Home Aviação de Treinamento Raytheon ganha contrato de treinamento de pilotos do Afeganistão

Raytheon ganha contrato de treinamento de pilotos do Afeganistão

1289
5
A-29 Super Tucano do Afeganistão

A Raytheon Intelligence & Space anunciou em 12 de maio que recebeu um contrato do Exército dos EUA para continuar treinando pilotos da Força Aérea Afegã.

Sob o acordo, no valor de até US$ 145 milhões, a Raytheon realizará um treinamento de voo inicial para o Gabinete Executivo de Simulação, Treinamento e Instrumentação do Programa do Exército dos EUA.

Os estudantes afegãos frequentarão a escola de voo em países terceiros na Europa e no Oriente Médio. A Raytheon fornecerá treinamento personalizado, incluindo instruções de sala de aula sobre aeronaves, de asa fixa e de asa rotativa.

“Os especialistas em treinamento da Raytheon ajudam a Força Aérea Afegã a desenvolver uma linha de produção de pilotos e oficiais qualificados”, disse Bob Williams, vice-presidente de soluções globais de treinamento da Raytheon Intelligence & Space.

A Raytheon lançou seu programa de treinamento de pilotos da Força Aérea Afegã em 2010. Ele expandiu desde então seu foco original na proficiência básica em voos para abranger qualificações avançadas de aeronaves e técnicas de voo.

Subscribe
Notify of
guest
5 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marcos10
Marcos10
5 meses atrás

A Raytheon vai treinar os pilotos afegãos em seus aviões ou nos da Embraer?

Luiz Galvão
Luiz Galvão
5 meses atrás

Isso aí é mais um lance do quebra-cabeças que foi montado para que a retirada dos EUA se concretize.

Se é a Raytheon ou qualquer outra empresa americana, não interessa. O fato é que os EUA vai cobrar caro, através desses tipos de contrato, para saírem.

Marcos10
Marcos10
Reply to  Luiz Galvão
5 meses atrás

Vai cobrar caro de quem?

Salim
Salim
5 meses atrás

EUA visa bloquear treinamento afegão em território americano. EUA fechando e se isolando cada vez mais. Foi assim antes da primeira e segunda guerra.

nonato
nonato
5 meses atrás

Antes, esses treinamentos eram realizados nos Estados Unidos?
Mas houve um problemas com um aluno afegão?