Home Aeronave remotamente pilotada MQ-9 Reaper: o drone que matou Soleimani

MQ-9 Reaper: o drone que matou Soleimani

34118
140
MQ-9 Reaper

Fontes indicam que o ataque que matou o general Qassim Soleimani – chefe da Força Quds de elite do Irã e Abu Mahdi al-Muhandis – comandante das Forças de Mobilização Popular, no aeroporto internacional de Bagdá na sexta-feira, foi realizado por um drone MQ-9 Reaper e mísseis AGM-144 Hellfire.

Pelas imagens dos destroços, não foi usado o secreto AGM-114 R9X Flying Ginshu com lâminas, mas o Hellfire com ogiva explosiva, para garantir o efeito máximo.

Os mísseis foram disparados por um MQ-9 Reaper e/ou um helicóptero de ataque AH-64 Apache que participava da operação. Além de Soleimani e Muhandis, o ataque cinético matou três militantes do Hezbollah e da PMF. A operação foi supervisionada pelo Comando Conjunto de Operações Especiais/JSOC.

O MQ-9 Reaper

O MQ-9 Reaper é uma aeronave armada, multi-missão, para operações em altitude média, longa autonomia e pilotada remotamente, empregada principalmente contra alvos dinâmicos e secundariamente como um ativo de coleta de informações. Dado seu tempo de espera significativo, sensores de amplo alcance, suíte de comunicações multimodo e armas de precisão – ele fornece uma capacidade única de realizar ataques, coordenação e reconhecimento contra alvos de alto valor, fugazes e sensíveis ao tempo.

Os Reapers também podem executar as seguintes missões e tarefas: inteligência, vigilância, reconhecimento, apoio aéreo aproximado, busca e salvamento em combate, ataque de precisão, acompanhamento de alvos e orientação aérea terminal. As capacidades do MQ-9 o tornam qualificado de maneira única para conduzir operações irregulares de guerra em apoio aos objetivos do comandante.

Funcionalidades

O sistema básico MQ-9 transporta o sistema de mira multiespectral, que possui um conjunto robusto de sensores visuais para detecção de alvos. O MTS-B integra um sensor infravermelho, uma câmera de TV colorida/monocromática com luz do dia, uma câmera de TV com intensificação de imagem, um telêmetro/designador a laser e um iluminador a laser. O vídeo em movimento total de cada um dos sensores de imagem pode ser visto como fluxos de vídeo separados ou fundidos.

A unidade também incorpora um telêmetro/designador a laser que visa especificamente alvos para o emprego de munições guiadas a laser, como a GBU-12 Paveway II. O Reaper também é equipado com um radar de abertura sintética para permitir o direcionamento de bombas GBU-38 Joint Direct Attack Munitions (JDAM).

O MQ-9 também pode empregar quatro mísseis ar-solo AGM-114 Hellfire guiados a laser, altamente precisos e com danos colaterais baixos, com capacidade anti-blindagem e anti-pessoal.

Outras missões

Em seu papel secundário como um ativo ISR, o MQ-9 faz parte de um sistema que suporta aeronaves de ataque e comandantes em terra, adquirindo e rastreando alvos dinâmicos ou outras informações úteis. Também é capaz de apoiar uma ampla gama de operações, como vigilância costeira e fronteiriça, rastreamento de armas, aplicação de embargos, assistência humanitária em desastres, apoio à manutenção da paz e operações antinarcóticos. Utilizando links de comunicação via satélite, o MQ-9 pode adquirir e transmitir dados de imagens em tempo real para usuários em terra o tempo todo e além da linha de visada (BLOS).

A aeronave pilotada remotamente pode ser desmontada e carregada em um único contêiner para desdobramento em todo o mundo. Todo o sistema pode ser transportado no C-130 Hercules ou aeronaves maiores.

A aeronave MQ-9 opera a partir aeródromos padrão com uma linha de visada clara para a antena do terminal de dados em terra que fornece comunicações para decolagem e pouso.

Operação segmentada

O conceito principal de operações, operações remotas segmentadas, emprega uma estação de controle de solo de lançamento e recuperação para operações de decolagem e pouso no local de operação avançado, enquanto a tripulação sediada no continente dos Estados Unidos executa comando e controle do restante do missão através de links além da linha de visada.

As operações remotas segmentadas resultam em um número menor de pessoas empregadas em um local avançado, consolidam o controle de diferentes missões em um local e, como tal, simplificam as funções de comando e controle, além de desafios logísticos de suprimento para o sistema de armas.

MQ-9 Ground Station

Entrada em operação

A Força Aérea dos EUA propôs o sistema MQ-9 Reaper em resposta à diretiva do Departamento de Defesa para apoiar iniciativas em operações de contingência no exterior. É maior e mais poderoso que o MQ-1 Predator e foi projetado para executar alvos sensíveis ao tempo com persistência e precisão e destruir ou desativar esses alvos. Na designação MQ-9, o “M” significa que é projeto do DoD para múltiplas funções, e o “Q” significa sistema de aeronave pilotada remotamente. O “9” marca o nono de uma série de sistemas de aeronaves pilotadas remotamente.

