Home Aviação de Ataque Caças F-16 da Turquia abatem dois jatos Su-24 da Síria

Caças F-16 da Turquia abatem dois jatos Su-24 da Síria

16532
225
Su-24M Fencer

Dois jatos Su-24 do regime Assad foram derrubados por caças F-16 turcos sobre a província de Idlib, no noroeste da Síria, informou o Ministério da Defesa neste domingo.

O ministério observou que dois sistemas de defesa aérea, incluindo um que derrubou um avião turco, foram destruídos. As forças armadas turcas continuaram no domingo a destruir os alvos do regime na Síria, como parte de uma operação lançada após um ataque mortal do regime contra as tropas turcas em Idlib.

De acordo com as novas imagens compartilhadas pelo Ministério da Defesa Nacional da Turquia, tanques, veículos blindados e anti-tanques, bem como soldados do regime foram neutralizados no distrito de Saraqib, uma porta de entrada para a província de Idlib, no noroeste, e algumas outras regiões próximas.

Idlib, perto da fronteira sul da Turquia, fica dentro de uma zona de desesccalada estabelecida em um acordo entre a Turquia e a Rússia no final de 2018. O regime sírio e seus aliados violaram consistentemente os termos do acordo, lançando ataques frequentes dentro do território onde atos de agressão são expressamente proibidos.

A Turquia apelou à interrupção imediata dos ataques em Idlib e à continuação do cessar-fogo, alertando que, se os ataques não pararem, tomará medidas.

Pelo menos 34 soldados turcos foram mortos e vários outros feridos em um ataque aéreo pelas forças do regime de Assad em Idlib no final da quinta-feira. Após o ataque, a Turquia lançou a Operação Spring Shield para acabar com os massacres do regime e impedir a radicalização e a migração, segundo o ministro da Defesa Nacional turco, Hulusi Akar.

F-16 da Turquia
Boeing 737 AEW&C da Turquia
Boeing 737 AEW&C da Turquia

FONTE: Daily Sabah

NOTA DO PODER AÉREO: Segundo informações disponíveis em fontes do Twitter, os Su-24 teriam sido abatidos com mísseis AIM-120C7 AMRAAM lançados por F-16 com os radares desligados, para não alertar os sistemas RWR (alerta radar) dos alvos. Os F-16 turcos teriam recebido informações dos alvos pela aeronave Boeing 737 AEW&C Peace Eagle.

225 COMMENTS

    • Nos aeródromos perto de Damsk. Há doze deles voando e não estão em muito boas condições. Ao mesmo tempo, os turcos são apoiados por aeronaves de afloramento de longo alcance, além de mísseis AIM-120 de longo alcance. Os sírios abateram dois drones Ankh, embora reivindiquem seis.

        • Na área de Idlib. Não é real. Talvez um Pantsir tenha sido jogado, bem, talvez dois. Kotr = ory e abateu dois drones. Buk-M não é visível. Igla, mas também um pouco. Bem, mais armas. Shilka é usado apenas como um meio de combater a infantaria. De fato, não há nada. Portanto, essa eficiência de drones turcos.

          • Evgeniy(RF)
            Então os sírios estão bem sem defesa na área.
            Maior parte das defesas estão em Damasco certo?

          • Defenseless. Sim, sob o aeroporto de Damasco e Alepo e mais algumas bases aéreas.
            Eles podem jogar vários Pantsir, o que aparentemente aconteceu. Mas eles não têm reserva. Portanto, os drones turcos são muito eficazes. Duas divisões do antigo Buk-M1 os expulsariam do céu. Mas eles não estão lá.

          • O S-300 está inativo há muito tempo. E é improvável que ele tenha sido completamente transferido para os sírios. Eles foram entregues, apenas para demonstração.
            Ou seja, os próprios sírios agora não têm quase nada. Embora a julgar pelos vídeos mais recentes, os canhões começaram a ser disparados dos canhões.

      • Ainda não a confirmação oficial da SAA ser dois Su-24, fontes locais afirmam ser um Su-24 ( confirmado em vídeo) e o outro séria um L-39..
        Notícias da TRT Arabya de alguns minutos atrás afirma que uma terceira Aeronave teria sido abatida, citam um outro Su-24..

        • Sobre o L-39 não é verdade. Quando o UAV Anka-S foi abatido, caiu no local dos militantes. Os militantes tentaram passar por ele como um L-39.

          • Acho que a Siria não coloca defesas aéreas de curto e médio alcance em Idlib, porque seriam alvos fáceis e valiosos para um ataque turco.

          • A julgar pelos zangões abatidos, eles não tinham medo de entrar, embora fosse limitado. Mesmo assim, os sírios não têm quase nada.

    • O que acontece na Síria é uma vergonha, “Os Céus da Síria são de todos nós”… e os Russos a passar vergonha a reboque, estão lá para que? Para atirar em rebeldes vestindo sandálias havaianas?????

      • A Rússia no pode fechar os céus para a Turquia já que aí seria acusada de quebrar o acordo que ela mesmo encheu o saco dos demais países para assinarem,
        Eles também no poderiam rearmar a Síria, porque aconteceria a mesma coisa, seriam acusados e etc.

    • Exatamente, os F-16 atiraram com radares em off, guiados por um AEW&C, os Sírios não estão preparados para isso, os russos por sua vez disseram que não podem mais garantir a segurança dos aviões turcos sobre o espaço aéreo sírio …. bem, acho que isso não quer dizer grande coisa, pois, para negar o espaço aéreo sírio aos turcos vão precisar de equipamentos muito mais avançados e a pergunta é : Os russos estão mesmo dispostos a empenhar o melhor de seu arsenal e ainda por cima arriscar uma guerra em larga escala ? … vamos ver …

      • De certa forma a Rússia já se moveu para fechar a casa de festas, moveram um navio para a região com um curioso sistema de radares e estão movendo peças de reposição e armas para a Síria, parece que estão dispostos a alimentar a briga.

