Home Conflitos em andamento Conheça o ‘Quds 1’ – o míssil que pode ter sido usado...

Conheça o ‘Quds 1’ – o míssil que pode ter sido usado contra as refinarias na Arábia Saudita

8280
118

Por Fabian Hinz

Em 14 de setembro, várias explosões abalaram o campo de petróleo de Khurais e a refinaria de Abqaiq, uma das instalações petroquímicas mais importantes da Arábia Saudita. Várias horas depois, os houthis alegaram ter alvejado as duas instalações com dez drones como parte de sua campanha “Balance of Deterrence”.

O que tornou esse ataque diferente de outros ataques registrados com drones Houthi não foi apenas a quantidade sem precedentes de danos materiais causados, mas também uma dúvida persistente sobre a natureza e a atribuição do ataque. Primeiro, um vídeo que mostra objetos voadores entrando no espaço aéreo do Kuwait levou a especulações de que, como um ataque de drone “Houthi” anterior, esse ataque poderia realmente ter se originado no Iraque ou mesmo no Irã.

Enquanto o vídeo permanece sem verificação, o fato de o governo do Kuwait ter lançado uma investigação sobre o assunto dá alguma credibilidade à idéia de que algo poderia ter acontecido no Kuwait naquele dia. Especulações sobre as origens do ataque foram ainda mais alimentadas por um tweet de Mike Pompeo, no qual ele afirmava que não havia evidências de que os ataques vieram do Iêmen.

Surgiu então a questão de saber se os drones haviam sido usados ​​ou se o ataque poderia ter sido de fato um ataque de míssil. Os ataques anteriores com drones de Houthi contra instalações de petróleo tenderam a resultar em danos bastante limitados, o que poderia ser uma indicação de que um sistema de armas diferente foi usado dessa vez. De fato, a Aramco chegou à conclusão de que suas instalações foram atacadas por mísseis.

Ainda mais curioso, várias fotos começaram a surgir nas mídias sociais, supostamente mostrando os destroços de um míssil no deserto da Arábia Saudita. Enquanto as imagens parecem reais, nem a data em que as fotos foram tiradas nem sua localização podem ser verificadas. Usuários de mídia social rapidamente alegaram que as imagens mostravam um míssil de cruzeiro Soumar fabricado no Irã.

O Soumar e sua versão atualizada, o Hoveyzeh, são tentativas do Irã de fazer engenharia reversa do míssil KH-55 de design soviético, vários dos quais o país importou ilegalmente da Ucrânia no início dos anos 2000. Outros afirmaram que era o Quds 1, um míssil de cruzeiro Houthi, recentemente revelado, que costumava ser um Soumar renomeado.

Embora neste momento ainda haja mais perguntas sobre o ataque do que respostas, pode ser uma boa ideia dar uma olhada mais de perto no Quds 1.

As fotos no deserto mostram realmente um Quds 1? E o Quds 1 é realmente apenas um Soumar contrabandeado?

A história do Quds 1 começa em meados de junho de 2019, quando um míssil de cruzeiro disparado pelos Houthis atingiu o terminal do Aeroporto de Abha, no sul da Arábia Saudita, ferindo um total de 26 passageiros. Pouco tempo depois, a Arábia Saudita realizou uma coletiva de imprensa mostrando imagens dos destroços do míssil e alegando que o míssil em questão era um míssil iraniano Ya Ali.

O Ya Ali é um míssil muito menor que o Soumar e, enquanto a versão mais recente do Soumar tem um alcance de até 1.350 km, o alcance do Ya Ali é limitado a cerca de 700 km. Com o aeroporto de Abha localizado a apenas 110 km da fronteira com o Iêmen, o uso de um sistema menor e de menor alcance parecia fazer sentido. No entanto, houve uma inconsistência. As asas arredondadas e os estabilizadores mostrados na apresentação saudita não combinavam com o Ya Ali. Em vez disso, eles eram mais uma reminiscência do Soumar.

Apenas algumas semanas depois, no início de julho, os Houthis abriram uma grande exposição estática de seu arsenal de mísseis balísticos e drones. Uma das surpresas reveladas no show foi um míssil de cruzeiro chamado Quds 1 (Jerusalém 1), que os houthis alegaram ter desenvolvido de forma autóctone.

Observando a semelhança geral de design com o Soumar, muitos observadores afirmaram que o Irã simplesmente o havia contrabandeado para o Iêmen, onde os houthis deram a ele uma nova pintura e um novo nome, como haviam feito anteriormente com o Qiam. Bem, acontece que os mísseis de cruzeiro são muito parecidos com vinhos ou fotos de Joe Biden.

A princípio, todos parecem iguais, mas depois que você gasta tempo suficiente com eles, percebe que existem algumas diferenças. As diferenças entre o Quds 1 e o Soumar incluem todo o design do propulsor, a posição da asa, as asas fixas do Quds 1, o formato do cone do nariz, da fuselagem traseira, a posição dos estabilizadores e o formato da tampa do motor e exaustão.

