Home Aviação Militar China tem liderança ‘preocupante’ sobre os EUA em tecnologia, diz oficial do...

China tem liderança ‘preocupante’ sobre os EUA em tecnologia, diz oficial do Departamento de Defesa

8514
53

LAGUNA BEACH, Califórnia – Os EUA estão atrás da China em inúmeras tecnologias críticas, tornando o papel do setor de tecnologia privada mais importante do que nunca para a segurança nacional e econômica americana, disse na quarta-feira uma autoridade do Departamento de Defesa.

Michael Brown, diretor da Unidade de Inovação em Defesa, uma filial do Pentágono, disse que, embora os EUA tenham liderança em determinadas tecnologias, a lista de tecnologias em que a China tem vantagem é extensa, incluindo: redes celulares 5G, drones, baterias, sistemas hipersônicos, energia eólica e solar, bem como criptomoeda.

O governo dos EUA e os militares, por exemplo, costumam usar drones da empresa chinesa DJI Technology Co.

“Várias delas são preocupantes do ponto de vista da segurança nacional”, disse Brown.

E mesmo com as tecnologias em que os EUA estão à frente, a liderança não é “intransponível”, disse Brown durante a conferência WSJ Tech Live.

Brown disse que a falta de investimento do governo dos EUA faz parte do problema. Sessenta anos atrás, a maior parte da inovação tecnológica do país era apoiada pelos militares, disse ele. Mas o investimento do governo está em constante declínio desde a década de 1960.

Isso deixa a tecnologia para sistemas de defesa e armas e ajuda humanitária e de desastres para o Vale do Silício, disse Brown.

As tensões entre Washington e o Vale do Silício podem dificultar esse casamento. Funcionários de grandes empresas como o Google, da Alphabet Inc., se opuseram a trabalhar em tecnologia que poderia ser usada em combate, e as startups se preocupam com a burocracia de fazer negócios com o Pentágono e perder negócios comerciais mais lucrativos. No ano passado, o Google retirou-se de um projeto para ajudar as forças armadas dos EUA a melhorar as imagens dos drones aéreos após um protesto dos funcionários.

FONTE: Wall Street Journal

Subscribe
Notify of
guest
53 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Wagner
Wagner
1 ano atrás

Uai… não é “xingling-solta-pecinha”?

Heitor
Heitor
Reply to  Wagner
1 ano atrás

Mas não é o americano que fala isso, é o brasileiro que, aliás, não fabrica m**** nenhuma

Space Jockey
Space Jockey
Reply to  Heitor
1 ano atrás

Não lança satélite, não fabrica canhão, não fabrica drone etc etc.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Space Jockey
1 ano atrás

Mas, tem quase 1,5 bilhão de pessoas prontas para tratorar quem lhe causar qualquer preocupação

Chris
Chris
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Eqto isso os EUA praticamente já desenvolveram a maior revolução em termos de tecnologia que poderia existir.

O computador quântico… Capaz de fazer em horas o que o melhor computador do mundo faria em anos.

Com direito a uma corrida entre Google e IBM.

E em breve… Terão armas a laser em seus aviões.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Chris
1 ano atrás

A China tem computadores quânticos já há algum tempo.
Na verdade, a competição é para saber quem lança o mais potente.
E isso muda todos os anos.

Heinz Guderian
Heinz Guderian
Reply to  Wagner
1 ano atrás

jaja aparecem os “especialistas” que sabem mais que o pessoal do pentágono, dizendo que é xingling kkkk

Gustavo
Gustavo
Reply to  Wagner
1 ano atrás

Exato! hahaha já já vem a turminha do solta pecinha que esquece que quem não funciona é o F-35.
E pra piorar, são brasileiros baba ovos. (sejam inclusive de Chineses, Americanos ou Russos)

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Wagner
1 ano atrás

Solta peça mas não quebra o trem de pouso, agora deixando de ser irônico, qualquer aeronave que não tenha manutenção adequada vai soltar peça, derramar óleo e por ai vai.

Francisco Herês
Francisco Herês
Reply to  Wagner
1 ano atrás

Gosto daqui porque alguns caras fazem piada, provocam chamando pra briga, os amigos respondem ironizando mais ainda, mas ninguém aparece para debater com metecaptos, ao final eles riem sozinhos dos próprios comentários, e ninguém dá a menor pelota para as bobagens que dizem!!!!! kkkkkkkkkkkkkk…

Fabiano Martins
Fabiano Martins
Reply to  Francisco Herês
1 ano atrás

👆

Munhoz
Munhoz
Reply to  Wagner
1 ano atrás

Na época da 2º guerra acho que pensavam o mesmo dos EUA .

