Home Aviação de Caça ‘Deixados para trás’: Caças F-35 não conseguem acompanhar bombardeiro Tu-160

‘Deixados para trás’: Caças F-35 não conseguem acompanhar bombardeiro Tu-160

19165
234

A mídia estatal russa Sputnik noticiou que dois caças F-35A de fabricação americana de quinta geração tentaram interceptar um bombardeiro Tu-160, mas a aeronave pesada russa realizou uma manobra de surpresa.

O jornal russo Vzglyad, com referência à edição chinesa Sina, escreveu que os caças americanos “perderam de vista” o bombardeiro da Força Aeroespacial Russa, que se afastou facilmente deles.

O Tu-160 estava realizando um voo de rotina no dia 3 de novembro sobre o mar do Japão (também conhecido como mar do Leste) quando dois F-35 se aproximaram, um de cada lado, com intenção de o escoltar.

Nesse momento, o bombardeiro russo acelerou subitamente, acionando a pós-combustão e aumentando a velocidade para Mach 2,05, escreve a mídia chinesa.

Aceleração impressionante

Segundo a publicação, os dois caças F-35A também reagiram, mas um pouco tarde demais. Quando acionaram a pós-combustão, o radar ainda detectava o Tu-160, mas os pilotos já não o viam.

A edição chinesa nota como o avião russo muito mais pesado conseguiu se afastar facilmente dos caças furtivos.

Abaixo, uma animação com um áudio bem humorado sobre o evento.

Subscribe
Notify of
guest
234 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Vinicius Momesso
Vinicius Momesso
1 ano atrás

Normal, vista a diferença de tamanho dos motores do Tu-160 para o F-35, fora que se trata de um quadri-motor frente a um mono. Uma analogia grosseira seria comparar um carro de F1 a um de Drag Race em linha reta…é obvio quem perderia.

Leonardo Costa da Fonte
Leonardo Costa da Fonte
Reply to  Vinicius Momesso
1 ano atrás

Baseado na sua analogia, um B52 também deveria largar os F35 para trás…

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Leonardo Costa da Fonte
1 ano atrás

Só um detalhe nesse seu comentário o TU-160 é supersônico e o B-52 não é!

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  Fabio Araujo
1 ano atrás

Fábio,

Quanto mais rápido, maior o arrasto. Essa equação sua não será.

Leonardo Costa da Fonte
Leonardo Costa da Fonte
Reply to  Fabio Araujo
1 ano atrás

Meu amigo, o Vinícios estava dizendo que o fato do Tu160 ter 4 motores, fazia com que ele levasse vantagem em relação ao F35 que é mono. Isto é um comentário bisonho!!!!!
O B52 tem 8 motores! Isto não faz ele um avião mais rápido que o F35…
Não tem nada a ver número de motores, com a capacidade de deixar para trás ou não, um avião adversário…

Chris
Chris
Reply to  Fabio Araujo
1 ano atrás

Que o TU160 é um ótimo avião, não resta dúvida !

Mas se a intenção dele era FUGIR… Só mostrou a grande qualidade do F-35 (Chegar sem ser detectado)… Se fosse guerra… Ia para o chão, sem nem saber o que os atingiu !

Fora que, certamente os F-35 carregavam tanques extras… E se acharam os TU160 antes… Achariam depois!

Leonel matos
Leonel matos
Reply to  Leonardo Costa da Fonte
1 ano atrás

O b52 é subsonico o tu160 é o bombardeiro mais rápido atualmente é mais de 2x mais rápido que o b52 para quem não sabe

João José
João José
Reply to  Leonel matos
1 ano atrás

Mais rápido é o Walkiria, Mach 6.

Mktin
Mktin
Reply to  João José
1 ano atrás

O Valkyrie era Mach 3. Acrescente os fatos de que apenas 2 foram construídos e ele nunca se tornou operacional. Seu comentário não faz muito sentido.

Leonel matos
Leonel matos
Reply to  Mktin
1 ano atrás

Na verdade não faz sentido algum pois mesmo sendo o bombardeiro mais rápido já construído ainda assim não era o avião mais rápido

Leonel matos
Leonel matos
Reply to  João José
1 ano atrás

É quem mesmo? Eu ouvi falar num tal de valkirie na década de 60 e era um mack 3 o avião mais rápido ainda hoje não superado foi o sr71 com velocidade de mack 3.2 essa walkiria deve ser alguma flor de estufa

Camargoer
Camargoer
Reply to  Vinicius Momesso
1 ano atrás

Caro Vinicius. A questão é a quantidade de energia cinética envolvida nos dois casos e a quantidade de trabalho realizado pelos respectivos propulsores para obter a aceleração necessária. O ponto é a diferença de potência das quatro turbinas do Tupolev em relação à turbina do F35. Conseguir uma aceleração de um Tu22 maior que de um F35 é uma quantidade gigantesca de energia.

JT8D
JT8D
Reply to  Vinicius Momesso
1 ano atrás

Física básica. O Tu 160 é muito mais pesado e, portanto, deveria acelerar mais lentamente do que um caça. O Tu 160 também é muito maior, o que faz com que tenha muito mais arrasto aerodinâmico do que um caça. Assim, mesmo sendo mais potente, o Tu 160 tem uma relação potência/peso bem menor do que um caça de primeira linha, além do imenso arrasto. Ou seja, se essa história for verdadeira, é um vexame e tanto

groosp
groosp
Reply to  JT8D
1 ano atrás

Tamanho maior não quer dizer mais aerodinâmico. Vc deixou de considerar a forma.

groosp
groosp
Reply to  groosp
1 ano atrás

*tamanho menor não quer dizer mais aerodinâmico – eu quis dizer

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  groosp
1 ano atrás

Tamanho menor é mais aerodinâmico.

Sergio Cintra
Sergio Cintra
Reply to  Tadeu Mendes
1 ano atrás

Por isso no seu projeto incluiram o enflexamento variável.

Igor rodrigues
Igor rodrigues
Reply to  Tadeu Mendes
1 ano atrás

Negativo amigo, aerodinâmica depende da forma e não das dimensões

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  JT8D
1 ano atrás

Não esqueça que o TU-160 também é supersônico, então deve ter uma boa aceleração, como ele acelera primeiro você e vai ter o tempo de reação do piloto do F-35 que vai ter que identificar e reagir quando ele começa a acelerar o TU-160 já partiu na frente, os dois não estão numa corrida de arrancada onde partem juntos, o F35 reagiu depois e nesse tempo por menor que seja o TU-160 já ganhou uma vantagem!

Francisco Herês
Francisco Herês
Reply to  Fabio Araujo
1 ano atrás

Fabio, era o que eu ia dizer, esqueçam a massa e a aerodinâmica, se um avião está a Mach 2,5 e outro a Mach 1,5, não adianta ser menor e mais aerodinâmico, ele nunca vai alcançá-lo, o problema aqui é a velocidade. Nesse caso, eu acho que o F-35 jamais poderia ser um interceptador primário, a não ser em condições muito vantajosas, tipo ele saber onde o avião inimigo vai estar e chegar primeiro, lançar mísseis e observar o inimigo se desintegrar.