MQ-9 – Características gerais

  • Função primária: encontrar, atacar e neutralizar alvos
  • Fabricante: General Atomics Aeronautical Systems, Inc.
  • Propulsão: motor turboélice Honeywell TPE331-10GD
  • Empuxo: máximo de 900 cavalos de potência
  • Envergadura: 20,1 metros
  • Comprimento: 11 metros
  • Altura: 3,8 metros
  • Peso: 2.223 kg vazio
  • Peso máximo de decolagem: 4.760 kg (10.500 libras)
  • Capacidade de combustível: 4.000 libras (602 galões)
  • Carga útil: 1.701 kg (3.750 libras)
  • Velocidade: cruzeiro em torno de 200 nós
  • Alcance: 1.000 milhas náuticas
  • Teto: até 50.000 pés (15.240 metros)
  • Armamento: Combinação de mísseis Hellfire AGM-114, munições GBU-12 Paveway II e GBU-38 de ataque direto conjunto
  • Tripulação (remota): dois (piloto e operador de sensor)
  • Custo unitário: US$ 64,2 milhões (inclui quatro aeronaves, sensores, GCS e Comunicação) – em dólares de 2006
  • Capacidade operacional inicial: outubro de 2007

Subscribe
Notify of
guest
140 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
DOUGLAS TARGINO
DOUGLAS TARGINO
6 meses atrás

Tou doido para saber qual vai ser a resposta do Irã! Melhor situação para eles do que essa morte não existe para no mínimo atacar algo dos EUA. Se não acontecer nada por parte do Irã, é ai que os EUA vão ficar sempre fazendo algo sabendo que não vai ter resposta… O persa lá late que só, vamos ver se ruge agora kkkk

Marcos10
Marcos10
Reply to  DOUGLAS TARGINO
6 meses atrás

Douglas:
Na verdade é o contrário: essa é uma resposta dos EUA ao Irã. Os iranianos sabem agora que qualquer ação terá o revide.

Mauricio R.
Reply to  Marcos10
6 meses atrás

Por enquanto responderam ao drone MQ-4, abatido sobre o Estreito de Hormuz.
Falta a retaliação ao ataque as refinarias sauditas.

Ricardo Silva BARBOSA
Reply to  DOUGLAS TARGINO
6 meses atrás

Como assim o EUA poder fazer tudo , quem tentou invadir a baixada americana foi o Ira .

Rui Chapéu
Rui Chapéu
Reply to  DOUGLAS TARGINO
6 meses atrás

Agora é a hora de testar o temível Qaher-313 !!!!!

Marcos Cooper
Marcos Cooper
Reply to  DOUGLAS TARGINO
6 meses atrás

Sabe o que o Iran vai fazer?
NADA!

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Marcos Cooper
6 meses atrás

Grande erro estratégico dos EUA.
Levarão um grande chute, serão expulsos do Iraque e terão sua situação totalmente debilitada no OM.

Fabio
Fabio
Reply to  Antoniokings
6 meses atrás

Somente o Antonio Reis para fazer a gente rir. Manda uma cartinha pro Zorra Total, voce tem que trabalhar lá!

Eduardo
Eduardo
Reply to  Fabio
6 meses atrás

Antonio tem razão! EUA já lançaram um comunicado alertando para que todos os estadunidenses abandonem o Iraque…

Ary
Ary
Reply to  Antoniokings
6 meses atrás

Kkkkkkkkkkkkkkfalouvo estrategista de Taubaté.

CleberFreitas
CleberFreitas
Reply to  DOUGLAS TARGINO
6 meses atrás

Farão o que estão acostumados, mandar fanáticos explodir inocentes, essa será a grande resposta…

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  DOUGLAS TARGINO
6 meses atrás

Acho que os EUA deram o “tom” certo na relação de amizade que tem junto ao Irã.

Segue o jogo… mas que armas em desfile ou propaganda barata vale mesmo é o emprego preciso do que se tem a mão para atingir os objetivos.

Obs.: Tem alguma Parada Militar famosa nos EUA? Não me lembro de videos sobre isso aqui no FORUM ou mesmo no YOUTUBE.

Rico Zoho
Rico Zoho
Reply to  DOUGLAS TARGINO
6 meses atrás

Vão engolir a seco. Falar muito, apenas isto.

O maior perigo são ataques terroristas, especialmente na Europa. Cuja a única resposta deve ser simplesmente arrochar as restrições econômicas.

Em última instância, se o Irã quiser ir a guerra, é simplesmente Tio Sam usar tudas as armas convencionais e levar os persas de novo ao século XIX quando eles eram uma província esquecida do Imperio Otomano.

rui mendesmendes
rui mendesmendes
Reply to  Rico Zoho
6 meses atrás

A Europa não é o Brasil, meu menino. A Europa esteve na guerra no Afeganistão, Jugoslávia, Iraque, Líbia, Mali, RCA e por aí. Já o teu país pediram para mandar soldados para Africa, pela onu, mas deu a desculpa do costume, sem meios para mandar soldados para missões que não sejam de paz. Por isso, sai da frente do espelho.

Moacyr Cirilo
Reply to  DOUGLAS TARGINO
6 meses atrás

O que esta acontecendo lá no oriente médio, esta parecendo com a guerra do vietnã, onde os americano guerrearam por muito tempo, foi ate que a guerra acabou, e ali no oriente médio tem muito petróleo, é por isso que essa guerra não tem fim, mas esta cheirando um novo vietnã. Veja só agora os iraquianos pede a retirada dos americanos do Iraque, nem com a morte de Saddam Husseim, eles não pediram a retirada dos americanos, agora com a morte deste general do Ira, eles pede a retirada dos americanos, sendo que no passado o Iraque e o Ira… Read more »

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
6 meses atrás

Eu acho que os Iranianos não irão deixar sem resposta,ele não era um general qualquer…

Vinicius Momesso
Vinicius Momesso
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
6 meses atrás

Só não era mais importante que o Aiatolá. Morreu da mesma maneira que seus alvos, na surdina e sem chance de “pedir perdão”.

