Home Aviação de Ataque Caças Gripen e Rafale realizam exercício conjunto

Caças Gripen e Rafale realizam exercício conjunto

2890
22

De 19 a 21 de março, aviões de combate Gripen suecos e Rafales franceses baseados em porta-aviões realizaram um exercício conjunto em torno do território sueco

Durante o exercício, que também incluiu a colaboração do porta-aviões francês Charles De Gaulle, o objetivo era que os aviões de combate suecos atingissem o inimigo, atacando o navio.

O primeiro dia de treinamento foi realizado no espaço aéreo dinamarquês, a oeste da Jutlândia, com boa colaboração entre os líderes franceses e dinamarqueses de combate aéreo.

Uma aeronave AEW francesa E-2C Hawkeye apoiou 4 caças Gripen no ataque ao porta-aviões. Em outra etapa do exercício, caças Rafale defenderam o terrítório sueco contra o ataque de caças Gripen.

A colaboração funcionou muito bem e o exercício foi realizado com bons resultados, diz Johan Jeppsson, da TU JAS, o departamento de desenvolvimento tático do JAS 39 Gripen.

22
Deixe um comentário

avatar
10 Comment threads
12 Thread replies
1 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
17 Comment authors
Paulo SiqueiraJ RRommelqeLuizWellington Góes Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Daniel
Visitante
Daniel

Visualmente percebe-se que o tamanho do Gripen é similar com o do Rafale.
Belíssimas fotos.

Clésio Luiz
Visitante
Clésio Luiz

Dois caças que provaram que a asa Delta funciona muito bem.

Até o surgimento do Gripen em 1996, caças de asa Delta tinha a fama de perder muita velocidade em curva. Mesmo o Mirage 2000 com instabilidade e FBW não corrigiu completamente o problema.

Mas o canard somado a uma redução no enflechamento não só corrigiu o problema, mas tornou possível superar asas convencionais até em baixa velocidade, vide o Rafale M possuir velocidade de pouso alguns nós a menos que o F-18E, caça de asas praticamente retas e com enormes flapes tipo Fowler.

Antunes 1980
Visitante
Antunes 1980

Em casa de um ataque russo a Suécia, a OTAN iria para luta, correto?

Fernandes
Visitante
Fernandes

Discutível. A Suécia não faz parte da Otan

Paulo Siqueira
Visitante
Paulo Siqueira

A Suécia sempre se postou ao lado do ocidente e toda a sua planificação estratégica de defesa tem como único objetivo rechaçar qualquer ataque russo!

Denis
Visitante
Denis

Acho que a OTAN faria o mesmo papel que a Suécia fez na WW2: ajudaria na surdina.

Davi
Visitante
Davi

Boa pergunta.
Ao meu ver a Suécia não pode cair em mãos russas por ter uma capacidade de indústria bélica bem desenvolvida.
Seria vital para a OTAN manter a Suécia de pé, porém não acho que a ajuda seria imediata.
Um turbilhão político e diplomático aconteceria nos bastidores.

Adriano RA
Visitante
Adriano RA

Gripens sempre atuando como atacantes?

Luís Henrique
Visitante
Luís Henrique

Seria muito bom uns vazamentos sobre os resultados do exercício.
E se o Gripen enfrentou o Rafale em combates BVR e WVR…

Denis
Visitante
Denis

Reiterando as palavras de Sato-sama: Impõe respeito.

Luiz Galvão
Visitante
Luiz Galvão

Como está o cronograma de entrega do Gripen ?

Leonardo de Araújo
Visitante
Leonardo de Araújo

Concorrentes se provando. Apesar de ser o Gripen C, esse exercicio deve ter sido relevante e gerou muita informação.

Wellington Góes
Visitante
Wellington Góes

Uma dupla interessante para uma equação Hi-Low mix…

Rommelqe
Visitante
Rommelqe

Maldade com o Rafale….não é tão low assim…só quando for o Gripen E/F….rsrsrsrs

J R
Visitante
J R

Não creio, se o Rafale fosse um caça pesado, da categoria do F-15 e Su-35 sim, mas uma combinação Rafale+Gripen seria interessante apenas se o país tivesse um PA onde usariam o Rafale M…

Luiz
Visitante
Luiz

Por falar no Charles de Gaulle, o bicho também pegou por lá em relação ao COVID-19.
Mais de 20 casos, com pelo menos 3 mais sérios.

O estranho é que o navio deixou o porto de Toulon em 18 de janeiro, ou seja, antes do alarme soar na Europa, não atracou mais e os casos só apareceram em março/abril.