Home Aviação Comercial Emirates anuncia no Dubai Airshow acordo de US$ 16 bilhões para aquisição...

Emirates anuncia no Dubai Airshow acordo de US$ 16 bilhões para aquisição de 50 aeronaves A350 XWB

2055
25

Investimento na frota reforça o modelo de negócios da companhia aérea e a confiança na estratégia de conectividade internacional de Dubai e dos Emirados Árabes Unidos

Dubai, UAE, 18 de novembro de 2019 — Emirates, a maior companhia aérea internacional do mundo, anunciou hoje no Dubai Airshow 2019 seu acordo para a aquisição de 50 aeronaves A350-900 XWB no valor de US$ 16 bilhões (AED 58,7 bilhões). Equipadas com motor Rolls-Royce Trent XWB, as primeiras aeronaves A350 XWB devem ser entregues à Emirates em maio de 2023; as outras serão entregues gradativamente até 2028.

Sua Alteza o Xeque Ahmed bin Saeed Al Maktoum, presidente e CEO da Emirates, assinou o acordo com Guillaume Faury, CEO da Airbus.

Este contrato de compra substitui o acordo assinado em fevereiro, quando a Emirates anunciou sua intenção de comprar 30 aeronaves A350 e 40 aeronaves A330neo.

Sua Alteza o Xeque Ahmed bin Saeed Al Maktoum disse: “Hoje, temos a satisfação de assinar o acordo para a aquisição de 50 aeronaves A350 XWB, equipadas com motor Rolls-Royce Trent XWB. Essa aquisição acontece após uma análise minuciosa das várias opções de aeronaves e do planejamento para a nossa frota. Há muito tempo, a Emirates mantém uma estratégia de investimento em aeronaves modernas e eficientes, então estamos confiantes no desempenho da A350 XWB.

“Complementando nossa frota de A380 e 777, as aeronaves A350 devem garantir maior flexibilidade operacional em termos de capacidade, variedade e implementação. Na verdade, estamos fortalecendo nosso modelo de negócios para fornecer serviços de transporte aéreo eficiente e confortável com destino ou que passam pelo nosso hub em Dubai.

Sua Alteza o Xeque Ahmed bin Saeed Al Maktoum acrescentou: “Este acordo de US$ 16 bilhões mostra nossa confiança no futuro do setor de aviação dos Emirados Árabes Unidos e na estratégia de Dubai de se tornar um centro global de conectividade entre as cidades, comunidades e economias com o apoio do setor de aviação moderno e de classe mundial.”

“Estamos honrados com a confiança da Emirates em nossa mais nova aeronave de fuselagem larga, que coloca nossa parceria em outro nível. A aeronave A350 trará benefícios financeiros e ambientais significativos”, disse Guillaume Faury, CEO da Airbus. “Estamos ansiosos para ver a A350 nas cores da Emirates!”

Com a aeronave A350, a Emirates pode atender a vários novos mercados, não apenas na região, mas também em voos de até 15 horas de Dubai. A Emirates pretende equipar sua frota de A350 com seus produtos mais recentes e oferecer diferentes configurações de cabine, incluindo a Premium Economy.

Atualmente, a Emirates opera uma frota de aeronaves de fuselagem larga eficientes e modernas, incluindo o icônico Airbus A380 e o popular Boeing 777. Com voos a partir de seu hub em Dubai, a companhia aérea atende a mais de 150 cidades em seis continentes, oferecendo serviços premiados a bordo e em solo.

Sobre EMIRATES

A Emirates é a maior companhia aérea internacional do mundo, com uma rede global de 158 destinos em 85 países nos seis continentes. A Emirates opera 268 aeronaves modernas, além de ser a maior operadora do mundo de Airbus A380 e Boeing 777. Suas comodidades de luxo, sua culinária de inspiração regional, seu premiado sistema de entretenimento a bordo – ice – e a hospitalidade inigualável da sua icônica tripulação multilíngue de mais de 135 nacionalidades fizeram da Emirates uma das marcas de companhias aéreas mais reconhecidas do mundo.

DIVULGAÇÃO: LLYC/Emirates

Subscribe
Notify of
guest
25 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Tutu
7 meses atrás

Mais uma que desiste do a330 neo, uma pena, acho ele muito charmoso, se bobear no fim ele vai ficar restrito a companhias com menos dinheiro.
Quem pode vai de 787 ou a350 mesmo.

nonato
nonato
Reply to  Tutu
7 meses atrás

Pelo que já lio A 330 neo é muito interessante e barato.

Tutu
Reply to  nonato
7 meses atrás

É um ótimo avião, o problema é concorrência dentro e fora de casa.
Na Boeing tem o 787, na própria Airbus tem os a321LR e os a350 menores.
Aí fica um sinuca de bico, se você não tem muito dinheiro na maioria das vezes um a321LR ou XLR já resolve o seu problema, agora, se a sua companhia tem a bala, um a350 fica bem competitivo, assim como o 787.