Leonel matos
Leonel matos
Reply to  Francisco Herês
1 ano atrás

Se o f35 quisesse abate lo não precisava ser tão rápido quanto o tu160 por mais rápido que o tu160 é que na categoria dele é o mais rápido não deixava para trás um aim 120 amraam que alcança cerca de 5000km ou seja o dobro do tu160 além de que o míssil acelera muito mais rápido que qualquer avião

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Leonel matos
1 ano atrás

Concordo numa situação de guerra o F35 nem chegaria perto para atirar e abater o TU-160, mas nesse tipo de missão em tempo de paz mandar um F-35 para acompanhar um TU-160 é pedir para passar vergonha pois como postado por outro colega a velocidade máxima do TU-160 é maior que a do F-35 e basta o piloto russo acelerar que deixa para trás o F-35!

Lúcio Sátiro
Lúcio Sátiro
Reply to  Fabio Araujo
1 ano atrás

Quem abate o Tu 160 é o míssil, o F-35 não vai derrubar o Tu 160 por abalroamento. E uma vez travado no radar do F-35, o bombardeiro russo vai ter que se virar para competir em velocidade com o míssil disparado, coisa que eu duvido que o bombardeiro consiga.

Chris
Chris
Reply to  Fabio Araujo
1 ano atrás

Isso é uma verdade… Mas… É a 1a vez que ouvimos falar que os russos fogem !

ALEXANDRE ALENCAR LACERDA ROSA
ALEXANDRE ALENCAR LACERDA ROSA
Reply to  Fabio Araujo
1 ano atrás

Esse F35! Sei não…

Gabriel
Gabriel
Reply to  JT8D
1 ano atrás

Um Chinook voa mais rápido que um Apache!

Leonel matos
Leonel matos
Reply to  JT8D
1 ano atrás

Ninguém estava lá para ver o que se sabe é o que está aqui postado sejamos realistas os f35 estavam apenas para interceptar e escoltar a meu ver não havia necessidade de queimar combustível desnecessário isso se realmente se passou como aqui diz o motor do f35 devita mais de 19000 kg de potência isso não dá a velocidade para acompanhar o tu160 na sua velocidade máxima mas com toda a certeza dava para ter mais poder de arranque

Camargoer
Camargoer
Reply to  JT8D
1 ano atrás

Olá J. Acho que a chave do do problema e a potência. Um avião mais pesado precisará de mais energia para acelerar que um avião mais leve. Então se a potência for maior, a a elevação do pesadão será maior que a do levinho. Outro problema e o arrasto. Quanto mais rápido maior e o atrito portanto maior será a quantidade de energia necessária para sustentar a velocidade.o tamanho depende mais da aerodinâmica. Uma cubo pequeno tem mais atrito que um disco grande

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  Vinicius Momesso
1 ano atrás

Vinícius,

Pela sua analogia, um 747 acelera mais que um F-16. Aonde fica o arrasto nessa equação?
Quanto maior o avião, maior o arrasto. Quem tem maior arrasto?

Leonel matos
Leonel matos
Reply to  Tadeu Mendes
1 ano atrás

Não seria mais justo comparar o concorde? Além de que o f16 é mais rápido que um f35 mas em caso de guerra não faria diferença pois o avião usaria misseis e esses alcançam o dobro da velocidade do tu160 no limite de sua velocidade não é novidade nenhuma que o tu160 é mais rápido que um f35

Bill27
Bill27
Reply to  Tadeu Mendes
1 ano atrás

A questão não é o tamanho e sim a relação peso potência . Um avião menor com um bom motor acelera mais rapidamente por questões óbvias

Cid
Cid
Reply to  Vinicius Momesso
1 ano atrás

O TU160 entrou em serviço no ano de 1978. O F35 entrou entrou ao serviço 2015. São 37 anos de velhice do TU160 face ao última geração F35. O TU160 pesa em vazio, 105 ton. O F35 pesa 10ton. Ambos são supersónicos. O TU160 atinge Mach 2.2 O F35 atinge Mack 1.5 Ou quando um ‘cota’ dá uma banhada a um última geração. Resumindo: O F35 foi um enorme fiasco. Em 2018 o programa de desenvolvimento já tinha a módica quantia de 1,5 trlihão de dólares, mas a avaliar pelos constantes problemas, o programa ainda ão acabou. È até ao… Read more »

NEI
NEI
Reply to  Cid
1 ano atrás

CID – Está enganado. O fato aqui é simples. Se o TU160 pode chegar a mach 2.2, mesmo sendo grande, após uns 3 minutos com pós-combustão acionada e já estando anteriormente em velocidade cruzeiro, ele vai voar mais rápido do que o F-35, pois como você disse, o F-35 atinge somente mach 1.5.

Pablo
Pablo
Reply to  Vinicius Momesso
1 ano atrás

então me explica como Mirage, F-16 e Gripen, que são monomotores, conseguem Mach 2?

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  Vinicius Momesso
1 ano atrás

Força=massa*aceleração (1o ano do Colégio). Dada essa lei fundamental da física chega a ser risível a animação.

Augusto L
Augusto L
1 ano atrás

Devem ter tomado susto ao de repente verem 2 caças que não apareceram no radar ao seu lado.

Italo Souza
Italo Souza
Reply to  Augusto L
1 ano atrás

Bombardeiros pesados nunca andam sozinhos, são acompanhados nem que seja de longe, oque pode significar que eles estavam até mesmo sendo observados por algum navio nas proximidades, a reação deles na verdade pode significar que o ato já era previsto, está aceleração logo após a chegada dos F35 me parece algum teste pra observação das capacidades do caça.

Chris
Chris
Reply to  Italo Souza
1 ano atrás

Nunca ouvi falar… Desses aviões viajarem acompanhados (A não ser caças)… Nessas situações !

JT8D
JT8D
1 ano atrás

O F-35 pode ser um temível avião de ataque, considerando sua furtividade e seus sensores. Mas não é e nem nunca será um interceptador. Não tem velocidade para isso. Até o Gripen, com sua velocidade de Mach 2, é melhor que ele nessa função

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  JT8D
1 ano atrás

JT8D,

Como vai ficar a USAF quanto os F-16 e F-15 forema aposentados? Segundo a sua absurda analise, a USAF vai ficar sem interceptador.

Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  Tadeu Mendes
1 ano atrás

“Como vai ficar a USAF quanto os F-16 e F-15 forema aposentados? Segundo a sua absurda analise, a USAF vai ficar sem interceptador.”

F-22.

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  Fernando "Nunão" De Martini
1 ano atrás

Nunao,

Boa resposta. Mas o numero de F-22 no inventario seria muito pouco, para substituir todos os F-15 e F-16.

Leonel matos
Leonel matos
Reply to  Tadeu Mendes
1 ano atrás

O f22 não é o avião que vai substituir o f16 esse será o f35 de facto o f35 é uns 200 km mais lento que o f16 mas vale lembrar que em caso de guerra aviões atacam com misseis não com velocidade a maior parte dos combates acontece a velocidade que rondam a mack 1 mas os misseis alcançam em alguns casos velocidade de mack 4.5 ou talvez até mais

Lucas
Lucas
Reply to  Leonel matos
1 ano atrás

Leonel, acho q ele quis dizer é q n haverá F-22 suficiente para substituir o F-16 e o F-15 na papel como interceptador.