Minuteman
Minuteman
Reply to  ADRIANO MADUREIRA
6 meses atrás

Eles não farão nada, estão de joelhos. Perderam seu Nº 2 sem ao menos desconfiarem. Estão desnorteados.

Gorgoroth
Gorgoroth
6 meses atrás

Grande dia

Minuteman
Minuteman
Reply to  Gorgoroth
6 meses atrás

Que grande sexta-feira, ver os aiatolás de joelhos a bandeira americana não tem preço.

Maurício.
Maurício.
Reply to  Minuteman
6 meses atrás

Minuteman, eu concordo com você, por mim cada ditador do Irã merece um hellfire, só discordo que a bandeira americana não tem preço, tem sim, e alto, tem muito sangue de gente inocente nessa bandeira, não deixe a ideologia cegar você.

Dudu
Dudu
Reply to  Maurício.
6 meses atrás

Maurício:
E vai ter mais gente agora,infelizmente.

Tiago
Tiago
Reply to  Maurício.
6 meses atrás

Falou tudo, os americanos são ensinados desde pequenos que devem lutar pelo seu país .

Alexandre
Alexandre
Reply to  Minuteman
6 meses atrás

Para certos brazileiros é natural America First!!!!!

rui mendesmendes
rui mendesmendes
Reply to  Alexandre
6 meses atrás

Para certos? Eu diria uma parte muito grande prefere primeiro a América e depois o Brasil.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
6 meses atrás

Os iranianos e os aliados atacaram uma base e um americano morreu, como resposta os EUA atacaram os grupos iraquianos apoiados pelo Irã no Iraque e na Síria, 25 mortos, aí os aliados do Irã atacam a embaixada americana, só da nos físicos sem mortos e feridos no lado dos EUA, veio a reação no ataque de ontem onde morreu o Qassem, o vice líder de uma das facções iraquianas e mais 4 membros da QUDS e outros 4 membros da facção iraquiana! As reações americanas foram muito mais fortes que os ataques que sofreram, a bola agora esta com… Read more »

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Fabio Araujo
6 meses atrás

Só não morreu gente na Embaixada, porque “nóis é radical, mas num é lôco” de entrar em conflito contra Apaches e mais de 100 fuzileiros…

Vinicius Momesso
Vinicius Momesso
6 meses atrás

Esse não tinha “medo de morrer”. Circulava como cidadão comum pelas ruas e aeroportos. Não entendo por que o Mossad nunca teve interesse em elimina-lo, uma vez que o Quassim causou muitos problemas a Israel?

Lucas
Lucas
Reply to  Vinicius Momesso
6 meses atrás

Não o matram antes justamente pelo medo de entrar em uma guerra contra o Irã.

Jonatas
Jonatas
Reply to  Lucas
6 meses atrás

Mossad tentou matar o cara duas vezes, mas em ambas os EUA bloquearam, justamente pela importância do cara.

paddy mayne
paddy mayne
Reply to  Jonatas
6 meses atrás

Os EUA não, os democratas do EUA.

Marcos Cooper
Marcos Cooper
Reply to  Lucas
6 meses atrás

Medo de guerra com o Iran???
O Iran não tem moral pra isso não.

Émerson Gabriel
Émerson Gabriel
Reply to  Marcos Cooper
6 meses atrás

Claro que Força aérea de Israel é muito superior a do Irã, mas isso não quer dizer que Israel não faça o possível para evitar uma guerra.

Denis
Denis
Reply to  Marcos Cooper
6 meses atrás

Nem aliados. Até o mundo muçulmano torce o nariz para eles.

Mosczynski
Mosczynski
Reply to  Vinicius Momesso
6 meses atrás

Israel queria, mas os EUA que não apoiavam. Bush e Obama que mantiveram esse pulha vivo.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Vinicius Momesso
6 meses atrás

O Mossad numa operação em conjunto com a CIA alguns anos atrás tento matar o Soleimani mas a missão falhou depois disso a CIA desistiu e não houve nova tentativa.

Salim
Salim
Reply to  Fabio Araujo
6 meses atrás

Foi ano 2008, cia vetou a mossad eliminar este cara, mataram um outro no lugar.

Castro
Castro
Reply to  Vinicius Momesso
6 meses atrás

Não matou pq os “Aliados” do Irã cairiam de pau sobre Israel, contra os EUA a batida é outra. Não que Israel não tenha capacidade de se defender mas contra a capacidade bélica dos EUA o rabo entre as pernas e provavelmente ataques covardes esporádicos seja a melhor opção.

CLAUDIO ADRIANO DE SOUZA
CLAUDIO ADRIANO DE SOUZA
Reply to  Vinicius Momesso
6 meses atrás

Evitar uma guerra total entre as duas nações!

Rodrigo
Rodrigo
6 meses atrás

Ira irá se acovardar e não fará nada.

Marcos Cooper
Marcos Cooper
Reply to  Rodrigo
6 meses atrás

Como sempre. Eles vão, latem um pouquinho e recolhem o rabo. É mesma estória de sempre.

Sequim
Sequim
Reply to  Marcos Cooper
6 meses atrás

Não. Nos anos 1980, o Irã atacou um navio de guerra americano. No ano 2000, xiitas iraquianos atacaram um navio de guerra dos EUA. O que vai acontecer depois desse ataque? Mais do mesmo. Irão aumentar os ataques contra alvos americanos no Oriente Médio. Nada de novo sob o céu.