As diferenças na forma da fuselagem traseira e na posição dos estabilizadores deixam claro que os destroços no deserto têm muito mais probabilidade de ser um Quds 1 do que um Soumar.

Há ainda outra diferença aparente entre o Quds 1 e o Soumar/Hoveyzeh: tamanho. Uma medição rápida usando o “Eyeball MK1” revela que o Quds 1 parece ter um diâmetro menor que o Soumar.

Mas enquanto o “Eyeball MK1” funciona bem, a medição é sempre um pouco mais objetiva. Então, voltemos à apresentação saudita por um segundo. Ao descrever os restos do suposto Ya Ali que atingiu o aeroporto de Abha, os sauditas mencionaram que, entre os destroços, encontraram um motor a jato chamado TJ-100.

Uma pesquisa rápida revela que realmente existe um pequeno motor turbojato chamado TJ100. O motor é produzido pela empresa tcheca PBS Aerospace, que o descreve como especialmente adequado para aplicações em UAVs, sendo um de seus usos o drone alvo espanhol/brasileiro Diana. Ah, sim, e você também pode usá-lo totalmente para converter seu planador em um jato, o que é bem legal.

Ao comparar o motor visto no Quds 1 e o TJ100, parece bastante claro que o que quer que impulsiona o Quds 1 é um TJ100 ou praticamente uma cópia exata dele. Um motor exibido em uma exposição iraniana de drones novamente mostra semelhanças impressionantes com o TJ100, o que implica que o Irã está produzindo uma cópia do motor tcheco para uso em alguns de seus drones.

Conhecendo as dimensões do TJ100, pode-se medir com precisão o diâmetro do Quds 1. Com 34 cm, é significativamente menor que o Soumar, que mantém o diâmetro original do KH-55 de 51,4 cm.

No entanto, o uso de um TJ100 pelo Quds 1 é interessante por mais razões do que apenas medições. Primeiro, o fato de o Quds 1 usar o mesmo tipo de motor encontrado em Abha torna muito provável que o míssil que atingiu o terminal de Abha fosse um Quds-1 simplesmente rotulado incorretamente pela Arábia Saudita. O design do Quds 1 também corresponde à asa arredondada e aos estabilizadores encontrados na cena.

Segundo, conhecer mais detalhes sobre o motor nos dá algumas ideia sobre o desempenho do míssil. Tanto o KH-55 quanto o Soumar usam motores turbofan com economia de combustível. O TJ100, no entanto, não só possui um empuxo muito menor que o motor KH-55 original, mas também é apenas o seu turbojato antigo comum. Isso leva a algumas perguntas sobre o alcance. Tanto o tamanho menor do míssil quanto o motor que consome mais combustível tornam improvável que o alcance esteja próximo do alcance de 1.350 km do Soumar/Hoveyzeh.

Se as imagens que mostram os destroços de Quds 1 na Arábia Saudita estão realmente ligadas ao recente ataque de Abqaiq, parece mais provável que o ataque tenha se originado em um local mais próximo ao leste da Arábia Saudita do que no norte do Iêmen – potencialmente Iraque, Irã ou talvez até de navios. Mas, novamente, isso é um grande “se” no momento atual.

Tudo isso deixa a questão de quem desenvolveu e construiu o Quds 1. A ideia de que o Iêmen, empobrecido pela guerra, seria capaz de desenvolver um míssil de cruzeiro sem qualquer ajuda externa, parece exagerada. O suprimento prévio de mísseis do Irã aos houthis e o fato de o país usar motores TJ100 em seu programa de drones implica que o Irã pode estar por trás dos Quds 1.

No entanto, até agora não vimos nenhum vestígio do Quds 1 no Irã. Esse enigma não é exclusivo do Quds 1. A partir de 2018, vários sistemas de mísseis começaram a surgir no Iêmen que, embora amplamente similares aos sistemas projetados pelo Irã, não têm um equivalente iraniano exato. Esses mísseis incluem os mísseis Badr-1P e Badr-F, de combustível sólido de curto alcance guiados por precisão.

O Irã está secretamente projetando, testando e produzindo sistemas de mísseis para uso exclusivo de seus representantes (proxies)? Talvez tenhamos que esperar o Teeran Timmy aparecer em Sanaa (capital do Iêmen) ou Donald Trump twittar outra foto de satélite de alta resolução para encontrar a resposta.

Defesa aérea saudita em 2019 (clique na imagem para ampliar)

FONTE: Arms Control Wonk

118
Deixe um comentário

avatar
34 Comment threads
84 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
59 Comment authors
asdfaJ RAmadeuCelsoAlexandre Santos Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Cristiano de Aquino Campos
Visitante
Cristiano de Aquino Campos

Enquanto isso, sofremos para ter um missil com apenas 300/500km.

Space Jockey
Visitante
Space Jockey

Há boatos de que o AV-MTC 300 Matador terá até uns 1000 km de alcance.

Fabio Araujo
Visitante
Fabio Araujo

Eu também li isso em algum local, teria uma versão própria com esse alcance e uma versão de exportação com o alcance de 300 Km por conta de um tratado internacional.

