Home Aviação de Ataque MiG Corporation negocia MiG-35 no Dubai Airshow 2019

MiG Corporation negocia MiG-35 no Dubai Airshow 2019

3433
35

DUBAI, Emirados Árabes Unidos – Como parte da exposição conjunta da PJSC UAC, a MiG Corporation realizou uma série de negociações com potenciais compradores da versão de exportação do caça multifunções MiG-35 e discutiu a manutenção e modernização das aeronaves fornecidas anteriormente.

“Durante a era soviética, vários países do Oriente Médio receberam um total de mais de 1.000 aeronaves MiG da segunda, terceira e quarta gerações. Todos eles mostraram alta eficácia em conflitos locais. Hoje, oferecemos nossos avançados aviões de combate soluções para este mercado – caças com múltiplas funções que apresentam a melhor combinação de custo e eficácia no combate”, observou o diretor geral da JSC RAC MiG Ilya Tarasenko.

A versão de exportação do caça multifuncional apresenta equipamentos de radar a bordo atualizados, bem como estrutura de geometria modificada, que fornece características únicas de manobrabilidade até 9G de carga gravitacional. Além disso, ao projetar a modificação de exportação da aeronave, o JSC RAC MiG criou um sistema aprimorado de informações e controle do cockpit: a aeronave está equipada com os displays multifuncionais de última geração pela primeira vez.

O pacote de equipamentos do MiG-35 inclui radar de varredura eletrônica ativa (AESA), capaz de travar e rastrear até 30 alvos aéreos simultaneamente; sistema de reconhecimento optoeletrônico, bem como um sensor por infravermelho para busca, rastreamento e visualização do espaço aéreo, terrestre e marítimo.

O MIG-35 está equipado com motores RD-33MK, que, em combinação com características únicas da estrutura da aeronave, garantem uma capacidade de manobra incomparável, alta relação empuxo/peso e eficácia no combate aéreo. O sistema aviônico aéreo modular e a arquitetura de software aberto permitem o uso de toda a gama disponível de armamentos de aeronaves padrão e avançados e a integração de armas do cliente. A aeronave foi apresentada ao público pela primeira vez em uma exposição multimídia especial localizada em frente ao chalé do PJSC UAC.

Os visitantes do Dubai Airshow  2019 tiveram a oportunidade de explorar o protótipo do caça multifunções MiG-35 mais de perto na exposição conjunta PJSC UAC no pavilhão central.

A Russian Aircraft Corporation MiG (parte da PJSC UAC) é uma empresa de ciclo completo envolvida no desenvolvimento, produção, distribuição, serviço pós-venda e modernização de aeronaves, além de treinamento de pilotos e pessoal técnico. A linha de produtos da empresa inclui caças MiG-29K/KUB e MiG-29M/M2, caças-interceptadores MIG-31BM e o mais novo caça MIG-35, além de equipamentos de treinamento. Os projetistas da RAC MiG estão trabalhando na nova geração de aeronaves, tripuladas e não tripuladas.

Novo display panorâmico do MiG-35

FONTE: MiG Corporation

Subscribe
Notify of
guest
35 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
José Leonardo Cavalcante Ribeiro
José Leonardo Cavalcante Ribeiro
8 meses atrás

Lindo avião! Pode não ser o melhor mais é bonito!

JPC3
JPC3
Reply to  José Leonardo Cavalcante Ribeiro
8 meses atrás

Deve ser muito bom sim, só que a ênfase em manter o preço e os custos operacionais baixos foi forte.

JuggerBR
JuggerBR
8 meses atrás

Mig já foi sinônimo de importante caça de combate, mas os anos passaram e hoje em dia Mig é muito mais uma referência ao passado do que avião moderno e competitivo na quinta geração e além…

Luiz Trindade
Luiz Trindade
Reply to  JuggerBR
8 meses atrás

Reveja seus conceitos… Com essa gama de aperfeiçoamentos aliado aos que ele já tinha como capacidade de pousar com pista cheia de FOD (Foreing Object Damage – Objetos estranhos) fechando a entrada de ar principal, alta capacidade de manobralidade muito antes de empuxo vetorado que se não conseguir abate-lo em BVR (Beyond Visual Range – Além do alcance) vai ser um adversário de respeito. Vejo sim como grande desafio da Russian Aircraft Corporation MiG é convencer e manter a logística de suprimentos tão importante como o próprio avião.

