Home Aviação Comercial Bolsonaro diz que governo poderá negociar venda da Embraer com outra empresa

Bolsonaro diz que governo poderá negociar venda da Embraer com outra empresa

4713
169
Embraer E175-E2

O Estadão noticiou que o presidente Jair Bolsonaro disse nesta segunda-feira, 27, que o governo pode negociar a venda da Embraer para outra empresa, depois que a americana Boeing anunciou no fim de semana que desistiu da compra da divisão de aviação comercial da brasileira.

Bolsonaro destacou que a decisão cabe a ele, já que o governo federal tem a chamada golden share, que dá ao governo poder de veto em decisões estratégicas na empresa.

“Estamos avaliando, tenho o golden share, é minha, eu assino, tá? Se o negócio realmente for desfeito, talvez recomece uma nova negociação com outra empresa”, disse ao sair do Palácio da Alvorada ao lado do ministro da Economia, Paulo Guedes.

Subscribe
Notify of
guest
169 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Gabriel BR
Gabriel BR
1 mês atrás

Estou torcendo para os chineses comprarem!

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Gabriel BR
1 mês atrás

Gabriel BR

Também torço, mas não creio que os chineses tenham interesse, visto que, tirando a área de jatos executivos, eles têm corporações industriais na área que são bem maiores que a EMBRAER.
E com planos próprios de mercado.
É importante relembrar que o mercado de aviação regional chinês não é muito forte, tendo em vista a concorrência com a crescente malha de trens de alta velocidade.

Alessandro
Alessandro
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

O “nacionalismo” de vcs é tão verdadeiro quanto uma nota de 3 reais.

CAPACHO sempre será CAPACHO para o resto da vida só troca os donos, a diferença de um vcs para os fanboys dos americanos é apenas na retórica vazia e falsa.

Chevalier
Chevalier
Reply to  Alessandro
1 mês atrás

Isso é histórico no esquerdismo brasileiro, o nacionalismo deles é somente anti-americanismo. A KGB ja recrutava informantes dentro da “burguesia nacionalista” da época porque sacou isso logo.

Kommander
Kommander
Reply to  Chevalier
29 dias atrás

Capacho de americano querendo falar de capacho de chinês
É pra rir ou pra chorar?
O sujo falando do mal lavado.

Teropode
Reply to  Kommander
29 dias atrás

A diferença é que o capacho americano não se disfarça de patriota , não são hipócritas 😂😂😂

nonato
nonato
Reply to  Alessandro
29 dias atrás

Há uma diferença enorme em quem apoia a democracia ocidental e os que apoiam o comunismo russo e chinês.
Basta ver o resultado dos países derrotados pelos Estados Unidos na segunda guerra mundial e dos outros países aliados e o dos países que foram invadidos, mesmo sem serem inimigos, pela União soviética…
Dispensa comentários.

MMerlin
MMerlin
Reply to  Gabriel BR
1 mês atrás

Difícil. De modo informal, as empresas ligadas transmissão de dados (europeias e americanas) já estão avisando, em novos projeto, para não serem incluídos equipamentos que sejam originados da China ou que contenham componentes do mesmo. Empresa voltadas a automatização industrial estão seguindo a mesma linha. O que está gerando uma grande dor de cabeça para quem monta os planejamentos. Se o Brasil estivesse mais preparado ajudaria bastante, mas está difícil encontrar fornecedores aqui. Efetuando uma sondagem, dizem que as especificações não vieram das áreas técnicas e sim, das áreas executivas.

MMerlin
MMerlin
Reply to  MMerlin
1 mês atrás

Apenas estou relatando o que está acontecendo no meu dia a dia, uma vez que trabalho com ambas as áreas.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  MMerlin
1 mês atrás

A Huawei ganhando contratos no Mundo inteiro e os chineses expandindo seus serviços de computação nas nuvens e vc vem me dizer que não estão incluindo equipamentos chineses.
Só Trump, tal qual Dom Quixote, continua seguindo nessa batida que vai dar direto no muro (ou no moinho de vento).

MMerlin
MMerlin
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Como comentei Antonio, apenas relato o que me está sendo determinado aonde trabalho e especificado pelo meus clientes em contratos de automatização.
Garanto que está difícil encontrar fornecedores de determinados equipamentos, principalmente devido ao custo. Aí é uma questão de negociação.
Mas sei que sua visão da realidade é muito diferente da minha. Então ficamos por aqui.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  MMerlin
1 mês atrás

‘Apesar do esforço dos EUA para conter o avanço da Huawei Technologies Co, a empresa tornou-se a maior fornecedora de equipamentos de telecomunicações para rede 5G com 91 contratos em todo o planeta. A empresa chinesa tem acordos comerciais predominantemente com a Europa (47), com a Ásia (27). Os outros 17 são em outras regiões do globo.’

https://www.poder360.com.br/tecnologia/mesmo-com-resistencia-dos-eua-huawei-soma-maioria-dos-contratos-5g-no-mundo/

Augusto L
Augusto L
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Não é so o Trump não, a União Europeia, Australia, Japão, Nova Zealandia, os países da Associação Européia de Livre Comércio e o RU já anunciaram medidas de restrição da Huawei.
Ninguém baniu a empresa igual os EUA mas todos estão impondo barreiras.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Augusto L
1 mês atrás

O que não importa muito para a Huawei, contanto que eles comprem as dezenas de milhares de antenas e equipamentos de 5G como estão fazendo. Os países que bloquearam foram EUA, Japão, Austrália e Nova Zelândia. Os outros apenas colocaram algumas restrições que não impedem a enxurrada de vendas dos chineses. Até Boris Johnson, fiel aliado de Trump, autorizou a Huawei a operar no R.U. E não adianta esconder a cabeça debaixo da terra. Se não usar equipamentos da Huawei, vai gastar mais e ficar para trás, visto que esses equipamentos são melhores e mais baratos.

Augusto L
Augusto L
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Claro que importa, os maiores mercados estão nos países desenvolvidos alem é claro da própria China, inclusive os EUA ja tem capacidade instalada maior que a Chinesa.
E o único governo que baniu a empresa chinesa foi os os EUA, os outros colocaram somente restrições, ai varia de país para país, os que tem acordos de livre negócios importantes com os EUA estão tendo que limitar bastante as empresas chinesas.

JuggerBR
JuggerBR
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Autorizar a ter filial em solo britânico não é comprar equipamentos. Só serve pra gastar com estrutura sem ter pra quem vender…

marcus
marcus
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

Mais baratos podem até ser, melhores nunca!!!! Tenho uma lavadora da Suggar com motor elétrico Chinês, o motor durou exatos 2 anos.
A minha falecida avó, tinha uma maquina de lavar da Arno, com motor elétrico WEG, fabricado no Brasil.
Ela utilizou por 6 anos, quando ela faleceu, doei para uma instituição de caridade, funcionando a todo vapor.
É só um exemplo de produto, com tecnologia amplamente conhecida a quase um século, que a Chinesada não consegue produzir com qualidade.

