Home Vídeo Vídeo: entrega do primeiro Gripen E brasileiro

Vídeo: entrega do primeiro Gripen E brasileiro

6374
22

O “vídeo caseiro” abaixo foi feito por nós da equipe do Poder Aéreo. Infelizmente não contávamos com grandes recursos de áudio-visual. Mas garanto que ele foi feito com muito amor e carinho!

22
Deixe um comentário

avatar
7 Comment threads
15 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
11 Comment authors
Guilherme PoggioCamargoerBeto SantosGFC_RJnonato Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Manuel Flávio
Visitante
Manuel Flávio

Poggio, boa noite.

O Gripen E teve uma “emagrecida’ ou a SAAB apenas se limitou a divulgar o peso vazio arredondado em 8 Ton?

JT8D
Visitante
JT8D

Queremos dados técnicos!!!

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Está com pressa por que? Aguarde que tem muito material para ser publicado. Aprecie aos poucos, faz bem.

JT8D
Visitante
JT8D

Putz Nunão, pra vc que já conhece todas as informações é fácil falar. Mas não estou criticando, é só ansiedade mesmo

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

JT8D, Eu não sei tudo não, sei algumas coisas, mas não vou me matar de ansiedade pra saber, porque não muda nada ficar ansioso. O volume de informações colhidas é grande, só vou vendo a maior parte conforme o Poggio vai disponibilizando os textos e eu, dentro do pouquíssimo tempo livre disponível (estou terminando um doutorado) ajudo com a revisão e algumas sugestões, assim como o Galante ajuda com as transcrições de várias entrevistas em inglês. O próprio Poggio tem um monte de compromissos profissionais para atender enquanto prepara as matérias. Aguarde, o material é muito bom, mas ninguém vai… Read more »

JT8D
Visitante
JT8D

Não tenho a menor dúvida quanto à qualidade. Boa sorte no seu doutorado!

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Obrigado!

Pavan
Visitante
Pavan

Show… Palavra que define é ” esperança “… Que seja o primeiro de muitos.

RENAN
Visitante
RENAN

Exatamente este ei kc390 representa uma esperança, de termos condições de dissuadir invasores do milênio atual.
Vamos ter fé

Observador
Visitante
Observador

“Infelizmente não contávamos com grandes recursos de áudio-visual. Mas garanto que ele foi feito com muito amor e carinho!”
Só de terem se dado o trabalho de gravar, para compartilhar conosco, um momento destes…
Eu mesmo, neste momento teria vontade de me concentrar, em apenas curtir o momento. 😅

nonato
Visitante
nonato

Tenho falado com frequência sobre a demora no desenvolvimento de aviões especialmente por parte dos estados unidos.
Ou o ocidente como um todo.
Esse sistema Franco germânico que estão bolando agora para 2040…
Bom, os Estados unidos estão ouvindo minhas recomendações, conforme matéria a seguirem, que vale uma matéria específica do poder aéreo.
Um caça de sexta geração em cinco anos.

GFC_RJ
Visitante
GFC_RJ

Amigo, apenas por curiosidade… Para você, o que é um caça de 6a Geração? Quais seriam as disrupções que o caça de 6a geração teriam de conter em relação a um de 5a geração para que seja “classificado” como uma NG?

nonato
Visitante
nonato

Uma pergunta muito pertinente. Você sabe que nem as principais potências militares do mundo deram essa resposta. Ou oferecem respostas vagas. Acho que o link que mandei oferece uma “resposta” que se assemelha ao que penso. Em vez de passar décadas discutindo ou estudando o que e como deveria ser o caça de próxima geração, desenvolver aviões mais modernos com as tecnologias disponíveis. Pôr exemplo, é possível pegar um caça de 5a. geração e ir acrescentando novos itens sem que se torne de 6a. geração. Na verdade, diferentes países poderiam tomar rumos diferentes. Tipo a Rússia definir que deveria ser… Read more »

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

“O F 35 tem a capacidade de disparar na direção que o piloto olha (acho isso muito “peba”, depender de onde o piloto está olhando pois em um segundo o alvo pode mudar de posição sem falar que melhor seria usar os sensores, com trancamento automático).”

