Home Aviação de Ataque Programa HX Fighter: Respostas recebidas à solicitação revisada de cotação

Programa HX Fighter: Respostas recebidas à solicitação revisada de cotação

1784
21

Cinco fabricantes de caças enviaram suas respostas ao pedido de cotação revisado, solicitado pelo Comando de Logística das Forças de Defesa da Finlândia.

Em outubro de 2019, as Forças de Defesa enviaram uma solicitação de cotação revisada aos governos da França, Reino Unido, Suécia e Estados Unidos, a serem encaminhadas a cinco fabricantes de caças multifuncionais nesses países. Os tipos de aeronaves em questão são Boeing F/A-18 Super Hornet (Estados Unidos), Dassault Rafale (França), Eurofighter Typhoon (Reino Unido), Lockheed Martin F-35 (Estados Unidos) e Saab Gripen (Suécia).

O prazo foi estabelecido para o final de janeiro de 2020 e o Comando de Logística das Forças de Defesa recebeu respostas para todos os cinco tipos de aeronaves. Foi solicitado a cada proponente que compilasse as informações fornecidas em sua licitação inicial e negociações em um pacote claro, atualizado e aprimorado.

As respostas contêm informações sobre a solução e o pacote abrangentes, criados em torno de cada opção de caça multifuncional; o objetivo é criar a melhor capacidade possível para o sistema de defesa da Finlândia enquanto substitui a frota Hornet. Dentro do orçamento estabelecido para o projeto, os proponentes foram solicitados a preparar um pacote de desempenho que atendesse aos requisitos estabelecidos e incluísse não apenas a aeronave, mas também outros sistemas técnicos, sistemas de treinamento, equipamentos de manutenção necessários, equipamentos de teste e peças de reposição, além de armas, sensores e outras funções de suporte específicas de tipo necessárias.

O critério de tomada de decisão mais importante para o projeto é a capacidade militar e sua manutenção ao longo do ciclo de vida. Quanto às demais considerações, como custos do ciclo de vida, segurança do suprimento e cooperação industrial, a proposta deve atender aos requisitos estabelecidos no Pedido de Cotação.

O concurso para o projeto HX foi lançado com um concurso preliminar em abril de 2018, ao qual os proponentes responderam em janeiro de 2019. Desde então, o conteúdo das propostas foi negociado com cada proponente. A segunda fase do projeto HX está em andamento, na qual o conteúdo da licitação será finalizado com cada proponente. O pedido de ofertas melhores e finais será enviado em 2020 ao final da segunda fase das negociações. O governo decidirá sobre a aquisição em 2021.

FONTE: Ministério da Defesa finlandês

21
Deixe um comentário

avatar
14 Comment threads
7 Thread replies
1 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
18 Comment authors
BardiniGustavoAugusto LLuiz TrindadeMGNVS Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Marcelo Andrade
Visitante
Marcelo Andrade

Acho que os mais bem cotados serão: F/A-18 E, por causa da cadeia logística existente ou o Saab Gripen pois a Finlândia tb usou o Draken muitos anos. Mas…..

André Luís
Visitante
André Luís

Aposto minhas fichas no Boeing F/A-18 Super Hornet.

Ronaldo
Visitante
Ronaldo

Boa Noite André Luís,sei não viu eu acho que tá mais para o Lockheed Martin o F-35

Cláudio Severino da Silva
Visitante
Cláudio Severino da Silva
Teropode
Visitante

Nações irmãs, o GripenE certamente será escolhido , tudo favorece a escolha do Gripen E , boas relacoes com o vendedor , ja foram clientes de caças suecos , são vizinhos e o caça é de fato muito prático, funciona como uma geladeira .

DSC
Visitante
DSC

Sim, a oferta da Saab tem as suas vantagens únicas. Mas acho que no que toca ao caça em si, a avaliação da Finlândia vai chegar à mesma conclusão de muitas outras avaliações de programas para novos caças em outros países… Avaliação da Dinamarca (foram avaliados F-35, Super Hornet e Eurofighter Typhoon; Não houve Gripen nem Rafale): https://fmn.dk/temaer/kampfly/Documents/type-selection-denmarks-new-fighter-aircrafts-english-summary5.pdf https://fmn.dk/temaer/kampfly/Documents/typevalg-af-danmarks-kommende-kampfly-reduceret-vers-20160509.pdf Dos caças por eles avaliados, o F-35 foi visto como o melhor caça em/para tudo simplesmente…: http://www.f-16.net/forum/download/file.php?id=31100&mode=view http://www.f-16.net/forum/download/file.php?id=31101&mode=view Avaliação da Suiça de 2008/2009 (foram avaliados o Rafale, o Eurofighter Typhoon e o Gripen): http://kovy.free.fr/temp/rafale/pdf/12332.pdf Na primeira avaliação de 2008, o Rafale… Read more »

Lucianno
Visitante
Lucianno

Concordo. Minha aposta é que a Finlândia vai de F-35. O Gripen vai ficar em ultimo lugar na avaliação de capacidade militar, o que me parece muito obvio, visto que apesar de ser um bom caça, é o menos capaz dos cinco.

