Home Aviação de Caça Typhoons da RAF interceptam aeronaves russas em direção à costa escocesa

Typhoons da RAF interceptam aeronaves russas em direção à costa escocesa

6341
19

Seis caças da RAF foram acionados para interceptar aeronaves russas quando se aproximavam do espaço aéreo britânico, informou o Ministério da Defesa.

Os bombardeiros russos foram rastreados em direção à costa noroeste da Escócia no sábado.

Eles levaram a força aérea a acionar três pares de Typhoons  em seu programa Alerta de reação rápida.

Dois pares saíram da RAF Lossiemouth em Moray, enquanto o terceiro voou da RAF Coningsby em Lincolnshire.

Voando em formação, dois pares se aproximaram das aeronaves antes de se retirar, enquanto o terceiro par os forçou a mudar de rumo.

As aeronaves russas foram posteriormente identificadas como Tupolev Tu-142 Bear, usados ​​como bombardeiros estratégicos e aviões de patrulha marítima de longo alcance.

O número total de aeronaves russas envolvidas no incidente não foi revelado.

“Essa foi uma resposta de rotina às aeronaves russas que se aproximavam do espaço aéreo do Reino Unido e foi coordenada com vários outros aliados da Otan”, disse o porta-voz da RAF.

A RAF Lossiemouth twittou: “Em nenhum momento essas aeronaves entraram no espaço aéreo soberano do Reino Unido.

“As aeronaves russas foram sombreadas pelos nossos Typhoons, juntamente com as aeronaves (Alerta de reação rápida) dos nossos parceiros da OTAN na Noruega e na França.”

Ele acrescentou: “Estamos prontos para responder a qualquer aeronave não identificada e possíveis ameaças no ar, 24/7/365”.

No mês passado, os jatos da RAF foram acionados de Lossiemouth após relatos de aeronaves não identificadas voando em direção ao espaço aéreo do Reino Unido.

As aeronaves, que se pensava terem sido bombardeiros russos, foram avistadas na Shetland.

Os bombardeiros não foram interceptados, pois permaneceram fora da área considerada espaço aéreo britânico.

Quais riscos as aeronaves russas representam?

Os Typhoons da RAF foram acionados em cerca de 10 ocasiões desde o início do ano passado para interceptar aeronaves russas à medida que se aproximam do espaço aéreo do Reino Unido.

O maior perigo que eles estão tentando evitar não é contra alvos militares, mas sim para aviões civis.

Aqui, a equipe da RAF Lossiemouth explica o porquê.

“Os dois aviões russos interceptados e sombreados no sábado foram um Tupolev Tu-142 Bear-F e um Tupolev Tu-142 Bear-J.

O Bear-F é um avião de guerra antissubmarino, enquanto o Bear-J é uma plataforma de retransmissão de comunicações.

Eles apresentam dois problemas em potencial.

Essas aeronaves geralmente não falam com o controle de tráfego aéreo e podem não estar ‘squawking’, o que significa transmitir um código visto por outras aeronaves.

Como suas intenções são desconhecidas, os controladores redirecionam o tráfego civil para garantir que sejam separados com segurança.

Atuando como um relé de comunicações, o Bear-J reboca uma ‘antena de fio de arrasto’ muito longa. Essa antena pode se estender por quase oito quilômetros e representa um risco potencial para qualquer coisa que voe em sua trilha, se não for gerenciada pelos controladores de tráfego aéreo.

Nossos Typhoons não apenas atuam como dissuasores dessa atividade, mas também podem se tornar visíveis aos controladores de tráfego aéreo e aos gerentes do espaço de batalha.

Por fim, não estamos apenas protegendo os céus, mas tornando-os mais seguros para outros usuários do espaço aéreo”.

