Home Aeronave remotamente pilotada VÍDEO: Drone Okhotnik e caça Sukhoi Su-57 voam juntos

VÍDEO: Drone Okhotnik e caça Sukhoi Su-57 voam juntos

7359
58

O Ministério da Defesa da Rússia divulgou imagens do drone Okhotnik e o caça furtivo Su-57 voando juntos.

O novo drone de combate pesado da Rússia voou pela primeira vez ao lado do jato de combate mais avançado do país, dando ao caça uma nova vantagem na batalha, anunciou o Ministério da Defesa russo na sexta-feira.

“O veículo aéreo não tripulado Okhotnik realizou seu primeiro voo conjunto com um avião Su-57 de quinta geração”, disse o ministério em comunicado, segundo a agência de notícias estatal russa TASS.

As duas aeronaves russas voaram juntas “para ampliar a cobertura de radar do caça e fornecer a aquisição de alvos para o emprego de armas lançadas do ar”, acrescentou o ministério.

Fotos do Okhotnik surgiram on-line pela primeira vez em janeiro, mas foi somente em junho que a aeronave não tripulada foi formalmente revelada.

A Rússia diz que o Okhotnik possui características furtivos, derivadas de sua forma e um revestimento anti-radar, e está equipado com dispositivos eletro-ópticos, de radar e outros tipos de equipamentos de reconhecimento.

Atualmente, o drone de ataque pesado é controlado remotamente, mas em testes futuros, espera-se que ele atue em um estado semi-autônomo e, eventualmente, em um modo completamente autônomo, relata a TASS.

Os testes com vários armamentos são esperados nos próximos anos, e o drone será entregue às unidades russas por volta de 2025.

Subscribe
Notify of
guest
58 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Matheus
Matheus
1 ano atrás

Imagine os mesmo equipado com mísseis BVR sendo controlado por um Su-57 que está ainda mais longe. Letalidade maxima, parabens aos Russos.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Matheus
1 ano atrás

É o futuro da guerra aérea.
Sem dúvidas.

Space Jockey
Space Jockey
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Assinatura radar e IR de uma fragata.

Mirade
Mirade
Reply to  Space Jockey
1 ano atrás

Como vc sabe disso? e ainda não é a aeronave definitiva lembre-se que é um protótipo.

PPrr
PPrr
Reply to  Mirade
1 ano atrás

Por isso que ele escreveu “imaginem”, porque ele não sabe.

Munhoz
Munhoz
Reply to  Space Jockey
1 ano atrás

Falta o novo motor, quando estiver concluído ✅ aí sim o sistema está completo !

Sem o novo motor ele não é completo, vamos ver quanto tempo vai demorar isso, em minha opinião esses 2 sistemas juntos podem mudar o modo de combate atual ! O drone com uma assinatura menor vai na frente abrindo caminho e fazendo o reconhecimento, vai atacar os alvos mais sensíveis, com o caça atrás completando o serviço.

Imagina uma frota disso vindo pra cima!

A grande questão no momento é o novo motor, o resto eles já tem!

Jackson
Jackson
Reply to  Space Jockey
1 ano atrás

Por favor, se possível envie um link onde se explica a redução de assinatura IR em saída de turbinas de caças, pois, as proteções sobre as turbinas do f35 tem a função de absorver sinal radar, não calor da turbina, se é o calor e pressão de saída que faz o motor a reação ser efetivo, exceto em helicópteros de ataque, onde realmente existem camadas de absorção de calor nas saídas das turbinas, me explique ai que avião esfria o ar sob pressão que o faz voar.

JPC3
JPC3
Reply to  Jackson
1 ano atrás

No fim deste artigo você encontra alguma coisa.

https://tecnomilitar.wordpress.com/2018/05/23/furtividade-infravermelha/

Chris
Chris
Reply to  JPC3
1 ano atrás

A materia do JPC3 explica tudo…

Há redução de calor no corpo do motor e mesmo no bocal de saida (por mascaramento)…

Faz parecer até simples (Ainda mais com todas essas explicações) mas não deve ser, visto que Russia e China ainda não conseguiram desenvolver esses motores.

