Home Aviação de Ataque Boeing entrega o primeiro F/A-18 Super Hornet SLM à Marinha dos EUA

Boeing entrega o primeiro F/A-18 Super Hornet SLM à Marinha dos EUA

4281
20

O programa Service Life Modification entregará mais de 450 jatos F/A-18E/F à US Navy até 2033

ARLINGTON, Va., 6 de fevereiro de 2020 – A Boeing [NYSE: BA] forneceu uma nova vida útil ao F/A-18E/F depois de entregar o primeiro Super Hornet sob o programa Service Life Modification à Marinha dos EUA. O segundo jato SLM será entregue até o final do mês e a Boeing entregará o terceiro F/A-18 modificado em abril.

Os Super Hornets iniciais entregues pelo programa terão a vida útil prolongada de 6.000 para 7.500 horas de voo. Os futuros planos de modificação no início dos anos 2020 permitirão que os jatos voem 10.000 horas e incorporem os novos recursos do Block III.

“O SLM fornecerá um recurso crítico para a Marinha capitalizar novamente aeronaves de longa duração para devolvê-las à frota em uma condição quase nova”, disse o capitão Stephen May, co-líder do PMA-265 para aeronaves E/F/G. “Isso reduzirá a carga sobre nossos mantenedores, nosso sistema de suprimentos e nossos ativos em nível de parque”.

Atualmente, existem 15 Super Hornets no programa SLM nas linhas de produção em St. Louis e San Antonio. Leva-se 18 meses para concluir as modificações em um F/A-18E/F, embora esse tempo seja reduzido para um ano à medida que o programa avança. A Boeing entregará mais cinco Super Hornets este ano.

A conversão do Block III incluirá capacidade aprimorada de rede, tanques de combustível conformais, um sistema avançado de cockpit, melhorias de assinatura e um sistema aprimorado de comunicação. As atualizações devem manter o F/A-18 em serviço ativo nas próximas décadas.

FONTE: Boeing

Subscribe
Notify of
guest
20 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
DOUGLAS TARGINO
DOUGLAS TARGINO
7 meses atrás

Muito lindo! Esses não tem tanta ondulações como os outros tem, deve ser mais ficar mais “invisíveis” a radares.

Guilherme F14
Guilherme F14
7 meses atrás

Me parece que a Marinha dos EUA não engoliram bem o F-35.
Sei la, acho que foi só impressão minha mesmo.

Guilherme Poggio
Reply to  Guilherme F14
7 meses atrás

Esse programa de meia-vida do SH já estava na conta. Mas é um ponto que diferencia a aviação naval da USAF. A USAF não possui uma aeronave da geração do Super Hornet. Ou são mais antigos ou são mais novos.

Thiago Telles
Thiago Telles
Reply to  Guilherme F14
7 meses atrás

Tanto nao engoliu que já falou que nunca mais entra num projeto furado de jsf, ou seja, uma plataforma dedicada as duas forças. O f35 esta sendo um desastre só q impossível de se voltar a trás.

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  Guilherme F14
7 meses atrás

Engoliram sim, mas deu uma indigestão danada!!!

JuggerBR
JuggerBR
7 meses atrás

Espero que a Boeing não esqueça ferramentas dentro dos Hornets igual fez nos KC-46…
Que ponto as industrias americanas de aeronaves chegaram… LM vendendo uma lista de problemas chamada F-35 e a Boeing com erros primários nos seus maiores projetos.

Rodrigo Maçolla
Rodrigo Maçolla
7 meses atrás

Confesso que lá em 2006 quando o Super Hornet substituiu e aposentou de vez o F-14 Tomcat, eu fiquei com certa “bronca” desse caça, lógico que devido a uma questão mais emocional minha do que lógica, Mais com o tempo e conhecimento adquirido aprendi a gostar também e admirar o “VESPÃO” embora concorde que o Gripen tenha sido melhor escolha pra FAB eu torcia mesmo pelo F-18 ganhar o FX-2, … Mais tai a prova que é um grande caça capaz e que atende as necessidades da maior e mais poderá Marinha do Mundo, não pode ser fresquinho para operar… Read more »

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
7 meses atrás

Só resta ao resto construir defesas AAA.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
7 meses atrás

Não estão confiando só no F35 para a Marinha e fuzileiros! A USAF também segue investindo nos F16 e F15 pelo mesmo motivo.