Antonio Palhares
Visitante
Antonio Palhares

Tem que rasgar estes tratados. O Brasil não ganhou nada assinando estas estrovengas.

Cristiano de Aquino Campos
Visitante
Cristiano de Aquino Campos

Isso e uma verdade absoluta.

leandro
Visitante
leandro

não ganhou nada… e nem perdeu! se o Brasil não fosse signatário desses tratados garanto que muitos países iriam dificultar ainda mais o processo de desenvolvimento do nosso missíl. tanto que tivemos que criar sistema de giroscópio próprio pois ninguem se dispos a fornecer!

mas enfim… aos trancos e barrancos vamos tentando andar pra frente!

a\sdfa
Visitante
a\sdfa

Se tivemos que desenvolver equipamentos próprios de que adiantaram os acordos ?

Celso
Visitante
Celso

Concordo, ainda bem que não assinaram o acordo das clusters ,bomba e feita pra matar, senão jogariam cibalena

α Tau
Visitante
α Tau

“Cristiano de Aquino Campos Enquanto isso, sofremos para ter um missil com apenas 300/500km.” A Pérsia tem o seu próprio míssil antinavio de fabricação nacional…O Fateh Mobin…a Argentina na Guerra das Malvinas conseguiu pôr a pique os navios mais avançados da frota britânica usando apenas bombas burras…Se a Argentina conseguiu afundar alguns dos mais caros e avançados navios de guerra da época, usando apenas bombas burras lançadas por caças…imagine o estrago que teria feito a força inimiga, se tivesse misseis antinavios as mãos…o poder de dissuasão que uma arma como esta traz a um sistema de defesa de uma nação… Read more »

Fabio Araujo
Visitante
Fabio Araujo

A Argentina na Guerra das Malvinas também afundou navios ingleses com o Exocet! Só não fez um estrago maior pois tinham poucos Exocets!

JPC3
Visitante
JPC3

Vira esse disco, Máquina.

Cristiano de Aquino Campos
Visitante
Cristiano de Aquino Campos

Amigo, não critico as multi-nacionais por 2 motivos:
1-Elas se moldam de acordo com os governo do país onde atuam.
2-Lembro o amigo que o Brasil tem muitas multi-nacionais que inclusive sofrem as mesmas criticas que nós fazemos as multi-nacionais estrangeiras.
Resumo, chuva que molha chico, molha francisco e a culpa por se molhar e dos próprios que sairam na chuva e não da chuva em sí.

Matheus
Visitante
Matheus

Sofrendo aonde?
AVIBRAS está com o MTC-300 em dia, não critique um projeto que esta sendo desenvolvido em “tempos de paz” com outro que foi desenvolvido por um país que está em risco de ser varrido do mapa.

Cristiano de Aquino Campos
Visitante
Cristiano de Aquino Campos

Em dia amigo? Se me lembro bem esse projeto esta rolando a uns 8 anos ou mais. A previsão era para estar pronto em 4

Munhoz
Visitante
Munhoz

Me desculpe mas sua comparação não procede, são sistemas diferentes o Brasileiro é um sistema de artilharia nacional, inclusive com boas chances de exportação, este sistema iemenita é uma gambiarra.
Apesar de aparentemente ter alguma eficácia, não se sabe o CEP desse sistema, particularmente acredito que o ataque foi feito por drones lançados próximo ao alvo.

Leonardo Costa da Fonte
Visitante
Leonardo Costa da Fonte

Em dia?!!! Tem certeza? Eu leio sobre o desenvolvimento de armas no Brasil e Avibrás, em particular, desde 1980/81. Quase 40 anos. Desde aquela época se falava em desenvolvimento de mísseis no Brasil. A Avibrás já cansou de postar informações inverídicas de projetos de centrais inerciais, mísseis, etc. Me diga só um míssil que foi desenvolvido e homologado pela Avibrás. Ela nunca passou de uma mera produtora de foguetes. Por ora, ela nunca acabou nenhum projeto de míssil.

Munhoz
Visitante
Munhoz

Sua comparação é semelhante a um carro velho envenenado e reformado na oficina da esquina do Zé é uma linha de produção de carros novos.

Celso
Visitante
Celso

O nosso é um acordo, más e só mudar a chavinha, o mesmo se aplica ao beneficiamento de urânio

J R
Visitante
J R

Deveríamos usar o exemplo do Irã em nossa estratégia de defesa, investir em mísseis de vários tamanhos e alcances, esse mesmo, é míssil derivado de um projeto soviético e altamente letal! Poderíamos estar trabalhando tanto no AV-300 como em mísseis mais baratos como esse.

Rui chapéu
Visitante
Rui chapéu

Isso aí não é ataque de pé rapado….

Isso aí tem alguém com muito dinheiro e treinamento por trás.

Se como comentam, nem o Brasil tem um desses, como que uns pé de chinelo andando em Hilux toda arrebentada tem grana pra soltar?

