sábado, dezembro 3, 2022

Gripen para o Brasil

F-35A na Finlândia prontos para as avaliações

Destaques

Guilherme Poggio
Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Mau tempo impediu o deslocamento de duas das quatro aeronaves originalmente programadas

Dois caças F-35A Lightning II chegaram à Base Aérea de Pirkkala, na Finlândia, para uma semana de testes e avaliações intensas.

Os jatos pousaram na noite de domingo, após um atraso dado pelo mau tempo na rota EUA – Inglaterra e depois para o espaço aéreo finlandês.

Inicialmente, quatro F-35 deixaram a Base Aérea de Luke no Arizona em 5 de fevereiro e seguiram para leste, mas os aviões reabastecedores não puderam apoiar a missão através do Atlântico devido às condições climáticas, e apenas dois jatos chegaram em Pirkkala.

“Estamos entusiasmados por poder mostrar o que o F-35 pode fazer, suas incríveis capacidades”, disse o piloto de testes da Lockheed Martin, Bille Flynn, em um pequeno vídeo publicado nas mídias sociais.

A aeronave participará de exercícios simulados de guerra de longo prazo, em que os jatos candidatos desempenharão seu papel como parte dos sistemas de defesa da Finlândia. Nas batalhas simuladas, eles enfrentarão os atuais jatos F/A-18 Hornet e BAE Hawk da Força Aérea.

A Força Aérea informou que o evento ocorre na Finlândia para que cada avião da concorrência possa ser testado nas condições de operação finlandesas no inverno – e também para fornecer uma avaliação equilibrada para cada uma das cinco aeronaves candidatas.

Os outros participantes do ‘Operation HX Challenge’ são o Rafale da França; o Eurofighter Typhoon ; o F/A-18 Super Hornet da Boeing; e o sueco Saab Gripen.

Embora todas as aeronaves sejam projetadas para operar em temperaturas abaixo de zero, a Força Aérea diz que quando as temperaturas oscilam em torno de zero com neve, granizo ou garoa congelante, ela lança desafios extras para os jatos.

Condições climáticas adversas podem ter um impacto no desempenho de sensores eletro-ópticos, em particular.

FONTE: NewsNow (tradução e adaptação do Poder Aéreo a partir do original em inglês)

- Advertisement -

35 Comments

Subscribe
Notify of
guest

35 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fabio Araujo

Sofreu um pouco com o mal tempo para chegar lá, como ele é um projeto americano e deve estar preparado para operar no Alasca o frio extremo da Finlândia não deve ser problema para ele. Em relação ao frio extremo tenho dúvida quanto ao preparo do Rafale que não enfrenta na França temperaturas tão baixas, mas o Typhoon que opera na Alemanha, o Gripen que opera na Suécia e o F-35 que deve operar no Alasca já enfrentam condições extremas de frio.

Fabio Araujo

Sim, com postei abaixo, os aviões de reabastecimento é que sofreram.

Michel C

Ok então. Entenderam que, dependendo da condição meteorologica (se ventar demais) só 2 dos 4 F35 ficarão a postos. Só por causa dessa falha, o F35 não parece estar maduro para passar no teste.

Fabio Araujo

Mas o mal tempo afetou mais os aviões de reabastecimento e se não tinha combustível suficiente para os 4 é melhor otimizar o combustível disponível e levar só 2!

Minuteman

Gosto muito do F-35, mas espero que a Finlândia e até o Canadá comprem o Gripen E/F.

O Brasil terá orgulho de ver um caça com tecnologia e engenharia brasileira voando por diversos países.

Teropode

Do brasil só os adesivos .

Gustavo

é o conselho divino atuando em favor da Finlândia. kkkk

Antunes 1980

Alguém tem dúvida que pintou o campeão?
O único de quinta geração, stealth e com evolução tecnológica contínua.
Demais são soluções paliativas.

comment image

Rui Chapéu

e com um grande futuro a frente…

Pena que perdemos a oportunidade como sempre.

Teropode

Seu não heim ! Se vc pedir um chopp e ele vier com a Adele e um guarda-costas armado , eu darei preferencia srmpre a este Chopp.