Kemen
Kemen
Reply to  Antoniokings
29 dias atrás

Ganhou contratos inclusive no Brasil. O equipamento/sistema que conheço é bom e foi barato. O que sai caro são os upgrades e modificações eventuais que se queiram introduzir, bom isso vale também para os equipamentos norte americanos que conheço, pedir a introdução de uma coisa nova que não foi prevista no projeto original, exige um desdobramento adicional da equipe do fabricante.

francisco Farias
francisco Farias
Reply to  Gabriel BR
1 mês atrás

Estou torcendo para que ela continue no Brasil. Se for vendida para outro pais eu quero mais é que ela se exploda.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Gabriel BR
1 mês atrás

Eu estou torcendo para que não! Uma boa opção seria a Saab poderia dar certo, mas é só uma especulação não creio que estejam tendo conversas para essa união.

Marcos
Marcos
Reply to  Gabriel BR
1 mês atrás

Chineses ja faziam espionagem quando a Embraer fabricava por lá, agora vem com esse papo? Os caras cagam na nossa cabeça e você fala isso…

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Marcos
1 mês atrás

Hoje, o Gen. Mourão afirmou que o Brasil tem um ‘casamento inevitável’ com a China.
Começo a simpatizar com esse senhor.

Kemen
Kemen
Reply to  Antoniokings
1 mês atrás

É bom ter cuidado, ocasionalmente e principalmente agora as pessoas surpreendem. Independente de politicas, analisando somente as pessoas e sua formação, não vejo na atualidade pessoas com a mesma “linhagem” de um Geisel ou de um Garrastazú ou mesmo do Figueiredo, eles vinham de uma outra estirpe bem mais elevada.

ted
ted
Reply to  Gabriel BR
1 mês atrás

Bolsonaro esta equivocado. ele não é proprietário da Embraer, porque ele não vende a casa dele na barra da tijuca.

Kemen
Kemen
Reply to  ted
1 mês atrás

O “Brasil acima de tudo” e a Embraer para quem quiser. Isso combina ? Se ajusta ? Tem algo errado!

Roger
Roger
Reply to  Gabriel BR
1 mês atrás

Ué…

23:59 negociar com os americanos não pode. Nossos ideais nacionalistas sindicalista estatizante e anti imperialista é contra vender a nossa indústria nacional para estrangeiros. Vamos com 100% Made in Brasil!!!

00:00 China quer comprar baratinho? Ok, pode vender!

Tulio Rossetto
Tulio Rossetto
Reply to  Gabriel BR
29 dias atrás

Tá ai os grandes patriotas que protestam contra a “entrega de Alcântara”.
Que vergonha.

Nico 88
Reply to  Gabriel BR
29 dias atrás

Que frase vergonhosa! Nem chinês, nem americano, nem o diabo a quatro. Só um imbecil não percebe o quanto é importante termos uma indústria aeronáutica de controle brasileiro para a defesa do país. Se é estatal ou privada é secundário. O primordial é que ela seja de controle brasileiro.

Rogerio Loureiro
Rogerio Loureiro
1 mês atrás

Eu gostaria que a Saab fizesse alguma parceria.

Hélio
Hélio
Reply to  Rogerio Loureiro
1 mês atrás

A Saab é uma empresa muito pequena, a EDS é que iria absorve-la.

GILBERT
GILBERT
Reply to  Hélio
1 mês atrás

Mas ela pertence a um grupo muito grande e sólido, eles tem bala na agulha para isso.

Tiago
Tiago
Reply to  Rogerio Loureiro
1 mês atrás

Rogerio talvez uma parceria SAAB e BAE.

Matheus
Matheus
1 mês atrás

Em vez de falar em vende-la a outra empresa, pq não a ajuda nem q minimamente… Não quero vê-la se transformar numa mera montadora de peças e seu nome nem ser citado nos aviões q iriam se chamar Boeing caso a “”””””””””parceria””””””””” fosse feita.

Mateus
Mateus
Reply to  Matheus
1 mês atrás

Não pode! O Estado não pode investir em uma empresa do porte da Embraer. Temos que continuar investindo na renegociação da dívida de 98 bilhões da Odebretch. A caixa é a maior credora, logo, você é o maior credor da odebretch, meu xará! Temos que continuar investindo na Oi, empresa de telefonia que deve 25 bilhões ao erário Temos que continuar emitindo crédito para as companhias aéreas Temos que continuar gastando centenas de milhões em estatais que fabricam camisinha Temos que continuar injetando bilhões no simbolo do funcionalismo público, os Correios. Mas não podemos injetar 1 real na Embraer, ta… Read more »

Carlos de freitas Pietro
Carlos de freitas Pietro
Reply to  Mateus
1 mês atrás

Mateus, quando voçê fala “temos que continuar injetando bilhões no símbolo do funcionalismo público, os correios”, voçê está totalmente equivocado. Os correios geram sua própria receita, paga seus funcionários, seus fornecedores e investimento na empresa.O governo federal NÃO INJETA UM CENTAVO NA EMPRESA, pelo contrário, o governo federal é que recebe dinheiro dos correios.

MÁRIO FILHO
MÁRIO FILHO
Reply to  Mateus
1 mês atrás

Foi o pt do lulinha lalalala quem produziu tudo isso aí .

JonasN
JonasN
1 mês atrás

Parece que o Brasil quer se livrar da Embraer, um mercado com pouquíssimos players e que é dominado pela Embraer. Se tem outras empresas interessadas na sua aquisição é pq ela tem futuro, mas ne….

MMerlin
MMerlin
Reply to  JonasN
1 mês atrás

A própria Embraer não vê o segmento comercial, sem a parceria de um grande player, como rentável. E já tinham sido feitos e dado início de avanço em outros segmentos que precisarão ser revistos. Segmentos estes vistos como mais rentáveis pela própria Empresa.
A empresa agora entrou em um momento bem delicado. Complicado.

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  MMerlin
1 mês atrás

MMerlin,nada disso,o problema é que os acionistas da Embraer querem ganhar uns trocados com a entrega de uma empresa altamente estratégica para o Brasil.A gente até entende os acionistas estrangeiros pensarem assim,mas qualquer brasileiro apoiar a venda da Embraer em troca de duas mariolas e um pirulito é de lascar.

MMerlin
MMerlin
Reply to  Allan Lemos
29 dias atrás

Não é a entrega de uma empresa Alan, é a venda majoritária de apenas um dos segmentos onde ela atua e o que traz o maior risco de mercado para a Embraer.
Este segmento pode comprometer toda a empresa. Principalmente agora que decisões estratégicas, definidas pos-venda do segmento comercial, já estavam em execução.