Antoniokings
Antoniokings
7 meses atrás

A Airbus está arrebentando nesse evento.
Está aproveitando muitíssimo bem o vácuo deixado pela Boeing.

α Tau
α Tau
Reply to  Antoniokings
7 meses atrás

A Boeing detém a tecnologia de ponta, atrás da Airbus, claro!..Podem vender mais avião que a Airbus, mas tecnologia está na Airbus…

Tutu
Reply to  Antoniokings
7 meses atrás

Acho que a Boeing ainda tem um belo caminho até reconquistar a confiança do público, e esse caminho passa necessariamente por um sucessor do 737 que inclusive já está em desenvolvimento, porém no quesito vendas, vejo que a nova diretoria está reorganizando muita coisa, o resultado disso é que até 737 Max eles conseguiram vender em Dubai.

Tutu
Reply to  Tutu
7 meses atrás

Também não se pode esquecer os novos aparelhos que estão por vir 797, 777x e a volta do 767 com novos motores.

Junior
Junior
Reply to  Tutu
7 meses atrás

Pode apostar que esses 737 max que eles venderam hoje foram com descontos extremamente agressivos, se bobear nem lucrar eles lucraram com essa venda, até porque as companhias aéreas terão que convencer os seus passageiros reticentes que o avião é seguro

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Junior
7 meses atrás

Eu não entro em um 737 MAX nem que me paguem.

sagaz
sagaz
Reply to  Antoniokings
7 meses atrás

Um motivo a mais para eu andar de boeing…

Gordo
Gordo
Reply to  Antoniokings
7 meses atrás

Por incrível que pareça a Embraer vai dar fôlego para a Boeing até passar essa fase. É interessante notar que a Boeing não emplacou no F-22 e depois no F-35, e por coincidência está tendo problemas em sua área de aviação cívil, essas coisas não são desconectadas. A Boeing pode estar passando por um problema sério, coisa impensável para uma empresa desse porte.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Gordo
7 meses atrás

Eu li interesse artigo de um economista que diz que a Boeing não sobreviverá sem ser encampada pelo Governo americano.
A situação econômica dela é realmente seríssima.
E ano que vem teremos a concorrência de russos e chineses que certamente abiscoitarão muitas vendas.

Tutu
Reply to  Antoniokings
7 meses atrás

Acho que também li esse artigo, achei bem sensacionalista.

Augusto L
Augusto L
Reply to  Tutu
7 meses atrás

O mercado de aviões twin aisle é a Boeing que domina, o 787 é muito mais avançado que o A330neo e o 777x é mais que o a350 XWB, vocês estão falando abobrinhas ai.
Conhecem nada de avião

Junior
Junior
Reply to  Augusto L
7 meses atrás

Quantos 777x a Boeing vendeu até agora?

Augusto L
Augusto L
Reply to  Junior
7 meses atrás

A Boeing tem 325 do X enquanto a a Airbus 320.

Marcos10
Marcos10
7 meses atrás

Apesar dos problemas com o 737Max, muitos clientes não estão satisfeitos com a Airbus.

DOUGLAS TARGINO
DOUGLAS TARGINO
Reply to  Marcos10
7 meses atrás

Acho que são os que não tem dinheiro para viajar nele kkkkkkk

Emerson GS
Emerson GS
7 meses atrás

Já que a Boeing deu Boi, tá certinha a Airbus em aproveitar o churrasco 🥩

Augusto L
Augusto L
Reply to  Emerson GS
7 meses atrás

O 737 MAX não tem impacto no mercado de wide bodies.
Pesquisem mais

Junior
Junior
Reply to  Augusto L
7 meses atrás

O 737 Max é a vaca leiteira da Boeing, é de lá que ela tira boa parte do dinheiro para tocar outros projetos da área civil da empresa

Augusto L
Augusto L
Reply to  Junior
7 meses atrás

Sim a vaca leiteira, um produto que vende bem sem muito esforço.
A estrela da boeing são os wide-bodies twin-aisle.
Estude a matriz BCG

Augusto L
Augusto L
Reply to  Augusto L
7 meses atrás

Os produtos com maior % no faturamento e lucro são os 777, 787 e não o 737.

Tutu
7 meses atrás

Isso complementa o sentido da matéria.

Airway: Emirates converte pedidos do Airbus A380 em A350.
https://airway.uol.com.br/emirates-converte-pedidos-do-airbus-a380-em-a350/

jorge domingos
jorge domingos
7 meses atrás

será que é a Embraer que vai levantar a boing . pensava-se que era a boing que iria alanvancar as vendas da Embraer . Será ?????????