Rodrigo
Rodrigo
Reply to  Sequim
6 meses atrás

Não é o fraco do Obama agora é um cara que puxa o gatilho…Ira sabe que não tem chance

Denis
Denis
Reply to  Rodrigo
6 meses atrás

É, um cara que não liga a mínima para ninguém, nem para os americanos. É farinha do mesmo saco do aiatolá.

Émerson Gabriel
Émerson Gabriel
Reply to  Rodrigo
6 meses atrás

O governo do Irã talvez não faça nada, mas eles tem gente pra fazer o serviço sujo como financiar ou promover ataques terroristas, e tudo se m ligação direta com o governo dos Aiatolás

Maurício.
Maurício.
6 meses atrás

É impressionante a precisão que um drone de ataque tem.
Quanto ao tal sujeito, ele era um militar, estava em um país que ainda está em conflito, era um terrorista, deram mole e deu no que deu.
A violência na região vai crescer, tem muitos interesses em jogo, e ninguém quer perder.

Minuteman
Minuteman
6 meses atrás

Hoje os Estados Unidos mostraram sua superioridade, deram cabo do Nº 2 do regime sem eles nem ao menos desconfiarem.

Os Irans estão de joelhos.

Vinicius Momesso
Vinicius Momesso
Reply to  Minuteman
6 meses atrás

Desconfiar eles desconfiavam…mas pensavam que os EUA não chegariam a este pronto.

Thiago Aiani
Thiago Aiani
Reply to  Minuteman
6 meses atrás

Os EUA são infinitamente superior ao Irã, hoje provavelmente são a unica potência no planeta capaz de conduzir um guerra de alta intensidade fora do próprio quintal, não precisa nem provar. A questão é se os EUA têm a capacidade de fornecer e manter segurança/estabilidade aos seus aliados na região, quanto eles podem ( ou querem ) aguentar e se eles estão ainda dispostos a gastar trilhões de dólares, décadas e milhares de vidas norte-americanas . Aí são outros quinhentos . Porque o que vemos hoje é o desoderm e imprevisibilidade aumentando na região : os sauditas expuseram a própria… Read more »

Magno
Magno
Reply to  Thiago Aiani
6 meses atrás

Se fossem tão fodoes não precisariam de uma coalizão toda vez que vão algo…. falta competência ou legitimidade?

Thiago Aiani
Thiago Aiani
Reply to  Minuteman
6 meses atrás

Os EUA fizeram só um mártir, não mudaram o equilíbrio de poder na região. Continua o mesmo, a única diferença é o impacto emotivo e midiático dessa perda. A capacidade de captação por parte das milícias xiitas e a animosidade podem até aumentar. Árabes, persas, e os demais povos desse quebra-cabeças, estão lutando na própria região, por algo que acreditam, por interesses que eles consideram crusciais, por um próprio espaço vital,por rivalidades e sentimentos atávicos , por fé/ideologia… Porque são obrigados , porque é a própria casa. E um soldado americano, tão longe da própria casa, povo, cultura, que afinidade… Read more »

Marcio
Marcio
Reply to  Thiago Aiani
6 meses atrás

Vc não conhece o significado palavra liberdade, ignora como os nazistas e comunistas foram derrotados

Daniel
Daniel
Reply to  Minuteman
6 meses atrás

Minuteman
Da mesma forma que deram cabo a milhares de cidadãos americanos no 11/9 sem ao menos os EUA desconfiarem, sendo que com certeza ficaram de joelhos nos aviões implorando pra sobreviverem antes de serem mortos ao colidirem com as torres gêmeas.
Superior ou não sempre haverá mortos dos dois lados.

Salim
Salim
Reply to  Daniel
6 meses atrás

Daniel, morreram árabes aos milhares após 11 Setembro. Até hoje eles estão tomando bordoadas. Infelizmente a visão árabe e comunista não valoriza a vida , para eles só e o estado e o fanatismo, em detrimento cidadãos.

Francisco
Francisco
Reply to  Salim
6 meses atrás

“morreram árabes aos milhares após 11 Setembro”. Vc mesmo aponta que os EUA mataram milhares e diz que árabe e comunista q n dão valor à vida?? E americanos, dão?

Salim
Salim
Reply to  Francisco
6 meses atrás

Vamos lá, guerra Civil Afeganistão ( talibã ), Líbia, Síria, Yemen, Iraque , Criméia, ataque a Ucrânia, Chechênia e por ai vai. Se levar consideração ataques árabes a Israel. Guerra Civil Bósnia. Homens bombas e ataques a pessoas normais Europa e também ataque a torres gêmeas. Estado Islâmico e por ai vai. Estou apenas relatando o que está acontecendo, tem muita gente boa nestes países pagando preço alto por isto, veja onda refugiados árabes Europa e venezuelanos aqui em nosso continente.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
6 meses atrás

Estou esperando a super-arma da semana do Irã para mostrar ao mundo..

Lucas
Lucas
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
6 meses atrás

KSKSKSKSKSKSSKKSKSKSKSKS

Minuteman
Minuteman
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
6 meses atrás

Será uma atualização com toques dos aiatolás do Fieseler Fi 103, mais conhecido com V-1 flying bomb.

A cada 10 lançamentos 1 sai do chão.

Mas segundo eles, o ruído do motor pode assustar os americanos.