Chris
Chris
Reply to  Wagner
1 ano atrás

Só mais um cara tentando conseguir mais verbas.

Na prática… A Huawei quase ficou sem sistema operacional e até sem patente pra usar um mero cartão de celular. Só no processador, não dependem mais da tecnologia americana.

Antoniokings
Antoniokings
1 ano atrás

E, certamente, aumentará mais.
Os gastos chineses nesse setor são massivos.

Gordo
Gordo
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Olha não sei se gastos massivos resolvem, mesmo porque Israel sempre nos prova o contrário obtendo bons resultados com frações dos orçamentos que EUA colocam em seus projetos. Poderiamos citar também a Arabia Saudita que tem dinheiro e dizem investir muito em tecnologia e parcerias, mas assim mesmo não vemos grande coisa sair de lá. A inventividade e inovação humana dependem de uma serie de motivações que vão muito além do dinheiro. Obvio que o que você fala é correto, mas para mim é parte de uma equação com mais variáveis.

Francisco
Francisco
Reply to  Gordo
1 ano atrás

Eu vejo os gastos chineses com um propósito diferente, são puramente com intenções imperialistas. O que acredito não ser o caso de Israel e AS.

Wagner
Wagner
Reply to  Gordo
1 ano atrás

Em valores absolutos claro que a China coloca muito mais dinheiro! Olha o tamanho da China e o de Israel!! Mas proporcionalmente, o que Israel investe nao é pouco não… Investimentos elevados são condição sine qua non para um país atingir relevância em qualquer área.

Jorge Marques
Jorge Marques
Reply to  Gordo
1 ano atrás

Arabia compra tecnologia…por isso não anda…como aqui

Alison Lene
Alison Lene
Reply to  Gordo
1 ano atrás

bancado pelos EUA… va pesquisar…

Mário SAE
Mário SAE
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Antoniokings, os gastos americanos ainda são bem maiores, no entanto parece que os investimentos chineses são mais acertivos.
Não adianta o pessoal ficar zoando, dizendo que os chiglings são apenas cópias, pois já foi o tempo. Estive lá pessoalmente algumas vezes, em uma dessas visitas fui convidado a conhecer a fragata Tipe 54A, passei a tê-la como favorita na disputa das CCT’s. Infelizmente nosso governo jamais deu a devida atenção ao produto deles.
Penso que o Planalto e o MD deveriam estreitar mais os laços militares com eles, pois até o governo americano compra certos componentes por lá.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Mário SAE
1 ano atrás

Mário SAE
Concordo contigo.
Os gastos militares americanos estão distribuídos em milhares de instalações, guerras que não acabam nunca, programas militares caríssimos e que nem sempre têm bom aproveitamento.
Já os chineses, apesar de investirem menos como vc disse, são assertivos.
Sabem o querem e fazem bem feito.

DanielE
DanielE
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Mas cabe aqui ser dito que o custo com mão de obra na china, será sempre mais barato do que em qualquer outro pais no mundo!

Clésio Luiz
Clésio Luiz
1 ano atrás

Não só funcionários do Google, mas da Microsoft também. Mas esta já falou que não soltará do osso dos contratos governamentais.

Até onde pude notar, o típico engenheiro americano não tem muita birra com projetos militares/governamentais, mas na área de informática existe muita politização.

Gordo
Gordo
Reply to  Clésio Luiz
1 ano atrás

Talvez isso explique em partes pelo próprio mercado ja que para bons programadores existe muito bons salarios e carreiras em empresas com projetos civis, que vão desde aplicativos a games. Isso permite ao individuo escolher onde vai vender suas habilidades e competências, podendo evitar os estresses que deve existir em se trabalhar em um projeto que num futuro pode estar jogando bomba em algum lugar no 3° mundo. ACHO que para a engenharia o mercado está mais concorrido, mesmo porque nos últimos 30 anos vemos uma combinação de hardware & software cada vez mais poderosa que vem diminuindo muito a… Read more »

Matheus Santiago
Matheus Santiago
Reply to  Clésio Luiz
1 ano atrás

A Oracle é um dos maiores parceiros em projetos militares estratégicos, a empresa mesmo só ganhou o status atual por conta do envolvimento em contratos de governo e seu fundador Larry Ellison é um dos maiores entusiastas militares do Vale do Silício, ele mesmo é um piloto que comprou um MiG-29 na qual o governo americano vetou a importação, e também comprou uma aeronave de treinamento SIAI-Marchetti S.211, onde ele voa regularmente. Assim como a Oracle, a Dell é também um dos maiores parceiros do governo em projetos militares. Apenas para ter uma ideia, o Pentágono planeja conceder um contrato… Read more »

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Matheus Santiago
1 ano atrás

Não se fazem mais caras como Larry Ellison…

Agora é do Zuckerberg pra baixo..