FONTE: BBC / FOTOS: UK Crown

Subscribe
Notify of
guest
19 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Lyw
Lyw
2 meses atrás

Testando a prontidão da RAF…

Leo Neves
Leo Neves
2 meses atrás

Aos editores
Ministério da defesa da Rússia divulgou um video filmado de dentro do Tu-142 mostrando os typhoons da RAF , e Os F-35 que estavam fazendo a interceptação. Mostra também os Mig-31 fazendo a escolta armado com misseis R-33 .
https://youtu.be/lb4x1FG9Dw0

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Leo Neves
2 meses atrás

Salvo engano, os F-35 são Noruegueses.

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Leo Neves
2 meses atrás

De acordo com o link abaixo, a missão dos Tupolev durou cerca de 13 horas. O único MiG-31 os acompanhou durante parte do caminho.

https://thebarentsobserver.com/en/security/2020/03/norways-new-f-35-scrambled-first-time-meet-russian-anti-sub-aircraft

JuggerBR
JuggerBR
2 meses atrás

Russos aproveitando a promoção no preço do querosene pra fazer uns passeios até a Inglaterra…
Agora, 8 km de antena? é isso mesmo?

carcara_br
carcara_br
2 meses atrás

“Atuando como um relé de comunicações, o Bear-J reboca uma ‘antena de fio de arrasto’ muito longa. Essa antena pode se estender por quase oito quilômetros ”
Alguém sabe dizer como isso se aplica? Alguma situação semelhante? Antenas tão longas servem pra que exatamente?

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  carcara_br
2 meses atrás

Carcará, o Bear-J consegue se comunicar com estações em terra e submarinos balísticos Russos, servindo não apenas de ponte entre um lado e outro como também serve como aeronave de comando e controle.

Rommelqe
Rommelqe
Reply to  carcara_br
2 meses atrás

Prezado: comprimentos de onda são inversamente proporcionais à frequência. Longas antenas são utilizadas para detectar baixas freqüências. Baixas frequências tem capacidade de se propagar a longas distâncias. Baleias e elefantes conseguem se comunicar a muitos quilômetros de distância…. algumas das perturbações oriundas da navegação de submarinos são de baixa frequência. Flutuações de pressão oriundas do fluxo de água ao longo do casco são de frequências baixas (alguns Hertz); não confundir com cavitação nas pás dos hélices, que podem ter frequências na ordem de centenas, milhares e centenas de milhares Hz. Abs

Nilton L Junior
Nilton L Junior
2 meses atrás

Typhoons, Rafale e J-39, o dia que os Europeus resolverem suas diferenças de concepção de caça então vai deixar a RF de barba de molho.

Luís Eduardo Pinheiro e Silva
Reply to  Nilton L Junior
2 meses atrás

Desculpe colega mas não entendi o que você quis dizer…poderia ser mais claro por favor?? Obg.

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Luís Eduardo Pinheiro e Silva
2 meses atrás

A Europa tem condição tecnológica para produzir um caça avançado igual ao que existe hoje podendo fazer frente aos Su-57, F-35 e J-11

nonato
nonato
Reply to  Nilton L Junior
2 meses atrás

Não entendi nada…

Denis
Denis
Reply to  Nilton L Junior
2 meses atrás

Também não entendi, Nilton. Poderia nos esclarecer?

Eduardo
Eduardo
2 meses atrás

Glória Eterna à Eterna Rússia! 🇷🇺🌹

Denis
Denis
2 meses atrás

O porta-voz matou a pau na explicação dos riscos.

José Marco Fernandez
José Marco Fernandez
2 meses atrás

Tá ,mas , pera aí os russos não tem essa noção de que podem provocar um acidente? que responsáveis pelo amor de Deus. quer dizer que não basta querer só ficar dando uma de bonzão eles têm que de certa forma querer provocar um acidente só pode

Phacsantos
Phacsantos
2 meses atrás

Esse Tu-142 não é o mesmo que passou pela Noruega né?
A cauda é diferente…

Wellington Rossi Kramer
Wellington Rossi Kramer
Reply to  Phacsantos
2 meses atrás

Parece que havia duas versões, a F e a J.

Giovani
Giovani
2 meses atrás

E o Putin fez mais uma de suas manobras pra permanecer na Ditadura