Home Aviação Militar Rússia inicia construção do primeiro bombardeiro estratégico PAK DA

Rússia inicia construção do primeiro bombardeiro estratégico PAK DA

5198
74
Concepção artística do PAK DA

MOSCOU — A Rússia iniciou a construção de seu primeiro bombardeiro furtivo estratégico dentro do programa PAK DA (Perspective Aviation Complex for Long-Range Aviation), também conhecido como “Produto 80” e “Courier”, disse à TASS uma fonte do complexo industrial militar.

“A produção dos elementos da estrutura da aeronave será realizada por uma das fábricas da United Aircraft Corporation (UAC); o desenvolvimento da documentação do projeto de trabalho está completo e o envio do material foi iniciado”, disse a fonte.

Outra fonte disse à TASS que a construção da cabine do avião já está em andamento. “A montagem final de toda a máquina deve ser concluída em 2021”, observou ele.

O serviço de imprensa do Tupolev Design Bureau absteve-se de comentar a construção do primeiro PAK DA.

Em dezembro de 2019, o vice-ministro da Defesa Alexey Krivoruchko disse ao jornal Krasnaya Zvezda que o projeto do avião havia sido aprovado e que o Tupolev Design Bureau começou o desenvolvimento da documentação de projeto em funcionamento, com a criação de peças e elementos do teste de unidades do PAK DA. Em fevereiro de 2020, Krivoruchko anunciou que o primeiro motor do avião começará a ser testado este ano.

Concepção artística do PAK DA

O novo avião

Sabe-se que o PAK DA foi projetado usando o esquema de asa voadora. A máquina contará com tecnologias e materiais que reduzem a visibilidade do radar (tecnologia furtiva). O avião será subsônico e poderá transportar mísseis de cruzeiro atuais e futuros, bombas de precisão e armas hipersônicas; ele será fornecido com os mais novos equipamentos de comunicação e interferência.

Modelo de túnel de vento de uma das possíveis configurações do PAK DA

FONTE: TASS

Subscribe
Notify of
guest
74 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
charles
charles
5 meses atrás

Quem será o primeiro a levantar do chão com seus novos bombardeios? Russos, Chineses ou Americanos?

Andre
Andre
Reply to  charles
5 meses atrás

Aposto um rim que os russos serão os últimos, se é que realmente sai do papel .

Yuri Dogkove
Yuri Dogkove
Reply to  Andre
5 meses atrás

Espero que vc ainda tenha os dois (rim)…

Andre
Andre
Reply to  Yuri Dogkove
5 meses atrás

Quer por o seu na reta?

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  Yuri Dogkove
5 meses atrás

Kkkkk Nice shot sir

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  Defensor da liberdade
5 meses atrás

Pois eu aposto os dois rins do André que o Brasil ganhará essa corrida!!!

Karl Bonfim
Karl Bonfim
Reply to  Yuri Dogkove
5 meses atrás

Já eu aposto um dólar furado, que o avião do Tio San voa primeiro, aí eu posso cobrir a aposta (ainda tenho alguns dólares que sobraram da última viagem a Orlando FL). Além do mais, ainda tenho os dois rins, mas gosto muito deles!!

Kkkkkkkkkk!

Maurício Veiga
Reply to  Karl Bonfim
5 meses atrás

Voar é uma situação e estar plenamente operacional é outra, se levarmos em consideração e a título de comparação o F22 e F35, a aeronave americana vai ser a princesa dos hangares e não dos ares!!!

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Andre
5 meses atrás

Que parte da frase ‘Russia inicia construção do primeiro bombardeio estratégico PAK-DA’ vc não entendeu?

Com a Rússia e a China se armando até os dentes, acho melhor os EUA prepararem o lombo.

Acho que o resto da OTAN pula fora dessa roubada.

Gabriel
Gabriel
Reply to  Antoniokings
5 meses atrás

Você ainda não percebeu, que nenhum comentário que faz, pois vive em um mundo “paralelo”, é levado a sério?

fewoz
fewoz
Reply to  Gabriel
5 meses atrás

Na verdade acho que o hobby do kings é ser negativado. Não é possível haha

silas
silas
Reply to  Gabriel
5 meses atrás

kkkkk… boa

Glasquis7
Reply to  Andre
5 meses atrás

Por favor, ninguém quer rim…

Mas se alguém tiver um fígado pra apostar eu topo!

