Gama
Saldanha da Gama
Reply to  LUCIANO PASSOS DOS SANTOS
11 dias atrás

Bom dia LUCIANO!!! Exatamente!!! o pretenso tot serve para quê afinal? Pagar o preço de um corolla e receber um kwid? E deixar o kwid sem manutenção ou atualização? Abraços

André B
André B
Reply to  LUCIANO PASSOS DOS SANTOS
11 dias atrás

Considerar o A-1 como ter custado o dobro do preço do F-16 não é exagerado, especialmente ao se considerar que boa parte dos A-1 voaram por muito pouco tempo, foram estocados e nessa estocagem foram completamente destruídos por corrosão, em decorrência do armazenamento ter sido feito de forma incorreta. Como a FAB mantém tudo em segredo absoluto, aparentemente nunca ninguém foi punido. Vale observar que é previsto na Constituição que dano ao patrimônio público é imprescritível. Além disso, a Justiça Militar não tem competência para acobertar esse tipo de conduta criminosa, pois ações de improbidade tramitam na justiça comum. Nessa… Read more »

Jhon
Jhon
12 dias atrás

Governo brasileiro vai ter que fazer o mesmo que Vladmir Putin, encolher as forças armadas ; para sobrar +$$ para investimentos! Se não vamos virar uma força de filhas solteiras de militares

Diego Tarses Cardoso
Diego Tarses Cardoso
12 dias atrás

E aguardem pois com covid-19 a tendência é de mais programas atrasados.

Elias
Elias
12 dias atrás

É prezados, e pensar que nossos amigos yankees estão morrendo de raiva porque perderam alguns dos 187 F22 Raptor para um tornado.

FABIO MAX MARSCHNER MAYER
FABIO MAX MARSCHNER MAYER
12 dias atrás

O Brasil gastou uma nota preta para modernizar F-5, A-1 e A-4. Os F-5 ainda voaram modernizados, mas os ultimos são entregues obsoletos, de tanto de demorou, e A-1 e A-4, vão para o rol das piadas nacionais, aquelas que falam de milhões gastos encomendando trocentos itens, mas as entregas de limitam a 10 ou 12…

Guilardo Pedrosa
Guilardo Pedrosa
Reply to  FABIO MAX MARSCHNER MAYER
11 dias atrás

Enquanto se discute aqui sobre os F-5 e os Gripens, a SAAB acaba de informar que vai projetar e construir um novo caça de última geração para substituir o F-39 que o Brasil comprou. Ou seja, a tal transferência de tecnologia que encarece muito a compra dos aviões, nem sequer foi usada e já foi para o espaço. Coisas das nossas FFAA.

André B
André B
12 dias atrás

Bacana ver os comentários desta postagem. Vê-se que o pensamento crítico está sendo fortalecido. Não só a população em geral, mas também aqueles que possuem um interesse mais específico no assunto vêm firmando a conclusão de que a FAB precisa, urgentemente, rever sua missão e suas prioridades. Alguém reputou acima que seria até mesmo “má-fé” as críticas que os comentaristas fizeram. No entanto, controle de tráfego aéreo, Institutos e outros outros gastos são apenas uma pequena fração do orçamento e do pessoal. A aviação de transporte aparentemente se ocupa de missões que seriam facilmente executadas por, digamos, o Correios (sim,… Read more »

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  André B
10 dias atrás

Os A-29 não atuam ¨no grito¨. O Tiro de Detenção foi regulamentado em 2004, e tem sido aplicado. Não interessa a ninguém divulgar isso no Jornal Nacional. A FAB não precisa de holofotes. Falo com propriedade, como ex cmt do 2°/6° GAV, onde participei de inúmeras missões desse tipo, e nenhuma ¨no grito¨.
E, há uma enorme diferença entre visão crítica e besteiras. Besteiras fruto de total desconhecimento de causa. Pra não dizer outra coisa.

Fighting_Falcon
Fighting_Falcon
12 dias atrás

Por essas situações que não podemos esperar nesse momento entrar no desenvolvimento do novo caça junto com a Suécia.

Temos um longo dever de casa financeiro e cultural para fazer, a partir daí podemos ter essas perspectiva.