Augusto L
Visitante
Augusto L

Esse é o problema da avaliação suíça eles não avaliaram o Gripen NG E/F e à atualização MS21 do Gripen C/D o deixa muito longe ainda das capacidades do modelo E/F.

Augusto L
Visitante
Augusto L

Sem falar que a suíte eletrônica do Gripen evoluiu bastante desde o início do programa NG.

Bardini
Visitante
Bardini

“O Gripen aqui era o Gripen MS21 (ou seja, o Gripen E/F)”

Os novos componentes da suíte de guerra eletrônica demandam algumas mudanças. Os Gripens E/F vão ser entregues no padrão MS22.

Cássio Silva
Visitante
Cássio Silva

Minha torcida é para o caça Gripen.

DSC
Visitante
DSC

Eurofighter Typhoon Media Event:
https://youtu.be/rEfI9U4osjo

Dassault Rafale Media Event:
https://youtu.be/o1tSHgE2-tA

Daglian
Visitante
Daglian

A minha leitura é de que o Dassault Rafale não tem praticamente nenhuma chance nesta concorrência e está aí somente para proporcionar aos finlandeses as maiores oportunidades de barganha. O motivo é que os finlandeses não operam e nem têm histórico de operarem caças franceses, e o Rafale é caro de se adquirir e manter e foge completamente da logística da Força Aérea em questão. Se forem optar por um bimotor, irão de Super Hornet, já que é logisticamente o natural, para a Finlândia, em sequência à operação dos seus 62 Hornets atuais. Similarmente, não vejo chances para o Typhoon,… Read more »

vitor hugo
Visitante

Colocaria o Gripen e F35 lutando pela vitória, F18 em terceiro, seguido de Rafale e Eurofighter em ultimo.

Luís Henrique
Visitante
Luís Henrique

F-35 para mim é o favorito.

Se o que diz o texto estiver correto.
“ério de tomada de decisão mais importante para o projeto é a capacidade militar e sua manutenção ao longo do ciclo de vida. ”

O F-35 deverá ser o favorito.

Qual outro entrega capacidade militar semelhante? Nenhum.

Kael Von Waizer
Visitante
Kael Von Waizer

Bem, o primeiro ponto que decidirá o escolhido é obviamente a capacidade do caça em atender as necessidades, previamente estabelecidas, da Finlândia. E nisso acredito que os cinco são capazes de o fazer (Claro que como eu não faço parte da área de defesa daquele pais, então posso estar errado obviamente). Sendo assim, acredito que o que realmente pesará nessa disputa, será o custo (Aquisição, operação e manutenção). Nesse caso o JAS 39 Gripen leva vantagem sobre os demais.

Fabio Araujo
Visitante
Fabio Araujo

Qual o prazo para a definição?

MGNVS
Visitante
MGNVS

O texto mostra que o Gripen tem grandes chances por causa do pacote oferecido. Agora tudo depende tambem da força do lobby de cada empresa.

Luiz Trindade
Visitante
Luiz Trindade

Entre os competidores acho que estão no páreo: Saab Gripen, Lockheed Martin F-35 e cotadíssimo Boeing F/A-18 Super Hornet. Pq cotadíssimo? Pq se eles trabalham com Hornet nada melhor que continuar com que se conhece com vantagens que a nova versão traz. Mas tudo pode mudar… Vamos aguardar…

Gustavo
Visitante
Gustavo

ta em negrito no texto… “O critério de tomada de decisão mais importante para o projeto é a capacidade militar e sua manutenção ao longo do ciclo de vida.”
Qual o caça mais barato (ao longo do seu ciclo de vida) que entrega o mesmo de todos? Tem alta disponibilidade?
Gripen na frente com F-18 E com grandes chances de virar o jogo, pela experiencia que já tem com o legacy hornets.
O resto é resto.

Bardini
Visitante
Bardini

Como o F-35A se comporta tendo de operar desdobrado em vias públicas?