Bom, só resta saber quem está usando os houthis como escudo…

Doug385
Visitante
Doug385

Escudo não. Já é costume dos persas usar esses grupos terroristas como espada mesmo. Um dia vão cobrar o preço e boa parte do Oriente Médio vai perder a paciência com esses caras. Nesse dia veremos os sauditas abrindo seu espaço aéreo para os israelenses com a maior boa vontade do mundo.

Cristiano de Aquino Campos
Visitante
Cristiano de Aquino Campos

Tantos os persas como os sauditas e ate os americanos usaram grupos guerrilheiros como força de procuração em quanto era interessante. Depois que nâo são mais interessantes, são chamados de terroristas.

Nilton Reis Jr.
Visitante
Nilton Reis Jr.

@Cristiano de Aquino Campos, quanta verdade!
É cômico o pessoal tentar aplicar a moral de cueca braziliana no atoleiro do Oriente Médio.

José
Visitante
José

Não sei porque o pessoal tem tanta aversão ao Irã, afinal ambos os países são do Islã, nenhum deles é cristão, nenhum deles é uma democracia, nenhum deles tem governo de de esquerda ou de direita, ambos são ditaduras de cunho religioso. Ambos tem ações questionáveis na política local, nenhum dos dois é amigo de Israel. Tanto na Arábia Saudita como no Irã, o povo não se tem liberdade de crença para ser cristão ou qualquer coisa além do Islã, nem liberdade para se ser liberalista de direita ou socialista de esquerda. Dá para entender?

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Tirando o lado dramático e triste de ser uma guerra com todas as suas consequências, os houthis estão de parabéns pelo resultado alcançado.

Chris
Visitante
Chris

Bom… Parece que vc nem se importa em pagar mais caro pela gasolina…

Peter nine nine
Visitante
Peter nine nine

Verdade… Tirando o facto que você referiu, está aí um golpe que poucos países têm a capacidade ou “coragem” de realizar.

Mirade
Visitante
Mirade

Basta ver que os americanos que não apoiam ditaduras estão ajudando a democracia da Arábia Saudita em sua guerra contra os Xiitas do Yemen ajudando a matar gente de fome neste país. Mais uma vez os americanos escolheram o lado certo para apoiar. Viva a democracia americana vendida para os idiotas do mundo livre.

α Tau
Visitante
α Tau

Levaram uma coça de rebeldes e para minimizar a humilhação acusam o Irã!..!!..!!.!..HáHáHáHáHá….. 😀

Esse aumento de 10% no preço do petróleo já vai fazer aumentar 40% por aqui, pode esperar Gasolina por 5 conto o litro…Quando anuncia que vai aumentar, os postos no dia seguinte já empurra um aumento, pra depois aumentar de novo…

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

O pior é que em alguns postos da Zona Sul do Rio alguns postos já cobram R$ 5,00.
Vai ficar difícil.

Nilton L Junior
Visitante
Nilton L Junior

Os Sauditas achavam que seria um passeio, que colocariam os barbudinhos de saiote e chinelo de dedos debaixo da sua arrogância e o Iran aproveitou a oportunidade para colocar ao invés de uma pedra no sapato saudita um espinho.

nonato
Visitante
nonato

A Arábia saudita precisa reagir.
Invadir logo o iemen e atacar o Irã, rápido.
Só falta daqui a pouco destruírem a capital e ficar todo mundo assistindo.
Alguém tem de dar uma lição nos iranianos.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Vai lá vc.
Estamos fora!

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

Está a caminho Nonato.

pampapoker
Visitante
pampapoker

Concordo com a coça, mas discordo em acusar o Irã. Se tem culpa ou não não sei. Mas seria a mesma coisa a FARC atacar a Venezuela por exemplo e estar situado em território brasileiro, aí me ajudem , a culpa e do Brasil por ter guerrilheiros dentro da nação e permitir isso, utilizando o nosso território.

Cristiano de Aquino Campos
Visitante
Cristiano de Aquino Campos

Eu já pago 5 reais o litro há uns 40 dias.

Bosco
Visitante
Bosco

Antônio,
A guerra não acabou ainda. Para de dar uma de Mãe Diná que você não acerta uma. Aliás, me diz aí 54 números de 1 a 60 que podem dar na Mega Sena nessa quarta.

Defensor da liberdade
Visitante
Defensor da liberdade

Pensei que Bosco já estivesse rico com o “mestres do capitalismo” do Nando Moura… Aliás ele voltou a fazer vídeos para o youtube, parece que o curso não deu muito certo kkkkkk

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

Que bobagem Kings.

Até mesmo o seu pão com mortadela vai ficar mais caro.
Sua passagem de ônibus vai ficar mais cara..
Tudo que depende de transporte vai ficar mais caro.

Os pobres vão ficar cada vês mais pobres.

Você gosta de miséria e anarquia.

Defensor da liberdade
Visitante
Defensor da liberdade

Bem que eu queria anarquia, já imaginou não ter mais o Estado no teu pé enchendo o saco?