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  MMerlin
29 dias atrás

MMerlin,não é “apenas um dos segmentos” dela,é o principal segmento dela e que é estratégico para o Brasil na quase inexistente indústria aeroespacial do país.Além disso,o que você acha que vai acontecer com a Embraer Defesa e Segurança sem todo o suporte do ramo principal?Vai ficar jogada as traças e fecharia dentro de 5 anos no máximo já que o governo brasileiro não dá a ela demanda suficiente para se manter aberta e um dos seus dois principais produtos já está sendo produzido na em outro país. Essa venda seria a ferida de morte na indústria brasileira e na nossa… Read more »

MMerlin
MMerlin
Reply to  Allan Lemos
29 dias atrás

Allan. Importante você se atualizar a respeito do principal segmento da Embraer e analisar o risco da empresa em mantê-lo sozinha. Lembre-se que o principal é o maior. Sendo o maior, tem um impacto mais significativo em épocas de crises e, principalmente, em afunilamento de mercados. O segmento de defesa já possuem contratos ativos e com enorme possibilidade de renovação, diminuindo o risco. O segmento executivo possui um mercado com consumidores que priorizam qualidade e exclusividade. Estes consumidores são bem abertos a diversificação de fabricantes. Ambos são bem diferentes ao segmento comercial onde as variáveis são bem mais amplas, e… Read more »

2Hard4U
2Hard4U
Reply to  MMerlin
29 dias atrás

Você realmente confiaria a perpetuação de sua empresa, a continuidade das encomendas de material bélico aeronáutico pelo governo brasileiro? Se fosse a Embraer querendo a adquirir a Boeing, você realmente acredita que o governo norte americano iria permitir? Ambas as empresas são privadas, porém falta ao Brasil, uma clara visão do que é uma empresa de caráter estratégico, e que portanto não poderia ser vendida por pouco mais do valor das encomendas que fazem parte do backlog da Embraer. Este contrato CARACU, Boeing vs Embraer, significaria o desaparecimento desta última como fabricante de aeronaves comerciais, tal como já ocorreu no… Read more »

MMerlin
MMerlin
Reply to  2Hard4U
28 dias atrás

A situação é complicada 2H4U. Referente a sua primeira pergunta, em se tratando de Brasil, jamais. Principalmente porque nosso maís não tem foco militar como o governo americano. Os EUA tem investimentos e empresas em todos os lugares do globo e precisa expor seus interesses de forma mais efetiva. E fazem isto através de influência político e/ou bélica. O que falta ao país não é um apenas um empresa estratégica e sim, um Plano Estratégico de Estado. Esta plano deveria ser o alicerce e base de qualquer decisão, bem como blindado influências partidárias. Referente ao desaparecimento do segmento comercial da… Read more »

marcus
marcus
Reply to  MMerlin
1 mês atrás

Vendam para Airbus, quebrando as pernas da Boeing.
O mais interessante é que o governo Americano vai injetar 60 bilhões de dólares na Boeing.

MMerlin
MMerlin
Reply to  marcus
28 dias atrás

A Airbus anunciou recentemente problemas (não tão grande quanto da Boeing) financeiros e corte em pelo menos 20% de seus colaboradores.

Pedro
Pedro
Reply to  JonasN
1 mês atrás

Nao eh isso. A Embraer nao tem cacife suficiente para continuar nisso sozinha. Sem um grande grupo que de $ para futuros projetos cada vez mais caros, ela vai morrer no mercado, sem falar que seu mercado esta cada vez mais retraido e sem lucratividade. Hj as cias aereas regionais e de low cost estao cada vez mais usando jatos maiores, visando aumentar o numero de passageiros por aeronave e a embraer sabe que aí ela nao tem chance contra Boeing e Airbus. O futuro sera voltar com novos produtos mas menores e mais regionalizados, como avioes turbo na categoria… Read more »

Tiago
Tiago
Reply to  Pedro
1 mês atrás

Alguem ja pensou na Mitsubishi!!!!

Camaergoer
Camaergoer
Reply to  Tiago
1 mês atrás

Caro Tiago. Em 2018, fiz parte da comissão que recepcionou uma missão japonesa em busca de parcerias no setor aeroespacial. O raciocínio dos japoneses era evitar a colaboração com a Boeing ou Airbus.

Clebotic
Clebotic
Reply to  Camaergoer
1 mês atrás

Vide o caso da Renault x Nissan

2Hard4U
2Hard4U
Reply to  Camaergoer
29 dias atrás

Simplesmente porque a cultura Boeing/Airbus é a de uma parceria, na qual a empresa entrante, será tão somente um sócio tecnológico/financeiro, porém irrelevante no concernente a tomada de decisões.

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Pedro
1 mês atrás

Pedro,isso foi uma mentira criada pelo capital estrangeiro que foi enfiada goela abaixo dos brasileiros,que acreditaram como os bobos que são.A Embraer pode atuar sozinha sim,basta uma gestão inteligente e talvez algum apoio governamental.Quer dizer então que o BNDES serve para financiar ditaduras mas não para ajudar a Embraer?

Victor F.
Victor F.
Reply to  Allan Lemos
1 mês atrás

Só uma gestão inteligente? Simples assim? Inteligente como a da Oi, das empresas X do Eike Batista? Então acho que faltou inteligência para os executivos da Bombardier.

JonasN
JonasN
Reply to  JonasN
1 mês atrás

Mas se o problema é pq a Embraer não tem força pra continuar sozinha, o governo poderia capitalizar através da compra de ações, e financiar o desenvolvimento de de uma versão do dos E2 para concorrer com os 737-max e A320neo que é onde esta a maior fatia de mercado da aviação. A Embraer tem plena capacidade de desenvolver esse avião, o E195-e2 tem dimensões bem próximas do 737-max e A320neo(comprimento, envergadura…) e em relaçao a MTOW o KC-390 é ate maior, o que prova a capacidade da Embraer. A crise do corona pode ate ser um lado positivo, pois… Read more »

2Hard4U
2Hard4U
Reply to  JonasN
29 dias atrás

O “interesse” da Boeing vs Embraer, tal como foi o da Airbus com relação a Bombardier, foi o da supressão de um potencial competidor no médio/longo prazo, visto que tanto a canadense como a brasileira, já possuíam a tecnologia e o parque industrial necessários para o desenvolvimento de aeronaves de porte similar aos 737 Max e ao A-320 Neo. A Boeing não enxergava a Embraer como ameaça, durante as décadas em que a empresa brasileira cumpriu a sua curva de aprendizado na construção de aeronaves comerciais cada vez maiores e, que atualmente, já estão com capacidades bem próximas das duas… Read more »

Robsonmkt
1 mês atrás

Quanta besteira. Ele não tem de negociar nada. A Embraer é uma empresa privada. Ele pode aprovar ou não a venda por causa da Golden Share, mas não tem que sair por aí procurando comprador para a Embraer. Isto é função dos executivos da Embraer e, e somente se, acharem que ainda vale à pena vender e acabar com a marca brasileira. Ao meu ver, não.

Cassiofrc
Cassiofrc
Reply to  Robsonmkt
1 mês atrás

Delírio total.

