Home Aviação de Caça Bélgica, República Tcheca e Dinamarca assumem o policiamento aéreo da OTAN

Bélgica, República Tcheca e Dinamarca assumem o policiamento aéreo da OTAN

2113
4
Saab JAS 39C Gripen da Força Aérea Tcheca

A partir de setembro de 2019, as forças aéreas belga, tcheca e dinamarquesa assumirão a responsabilidade, com destacamentos de seus respectivos caças F-16, Gripens e F-16, de patrulharem os céus em apoio à missão da OTAN. Elas ajudarão as unidades das forças aéreas húngara, britânica e espanhola no papel de defesa aérea.

O Vipers belgas e dinamarqueses operarão a partir da base aérea de Siauliai (Lituânia), enquanto o Gripens voarão de Amari (Estônia). Os belgas terão a liderança geral da missão.

As aeronaves da OTAN interceptam rotineiramente aeronaves militares russas que voam perto das fronteiras dos países bálticos, que não seguem as normas internacionais de segurança aérea – como a apresentação de planos de voo e a comunicação com o controle do tráfego aéreo.

As aeronaves da OTAN em alerta são acionadas para acompanhá-las e observá-las.

FONTE: Scramble Magazine / FOTOS: UK Mod, Força Aérea Belga e Força Aérea Dinamarquesa

Subscribe
Notify of
guest
4 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fabio Araujo
Fabio Araujo
11 meses atrás

Deve ser interessante para a OTAN esse rodízio, aumenta a interoperabilidade das forças aéreas, mas não seria melhor esse países terem suas forças aéreas?

Antunes 1980
Antunes 1980
11 meses atrás

Caças monomotores dando conta do recado.

Dudu
Dudu
11 meses atrás

Boa sorte a todos!

Taso
Taso
11 meses atrás

Bacana com a opção de ver o mapa na própria matéria. Cadê o Ivan do mapa, faz tempo não vejo comentários dele?

Abraços.