Jodreski
Jodreski
6 meses atrás

Uma coisa que parece que ninguém está discutindo é legalidade desses assassinatos conduzidos pelos EUA, todos nós sabemos que isso vem ocorrendo há décadas, EUA utilizam essas plataformas para assassinar os seus desafetos sem nem ao menos eles estarem dentro do território americano ( o que poderia representar uma ameaça a segurança nacional). Até quando o mundo vai assistir calado os americanos serem os promotores, juízes e capatazes do mundo inteiro? Não estou aqui para defender quem morreu, mas sou sim um crítico dos métodos americanos, a maneira como eles agem mostra claramente o tamanho da arrogância americana em achar… Read more »

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Jodreski
6 meses atrás

E a legalidade dos ataques do Hezbollah Libanês e agora do Hezbollah Iraquiano?

Jodreski
Jodreski
Reply to  Fabio Araujo
6 meses atrás

Em qual das minhas frases eu disse que os ataques do Hezbollah são legais mesmo? Me recorda que não estou lembrando…

Mosczynski
Mosczynski
Reply to  Jodreski
6 meses atrás

Sob essa mesma óptica você deveria perguntar como o mundo deixou o Irã, sob comando desse crápula, fazer o que fez na Síria, Palestina, Iêmen e Iraque. Lembre-se que o Irã financia o Hezbollah e todas as ações contra Israel.

Jodreski
Jodreski
Reply to  Mosczynski
6 meses atrás

Amigo não estou a julgar o Irã fez ou não fez na região, não tenho gabarito para fazer isso, aliás duvido que vc tenha tb visto que as informações daquela região sempre são bem desencontradas e cheias de meia verdade, só sabemos uma coisa sobre aquela região: ali não mora nenhum santo e o Estado de Israel não fica fora disso.

Luis
Luis
Reply to  Jodreski
6 meses atrás

já julgar os estados unidos, vc tem gabarito pra fazer, é muita modéstia, e q venha o mimimi popopô blablablá q não vou nem ler

Ricardo
Ricardo
Reply to  Jodreski
6 meses atrás

Legalidade nenhuma. Aí quando país opositores fazem isso, como os russos, os EUA dizem que é absurdo e crime de guerra. O velho cinismo de sempre!

pampapoker
pampapoker
Reply to  Jodreski
6 meses atrás

Eu queria que o Brasil fosse assim, matou brasileiro, toma a tua resposta. …booommm. operação traíra. E um exemplo.

Davi
Davi
Reply to  Jodreski
6 meses atrás

Jodreski, Eu entendo seu sentimentalismo e anceio por um mundo justo. Mas entenda, o mundo não é justo e quem não sabe brincar na desce pro play. O Irã traçou o seu destino na década de 70 quando houve a revolução islâmica e hoje toda a nação paga o preço por jogar um jogo perigoso contra as maiores potências do mundo. Um país rico e livre se tornou em um estalar de dedos um país teocrático, financiador de terroristas e um velado defensor da extinção de Israel do mapa. Por que os iranianos não se revoltam e derrubam esse aiatolá… Read more »

Thiago Aiani
Thiago Aiani
Reply to  Davi
6 meses atrás

“Um país rico e livre se tornou em um estalar de dedos um país teocrático, financiador de terroristas e um velado defensor da extinção de Israel ” Davi , concordo que o país escolheu seu destino, se foi melhor ou pior nunca saberemos, mas o país estava longe de ser ” livre” e “rico “, a revolução e o sentimento de revolta da população não nasceu do nada . A história do Irã necessita mais atenção para não cair nesses estereótipos criados pela propaganda. Quanto ao terrorismo, é algo execrável exatamente como a guerra e próprio porque faz parte da… Read more »

Jodreski
Jodreski
Reply to  Davi
6 meses atrás

Amigo não é sentimentalismo, estou muito velho para isso já sei que o mundo não é justo, aliás nunca foi, mas não é por isso que devemos achar que ele sempre deverá ser assim. Talvez vc não tenha entendido que o que eu critico é o silêncio do resto do mundo frente a essas ações dos EUA que soam como uma carta verde para os EUA executarem quem eles quiserem aonde eles bem entenderem sob qualquer justificativa. Para um país que defende a liberdade isso é bem perigoso… hoje estamos a anos luz de distância de sermos um alvo dos… Read more »

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  Jodreski
6 meses atrás

Jodreski,

Legalidade? Cara, estamos falando de uma guerra fria entre os EUA e o Iran, que ja se estende por mais de 40 anos.

Essa guerra fria pode esquentar rapidamente. Os EUA fazem o precisa ser feito. Se tem explodir terrorista, vao la e o fazem. Doa a quem doer.

Jodreski
Jodreski
Reply to  Tadeu Mendes
6 meses atrás

Ou ela esquenta ou esfria de vez, eu acho que cão que late muito não morde, acredito que o Irã possa fazer é financiar um atentado grande a alvos americanos, porém se tem uma coisa que os americanos são bons é em coletar informações, não será fácil atacar os EUA, aliás existe uma grande possibilidade de qualquer ataque ser um fiasco.

Tuta
Reply to  Jodreski
6 meses atrás

Tem que esperar o Irã cumprir o que promete sempre ?😶

Luis
Luis
Reply to  Jodreski
6 meses atrás

então osama bin laden não era ameaça nenhuma para os estados unidos porque não estava dentro do território americano. é muita arrogância desses malvadões, não sei de onde eles tiram essas ideias, sorte nossa q temos pessoas “capacitadas” e isentonas como vc para nos esclarecer como os americanos fazem o mal enquanto o resto do mundo é só de gente boa, não é mesmo? comunas e muçulmanos podem fazer tudo o q fazem e ninguém precisa comentar nunca, mas se alguém reage e pune, oh, meu deus, q criminosos são esses americanos, como são terroristas, belicistas, imperialistas e pior povo… Read more »

rui mendesmendes
rui mendesmendes
Reply to  Jodreski
6 meses atrás

Até os USA atacarem as verdadeiras potências, mas isso não vai acontecer, eles sabem bem a quem atacam. Que façam isso com os os outros grandes.
A outros eles o que fazem é taxar um produto aqui, outro ali, e serem tambêm taxados.