Wellington
Wellington
Reply to  Robsonmkt
1 mês atrás

mas a necessidade de se autoafirmar é maior…

Sagaz
Sagaz
Reply to  Wellington
1 mês atrás

Presidente pavão..gosta de aparecer. Não tínhamos opção, era pavão ou ladrão em 2018.

Pedro
Pedro
Reply to  Robsonmkt
1 mês atrás

Vc nao sabe (e ninguem aqui tambem) se qdo a boeing apareceu com esse negocio, nao havia outras empresas interessadas. Lembre que a Embraer era e ainda é a empresa filé do mercado, logo Airbus sabe que poderia dar uma bela rasteira na Boeing fazendo o negocio com a Embraer. Lembre ainda que existe uma mega empresa que esta louca para voltar ao mercado de aviacao civil, a Lockheed.

ted
ted
Reply to  Pedro
1 mês atrás

A proposta inicial da Boeing era comprar tudo e adeus empresa estratégica. Graças a Deus estão indo pra falência e também pro QDOSINF.

2Hard4U
2Hard4U
Reply to  Robsonmkt
29 dias atrás

Mais um delírio do Bolsonaro. Golden Share é direito de veto e não de fomentar a venda da empresa.

Luís Henrique
Luís Henrique
1 mês atrás

Também não me agrada isso. Prefiro que o GF conceda bons contratos militares para a Embraer, como mais caças Gripen, P600 AEW, mais A-29 para a FAB, alguns A-29 para a MB. E a Embraer diversifique mais. Entrando forte no segmento de navios. Aí, mais unidades da Meko A100 ou A200 ou um projeto novo liderado pela Embraer. Esses contratos militares ajudariam financeiramente a Embraer ao mesmo tempo que fortaleceriam as forças armadas brasileiras. E a Embraer já tem bons produtos tanto no mercado executivo como no de aviões comerciais para continuar bem. O GF poderia usar o BNDES para… Read more »

ted
ted
Reply to  Luís Henrique
1 mês atrás

Que tal uma parceria com AVIBRAS para desenvolver um lançador de satélites com participação do DCTA.

Athos Franca
Athos Franca
Reply to  ted
1 mês atrás

Parceria com AVIBRAS , WEG, MARCOPOLO, POSITIVO. Entrar na fabricação de automóveis elétricos e híbridos, robôs, satélites, navios, drones e carro voador e celulares.

Julio
Julio
Reply to  Luís Henrique
1 mês atrás

Estamos numa Pandemia em escala Global, que gerou uma depressão econômica em escala Global, e consequentemente gerou empobrecimento da população. Você realmente acha que num cenário como esse o Governo Federal vai poder realizar novas encomendas Militares? E ainda mais o Brasil, que não possui ameça militar relevante em suas fronteiras. Sob perspectiva política, não tem como justificar mais gastos militares. Só em manter as encomendas e projetos já em curso vai ser uma grande vitória. O setor aeroespacial vai ser o último a se recuperar. E pessoalmente, eu acredito que a EMBRAER, AIRBUS e BOEING vão ser parcialmente estatizadas,… Read more »

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
1 mês atrás

“Bolsonaro diz que governo poderá negociar venda da Embraer com outra empresa”.

desde quando ele tem o poder para negociar a Embraer com outra grande empresa?!

Se depender dele,cai na mão da Airbus…

Lucianno
Lucianno
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
1 mês atrás

Ele não disse isso. A entrevista está youtube se quiser assistir.

guilherme santos
guilherme santos
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
1 mês atrás

Bolsonaro tem delirio de ditador. Acha que manda em tudo e pode tudo. É só ver as noticiais dos apoiadores deles. Tudo é “bolsonaro mandou”, “bolsonaro assinou” “Bolsonaro decretou”. Pra quem vê parece que o cara manda no país todo.

Adriano Madureira
Adriano Madureira
Reply to  guilherme santos
1 mês atrás

Vendo agora sobre a interferência dele no EB, sobre o monitoramento de armas e munições, ele falou:

“Determinei a revogação das portarias(…) por não se adequarem as MINHAS diretrizes definidas em decretos”, escreveu bolsonaro em 17 de Abril.

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Adriano Madureira
1 mês atrás

Tem que mostrar que manda mesmo e ponto final.

Capa Preta
Capa Preta
1 mês atrás

Todo mundo já sabe que e a COMAC, empresa estatal do partido chinês fundada em 2008 que já teve “parceria” com a Embraer na produção ( engenharia reversa) dos Erj.145 e os EMB 190 e 195 . Inclusive todo mundo sabe que vão se aproveitar do comércio com nosso agronegócio e do estado brasileiro de pires na mão no pós pandemia pra pressionar o negócio no sentido de minar QQ oposição via a Goldenshere.

FernandoEMB
FernandoEMB
Reply to  Capa Preta
1 mês atrás

Vamos aos fatos e não aos achismos… A Embraer teve no passado uma parceria com a AVIC (chamada de HEAI – Harbin-Embraer Aircraft Industries). Por esta parceria a Embraer visava penetrar o mercado regional chinês, que prometia grande desenvolvimento, com seu jato ERJ-145 (sim, na época já tínhamos o EJET, mas este não fez parte da parceria, já sabemos o porquê… por isso não faz sentido falar em Eng. reversa do EJet, pois não foi produzido por lá). O Governo chinês, pelo acordo, deveria colocar uma quantidade mínima de encomendas dos ERJ-145 para viabilizar o negócio. Os chineses colocaram metade… Read more »

Capa Preta
Capa Preta
Reply to  FernandoEMB
1 mês atrás

A Comac, Empresa de Aeronaves Comerciais da China, foi fundada em 11 de maio de 2008 em Xangai. Foi estabelecido em conjunto pela Aviation Industry Corporation da China ,.
A Comac foi fundada em 2008 ( lá e tudo estatal) logo após terem absolvido o know-how da Embraer e lhe metido o pé, e a expecie de subsidiária criada para diblar o acordo.

FernandoEMB
FernandoEMB
Reply to  Capa Preta
1 mês atrás

Qual será que foi o know-how cara pálida??? Eles já montam o A320 por lá, já montaram MD-80 da McDonnell Douglas… Qual o super know-how obtiveram da montagem de ERJ-145 a partir de conjuntos vindos do Brasil???

Joli Le Chat
Joli Le Chat
Reply to  FernandoEMB
29 dias atrás

FernandoEMB, esta lenda já está bem sedimentada.

Quando 919 for lançado no mercado, vai ter gente dizendo que é cópia do 190, até o 9 é o mesmo.

Da mesma maneira que disseram que o ARJ21 era cópia do 145…

Tomcat4,2
Tomcat4,2
1 mês atrás

Fazer campanha de oração para que a SAAB levante a mão e faça uma oferta de joint venture.