Cristiano de Aquino Campos
Visitante
Cristiano de Aquino Campos

Pelo critério técnico e ético e verdade. Só atacaram alvoa militares e econômicos, gastanto pouvo e gerando altos danos.
Os sauditas ao contrário bombardeiam de batizado a enteŕros e gastam uma fortuna nisso sem avançar no que pretendem.

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

Ataque bem coordenado, obviamente com os meios corretos, pegou os sauditas dormindo de calças curtas. Definitivamente não foi algo planejado do dia para a noite e é bom pensar na coleta de inteligência necessária para se executar algo assim. Provavelmente cabeças irão rolar na Arábia Saudita, e temo que seja um termo literal no caso deles.

nonato
Visitante
nonato

O problema é que eles não parecem ter a hierarquia, organização e disciplina que têm os cubanos, norte coreanos e iranianos.
Países miseráveis mas os militares não largam o osso.
Se eu fosse o príncipe saudita, entregaria o país nas mãos de Israel por dez anos.
Venham, tomem conta do nosso país.
Garantam nossa paz e soberania.
E podem usar nosso território a vontade.
Fiquem com 20% do nosso petróleo, usem 20% do nosso território para plantar…
E mantenham o padrão de vida da realeza e do povo.

Carlos Gallani
Visitante
Carlos Gallani

Entrando na brincadeira, imagine Israel administrando o Brasil!

Bruno M
Visitante
Bruno M

Carlos gallani eu não imagino não! O Brasil tem que ser administrado por brasileiros ! e nem acho que os sauditas vão também entregar o país deles para um país considerado inimigo, pois lembrando que eles não morrem de amores por Israel pois são um país islâmico e radical.

carcara_br
Visitante
carcara_br

Eu vivi pra ler isso >(.
Triste, deixe o Brasil pra brasileiros vão pra onde acharem melhor

WVJ
Visitante
WVJ

A sonolência da defesa e precisão do ataque são os pontos mais intrigantes.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Pelo mapa acima, podemos ver a disposição de grupos iranianos e iraquianos pro-Irã bem perto das fronteiras sauditas.
Não é uma boa notícia para a Arábia Saudita.

Ricardo Bigliazzi
Visitante
Ricardo Bigliazzi

São nessas horas que o Irã se coloca em perigo. Sempre lembrar que os Iranianos são Persas e o resto é Árabe. E essa diferença é levada em conta desde que o Mundo é considerado Mundo.

α Tau
Visitante
α Tau

Isso pode ser uma retaliação contra as covardias do governo saudita…Tão covarde que deixou uma das filhas presa em um ambiente escuro durante 4 anos, isso só porque a princesa fugiu para a inglaterra a fim de apreciar uma vida mais simples e sem controles opressores… Essa mesma fugiu pela segunda vez e foi capturada próximo a índia, o pai insensato rastreou a filha através do celular que ela portava desligado durante a fuga, após essa segunda captura a moça não aparece mais, ninguém sabe o que esse insensato saudita fez contra a filha… Arábia Saudita massacra a população do… Read more »

nonato
Visitante
nonato

Oh, coitado. Até parece preocupado com isso.
Na China acontece pior e você não diz nada…

Bosco
Visitante
Bosco

É cada uma que a gente tem que “ouvir” rrssss O cara não gosta da Arábia Saudita inteira desde os tempos de Maomé por conta deles trancafiarem uma princesa. Outro por conta deles matarem um jornalista. rsrsss *Será que lá tem Globolixo? Outros por conta deles condenarem a morte seus criminosos. O Assad joga bomba de prego no povo e eles o apoiam. O Saddan matava seus opositores com granadas na boca e eles o apoiavam. O Kadafi cortou fora as mãos de uma empregada porque deixou cair um de seus filhos e vocês o adoravam. rsrss Vocês são realmente… Read more »

Amadeu
Visitante
Amadeu

Só uma pequena correcção esse pormenor das filhas foi passado no Dubai e não na Arabia Saudita

Salim
Visitante
Salim

Acredito mais em ataque feito por drones, menor assinatura térmica, menor RCS e mais fácil driblar sistemas fixados em trajetórias balísticas de alta velocidade. Qualquer carga explosiva em instalação petrolífera causa grande estrago.

Cristiano de Aquino Campos
Visitante
Cristiano de Aquino Campos

Até morteiro faz estrago. Coloca um de 80mm em cima de uma picape e dispara a uns 3/4KM que faz o mesmo.

Jagderband#44
Visitante
Jagderband#44

Bomba voadora V1 feelings.