Luiz Galvão
Luiz Galvão
Reply to  charles
5 meses atrás

Novos porque estão sendo projetados/construídos agora, mas o conceito de asa voadora é alemão e voou pela 1a vez em 1944!

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Luiz Galvão
5 meses atrás

O conceito de asa voadora é antigo, foi patenteado por Junkers em 1910, mas o primeiro voo de uma asa voadora propriamente dita foi realizado por um frances em 1933 com um planador chamado AV3. em 1933 tambem voou dois prototipos alemães H1 e H1 da hortem os americanos conseguiram o primeiro voo em 1937 com o Freel Flying Wing

Andre
Andre
Reply to  Luiz Galvão
5 meses atrás

O conceito é mais antigo com a Junkers tendo registrado em 1910. Durante as décadas de 20 e 30 as principais potências voaram planadores, com modelos alemãs, franceses, americanos, soviéticos….

Os primeiros protótipos motorizados foram o northrop n-9m em 1942 e o ho229, que foi o primeiro com dois motores a jato, em 1944.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  charles
5 meses atrás

acredito nos xinos, mas os não tem pressa, eles já tem bombardeiro furtivo a décadas

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Carlos Campos
5 meses atrás

#os EUA

EDUARDO NEVES
5 meses atrás

Interessante, os Russos seguem bem posicionados no jogo…

André Luís
André Luís
5 meses atrás

As primeiras fotos mostram a expectativa. E a foto do túnel do tempo mostra a realidade. rs!

Andre
Andre
Reply to  André Luís
5 meses atrás

E quanta diferença. Padrão TASS de informação.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Andre
5 meses atrás

É que os russos estão se precavendo para que o avião não solte o revestimento, super-aqueça os motores ou se esborrache no chão a todo momento.

Russos são muito cautelosos.

Conan
Conan
Reply to  Antoniokings
5 meses atrás

Tenho orgulho dos nossos camaradas soviets, são sempre os primeiros em tudo, principalmente em espatifar aeronaves como o Concordovsky TU-144 na frente de todo mundo em Le Borget. Também não perderam a mania de copiar os projetos dos demônios capitalistas do norte, fazer o que, como sempre…siga o líder!!

Jack
Jack
Reply to  André Luís
5 meses atrás

Bem observado Andr

Hélio
Hélio
Reply to  André Luís
5 meses atrás

Faz muito tempo que os russos disseram que o PAK DA não seria uma asa voadora.

Andre
Andre
Reply to  Hélio
5 meses atrás

Pois é, mas o que esperar da Tass…

Evgeniy (RF).
Evgeniy (RF).
Reply to  Hélio
5 meses atrás
O Ministério da Defesa da Rússia e o comando da Força Aérea da Rússia não concordam com você.

Produto 80, esta é uma asa voadora subsônica, como já foi dito.

Mirade
Mirade
Reply to  André Luís
5 meses atrás

O desenho tem que ser refinado. A arte do avião não quer dizer que ele necessáriamente vai ter este desenho.

Brunow
Reply to  André Luís
5 meses atrás

A primeira foto é um desenho de entusiastas da internet, não tem relação nenhuma com o projeto oficial do PAK DA. O modelo do túnel de vento sim, este tem relação com o projeto, que aparentemente muito semelhante com o não construído T-4MS, com pequenas asas de geometria variável…
Sobre “voar primeiro”, tanto americano quanto Chineses estão há mais tempo nos seus projetos B-21 e H-20, por isso voarão e se tornarão operacional primeiro. Este Russo só depois de 2030 para tornar operacional..

Evgeniy (RF).
Evgeniy (RF).
Reply to  Brunow
5 meses atrás

O modelo no tubo, este é um revestimento civil cujos motores são removidos no Photoshop, não tem nada a ver com a realidade.

Brunow
Reply to  André Luís
5 meses atrás

O T-4MS era um projeto da Sukhoi do início da anos 70 que não foi construído, o Tu-160 da Tupolev posteriormente tomou seu lugar, mas era inferior ao primeiro em alcance, capacidade de carga e com EPR mais alto..