Dudu
Dudu
6 meses atrás

MQ = Matador de Quds

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  Dudu
6 meses atrás

Dudu,

kkkkkkkkkkkkkkk….voce foi bastante criativo nessa piada.

Dudu
Dudu
Reply to  Tadeu Mendes
6 meses atrás

Tadeu Mendes:
Obrigado.
Não é que concordaste com algo que escrevi afinal?
saudações.
OBS: Só não vou rir porque a coisa está tensa…

Gamayun
Gamayun
6 meses atrás

O nome está errado, caro editor:
O correto é AGM-114 R9X

PauloR
PauloR
6 meses atrás

Felizmente naquela região, os americanos matam um e dois aparecem. Muqtada al-Sadr, maior lider xiita no Iraque condenou o ataque e reativou uma milícia anti-americana no país com vingança aos EUA.
Irã perdeu um general importante, mas ganhou um país e enfraqueceu a oposição aos aiatolás.

Rui Chapéu
Rui Chapéu
Reply to  PauloR
6 meses atrás

Felizmente?

Marcos10
Marcos10
6 meses atrás

O Irã sofre externamente por embargos, e tem problemas seríssimos com Israel e Arábia Saudita. Internamente, por falta de tudo, existe uma enorme insatisfação popular.
Apesar disso, o Irã vem dando de 4×1 nós EUA. 1×0 porque apesar das sanções o regime tem se mantido. 2×0 porque o Irã está, bem ou mal, operando na Síria. 3×0 porque atingiu, via aliados, uma gigantesca refinaria na Arábia Saudita. 4×0 porque teu aumentado sua influência no Iraque. E tomou uma agora por conta do ataque americano.

leonidas
leonidas
6 meses atrás

O que o bonito tava fazendo por la?
Esses caras ficaram ousadíssimos depois de tantos governantes frouxos nos E.U.A.
Já passou da hora de se tomar medidas fortes de contenção contra o regime iraniano, eles estão fazendo como Hitler fez na Europa ou seja forçando e indo até onde os bundões deixarem.
Se o Irã quiser pagar para ver que tome alguma atitude, mas a resposta militar americana deve ser sempre a mais esmagadora que uma operação sem infantaria permitir…

Francisco
Francisco
Reply to  leonidas
6 meses atrás

Quem fez que nem Hilter foi o Trump que bateu no peito e assumiu que é assassino.

Thiago Aiani
Thiago Aiani
6 meses atrás

https://www.airforce-technology.com/features/iran-military-power/

Iran has “largest and most diverse” Middle East missile arsenal: US DIA

Thiago Aiani
Thiago Aiani
Reply to  Thiago Aiani
6 meses atrás

comment image

Thiago Aiani
Thiago Aiani
Reply to  Thiago Aiani
6 meses atrás

comment image

Thiago Aiani
Thiago Aiani
Reply to  Thiago Aiani
6 meses atrás

comment image

JuggerbBR
JuggerbBR
6 meses atrás

O que vai ter de homem bomba daqui em diante… Não duvido nada que não tenham alguns em solo americano, hibernando pra um momento como esse.
Inimigo complicado demais esses terroristas islâmicos…
E sim, Irã financia muitos grupos terroristas, exatamente pra trazer o caos pro mundo Ocidental.

Delfim
Delfim
6 meses atrás

Bolsonaro afirmou nesta manhã que o ataque dos EUA no Iraque terá impacto no preço do combustível.

“Que vai impactar, vai. Agora, vamos ver nosso limite aqui. Porque, se subir, já está alto o combustível, se subir muito complica”, disse.

Thiago Aiani
Thiago Aiani
Reply to  Delfim
6 meses atrás

rsrsrs calado é um poeta. Uma preciosa e acurada análise de um fino estadista.

JT8D
JT8D
Reply to  Thiago Aiani
6 meses atrás

Estadista era a presidenta

Kita
Kita
6 meses atrás

O Iran vive um dilema: 1) atacar EUA ou aliados para demostrar força e determinação, ou 2) continuar com jogos nas sombras. O problema é que se escolher a primeira opção, poderá atravessar a linha vermelha e não escolhendo ficará com fama de frouxo.

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  Kita
6 meses atrás

O Irã é o “rato que ruge”, porém não é prudente e inteligente atacá-lo. Acredito que o Povo iraniano de maneira geral ainda defenderia o seu Pais e não veria possíveis tropas de uma coalizão liderada por Americanos como sendo os “libertadores da Pátria Iraniana”. Sendo assim não valeria a pena atacá-los e cair num “lodaçal” de uma Guerra assimétrica contra milhões de civis iranianos (dado que em poucas semanas as Forças regulares do Irã deixariam de existir). Americanos, Ingleses e Israelenses sabem bem o tamanho da encrenca que seria isso. Se for para atacá-los é para levá-los a “Idade… Read more »

The Aviator
The Aviator
6 meses atrás

Morte teleguiada… Literalmente caiu do céu e ele nem viu o que o atingiu!!