Raphael
Raphael
Reply to  Space Jockey
1 ano atrás

Esse aí conhece bem as aeronaves

Alison Lene
Alison Lene
Reply to  Space Jockey
1 ano atrás

Esquece que o conceito furtivo na Russia é baseado em anulação eletrônica… mas de vc, nada anormal nisso…

Denis
Denis
1 ano atrás

Até que é bonitinho, mas só quando visto de cima.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
1 ano atrás

Interessante.

cerberosph
cerberosph
1 ano atrás

Quantas milhas será que ele pode ir na frente do su57 com os radares ligados informando ao su57 a situação à frente? Ou quem sabe ele vai na frente armados com misses AA e radares desligados e o su57 vem bem atrás com os radares ligados servindo de isca? Pensem o su57 controlando dois deles . Serão muitas as possibilidades e as estratégias que serão desenvolvidas quando os dois estiverem plenamente operacionais

Oiseau de Proie
Oiseau de Proie
Reply to  cerberosph
1 ano atrás

“cerberosph

Quantas milhas será que ele pode ir na frente do su57 com os radares ligados informando ao su57 a situação à frente? Ou quem sabe ele vai na frente armados com misses AA e radares desligados e o su57 vem bem atrás com os radares ligados servindo de isca? Pensem o su57 controlando dois deles ”

Um dedicado a detecção e o outro a guerra eletrônica…com um dos drones abatido o caça conseguiria acesso a posição do atacante…

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Oiseau de Proie
1 ano atrás

Oiseau de Proie

Pense em um grande grupo desses ‘drones’, com alto nível de inteligência artificial, gravitando em torno de um Su-57.
Uma hora obedecendo comandos do avião.
Outra hora tomando milhares de decisões por segundo usando seus computadores e a I.A.
Será sinistro!

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Só os Russos é que sabem a quantidade de drones um Su-57 pode gerenciar, mas na base do achismo 2 desses batedores armados mas o caça mãe deve dar muito trabalho.

carcara_br
carcara_br
1 ano atrás

Um drone com usos muito interessantes. O fato de ser uma asa voadora diz muito em relação a engenharia de materiais e furtividade do projeto. Curiosamente muita gente coloca o RCS do Su-57 na casa dos 0,01 a 0,1 m². Teoricamente não tão diferente do Gripen, então essa solução de Drones mais baratos e furtivos atuando com aeronaves com RCS baixo pode ser uma solução baixo custo pra enfrentar sistemas mais elaborados de defesa como a OTAN ou os EUA… Curiosidade, é possível voar supersônico com este design? ou existe alguma limitação física? Porque o motor parece entregar bastante potência… Read more »

JPC3
JPC3
Reply to  carcara_br
1 ano atrás

É basicamente uma aeronave de ataque média-pesada, stealth sem piloto.
Deve custar menos que um caça, mas barato não será.

cerberosph
cerberosph
Reply to  JPC3
1 ano atrás

Por isso que os russos diseram que o su57 não precisava ser 100% stealtn, com esses drones posso imaginar o pq, inclusive o nome do drone diz muita coisa…caçador…

JPC3
JPC3
Reply to  carcara_br
1 ano atrás

Pela envergadura, por ter um motor só e ser furtivo provavelmente não terá velocidade supersônica alta. É maior que um Mig-29 e, em algumas imagens, parece ser mais largo que comprido.

Pela aparência, não terá a performance de um caça.

José Machado
José Machado
Reply to  JPC3
1 ano atrás

Tem que ver o arrasto. Velocidade é função da relação peso/potência x arrasto. Em tese e pelo perfil, tem baixo arrasto. Mas com certeza menor que uma caça tradicional de superfícies móveis.

Mirade
Mirade
Reply to  carcara_br
1 ano atrás

Acho que será supersônico pois o prototipo tem um motor com pós combustão talvez seja para ataque e interceptação.

Rene Dos Reis
Rene Dos Reis
1 ano atrás

Poderiamos chanar de sexta geração? ou somente ser fosse totalmente controlado com IA?

Kommander
Reply to  Rene Dos Reis
1 ano atrás

Acredito que só seria 6 geração se fosse controlado somente pela IA, pois drones controlados remotamente já existem desde os anos noventa.

Rene Dos Reis
Rene Dos Reis
Reply to  Kommander
1 ano atrás

Bem lembrado , aquele míssil antnavio alemão do final da segunda guerra também não passava de um drone acho eu. mas os Russos estão no caminho viu.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Rene Dos Reis
1 ano atrás

É uma boa questão.
Mas, certamente, é o futuro nos sendo mostrado.