Last edited 5 meses atrás by Brunow
Andre
Andre
5 meses atrás

Imagino que a trilogia tenha seguido o original, mas está bastante obivio que se trata da construção do primeiro protótipo, certo?

E em seguindo o padrão de desenvolvimento do su57, deve ficar operacional quando a China e o EUA estiverem testando seus aviões de 5++ geração.

Agora, se não é o foco/doutrina/objetivo (ou sei lá que outras desculpas o fãs usam) da Rússia desenvolver novos aviões stealth, porque começam? Deveriam abandonar de vez e comprar os novos aviões chineses, já que seus ICBMs garantem que não serão invadidos no futuro razoável.

Teropode
Reply to  Andre
5 meses atrás

Começam para fomentar e dar ocupação para seus milhares de engenheiros das diversas áreas é adsim que se deve agir para garantir a sobrevivência das industriad locais , agem corretamente .

Mirade
Mirade
Reply to  Andre
5 meses atrás

Não comprariam aviões chineses porque eles tem uma industria de defesa e não necessitam importar sendo que eles são desemvolvedores de tecnologia. Muito mais que os chineses que não dominam totalmente tecnologias como a construção de motores aéronauticos. Ademais eles tem que dar empregos para russos e não para outros países.

Rene Dos Reis
Rene Dos Reis
5 meses atrás

Impressionante como essas super potencias militares não abrem mão dos bombardeiros estratégicos a França não me lembro se operou algum Inglaterra não deu conta, com os custos e a complexidade aumentando ainda mais vamos ver qual a próxima a abrir mão de tal arma.

Alexandre Esteves
Alexandre Esteves
Reply to  Rene Dos Reis
5 meses atrás

A França operava o Mirage IV – um “pequeno” bombardeiro estratégico (se comparado ao Vulcan inglês e aos bombardeiros americanos e russos).

Rene Dos Reis
Rene Dos Reis
Reply to  Alexandre Esteves
5 meses atrás

Ahh sim se era dedicado a tal missão pode ser considerado ne , obrigado pela informação

Jhon
Jhon
5 meses atrás

Enquanto no Brasil a discussão é quem governa 2022, somos o país do futuro, um futuro que não acontece; ” quem sonha dorme, quem trabalha conquista”. Assim no Brasil quase nada acontece!

Johnny
Johnny
Reply to  Jhon
5 meses atrás

Valeu pelo seu otimismo contagiante. kkkk

Teropode
Reply to  Jhon
5 meses atrás

Parabéns para seu realismo sóbrio.

Overandout
Overandout
5 meses atrás

Os russos e chineses estão quase chegando ao nível do B2 americano…30 anos depois rsrs

Victor Filipe
Victor Filipe
5 meses atrás

Se ele seguir a concepção artística e o mockup que foi mostrado nos tuneis de vento eu sinceramente duvido muito que ele chegue se quer perto de ser tão furtivo quanto o B-2, B-21 Americanos e o H-20 chines o porque disso? o desenho do cockpit quebra totalmente com as linhas furtivas de uma asa voadora, por ser um bombardeiro a estrutura naturalmente será grande e vai gerar um reflexo no radar ainda maior. claro, ele ainda vai ser bem mais furtivo que um Tu-95 ou Tu-160, isso nem esta sendo questionado, mas duvido que vai chegar no patamar dos… Read more »

Mirade
Mirade
Reply to  Victor Filipe
5 meses atrás

Ele nem construido foi e ja estão sendo desacreditado. Imagino que se ele for construido com a forma e mais materiais compostos (não metalicos) mais leves e que não refletem radar vai conseguir ser até melhor pois eles ja conhecem o eco de radar da concorrencia.

Matheus Santiago
Matheus Santiago
Reply to  Mirade
5 meses atrás

Sinto muito em discordar, mas a real é que a notícia toda é para se desconfiar. Primeiro: O TASS informa que conseguiu essa informação da construção do bombardeiro de uma fonte anônima do setor do complexo industrial, nem mesmo a Tupolev se pronunciou sobre esse caso. Há de se desconfiar. Segundo: Na própria notícia do TASS afirma categoricamente que o projeto do bombardeiro será do conceito de asa voadora, coisa que não é mais verdade. O mecanismo atual do Tu-160 é o NK-32 assim como certas aviônicas como o radar serão totalmente implantadas no projeto do novo bombardeiro. Isso faz… Read more »

Adriano Madureira
Adriano Madureira
5 meses atrás

Não duvido da construção do tupolev, muitos desdenham dopak-fa, mas ele está aí, é uma realidade, não em grande número como o raptor ou o JSF, mas está voando, apesar de dizerem que ele não exista e sim somente protótipos…

Com o tupolev PAK-DA, será o mesmo, será feito em banho Maria, em poucas unidades.