        E que vença o pior

    • Exato. Pensei exatemente a mesma coisa. A inteligência na guerra aérea se mostrando funcional. Os Gripen E + meteor + E-99 + datalink seriam uma arma ainda mais poderosa.

  1. Segundo os sírios foram abatidos só hoje 6 drones turcos.
    Mas só da pra acreditar nos casos que houver imagens ou videos.
    Mas o exército sírio esta sofrendo pesadas baixas , a artilharia turca com apoio dos drones esta massacrando . Um repórter russo da agência Anna news disse que esta complicado a situação.

  2. Os F-16 lançaram os AIM-120 do território turco ou adentraram no território sírio para efetuar o ataque? Como é uma região de fronteira dava para efetuar o ataque de dentro do território turco. Ontem as forças aéreas síria e russa estavam bem ativas, mas um motivo para que o F-16 tenha atacado de dentro do território turco para evitar a reação dos caças russos que estavam na região.

    • Quando o petróleo deixar de ser a principal fonte energia para mundo. Aí sim poderá haver paz, enquanto for as grandes potências vão jogar seus dados lá

      • Antes do petróleo ter algum valor o irmão do Moshe Daian foi morto aarrumando treta com árabes. Palmash e Haganá também já matavam árabes nessa época. Eles sempre terão um motivo. Obviamente que o certo era resolverem seus próprios problemas sem ingerências de potências estrangeiras. Mas isso também é impossível.

        • Esse é meu medo André Santos.
          As pessoas ainda não se deram conta que ao fim das riquezas do oriente médio, o mundo voltará as suas vistas para o último reduto de riquezas naturais do planeta: AMÉRICA DO SUL.
          Estamos em Contagem regressiva.
          Quanto tempo nos falta?
          20, 30 40 anos?

      • Depende.
        Muitas brigas como a dos radicais islâmicos contra Israel nada têm a ver com petróleo.
        A sanha do Irã de tumultuar o Oriente médio nada têm a ver com petróleo.
        Pelo contrário, se ficasse quieto, estaria usufruindo do seu petróleo…

  3. Será que a rússia vai fornecer a síria su 34/35 , para equilibrar a contenda e ao mesmo tempo testá-los de forma concreta em combate? Claro que ainda há o marketing, que pode ser altamente positivo ou negativo a marca….

    • Vão “levar pau” do mesmo jeito! O exército sírio hoje se restringe a ‘milícias’ e não tem como competir igualmente. Se a Rússia não intervir diretamente, Assad cai em cinco dias.

    • Su-24 é um avião, atualmente, utilizado basicamente para ataques ao solo.
      A perda de dois aviões ou meia dúzia de drones não representa quase nada nessa guerra.
      Fique calmo que os russos sabem o que estão fazendo.
      O que importa é vencer a guerra no chão e, ao que parece, e segundo notícias veiculadas na imprensa síria estão aportando novos materiais russos nos portos sírios para apoio ao avanço sírio por terra.

      • Pra quem ficou meses… Vangloriando o fato de um único F-16 do Paquistão ter sido abatido pelos indianos….

        Seu comentário ficou bastante incoerente!

        • Foi a mesma coisa do avião russo abatido.
          Não era de caça.
          Quando foi caça contra caça, armados para tal, o F-16 foi abatido.
          E por um antigo MIg-21.
          E ponto final.

      • “Imprensa Siria”???? Devem falar coisas mais ou menos parecidas com a Imprensa chapa branca Venezuelama… dizem que “esta tudo bem” e que o controle do Pais já é uma realidade e que o mesmo continuará a crescer de forma sustentada e de maneira continua… bla, bla, bla…

        • Confirmada, agora, a retomada de Saraqib pelo Exército sírio.
          A Rússia, ontem, comunicou que não poderá mais assegurar que aviões turcos poderão sobrevoar a Síria.
          Confirmada, também, a chegada de novos materiais para reforçar os sírios.
          Paralelo a isso, foi estimulado um ataque rebelde no já pacificado sul da Síria, bem como ataques de helicópteros israelenses em Quneitra.
          E ainda, para pressionar a Europa, Erdogan abriu a fronteira para os refugiados irem para lá.
          E finalmente, a Grécia vetou qualquer ajuda da OTAN aos turcos.opa

      • “Ao que parece”, “ouvi falar”, “disseram”, “eu penso”, “falaram”, “me parece”, só vejo conjecturas de uma mente que só “enxerga” o que lhe convem e o que esta iluminada mente acha que é certo. Chega a ser patético tal ânsia em defender os regimes de esquerda que esta criatura acha o supra sumo da verdade. O engraçado que o mesmo tipo de gente quando a coisa aperta por estes lados do Globo corre para os países Capitalistas desfrutar da liberdade que os mesmos oferecem aos seus e para aqueles que fogem de regimes que eles defendem, nunca vi estas pessoas fugirem pra Cuba, Venezuela, CN, Irã e por ai vai.

        Lamentável, por isso afirmo que o nível da Trilogia tem decaído demais, acompanho a muitos anos, e é triste ver pessoas que contribuíam com conhecimentos técnicos se afastando, eu mesmo tento filtrar os comentários mas é cada um que as vezes precisamos deixar de nos calar e nos manifestar contra esta militância que se apoderou das mídias e de Blogs como este que deveria ser tratado apenas do equipamento referente a noticia e não dissertar sobre opiniões baseadas em “eu acho, ouvi falar, aparentemente e por ai vai”! Que sabemos bem qual é o objetivo.

        Desculpe o desabafo.

        • “Ao que parece”, “ouvi falar”, “disseram”, “eu penso”, “falaram”, “me parece”.

          Costumo usar essas expressões porque não sou testemunha do fato.
          Apenas as considero verossímeis.
          Fake news são especialidades do campo oposto.