Ozawa
Ozawa
1 mês atrás

“A decisão é minha …” Sempre necessitando se auto afirmar diante da notória decadência de liderança política, resumida, hoje, à liderança de uma seita. A “decisão”, na verdade, é colegiada e técnica, eis que precedida do interesse público (ouça-se o alto comando da FAB), combinado com a sobrevivência comercial da maior empresa estratégica brasileira (ouça-se o Conselho de Administração da Embraer). Um governo – bitolado pelo subserviência ao trumpismo – onde se colecionam declarações estapafúrdias, desnecessárias ou inconsequentes contra a China, a começar pelo Itamaraty, seria a suprema ironia que a Embraer buscasse sua sobrevivência no país do “comunavírus”, para… Read more »

Saldanha da Gama
Saldanha da Gama
Reply to  Ozawa
1 mês atrás

Onde assino?

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  Saldanha da Gama
29 dias atrás

Dorme c ele.

Juracy
Juracy
Reply to  Ozawa
1 mês atrás

Opinião, como sempre, tendenciosa e política. Cansativo. perdeu o rumo argumentativo.

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Ozawa
1 mês atrás

Precedida do interesse público?Alto comando da FAB?Em qual realidade paralela do Brasil você vive,amigo? A quase venda da Embraer para a Boeing em nada ia atender ao interesse público e os oficiais da FAB não fizeram absolutamente nada para tentar impedir esse acordo. A maior empresa estratégica brasileira estava prestes a ser entregue ao capital estrangeiro,eles iam sugar tudo da empresa,engenheiros,know-how,patentes e levar tudo para os EUA.Da Embraer não ia sobrar nada pois tanto a Embraer Defesa e Segurança quanto a linha de jatos executivos ficariam jogadas as traças. Quanto ao Conselho de Administração da Embraer,são todos uns antipatriotas que… Read more »

Wellington Góes
Wellington Góes
Reply to  Ozawa
1 mês atrás

Meu nobre, parabéns pela lucidez em sua argumentação!!! 👏👏👏

Douglas
Douglas
Reply to  Ozawa
25 dias atrás

Comentário perfeito

Silva
Silva
1 mês atrás

Lamentavelmente, o vírus do entreguismo e a falta de visão, parecem não haver cura nesse país. O governo tem que tratar a Embraer, como um pai que proteje e cuida de uma filha amada e querida, e não como um gigolo, tentando vender uma virgem, aspirante a guenga, á quem pagar mais. O que o governo federal tem a obrigação de fazer, é socorrer financeiramente a Embraer, caso ela precise, da mesma forma que TODAS as outras empresas do setor, são socorridas por seus respectivos governos, em momentos de crise. E nem me venham com aquela ladainha liberal de sempre,… Read more »

Renato de Mello Machado
Renato de Mello Machado
1 mês atrás

A Embraer é apenas uma gota no oceano revolto chamado Brasil,na era do vírus.Donos de boates,bares,colégios,faculdades,fazendeiros,artistas,jornais,puteiro,clubes de qualquer modalidades e outros comerciantes que não mencionei.Estamos todos em alto mar,em uma grande tempestade.Cada um tá em um barco diferente no tamanho do outro, navegando rumo ao desconhecido.Mas quem está em um navio de cruzeiro ou um petroleiro,podem se dar mal.E quem está em um pesqueiro sobreviver a contenda viral.Muita calma nessa hora.

Space jockey
Space jockey
Reply to  Renato de Mello Machado
1 mês atrás

O Brasil ta perdido, um país que não tem um objetivo, onde só se briga pelo poder e pelo dinheiro nunca vai chegar a lugar algum, ainda mais numa democracia onde pode tudo e com um sistema de governo parlamentarista disfarçado de presidencialismo, nunca chegaremos próximos dos grandes players. Eu inclusive ja me cansei, nem sei se vou continuar procurando notícias de equipamentos como VLM, Matador, SN, acho que se essas coisas ficarem prontas um dia será quando as potencias estiverem viajando entre as galáxias.

Stenio
Stenio
1 mês atrás

O viralatismo do presidente me assusta. Que patriota é esse que bate continência ao presidente dos EUA, aos embaixadores daquele país e, principalmente, à bandeira daquele país. Uma empresa altamente capaz como a Embraer ser empurrada quase de graça. Vergonha nacional. Aí quando o negócio mela, o prejuízo é do estado. Quanta sujeira.

Pedro
Pedro
Reply to  Stenio
1 mês atrás

Bom mesmo era qdo ficavamos de 4 para a Venezuela e Bolivia e entregavamos uma refinaria novinha de graça a um sujeito que dava guarda a todos os traficantes de droga que inundavam o Brasil com cocaina. Isso ai é ter “elegancia e sofisticaçao” e ser “grande visionario” neh?

Mateus
Mateus
Reply to  Pedro
1 mês atrás

Uma coisa não invalida a outra, querido Pedro! Você não fica mais de 4 para a Venezuela, mas fica de 4 para vários outros países do mundo. A China, EUA, Europa e até mesmo a quebrada Argentina dança e rebola na cara do Brasil

Pedro
Pedro
Reply to  Mateus
1 mês atrás

Ficamos de 4 para algum país pos 2019? Cite por favor.

Stenio
Stenio
Reply to  Pedro
1 mês atrás

Estamos de 4 para os EUA. Nosso chanceler é uma vergonha, ao se alinha automaticamente àquele país. Você pode até mentir pra você mesmo, mas nao tente negar isso.

EduardoSP
EduardoSP
Reply to  Pedro
1 mês atrás

Não cara. Bom mesmo era se o presidente tivesse discernimento e altivez na defesa dos interesses nacionais.

SmokingSnake 🐍
SmokingSnake 🐍
1 mês atrás

Esse já perdeu toda a credibilidade, só falta querer vender para o governo chinês (COMAC) que nos prejudicou com vírus e transformar o Brasil de vez em colônia da China.

Moro 2022 ✌

Lucianno
Lucianno
Reply to  SmokingSnake 🐍
1 mês atrás

Quem perdeu a credibilidade é a imprensa que inventa notícias. O vídeo da entrevista está no Youtube, o Bolsonaro não disse está negociando a venda da EMBRAER.

carcara_br
carcara_br
Reply to  SmokingSnake 🐍
1 mês atrás

Melhor arrancar a cabeça dessa cobra logo, já morderam uma vez a segunda não.