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  Lucas
1 ano atrás

Lucas

Correto

Thiago Telles
Thiago Telles
Reply to  Tadeu Mendes
1 ano atrás

Se nao criarem algo alem do f35, oq nao acredito, é isso mesmo q aconteceria pq p interceptação com f35 esquece. Taí a prova.

Leonel matos
Leonel matos
Reply to  Tadeu Mendes
1 ano atrás

Caro Tadeu usará o f22 além de que a usaf está a encomendar novos f15 e já está a trabalhar em caças de 6 geração até lá usará o f22 é para esse tipo de coisas que ele serve entre outras queria ver o tu160 escapar de um f22

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Leonel matos
1 ano atrás

Se levar em conta a velocidade máxima o TU-160 passa do mach 2 que é a velocidade máxima do F22, só o F15 que alcança mach 2,5 é mais rápido. Mas numa situação de guerra a velocidade máxima inferior é compensada por uma rota de interceptação bem calculada e com armamento BVR nem precisa chegar perto para abater! Mas para acompanhar um TU-160 em época de paz se não quiser passar vergonha em ver o TU-160 acelerar e deixar para trás o perseguidor só o F15!

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  Leonel matos
1 ano atrás

Leonel Santos

Caro Leonel, seu comentário é bastante lógico. Muito bom.

NEI
NEI
Reply to  Leonel matos
1 ano atrás

F-22 2.414 KM/H mach 1,95, o tu-160 ganha ainda. O F-15 3.017km/h, esse sim é o único a ser um verdadeiro interceptador.

Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  NEI
1 ano atrás

Isso, nessa lógica todos os jatos supersônicos incapazes de atingir 3.017km/h nunca foram nem nunca serão verdadeiros interceptadores. Nessas horas e com essas análises comparativas que estou lendo em tantos comentários tão cheios de certezas e com poucas dúvidas (estou aqui levando em conta diversos comentários em geral, não apenas o último) fico com muita pena de aviões como o belo e saudoso Mirage III, que por toda a década de 60 e parte dos anos 70 foi principal avião de interceptação francês, com seu “modesto” desempenho Mach 2 e motor com empuxo em pós-combustão de pouco mais de 6.000kg,… Read more »

Dario
Dario
Reply to  Fernando "Nunão" De Martini
1 ano atrás

Fernando, eu nem ia comentar nada neste post mas de fato o nível dos comentários esta de doer. Aliás, é só falar de F-35 e parece que tem início um processo alérgico que interrompe o funcionamento normal do cérebro das pessoas.

Leonel matos
Leonel matos
Reply to  NEI
1 ano atrás

Como assim o tu160 ainda ganha se nem chega a 2300km ganha em alcance em velocidade não e 2410 que é a velocidade do f22 corresponde a mack 2.2 e não mack 1.95

NEI
NEI
Reply to  Leonel matos
1 ano atrás

Bom dia Leonel.

Pegar um convertedor de KM/h para Mach e veja quanto dá 2.414 km/h = 1,9549725.

FAB
FAB
Reply to  JT8D
1 ano atrás

Verdade é ué segundo o pentágono o F-35 quebra com muita frequência, e até 2020 a produção tá momentaneamente parada

Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  JT8D
1 ano atrás

“O Gripen em qualquer situação típica e realista de combate vai estar voando carregado de tanques de combustível e misseis“ Não existe uma situação típica e realista única, em que um caça de geração 4,5 esteja sempre “carregado” de tanques de combustível e mísseis. Para cada missão a configuração será diferente. Até mesmo de interceptação. Em configurações de interceptação que busquem um equilíbrio entre alto desempenho supersônico (para um menor tempo ao alvo, geralmente perto de 15 minutos a partir da decolagem) e bom raio de interceptação (para que o alvo seja interceptado, nesse tempo, a uma distância acima de… Read more »

D.Soares
D.Soares
Reply to  JT8D
1 ano atrás

Para interceptação, persistencia não é tao relevante. Lembre-se que ao realizar uma missao de interceptação, o interceptador ja tem uma boa noção da posição (pelo menos geral) do interceptado, e sua missao é chegar, lançar misseis e pronto. Portanto, o relevante é aceleração e velocidade maxima (para chegar o mais rapido possivel a zona de interceptação), sensores e bons misseis. Os melhores interceptadores da historia (como F-104, BAC Lightning ou MIG-31) foram construidos nesta lógica.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  D.Soares
1 ano atrás

Está bem.
Aí, os russos descobrem um local ‘morto’ para adentrar no território americano. lançam seus mísseis e vão embora antes da chegada do inimigo.
Será tarde demais para os EUA.

Leonel matos
Leonel matos
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Cheia de lugares mortos está a Rússia que sendo maior que os EUA têm muito menos população

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  JT8D
1 ano atrás

DSC

Velocidade é fundamental em um interceptador, haja vista a necessidade de deslocar rapidamente para qualquer lugar onde se faça necessária sua atuação.
E isso vale aviões, navios, automóveis e etc.
Caso contrário, será tarde demais

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Batatinha
AEW&C não conta ?
Mísseis ar ar de longo alcance ?
+ Radar da anv ?
Mísseis terra ar ?

Não é corrida de F1

Interceptação se dá de inúmeras formas, iluminou …. Fude…..

André
André
1 ano atrás

Comam poeira yankeees haha

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  André
1 ano atrás

Mais uma para a lista de vergonhas do F-35.

Space Jockey
Space Jockey
1 ano atrás

Hahaha tinha que ser o Sputinik com suas sputinices, o 247 da Rússia. Se, se, isso foi verdade ele ainda permaneceria no radar por muito tempo, o suficiente pra dois AIM-120 de primeira geração cravarem em seus motores. Não que eu seja fanboy americano, é um excelente bombardeiro estratégico, talvez sem concorrente na categoria, mas que isso dito na matéria é uma grande besteira é.

thiago rezende alves silva
thiago rezende alves silva
Reply to  Space Jockey
1 ano atrás

exato, fosse em situação de combate, o bombardeiro teria sido alvejado a a quase uma centena de km de distancia sem nunca ter visto no radar o caça inimigo;

Brunow
Reply to  thiago rezende alves silva
1 ano atrás

Olhando o arsenal que o Tu-160 carrega ( Kh-55SM > 3000 km, Kh-55 > 2400km, Kh-101/102 > 3000km etc), ele conseguiria atingir o Japão ou qualquer país estando há 2 mil km do mesmo, ele chegaria dispensaria seus mísseis e retornaria em alta velocidade, aí depender de um F-35 para intercepta lo seria impossível a missão…
Então galera se fosse num combate F-35 não pegaria os Tu-160 nem no radar, por que ele não ia dar “sopa”…

RENAN
RENAN
Reply to  Brunow
1 ano atrás

Parabéns

Leonel matos
Leonel matos
Reply to  Brunow
1 ano atrás

Se fosse nem combate o f35 teria disparado seus misseis muito antes de sequer chegar perto do tu160 e este teria sido abatido muito antes de sequer saber de onde o foi ou achas que o f35 precisa perseguir os inimigos e colidir com eles para os abater? Para isso usa se uma coisa chamada misseis como o aim120 amraam que tem alcances que pode ir a 160km ou mais e velocidades de cerca de 5000km a ver se o tu160 pode fugir disso

Alexandre
Alexandre
Reply to  thiago rezende alves silva
1 ano atrás

Fosse em situação de combate o F-35 nunca chegaria sequer a ter o tu-160 no radar dado o fato deste lançar seus misseis a milhares de quilômetros de distância dos alvos.