    • AEW&C ajudando de dentro do espaço aéreo para não “servir de alvo” mas um míssil ar-ar de longo alcance fica fácil e, fora que o Su-24 é bombardeiro e não seria o avião ideal para superioridade aérea . Teria de ser um Mig29 para “contar vantagem”.

      • Emprego tático correto quando se tem o efetivo controle do espaço aéreo, sabiam o que faziam e o resultado mostra que não foi um mero acaso.

    • Depende que versão do Su-24 está falando ?
      A versão usada pelos russos para guerra eletrônica (MR se não me engano) tem boa capacidade para aquilo que se destina sim..

  4. Com o sonho de recriar o Império Otomano e sentar na mesa dos adultos, jogando com EUA, Europa/refugiados e Rússia, Erdogan está prestes a
    receber a conta de sua megalomania

    • Quando os russos se fartarem deste erdogan, ainda leva com uma bomba nuclear na tromba dele, e ai entramos de vez na III guerra mundial.
      Nós aqui em Portugal, e nem ai do meu país brasileiro escapamos. LOUCOS VARRIDOS, O TEMPO PARA O APOCALIPSE JÁ ESTÁ EM MENOS DE 1 MINUTO !!!!!!!!

      • Mas os Turcos não eram amigos dos Russos??? A torcida vermelha é bem engraçada, quando a Turquia anuncia a compra de misseis Russos ela é o maior Pais do Mundo a dar uma bica nos USA, quando ela derruba aviões russos como moscas será a vitima a ser dizimada pela fúria Russa… não dá para entender. A Turquia sabe muito bem quem são os seus inimigos e para os Russos invadi-la pode ser tornar um Afeganistão elevada a quinquagésima potencia. Os Russos são incapazes de sustentar um conflito com a Turquia sem que os seus soldados morram na mãos de milhões de cidadãos turcos. Não gosto do Erdogan, mas acho que naquela área do Globo ele está tomando as atitudes que devem ser tomadas, suas fronteiras (para Ele) são sagradas, devem ser defendidas sem piedade, principalmente contra um bando de rebeldes que andam a bagunçar a região a anos, se tiver alguém maior que a turquia que crie coragem e entre em território Turco para morrer.

        Obs.: É mais ou menos o que aconteceria se os EUA tentassem invadir o Irã

        • Ricardo,
          A política tem razões que a própria razão desconhece.
          Como diz o ditado popular:
          Negócios são negócios, amizades a parte.
          Brasil levou uma perda de anão dos EUA atravessando o negócio com a China
          No mundo dos negócios não existem amigos ou inimigos.
          Existem janelas de oportunidades.
          E é isso que todos fazem.

      • EUA tentou armar e treinar rebeldes para derrubar Al-Assad, não deu certo porque a Russia se meteu. Agora usam a Turquia, só não podiam usar num primeiro momento (invasão em Idlib e expulsão dos Curdos) porque soaria traição com os Curdos. Agora a OTAN usa os ataques sírios contra forças Turcas em território sírio para legitimar a invasão.

        No fim é o EUA fazendo guerra por seus interesses..

  5. Acabou de entrar no mar um porta aviões e uns 6 navios de ataque dos EUA, fora os dois ou 3 navios russos que tem por lá…

  6. Vejo o pessoal informando que os Turcos estão perdidos, que ficam recorrendo a um e a outro… Na realidade quem estão lascado são os Sírios, que tem uma dezena de países e mais uma dezena de grupo terrorista saqueando seu país, e que ainda tem um ditador controlado o país.

  7. Os russos fazendo vista grossa contra os ataques israelenses na Síria eu até entendo, afinal Israel ataca grupos terroristas iranianos cujo o objetivo é atacar Israel.
    Já a Turquia está atacando a Síria e até lançando mísseis contra aeronaves russas, Putin tem que decidir se protege ou não a Síria, já está ficando feio essa falta de pulso firme por parte do Putin.

    • Falta de Pulso firme? Putin é jogador caro Maurício!

      Oque são dois SU-24 ou blindados? Material bélico pode ser reposto,danos podem ser recuperados,apesar dessa atmosfera tensa,russos e turcos tem grandes projetos juntos.

      E engolir sapos para os dois lados as vezes é necessário.

      • Adriano, Putin é um excelente jogador quando está jogando com um jogador de mesmo nível (EUA), Putin está deixando o Erdogan gostar do jogo mais do que deveria.

      • Se Putin é um mestre do xadrez, então ele conhece bem as táticas:
        Dentre elas, o “gambito de rei”, onde as brancas sacrificam o peão em troca do domínio do jogo.

      • Vinicius,

        O coronavirus esta’ arrasando no Iran. O unico que podem fazer seria espirrare na cara dos turcos e tentar passar a enfermidade.

      • Tipo o teu com a capitulação dos EUA na questão da Coréia, e agora no Afeganistão. Madimbu agora tem até mísseis nucleares instalados em submarinos. O topetudo laranja o que fez? Xingou muito no Twitter…

    • A imprensa ocidental só divulga o que é de interesse dos USA. Agora é interesse defender a Turquia contra a Síria/Russia. Portanto, somente vamos conhecer um lado da história.

  8. Em meio à crise q o coronavírus está trazendo, esta escalada do conflito pode trazer uma grande instabilidade no OM, e consequentemente no mundo.

    Novamente…. os supertrunfistas ficam enrolados…
    Novamente…. aquilo q era bom, está com a manutenção precária….
    Aí, começa….

    Senhores
    Guerra é guerra…

  9. Turquia se posiciona de forma a não brincar em serviço, quer bater de frente com quem for! Derruba russo derruba sirio, não compra dos americanos, e por ai vai!

  10. “Os F-16 turcos teriam recebido informações dos alvos pela aeronave Boeing 737 AEW&C Peace Eagle”.