Luiz Antonio
Luiz Antonio
12 dias atrás

É…Nem os F5 escapam da histórica esculhambação planejada. Descobriram que não tem dinheiro. Quando terminarem a “modernização” já estará obsoleta. Não sei se sinto raiva, se sinto pena de mim mesmo, se sinto a burrice na minha cabeça em ainda ser otimista com resultados absurdos ou coisa parecida. Aí quando falo que os Gripens, pelo histórico de Banânia, se tornarão uma dor de cabeça em pouco tempo, por falta de recursos, etc, etc e que ainda tem gente inocente que espera um segundo lote, me chamam de pessimista. Aliás, não sei nem o motivo de ainda ler notícias assim. Fecha… Read more »

Gabriel
Gabriel
12 dias atrás

Felizmente o nível dos debatedores aqui, no geral, é “muito alto”.

A grande maioria desconhece a legislação, os conceitos, organização e as estruturas mais básicas das Forças Armadas brasileiras, bem como seu emprego nas atividades fins e subsidiárias, o que não é nenhum demérito.

Mesmo assim tem a “solução”, nunca antes pensada pelos Generais, Almirantes e Brigadeiros, com mais de 40 anos de estudos, aprimoramentos e dedicação as respectivas forças.

Faço votos que sejam competentes, bem sucedidos e tenham as melhores soluções, para todos os problemas, todos os dias, nas respectivas profissões, exatamente como fazem aqui.

Wellington Góes
Wellington Góes
12 dias atrás

Depois que coloco aqui que a FAB não passa de um grande Aeroclube, ainda tem “enteligente” querendo me passar sermão… Rsrsrsrs 🤭

leonidas
leonidas
12 dias atrás

Incrível a Índia compra dezenas de caças em um período de alguns poucos anos, e nós levamos décadas para desenrolar o FX para comprar uma ninharia.
E a mesma vergonha ocorre em processos de modernização, um número RIDÍCULO de aeronaves e reduzido mais ainda na escolha para modernizar e ainda assim se arrastam por ANOS!!!
Esse pais é uma VERGONHA MESMO…

Victor Filipe
Victor Filipe
12 dias atrás

comment image

Estamos entre os que mais gastam no mundo, mas duvido muito que as nossas forças armadas são melhores equipadas do que qualquer pais que aparece nessa lista… por deus, os EUA faz oque faz e não gasta mais do que 40% com pagamento de pessoal, imagina se o Brasil conseguisse gastar apenas 40% com pessoal ao inves de mais de 80% tem que ser muito cego pra achar que esse gasto com pessoal é aceitavel

Last edited 12 dias atrás by Victor Filipe
Zorann
Zorann
Reply to  Victor Filipe
11 dias atrás

O gasto com pessoal beira os 88%.

Saldanha da Gama
Saldanha da Gama
11 dias atrás

E ainda te muitos que acham que teremos um 2o e até 3o lote do Gripen chegando a 108 caças….Pergunto novamente, dado as notícias das modernizações sempre atrasando ou sendo postergadas, o que faremos ou desenvolveremos com o “Tot” que pagamos tão caro?

carvalho2008
carvalho2008
11 dias atrás

Grafico evolutivo do Ranking de despesas militares globais

https://youtu.be/muGvRYDd-lo?list=PLcbL1YWkIe2aQqAyBH9epfLgBhHMWLYjq

Icarus
Icarus
11 dias atrás

Quem ainda leva esse país a sério?

Guilardo Pedrosa.
Guilardo Pedrosa.
Reply to  Icarus
8 dias atrás

Concordo com o colega. O mundo já não nos leva a sério. Mas questiono dos amigos aqui, que sabem da matéria, algumas coisas que me parecem lógicas. Se nós não temos verbas para manter uma esquadra mesmo pequena, por quê ainda pretendemos ter um portaviões ?. Todas as bases da marinha e da FAB espalhadas pelo litoral do país já seriam suficientes para cobrir com jatos modernos a nossa pequena frota. Sabemos que não possuímos inimigos fronteiriços, sendo que apenas a Venezuela inspira algum cuidado, mas num teatro amazônico. Por quê então não modernizar os Leopards ? Por quê não.modernizar… Read more »