Leonel matos
Leonel matos
Reply to  Alexandre
1 ano atrás

Milhares de km… Como quem diz centenas

Peter nine nine
Peter nine nine
Reply to  Space Jockey
1 ano atrás

Mas ninguém disse que em situação real não poderia ser abatido de qualquer forma… Apenas se disse, como aliás é até bastante aceitável, para não dizer óbvio, que o 160 tem uma incrível capacidade de aceleração e velocidade máxima… Para um bombardeiro da dita categoria, em comparação com o F35.
Para além do mais, da mesma forma que o F35, na dita situação, poderia fazer uso dos seus misseis, a realidade em é que, em situação real, a doutrina a empregar não coloca o 160 em posição de intercepção por F35…

Space Jockey
Space Jockey
Reply to  Peter nine nine
1 ano atrás

Também.

LUIZ C M BRANDAO JR
LUIZ C M BRANDAO JR
Reply to  Space Jockey
1 ano atrás

Exatamente

Igor rodrigues
Igor rodrigues
Reply to  Space Jockey
1 ano atrás

A intenção era escoltar e não derrubar o bombardeiro né, se a intenção fosse derrubar teriam utilizado de mísseis balísticos anti-aéreos, que possuem velocidade bem superior a maioria dos caças

Leonel matos
Leonel matos
Reply to  Igor rodrigues
1 ano atrás

Nunca ouvi falar em misseis balísticos anti aéreos já em misseis ar ar tipo aim 9 sidwinder ou aim120 amraam nesses já entre muitos outros

Leonel matos
Leonel matos
Reply to  Space Jockey
1 ano atrás

Space jockey não disseram na notícia que para o abater o f35 nem precisa acelerar bastava largar 2 dos misseis que referiste que tem alcance que pode chegar a mais de 160 km mas que aceleram o mais do dobro de velocidade do tu160 será que aí o tu160 seria rápido o bastante

Rubens Hernandes
Rubens Hernandes
1 ano atrás

Ele não precisa alcançar o bombardeiro. Se o míssil que ele soltar alcançar, já é o suficiente.

Clésio Luiz
Clésio Luiz
Reply to  Rubens Hernandes
1 ano atrás

Pode-se fazer uma analogia com um ditado creditado à policiais fora de forma, que diz: “eu não preciso correr atrás de bandido, eles não correm mais que a bala”

Brunow
1 ano atrás

Não é atoa que o Japão irá atualizar seus F-15, depender do F-35 para interceptação é o mesmo que tentar correr de muletas..

Augusto L
Augusto L
Reply to  Brunow
1 ano atrás

A aceleração do F-35 é maior do que a do F-15 e o do TU-160.
Resumindo no 0 a 100 km/h o Lightning ganha. Rsrs

Brunow
Reply to  Augusto L
1 ano atrás

“no 0 a 100 km/h sim mais e depois ?
Com quanto tempo o F-35 pode ficar em velocidade máxima ?

D.Soares
D.Soares
Reply to  Brunow
1 ano atrás

Quanto tempo não sei, sei q depois vai ficar um tempo de molho pra trocar o revestimento…

Leonel matos
Leonel matos
Reply to  Brunow
1 ano atrás

E com que tempo pode ficar o tu160? Quanto combustível lhe restará ao fim de uns poucos minutos. Muitos não parecem ter percebido mas em caso de ser para atacar não se fica a fazer corridas para determinar o mais rápido dispara se mísseis e esses sempre são mais rápidos por isso pergunto. Quem venceria em caso de ataque entre os 2?

Brunow
Reply to  Leonel matos
1 ano atrás

Leonel matos. O Tu-160 leva 148tn de combustível, tem alcance superior a 12mil km sem reabastecimento, pode permanecer em velocidade máxima por 45 minutos, F-35 além de ter uma velocidade máxima muito menor que o 160 ele não pode permanecer nela nem 20% deste tempo do Tu160, quando estes Bombardeiros sai nestas missões de patrulha ele leva nada ou quase nada de armamento (pois não está em missão de ataque), já o caça atuando como interceptador tem que levar seus mísseis ar-ar.. Como disse num comentário acima, numa guerra de verdade o Tu-160 lança seus mísseis fora da área de… Read more »

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Brunow
1 ano atrás

Sim ele pode até ter uma aceleração maior, mas ao chegar em sua velocidade máxima que fica entre mach 1,6 e 1,8 ele para de acelerar enquanto o TU-160 continua acelerando até chegar a sua velocidade máxima que é pouco mais de mach 2 e aí em tempo de paz é tchau F-35!

Cristiano
Cristiano
Reply to  Brunow
1 ano atrás

O Japão está produzindo uma versão do f22

Leonel matos
Leonel matos
Reply to  Brunow
1 ano atrás

Pork achas que se o f35 quisesse abater o tu160 precisava correr atrás dele? Se o quisesse fazer fazia o mais de 100 km e o tu160 nem sabia de onde vinha o ataque por mais rápido que o avião inimigo for não é mais que os misseis por isso fazem os mísseis mais rápidos que os aviões

Adriano RA
Adriano RA
1 ano atrás

Pode até não ser uma séria limitação do ponto de vista operacional, mas é uma humilhação do ponto de vista da intimidação que o protocolo de uma interceptação como essa exige. Ficou feio demais… Agora que confirmaram as suspeitas, os russos vão fazer disso sua brincadeira favorita, na Ásia e na Europa.

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  Adriano RA
1 ano atrás

Adriano,

Comentario baseado no achismo = tecnicamente fraco.

Alfa BR
Alfa BR
1 ano atrás

É possível um bombardeiro de 54,1 m de comprimento e 110.000 kg (vazio) acelerar mais rápido do que um caça de 15,4 metros de comprimento e pouco mais de 13 toneladas (vazio)?

Adriano RA
Adriano RA
Reply to  Alfa BR
1 ano atrás

Possível. Os quatro motores do bombardeiro russo entregam quase 1000 KN de empuxo, mais que o dobro do B1 americano. O negócio é bruto…
Lembrando que o F-35 já poderia estar supersônico no momento da interceptação e não é capaz de ir a Mach 2.
O SR-71 é o exemplo de um grande avião quase impossível de interceptar.

Italo Souza
Italo Souza
Reply to  Adriano RA
1 ano atrás

Extremamente bruto, os motores das aeronaves russas – soviéticas sempre foram os melhores em questão de capacidade e força, so tem um único problema neles, o consumo.

Alfa BR
Alfa BR
Reply to  Adriano RA
1 ano atrás

O SR-71 é quase 60% mais rápido do que o Tu-160.