    Lendo isso não tem como não vir a cabeça o qual será importante a dupla Gripen-E e Embraer E-99 para a defesa do nosso espaço…

    • No combate moderno, imprescindível! Aliás, precisamos modernizar ou até adquira mais unidades, desta vez tendo como base o erj 190.

    • Neste caso, basta o inimigo se concentrar em neutralizar o E-99. Feito isso, os grippens ficariam vulneráveis, portanto, não basta confiar no E-99, deve-se estudar também outras táticas de guerra aérea..

      • Primeiro, vai ter que passar pelos Gripen E pra derrubar o E 99 na retaguarda. Segundo, os radares AESA dos Gripen E e o datalink permitem que uma aeronave dispare contra alvo fixado no radar de outra. Não vejo essa dependênica aos E-99. Como se os Gripens passassem a ficar cegos sem eles!

  11. O silêncio e a covardia da Rússia ao abandonar A Síria, seu maior aliado na região é patético !
    Mesmo a turma do foice e do martelo não aceitando, a Rússia não é uma potência mundial, muito menos regional.

    • Verdade! Inglaterra, França e Alemanha têm exércitos melhores e “mais bem equipados”, fora que a OTAN só existe por “formalidades”. Apenas a França sozinha já é capaz de colocar Moscou de joelhos no campo convencional.

    • Imploro para não colocar verdades tão doloridas aqui assim de forma tão clara, você magoa muita gente.

      A Rússia aqui tem uma bancada de advogados maior que a do Lulla.

    • A Russia continua apoiando Síria, não se engane pelo silencio, e quem precisar fornecer mais apoio pro seu lado e a Turquia, se não fizer isso seus aliados serão empurrados para dentro do seu território.

    • Antunes a Rússia continua a ser um player global e está se tornando um regional.. e sim está apoiando a Síria pois o Assad já ganhou vastos territórios e esses ataques turcos são pq chegou a hora da Turquia ir embora… Se o Erdogan como diz se preocupa com os Sírios refugiados deveria sair da Síria e deixar de apoiar terroristas

    • Se Assad não terminou com uma bala na cabeça como um certo ditador líbio foi porque a Rússia entrou no jogo, com uma voadora. Quem é maior o mais forte é irrelevante, no final o que vai definir é a vontade de quem arriscar mais.

      Mas concordo que os russos poderiam ter feito melhor. Eu esperava que eles tivessem mais controle da situação no ar.

  12. O mundo ta tao bizarro que um pais invade o outro por nenhum motivo logico, leva uma surra, e se vitimiza decoitadinha pedindo ajuda no territorio do pais invadido.

    • Pois é, Valdez. A Lei Internacionais e direitos humanos só vale para alguns. Veja no caso do Iêmen em que Arábia Saudita invadiu país cometendo vários crimes de guerra, fazendo bloqueio contra os civis e matando muita gente fome. A ONU não da um pio, a imprensa foi pagar pra ignorar a cobertura. Além disso, Arábia é apoiado pelos EUA.

  13. A nota do Poder Aéreo nos mostra bem o tipo de ação que, de nossa parte, abateria sem dificuldade os Su-30 do zé ruela do Maduro. 😉
    Agora, sobre o assunto em questão, a coisa tende,infelizmente, a engrossar e muito nos próximos dias.

    • Tomcat, só tem uns pequenos detalhes que temos que expôr, nosso E-99 não é um Boeing 737 AEW&C, nosso F-5 não é um F-16, nosso Derby não é um AIM-120, e o principal, um Su-24 nunca será um Su-30, não subestime o Su-30 só porque ele é russo e está em operação na ditadura da Venezuela.
      Com a chegada do Gripen a coisa vai começar a melhorar para o nosso lado, mas uma aeronave aew não faz milagre, o Su-30 é perigoso com ou sem E-99 e Gripen do nosso lado.

      • Vc que está subestimando nossas capacidades Mauricio e em nenhum momento comparei aeronaves. Apenas mencionei q a estratégia usada,aparentemente, pelos turcos poderia ser usada aqui tbm e f-5 E/F M ainda(fora os desgastes do tempo) dá um belo caldo sabendo usar o q se tem e com apoio do E-99 (q ainda por cima está sendo modernizado e tendo melhora de suas capacidades) dá trabalho sim e tem plena capacidade de fazer o abate de Su-30 sim e não o subestimei em momento algum pois é um excelente vetor mas o conjunto da obra vence batalhas e não lobos solitários.

        • Tomcat, eu não estou subestimando a capacidade da FAB, você é que está subestimando a capacidade do Su-30, você que disse que a FAB abateria os Su-30 sem dificuldades, o que não é verdade.
          Mesmo o Su-30 não tendo uma aeronave aew para dar apoio, o fato é que o Su-30 é muito mais capaz que o F-5.

        • E quem defenderia o E-99 do ataque dos Su-30 e S-300? os F-5 caindo aos pedaços? E, depois de abatido o E-99 o que seria do resto?
          Esta tática de utilizar AWACS já é velha e não tem nenhum segredo.

    • Será que os F-5M teriam um data link tão capaz, além de perna para atravessar a Amazônia? Quato ao alcance, acho que nem os SU-30 o tem, para alcançar estruturas estratégicas nossas. Eu nem me preocupo com o Maduro, “ele vai cair de maduro”.

      • A questão é que temos nossos aviões de revo o que nos levaria mais longe mas falo puramente em questão de superioridade aérea por aqui mesmo e não numa incursão fora de nossas fronteiras e nisso, a 60 km de distância já poderíamos lançar nossos mísseis Derby e realmente pra sair da Venezuela e chegar a algum alvo sensível os Su-30 já estariam de goela seca e precisariam ter passado desapercebidos por nosso sistema de radares e controle aéreo o q acho beeeeeeem difícil.

