Home Aviação de Ataque VÍDEO: Como a WAD do Gripen fornece alta consciência situacional

VÍDEO: Como a WAD do Gripen fornece alta consciência situacional

3665
35

Ficar à frente dos seus oponentes em um espaço de batalha moderno não é fácil. Os pilotos precisam de um sistema de suporte que os ajude a lidar com alto volume de dados e a selecionar e lançar armas no momento certo. Os rápidos avanços tecnológicos também levaram ao desenvolvimento de sensores aprimorados, como resultado, ser o primeiro a saber, tornou-se ainda mais crítico do que antes.

O Wide Area Display (WAD) do Gripen E ajuda os pilotos modernos a serem os primeiros a saber (e agir). O Wide Area Display no Gripen E é uma tela panorâmica de alta resolução (19 x 8 polegadas) que permite uma apresentação redundante e inteligente de informações em todo o seu comprimento. E como isso acontece? O WAD tem capacidade para receber entradas de teclas multitarefa, tela sensível ao toque ou interfaces externas. Ele também processa os dados para fornecer ao piloto as informações exatas que ele ou ela está procurando.

O WAD é configurável para uma visão geral otimizada do espaço de batalha. Pode-se dividir a tela em diferentes partes para obter uma visão simplificada de vários fatores. É muito fácil alternar entre duas telas. Com apenas um toque de um botão, um piloto também pode alterar o layout do WAD para ver um conjunto diferente de dados.

Subscribe
Notify of
guest
35 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
RENAN
RENAN
1 ano atrás

Me pergunto se pilotos mais velhos terá dificuldade de acostumar com está tecnologia.
Acredito que uma simples confusão no seleciona os dados já pode significar um um desastre (morte do piloto por abate)

RENAN
RENAN
Reply to  Alexandre Galante
1 ano atrás

Esse é o mal da nova geração, isso pode ter certeza que um tiozão não irá fazer. Mas será uma ótima opção para os novatos ver seus clipes preferidos a Mac 2.

GFC_RJ
GFC_RJ
Reply to  RENAN
1 ano atrás

Oi?!

Deixa eu ver se entendi… O camarada passou no concurso para a AFA… Ralou igual um corno para concluir um curso difícil pra garai… Manteve ótimas avaliações para habilitar-se a piloto de caça… Mas não vai saber usar o WAD?!
Esse merece ser derrubado!

Daniel Ricardo Alves
Daniel Ricardo Alves
Reply to  GFC_RJ
1 ano atrás

Acho que ele queria colocar aquele pessoal do “Senta a Pua” que pilotou os P47 no Gripen. KKKKKKKKKK

teropode
Reply to  Daniel Ricardo Alves
1 ano atrás

As capacidade cognitivas são as mesmas , bastaria ressucitar aqueles caras e dar as informações corretas .O trabalho da rapaziada era mais estressante, basta uma observação da cabine de um F14 e da cabine de um F35 , a mais informações mas estas são colocadas meio que mastigadas , só engolir .

Carlos Henrique Lucena
Carlos Henrique Lucena
Reply to  teropode
1 ano atrás

…,HÁ mais informações…

RENAN
RENAN
Reply to  Carlos Henrique Lucena
1 ano atrás

Há velocidade de raciocínio e informações é imensamente maior quando usa a tela grande.
É uma virada de página na tecnologia de informação ao piloto.
O deixando a par do ambiente muito mais rápido.

teropode
Reply to  Carlos Henrique Lucena
1 ano atrás

E daí se há mais informações, elas chegam mastigadas e se o Nutella tomar uma decisão errada o computador da um choque na orelha dele é toma os comandos , na verdade erram quando tentam super valorizar a nova geração de pilotos , são tão importantes e decisivos que estão sendo substituídos por caras instalados dentro de uma sala com ar condicionado e massagens nos pés, antes os caras tinham que interpretar os múltiplos relógios, ouvir o rádio e manter um dos olhos scaneando os céus ao seu redor.