Peter nine nine
Peter nine nine
Reply to  Alfa BR
1 ano atrás

Alfa, irrelevante, o 160 é um bombardeiro estratégico o sr71 está mais para espião, dependendo exclusivamente da sua velocidade para realizar a sua missão, não de carga bélica como no caso do avião russo.

Leonel matos
Leonel matos
Reply to  Adriano RA
1 ano atrás

Até onde sei o sr71 até ser aposentado nunca foi alcançado logo foi impossível até aquele momento não quer dizer que já não houvesse misseis capazes de o fazer mas os que foram disparados contra ele não o foram

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Leonel matos
1 ano atrás

Mas chegaram perto, o Mig-25 foi projetado para isso e foi uma enorme surpresa quando um pousou no Japão com um piloto desertor! Era projetado para voar a mach 3 e interceptar o SR-71, não sei se tiveram algum encontro no ar!

Leonel matos
Leonel matos
Reply to  Fabio Araujo
1 ano atrás

Segundo os suecos tiveram alguns bem como o mig 31 mas não tiveram a felicidade de… Quem conhecer a história do sr71 sabe

Augusto L
Augusto L
Reply to  Alfa BR
1 ano atrás

O F-35 acelera mais rapido mais depois de algum tempo o Tupolev ganha vantagem por ter uma velocidade final maior.

Régis Athayde
Régis Athayde
Reply to  Augusto L
1 ano atrás

Exatamente isso Augusto. Se fosse um combate real, os F-35 teriam de alvejar e disparar o mais rapidamente possível, para impedir que ele tivesse a chance de lançar seus mísseis contra seus alvos em terra.

Agora, se fosse um F-22 em ação, ele alcançaria facilmente o Tu-160.

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
1 ano atrás

“Eu sou uma piada para você?” Contribuinte americano.

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  Defensor da liberdade
1 ano atrás

Defensor,

Estamos no primeiro mundo. E voce??? Sonegando imposto para poder sobreviver.

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  Tadeu Mendes
1 ano atrás

Eu sonego porque não sou obrigado a pagar, não por que me falta dinheiro. Inclusive neste exato momento estou vendo com a minha filha as faculdades privadas de medicina para ela fazer o vestibular, inclusive as do exterior. Abraços Tadeu!

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
1 ano atrás

Relatos de que o piloto não pode relatar nada aos seus superiores, pois estava com a boca cheia de poeira…

Flanker
Flanker
1 ano atrás

“Segundo a publicação, os dois caças F-35A também reagiram, mas um pouco tarde demais. Quando acionaram a pós-combustão, o radar ainda detectava o Tu-160, mas os pilotos já não o viam.” Das duas, uma: – ou os caças F-35 demoraram “uma eternidade” para acionar seus PC. O russo acionou seus PC, acelerou (não é uma aceleração de filme, na realidade a velocidade aumenta progressivamente, mas não tão rápido assim) mas, para acontecer o que está escrito no texto, os pilotos dos F-35 demoraram alguns minutos para acionar seus PC. A resposta ao acionamento do PC em um caça é muito… Read more »

Brunow
Reply to  Flanker
1 ano atrás

A fonte primária desta matéria foi chinesa o tal “Sohu” ninguém sabe se isso foi real ou não, a própria mídia Russa usou a mídia Chinesa como fonte…Resta saber como a fonte Chinesa soube disso…

Evgeniy (RF).
Evgeniy (RF).
Reply to  Brunow
1 ano atrás

É uma mentira chinesa, não houve nenhum incidente assim.
“Sokha” e “Sina”, na própria China, são consideradas a imprensa amarela e não podem ser confiáveis, devido ao grande número de falsificações.
Na Rússia, eles não entenderam isso e começaram a se apressar. Depois vieram refutações e esclarecimentos:
https://vz.ru/society/2019/11/9/282894.html

https://news.rambler.ru/army/43133801-poklonniki-vvs-rossii-stali-zhertvoy-kitayskogo-obmana/

smichtt
smichtt
Reply to  Evgeniy (RF).
1 ano atrás

Thanks for this.

João Moro
João Moro
Reply to  Evgeniy (RF).
1 ano atrás

FAKE NEWS! rsrsrs

Flanker
Flanker
1 ano atrás

Tu-160*
Considerarmos*
Sumir*

Italo Souza
Italo Souza
1 ano atrás

Fica bem óbvio que o F35 no é a aeronave mais eficiente para interceptar um bombardeiro rápido com grande força de deslocação.

Leonel matos
Leonel matos
Reply to  Italo Souza
1 ano atrás

Talvez por isso ele não seja um interceptador

Italo Souza
Italo Souza
Reply to  Leonel matos
1 ano atrás

Me parece que alguns países no entenderam isso

Jota Ká
Jota Ká
1 ano atrás

Kkkkk…..
Estragaram o fim de feriadão dos fanboys dos yankees! 😁

Fabio Araujo
Fabio Araujo
1 ano atrás

Numa situação de combate o F35 nem precisaria chegar perto, bastaria fazer uma rota de aproximação para poder disparar a longa distância, mas neste como já falaram são quatros motores acelerando contra um motor, fica difícil você acompanhar no começo, depois você talvez até consiga se aproximar!

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  Fabio Araujo
1 ano atrás

Fabio,

A interçeptaço é em um ângulo quase que frontal.

Você intercpta um outro avião, indo em direção ao mesmo, e não correndo atrás.

Portanto, quanto mais rápido voar o bombardeiro, mais rápido será interceptado.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Tadeu Mendes
1 ano atrás

Concordo que numa situação de guerra o F35 é abateria sem complicações o TU-160, mas nesse tipo de missão em tempo de paz mandar o F35 acompanhar um bombardeiro que tem velocidade superior a ele é pedir para passar vergonha!

Leonel matos
Leonel matos
Reply to  Fabio Araujo
1 ano atrás

Acho que nesse aspeto não poderia estar mais de acordo seria como eu desfiar o Usain Bolt

Rodrigo M
Rodrigo M
Reply to  Tadeu Mendes
1 ano atrás

Não! Depende aonde está o avião a ser interceptado e de onde decolou o interceptador. Nem sempre isso coincidirá com um ângulo frontal entre ambos.

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  Rodrigo M
1 ano atrás

Rodrigo,

Vai la e leia de novo. Eu expliquei claramente.

RICARDO NUNES BARBOSA
RICARDO NUNES BARBOSA
1 ano atrás

Pura Fake News, não precisa ser um gênio para saber que a aceleração do F-35 é superior ao Tu-160.

Augusto L
Augusto L
Reply to  RICARDO NUNES BARBOSA
1 ano atrás

É isso que venho falando

Brunow
Reply to  RICARDO NUNES BARBOSA
1 ano atrás

F-35 tem limitação em tempo de pós combustor ligado, e não pode permanecer muito tempo em altas velocidades, ele tem uma aceleração maior, mas não pode manter a velocidade ganha com isso, já os Bombardeiro com aceleração menor pode sustentar uma velocidade maior por mais tempo…

RICARDO NUNES BARBOSA
RICARDO NUNES BARBOSA
Reply to  Brunow
1 ano atrás

F-35A não tem limitação (vamos pesquisar meu povo).

Brunow
Reply to  RICARDO NUNES BARBOSA
1 ano atrás

“F-35 não tem limitação”
Sério este “bilhete”?