        • “A questão é que temos nossos aviões de revo o que nos levaria mais longe mas falo puramente em questão de superioridade aérea por aqui mesmo e não numa incursão fora de nossas fronteiras e nisso, a 60 km de distância já poderíamos lançar nossos mísseis Derby”…

          Já usando os números do KC-390 como reabastecedor,teríamos uma boa vantagem para fazer um incursão a venezuela,apesar de que ainda haveria a ameaça dos sistemas de defesas bolivarianos.

          https://i1.wp.com/newsavia.com/wp-content/uploads/2014/05/img_performance_cargavsalcance.jpg?w=503&ssl=1

          • Em um hipotético cenário de conflito entre Brasil e venezuela, o estado de Roraima ficaria com o seu espaço aéreo parcialmente inutilizado, pois os sistemas de defesa venezuelanos conseguiriam com facilidade bloquear quaisquer tipos de suportes aéreos para as tropas brasileiras no terreno, impossibilitando a chegada de recursos por meio de cargueiros ou de apoio de fogo aéreo, limitando os combates em solo e deixando livre o espaço aéreo somente para as forças venezuelanas, no qual iriam usufruir realizando sucessivos ataques e operações de reabastecimento por meio aéreo para suas tropas.

            O bloqueio poderia criar uma área de exclusão, que poderia afetar Manaus, que está há 1.000km de distância.

            https://d30p9ca83oqyng.cloudfront.net/defesanet/site/upload/media/1537465286_codai.jpg

      • Pois é… o ditador daqui arrumando briga com o ditador de lá vai ser um show de horror. Uma força não tem dinheiro pra voar e a outra não tem piloto treinado. haha No combate direto do SU-30 com o F-5 EM o Su-30 leva, mas a falta de preparo da FAV é tão grande que eu não arriscaria dizer que o SU-30 levaria tanta superioridade quando colocamos o capital humano na conta.

      • Dizem, não sei se é verdade, que Com reserva normal de combustível o Su-30MK é capaz de realizar missões de combate de até 4 a 5 horas, com alcance de 3,000 km.
        A distância de Caracas a Brasilia é de 3.592 Km, portanto grande parte do norte/nordeste e centro-oeste estão ao alcance deles

        • E qual seriam seus alvos estratégicos que impediriam um revide, no Norte e Nordeste?
          Quem começa uma briga deve ter em mente um Knok Out, ou o adversário pode decidir a luta no revide.
          Exemplo: Guerra BrasilxParaguai

  14. A Síria quer retomar o controle de seu território e a Turquia não pode permitir ondas de refugiados misturados com terroristas dentro do seu território. Solução?

    • Pois a Turquia que feche suas fronteiras (Façam um muro, como quer fazer o ditador norte-americano). O que não pode é invadir a Síria e depois se postar de vítima

      • Francisco, não é tão simples. A Turquia entende que grande parte daquela região lhe pertence. Perceba que as fronteiras foram impostas para eles pelos europeus. Segundo: boa parte do povo tem origem turca, é como se eles estivessem abandonando o próprio povo.

  15. A parte mais engraçada, é escutar os fanboys dos Russos defendendo e dando desculpas para essas derrotas dia após dias.

    A Galinha vai criar dente e o lado dos Russos vão continuar a perder as batalhas/guerras. Gostando ou não, o lado EUA/Israel sempre foram superiores nas guerras desde o fim da WW2.

    A Rússia enfiou seu rabinho entre as pernas quando a Turquia abateu seu avião, imagina agora retaliar dois velhos Su-24 da Síria. Tem que rir desses palhaços mesmo.

    • Nicolas, de minha parte eu considero EUA e Rússia farinha do mesmo saco, mas essa história de que os EUA são sempre superiores em guerras não é verdade, o recente acordo entre os EUA e o Talibã é prova disso.
      Para falar a verdade, esse acordo é uma vergonha sem tamanho, com terroristas não se deve negociar.

      • Eu achava que aquela lenda que os eua não negociavam com terroristas era verdade,pelo visto estava errado…

        Nada que um gasto de USD 1 trilhão de dolares não possa mudar a opinião…

        • Nelson, eu não acho os americanos bobinhos, aliás, são muito espertos, mas isso não muda o fato de que é vergonhoso esse acordo com o Talibã.
          Quando George W. Bush iniciou a guerra do Afeganistão lá em 2001, a promessa era capturar Bin Laden e livrar o Afeganistão do Talibã e dos grupos terroristas que eles apoiavam, por isso é vergonhoso esse acordo, é patético.

    • E outra, o Putin “engoliu” essa do SU 24, mas em troca entubou os turcos com S300 e fez os caras serem expulsos do programa F35 kkkkk
      Putin é um exímio estrategista
      Esse SU 24 acabou saindo bem caro para os Turcos.

    • Derrubou um avião de 30 milhões e comprou 1 bilhão em armas russas logo depois. Mais Stonks para os russos impossível, um retorno de mais de 3.000% kkkkkkkkk.

    • Su-24 são bombardeio velho, não tem muito sistema eletrônico avançado, não é um avião de combate do céu, não é novidade perderam para um f16.

  16. Não sei qual será o fim desta encrenca, mas neste episódio pode-ser ver claramente que os turcos receberam equipamentos e principalmente treinamento da OTAN. Quanto aos sírios, além dos equipamentos russos, alguém os está treinando?

  17. Como eu amo o oriente médio e seus vizinhos, pena que não temos nada para vender pra eles a não ser comodittes. Então que venha a terceira guerra mundial, e tomara que o Brasil mande um milhão de militares, vai ajudar muito o Brasil.

