sexta-feira, junho 18, 2021

Gripen para o Brasil

FOTOS: Saab Gripen E na Finlândia

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

O Saab Gripen E pegou bastante neve na Finlândia ontem, dia em que a Saab fez uma apresentação de sua proposta à imprensa.

No início deste mês, caças franceses Rafale também estiveram na Finlândia pra os testes do HX Challenge 2020, após a chegada de jatos Eurofighter Typhoon da BAE Systems na semana anterior.

A Saab enviou para os testes o Gripen E 39-10 e o Gripen NG Demo 39-7.

O Gripen E das fotos estava equipado com dois mísseis Meteor, dois IRIS-T e um “jammer” EAJP (Electronic Attack Jammer Pod), além de um tanque externo ventral.

A oferta da Saab à Finlândia inclui, além dos caças, duas aeronaves GlobalEye Airborne Early Warning and Control (AEW&C).

- Advertisement -

56 Comments

Subscribe
Notify of
guest
56 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Matheus

Interessante notar o Pod de Guerra eletrônica.

Adriano RA

O mesmo site finlandês que ontem noticiou que dois Gripens pousaram no país, também diz que os aviões serão avaliados em combate simulado contra os F-18C e BAE Hawk da Força Aérea Finlandesa. Os pods de guerra eletrônica estão lá pra botar pra quebrar. A conferir…
https://newsnowfinland.fi/videos/watch-swedish-gripens-arrive-for-winter-weather-combat-tests

OSEIAS

Que comecem os jogos.

Dod

Quem é o melhor Gripen ou Rafale? Gripen ou F-35? gostaria de saber a opinião de vcs.

Leandro Costa

Minha Caloi T-Type de 21 marchas é melhor do que os dois. Faz o que eu quero, é barata de manter e tenho onde parar sem custos adicionais.

Clésio Luiz

O colega Leandro me permita respeitosamente discordar do que disse. Esse espaço é para coisas sérias, não deve ser usado para falar bobagens.

Bicicleta é Monark, o resto é o resto.

Leandro Costa

Caro Clésio, muito me admiro você, contribuinte de valor aqui neste espaço, geralmente uma pessoa centrada, balizada e idônea, escolhendo a Monark apenas pelo fato de ela ser uma empresa Sueca!

Minha Caloi dá pau até em velotrol elétrico!!

Juliano Lisboa

Sem querer desmerecer ninguém, mas a Caloi foi comprada pela Cannondale em 2013. Então hoje ela é uma marca canadense.

Leandro Costa

Juliano, eu não sabia dessas, mas estou feliz Heheheheh

Tudo bem que a minha é de 2011… 😛

Berkut

Minha T-Type está completando 20 anos! Gosto muito dela e de certa forma me faz lembrar o Gripen: pouca manutenção (apesar de a utilizá-la muito, principalmente nos seus primeiros 10 anos), bonita, e capaz de um desempenho tão bom quanto bicicletas mais caras. Enfim, excelente custo/benefício.

Dod

Que isso meu caro, 21 marchas realmente não é para qualquer um não hein,ta “podendo” hein ;).

Flavio Coelho

Acho que os colegas deveriam ir para um grupo de discussão de bikes e não ficarem aqui desmerecendo e enchendo o grupo com asneiras e bobagens. Deveriam se abster de mensagens vazias e desnecessárias!

Leandro Costa

Pô, Flávio, lamento você não ter entendido, mas considero minha resposta mais relevante do que a pergunta original 😉

Sérgio Luís

“Tudo na vida é relativo”

USP

Gripen – relação custo e beneficio; melhor suíte eletrõnica

Camargoer

Olá DoD. Acho que e bem difícil dizer que modelo e melhor que o outro e ponto. Tem que perguntar o que e mais importante para o operador. De modo geral, dois motores são melhores que apenas um. Mais potencia, maior capacidade de levar armamento, etc… Mas e mais caro de manter e também consome mais combustível. Outra pergunta séria qual dos aeronaves exige menor tempo de manutenção. Nesse caso, sempre seria mais simples, barato e rápido operar uma aeronave de um motor. A outra pergunta séria a importância de carregar mais armamento por aeronave ou se isso poderia ser… Read more »

Dod

Muito obrigado amigo @Carmargoer, nunca tinha pensado por esse lado. Obrigado por essas :D, e vai ser muito útil essas informações nos debates.

Felipe Cotta

Fico pensando, tudo depende, vejo que no caso do Brasil uma aeronave com menor custo é mais jogo. Tudo depende das necessidades de cada ocasião, por isso existem aeronaves de ataque, de interceptação, as leves como o nosso super tucano.

carvalho2008

brilhante

JuggerBR

Sem considerar os custos, mas a capacidade do avião hoje, Rafale>Gripen>F-35.
Antes que batam, hoje o F-35 é muito mais uma lista de defeitos que uma aeronave com atributos diferenciados. Resolvendo os defeitos, fica na frente, evidente…

JT8D

O melhor é o que você consegue operar. Mais vale um Gripen voando do que um F-35 no hangar

USP

Legal o IRST!