Matéria de julho deste ano:
https://nationalinterest.org/blog/buzz/marines-f-35-has-afterburner-trouble-68962

RICARDO NUNES BARBOSA
RICARDO NUNES BARBOSA
Reply to  Brunow
1 ano atrás

Segunda chance Brunow, F-35A (A) não tem qualquer limitação.

Salim
Salim
Reply to  Brunow
1 ano atrás

Bruno, o mesmo Vale para TU, lembrando que ele bebe muito, acredito ser fakenews pois e meio irracional acionar pós condutores em patrulha longa distancia, ai, talvez, teria que parar reabastecer ou reabastecer em voo ( não sei se tem esta capacidade ).
Fugir com dois f35 já do lado com certeza e fakenews, os caras do f35 devem ter gargalhado por alguns minutos para reagir, não tem lógica prática.
TU tem aproveitar armamento Longá distancia que possui para lograr êxito, similar a outros bombardeiros. Ai sim correr. Nesta situação descrita já teria morrido.

Brunow
Reply to  Salim
1 ano atrás

F-35A não tem limitação” F-35A velocidade máxima Mach 1.61, na configuração de interceptação deve ter alcance menor que 1600km, se usar o pós combustor (vai ter que usar devido ao tipo de missão) terá um alcance menor ainda. Tu-160 tem velocidade máxima Macha 2.05 ( segundo fontes russas pode permanecer nela por 45 minutos), alcance superior a 12 mil km, estas missões de patrulha muita das vezes eles não levam mísseis, somente suas escoltas que vai armado, então mesmo usando o pós combustor por 45 minutos, vai ter um alcance gigante ainda, o tempo que o Tu-160 percorre em velocidade… Read more »

RICARDO NUNES BARBOSA
RICARDO NUNES BARBOSA
Reply to  Brunow
1 ano atrás

Após confirmar que o F-35A não tem limitação de PC, também digo, trata-se de Fake News.

Jagderband#44
Jagderband#44
1 ano atrás

Os editores do Sputnik estão com a mentalidade do tempo da guerra da Coreia, onde o dogfight e/ou combate visual era a regra. Cuidado hein editores do PA, olhando para a quantidade de notícias negativas sobre o f35, voces podem acabar iguais aos colegas russos.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
1 ano atrás

Qual a velocidade máxima do Tu-160 e do F35?

Felipe
Felipe
Reply to  Fabio Araujo
1 ano atrás

Mach 2.2 TU-160
Mach 1.6 F-35

Space Jockey
Space Jockey
1 ano atrás

O Kings vai surtar de emoção.

bit_lascado
bit_lascado
1 ano atrás

A questão não é quem acelera mais rápido, e sim quando o F-35 foi detectado pelo Tu-160. Se foi dentro da NEZ de algum míssil num conflito real o F-35 sairia vitorioso.

Silva
Silva
1 ano atrás

Lixo americano sucata americana kkkkk igual a patriot que deixou os saudita a ver navio,e agora querem o S-400 no lugar do lixo patriot e a mesma coisa o F-35nao passa de Ingáaçã

Alexandre
Alexandre
Reply to  Silva
1 ano atrás

Numa situação real de guerra, o Tu 160 lançaria suas bombas a 2000/3000km de distância, ou seja, totalmente fora do raio de combate de um F 35 armado com seu melhor míssil BVR!

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  Alexandre
1 ano atrás

Alexnadre,

Numa situacao real, o TU-160 vai desaparecer no ar. Sem saber como foi atigido e por quem.

Alexandre
Alexandre
Reply to  Tadeu Mendes
1 ano atrás

Uma coisa é torcida, outra coisa é a realidade, um TU 160 faz parte da triade nuclear Russa e é muito difícil achar um bombardeiro desse depois que o mesmo decola. Fico pensando no 11 de setembro quando leio uma afirmação como a sua, quando os EUA não foram capazes de localizar e neutralizar rapidamente alguns aviões de passageiros bem grandinhos dentro do seu território, imagine um bombardeiro Russo em espaço aéreo internacional. É importante dizer que esse site tem um certo nível nos comentários, porque se entende que as pessoas que aqui comentam tem um embasamento melhor que a… Read more »

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  Alexandre
1 ano atrás

Alexandre,

Sua menção ao terrorismo no 11 de Setembro, aonde naquele momento haviam mais de mil aeronaves voando no espaço aéreo de Massachussets, New York, e Washington D.C, é um atestado de ignorância sôbre o tema.

Se o bombardeiro russo foi interceptado pelo F-35 , sua teoria cai pó terra.

Alexandre
Alexandre
Reply to  Tadeu Mendes
1 ano atrás

Boa tarde Tadeu, Me desculpe, mas a ignorância é toda sua, veja bem, vc acha que 1000 aviões voando nos céus americanos dificultou uma resposta da USAF, beleza! E vc acha que no momento tem quantos aviões voando no mundo todo? Só pra lhe facilitar, no dia 30 de junho de 2018 tivemos um recorde com mais de 200 mil aviões voando!!!! Então eu penso que seu argumento somente fortaleceu o meu argumento, entenda, um bombardeiro tático ou estratégico, seja da Rússia, dos EUA, da China ou de qualquer outro País, é muito difícil de ser localizado depois que decola,… Read more »

Alexandre
Alexandre
Reply to  Tadeu Mendes
1 ano atrás

Tadeu, antes que me esqueça, o TU 160 foi interceptado por que era para ser assim mesmo, essas missões são para se mandar um recado, estamos aqui e podemos destruir vcs. Do mesmo modo, os EUA fazem missões com seus bombardeiros
próximos das fronteiras da Russia e da China e se deixam interceptar. Segue o jogo em tempos de paz.

Leonel matos
Leonel matos
Reply to  Alexandre
1 ano atrás

Alexandre o tu160 é mais fácil de encontrar que um avião comercial excepto talvez o concorde este tipo de aviões deixa um rastro muito grande ainda mais quando em pós combustão e no caso do 11 Setembro não era fácil pois havia certamente centenas de aviões no ar há que pensar um pouco

Alexandre
Alexandre
Reply to  Leonel matos
1 ano atrás

Leonel, não é fácil encontrar nenhum bombardeiro estratégico, e no caso do TU 160 é mais difícil porque ele voa normalmente em velocidades subsônicas, mas se precisar escapar pode desenvolver velocidades supersônicas inviabilizando a interceptação por um caça inimigo. Suas armas de grande alcance permitem ao TU 160 voar bem distante de radares e bases inimigas, o que acabar por ser mais uma dificuldade para interceptação. Imagine que um caça qualquer tenha que interceptar um TU 160 a 2000 km de distância , como vai fazer isso? Primeiro temos que ver que radar detecta um TU 160 com precisão nessa… Read more »

D.Soares
D.Soares
Reply to  Tadeu Mendes
1 ano atrás

Tadeu,
O Tu-160 é basicamente um transportador de misseis.

Se estamos falando de um conflito real, ele vai estar a no minimo 2000km qndo disparar (o missil de cruzeiro Kalibr-M entrega mais de 4000km de alcance).