  18. Amigos,

    Como já disse lá no “forte”, a tendência é os russos fazerem pressão, e só… Há muito em jogo aí…

    Pra mim, o que Putin fará é o que já vem fazendo, isto é, entupir Assad de armas. Pode até rolar mais alguns “assessores militares contratados”, mas nada mais que isso…

    Táticas mais “obscuras”, visando a ampliação do combate assimétrico, darão a tônica para as ações do exército Sírio que, ao contrário do que muito se propaga, tem um núcleo bem duro e experiente, estando acostumado a ações desse nível desde as guerras árabe-israelenses do século passado ( muito embora não se possa negar as perdas críticas que sofreram nessa última década de guerra, e que solaparam uma máquina de guerra que já teve melhores momentos ); quer dizer, escaramuça em cima de escaramuça…

    E lembrem-se que os turcos, evidentemente escorados nos benefícios do escudo proporcionado pela OTAN, já mostraram que estão dispostos a ir adiante, tal como ocorreu no caso do Su-24 russo derrubado quando do início da intervenção russa.

    Os russos pagam pra ver…? A posição deles é difícil sim…

    • Quem está fazendo pressão é Erdogan em cima do Putin para a Rússia ficar neutra entre o exército turco e sírio. Portanto, Putin decide como responder a essa intimidação por parte dos turcos, e pelo que se tem noticiado, ele manteve-se na defesa apoiando as tropas sírias. E ainda afirmou que não assegurará mais a defesa das aeronaves turcas na Síria, ou seja, isso veio depois da declaração da Síria de fechar o espaço aéreo na região noroeste, particularmente Idlib. E pelo jeito que se foi noticiado no SANA, os sírios já abateram 3 drones de combate turcos, naquilo que se considera como retaliação dos ataques turcos.

      Com isso em mente, é Erdogan quem está pressionando Putin a sentar à mesa para negociar a questão síria, no momento em que os aliados europeus não estão apoiando a invasão turca da Síria, e os estados árabes com exceção do Qatar estão indiferentes com a atual incursão dos turcos. Ou seja, Erdogan sabe que teria muito mais sucesso se tivesse alguma posição dos russos do que os demais aliados, e isso foi relatado pelo próprio ministro das Relações Exteriores da Turquia, Mevlut Cavusoglu, na qual o mesmo afirmou que a questão de Idlib só poderia ser resolvida com uma reunião entre Erdogan e Putin.

      O que poderia mudar a posição da guerra são os aliados de ambos os lados, como por exemplo o empenho maior do Hezbollah em apoiar o exército sírio, ainda mais depois dos ataques turcos com drones que atingiram o quartel-general do Hezbollah próximo a Saraqeb na sexta-feira matando nove militantes e ferindo outros 30. Assim como o apoio americano aos turcos, em que o próprio Mike Pompeo afirmou que os EUA estão analisando opções de ajudar a Turquia na questão de Idlib, porém conforme eu mesmo disse dificilmente terão apoio de tropas terrestres, provavelmente será apoio logístico e/ou uma ajuda muito limitada de apoio aéreo.

      • Os russos farão pressão pra parar o conflito…

        É claro que Erdogan está atento a uma posição dos russos, mas não penso que ele esteja querendo pressionar Putin ( não de forma voluntária ). No meu entender, ele está tão e somente fazendo aquilo que lhe é permissível; que o cenário lhe permite.

        Se os russos enfrentarão pressão direta, penso que será por parte de Assad no sentido de aumentar a ajuda.

        • Os russos não farão pressão para cessar o conflito, até mesmo porque essa não é uma estratégia que os russos podem impôr aos turcos. É como eu disse, os turcos querem que o Putin sente na mesa para negociar, algo a qual o presidente russo já disse que não está disposto, pois isso afetaria qualquer relevância da política russa para a Síria – que é manter a soberania síria.

          Ao meu ver, Erdogan quer de qualquer forma afetar a relação russa-síria para impôr sua vontade ao Estado sírio, mas sabe que para isso precisaria que a Rússia deixasse de apoiar Assad, algo a qual não estão dispostos. E Putin precisaria escolher entre apoiar um aliado desde os tempos da Guerra Fria ou escolher a Turquia que seria necessariamente um comprador de armas russas.

          Essa obsessão de Putin de vender armas para qualquer nação um dia iria acabar se voltando contra ele de uma forma ou de outra, me parece que esse dia chegou, na qual o líder russo precisaria escolher um dos lados na guerra da Síria.

          Putin até tentou manter os turcos sob controle nas chamadas “checkpoints”, onde patrulhas russas e turcas fariam a ronda em conjunto, porém os turcos tinham outros objetivos para a questão da Síria, algo a qual desagradaria os sírios e russos e o resultado estamos vendo atualmente. Eu acredito que um conflito entre Rússia e Turquia é improvável, pois ambos os lados estão evitando dar declarações agressivas sobre ambos, o que permite algum espaço para negociação, mas essa negociata ao meu ver depende do líder russo e da sua obstinação em proteger Assad.

          Vamos aguardar os próximos capítulos.

          • Os russos precisam das bases sírias Hmeymim/Tartus:

            “O presidente da Rússia, Vladimir Putin, ratificou nesta sexta-feira (29) um acordo com a Síria para transformar o porto de Tartus, no mar Mediterrâneo, em uma base naval russa durante os próximos 49 anos. “O cumprimento do acordo responde aos interesses da Rússia, já que contribuirá para fortalecer a presença militar russa a longo prazo e para garantir a segurança na região”, disse o governo russo em comunicado.

            Segundo o convênio, que será prolongado automaticamente dentro de 25 anos caso as partes estejam de acordo, a base poderá abrigar simultaneamente até 11 navios, incluindo os de propulsão nuclear. A defesa do território próximo por mar e ar ficará a cargo das Forças Armadas russas, que utilizarão baterias com mísseis antiaéreos s-400. O porto de Tartus serviu de centro de manutenção técnica e abastecimento para as frotas soviética e russa desde a década de 70, em virtude de um acordo assinado com o então presidente sírio, Hafez al Assad, pai do atual líder, Bashar al Assad.