Carlos Gallani

Infelizmente o tal do ToT pescou muita gente e infelizmente agora vamos ter um produto sem escala que a longo prazo vai se mostrar um erro terrível, do meio da vida útil para frente o custo de hora voo vai disparar enquanto o F-35 vai ter peças para vender aos montes!
Engraçado que o caça que tem gente que diz ser um abacaxi esta vendendo igual água no deserto!

ADAIR HAMES

E com hora de voo á U$28.000,00 dólares!!

JuggerBR

Esse teste no frio é meio desnecessário, afinal a aeronave ao decolar pro sua altitude de operação sofre um frio muito mais intenso (de -55º a -85º graus) do que na superfície de qualquer parte do planeta.

Robsonmkt

A matéria diz: “Embora todas as aeronaves sejam projetadas para operar em temperaturas abaixo de zero, a Força Aérea diz que quando as temperaturas oscilam em torno de zero com neve, granizo ou garoa congelante, ela lança desafios extras para os jatos.

Condições climáticas adversas podem ter um impacto no desempenho de sensores eletro-ópticos, em particular.”

Guizmo

Quem está acompanhando o HX Challenge pelo Twitter, sabe que o Gripen também ficou grounded semanas atrás por conta do mau tempo

Defensor da liberdade

Se os finlandeses gostam de abacaxis, o F-35 é um excelente.

Teropode

CS , Italia , Holanda , Japão, Israel ,GB , Polônia, Turquia, Emirados Árabes, China e Bélgica adoram este abacaxi ????

Entusiasta Militar

Gosto muito do F-35 e seria ótimo ter na FAB mas, com a entrada do Gripen não tem como manter 2 vetores desse nível juntos.

Defensor da liberdade

Jamais, se for para pegar um vetor stealth melhor ir de Tempest.

nonato

Que pelo menos não apresenta problemas…

Teropode

Kkkkk , só causa emoções as coisas que existem .

Kemen

Um caça a 14.000 ou 16.000 metros de altitude enfrenta temperaturas baixisimas, entendo que os testes da FIAF se aplicam principalmente a neve, granizo e gelo no ar e em pistas de aterrisagem. Operar em temperaturas baixas é previsto em todos os projetos. Temos aviões operando no polo sul e polo norte, os testes na Finlandia só podem ser contra o mau tempo no inverno ou em qualquer estação.

Luiz Floriano Alves

Uma duzia de F-35 faz muito mais do que 30 Thyphon/e/ou Rafale. Isso deve ser decisivo. O custo beneficio, por aeronaves equivalentes é muito favorável a um stealht de quinta geração..

Marcelo

12 F-35s nao podem estar em 30 lugares diferentes. Alem disso, algumas unidades sempre estao em manutencao, o que diminui o numero de aeronaves disponiveis.

ADAIR HAMES

Finlândia pode ter 5 Gripens voando contra 01 F-35…esta é a realidade econômica!!

Mauro

Pintou o grande “campeão”…. o campeão dos problemas insanáveis …
Nem o canhão presta..

Marcos10

Tomara que não haja raios.
Um relâmpago que tem medo de relâmpago.

johnny

a finlandia como a polonia tem tradicao e historia de guerras e batalhas defensivas na europa os guerrilheiros finlandeses com skis e armas leves destruiram o poderoso exercito russo em maior numero de 5 para um ou mais a tatica hit and run dos finos foi superior naquele tipo de bioma a polonia ja fez varias guerras contra os russos eles sao fregueses fomos o unico exercito a vencer o inverno russo e tomar moscou por 2 longos anos os poloneses usaram a tatica finlandesa kkk entao hoje a polonia tem cacas f35s espero que a finlandia tambem a polonia… Read more »

Defensor da liberdade

Podem até ter causado muitas baixas nos soviéticos, mas no final perderam e tiveram que ceder importantes partes de seu território aos soviéticos.

ScudB

Apareceu mais uma vitima do ENEM…

Últimas Notícias

VÍDEO: Documentário ‘Highway’ sobre operações aéreas em rodopista na Tchecoslováquia, em 1980

O documentário "Highway" foi filmado pelo Checoslovak Army Film no outono de 1980 durante um exercício militar entre os...
Parceiro

LAAD 2023

- Advertisement -
- Advertisement -