JPC3
JPC3
Reply to  Rene Dos Reis
1 ano atrás

Depende da definição de AI…Modo autônomo certamente terá, se é equivalente a um piloto de verdade não se sabe, é difícil.

Tem muitas outras tecnologias para ser chamado de sexta geração.

Kommander
1 ano atrás

São bonitos, mas ambos não podem ser chamados completamente de stealth, essas turbinas entregam muito. 😂

teropode
1 ano atrás

Antes tarde do que nunca , 25 anos depois dos Americanos, 10 depois dos europeus e 5 depois dos Chineses . O brasil não é desta dimensão

Jmgboston
Jmgboston
Reply to  teropode
1 ano atrás

5, 10, 25, Brasil 35. A não ser que compre com transferência de tecnologia.

Mirade
Mirade
Reply to  teropode
1 ano atrás

Isso não é uma competição. Os chineses tem muito dinheiro por isso as coisas para eles são mais rápidas mesmo vale para os americanos, mas os russos tem que pensar muito antes de fazer qualquer coisa pois o dinheiro não é abundante por isso demora mais mas também não ficam para trás. Os europeus ocidentais ainda nem tem um avião de quinta geração vai demorar ainda para voar, para ver como os russos estão bem mais avançados que toda Europa ocidental que só participa e não constrói nada sozinha.

Vinicius Momesso
Vinicius Momesso
Reply to  Mirade
1 ano atrás

Infelizmente essa é a realidade, pouco dinheiro, muitas aéreas para administrar. Hoje a Rússia se restringe apenas a investimentos para sua própria defesa. Aqui não é muito noticiado, mas o “grosso” dos recursos, vai para deaenvolvimentos de Sistemas De Defesa e mísseis. Os russos estão em um grande dilema: investem pesado e desenvolvem tecnologia ou modernizam o ja existenge; os dois não dá!

Rommelqe
Rommelqe
1 ano atrás

Logicamente ha que existir uma iteração muito grande quando operando em dupla. Claro que mesmo se com um controle IA basicamente autonomo taticas e ações em tempo real coordenadas tem que ser realizadas. Tenho aqui falado que uma solução brasileira similar poderia ser tentada utilizando os Gripen F e drones, certamente menos sofisticados, mas, me parece, que podem ser muito efetivos. Por exemplo, em um cenário anti-navio, um drone pode ser programado para realizar missões CAP e, caso necessário, chegar a uma distância de ataque préprogramada e o Gripen F vir ao seu encalço e comandar o disparo de misseis.… Read more »

Fabio Jeffer
Fabio Jeffer
1 ano atrás

Pra ser um player global esse é o caminho

Space Jockey
Space Jockey
1 ano atrás

Parece feito a machado, essa tubeira exposta deve dar uma excelente assinatura radar e infravermelha para os radares inimigos, acho que o Iran está melhor nessa área.

Mirade
Mirade
Reply to  Space Jockey
1 ano atrás

é prototipo ainda …….. voou estes dias ainda vai voar a versão definitiva daqui uns 5 ou 6 anos….

XFF
XFF
Reply to  Space Jockey
1 ano atrás

Toma cuidado que inveja mata… hein..

Gordo
Gordo
1 ano atrás

O ônibus espacial Buran fez um vôo autônomo lá no final dos anos 80, isso da a dimensão do que os Russos podem fazer. Acredito que o relativo atraso Russo na área de drones se deu por conservadorismo somado a falta de recursos. Acredito que em pouco tempo os Russos reduzam a diferença que tem com o ocidente no quesito drones.

Sérgio Luís
Sérgio Luís
1 ano atrás

Estão na vanguarda esses russos!
Ouvi dizer aqui uma vez que o USNAVY estão muito bem com a parceria entre F-18 (quarta)+ X-47B(Quinta geração)!
Seria um erro!

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Sérgio Luís
1 ano atrás

Sérgio pode ter certeza os americanos tem seu projeto só não mostram por enquanto.

Tomcat
Tomcat
Reply to  Nilton L Junior
1 ano atrás

Como não??!?! Recuperando a matéria até levei um susto de como o tempo passa…

https://www.naval.com.br/blog/2013/07/10/10-de-julho-de-2013-o-dia-em-que-a-aeronave-nao-tripulada-x-47b-enganchou/

ALEX ROCHA DA SILVA
ALEX ROCHA DA SILVA
Reply to  Tomcat
1 ano atrás

E olha que é de 2013. Imagina como não estão avançados agora.