RENAN
RENAN
Reply to  GFC_RJ
1 ano atrás

Não é questão de saber É questão de velocidade de tomadas de decisões, onde a tecnologia para um garoto de 23 anos não passa de ferramentas geralmente um jovem não tem dificuldade com a tecnologia, então seu foco se volta para o resultado a ser persseguindo usando sua tecnologia cognitivamente, não é necessário pensar o que irá fazer para ver tal tela apena seu dedo desliza e acessa a tela como se não precisar nem pensar. Apenas o faz. Está é minha visão. Tem excessão ? Sempre Porém no geral eu acho que teremos o benefício desta tecnologia para daqui… Read more »

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  RENAN
1 ano atrás

Na minha visão é simples. Se o cara não consegue usar a tecnologia embarcada em tempo hábil para agir diante de uma situação tática, ele é cortado e vai voar algum outro tipo de coisa. E isso se detecta antes, já durante o tempo no simulador e ainda antes quando estiver dentro de um A-29 no caso de aviação de caça. Não vai ser problema. Quando se aprende uma interface, a integração é bem tranquila. Eu não duvido que se usem presets para determinados tipos de situação. Ainda mais com a tecnologia atual, não duvido que missões sejam ensaiadas em… Read more »

GFC_RJ
GFC_RJ
Reply to  Leandro Costa
1 ano atrás

“(…) e olha que sinto saudades de programação estruturada em monitores monocromáticos verdes hehehehe”

Amigo,
Para mim, River Raid ainda é o melhor game de aviação de todos os tempos. Mas trabalhar no fósforo verde não dá… Era ruim demais! Chegava a dar dor de cabeça! rs.

Delfim
Delfim
Reply to  RENAN
1 ano atrás

Houve uma matéria em uma revista concorrente, que tinha justamente este exemplo, um brigadeiro sentou em uma cabine de voo moderna e ficou perdidinho.

teropode
Reply to  Delfim
1 ano atrás

Mas isto não pode ser usado como um balizador, se vc sentar um Nutella na cabine de um caça dos anos 80 ele simplesmente terá vertigens diante de tantos relógios analógicos e também não terá um computador para tira-lo de um stol.

Junior
Junior
Reply to  RENAN
1 ano atrás

O cara não vai sair de um Tucano direto para um Gripen NG, quem vai pilotar isso serão os melhores da FAB e depois de um intenso treinamento, horas e horas de simulador..

Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  RENAN
1 ano atrás

Renan, Na FAB, os pilotos de caça mais velhos já voam há bastante tempo em cabines com telas digitais, a transição ocorreu há vários anos. Exceção, talvez, para alguns veteranos que ainda voem no A-1 não modernizado e que não tenham passado pelo A-29, mas a quantidade deles deve ser bem pequena. Ainda assim, mesmo o A-1 não modernizado tem uma pequena tela no painel, combinada aos instrumentos analógicos. E, se formos pensar nos pilotos que se formaram em A-29 antes de partir para o F-5M, já são 10 anos em que essa elevação operacional acontece. A diferença é que… Read more »

RENAN
RENAN
Reply to  Fernando "Nunão" De Martini
1 ano atrás

Nunão exatamente o que imaginei. Na parte que ele se referiu que alguns pilotos de não abusa do número de telas abertas nem da tela unica. Muito obrigado pela dica da matéria, fica claro que os pilotos terão grandes desafios, e será necessário novos procedimentos para realização de escolhas corretas, pois imagino uma escolha de tela cheia de um determinado dado, sobrepondo algo relevante durante uma manobra de dog fighter ou ataque ao solo colocando o piloto em risco. É enorme os benefícios da tecnologia porém alguns incidêntes iram ocorre até que se tenha um bom procedimento operacional para utilização… Read more »

Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  RENAN
1 ano atrás

“imagino uma escolha de tela cheia de um determinado dado, sobrepondo algo relevante durante uma manobra de dog fighter ou ataque ao solo colocando o piloto em risco.” Renan, Pelo que pude perceber experimentando esse tipo de tela e conversando com pilotos, a grande utilidade do WAD é mostrar um quadro tático e dar consciência situacional bem superior, mas seu uso (assim como as telas separadas) é mais útil principalmente antes da missão chegar ao dogfight e às últimas manobras de ataque ao solo. Nessas horas, o olhar do piloto está nas informações do HUD e do visor do capacete,… Read more »

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  RENAN
1 ano atrás

Os caras já vão se acostumando no simulador, quando chegar no avião de fato já esta bem acostumado! E outra coisa nunca vi um caso de tecnologia boa e que facilita as coisas que não nos acostumamos fácil, uma prova disso é a turma da terceira idade que sabem usar muito bem os smartphones!