Apesar de tudo, os russos não param de lançar meios navais, aéreos e terrestres.

Parabéns a eles…

Mirade
Mirade
Reply to  Adriano Madureira
5 meses atrás

logicamente o custo vai ser muito alto, mas um avião construido na Russia é bem mais barato que um equivalente construido nos EUA

Lucianno
Lucianno
Reply to  Mirade
5 meses atrás

O custo dos aviões militares russos é subjetivo porque todas empresas estão na mão do Governo Russo, diferentemente dos USA (e Europa), onde as empresas são particulares e portanto os custos envolvidos são reais.

XFF
XFF
Reply to  Adriano Madureira
5 meses atrás

Disse tudo, Adriano Madureira!. Uns 7 anos atrás, algumas pessoas aqui diziam que o SU-57 não iria sair do papel e que os Russos não tinha dinheiro e tal, mas hoje o SU-57está aí. Mesmo com a saída dos Indianos do projeto, os Russos continuaram desenvolvendo o S-57 e hoje é realidade.

Last edited 5 meses atrás by XFF
Filipe Prestes
Filipe Prestes
5 meses atrás

Na foto do túnel de vento tá mais pra um Tu-160 meio gordo do que o conceito da primeira foto

Nilton L Junior
Nilton L Junior
5 meses atrás

Bem isso não é impossível a questão é se isso é factível conforme o TASS publicou.

Alexandre Cardoso
Alexandre Cardoso
5 meses atrás

Até estranho o Irã não estar propagandeando que já possuem um bombardeiro estratégico pronto ou no mínimo um projeto. Ainda não esqueci daquela maquete com asa estranha que acho, a uns dois anos apresentaram como um caça novo. E depois apresentaram um F5, “com peças nacionais”.

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  Alexandre Cardoso
5 meses atrás

O Irã não precisa de bombardeiro para acertar seus inimigos.

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Defensor da liberdade
5 meses atrás

kkkkkk faz sentido kkkk

Gabriel BR
Gabriel BR
5 meses atrás

Meus parabéns aos russos

Francisco Vieira
Francisco Vieira
5 meses atrás

Haja dinheiro para uma economia quase igual à brasileira – que não consegue (ou não pode) fazer um míssil voar mais de 300 Km de distância.

737-800RJ
737-800RJ
Reply to  Francisco Vieira
5 meses atrás

Francisco, caso você esteja se referindo ao AV-TM 300 “Matador”, o mesmo terá restrição de alcance de 300 quilômetros APENAS em sua versão para EXPORTAÇÃO. Como o próprio oficial responsável pelo projeto falou em uma entrevista, nosso míssil de cruzeiro terá o alcance que o EB solicitar. Alguns participantes da Trilogia, em vários debates sobre o tema, chutaram que o mesmo pode passar tranquilamente dos 1000 quilômetros de distância, dependendo apenas do espaço reservado ao combustível, já que sua turbina, se não me engano da Polaris, tem vida útil de 24 horas.

José
José
5 meses atrás

Esse tal de André é o novo nick do finado HMS_TIRELLIS , ou algo parecido?

XFF
XFF
Reply to  José
5 meses atrás

HMS_TIRELLIS sumiu. Acho que ele mudou de nick. Esse aí é o homem de mil nicks.

Washington Menezes
Washington Menezes
Reply to  José
5 meses atrás

Só pode

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
5 meses atrás

Se voar mais rápido que o F-35 sem se desmanchar no ar já vale a pena.

Karl Bonfim
Karl Bonfim
5 meses atrás

Não sei se o avião russo voa primeiro, ou por último que os bombardeiros americano e chinês, mas se sair igual ao da concepção artística, na minha opinião vai ser uma aeronave “bonita e elegante”!