Guilherme Poggio

Observem que o Gripen Demo é, até o momento, o único Gripen biposto da nova geração. O envio dele até a Finlândia tem basicamente dois objetivos principais. Levar de carona alguns militares finlandeses para um voo e demonstrar como a Saab pretende empregar o biposto para ser a sua aeronave de guerra eletrônica (um pod também foi enviado para lá, conforme descrito no texto).

LucianoSR71

Será que instalaram o WAD em algum deles?

Guilherme Poggio

LucianoSR71, a resposta pra a sua pergunta está no texto abaixo

https://www.aereo.jor.br/2019/09/21/primeiros-gripen-e-serao-configurados-apenas-para-missoes-ar-ar/

LucianoSR71

Caro Poggio, primeiramente me desculpe por não ter visto antes sua resposta – esse dias foram muito complicados p/ mim.
Minha dúvida era se eles teriam instalado a WAD pois isso seria um item que agrega valor / tecnologia em relação aos outros modelos europeus e me parece que o F/A-18 Super Hornet não possui, além do que isso será padrão nos Gripen suecos também.
Abs.

Guilherme Poggio

Caro Roberto Santana, permita-me discordar de sua opinião. Não vejo favoritos na disputa acima. Parece que todos possuem chances iguais.

O convite à Saab não foi mera educação. Acordos industriais de defesa são bastante comuns entre os dois países. Segue um exemplo recente.

https://www.naval.com.br/blog/2019/09/20/saab-e-selecionada-como-fornecedora-de-sistemas-de-combate-para-o-programa-finlandes-squadron-2020/

Jagderband#44

Sukoy killer

Jagderband#44

Sukhoi

Fabio Araujo

É um lindo caça, é bem equipado, e o mais importante, vamos ter dele. Pode não ser o mais avançado, já que não é de 5ª geração, pode não ser o de maior capacidade de carga e nem o mais rápido, mas dentro do que ele se propõe é um dos melhores do mundo e vai nos colocar num patamar muito acima do que hoje estamos!

ADAIR HAMES

Falou tudo Fábio!

JT8D

Não entendo essa conversa de não ser o mais rápido. Ele tem velocidade máxima de Mach 2, mais rápido, por exemplo do que o F/A-18 Super Hornet, que tem velocidade máxima de Mach 1,8 e bem mais rápido do que o F-35, que só chega até Mach 1,6

JT8D

Ok, agora suponha que o F-35 tenha usado todo seu armamento, qual a sua velocidade máxima? Mach 1.6. E o Gripen, após ter usado seu armamento, mas eventualmente com Iris-T nas pontas das asas? Mach 2. Então, a realidade é essa. O F-35 é um avião de ataque. O Gripen é um caça de superioridade aérea. Se você não gosta dos fatos é problema seu

rui mendes

Não, o f35, não é um avião de ataque, nem o Grippen um caça ar-ar. Ambos os aviões são multi-funções, embora o f35 têm a vantagem de ser da 5ªGeração, e o Grippen sim, foi focalizado em ar/ar como a principal função, mas são multi-funções os dois, mas ao contrário do que se diz, não é 100% seguro que um F35 ou qualquer outro 5ªG ganhe a um avião da geração anterior, mas as chances são bem maiores para os da 5ªGeração.

JT8D

Rui, praticamente todos os caças atuais são multifunção. Mas alguns, por suas características são melhores em determinadas funções. É o caso do F-35, que por ser furtivo pode penetrar no espaço aéreo inimigo sem ser detectado, atacar suas instalações e sair incólume. Mas não é um grande dogfighter nem tem velocidade suficiente para ser um bom interceptador. Claramente o F-35 é uma evolução do conceito do F-117, com muito mais capacidade de autodefesa. Já o Gripen é ágil e veloz o suficiente para superioridade aérea, mas é prejudicado na função de ataque por sua menor capacidade de carga. Enfim, cada… Read more »

rui mendes

Não inventes, o f35 é um avião top, mas atinge mach 1.6 em vazio, e em grande altitude, tal e qual os outros, atingem a velocidade máxima em configuração limpa e a grande altitude.

Sergio Cintra

🤔 Se “ele” se dá bem na Finlândia, será que daria na Antártida. Afinal a longevidade dos meios da FAB, acredito que qdo tudo degelar, teremos que defender algum topo de terra por lá. 🥴
Ironic mode off

ALEXANDRE

Eu iria de gripen.bom barato e bonito

Kemen

Posso estar errado, mas tenho a impressão que na Finlandia vão preferir os biturbina, o que pode pesar na decisão a favor dos Gripen E, é a sua capacidade de combate, eletrõnica de ponta, alcance e custo mais baixo. O fato de depender de alguma forma de um pais fronteiriço para manter sua força aérea, poderia talvez ter algumas implicações estratégicas negativas.