Brunow Basillio
Visitante

Só um detalhe, o aeroporto de Abha foi atacado duas vezes num espaço de 15 dias, a primeira vez feriu 26 pessoas, na segunda vitimou de 6 -7 pessoas, e feriu outras dezenas; também houve um míssil Balístico lançado do sul do Iêmen, vôou 1200 km sobre o território Saudita, caíndo a 73 km de uma base Americana no Barhein…

MIB
Visitante
MIB

Caramba, seja lá que for que fez esse míssil, tenho que tirar o chapéu pela engenhosidade, pegar peças de uso civil e conseguir fazer tal estrago não é pra qualquer um, a uns tempos atrás comprei umas peças pelo aliexpress para montar um drone, fui feliz em minha experiência ele pesava uns 3kg, e tinha uma placa chamada APM 2.8 baseada no Arduino, que custa cerca de R$80, essa é a placa que gerenciava a rotação dos motores e monitirava a velocidade, altura, posicionamento geográfico, velocidade do vento, e nela você poderia programar o drone para operar autônomo, era só… Read more »

WVJ
Visitante
WVJ

MIB, saberia dizer como essa APM 2.8 orienta o aparelho? Se GPS (ou similar) / mapa da região / giroscópios?
Concordo com você. Enquanto não resolvermos nossos próprios meios de navegação, pouco ou nada temos sem um piloto pra guiar.

MIB
Visitante
MIB

Ela se orienta por GPS.

Alan
Visitante
Alan

Como isso pôde acontecer? Estes rebeldes tem esta tecnologia e treinamento para tal? Isso não é coisa de amadores não! Os caras tão com misseis de cruzeiro no arsenal? Sendo rebeldes atacados constantemente pela AS, tá difícil de entender isso viu? Olhando neste mapa, no mínimo o míssil tem que ter uma alcance de 600km meus amigos, não é do dia p noite que se desenvolve este tipo de artefato, para isso é necessário mão de obra qualificada, tecnologia, dinheiro, eu me nego a acreditar que estes rebeldes construíram estes misseis.

Fabio Araujo
Visitante
Fabio Araujo

Esses rebeldes só são chamados de rebeldes porque derrubaram o governo local, que fugiu para a Arábia Saudita, mas eles são formados pela maioria das forças armada do Yêmen, por tanto não são pé rapados, são militares profissionais!

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

Pergunta prá Rússia.

O Iran não possui nem tecnologia e nem cérebros para mísseis de cruzeiro.

Até mesmo um ataque com drones a éssa distância, somente com link/telemetria via satélite, que os iranianos também carecem.

Defensor da liberdade
Visitante
Defensor da liberdade

Ah claro, só quem tem é Israel, aqueles mísseis que Irã ostenta são todos tubos de papelão amarrados com fita 3M e durepóxi… Continue acreditando piamente nisso, e depois não tenha que engolir as próprias palavras.

Fabio Araujo
Visitante
Fabio Araujo

O Irã deve estar exportando conhecimento, Israel explodiu uma fábrica de mísseis do Hamas feita com tecnologia iraniana, é provável que o Irã tenha feito o mesmo no Yêmen, em vez de mandar os mísseis os fabrica no local assim não corre o risco de ter a carga apreendida no transporte!

Cristiano de Aquino Campos
Visitante
Cristiano de Aquino Campos

Tecnologia que ate então todos diziam ser inferior e ineficiente contra as modernas e caras defesas ocidentais.

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

Fábio,

O Iran só exporta miséria e violência.

carcara_br
Visitante
carcara_br

Tem um monte de se nesta análise, mas a trajetória ao norte praticamente passaria por cima das defesas antiaéreas. Em fim é bom para termos mais parâmetros de comparação, o que os russos conseguiram fazer na síria com o sistema de defesa antiaérea não foi trivial, muito interessante mesmo. E a doutrina Russa/Soviética de defesa de curto alcance com veículos dotados de canhões e mísseis com sensores multiespectrais está se mostrando bastante acertada. Obs.: “Mas aeronaves russas foram danificadas por drones na síria” Me antevendo a este tipo de comentário, gostaria de deixar esta matéria do forte https://www.forte.jor.br/2017/08/25/pantsir-agora-tem-o-selo-provado-em-combate/ Sugiro que… Read more »

M.@.K
Visitante
M.@.K

Baita análise via OSInt… parabéns!

Gabriel BR
Visitante
Gabriel BR

Para mim esse ataque tem a cara do General Qassen Suleimani

Bosco
Visitante
Bosco

Mas eles não são uns coitadinhos de havaianas sendo massacrados pelos sauditas?

Oiseau de Proie
Visitante
Oiseau de Proie

Três países que são verdadeiros monstros com sua população…A Arábia Saudita, Irã e Síria…Destes monstrinhos o pokémon favorito dos eua é Arábia Saudita….Se os estadunidenses provocarem mais o Irã a Arábia Saudita vai virar um mar de fogo…

Eu não consigo entender porque um país rico como a Arábia Saudita, cujas forças armadas são modernas e bem equipadas, não é capaz de proteger refinarias de petróleo tão importantes de ataques aéreos com mísseis e drones…

Bosco
Visitante
Bosco

Oiseau,
A AS é monstro para sua população? Pra mim isso é novidade.
Só para alguns brasileiros (e acho que todos que pensam assim comentam na Trilogia) é que essa afirmação é verdadeira.

Rafael M. F.
Visitante
Rafael M. F.

Porque são FA’s modernas, bem equipadas e mal operadas.