teropode
Reply to  RENAN
1 ano atrás

Pel9 contrário, ele terá tudo ao alcance dos olhos e nas pontas dos dedos , esta tecnologia veio para incrementar e facilitar ,

Leandro
Leandro
Reply to  RENAN
1 ano atrás

Uma coisa feita para simplificar amigo e não para complicar… Um piloto estuda horas, horas, horas, dias, dias, semanas, meses até estar apto ao equipamento, simples assim….
Simuladores a exemplo são para isso rsrsrsrs… Os mais experientes são os melhores para se adaptar..
E quando o equipamento é novo, todo mundo é igual Compadre…

Chris
Chris
Reply to  RENAN
1 ano atrás

Nenhum piloto entra num avião, antes de ser treinado para ele !

MCruel
MCruel
1 ano atrás

Muito 10 o WAD! Parece o flight simulator! hahaha

Marcelo Andrade
Marcelo Andrade
1 ano atrás

Cara, o HUD agora é projetado no parabrisa frontal? Show!!!

Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  Marcelo Andrade
1 ano atrás

Marcelo, é um simulador.

carcara_br
carcara_br
1 ano atrás

Se você somar a área disponível pra exibição de informação, o modelo brasileiro teria vantagem?

Flanker
Flanker
Reply to  carcara_br
1 ano atrás

Como assim? O WAD será o mesmo para os Gripen do Brasil e da Suécia…mesmo tamanho.

carcara_br
carcara_br
Reply to  Flanker
1 ano atrás

Por que os suecos gostaram, seriam diferentes no inicio. Então vamos comprar ao Gripen C/D, alguém saberia dizer?
Estou perguntando isto porque achei surpreendentemente pequeno, é uma TV de 21″.

Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  carcara_br
1 ano atrás

Carcara, Já estive em simulador de Gripen C e também em frente à tela do Gripen E. A diferença é enorme. As fotos sempre decepcionam, parece menor do que realmente é. Só quando você está sentado na cabine, com as informações à sua frente, você percebe que há uma grande diferença. Mesmo quando você tem três telas menores praticamente lado a lado ocupando praticamente todo o espaço do painel de um lado a outro, o espaço que é desperdiçado pelas suas molduras (onde estão os botões que fazem a interface) já faz muita diferença. Quanto a parecer uma TV de… Read more »

carcara_br
carcara_br
Reply to  Fernando "Nunão" De Martini
1 ano atrás

Ok. Perfeito.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  carcara_br
1 ano atrás

Quando viram a tela brasileira não pensaram duas vezes queremos também!

Flanker
Flanker
Reply to  carcara_br
1 ano atrás

Entendi…vc se referiu aos 3 MFD que equipariam os Gripen e suecos em comparação com o WAD…. Acho que se somarmos as áreas, talvez se equivalham …mas, eu penso que uma grande diferença é que ao invés do piloto olhar para 3 locais diferentes, ele olha para um só ….podendo ainda, mudar (arrastar) a tela ou mostrador que pretende de uma posição para outra, no WAD. Quanto ao tamanho, uma tela de 20,3 cm de altura por 48,3 cm de largura, não é uma smart tv…..mas, tem uma área de visor bem razoável….. Você já sentou no cockpit de um… Read more »

carcara_br
carcara_br
Reply to  Flanker
1 ano atrás

Tá ruim viu, ultimamente a maior tela que eu estou vendo é de 5″ kkkk.

Denis
Denis
1 ano atrás

A FAB chutou no ângulo, desta vez. Grande sacada. Isso aí é pra nego com complexo vira-lata observar que, em alguns pontos, embora isolados, nossas FFAA possuem sim equipamento de cutting edge. Nem tudo são tragédias.

Jhon
Jhon
1 ano atrás

Em um artigo de uma edição da revista Força aérea não me lembro data, acho que agosto de 2000 , uma reportagem trazia informações sobre pesquisas de novas tecnologias na Suécia e me lembro de uma que se chamava Micro vision ou seja a informação não seria projetada no capacete do piloto e sim na retina do olho! Que fim levou aquelas inúmeras suposta tecnologias em desenvolvimento?