CleberFreitas
CleberFreitas
6 meses atrás

Fico imaginando o medo do Maduro depois desse ataque, passeios de carro cancelados por tempo indeterminado!

CLAUDIO ADRIANO DE SOUZA
CLAUDIO ADRIANO DE SOUZA
Reply to  CleberFreitas
6 meses atrás

O gordinho fogueteiro da Corea do Norte também!

Jodreski
Jodreski
Reply to  CLAUDIO ADRIANO DE SOUZA
6 meses atrás

Gordinho fogueteiro foi pra acabar kkkkkkkkkkkkk

Jonathan Pôrto
Jonathan Pôrto
6 meses atrás

Is so beautiful !!! Neda Soltan foi vingada !!!

jrsal
jrsal
6 meses atrás

MQ-9 Mata Terrorista

jrsal
jrsal
6 meses atrás

O tal do líder supremo deve estar borrando as calças

Andre
Andre
6 meses atrás

A reação do Irã vai ser a de sempre: alguns palestinos vão ser usados para jogar dezenas de foguetes sobre Israel, uns 2 ou 3 civis vão morrer, Israel vai atacar mais alguma base iraniana dentro da Síria, os s300 vão permanecer desligados para não serem destruídos e tudo vai acalmar por algumas semanas.

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  Andre
6 meses atrás

Mais ou menos por aí. A turma em Israel já deve estar completando os tanques de combustivel dos caças.

Rodrigo
Rodrigo
6 meses atrás

Em um único ataque…promoveu os equipamentos militares americano, deu uma resposta aos seus inimigos e principalmente promoveu a popularidade de Trump nos EUA…vai ser a reeleição americana mais fácil dos ultimos anos…

Tomcat4.0
Tomcat4.0
6 meses atrás

Infelizmente isso não para nesse ataque. O Irã achou que tava liberada a bagunça e … Vão querer revidar de alguma forma e , “se”, somente se revidarem será pior pra eles. Trump foi extremamente certeiro na mexida que deu no tabuleiro de xadrez !!!

Guilherme F
Guilherme F
6 meses atrás

Dica para os autores do site:

Coloquem entre parenteses os dados no sistema métrico. Sabemos que é um produto americano e as informações seguem as unidades dos yanks, mas converter em metro, litros e quilogramas torna a leitura mais agradável.

Fica mais fácil compreender as dimensões.

Márcio
Márcio
6 meses atrás

Sem questionar a eficiência do drone, eu acho interessante saber como os americanos sabiam da localização dos alvos. Só tenho a dizer parabéns p os americanos.

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  Márcio
6 meses atrás

Terrorismo se combate com “inteligencia”… ok… umas bombas e misseis não vão mal também. Brincadeiras a parte, os Americanos não menosprezam os Iranianos, estes devem ser tratados com o devido respeito e com a devida reciprocidade.

luiz antonio
luiz antonio
Reply to  Márcio
6 meses atrás

O Mossad deve ter colado um “alvo” na jaqueta do iraniano. Foi rápido. Quando o iraniano “acordou” já foi recebido pelas 72 virgens.

Aurio
Aurio
Reply to  Márcio
6 meses atrás

Designação laser em terra..só imagino assim.

Aurio
Aurio
6 meses atrás

Persas com seus F14 Tomcat.. da nada.. só na base do terrorismo mesmo.

nilton lourenço jr
nilton lourenço jr
6 meses atrás

Essa fonte tem id? essa ação ainda vai render um filme, dividendo comerciais e econômicos, e algumas cabeças vão rolar no Iraque e Iran. Uma ação como essa exige um grau de organização e deduragem.

luiz antonio
luiz antonio
6 meses atrás

não sei porque os iranianos ficaram bravos.O General esta numa boa no paraíso. Vá entender!

Marcos10
Marcos10
6 meses atrás

O Irã não precisa fazer nada, só engolir o orgulho. As lambanças os EUA fazem sozinhos.

Billy
Billy
6 meses atrás

Desses aí que o Rio de Janeiro precisa!

Luciano
Luciano
6 meses atrás

“Os Reapers também podem executar as seguintes missões e tarefas: […] busca e salvamento em combate […]”

Como isso é feito? Ou ele serve como apoio às operações de busca com seus sensores e salvamento ocorre por outros meios?

Salim
Salim
Reply to  Luciano
6 meses atrás

Exato, ele com seus sensores e câmeras procura alvo, órbita alvo com suas armas para garantir sobrevivência do mesmo, ai vem vetor para extração do alvo, que geralmente é um helicóptero.

Gilbert
Gilbert
6 meses atrás

A pergunta que fica é quando teremos uma meia duzia desses drones?

Guizmo
Guizmo
Reply to  Gilbert
6 meses atrás

Essa é fácil, posso te responder agora mesmo:

NUNCA

Seth Valent
Seth Valent
6 meses atrás

O momento político (ruim) do Trump fez ele tomar essa decisão. Sai Inglaterra já se manifestou oficialmente que não deseja participar de nenhuma empreitada militar no Irá. Esquece os EUA que China e Rússia tem interesse em fazer aliados fortes na região….

lima
lima
6 meses atrás

Adoro a realidade vivida por parte dos comentaristas aqui,como se a cultura ocidental fosse necessária em cada canto do planeta e quando são unanimes em mostrar sua visão de que nos EUA, Israel e ocidente em geral só existem fadas gnomos, unicórnios e pessoas de coração puro e do outro lado só tenha orcs e bestas, que fofo.