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
1 ano atrás

“Zuckerberg para baixo”

Eu tinha uma amiga consultora de negócios que chamava Instagram e Facebook de baboseira. Isso foi em 2012 por ai. Hoje as duas redes sociais estão entre as maiores plataformas de marketing digital do mundo, e essa minha amiga hoje é consultora de… Marketing digital no Instagram!

Cuidado para não comer no prato que cuspiu Rodrigo, o mundo dá voltas…

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  Clésio Luiz
1 ano atrás

Infelizmente tem sim…

Até por uma questão de geração. Normalmente o pessoal de TI é mais novo e lá o mundo de fantasia da is quier da faz muito sucesso, até eles ficarem milionários… Depois cresce e vira adulto.

Silva
Silva
1 ano atrás

Está ai um parceiro que vejo muito mais interessante que os EUA, a China. EUA não ajudam ninguém, dão migalhas e cobram MUITO para isso. Não que deve ser escanteado, podemos nos aproveitar de algo. Todavia, acredito que a China seria um parceiro muito mais disposto em nos “ajudar” com projetos militares. E antes que cheguem os discípulos da moralidade, não vamos debater sobre comunismo, esquerda, direita…..

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Silva
1 ano atrás

mostra aí qual país aliado da China que saiu d pobreza e se tornou uma potência economica ou militar mundial? a china virou potência mundial um dia desses, (se comparado com a história mundial, os EUA se tornaram depois da 1°GM, depois de 98 anos está enfrentando alguém que ameaça de verdade, o Japão tentou e todo mundo dizia que ia conseguir) acredito que parcerias com a China são boas vide os satélites que fizemos, mas trocar um pelo outro nem pensar

Nilton Reis Jr
Nilton Reis Jr
Reply to  Carlos Campos
1 ano atrás

Não existe essa escolha. Quem disse que temos a possibilidade de “trocar”? Parceria séria em tecnologia/defesa temos com os suecos e com o pessoal da prosub (franceses?). O que temos hoje é uma torcida pueril e institucional para os USA, somente.

Francisco
Francisco
Reply to  Carlos Campos
1 ano atrás

Qual país aliado dos EUA virou potência mundial? Que já não era antes?

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Francisco
1 ano atrás

Israel, CS, AS…..

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  Carlos Campos
1 ano atrás

Israel potência? Recebendo ajuda financeira estrangeira? Kkkkkkkkk

Naamã
Naamã
Reply to  Silva
1 ano atrás

Silva,aprenda sobre os “parceiros” da China antes de vir aqui falar besteira.Se tivermos ajuda chinesa vamos acabar como Sri Lanka,Djbouti or Venezuela.

Émerson Gabriel
Émerson Gabriel
Reply to  Naamã
1 ano atrás

A Sugestão dele foi para projetos militares, não projeto ideológico; só lembrando que a China já é nosso maior parceiro comercial e exportamos o dobro para China em relação aos EUA. Eu acho que quem tem que aprender é você. “Países não tem amigos, tem interesses.”

Silva
Silva
Reply to  Émerson Gabriel
1 ano atrás

Exato, Émerson. Pessoal não consegue entender que questões militares/comerciais, vão muito além da questão ideológica. Nem perco meu tempo para debater com quem entra na questão de ideologia, não vale o esforço. Abraços.

Kemen
Kemen
1 ano atrás

Já faz alguns anos que a China mostrou que esta aí para competir, e é verdade, numa das poucas áreas que conheço, eles ultrapassaram os norte americanos, esses usando tecnologia ATM e os chineses apresentando tecnologia comutada por IP, dai muitas empresas no mundo compraram equipamentos deles. Não é a toa que o crescimento econômico chines aconteceu, mais barato e em alguns casos com tecnologia de ponta. É claro que nem toda a tecnologia norte americana foi superada, eles ainda mantém a dianteira em muitas áreas, e principalmente na militar, mas seus equipamentos costuman ser carissimos, assim como os europeus… Read more »

Luiz Trindade
Luiz Trindade
1 ano atrás

De novo os analistas militares norte-americanos alertando sobre o avanço da China… E de novo as autoridades ignorando os alertas…

Munhoz
Munhoz
Reply to  Luiz Trindade
1 ano atrás

E o Xing já passou a lábia no Bolso !