A tripulações da RSAF, por exemplo, são selecionadas não pela capacidade técnica, e sim pelos laços com clãs.

Ah, e a cadeia de comando saudita é totalmente centralizada e engessada, desestimulando totalmente a iniciativa.

Fernando Pereira
Visitante
Fernando Pereira

Exatamente Rafael M.F.
Todos os paises do oriente médio estruturam as FFAA desta forma pois temem que “FFAA” com iniciativa possam facilmente dominar o governo e tomar o poder. Pode observar esta estrutura similar em todo o oriente médio excluindo desta lista Israel. São Forças Armadas modernas e mal operadas, sem iniciativa.

Bosco
Visitante
Bosco

Perguntem pra mocinha que frequenta a Trilogia, a 100Nick.

Bosco
Visitante
Bosco

A Arábia Saudita não tá fazendo o país inteiro passar fome? Não é isso que a mídia noticia?
Afinal, eles tão tocando o terror nos sauditas ou não?

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Sugiro que vc compre uma bússola, visto que vc anda meio desorientado ultimamente.
E pode ser chinesa.
São de boa qualidade e baratas.

Bosco
Visitante
Bosco

Antonio,
Tenho certeza que de produto chinês xing ling você entende, porque de tecnologia militar você é completamente analfa.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Pode começar a ler os manuais chineses, porque do jeito que as coisas estão indo, vc vai precisar.
Aliás, todos nós vamos.

Nilton Reis Jr.
Visitante
Nilton Reis Jr.

@Antoniokings o comentarista acima se encontra bem revoltado desde o xeque-mate russo na Síria. Verdade, Emilio.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Foi o que eu falei.
Somado aos caos nacional, o sujeito perdeu o rumo.
Os mitos dele caíram.

Carlos Gallani
Visitante
Carlos Gallani

Eu vou precisar deixar o país por motivos de força maior, eu amo minha pátria e quando der aquela saudade acachapante de casa eu vou lembrar deste monte de comunistas safados que ficaram para trás e me acalmar um pouco!

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

A pedida agora é Portugal.
Tornou-se o Paraíso na Terra sob Governo socialista.

Space Jockey
Visitante
Space Jockey

Em minha opinião está na hora do Brasil começar a desenvolver um drone armado de características stealth, se o Iran é capaz nós tambem somos.

Adriano Madureira
Visitante
Adriano Madureira

Engraçado é que o grande irmão cafetão do norte🇺🇸 quer tomar as dores da Arábia Saudita, será que os sauditas não tem capacidade de entrar em guerra sozinho e precisam da ajuda do sugador de petróleo real🤔⁉️

Interessante é ver Washington ultrajada com a ajuda iraniana aos yemenitas, mas ele e seus vassalos, seus asseclas podem financiar as oposições “moderadas” em países alheios.

Para os estados Unidos regimes ditatoriais são nefastos, desde que não sejam os seus ditadores de bolso.

Bem por mim os sauditas e suas refinarias podem queimar, eles não são santos e cometem atrocidades com a conivência das grandes democracias.

Mirade
Visitante
Mirade

Exatamente, eles matam a população civil do país e os EUA o aplaudem mais ou menos como era no passado no Vietnam, América Latina e outras tantas coisas que Washington fez e faz sempre.

Doug385
Visitante
Doug385

O Irã vai conseguir unir sauditas e israelenses na mesma causa.

Mirade
Visitante
Mirade

Não vai pois as diferenças históricas do mundo árabe e israelense não permitem isso. O irã já foi amigo de Israel no passado e apesar de não ser uma democracia plena não é um reino absolutista como a Arábia e seus milhares de príncipes e costumes arcaicos, é mais fácil haver democracia vindo do Irã do que da Arábia.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Garanto que o Governo árabe de Bagdá é muito mais amigo do Irã que do resto do Mundo Árabe.
Além disso, tem xiitas no Líbano e uma vertente importante na Síria.
Por outro lado, a maioria dos regimes sunitas são considerados corruptos e ineficientes, como Jordânia, os Principados e até o Egito.
Esqueça esse raciocínio. ,

Nilton L Junior
Visitante
Nilton L Junior

Muito simples de resolver S-300 ou 400

Brunow Basillio
Visitante

Já foi oferecido por Putin hoje..
Mas o mais interessante da história é que ele ofereceu os sistemas enquanto estava na Turquia junto de Edorgan e Hassan Rohani…

Nilton L Junior
Visitante
Nilton L Junior

Brunow tipo coincidência geopolítica.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Pense pelo lado positivo.
Um novo bloco que vai se formando no O.M. e adjacências com o apoio de Rússia e China.
Nesse bloco podemos incluir os pesos pedados da Região como, Irã, Turquia e Paquistão.
O resto virá por atração natural.

Nilton L Junior
Visitante
Nilton L Junior

Não sei Kings, Russia e China escondem o jogo verdadeiro para a região, o Yemen é só mais um episódio.

Fabio Araujo
Visitante
Fabio Araujo

Para esse tipo de alvo talvez o Pantsir!