Dependendo do caso ele ainda vai estar em espaço aereo amigo (Israel, Japao e EUA, por exemplo, nao exigem q ele nem atravesse a fronteira).

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  Alexandre
1 ano atrás

Alexandre,

Essas bombas lançadas a 2000 ou 3000 km de distância iriam cair aonde?

Sua noção Física e de distância é totalmente irreal.

Italo Souza
Italo Souza
Reply to  Tadeu Mendes
1 ano atrás

Mísseis* não caem ao menos que seja no alvo or por consequência de falha.

Alexandre
Alexandre
Reply to  Tadeu Mendes
1 ano atrás

Tadeu, é sério esse seu comentário sobre onde cairão as bombas de um TU 160? é sério que vc pensa que eu não conheço física e estou pensando que o TU 160 lança bombas de queda livre?
Amigo onde vc esteve nos últimos 50 anos? vc acha mesmo que a Rússia não tem mísseis capazes de voar 2000/3000km e acertar um alvo com precisão? acho que não vale a pena debater com vc, afinal, vc não tem o mínimo conhecimento do assunto.

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  Alexandre
1 ano atrás

Alexandre,

Eu nao sabia da existencia de um missil ar-ar ou ar-terra, capaz de cobrir essa distancia entre 2000/3000km.

Vamos simular: Um TU-160 voando sobre a Venezuela (apenas um exemplo), vai disparar um missil que vai voar desde a Venezuela e atingir um alvo no Estado de Sao Paulo.

Voce poderia me dizer o nome desse missil por favor?

Greyjoy
Greyjoy
Reply to  Tadeu Mendes
1 ano atrás

“According to reports, the Kh-101 has a maximum range of 4500–5500 km[41] and a variable flight profile at altitudes ranging from 30 – 70 m to 6000 m, a cruising speed of 190–200 m/s and a maximum speed of 250–270 m/s. The missile is equipped with an electro-optical system for correcting the flight trajectory and with a TV guidance system for terminal guidance.[4][42] Its official range is 4,500 km or 3,000 km with a conventional payload.”

Kh-55SM (NATO ‘Kent-B’, RKV-500B, Izdeliye 121) – with extra fuel tanks to extend range to 3000 km

E isso falando só dos russos.

Alexandre
Alexandre
Reply to  Tadeu Mendes
1 ano atrás

Resposta dada pelo Greyjoy logo abaixo, chega a ser interessante esse seu desconhecimento, pensei que fosse brincadeira. Mas não esqueça que em breve , até mesmo o Brasil terá seu próprio míssil de cruzeiro com grande alcance, afinal o MICLA BR está aí em testes, e segundo o fabricante, o limite do alcance depende tão somente da quantidade de combustível, quem sabe não exportamos para a Rússia equipar seus TU 160, rsrsrsrs

Leonel matos
Leonel matos
Reply to  Alexandre
1 ano atrás

Numa situação real de guerra os f35 não iam precisar sequer se aproximar tanto já teriam disparado os misseis antes. Parece que ainda há pessoas que não entendem que a segunda guerra já acabou agora abate se inimigos a dezenas de km com os radares e misseis atuais até 150 ou mais km

Tony Gomes
Tony Gomes
1 ano atrás

Se fosse em situação real de guerra nem precisaria apostar corrida, é só mirar um míssel no bombardeio russo, disparar, ir embora e tchau tchau, acabou a brincadeira…

Rodrigo M
Rodrigo M
Reply to  Tony Gomes
1 ano atrás

Nossa… Que gênio estrategista! Então quer dizer que em uma situação “real de guerra” o bombardeiro iria voar assim sem nenhum tipo de proteção dando mole como um alvo completamente indefeso em um espaço aéreo com caças inimigos?? É sério isso?

Rodrigo M
Rodrigo M
Reply to  Rodrigo M
1 ano atrás

Vida real não é vídeo-game não jovem..

Vitor Huo
1 ano atrás

Deve ser um OVNI, então…

Carlos Campos
Carlos Campos
1 ano atrás

Uma coisa que fica clara os F35 estavam sendo vetorados pois sabiam do intruso, outro o F35 poderia ter abatido o bombardeiro; O bombardeiro poderia ter batido alvos pré determinados e corrido pq seria abatido em caso real; o F35 é mais lento e não é bom para interceptação.

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
1 ano atrás

Fake news.

É a mesma coisa que dizer que um caminhão acelerou e deixou uma Ferrari para trás.

Isso só pode ser possível se os pilotos russos se surpreenderam com a aparição repentina dos F-35, e começaram a acelerar, e os F-35 desengamjaram .

Ricardo Ferreira
Ricardo Ferreira
Reply to  Tadeu Mendes
1 ano atrás

Velocidade máxima tu-160 2.220 km
Velocidade máxima f-35 1.900km

Leonel matos
Leonel matos
Reply to  Ricardo Ferreira
1 ano atrás

Alcance do radar do f35 +de 400 km velocidade máxima de um aim120 amraam +de 4500 km

Gustavo
Gustavo
1 ano atrás

Prezados, a velocidade máxima do Tu-160 (Mach 2.2) é simplesmente maior do que a velocidade máxima do F-35 (Mach 1.6). Ponto final.

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  Gustavo
1 ano atrás

Gustavo,

Os dois não iriam voar em uma trajetória paralela, e nem o F-35 vai sair correndo atrás do bombardeiro.

O F-35 vai de encontro ao bombardeiro em um ângulo agudo; ou seja, menos de 90 graus em relação a perpendicular do bombardeiro.

Portanto, um TU-160 voando a Mach 2.2, e um F-35 voando a Mach 1.6 vindo em sentido contrário, a velocidade de interceptação seria o resultado a soma de Mach 2.2 + Mach 1.6 = Mach 3.8 (se ambos estivessem no mesmo plano)

Gustavo Couto
Gustavo Couto
1 ano atrás

Meus caros, creio que uma perseguição supersônica não seria prudente, num momento de tensão.
Creio que os pilotos dos caças, um incidente seria muito ruim.

Delfim
Delfim
1 ano atrás

Só penso na seleção do caça canadense para o NORAD.
O F-35 conseguiria interceptar o Tu-160 antes deste entrar no envelope de lançamento de suas armas nucleares?
O Gripen, com a saída do Typhoon, é o único concorrente que chega a Mach 2.

Leonel matos
Leonel matos
Reply to  Delfim
1 ano atrás

Delfim o f35 não é um interceptador em cenário de guerra usariam o f15 ou talvez até o f22 será o tu160 rápido o bastante para eles além de que esta notícia é um quanto duvidosa até ver

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Delfim
1 ano atrás

se os russos usarem armas nucleares nada mais importa, em poucos minutos o munda acaba, todo mundo atacaria todo mundo

Maurício.
Maurício.
1 ano atrás

Fazer isso contra um avião de ataque com capacidade ar-ar é fácil, quero ver esse Tu-160 fazer isso contra o nosso aposentado mas puro sangue Mirage-2000 rsrsrs.

sub urbano
sub urbano
1 ano atrás

Você não envia um mosquito para interceptar um Dragão.