Flanker
Flanker
Reply to  lima
6 meses atrás

A cultura ocidental, seus costumes, religião cristã e modo de vida não precisam ser adotados em todo o mundo. Concordo contigo. Mas, democracia, liberdades individuais, direitos civis, liberdade de imprensa, liberdade de expressão, liberdade e pluralidade religiosas, pluralidade de pensamento, igualdade entre homens e mulheres (mesmo que ainda esteja longe do ideal)….essas coisas todas você vê mais no ocidente ou no oriente? Todo ser humano que não tiver acesso a esses itens, mas que em algum momento tiver contato com eles, vai querer continuar sem esses direitos? E me diga: de cada 10 atentados contra civis,,quantos são de autoria de… Read more »

Giovani
Giovani
6 meses atrás

Cara, imagina o Brasil com uns 3 esquadrões de Drones como estes, completamente Armados, desenvolvidos e fabricados Aqui. Acredito que de operação mais barata que Aviões Tripulados, com certeza uma ferramenta de dissuasão de preocupar possiveis agressores.

Aurio
Aurio
Reply to  Giovani
6 meses atrás

64 milhões a unidade.. difícil hein

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  Aurio
6 meses atrás

Quase o preço de um F-35

Flanker
Flanker
Reply to  Aurio
6 meses atrás

“Custo unitário: US$ 64,2 milhões (inclui quatro aeronaves, sensores, GCS e Comunicação) – em dólares de 2006”

64 milhões de dólares inclui 4 aeronaves e tudo mais descrito acima. Em valores de hoje, esse pacote deve girar em torno de 80 milhões de dólares. Para efeito de comparação, o esquadrão Horus, da Ala 4, aqui de SM, possui 1 Hermes 900 e 4 Hermes 450…..que fornecem excelentes capacidades de reconhecimento, vigilância, etc….mas, não oferecem nenhuma capacidade de ataque.

Carlos Campos
Carlos Campos
6 meses atrás

Agora vamos ver F22 vs Qaher

João Adaime
João Adaime
6 meses atrás

Precisamos lembrar que o Irã não está sozinho. Ele tem aliados importantes como Venezuela, Coréia do Norte e Hezbollah, só para citar alguns. Chegou a hora de ver se esta “aliança” é pra valer.
Não vale rir porque o assunto é sério.

Luis
Luis
Reply to  João Adaime
6 meses atrás

tutti buona gente

João Adaime
João Adaime
Reply to  Luis
6 meses atrás

Acredito que você percebeu minha ironia Luis.
Abraço

Sérgio Luís
Sérgio Luís
6 meses atrás

Na minha opinião os iranianos ñ irão atacar as forças armadas dos EUA!
Se começar os EUA ñ vão parar até arrasar com o Irã! Destruir de uma vez por todas!
Por isso os iranianos so vão atacar “comendo pelas bordas” como sempre fizeram até agora de forma indireta usando seus aliados. Eles nunca atacaram diretamente desde de a guerra Irã-iraque.
É só uma opinião!

Luiz Fernando Pinho Machado
Luiz Fernando Pinho Machado
6 meses atrás

Numa guerra não existe vencedor, apenas destruição, o homem é um animal racional que faz mais mal do que bem, se usassem esse dinheiro todo para acabar com a fome no mundo, parabéns, isso que está acontecendo toda a humanidade vai pagar e será uma conta alta, a miséria e a fome aumentará, assim como o ódio, estamos nos destruindo, vejo os comentários e fico muito triste de ver as pessoas vibrando com os acontecimentos, tipo quero ver a reação, parece que estão jogando videogame, a humanidade está muito doente.

Lucas
Lucas
6 meses atrás

Os EUA tem um longo histórico de inimizade com o povo iraniano, apesar de ser o mais desenvolvido da região, vide a medalhista Fields Mirzhakami…

Anderson Rodrigues
Anderson Rodrigues
6 meses atrás

Maduro que fique provocando o Trump.

Luis
Luis
6 meses atrás

sugiro uma correção: o 9 é o número do projeto, não significa q tenham havido outros 8 antes dele, da mesma forma q o ah-64 apache não significa q projetaram outros 62 helicopteros de ataque entre o ah-1 cobra e ele, foi só o yah-63, ou o caso do f-111, etc…

Fabrízio
Fabrízio
6 meses atrás

Pq o Brasil não opera Drones armados?

Tamandaré
Tamandaré
6 meses atrás

Sou muito fã de drones, mas esse Reaper é ESPECIAL! É uma pena que o Brasil possua apenas um punhado de drones israelenses, que sequer podem lançar uma LGB. 🙁
Para nós, até um Predator estaria de bom tamanho…

Osvaldo Carneiro Filho
Osvaldo Carneiro Filho
6 meses atrás

Na verdade , não haverá pronta resposta do Irã. Vão enfiar a viola no saco e aguardar oportunidades de intensificar ações, sobre as bases americanas no Oriente médio. Atos de terrorismo mundial não ocorrerão, por que jogará a opinião mundial contra o Irã. O povo iraniano é quem sofrerá, com as pressões econômicas de Trump e a cretinice dos aiatolás para se manterem no poder , sacrificando o povo na continuação de um governo pautado na execução de uma idolatria islâmica. Espero que Bolsonaro cale a boca e não meta o Brasil em assunto que não é nosso .

Bosco
Bosco
6 meses atrás

A extração das coordenadas geográficas para a operação das JDAM (GBU-38) pode ser feita via optrônicos , não sendo obrigatório a utilização do radar de abertura sintética. O radar de abertura sintética é indispensável para missões de reconhecimento de longo alcance.