ADRIANO MADUREIRA

Esse globalEye é lindaço…

comment image

FighterBR

Olha, acho que o Gripen E tem poucas chances de ganhar essa concorrência por um motivo. Eles ainda estão em fase de protótipo e não homologados. Sem falar que eles enviaram o Gripen Demo para os testes.

nonato

Três aspectos favoráveis ao Gripen são:
1) o Awacs, que não vai de brinde, mas talvez o Gripen sendo mais barato, acabe nivelando as propostas;
2) a versão biposto; e
3) a suíte de guerra eletrônica.

nonato

Será que o fato de ter nevado não vai prejudicar o desempenho do gripen?
🤔

IBIZ

Uma dúvida sobre o Gripen E/F: ele foi projetado de forma a poder empregar conformal full tanks (CFT) como o F-16 E/F como opção para aumentar sua autonomia?

JT8D

Ele não precisa disso. Seu trem de pouso foi reposicionado para acomodar um tanque de combustível maior. Isso, aliado ao baixo consumo por ser monomotor dá a ele um raio de ação de 1300 km.
Caça corretamente projetado não precisa de gambiarra/puxadinho

Caçador Cometa

Na realidade acredito que os CFTs sejam soluções de eficiência aerodinâmica melhor que aqueles dois “tarugos” em baixo das asas. Associa-se o fato de que podem liberar os hardpoints onde já seriam levados os dois ou mais tanques extras. Claro que obviamente se depende do tipo de missão a ser realizada, e nem sempre somente os CFT darão conta do recado.
Ex: F-15E Strike Eagle, F-16I.

IBIZ

1.300 km era a promessa da SAAB na época da concorrência do FX2; hoje os dados que eles apresentam não são muito específicos garantindo autonomia de mais de 800 km. E o CFT não são gambiarras mas uma solução criativa pra aumentar o combustível transportando pela aeronave causando bem menos arrasto que os tanques alijáveis e ainda liberando hardpoints para o transporte de carga útil! Olha as ultimas versões do F16 e do F15.

Claudio Moreno

Boa noite Senhores!

Espero realmente que o Gripen seja o vencedor e que a EDS ganhe algo com a escolha.

CM

Coutinho

O ganho será a escala de produção, o que pode melhorar as condições de aquisição de futuros lotes. A EDS não ganha nada, pois a venda será da SAAB.

ADAIR HAMES

Ei acredito que o Gripen tem boas chances sim. Horas de voo mais barata, eletrônica embarcada compatível com os 4+, caça de ótima logística (e isto para os paises bálticos é imprescindível), pousa em pouco espaço de pista (- de 800m), e tem uma ótima recuperação de energia, mesmo sendo um monomotor (os canards e controle eletrônico do manche compensam). Não estou informando que Rafale e f35 São piores… mas o Gripen está no páreo sim, mesmo porquê a Finlandia tb não tem muito dinheiro pra queimar em manutenção caríssima (f35 que o diga).

edcarlosprudente

Olá Roberto, uma configuração full load já não é mais utilizada com antigamente, basta uma ou duas bombas guiadas para resolver o que uma grande quantidade de bombas burras as vezes não resolvia.
comment image

Saudações!

Rodrigo LD

Acredito que países com melhores condições financeiras não coloquem tanto peso nos custos operacionais. O Gripen me parece excelente para países com verba curta e necessidade de uma aeronave atualizada com alguma transferência de tecnologia. Me parece que mais adequado para a América Latina e Ásia, e mesmo assim sendo considerado luxo…. Lembra o conceito do Northrop F-5, quando foi lançado no final dos anos 50, direcionado para países aliados com poucos recursos. Nessa concorrência em especial, acredito que o Rafale primeiramente e depois o Eurofighter tenham vantagem, já que a questão de custos de aquisição e operação não parecem… Read more »

bjj

Mas o Gripen não representa o “básico”. Perceba que, em termos de eletrônica, o Gripen está, no mínimo, no mesmo patamar que o Rafale e o Typhoon, tendo inclusive algumas vantagens, como por exemplo o fato de ser o único dos concorrentes com transmissores AESA de Nitreto de Gálio (GaN) para a guerra eletrônica. A única desvantagem do Gripen está no fato de ser um caça de menor porte e ter, em consequência disso, menor capacidade de carga, mas é um fator que se compensa pelo menor custo de aquisição e operação que permite ter mais aeronaves voando.

Guilherme Poggio

Finlândia e Suécia. O meio ambiente e o adversário são os mesmos.

Rodrigo Maçolla

O Gripen E, vai dar “pau” em todo mundo inclusive no Rafale, é só aguardar

Reportagens especiais

Procura-se os ‘guerreiros da internet’

Em 1997, Alexandre Galante e Sydney Rodrigues criaram o primeiro esquadrão virtual brasileiro no simulador de voo WarBirds, que...
- Advertisement -
- Advertisement -