Marcos
Marcos
1 mês atrás

A Embraer que demita, diminua produção e faça o necessario para se manter e mande o sindicato ir tomar no c##, bando de parasitas

Ricardo
Ricardo
Reply to  Marcos
29 dias atrás

Vamos nos lembrar que a Boeing abriu uma planta longe dos sindicatos dentro do próprio país. Quem é o verdadeiro inimigo……

David R
David R
1 mês atrás

vamos lá fazer a lista de potenciais pretendentes: 1. Lockheed? – pouco provável mas boa ideia 2. Northrop? – hoje é empresa só de sistemas e bombardeiros 3. BAE Systems? – raramente fogem do mundo anglófono 4. Bombardier? – isso é que seria surpresa! mas acho que não… 5. Leonardo? – culturalmente semelhantes. Acho que não mas há piores possibilidades. 6. Dassault Aviation? – raramente fogem da França. O risco é muito grande. 7. Mitsubishi? – potencial candidato para copiar tudo 8. AVIC ou outra empresa chinesa? – o Bolsonaro é contra tudo o que é chinês 9. HAL? –… Read more »

Pedro
Pedro
Reply to  David R
1 mês atrás

Eu, acredito que aja sim um possível comprador, pois dois motivos: o fato da Boeing “enrolar”o processo para pedir o divorcio é uma deixa para que potenciais segunda opçoes arquivassem definitivamente seus planos, e com isso impedir que uma concorrente atual ou futura fizesse esse negocio com a Embraer. O segundo motivo é que a Boeing nunca precisou da Embraer. Ela queria esse negocio para impedir que outras cias. o fizessem e com isso conseguissem fatias ou posiçoes de mercado que fossem criticas ao futuro da Boeing. O meu receio sabe o que é? Nao sao os chineses, pois como… Read more »

Adriano Madureira
Adriano Madureira
Reply to  David R
1 mês atrás

A HAL é muito incompetente… Não conseguem manter a manutenção de seus caças e demais produtos, além de ser uma estatal já inchada…

Dego
Dego
Reply to  Adriano Madureira
29 dias atrás

HAL es solo una empresa pública de defensa aeronáutica de la India. NAL es la empresa pública aeroespacial civil de la India. El gobierno de la India está pensando en fusionar los dos. Si luego el gobierno indio considera comprar o colaborar con Emberar. Yo, como indio, quiero que nuestra compañía privada, como Tata aerospace & Defense o Mahindra Aerospace & Defense, compre o haga una colaboración con Emberar. Tata ya es un socio importante con Boeing y Lockeed Martin que fabrican el fuselaje de todos los helicópteros Boeing Apache y muchos software críticos, etc. para ellos, Mahindra tiene colaboración… Read more »

Mateus
Mateus
1 mês atrás

Não me espantaria se a próxima notícia fosse: “FAdeA (Fabrica Argentina de Aviones) quer comprar a Embraer”

Basta ter dinheiro que o governo vende até a cueca

País de entreguistas

Edu
Edu
1 mês atrás

Que esse governo se exploda antes.

Marcos10
Marcos10
1 mês atrás

Se a Embraer estava sendo vendida por troca de banana, por que a Boeing desistiu?

ted
ted
Reply to  Marcos10
1 mês atrás

por que a Boeing esta a beira da falência e precisa de US60 bilhões do governo americano para não ir a bancarrota

Junior
Junior
Reply to  Marcos10
1 mês atrás

A desistência da Boeing começou quando dois 737 MAX caíram matando mais de 300 pessoas, ali foi o inicio de tudo, nesse caso nem podemos botar a culpa totalmente no corona, o corona só pregou o últimos pregos no caixão de uma Boeing que agora para não falir precisa de 60 bilhões do governo americano

Ricardo
Ricardo
Reply to  Marcos10
29 dias atrás

Porque pode não existir mercado para esse segmento.

Marcelo Eiras
Marcelo Eiras
1 mês atrás

A Embraer não é brasileira, ela foi privatizada em 1994, ela é multinacional, o governo só tem golden share. Acordem! Se ninguém quiser fazer parceria a Embraer vai falir, em 2018 teve mais de 669 milhões de prejuízo em 2019 1.3 bilhões de prejuízo e este ano com covid e com vendas próximo a zero vai ter um prejuízo ainda maior. Mesmo antes do covid e da maior crise da história do mercado de aviação ela não conseguia se manter competitiva com sua linha E-Jet 2 em relação aos Airbus 220 (antiga Bombardier C-series), o peso do nome Airbus fez… Read more »

jusé
jusé
1 mês atrás

EMBRAER….retrato do abismo em que jogaram uma nação inteira. Grandes empresas brasileiras desapareceram e talvez nunca mais se levantem. Montaram criminosamente, com orientação e comando de agentes externos, uma farsa medonha para que se consumasse o maior saque, roubo e destruição de uma nação que dava fortes sinais de que se tornaria um “player” mundial. Precisava ser “parada” ….e foi! Aliás…foi destruida ….miserávelmente destruída! Reservas internacionais já começam a serem “queimadas”, o famigerado fmi já dá sinais por aqui….esses can…bem deixa pra lá, admitem 15 milhões de desempregados. Podemos dizer que esse número já deve beirar uns 50 milhões de… Read more »

G SILVA
G SILVA
Reply to  jusé
1 mês atrás

Concordo plenamente com seu raciocínio; tiro na “MOSCA” !!!

Ricardo Azevedo
Ricardo Azevedo
1 mês atrás

Eu creio que a melhor escolha seja a Saab. Não são concorrentes mas complementares!

Lucianno
Lucianno
Reply to  Ricardo Azevedo
1 mês atrás

A Saab é menor que a EMBRAER. Não tem caixa para comprar-lá.

Adriano silva
Adriano silva
1 mês atrás

O idioma que vai ser falado dentro da Embraer, não vai ser o Inglês…. e sim o Mandarim.

Caravaggio
Caravaggio
1 mês atrás

Todo aquele pessoal que apoiava a venda Embraer para a Boeing dando 12,435,674 justificativas técnicas e econômicas para tal, deixou de apoiar quando a Boeing saiu do pedaço e começou-se a aventar a hipótese de negócio com a China, repararam?

Tobyaps
Tobyaps
1 mês atrás

Não me venham com essa presepada de tentar vender novamente e também que a maioria das ações da empresa não são brasileiras rsrs.
.
Como o pessoal disse aqui nos comentários, quando a Peste Chinesa tiver fim, corre para vender mais Ejets E2, mais C-390, sistemas, tenta produzir mais para as forças armadas, economizar e por ai vai.
.
Vai vender avião, conquistar novos clientes, concorrência ta ai para ser vencida.

carcara_br
carcara_br
Reply to  Tobyaps
1 mês atrás

Vão sobrar muitas pestes brasileiras, a pior delas infelizmente é esta mentalidade alienígena que importa discursos estrangeiros contra nossos interesses.

Tobyaps
Tobyaps
Reply to  carcara_br
1 mês atrás

pestes brasileiras kkk

João Bosco
João Bosco
1 mês atrás

Não acho que a Embraer deva ser vendida, mas sim o contrário. Deveria o Governo, já que investe em outras empresas para serem saneadas – Odebrecth, OI, dentre outras – também deveria investir na Embraer, já que esta trabalha com tecnologia, forma e utiliza mão de obra especializada, e é a melhor empresa em funcionamento no país, que leva o nome do país lá no exterior como uma empresa séria. Deveria investir na fabricação de helicópteros, satélites, equipamentos especializados para mercado civil e militar, quem sabe foguetes. È bem administrada pelo setor privado sim, e o governo deveria investir em… Read more »

Caravaggio
Caravaggio
Reply to  João Bosco
1 mês atrás

Já investe bilhões há duas decadas. Mais de 70 bi em 20 anos.

ted
ted
Reply to  Caravaggio
29 dias atrás

Recorda do BNDS emprestando dinheiro para a JBS comprar frigorifico nos estados unidos. quem autorizou esta porcaria?

