VÍDEO: TUCANO 35 – Documentário

    4201
    26
    YT-27 Tucano no primeiro voo
    YT-27 Tucano no primeiro voo

    O dia 29 de setembro de 2018 marcou os 35 anos de operação de um avião que se tornou um marco na história da Força Aérea Brasileira e de mais 15 nações no mundo que operaram o treinador turboélice avançado da EMBRAER.

    Em alguns países serviu apenas como treinador, em outros também como plataforma de ataque e até mesmo caça garantindo a soberania do espaço aéreo. Já no Brasil, além de cumprir todas essas missões, serviu por quase 30 anos na famosa Esquadrilha da Fumaça.

    ​O Tucano mudou a forma de treinamento intermediário e avançado no mundo. Quando todos voavam jatos, a EMBRAER apostou num novo modelo de treinamento que seria mais eficaz e com custo muito mais baixo de aquisição e operação.

    Entretanto, tinha assentos ejetáveis, com instrutor e aluno sentando um na frente do outro ao invés da configuração lado a lado. O aluno completava o curso avançado utilizando 20% a menos das horas de voo se comparado a um jato.

    Publicidade do Tucano no ano de seu primeiro voo
    Publicidade do Tucano no ano de seu primeiro voo

    Tinha um cockpit semelhante aos dos caças de 3ª geração da sua época, o que facilitava em muito a conversão do piloto militar para a aviação supersônica. Através de simples procedimentos era possível fazer o acionamento do motor. Uma única manete controlava a sua potência. Era um turboélice com alma de jato!

    A história do Tucano é contada através de um documentário de mais de 100 minutos de duração, feito por iniciativa do jornalista e fotógrafo João Paulo Zeitoun Moralez, que foi lançado e disponibilizado gratuitamente em alta resolução na internet em 29 de setembro de 2018 – 35 anos depois de entrar em serviço na Força Aérea Brasileira.

    Um time de ases como o Coronel Aparecido Camazano Alamino, Ary Guilherme Leber, Celso Luis Cardoso Vilarinho, Ruy Flemming e Ozires Silva estão presentes no documentário.