Last edited 5 meses atrás by Karl Bonfim
Junior galvao
5 meses atrás

Os russos estao chegando atrasados a china esta tomando o lugar que sao deles em termo equipamento militares

Marcelo
Marcelo
5 meses atrás

Bem atrasados em relação a maior potência do mundo kkkk

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  Marcelo
5 meses atrás

Quem tem mais inimigos tem que ter pressa em se armar mesmo. A Rússia tem feito valer sua influência através da política, vide o Oriente médio.

Marcos10
Marcos10
5 meses atrás

A verdade é que os russos ainda operam meios modernizados que foram desenvolvidos na era Soviética.

O SU-57, única novidade, segundo os indianos, não é uma aeronave furtiva. Não tenho, por hora, crença que esse bombardeiro venha a ser furtivo.

Luiz Antonio
Luiz Antonio
5 meses atrás

Não sou especialista em aeronáutica obviamente e pelos antecedentes de aeronaves com esse conceito, os voos são sempre muito críticos e por essa característica, extremamente dependentes de controles de voos comandados por softwares bem arquitetados e confiáveis. Vamos aguardar quando essa nave voar de verdade.Bonita ela é e segundo a “lenda” Kelly Jonhson, “se o avião é bonito, voa bem.”

Italo Souza
Italo Souza
5 meses atrás

Bonito, parece bem desenvolvido.

Lucianno
Lucianno
5 meses atrás

A United Aircraft Corporation é uma empresa russa com 80% das ações pertencentes ao estado. As empresas pertencentes ao grupo são: Sukhoi, Mikoyan, Tupolev, Irkut, Ilyushin, Beriev e Yakovlev.

Luís Henrique
Luís Henrique
5 meses atrás

Entre 1994 e o ano 2000, os EUA produziram 21 bombardeiros B-2 Spirit. Nos últimos 20 anos, os EUA produziram Zero bombardeiros estratégicos. A Rússia possui 17 Tu-160, todos estão sendo modernizados e a Rússia está construindo 10 Novos. Ou seja, antes da entrada em serviço dos novos Pak-Da, a Rússia já está para receber 10 Tu-160M2 Novos de fábrica, além de modernizar os 17 que já possui. A China não tem nada próximo ao Tu-160. Está mais adiantada com o H-20, mas precisa muito mais que a Rússia…a Rússia já possui uma boa frota de bombardeiros com 60 Tu-22M3… Read more »

Flanker
Flanker
Reply to  Luís Henrique
5 meses atrás

Esses são os números da Rússia . Já os EUA possuem 61 B-1B, , 58 B-52H ativos, além 18 exemplares na reserva e mais 12 armazenados e 20 B-2.

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Flanker
5 meses atrás

Sim, apesar da economia americana ser muito maior e seu orçamento militar também, a Rússia mantém um certo equilíbrio quantitativo em bombardeiros. 60 Tu-22M3 (30 serão modernizados para Tu-22M3M vs 61 B-1B 55 Tu-95MS vs 58 B-52H 17 + 10 Tu-160M2 vs 20 B-2 Spirit Agora com a ascensão da China, os EUA pretendem entre 80 à 100 B-21 Raider, e alguns citam que este número pode chegar em 180 à 200 B-21 no futuro. Apesar do custo do Pak-Da ser de cerca de 1/3 do B-21, duvido que a Rússia conseguirá adquirir tantos Pak-Da. Se bem que o objetivo… Read more »

bit_lascado
bit_lascado
5 meses atrás

Pra mim a Russia foi ultrapassada pela China nas aeronaves de stealths, se ver os projetos russos parecem menos refinados que seus equivalentes americanos e chineses.

Luiz Floriano Alves
Luiz Floriano Alves
Reply to  bit_lascado
5 meses atrás

Só falta a Embraer criar uma versão “Bomber” do Millenium. Com a porta traseira disponível podemos instalar uma esteira liberadora de carga que o Bomber está feito. Vai vender mais do que o cargueiro, que não tem muitos no mercado.

Observador
Observador
5 meses atrás

Com a recessão causada por essa pandemia, com o baixo preço do petróleo, e com as sanções impostas por causa da interferência na Ucrânia, eu duvido que isso aí saia do papel em menos de 15 anos.