Home Aviação Militar Revelado demonstrador alemão de baixa observação em forma de diamante

Revelado demonstrador alemão de baixa observação em forma de diamante

2594
16

Por Tony Osborne

MANCHING, Alemanha – A Airbus revelou um programa de pesquisa de tecnologia de baixa observação, financiado pelo governo alemão.

O LOUT (Low-Observable UAV Testbed) é um modelo em escala representativa de 4 toneladas de um veículo aéreo de combate não-tripulado subsônico (UCAV) de 2 toneladas, bimotor, em forma de diamante e desenvolvido para testar tecnologias de baixa observação (VLO). O desenvolvimento do LOUT começou com o financiamento interno da Airbus em 2007 e foi apoiado por um contrato do governo alemão em 2010 com o início dos testes em 2014. Uma primeira fase do teste foi concluída, permitindo que o LOUT fosse revelado pela primeira vez. Fases adicionais podem se seguir.

Mario Hertzog, que lidera o programa, disse que o design foi desenvolvido para lidar com radares de frequência muito baixa, além do gerenciamento de sua assinatura acústica e de infravermelho.

O modelo LOUT foi revelado a jornalistas em uma câmara anecóica nas instalações da Airbus Defense and Space em 5 de novembro.

O modelo apresenta um compartimento de armas localizado entre os motores, que usará um duto de ar “divertless” feito de materiais de baixa observação. Aos jornalistas não foram mostradas as posições das entradas de ar, mas as imagens divulgadas pela Airbus revelam que elas estão logo atrás da “cabine”.

A iluminação foi usada para revelar elementos da parte superior do modelo, incluindo um cockpit nocional em que a empresa testou várias tecnologias de transparência que Hertzog disse que não afetam significativamente a baixa observabilidade de banda larga da plataforma. Também foi mostrado um bocal de exaustão plano com uma abertura correspondente embaixo do exaustor, que poderia permitir tecnologias de vetorização de empuxo. Vale ressaltar que não havia sinal de superfícies de controle de voo convencionais. Não está claro se isso foi deliberadamente omitido, mas pode sugerir um sistema de controle de fluxo ativo que elimina as superfícies de controle em movimento.

A Airbus também detalhou um “active electronically scanned array” direcionável, incorporado à superfície da aeronave, presumivelmente para suportar datalinks de alta largura de banda.

Hertzog não confirmou se modelos LOUT adicionais foram produzidos ou se algum modelo em escala chegou a voar.

O LOUT segue o trabalho de desenvolvimento da MBB no caça de baixa observação Lampyridae nos anos 80. O governo alemão apoiou o desenvolvimento para apoiar as iterações anteriores da Future Combat Air Systems, e Hertzog disse que o LOUT alimentará desenvolvimentos em andamento na França e na Alemanha. Ele confirmou que as descobertas do estudo LOUT foram compartilhadas com parceiros na França.

“Estou convencido de que podemos dar uma contribuição considerável para o desenvolvimento de um futuro caça ou drone de ataque”, disse Hertzog.

FONTE: Aviation Week

16
Deixe um comentário

avatar
10 Comment threads
6 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
15 Comment authors
ADRIANO MADUREIRAAlexandre GalanteDENYSkaleuAbduzidosdoieieie Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Antoniokings
Visitante
Antoniokings

E realmente impressionante.
De qualquer maneira, mais um projeto que demonstra o que será o futuro.

Rico Zoho
Visitante
Rico Zoho
Luiz Trindade
Visitante
Luiz Trindade

Inspirado em OVNI´s… Com certeza…

Abduzidosdoieieie
Visitante
Abduzidosdoieieie

🛸🛸 Certeza absoluta!!! 🛸🛸

Luiz Trindade
Visitante
Luiz Trindade

Vida Longa e Próspera!

MIB
Visitante
MIB

Isso que é um design inovador, não copiaram nada do su-50, F-22, F-35, J-20, o mais próximo em design seria na minha opinião seria o A-12.

DENYS
Visitante
DENYS

J-20 É UM COPIA.

Pedro Bó
Visitante
Pedro Bó

Bem que a Embraer poderia se interessar em trabalhar em conceitos “stealth”. Ainda que não saia nada de concreto, a expertise tecnológica pode ser aproveitada em outros eventuais produtos. É ganho para a empresa e para o país.

nonato
Visitante
nonato

Exatamente.
Percebo muita apatia da indústria aeronáutica mundial.
Tido mesmice.
Inovação é importante e não necessariamente custa caro.
Inovação é mais conhecimento e capacidade criativa do que rasgar dinheiro.
Você pode dar um trilhão de dólares a qualquer empresa ou grupo de pesquisadores e eles não inventarem nada interessante.
A base da inovação não é dinheiro.
Dinheiro é apenas uma pequena parte da equação.

Willber Rodrigues
Visitante
Willber Rodrigues

A Embraer vai se “interessar” em trabalhar com isso quado o governo e o MD tambem se “interessar”, ou seja, investir pesado nisso. De preferência, investir sem ficar cortando ou atrasando verba todo ano.
A Embraer não vai botar dinheiro do próprio bolso nesse tipo de coisa sem apoio do governo e da FAB.

MMerlin
Visitante
MMerlin

Exato. E esta é a regra em todas as partes do mundo. É necessário financiamento, que as vezes termina como fundo perdido, inclusive para estudo do projeto.
A própria matéria deixa o procedimento claro: “Airbus revelou um programa de pesquisa de tecnologia de baixa observação, financiado pelo governo alemão.”.

Ricardo Bigliazzi
Visitante
Ricardo Bigliazzi

Bem legal, pelo jeito andam espionando o Irã.

Obs.: “depois da virgula” o comentário é recheado de ironia.

Rodrigo Maçolla
Visitante
Rodrigo Maçolla

Impressionante design !!!, Se isso se caísse em Roswell em 1947 seria considerado com certeza de outro planeta !!!

Mais tomara que o programa tenha continuidade e não pare como o seu avô dos anos 80

kaleu
Visitante
kaleu

Impressionante, só não localizei o escape da turbina, será um novo conceito de propulsão ?

ADRIANO MADUREIRA
Visitante
ADRIANO MADUREIRA

AIRBUS🇨🇵🤔⁉️ Esse será expensive…