Acho que você ainda não entendeu o conceito de fusão de dados do F-35 e, ainda por cima, está invertendo o raciocínio, de vantagem para limitação / dependência.

GFC_RJ
Visitante
GFC_RJ

“Em vez de passar décadas discutindo ou estudando o que e como deveria ser o caça de próxima geração, desenvolver aviões mais modernos com as tecnologias disponíveis. Pôr exemplo, é possível pegar um caça de 5a. geração e ir acrescentando novos itens sem que se torne de 6a. geração”. Aí tudo bem. Mas acho que isso já é feito como nos aperfeiçoamentos de modelos existentes Blks 50, 60, 70… ou Versões. A, C, E… 2, 3, 4… etc. Cada um chama do que quiser. Mas você falou antes numa 6a geração em 5 anos! Para isso precisa ter um conjunto… Read more »

nonato
Visitante
nonato

Certo. Mas você sabe que os Estados Unidos, por exemplo, que está iniciando a produção em grande escala do F 35 não está planejando (ou pelo menos não se espera isso) um F 35 NG Acredito que nenhum de nós ou a maior parte da imprensa especializada espera que os os Estados Unidos ou Europa vão desenvolver algum novo caça de 5a. geração. E a matéria a que me referi, um chefão da Força aérea foi quem revelou essa ideia de mudar esse conceito. Se não me engano daqui para o fim do mês, vão lançar esses requisitos de desenvolvimento… Read more »

nonato
Visitante
nonato

Esqueci de mandar o link. Quanto ao que penso o que deveria ser um caça de 6a. Geração não é o mais importante no momento. A questão é que o governo americano quer agilizar o processo de desenvolvimento de novos aviões, aplicável aos caças de próxima geração, para cerca de 5 anos ou talvez menos, como sempre defendi. É o governo americano que está “ouvindo minhas críticas” e tentando mudaram o processo. Esse ataque na Arábia saudita mostra que essa filosofia de passar décadas para desenvolver uma arma simples pode custar caro. Como o caça Franco germânico. Ou como diz… Read more »

Beto Santos
Visitante
Beto Santos

Concordo com você neste ponto nonato pois não adianta ter todo o trabalho de pensar e desenvolver algo inovador hoje se quando isso for realmente entrar em funcionamento já se passou 20 ou 30 anos ai o que era inovador ficou obsoleto, já imaginou desenvolver um porta aviões que possa levar 200 caças e quando ele ficar pronto os caças já não precisa de porta aviões ou pior, não se usa mais isso pois é desperdício de dinheiro, enfim, nunca sabemos o que vai ser necessário no futuro então temos que fazer o desenvolvimento rápido e constante e quem conseguir… Read more »

Camargoer
Visitante
Camargoer

Olá Nonato. Se não me engano, o Gripen começou a ser projetado no início da década de 80 e levou quase 20 anos para entrar em operação na Suécia. A versao E/F que está em desenvolvimento (antes era chamada de NG) deve ter sido lançada lá em 2010 ou antes, para o FX2. Então desde a primeira versão F39 lá na Suécia até o F39E ficar operacional na FAB serão 40 anos.

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Camargoer, com o devido respeito, mas nesse comentário você encadeou várias bolas-foras. Só estou comentando porque não é o seu usual. “Se não me engano, o Gripen começou a ser projetado no início da década de 80 e levou quase 20 anos para entrar em operação na Suécia.” Não, levou menos de 15 anos (pedido formal foi feito à Saab em 1981, com entrega do primeiro lote de 30 aeronaves de 1993 a 1996): https://www.aereo.jor.br/2010/08/02/viggen-im-your-son/ “A versao E/F que está em desenvolvimento (antes era chamada de NG) deve ter sido lançada lá em 2010 ou antes, para o FX2.” O… Read more »

nonato
Visitante
nonato

A mesma questão, em vez de no Defense News, sendo tratada e criticada, no The Drive.
https://www.thedrive.com/the-war-zone/29875/heres-the-air-forces-questionably-ambitious-plan-to-develop-new-fighters-in-five-years