Pedro
Pedro
Reply to  João Bosco
1 mês atrás

Resumo: vc quer que o povo pague pela incapacidade de diretores riquissimos e incompetentes? Pois isso de “governo investir”nada mais é do que usar o dinheiro de impostos para cobrir incompetencia. Lembre, governo nao gera um centavo de riqueza!

Allan Lemos
Allan Lemos
1 mês atrás

Sempre apoiei o Bolsonaro,achei que como militar,ele teria alguma preocupação com a soberania do país,mas ele se deixou se levar pelas ideias toscas do Paulo Guedes,que inclusive mandou cortar 50% do orçamento das Forças Armadas no ano passado,além de mandar colocar a Nuclep na lista de empresas que podem ser privatizadas. Sou de direira e conservador,mas estou começando a considerar seriamente o voto no Ciro em 2022,por mais que me doa,ele foi o único presidenciável a se manifestar contra a venda da Embraer. Enfim,antes um comunista de presidente mas que pelo menos não destrua o que resta da indústria brasileira… Read more »

Rodrigo Maçolla
Rodrigo Maçolla
1 mês atrás

A Embraer vai processar a Boeing, pedindo uma indenização pelo cancelamento do negócio,. e na minha opinião acho mesmo que é o certo a fazer

FernandoEMB
FernandoEMB
1 mês atrás

Para aqueles que querem algo um pouco mais concreto… teve uma live hoje da Direção da Embraer com os investidores. Está disponível para quem quiser ouvir lá no site de Relações com Investidores da Embraer. Muitas informações interessantes.

Junior
Junior
Reply to  FernandoEMB
1 mês atrás

Procurei, procurei e não achei, infelizmente

MauricioFC
MauricioFC
Reply to  FernandoEMB
29 dias atrás

Fui à página de RI, mas não encontrei o link. Pode nos passar, por favor?

forummw
forummw
1 mês atrás

Bolsonaro só fala merda

Devia ficar quieto e deixar alguem que entende montar uma estratégia de protecao para Embraer.

O cartel Boeing/Airbus vai jogar pesado pra quebrar a Embraer. Temos que proteger o que é nosso!!!!

André Sávio Craveiro Bueno
André Sávio Craveiro Bueno
1 mês atrás

Quem vai comprar será a Lockheed. Vai reabrir a divisão comercial e adotar o C-390.

Gripen BR
Gripen BR
1 mês atrás

Espero que seja esse mais um delírio do grande mentecapto palaciano.

Não me convidaram pra essa festa pobre
Que os homens armaram pra me convencer
A pagar sem ver toda essa droga
Que já vem malhada antes de eu nascer
Não me ofereceram nenhum cigarro
Fiquei na porta estacionando os carros
Não me elegeram chefe de nada
O meu cartão de crédito é uma navalha
Brasil, mostra a tua cara
Quero ver quem paga pra gente ficar assim
Brasil, qual é teu negócio
O nome do teu sócio
Confia em mim

Sem palavras!

Vitor
Vitor
1 mês atrás

Acredito que nesse momento e que estaria na alçada do Governo Federal seria ajudar mais a area Militar para compensar as perdas na aviação executiva e regional. A ajuda poderia vir ao acelerar um pouco as entregas de KC-390 e modernizar mais aeronaves como F-5 (Jordanianos) e AMX (Além dos 14 planejados). Talvez também acelerar o 1º lote de Gripen a serem construídos no Brasil. Isso traria fluxo de caixa para a empresa a qual poderia também realocar funcionários para as diferentes áreas de produção. Em paralelo se possível, encomendar Radares ou Misseis de suas subsidiárias também. Avançar no Sisfron… Read more »

FernandoEMB
FernandoEMB
Reply to  Vitor
1 mês atrás

Me fala quais são as perdas da executiva? Hoje a divisão executiva é lucrativa.

Vitor
Vitor
Reply to  FernandoEMB
29 dias atrás

Fernando, a tendência é redução de custos para Empresas de Linha aérea e Proprietários de jatinhos. Em Crises, aquisição ou substituição de frota são normalmente postergados. A Ordem é preservar caixa. Vamos entrar em uma recessão global pelos proximos 18-24 meses. O Mesmo se aplica pra Aviação regional. A demanda de translado vai fazer com que diversas companhias aéres posterguem recebimento de novas aeronaves ou congelem planos de expansão de mercado. Entendo que uma boa parte dos recebimentos finais da Embraer esteja no momento da Entrega do Produto. Se ela monta vários aviões e deixa no Patio, fica sem receber… Read more »

Fernando EMB
Fernando EMB
Reply to  Vitor
29 dias atrás

Aviões normalmente só em em produção agora terem sido encomendados, por seja já tem cliente. Desistências implicam em multas.

Vitor
Vitor
Reply to  Fernando EMB
29 dias atrás

Fernando, Todo contrato tem uma clausula chamada de Força Maior. Você não acha que uma Pandemia e forte recessão econômica não podem ter forte impacto na redução de carteira? Quebrar um contrato e deixar a Multa por anos sendo discutidas por tribunais? Se coloca no lugar de quem comprou: Pagar pelo recebimento de uma aeronave, combustível de translado e logo em seguida ter um ativo parado no chão tendo custos de manutenção + pagamento de financiamento ao banco/instituição financeira sem ter passageiro pra transportar e gerar renda, você não acha que vale a pena postergar tudo isso ou até mesmo… Read more »

Samuca cobre
Samuca cobre
Reply to  Vitor
1 mês atrás

O governo não tem nem dinheiro para pagar auxílio emergêncial da caixa , está tudo parado, é só bilhões pra lá e pra cá…está muito difícil…

Vitor
Vitor
Reply to  Samuca cobre
29 dias atrás

Se cortasse um pouco nos custos fixos pra investir em custos variáveis daria sim.
O Própio estado de emergência habilita ao estado a aumentar os gastos, porém esse aumento deve ser feito com RESPONSABILIDADE.

Vitor
Vitor
1 mês atrás

Acho que é muito difícil ter parceria com empresas Chinesas. A Embraer já teve uma parceria frustrante com a HAL no qual a Embraer inclusive decidiu por sair da produção na China.

orivaldo
orivaldo
1 mês atrás

Se fosse depender de alguns aqui do Blog, não venderiam a Embraer para o o Partidão da China. Daria logo de graça, e de brinde, para ver como Gostam dos Chineses, entrega a esposa junto

Wellington Góes
Wellington Góes
1 mês atrás

Mostrou total falta de compreensão dos fatos, além de uma arrogância e estupidez contumaz…

Fernando Lacerda
Fernando Lacerda
Reply to  Wellington Góes
1 mês atrás

Você sempre foi contra a JV com a Boeing, “venda” como você dizia..