Ricardo
Visitante
Ricardo

O ataque mostra q coordenação e inteligência são fatores importantes em qualquer conflito, ninguém aqui dúvida que a Arábia Saudita tem recursos quase ilimitados para adquirir os melhores equipamentos, porém isso não é suficiente, lembro que Israel nas guerras contra os seus vizinhos eram minoria em números e em equipamentos tbm não tinham os mais avançados. O que faz a diferença é a iniciativa, comando flexível, nteligencia, treinamento e motivação. Se vc tem estas qualidades aliados ao melhor do melhor vc é quase invencível, se vc tem os melhores equipamentos mas lhe falta competência para usar pode ser inevitável um… Read more »

Ph4nt0m
Visitante
Ph4nt0m

O Irã provavelmente de fato está por trás do ataque. A queda na produção de petroleo mundial, fruto desta ataque, torna PROIBITIVO um ataque americano ao Irã, que é outro grande produtor de petroleo. Os preços já subiram a 70USD o barril, hoje. Somando um possível ataque ao Irã, os preços passariam de 100USD o Brent. O que freiaria a economia mundial. Não gosto do Irá, mas ele foi extremamente inteligente nessa jogada.

Antunes 1980
Visitante
Antunes 1980

Foi um vetor stealth iraniano que lançou estes mísseis.

comment image

JT8D
Visitante
JT8D

Cara, eu não me conformo com esse “caça”! Parece que foi projetado pelo Joãozinho Trinta

nonato
Visitante
nonato

Comprem o iron dome…

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Não defende nem de buscapé do Hamas.

Space Jockey
Visitante
Space Jockey

Compra o Pantsir kkkkk, Israel agradece.

José
Visitante
José

Verdade que tem muito fake nas apresentações de armas iranianas, mas não a como negar que eles estão muito bem na área de mísseis produzindo todos os tipos de modelos, alguns bem sofisticados como o que abateu o drone norte americano meses atrás, os anti navio cópias dos chineses um deles atingiu um navio na região, até os estratégicos de cruzeiro e balísticos. Além de muitos brinquedos como lanchas teleguiadas com explosivo, submarinos anões com torpedos, inclusive de super cavitação. São muito bem criativos estão parecendo a Alemanha no final da IIGuerra, cada hora surge um protótipo mais estranho que… Read more »

Space Jockey
Visitante
Space Jockey

Sim, nessa parte eu também, admiro eles, nós, somente agora que estamos em processo de conclusão dos primeiros mísseis de característica ofensiva nacionais (excetuando os Piranha que eram AAM). Lá eles ja tem ICBM ou IRBMs.

Satyricon
Visitante
Satyricon

Notícia Extraordinária.
(Não que eu ligue pra A ou B nesse imbróglio, pelo contrário)
O relevante é que os houthis não possuem uma força aérea digna desse nome e, no entanto, foram capazes de executar um ataque de precisão à enorme distância. Se produzem ou não os vetores, isso é pouco relevante.
Isso só reforça a tese de que basear sua defesa aérea em aeronaves, mesmo sendo os eficientíssimos F-15, é impraticável hoje em dia.
Banânia que acorde pra vida

Defensor da liberdade
Visitante
Defensor da liberdade

Uma certa galera pró EUA/Israel está em polvorosa com o ataque kkkkkkkkkk já estão até xingando outros comentaristas. Calma galera, todo equipamento tem suas limitações.

Billy
Visitante
Billy

Como assim míssil de cruzeiro disparado por hutis?? Os rebeldes dominam território? Possuem AAA? Precisam de rampas para lançarem os mísseis? O que faz o serviço de inteligencia e a força aérea Saudita que não destruiu esses sites de lançamento ? Tudo muito estranho!

HENRIQUE
Visitante
HENRIQUE

Esta porcaria de ataque fez o barril subir 20%, estamos fritos e os garotos da OPEP felizes, inclusive a ARÁBIA. Só arrebenta do lado do mais fraco!

Fábio Bueno Vinholo
Visitante
Fábio Bueno Vinholo

Briga! Briga! Briga! Briga! Primeiramente acompanhei a guerra do golfo pela televisão e foi emocionante para quem gosta de sistema de armas e estratégias. Agora uma grande guerra pela internet, vai ser de mais! Amanhã vou comprar bastante guaraná e pipoca.

Fabio Araujo
Visitante
Fabio Araujo

As milícias pró-Irã na fronteira Iraque-Síria acabaram de ser atacadas! A suspeita é que tenha sido Israel!
https://www.haaretz.com/middle-east-news/airstrike-targets-iran-backed-militias-near-iraq-syria-border-media-reports-say-1.7854441

Sincero Brasileiro da Silva
Visitante
Sincero Brasileiro da Silva

Tio Sam tomando um passeio! Cadê os Patriot? kkkkk

Alexandre Santos
Visitante
Alexandre Santos

E quanto a precisão? pelas imagens que foram divulgadas o CEP desses misseis é 0,50 m!!!! kkkk eu creio que as fotos são montagem…..