Jorge Carlos Mota Ferro
Jorge Carlos Mota Ferro
Reply to  Luiz Trindade
8 meses atrás

Oi amigo, essa capacidade de fechar as estradas de ar principais não existe mais a muito tempo. As entrada de ar secundarias ocupam um espaço precioso que hoje é ocupado por tanques de combustível.

MÁRIO FILHO
MÁRIO FILHO
Reply to  Luiz Trindade
8 meses atrás

Um país com as dimensões do Brasil ter umas 3 dúzias desse bichão aí ( lindo ) põe muito respeito .

MÁRIO FILHO
MÁRIO FILHO
Reply to  MÁRIO FILHO
8 meses atrás

Além do mais é barato , se comparado com concorrentes a venda no mercado .

JPC3
JPC3
Reply to  MÁRIO FILHO
8 meses atrás

Mas já vai ter Gripen que é até mais moderno.

Luís Henrique
Luís Henrique
8 meses atrás

Vai vender igual pão quente.

JPC3
JPC3
Reply to  Luís Henrique
8 meses atrás

Será? Nem a Rússia parece ter muito interesse.

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  JPC3
8 meses atrás

A Rússia adquiriu recentemente centenas de caças e modernizou outras centenas. E agora eles possuem aquisições de Su-57, Su-35, Su-30, Su-34 e o mais recente MiG-35. Já possuem cerca de mil caças parte novos e parte modernizados, e possui um leque de 5 modelos novos para adquirir. É normal que adquira poucas unidades de cada modelo. Já um país fora do alinhamento com os EUA, com orçamento de defesa bem menor que o russo, optar entre Eurofighter, Rafale custando bem mais de U$ 100 mi, ou adquirir o MiG-35 custando bem menos, é um diferencial muito grande a favor da… Read more »

JPC3
JPC3
Reply to  Luís Henrique
8 meses atrás

É verdade, porém com um pouco mais leva um Su-30 que é uma aeronave muito mais capaz e de uma empresa bem mais estável. Isso de acordo com a opinião dos próprios russos, não minha.

Flanker
Flanker
Reply to  Luís Henrique
8 meses atrás

Já existe ha um bom tempo….e vendeu quantos???

Gustavo
Gustavo
8 meses atrás

Por mais que eles tenham conseguido reduzir bastante o RCS, com novos materiais, a estrutura não permite muita evolução… mas enfim, segue firme e forte no catalogo. rs

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Gustavo
8 meses atrás

Igual os outros 4a geração, como o nosso Gripen E, os F-16 Viper, o Super Hornet, Rafale e Eurofighter.
RCS Reduzida, porém não são furtivos.

JPC3
JPC3
Reply to  Luís Henrique
8 meses atrás

Igual ao nosso Gripen com aquelas entradas de ar retas? Segundo o India defense Uptade, o Mig-35 é mais barato e mais fraco dos bimotores competindo na índia.

JPC3
JPC3
Reply to  Luís Henrique
8 meses atrás

Como o Gripen mesmo tendo com aquelas entradas de ar retas?

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  JPC3
8 meses atrás

Não dá para saber a RCS de uma aeronave apenas olhando para ela. Quem disse isso foi um General da USAF. E igual significa estar na mesma Ordem de grandeza. Se a RCS for 1 ou 1,5 ou 2 ou 2,5 ou até 3 m2 as diferenças parecem grandes, mas na prática muda pouquíssimo a diferença de Detectabilidade. Para mudar a detectabilidade a ponto de fazer diferença a RCS tem que alterar em Ordem de Grandeza. Os caças de 4a geração Plus se equivalem e possuem vantagem sobre os de 3a geração E os de 4a mais antigos. Já se… Read more »

Jorge Carlos Mota Ferro
Jorge Carlos Mota Ferro
8 meses atrás

Realmente uma aeronave muito bonita, mas que esta uns 10 anos atrasada. Mas pode ser útil para forças aéreas com baixo orçamento e que queiram renovar sua força aérea com algo mais efetivo do que velhos modelos recauchutados.

