Home AEW Saab Gripen E e GlobalEye concluem avaliação de voo na Finlândia

Saab Gripen E e GlobalEye concluem avaliação de voo na Finlândia

2869
15
Saab Gripen E e GlobalEye

A Saab concluiu, com sucesso, sua participação com o Gripen E e o GlobalEye AEW&C no HX Challenge finlandês, o evento de teste e avaliação da Força Aérea Finlandesa que aconteceu na Base Aérea de Pirkkala, na Finlândia. A avaliação de voo faz parte da verificação de capacidade do Programa HX, que está em andamento para a aquisição de novas aeronaves de combate para equipar a Força Aérea Finlandesa.

O HX Challenge foi realizado na Finlândia e os testes aconteceram nas condições de inverno do país, com o objetivo de verificar os dados informados anteriormente pelos fabricantes de caças. A solução oferecida pela Saab apresenta a mais recente tecnologia disponível para operar em um ambiente operacional em constante mudança e altamente desafiador.

“Na última semana, concluímos, com êxito, os ensaios planejados e demonstramos, portanto, os recursos do Gripen e do GlobalEye, uma solução sólida e altamente capaz de responder às necessidades da Força Aérea Finlandesa”, diz Jonas Hjelm, vice-presidente sênior e head da área de negócios Aeronautics da Saab.

Além disso, no dia 31 de janeiro, a Saab apresentou uma oferta revisada em resposta à Solicitação de Cotação revisada para o programa finlandês HX. A oferta da Saab para a Finlândia trata-se de uma solução abrangente de poder aéreo e de defesa aérea.

Saab Gripen E na Finlândia

Com os aviões de caça Gripen E/ F projetados para as operações mais desafiadoras e os cenários de ameaças muito semelhantes aos da Finlândia, combinados ao GlobalEye, uma das soluções AEW&C mais avançada do mundo, como multiplicador de forças, a oferta possibilita uma contribuição substancial à capacidade operacional conjunta das Forças de Defesa Finlandesas.

Como parte de sua proposta, a Saab oferece um pacote substancial de armas e sensores, bem como o equipamento necessário e os serviços associados necessários para operar o sistema. A oferta também inclui um programa de cooperação industrial com o objetivo de desenvolver amplas capacidades nacionais de segurança do suprimento na Finlândia. Também estão incluídos na proposta a transferência de recursos de manutenção, reparo e revisão para a indústria local, produção de peças e montagem final de aeronaves, bem como o estabelecimento de um centro de manutenção e desenvolvimento na Finlândia.

De acordo com o planejamento do cliente, a decisão de aquisição está prevista para 2021.

DIVULGAÇÃO: Saab / MSLGROUP Publicis Consultants

15 COMMENTS

  1. A Saab quer incorporar no pacote um GlobalEye, como atrativo.
    Detalhe é que a Finlandia tem a intenção de adquirir um biplace, e o F-35 como fica?
    E se for de Gripen NG vamos ajudar muito nesse contrato, já que o F é coisa nossa.
    Vamos aguardar mais noticias do HX Challenge e desempenho dos participantes.

  2. Creio que o Gripen e o GlobalEye tem boas chances nesta competicao. A inclusao dos AEWs por um preco equivalente as outras propostas da uma vantagem a Saab. O unico outro concorrente que pode levar eh o F-35. Os outros nao vejo com grandes chances nao…

  3. Ainda acredito que o JAS 39 Gripen é o favorito, pelo simples fato: Os cinco caças concorrentes são competentes, os cinco são capazes de atender as necessidades da Finlândia, obviamente uns mais que os outros, mas no fim todos são eficientes. Então o Gripen leva vantagem por ser o mais barato. (Apesar que a de levar em consideração que o Gripen deve ser o com a mais demorada entrega, já que tanto a Suécia, quanto o Brasil ainda estão na fila).

    • Esse fato ao qual se refere depende muito do que cada país e cada força aérea desejam.
      Existem muitas forças aéreas que querem o melhor possível, mesmo que o custo fique mais alto.
      Acho difícil bater o F-35 nesse quesito.
      Mas se os custos forem muito importantes, aí o Gripen tem uma boa chance.

  4. Se a SAAB enviou um adaptado biplace para permitir que os finlandeses voem no saco , como será que a lockheed vai resover isto ? Não tem saco nos F35 ou ja existe algum finlandês apto para pilota-lo ? Se não existe esta necessidade , por que os suecos mandaram um biplace ?

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here