Home Aviação de Caça China inicia desenvolvimento de novo caça furtivo

China inicia desenvolvimento de novo caça furtivo

4535
30
Caça J-20

A China está desenvolvendo um novo tipo de avião de caça, de acordo com os principais institutos de design de aeronaves do país. Observadores militares prevêem, com base em informações publicamente disponíveis, que a aeronave será dotada de furtividade e fará uso significativo de materiais compostos avançados.

Em 2018, o departamento de estrutura do Shenyang Aircraft Design and Research Institute da Corporação da Indústria de Aviação da China (AVIC) e o departamento de projetos de armas do AVIC Manufacturing Technology Institute estabeleceram em conjunto uma equipe com o codinome “JJ”, com o objetivo de desenvolver um novo tipo de aeronave, de acordo com um artigo divulgado nas contas públicas do WeChat de ambos os institutos nesta semana.

O projeto de desenvolvimento conjunto foi planejado pela primeira vez em junho de 2018 e começou com uma cerimônia de abertura em setembro de 2018. A equipe JJ enviou uma ilustração de uma peça de teste em novembro de 2019, de acordo com o artigo.

O artigo não detalhou o nome ou as especificações do novo avião de combate, mas forneceu uma foto que sugere que a equipe JJ pode incluir um grupo menor focado no desenvolvimento de um duto de ar em forma de S.

Os dutos de ar em forma de S são geralmente encontrados em aeronaves furtivas, pois ocultam o motor do radar hostil, disse um especialista militar que pediu para permanecer anônimo ao Global Times na sexta-feira.

Três grupos da equipe JJ receberam prêmios durante uma cerimônia de louvor realizada na terça-feira, dizia o artigo. Dois dos grupos desenvolveram materiais compostos para toda a estrutura e entrada de metal integrada, enquanto o outro demonstrou preliminarmente um tipo de material avançado.

“A equipe concluiu o desenvolvimento de fase cruzada do novo avião de combate. Usamos a inovação e realizamos um avanço técnico para o design e fabricação da fuselagem”, disse Xiao Shan, um dos pesquisadores premiados, segundo o artigo.

A filial da AVIC em Shenyang é conhecida por desenvolver vários caças chineses, incluindo o J-11, o J-16 e, em particular, o jato de caça J-15. Também projetou o segundo avião furtivo da China após o J-20, o FC-31, que não entrou no serviço militar chinês e se tornou um produto feito para exportação.

Alguns observadores militares especularam que o novo avião de caça poderá ser uma versão doméstica atualizada do FC-31, enquanto outros prevêem que poderá ser um avião completamente diferente.

Muitos entusiastas militares também esperam que o Instituto Shenyang desenvolva o avião de caça de última geração da China, baseado em porta-aviões.

Protótipo do FC-31, ainda sem a pintura

FONTE: Global Times

Subscribe
Notify of
guest
30 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Top Gun Sea
Top Gun Sea
6 meses atrás

Cópiou de quem?? Qual seria o modelo hoje a ser copiado?

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  Top Gun Sea
6 meses atrás

Não judia da torcida…

Top Gun Sea
Top Gun Sea
6 meses atrás

Falando sério penso que esse novo caça chinês venha a ser uma cópia fidedigna do F35B STOVL para os seus novos e gigantes portas helicópteros LHA estilo classe America como o Wasp e também os seus novos portas aviões Stolbar e Catobar.

JuggerBR
JuggerBR
Reply to  Top Gun Sea
6 meses atrás

Se é isso estão muito atrasados, vai ficar pronto nuns cinco anos ou mais…

Antoniokings
Antoniokings
6 meses atrás

Provalvemente já será um de 6ª geração.

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  Antoniokings
6 meses atrás

Kings,

Não possuem nem tecnologia para fazer um de 5 geração, você acha que os chinas seriam capazes de pular para 6 geração? Delírio seu.

Kemen
Kemen
Reply to  Tadeu Mendes
6 meses atrás

T M – Olha… a China esta surpreendendo faz algum tempo.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Tadeu Mendes
6 meses atrás

Tadeu.

Torcer não adianta nada.
Os fatos mostram a enorme evolução chinesa em diversos campos tecnológicos, a ponto de estarem começando a alijar os competidores ocidentais.
Segundo o CEO da Canalys (uma das maiores publicações no campo de tecnologia). já em 2022 ou 2023 a China estará liderando em várias áreas como, comunicações 5G, IA, computação exascale e outras.

MMerlin
MMerlin
Reply to  Antoniokings
6 meses atrás

Infelizmente, existe esta possibilidade.
Profissionais que atuam na área de infra e telecomunicação conhecem o comportamento da China no backend da internet.
A tecnologia 5g deles é boa? É ótima.
Mas o risco é alto.
A probabilidade de existência de backdoors é enorme.
Para usuários finais, não vejo problemas.
Agora, basear toda a estrutura de comunicação, o que inclui dados militares, com a Huawei, jamais.
Existe opções mais seguras, mas que tem um custo superior, como da Nokia.