            Nem nos tempos da Guerra Fria – quando a União Soviética mantinha em águas do Mediterrâneo a sua V Esquadra Naval (1967-1992) – Moscou chegou a contar com uma base naval permanente no Mediterrâneo. A Marinha russa retornou ao Mediterrâneo em 2013, após mais de 20 anos de ausência, com navios como o porta-aviões Almirante Kuznetsov e o destróier Pedro, o Grande, que participaram de bombardeios contra as posições jihadistas na Síria.”

            -Portanto, ao defender a Síria, os russos estão defendendo eles mesmos! E para eles é melhor não ganhar a Turquia como aliado do que perder a Síria e o acesso ao Mediterrâneo.
            Abraços.

    • _RR_, deixe eu acrescentar ao seu comentário que para a Russia a escalada do conflito não agrada. Os russos tentarão um cessar fogo.

      Ainda, a capacidade de pagamento do estado Sírio está estourada, os russos não têm interesse em vender armas a quem não poderá pagar. Só passarão para este estado equipamentos inferiores em ‘doação’.

      Outro ponto, o exército Sírio tem um núcleo bem equipado e veterano, mas pequeno. Ele é usado nos ataques. As forças utilizadas na defesa são mal equipadas e de baixa moral. Vemos isso perfeitamente ao acompanhar os movimentos de avanço e posicionamento dos grupos (hoje não está tão fácil como antigamente, pois estão escondendo informações).

      Os turcos estão provando que não servem como aliados da OTAN e nem dos russos. Sempre seguirão sua política que fica entre os valores destes dois polos, o que não condeno como política de Estado.

  19. Texto tendencioso demais.

    O autor do texto quer legitimar um ataque do governo Erdogan (tão radical quanto os que eles utilizam de justificativa para os ataques) em pleno território Sírio.

    A Turquia está virando um Estado fundamentalista e parece estar disposta a atacar e expandir seu território, quase um neonazismo Islâmico.

  20. Mandar aeronaves de ataque sem escolta ou proteção eletrônica em espaço aéreo contestado e de uma imprudência sem tamanho mesmo para uma força aérea de qualidade questionável,arriscar aeronaves e pilotos contra objetivos táticos de pouco valor como prédios semidestruidos e pickups artilhadas com bombas não guiadas e pior ainda ,em espaço aéreo contestado sem patrulha aérea de combate ou sistemas de defesa de área e arriscar inutilmente equipamento e desperdiçar surtidas de ataque.

    • Ersn pelo alcance (caso seja o da versão usada no abate) dos míssil AIM-120 AMRAAM o F-16 deve ter lançado de dentro do território turco mesmo. Mas vc tem razão no uso sem ressalvas dos Su-24 q acabaram sendo abatidos.

  21. Avião soviético sendo abatido por aviões ocidentais…
    Nenhuma novidade no front. Se não forem SAMs, os aviões ocidentais nem se preocupam…desde 1953

  22. Eu acredito que o helicóptero é importante para aumentar a distância de detecção além do horizonte e guiar mísseis de longo alcance

  23. Ao posicionar um sistema como os S-300MV próximo da fronteira, traria impacto a todo o tráfego aéreo na região norte do Brasil.

    Assim criam uma área de exclusão aérea que atinge até Manaus. Torna inefetivo o aeroporto de Boa Vista. Com os seus potentes radares trabalhando a plena potência, sem necessidade de ações discretas para evitar mísseis anti-radiação ou ações de Interferência Eletrônica, têm um alcance de 300km.

    https://luizsalatino.com.br/wp-content/uploads/2019/02/Salatino0204b-1024×675.jpg

    • Este aeroorto está a 10,6 km de distância de Pacaraima. De lá uma bateria (na verdade um lançador) do Astros 2020 já riscaria o aeroporto e tudo nele do mapa só com uma saturadinha básica.rs
      Colocar este sistema ali em caso de treta com Brasil é jogar no lixo o sistema capiche?!

      • Tomcat,
        Acho que “só um lançador” é exagero da sua parte.
        Sem falar que o S-300 é móvel e para ser atingido teria que haver um sistema de reconhecimento e aquisição de alvos em tempo real para se ter certeza do sucesso da missão.
        Essa consciência situacional teria que ser provida via drone ou aeronaves tripuladas, das quais elas mesmas seriam alvos do sistema. Outra opção é o uso de comandos infiltrados em território venezuelano, que também tem a suas dificuldades de operar.

    • Adriano,
      Acho o termo “torna inefetivo o aeroporto de Boa Vista” muito exagerado.
      A 300 km de distância a varredura do radar S300 sobre o aeroporto de Boa Vista se daria a uns 4000 a 5000 metros. Abaixo dessa altura o trânsito se daria sem problemas.
      * Claro, na dependência da altura em que estaria posicionado o sistema venezuelano e na altitude que fica a cidade de boa vista.

    • Colocar um sistema desses tão próximo da fronteira seria muita burrice. Alguns poucos aviões voando próximo ao solo destruiriam a bateria e o aeroporto antes que ela percebesse a chegada deles.

    • Do Aeroporto de Santa Ele de Uairén até Manaus são 850 km em linha, sem considerar a curvatura da terra e acidentes do terreno.

      Como poderiam criar uma área de exclusão aérea que atinja até lá?

  24. Nossa que ingenuidade desses sírios!
    Assim os turcos se tornam os maiores caçadores de Su-24!! Cadê a escolta!?!?!
    Ingenuidade pura!

  25. Vendo todo mundo passando o babão na cara do Putin..

    A cada dia que passa mostra que é um aliado de m…, que apenas visa manter a família Assad no poder.

    Mas será que para o Assada isto é suficiente ?

    Como nesta briga, eu torço pela briga. Ambos os lados merecem se f….

    Vendo isto tem quem ache que os russos vão declarar guerra ao mundo por causa da Venezuela ?