Bosco
Bosco
Reply to  Fabio Araujo
7 meses atrás

Fabio, O Super Hornet nunca foi pensado em ser substituído pelo F-35C. Apenas o Hornet é que o seria. O Super Hornet deverá ser substituído por um caça de 6ª Geração. O USMC sim, pensa em substituir todos Hornets e Harriers por F-35B e e F-35C. A USAF levará anos (2037) até que todos os mais de 1700 F-35A sejam adquiridos e até lá cabe investimento nos “velhos” A-10 , F-15 e F-16. *O F-15 não será substituído pelo F-35A O F-35 (A,B,C) foi desenvolvido pensando em substituir os caças F-16, F-18 (ABCD), AV-8 e o avião de ataque A-10.… Read more »

Airacobra
Airacobra
Reply to  Bosco
7 meses atrás

Não entendo a dificuldade da galera entender isso Bosco, mais claro que isso só dois disso

Luis
Luis
Reply to  Bosco
7 meses atrás

só para lembrar um fato fundamental q a grande maioria parece fazer questão de ignorar é q o f35 é na verdade o desenvolvimento de 3 caças diferentes projetados com a maioria dos componentes em comum. o desenvolvimento de um caça é caríssimo, os custos de desenvolvimento do f35 dividido por 3 mostra o real custo por caça desenvolvido, uma solução inteligente mas muito ambiciosa e ousada, q compensa também ao longo do ciclo de vida com a diluição dos custos de manutenção e treinamento q haveriam caso houvessem optado por 3 caças diferentes para usaf, usn e usmc. mas… Read more »

ADAIR HAMES
ADAIR HAMES
Reply to  Luis
7 meses atrás

O problema do F35 é a hora de voo mais cara de todos os caças… (+-$U28.000), para se ter idéia, dá pra colocar no ar, 6 Gripens pelo mesmo valor, com 8 canops cada…rsrs.

Bosco
Bosco
Reply to  Bosco
7 meses atrás

O ideal pensado para os EUA no passado era: F15C substituído integralmente pelo F-22 F-15E substituído por uma versão de longo alcance/ataque do F-22 ex: FB-22 F-16 e A-10 substituídos pelo F-35A na USAF F-18 (A,B,C,D) e EA-6 substituídos pelo F-35C na USN e USMC AV-8B substituídos pelo F-35B no USMC. – A USAF “imaginada” seria composta por F-22, FB-22 e F-35A. A USN por F-18EF, EA-18G e F-35C O USMC por F-35C e F-35B. – Os planos relativo à substituição integral do F-15 C e E não deram certo. O programa relativo ao F-35 segue como planejado. Na verdade,… Read more »

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Bosco
7 meses atrás

Na minha humilde opinião, a maior falta de visão de certos atores políticos americanos, tanto na administração Bush quanto na Administração Obama, durante os anos de 2008/2009 foi o cancelamento do programa F-22 prematuramente.

Hawk
Hawk
7 meses atrás

Só complementando uma coisa, o F/A-18 foi feito para substituir o A-6, A-7, F-4 e o EA-6B. Depois virou F-18 Hornet, depois virou SuperHornet (que substitui o amado F-14) e depois se tornou o único caça padrão da Marinha Americana. Acho que cada vez mais essa história de ter um “caça para cada função” está caindo em desuso. O próprio F-35 também está substituindo um monte de outros caças, como disse o Bosco.
Confesso que um preferia o F-18, que era um caça mais rápido de ser entregue e testado em combate, mas o Grippen foi um boa escolha também.

Dalton
Dalton
Reply to  Hawk
7 meses atrás

O F-14 é que de fato substituiu o F-4 começando no fim da década de 1970. . O FA-18A/C substituiu os A-7s processo iniciado no fim da década de 1980. . Quanto ao A-6 eventualmente os FA/18s os substituíram, mas, vale lembrar que na ocasião os A-6s respondiam por um quinto esquadrão de caça/ataque das alas aéreas dos NAes e esse número ainda na década de 1990 foi reduzido para 4 esquadrões, sendo 2 de F-14 e 2 de FA/18A/C . . O Super Hornet acabou substituindo o F-14 e o F-35C deveria substituir os Hornets, mas com o atraso… Read more »

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Dalton
7 meses atrás

É bom lembrar que a aposentadoria dos A-6 (apesar de propostas interessantes e relativamente baratas como o A-6F) criou uma lacuna em relação à alcance de ataque que os Hornet não foram capazes de preencher. Apenas os F-14B/D conseguiam efetuar ataque ao solo nas distâncias em que o Intruder podia fazer. Um dos efeitos desses projetos ‘multi-role’ como o Super Hornet, é que geralmente se sacrifica alguma coisa em cada tarefa, mas felizmente o aumento da tecnologia embarcada, seja na aeronave em si ou em meios de suporte, fez com que esses sacrifícios sejam bem pequenos, ou nulos, se comparados… Read more »

Gustavo
Gustavo
7 meses atrás

vida longa ao Super Hornet

Rodrigo
Rodrigo
7 meses atrás

Sonho de consumo da Marinha e da FAB…pela aproximação cada vez maior entre Brasil e EUA, não me surpreenderia que daqui alguns anos temos F18 com a nossa bandeira…