Home Alerta Aéreo Antecipado Força Aérea Indiana recebe segundo Embraer 145 AEW&C Netra

Força Aérea Indiana recebe segundo Embraer 145 AEW&C Netra

7358
20

NOVA DELI – Dando um grande impulso à capacidade de vigilância ao longo da fronteira ocidental, a Força Aérea Indiana (IAF) introduziu formalmente a segunda aeronave Embraer 145 AEW&C (Airborne Early Warning and Control) em seu inventário.

Chamado Netra (Eye), o sistema AEW&C é um avião produzido domesticamente que desempenhou um papel durante a operação de Balakot.

O sistema é montado em uma aeronave Embraer 145 e foi projetado especificamente para atender aos requisitos operacionais da IAF.

“A aeronave AEW&C é um proverbial ‘Eye in the Sky’ e deriva sua capacidade de combate de um sistema integrado de última geração, composto por múltiplos sensores, permitindo capturar alvos de baixo nível nas profundezas do espaço aéreo do inimigo”, disse a IAF em comunicado.

A aeronave também é capaz de reabastecimento em voo, o que aumenta significativamente sua autonomia operacional na estação de cinco horas para nove horas. Os desenvolvedores alegaram que o avião, equipado com capacidade de detecção por infravermelho, pode alertar os pilotos sobre mísseis a uma distância de até 450 quilômetros.

A primeira aeronave AEW&C foi introduzida na IAF em 2017, que fornece vigilância e controle de defesa aérea a partir do terreno montanhoso de Jammu e Caxemira e através dos desertos do Rajastão.

“Este potente multiplicador de forças também mantém a distinção de realizar o primeiro reabastecimento ar-ar por uma aeronave de transporte no inventário da IAF”, acrescentou a força.

A aeronave AEW&C participou do exercício Cope India 2018, onde controlou caças indianos e norte-americanos.

FONTE: Sputnik News

Subscribe
Notify of
guest
20 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Leandro Costa
Leandro Costa
9 meses atrás

Alan Parsons Project que o digam…

Sinceramente acreditei que a Índia já contava com mais de uma aeronave.

Jack
Jack
Reply to  Leandro Costa
9 meses atrás

Eu também!

BILL27
BILL27
Reply to  Leandro Costa
9 meses atrás

Eu lembro de ter lido em algum lugar que eles tinham 4 ou 5 unidades

shambruno
shambruno
9 meses atrás

essa nave tem alcance de 750 km ou e uma outra aeronave??

Mauricio R.
Reply to  shambruno
9 meses atrás

O radar não é o Erieye, é um projeto proprietário do CABS da DRDO, LRDE e DEAL.

Filipe Prestes
Filipe Prestes
9 meses atrás

Penso que o futuro substituto do E-99 deveria ser baseado na célula do Lineage-1000 ou do E-195 E-2, que já possuem razão de consumo de combustível/ alcance bastante melhorados pra aeronaves de suas categorias. Para além de sistemas e radar melhorados, creio que seja muito importante também dota-las de sondas de reabastecimento. O espaço aéreo a cobrir é vasto e essas aeronaves terão que “acompanhar” o Gripen.

Matheus
Matheus
Reply to  Filipe Prestes
9 meses atrás

Se tiver substituto vai ser o P600 baseado no Praetor.

Filipe Prestes
Filipe Prestes
Reply to  Matheus
9 meses atrás

O Praetor é bom em rendimento mas creio ser muito pequeno em dimensões de cabine/fuselagem, o que de certa forma limita a quantidade de equipamentos embarcados e operadores a bordo. Chutei o Lineage porque é justamente o maior de sua classe, com dimensões e rendimento comparados ao E-190 (V1). Se for baseado no E-190 E2 melhor ainda então.

Mauricio R.
Reply to  Filipe Prestes
9 meses atrás

A FAB já vai ter bastante trabalho escolhendo entre as opções que existem (Wedgetail, G550CAEW e Globaleye).

luiz A silva
luiz A silva
Reply to  Filipe Prestes
9 meses atrás

Bem lembrado. Com espaco muito maior, pode levar mais tecnicos e mais equipamentos para aumentar a capacidade de varredura.

Rommelqe
Rommelqe
9 meses atrás

Haveria previsão da IAF comprar mais unidades?

Mauricio R.
Reply to  Rommelqe
9 meses atrás

A ideia é se concentrar no Beriev A-50 modificado com radar israelense.
A plataforma 145 não agradou, problemas semelhantes ao ACS.
O C-295 sendo fabricado sob licença pode ser uma opção.
Assim como a aeronave regional de 70 pax do NAL, se este projeto realmente avançar.

Mauricio R.
Reply to  Mauricio R.
9 meses atrás

Ah, já ia me esquecendo, existe também a ideia de montarem esse radar do CABS, no dorso do A-330MRTT.
Isto se a Índia realmente se decidir a selecionar a aeronave.

Nostra
Nostra
Reply to  Mauricio R.
9 meses atrás

Next DRDO AWACS will be based on Airbus A-330, DRDO will be buying six aircrafts, and may buy two more under the option clause later.

Also as per IAF request all DRDO AWACS would also double up as an air-to-air refueller and hence will carry air to air refueling system. This will enable the escort fighters to provide protection to the AWACS through long extended durations.

In-principal approval by the government has been given and R & D work is in advance stages.

The radome will contain 4 fixed panels made up of GaN TRMs.

Nostra
Nostra
Reply to  Mauricio R.
9 meses atrás

comment image
comment image

Nostra
Nostra
Reply to  Mauricio R.
9 meses atrás

DRDO AWACS A330 model
comment image

Nostra
Nostra
Reply to  Mauricio R.
9 meses atrás

DRDO AEW&C C-295 model
comment image

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
9 meses atrás

Texto incompleto, “mixuruca”…… Sputinik.

Joao Argolo
Joao Argolo
Reply to  Carlos Alberto Soares
9 meses atrás

Também achei. Não que o Poder Aéreo tenha a ver com isso. Gostaria de saber inclusive, eles já possuíam a aeronave e montaram o sistema em cima? Ela foi comprada agora na Embraer?

luiz A silva
luiz A silva
Reply to  Carlos Alberto Soares
9 meses atrás

Verdade, texto esta com bem poucas informacoes, ja que a galera aqui sabe muito. O desafio de manter uma galera informada e grande.