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
1 ano atrás

Ainda bem que eu não nasci americano, ter a vergonha de pagar caro num caça que leva benga de bombardeiro… Já foi o tempo que americano tinha engenharia boa. Hoje em dia americano só manja de Mc Lanche Feliz e opiáceos…

Eduardo
Eduardo
1 ano atrás

Glória Eterna ao Povo da Rússia que livrou a Humanidade do Fascismo e do Nazismo! Glória Eterna à Eterna Rússia!🇷🇺

Igor rodrigues
Igor rodrigues
Reply to  Eduardo
1 ano atrás

Só a rússia né?

Rafael Pinheiro
Rafael Pinheiro
Reply to  Eduardo
1 ano atrás

Entre as ideologias escrotas do século XX, faltou só acabar com o comunismo.

Leonel matos
Leonel matos
Reply to  Eduardo
1 ano atrás

Diria o mesmo se nos tivessem também livrado do comunismo assim não digo

Carlindo
Carlindo
1 ano atrás

Não creio que seja uma história verdadeira. Em interceptações como estás, quando a aeronave parte para destino diverso é o bastante para os interceptadores. A interceptação ocorre , na maior parte das vezes, quando o intinerario da aeronave presupoe-se passar no territorial de uma nação. Se o caça muda de direção, muitas vezes nem há interceptação … Pode ter ocorrido isso. Acho que a vergonha é pra os russos, não detectaram os f35, quando notaram o susto foi tão grande que aceleraram a aeronave ao máximo… Os F35 poderia, se quisessem, ter abatido o tu160 com seu canhão ….

Carlindo
Carlindo
1 ano atrás

A vergonha foi pra os russos. Não detectaram os f35, quando viram estavam cercados pelos caças. O medo foi tão grande que quase estouraram os motores de tanto acelerarem… Foi medão….. Kkkk

Mauro Oliveira
Mauro Oliveira
1 ano atrás

Pra mim tem cheiro de limitação operacional. Até outro dia todos os F-35 estavam limitados a voo subsonico. Sobre as afirmações arrogantes que “em caso de combate” seria fácil…. Amigos, interceptar e intimidar com desempenho e capacidade pujantes E PAPEL DE CAÇA QUE FAZ INTERCEPTAÇÃO.

Leandro. O
Leandro. O
1 ano atrás

Normal… Segundo a fonte… Seria estranho se a Sputnik desse a notícia de forma diferente…

Igor rodrigues
Igor rodrigues
1 ano atrás

Mais um acontecimento completamente normal que a mídia do lado de lá vai abusar pra “provar” a “imensa” capacidade tecnologica e “completa” superioridade em relação ao ocidente. É a guerra fria tudo de novo.

Valgo
Valgo
1 ano atrás

Levaram pueira dos russos,kkkkk

Benjamim
Benjamim
1 ano atrás

Muita discussão por algo simples, o TU foi feito para voa a quase mach 2 o F-35 não, o F-35 nunca foi um interceptador, por que usa-lo nuca corrida? Porem pra escapar mesmo o TU que escapar dos AIM-120C AMRAAM e não do F-35 em si

Alexandre Santos
Alexandre Santos
1 ano atrás

Pergunta aos fãs do F-35. E se chover?

BCPL
BCPL
1 ano atrás

Hahah, isso me lembrou de um episodio em 2000 mais ou menos. Estava querendo impressionar a namoradinha nova que conseguira, pedi ao meu velho pai que me emprestasse seu carro novo, uma cherokee 1998 v8 5.2, e deixei o véio com meu corsinha wind 1995 1.0 de 50cv. O coroa se sensibilizou por ser minha festa de formatura na faculdade, me passou um check list interminável e frisou bem: “tanque cheio na ida, tanque cheio na volta!”. A menina morava no Meier e eu na Barra da Tijuca. Voltando pra casa pela linha amarela, apareceu uma saveiro amarela parecida com… Read more »

I.S.E.
I.S.E.
1 ano atrás

Que monte de especialistas em combate aéreo.kkkkkk Só dizem asneiras. 1. Fato escrito por repórter tendencioso ant f35. 2. A interceptação já foi feita apartir do momento que os caças aproximaram, só restava para o bombardeiro ir embora . 3. Não estão em Gerra . 4. Se os f35 aproximaram porque não foram detetados, senão o TU já teria entrado em pós combustão para não ser interceptado, 5. Se houve a interceptação também pode ser pelo fato deles quererem absorver informações da furtividade dos F35. Agora parem de falar que um avião não consegue acompanhar outro , qual quer que… Read more »

renato martins
renato martins
1 ano atrás

Ganharam o troféu de mais rapidos q os americanos, igual o vasco comemorando o empate com o flamengo…….

Jeferson
Jeferson
1 ano atrás

Detalhe para este trecho da matéria…”Quando acionaram a pós-combustão, o radar ainda detectava o Tu-160, mas os pilotos já não o viam”…ou seja, todo o restante não passa de bobagem, serve apenas como curiosidade, que ainda assim carece de verificação e a solução é simples só é preciso travar o alvo, selecionar um míssil e pressionar um gatilho, matéria de cunho russo/chinês que chega a ser ridícula…enfim, só propaganda.

_RR_
_RR_
1 ano atrás

Prezados…

Como já pontuado, a aceleração do bombardeiro é muito inferior a do caça a jato monomotor… Logo, o ‘Blackjack’ somente superaria o F-35 se já estivesse no máximo de sua velocidade.

Muito provavelmente, o par de F-35 abandonou a perseguição após constatar estar no limite do seu raio de ação.

Não se pode esquecer que, em uma situação de interceptação e com o uso de pós combustão, o raio operacional encurta rápido. Assim sendo, melhor deixar ir embora que colocar em risco desnecessário um caça de mais de US$ 100 milhões.

_RR_
_RR_
1 ano atrás

Sobre interceptações… Recordo-os o conflito Irã-Iraque. O principal interceptor iraniano por aqueles tempos era o F-14 Tomcat. E esta aeronave, armada com um par de AIM-54, um de AIM-7 e outro de AIM-9, dificilmente conseguia superar ‘mach 1.6’, e tinha que opor-se ao Mig-25, que era um tipo capaz de ‘mach 3’. E ainda assim, foram registrados diversos êxitos. Resumindo, não é absolutamente necessário ter uma velocidade igual a do adversário. Basta que se tenha o suficiente para mantê-lo ao alcance dos sensores tempo o bastante para se ter uma solução de tiro. E em tempos de ‘launch and forget’,… Read more »

Thiago Telles
Thiago Telles
1 ano atrás

Peonto. Ja tinham falado aqui que o f35 nao serve p interceptação desse tipo. Tiveram vários ficaram bravos. Taí… O projeto passou vergonha publicamente. Manda os f15 e deixa os novinhos p fazer oq eles foram feitos p fazer.

teropode
1 ano atrás

Eu passo esta, já sai da adolescência a muito tempo rsrsrsrs , deixa para o xings isto 😂😂😂😂

Leonel matos
Leonel matos
1 ano atrás

Ora bem vejamos o tu160 pode acelerar a 2400km o f35 bem como outros aviões não chega aos 2000km grande surpresa mas há que ter em conta que a essa velocidade o seu raio é bem mais reduzido em caso de guerra não o poderia fazer por muito tempo pois queimaria muito combustível