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  Antoniokings
6 meses atrás

Kings,

Que torcida? Quem cópia são os chineses, não os americanos.

Quem tem que correr atrás são os chineses.

Lucianno
Lucianno
Reply to  Tadeu Mendes
6 meses atrás

Produto made in China é sinônimo de lixo. Duvido que seja realmente durativo. Os indianos já declararam que não são. Aliás estão bem seguros que os Rafales, o melhor caça no continente asiático pode derreter os Xing ling chineses.

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  Tadeu Mendes
6 meses atrás

Tadeu tem razão, a região e o DNA chinês não permitem que eles sejam evoluídos intelectualmente o bastante para fazer um caça de sexta geração… (risos)

Kemen
Kemen
Reply to  Antoniokings
6 meses atrás

Ak – Sei não… mas especulando um pouco, de 6ª geração, talvez fosse um caça furtivo já com uso e contrôle de VANT (drone militar), de 7ª geração talvez incorporase também alguma arma laser, mas o caça chines poderia talvez ser um classificado como 5 1/2ª geração. O que poderia no futuro, distinguir um caça de 5ª geração com um de 5 1/2ª ou de 6ª geração?

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  Kemen
6 meses atrás

Lemense,

Arma LASER para o F-35, já está sendo testada no próprio F-35.

O que pensamos quando se fala em 6 geração, seria um caça com IA combatendo autônomamente.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Kemen
6 meses atrás

Kemen

Acredito que já será algo muito voltado a um veículo autônomo com alto índice de utilização de Inteligência Artificial..
A China está investindo muito nesse setor.

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
6 meses atrás

Quem pode, pode né?

Sergio
Sergio
6 meses atrás

E “Toma-lhe china” na “carroceria” doa americanos……

jrsal
jrsal
6 meses atrás

Belo F35

Kemen
Kemen
6 meses atrás

Se chegarem a copiar o FCAS, sera uma mudança de rumo.
https://www.aerobuzz.de/militar/trinationale-vereinbarung-zum-fcas-unterzeichnet/

Evgeniy (RF).
Evgeniy (RF).
6 meses atrás

Se o etano é verdadeiro, então a resposta é muito mais simples do que parece. É provável que os chineses desenvolvam um caça monomotor. Isso é tudo.

Vmax
Vmax
6 meses atrás

Apesar de achar que “desse mato não sai coelho”, é melhor do que não fazer nada.
É isso que fazem os países que se preocupam com sua segurança e seus interesses.

OVNI
OVNI
6 meses atrás

Impressionante este ritmo industrial chinês… tudo isto com o claro objetivo de tornar a região do Mar do Sul da China uma área impossível de ser atacada.

Vamos ver como isto tudo vai se desenrolar, talvez a década de 2020 seja uma das mais importantes em termos de geopolítica para este século 21.

Andrigo
Andrigo
6 meses atrás

Pra quem volta e meia propagandeia possíveis radares milagrosos que vão tornar os stealths obsoletos, contraditório investir tanto nesse tipo de aeronave,não?

MMerlin
MMerlin
Reply to  Andrigo
6 meses atrás

Stealth é um característica com diferentes níveis e uma vantagem adicional indiscutível.
Possuir a tecnologia não impede o desenvolvimento da técnica para detecta-la.

Adriano Madureira
Adriano Madureira
6 meses atrás

Eles estão desenvolvendo um novo caça ou outra variante do caça furtivo🤔❓

Leandro Assis
Leandro Assis
6 meses atrás

Acredito que incorporar armas ultra modernas como canhão laser não marcaria o início de uma nova geração de aeronaves, pelo menos nunca foi. Agora caças totalmente autônomos e/ou controlados remotamente, permitindo realizar manobras com carga G acima do tolerado pelo ser humano poderia sim dar início a uma nova geração, bem com o desenvolvimento e aplicação de motores hipersonicos futuramente

Luiz Floriano Alves
Luiz Floriano Alves
Reply to  Leandro Assis
6 meses atrás

Nada se cria, tudo se copia. Só não copiamos porque não queremos. O F-22 ainda é o avião a ser copiado. Mas, também tem o motor, os aviônicas, etc..,. Copiar a mameira do Irã é que não pode. Tem que ter ciência tb. A transferência de tecnologia é uma furada. Só se transfere o que é de domínio público ou está saindo de linha. Deveríamos ter aprendido isso quando vieram os Galaxies e Dodge Darts.

Mgtow
Mgtow
6 meses atrás

Copiando ou não os caras estão arrebentando a boca do balão assumindo como um rolo compressor a hegemonia economica-militar do globo, saindo de um estado agrário para um estagio ultra tecnologico em menos de 50 anos. Só aceite

Joaquim de Souza
Joaquim de Souza
6 meses atrás

Cina não cria nada, só copia.