Agora qual é a solução amigão ?
Seu nacionalismo barato não mantem a empresa saudavel e sem demissões de funcionários..

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
1 mês atrás

Seria muito engraçado se fosse vendida para a China, queria ver o que a rapaziada que a um mês atras metia o pau nos Americanos a escrever sobre a “defesa do patrimônio nacional”, sobre a defesa de nosso conhecimento, sobre o imperialismo americano sendo derrotado, etc, etc, etc. Segue o jogo, o Mundo vai passar por um perrengue danado. O que me surpreende é que ninguém anda a falar sobre os Bancos (que vivem de uma equação muito simples de receber os meus depósitos, emprestar o meu dinheiro para um outro, que paga juros que remunera os meus depositos e… Read more »

Maurício.
Maurício.
Reply to  Ricardo Bigliazzi
1 mês atrás

Ricardo, por algum motivo, você esqueceu que seria engraçado de ver também a reação da rapaziada que era a favor da venda para os americanos, e citavam o livre mercado como um argumento para a venda.
Eu, de minha parte, sempre deixei bem claro que era contra a venda, fosse para quem fosse, já para outros, o tal livre mercado vale apenas se o acordo for feito com americanos…

Foxtrot
Foxtrot
1 mês atrás

Pronto é como eu disse, lá vão o bobo da corte do louco rei do norte mais uma vez deflorar a soberania nacional.
Engraçado que no Canadá o governo manteve a bombardier nacional.
Eu nunca vi uma extrema direita tão entreguista como essa viu.
Já passou da hora de tirarem esse “senhor” do poder e sua trupe incompetente.

Ricado
Ricado
Reply to  Foxtrot
29 dias atrás

Prezado, não creio que a empresa Bombardier tenha se mantido nacional. Depois do governo da província ter injetado muito dinheiro, foi entregue ao total controle da Airbus, pelo valor simbólico de 1 dólar. É provável que tenha havido dispensas. O caso é que o Canadá perdeu sua autonomia, a empresa ficou apenas com a parte da aviação executiva. A parte de turbo-hélices foi vendida para outra empresa, essa sim canadense, mas muito menor, o que pode garantir sus sobrevida. Em resumo, esse setor de regionais só vai se manter com muito investimento e talvez se reinvente com outros produtos e… Read more »

Plinio Jr
Plinio Jr
1 mês atrás

Ufanismo total, ninguém vai comprar nada, as contas deixadas pelo COVID-19 serão salgadas para todo mundo, incluindo os chinas….a Embraer vai ter que tocar o barco sozinha ….

André Luís
André Luís
1 mês atrás

Chineses NEM PENSAR. Prefiro ver a Embraer Brasileira, mesmo não mantendo a posição de mercado que ela gozava antes da venda. Chega de estrangeiros. Chineses, Americanos, que se danem.

André Luís
André Luís
1 mês atrás

A China espalha vírus pelo mundo e tem nego aqui torcendo pra Embraer ser comprada por eles. Taqueopariu viu….

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
1 mês atrás

A Embraer gastou 100 milhões de reais só para transferir a sua sede da Avenida Brigadeiro Faria Lima, em São José dos Campos, no interior paulista, onde nasceu, para o bairro Eugênio de Melo, na mesma cidade, a 20 quilômetros de distância. No total, as despesas somaram 485 milhões de reais. Mas ainda não está claro o que a Embraer terá de fazer a respeito da separação de operações, realizada única e exclusivamente em razão da operação com a Boeing. Em maior ou menor grau, especialistas dizem acreditar que a companhia brasileira vai precisar de ajuda do governo para corrigir… Read more »

sub urbano
sub urbano
1 mês atrás

Agro é pop.

Moriah
Moriah
1 mês atrás

A Embraer precisa de um comprador que realmente possa captar clientes no mercado internacional de avião e não apenas para pagar os custos, exceto se a mesma tiver muta bala na agulha para ajudar a dar descontos diante do A220 e ainda tentar agregar algum produto além do próprio avião. A Boeing, bem ou mal, faria esse papel. Um comprador da Embraer teria que financiar também uma geração de aeronaves maior para poder ter esse poder de barganha, que a Airbus tem. Então, nesse caso, poderia ainda oferecer vantagens que hoje o A220 tem de forma exclusiva. A brasileira encontrou… Read more »

Henrique
Henrique
1 mês atrás

Com um discurso desse quem precisa de inimigo pra afundar a mais as coisas. Me decepciona a forma com que as coisas são colocadas pelo nosso presidente. Se não tem o que dizer, fique quieto. A Embraer, querendo ou não, é uma empresa Brasileira que tem uma história relevante ao país… quando essa pandemia acabar e as coisas começarem a retomar seu rumo, incentive as cias aéreas a adquirirem aviões feitos aqui, principalmente para a aviação regional. Faça também sua parte na área de defesa, e aparelhe a aeronáutica e demais forças com material nosso. Dinheiro pra fundão eleitoral e… Read more »

PAULO CESAR SANTOS DE AGUIAR
PAULO CESAR SANTOS DE AGUIAR
1 mês atrás

Tá na hora de o governo brasileiro entrar na Embraer com muito mais do que apenas com seu mando pertinente a posse da Golden Share. Me deixa perplexo ver uma Latam com apenas 3% de capital de empresa brasileira, enquanto o PIB do Brasil é da ordem de 6 vezes maior que o do Chile. Vejo esse caso com particular interesse porque envolve esse setor aeroviário, de alta tecnologia, dominada pela empresa brasileira. Seria inaceitável ver, deixar, a Embraer ruir, como ocorreu com a Engesa.

BrunoFN
BrunoFN
29 dias atrás

Vender pros chineses ai sim seria o fim …de fato .. n respeitam nada ..Com chineses , vc so compra ou vende , n querem e n interessa uma parceria com igual…. e ilusão (qual é .. eles n respeitam nem a Russia, ).. entregar a Embraer so significaria o fim da mesma .. pro chineses apenas uma concorrente a menos … Hj a Embraer tem nome zelar .. e qualidade de seus produtos e indiscutível …o selo”made in china” e sim um perda de qualidade … alguem acha q com a mao de obra escrava na china .. vao… Read more »

Space jockey
Space jockey
29 dias atrás

O mais provável mesmo que ocorra é um negócio com a China, até o Mourão já defendeu isso, pelo visto o governo não quer mesmo socorrer a parte comercial da empresa. Espero então que o setor de defesa tenha mais atenção.

Augusto L
Augusto L
29 dias atrás

É ruim a Embraer não ter uma gigante por trás mas não é catastrófico, fazendo uma redução de custos e aceitando uma nova posição no mercado a Embraer pode continuar viva.

Renato B.
Renato B.
29 dias atrás

Que surpresa ele pensar nisso (SQN)! Se há um momento ruim para vender uma empresa que fabrica aviões esse momento é agora. Reduzam o tamanho, renegociem dividas, mas se venderem agora o valor será baixo e quando o mercado se recuperar o comprador vai lucrar muito.