Antunes 1980
Antunes 1980
8 meses atrás

Deveríamos tentar um acordo de aquisição deste ícone modernizado em troca de liberação para acordos comerciais.
Soja, carne e frutas em troca de uma dúzia de MIG-35 e alguns S-300.
Pensar no melhor para o país, deixando de lado a ideologia

João Adaime
João Adaime
8 meses atrás

Acredito que o pulo do gato nesta aeronave seja a “arquitetura de software aberto”. Isto permite, em teoria, integrar qualquer armamento sem precisar pagar caro para o fabricante.

Delfim
Delfim
8 meses atrás

Se bem pilotado, é um oponente respeitável. Mas sua maior deficiência é o CAATSA.

Rprosa
Rprosa
Reply to  Delfim
8 meses atrás

China, India, Turquia, Filipinas não se curvaram as pressões de Washington, somente a Índia fechou um acordo de mais de 5 bilhões de dólares em S-400 e se espera um contrato de mais de 2,5 bilhões em tanques T-90, os únicos que baixam as ai para as vontades de Washington são os Eurobambis

Thiago Aiani
Thiago Aiani
Reply to  Rprosa
8 meses atrás

Rprsosa, acho suas conclusões bastantes equivocadas , os ditos eurobambis tem capacidade de produzir seus próprios sistemas de defesa e não precisam recorrer aos russos, podem muito bem colaborar mas nenhum dos dois é refem do outro até porque existe uma pequena organização, pouco conhecida evidentemente, chama-se OTAN, que distancia os os dois. Se não se curva a Sérvia, que tem toda a intenção de adquirir seus Pantsir-S, no obstante as pressões e ameaças estadunidenses, imagina a UE que esta criando todo um complexo autônomo . Quem fica refém dessas chantagens sao os incapacitados, os que não possuem alternativas, quem… Read more »

nonato
nonato
Reply to  Thiago Aiani
8 meses atrás

Ainda bem que Cuba demonstrou sua autonomia e hoje é uma nação soberana e próspera.

JPC3
JPC3
Reply to  Thiago Aiani
8 meses atrás

Só não dá para esquecer que o forte dos russos são os acordos de portas fechadas sem concorrência. Ninguém fica sabendo das trocas de favores e de outras coisas que acontecem por trás.

Nem se sabe quanta gente eles subornam ou fazem outras formas de pressão.

FICO SÓ OBSERVANDO
FICO SÓ OBSERVANDO
Reply to  JPC3
8 meses atrás

tipico do capitalismo ou voce acha que isso não existe em todas as naçãoes ?

Adriano Madureira
Adriano Madureira
Reply to  Delfim
8 meses atrás

Exatamente🤔‼️ Os eua e seu deplorável e covarde CAATSA…
Joga uma lei feita no parlamento deles, ameaçando países que comprarem equipamentos russos de Sanções.

O livre mercado só é bom quando favorece a eles, quando não conseguem, fazem leis cretinos como, essa, forçando os países a comprarem produtos dos aliados ou deles.

Flanker
Flanker
Reply to  Adriano Madureira
8 meses atrás

Então, se os EUA é tão mau, basta que o país sancionado passe a comercializar com russos e chinas…..se os EUA não compram e vendem pra eles, compram e vendam com os russos.

Andre Luis
Andre Luis
8 meses atrás

Conseguiram resolver a problemática do motor deste caça? Pra mim, o ponto fraco deste avião continua sendo sua autonomia e sua motorização.

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Andre Luis
8 meses atrás

Potente igual o Typhoon. Autonomia foi ampliada em mais de 50% em relação ao MiG-29.

Flanker
Flanker
Reply to  Luís Henrique
8 meses atrás

O problema da motorização dos Mig-29 nunca foi sua potência e sim sua durabilidade, TBO muito reduzido,…

Leonardo San
Leonardo San
8 meses atrás

МиГ-35 на МАКС-2019 Minuto 1:12
https://www.youtube.com/watch?v=P91wJvS7cyw

Saludos desde Uruguay

Leonardo San
Leonardo San
8 meses atrás

https://www.youtube.com/watch?v=YVteDZL90qc

МИГ-35. Стенд PlayDisplay

Leonardo San
Leonardo San
8 meses atrás

https://www.youtube.com/watch?v=KBtdzstDg18
МИГ-35 / МАКС 2019 / Playdisplay