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Tomcat
1 ano atrás

Interessante esse prototipo, será que este é uma versão embarcada.

EduardoSP
EduardoSP
1 ano atrás

Os russos e suas rodas gigantescas…

Cavalo-do-Cão
Cavalo-do-Cão
1 ano atrás

Acredito que os drones de guerra desenvolvidos hoje sejam projetos inspirados nas sondas extraterrestres…na ufologia as chamadas “sondas” se referem aos artefatos voadores não tripulados que costumam acompanhar as naves tripuladas…atuando como sentinelas e como veículos de reconhecimento…os drones de combate são projetados para assumir o mesmo papel que o destes veículos de apoio… as sondas ufológicas são, em geral, pequenos objetos, muitas vezes esféricos que podem aumentar ou diminuir de tamanho, mudar de cor e, que parecem ser autocontrolados…estes artefatos podem ter entre 50 e 80cm de diâmetro, mas têm a incrível capacidade de diminuir ou aumentar de tamanho…e… Read more »

Oiseau de Proie
Oiseau de Proie
Reply to  Cavalo-do-Cão
1 ano atrás

Sobre Bob Lazar | Depoimento Histórico :

https://www.youtube.com/watch?v=2XyF39DYBww

Antunes 1980
Antunes 1980
1 ano atrás

Será que este drone não pode também atuar integrado aos SU-35 e MIG-35, aumentando assim seu auxílio situacional para outras aeronaves de geração 4++?

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Antunes 1980
1 ano atrás

Antunes 1980

Teoricamente sim.
Os drones viriam na frente fazendo a limpeza inicial.
Os SU-35 e MIG-35, pesadamente armados, viriam depois aniquilando o resto.

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Esse seu teoricamente é empírico ou tem alguma publicação com essa abordagem.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Nilton L Junior
1 ano atrás

Seria uma conclusão lógica.
A parte não tripulada fazendo o trabalho difícil e os aviões tripulados arrematando.

Bispo
Bispo
1 ano atrás

Creio que ira evoluir em todos os sentidos…IA ..design.. etc ao cubo..

Maquetes do mesmo na MAKS 2019:

comment image

comment image

Carlos Campos
Carlos Campos
1 ano atrás

muito legal, mas esse motor tem que ser retirado logo, e devia ser escondido na fuselagem, acredito que ele seria, muito bom indo na frente fazendo reconhecimento, e não com um radar ligado chamando a atenção de todo caça, navio de guerra, e bateria sam no caminho, iria na frente fazendo detecção passiva, seria melhor se fosse equipado com um sensor IR, se possível lançar drones como Harop.

sub urbano
sub urbano
1 ano atrás

Até agora, comparando com o Neuron, X47 e afins, os russos inovaram em propor usar tecnologias já existentes no SU-57, o que iria baretear bastante o projeto. É baseado no projeto “Skat” da MIG que iniciou em 2005. A transferência de tecnologia da MIG para a Sukhoi ocorreu por ordem do Ministro da Defesa, aparentemente a MIG teria perdido a capacidade de desenvolver um projeto dessa magnitude, fato é que estavam a beira da falência antes do Egito comprar uns 50 Migs-29.

Leandro Assis
Leandro Assis
1 ano atrás

Eu vi uma vez algo interessante sobre triangulação de radar para aumentar a eficiência de detecção e localização mais precisa dos alvos, isso seria muito útil para alvos de difícil detecção como aeronaves furtiva, um caça voando em conjunto com esses drones poderiam fazer uso dessa triangulação, penso eu.

José Machado
José Machado
Reply to  Leandro Assis
1 ano atrás

esse é o objetivo. Triangular o máximo possível, inclusive com radares em terra em conceito de rede. O disparo pode partir ou de solo, ou de uma aeronave receptora no modo passivo.

Daniel
Daniel
1 ano atrás

Os americanos piram.

Rafa_Positronn
Rafa_Positronn
1 ano atrás

Esse drone fará parte do pacote de vendas do PAK FA como adicional ?

Quer dizer

A Índia, por exemplo, terá acesso a ele ou será exclusivo da VKS ?