    A Síria está ao lado da casa deles e eles n tem capacidade de intervenção, imagine aqui muito longe da Rússia.

    O que segura o Maduro no poder não são os russos e os chinas, é dúvida do que se fazer com a Venezuela pós bolivarianismo

    • Quanto ao Maduro e sua Venezuela ,questão de tempo pra rodar de dentro pra fora.
      Quanto ao Putin, melhor aguardar os próximos capítulos pois ele é um baita estadista jogador do xadrez estratégico da geopolítica.

        • Pode não ser um gênio, mas sem dúvida alguma aprendeu a jogar o jogo geopolítico do Ocidente. Putin recolocou o país no centro das principais decisões internacionais mesmo em meio às dificuldades econômicas que enfrenta internamente.

          Conseguiu reerguer geopoliticamente um Estado em quase falência nos anos 2000, mudando profundamente a arquitetura da segurança global lutando diretamente contra a unipolaridade da OTAN.

          Apenas um fato para dizer que isso não é uma pequena coisa. O cruzador da classe Ticonderoga USS Vella Gulf em Norfolk, estará acompanhando um comboio militar pelo Oceano Atlântico para proteção dos três navios civis que transportará equipamentos do US Army para um dos maiores exercícios da OTAN na Europa – DEFENDER-Europe 20. A última vez que a USN acompanhou um comboio militar através do Atlântico foi em 1986 – em plena Guerra Fria.

          O USS Vella Gulf faz parte do grupo de ataque USS Dwight D. Eisenhower, que passou os últimos dias limpando as rotas marítimas que o comboio usará, garantindo que não haja inimigos na superfície ou debaixo d’água.

          Essa é a nova realidade. Territórios onde antes era incontestável, agora está se tornando contestável.

          • Recolocou o país no centro das principais decisões internacionais, porque se mete em tudo e não resolve nada.

            Tai a Síria como um exemplo claro todo mundo entra, todo mundo sai, todo mundo faz o que quer e os russos só reclamam.

            E isto vem desde que o Obama lançou o ataque com mísseis de cruzeiro, sem qualquer reposta russa..

            Pior..

            Apanham na Síria e ainda sofrem embargos que prejudica a sua economia.

            A manutenção desta base na Síria e este gasoduto valem tanto assim ou está em jogo mais o orgulho de um ditador, para consumo interno ?

            Como eu sempre falo..

            A Rússia é aquele vizinho que foi rico um dia e hoje vive de torrar o saco dos outros fazendo barraco e escutando funk alto no Audi A4 dele 1991, por isto ainda lembram dele.

            E você acha que o Vella Gulf vai acompanhar o comboio com medo de um ataque russo ?

            ahahahaha

            Faz me rir velho..

            Não atacam nem quem bate na cara dos seus aliados, vão atacar um comboio da OTAN em águas internacionais ? O máximo que vão fazer são as palhaçadas de sempre chegando perto e dando rasante para os mesmos néscios de sempre ficarem aplaudindo a grande reação russa.

    • O objetivo da Rússia é somente manter o Assad no poder e impedir a construção do gasoduto que quebraria a frágil economia russa. A Rússia está conseguindo atingir seu objetivo, Assad já estava quase deposto a cinco anos atrás e hoje já controla quase todo território que não é deserto.

      Para o Assad não ser trucidado pelos inimigos sunitas já é o suficiente. Lembrando que além de tudo, a guerra na Síria tem fundo de ódio religioso, xiitas contra sunitas. Tem que ser muito alienado para acreditar naquela história contada pelo Obama que era pela democratização da Síria.

      A Venezuela não é a Síria, duvido muito que a Rússia ajude a Venezuela em caso de guerra. Na verdade a Venezuela é pouco importante tanto para Rússia quanto para os USA, por isso mesmo dificilmente haverá uma guerra por lá.

      • Só que esta posição levou a Síria a zona que está hoje em dia.

        Se eles tivessem tido uma posição forte, ninguém entraria lá sob risco de fortes perdas..

        Mas não fez p q? Pq não tem poder para isto.

  26. Sei que a pergunta foi para o Galante, porém eu gostaria de ajudar na resposta.

    Tecnicamente, sim! É necessário uma aviação orgânica para enxergar além do horizonte. Os mísseis navais não possuem a capacidade autônoma de engajar em alvos além da linha do horizonte, precisam dos “olhos” de um helicóptero ou de uma aeronave de asa fixa.

    Mísseis navais modernos possuem guiamento por GPS, mas até onde eu sei, é para alvos fixos. Um navio em constante movimento torna o GPS do míssil inútil. Bem, isso para marinhas pequenas. Não sei se os EUA tem a capacidade de usar a sua constelação de satélites para atualizar o alvo em tempo real e ir repassando as informações para o GPS do míssil

  27. A Turquia não tem muita escolha a não ser entrar no conflito pois os Curdos criaram um governo autonomo no norte da Síria que poderia no futuro ser usado como santuário pelos separatistas do curdistão Turco.

  28. Concordo.
    E isso se aplica para a maioria dos caças e casos.
    Radar e míssil.
    Exceto nos casos de aviões stealth ou de dogfight, o desempenho ou característica do avião é de menor relevância.

  29. Na minha modesta opinião o jogo muda com o Boeing 737 AEW&C da Turquia e outros sistemas que não foram citados/mencionados (como interferência eletrônica).

  30. O Erdogan falou ao telefone com o Putin, antes do ataque, segundo informações tendo em vista o acordo rompido pelos militares sirios, que causou a morte dos militares turcos, dessa forma foi asegurado ao Erdogan que não havia militares russos na área pois eles estavam respeitando o acordo. Sinal verde para a represalia turca, que deve se limitar na região do acôrdo e em suas proximidades. Os sirios mexeram num “ninho de vespas” e vão perder feio na disputa, a Turquia esta bem mais armada que a Siria.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here