Bardini
Bardini
1 ano atrás

O grande problema é que a indústria de UAVs dos americanos tem uma legislação que os limita muito no tocante a exportações, ao passo que os chineses… bem, eles não dão a mínima pra essas coisas e te roubam na cara dura.
.
Já faz tempo que se toca nesse assunto. Nada novo. Segue o jogo, sem mudar muita coisa.
.
https://www.state.gov/u-s-policy-on-the-export-of-unmanned-aerial-systems/

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  Bardini
1 ano atrás

Como sempre leis imbecis.

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
1 ano atrás

Interessante matéria sensacionalista do WSJ.

Semana passada foi condenado um chinês aqui nos EUA , por sêr pêgo em uma operação do FBI, tentando exportar tecnologia militar para a China.

Francisco
Francisco
Reply to  Tadeu Mendes
1 ano atrás

Não quer dizer nada isso
Isso pode apenas evidenciar que a tecnologia de espionagem dos EUA está a frente, né hehehe

Antunes 1980
Antunes 1980
1 ano atrás

Nada como uma opinião chocante de alguém do pentágono para que a máquina de guerra receba mais alguns bilhões em verbas.
Detalhe, o poderio chinês continua sendo super dimensionado. Tão cedo, não creio em uma equalização chinesa com os Estados Unidos.

https://3.bp.blogspot.com/-JB-yJKOXBgY/T9YV4cXHH6I/AAAAAAAAAyM/6GRxiGJ61Eo/s1600/Funny_Chinese_Army_Sleep.jpeg

Carlos Campos
Carlos Campos
1 ano atrás

Eu concordo no 5G, nas Criptomoedas, nos Hipersônicos, na energia eólica? isso daí pode deixar ele ficarem para frente, não é nada de tão vantajoso assim e nem algo difícil de se fazer…. Bom no 5G eles estão na frente e empatados com um Suécia e Finlândia, um pinto crítico para os EUA que poderão até ficar atrás do Japão na corrida pela internet das Coisas…… nas criptomoedas estão na frente pq os ricos querem sonegar e isso impulsionou as criptos por lá, mas não é nada que vai impactar seriamente…. agora vem onde eles tem mais problemas a NASA… Read more »

Marcos10
Marcos10
1 ano atrás

A China avança rapidamente, inclusive quanto a qualidade de seus produtos. Essa qualidade não chega por essas bandas, pois compramos o mais barato que der. E sem qualidade. A China pode vencer os EUA nessa corrida? Pergunta difícil de responder. De um lado o sistema educacional chinês abandonou de uma vez a doutrinação ideológica para investir em aprendizado, com a contra partida da esquerda americana que avança, avança inclusive contra aquilo de mais puro que há, a matemática. De outro lado a China ainda pagará caro o excesso de poluição na sua caminhada de crescimento. Já o Brasil vai continuar… Read more »

Filipe
Filipe
1 ano atrás

Se calhar estamos a entrar numa nova guerra fria? Usa vs china !!!!!

Mauro Oliveira
Mauro Oliveira
Reply to  Filipe
1 ano atrás

Na história e na geografia chamamos de guerra fria 2.0

jerominho do alemão
jerominho do alemão
1 ano atrás

esses chineses são persistentes. sem alarde, comendo o mingau na beirada do prato, sem queimar a língua, ocupam seu espaço sem mimimi. enquanto isso, trumpinho faz beicinho e briga com o mundo inteiro.

e vão vendendo armamento mundo afora…..

Sincero Brasileiro da Silva
Sincero Brasileiro da Silva
1 ano atrás

Sendo assim esse oficial do Departamento de Defesa e o Wall Street Journal são comunistas, portanto não tem credibilidade… Certo?

Sincero Brasileiro da Silva
Sincero Brasileiro da Silva
1 ano atrás

Grande China! Pobre Brasil!

andrepoa2002
andrepoa2002
1 ano atrás

Conversa do gringo, escondendo o jogo. Normal.