Home Aviação de Caça Armée de l’Air treina com a Força Aérea Suíça

Armée de l’Air treina com a Força Aérea Suíça

4340
67

O Armée de l’Air (AdlA, Força Aérea Francesa) com seus Mirage 2000-5F visitou os esquadrões de F/A-18C/D da Schweizer Luftwaffe (Força Aérea Suíça) na base aérea de Payerne (Suíça).

Com a visita, a Schweizer Luftwaffe e a AdlA tiveram alguns dias de treinamento de combate aéreo (DACT) sobre a bela paisagem do país anfitrião. O exercício, chamado Épervier, durou de 26 a 29 de agosto de 2019.

Os seis Mirages partiram da Base Aérienne 116 Luxeuil / St. Sauveur (França) e pertencem ao EC 01.002 “Cigognes”. As aeronaves envolvidas foram as 56/2-EG, 59/2-EV, 62/2-ED, 65/2-MG, 74/2-MK e 77/2-AX. Em Payerne, o Fliegergeschwader 11/Fliegerstaffel 17 e o Fliegergeschwader 14/Fliegerstaffel 18 operaram os F/A-18C/D.

As excelente fotos deste post foram cedidas por Loic Roulin. Para visualizar mais imagens feitas por este fotógrafo, acessar o site www.tigerpic.ch

FONTE: Scramble Magazine

Subscribe
Notify of
guest
67 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
10 meses atrás

Achei que a França ia substituir todos os seus Mirage pelo Rafale.
Belíssimas fotos.

Fernando "Nunão" De Martini
Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  Willber Rodrigues
10 meses atrás

Quem sabe um dia, Wilber. Com as encomendas de Rafale pelo Egito,Catar e Índia, o reequipamento francês com o caça conseguiu ser melhor escalonado, por mais anos (o MD francês não tinha mais como bancar a aquisição de toda a produção mínima anual de cerca de uma dúzia de aeronaves pela Dassault, e essas exportações foram um alívio). Acho que daqui a uns 5 anos o ritmo de reequipamento da Força Aérea Francesa com o Rafale será retomado. Na Marinha o processo de substituir o Super Etendard se concluiu (se não estou enganado) mas os números são bem menores. Por… Read more »

Lucianno
Lucianno
Reply to  Willber Rodrigues
10 meses atrás

Segundo reportagem aqui do site os Mirage 2000 D foram modernizados e estarão ativos na AA até 2030.

Os Mirage 2000-5F como os das fotos serão substituídos por Rafale somente a partir de 2025.

Fernando "Nunão" De Martini
Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  Lucianno
10 meses atrás

Provavelmente, Lucianno.

Eu me enganei na contagem acima, achava que o Mirage 2000N ainda equipava o esquadrão La Fayette, mas a unidade terminou o reequipamento com o Rafale no ano passado, e o Mirage 2000N deixou oficialmente o serviço ativo.

https://www.defense.gouv.fr/air/actus-air/la-dissuasion-aeroportee-passe-au-tout-rafale

Agora os dois atuais esquadrões responsáveis pela dissuasão nuclear estão equipados com o Rafale, o Gascogne e o La Fayette, ambos baseados em St Dizier.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
10 meses atrás

São bonitos esses Mirages 5, mas o que eles tem de bonitos tem de manutenção cara! O Rafale daqui a pouco os substituem.

Julio
Julio
Reply to  Fabio Araujo
10 meses atrás

Mirrage 2000-5, Mirrage 5 É outra aeronave, o Rafale é mais caro ainda de operar.

Daniel
Daniel
Reply to  Julio
10 meses atrás

Já que a ideia é corrigir, o correto é Mirage e não Mirrage.

Lucianno
Lucianno
Reply to  Fabio Araujo
10 meses atrás

Porque os Mirage 2000 teriam manutenção cara? Não é no mesmo patamar dos demais caças equivalentes da mesma época como o F-16, o F-18 ou o Tornado?

Fabio Mayer
Fabio Mayer
Reply to  Lucianno
10 meses atrás

Menos unidades em operação no Mundo.

Francisco AMX
Francisco AMX
Reply to  Fabio Mayer
10 meses atrás

este tende a ser o problema sério dos Gripens… que, somando todas as versões, não chegam a metade da produção do M2000, que é de mais de 600 unidades, se não me falha a memória…

João Moro
João Moro
10 meses atrás

Parece que o fotógrafo só gosta dos caças da França… só tem foto dos Mirages…
Só bateu uma foto dos aviões da suíça para dizer que fizeram os treinamentos juntos. rsrs

Luiz Floriano Alves
Reply to  Alexandre Galante
10 meses atrás

Temos diversos operadores de Mirage 2000. Agora o Paquistão está comprando 36 exemplares do Egito. Os nossos foram jogados na sucata e vendidos a preço de banana. Se os mantivéssemos na reserva estratégica poderiam ser caça bombardeiros, secundado os AMX com bom poder de carga em seus pilones..Hora de voo cara? Isso é consideração de quem não pode manter força aérea de primeira linha.

Flanker
Flanker
Reply to  Luiz Floriano Alves
10 meses atrás

Luiz, leia mais sobre esse caça na FAB, quais foram os exemplares recebidos pelo Brasil, quantas horas eles possuíam antes de overhaul, o custo para realizar esse overhaul frente às horas disponíveis ainda de vida útil das células, quanto custaria para realizar esse overhaul (que manteria-os com as mesmas capacidades – ou seja, tecnologia defasada mesmo em comparação como nossos F-5M)…..as armas seriam as mesmas, ou seja, mísseis IR e EM inferiores aos do F-5M. Se fôssemos modernizá-los, para operarem na moderna arena de combate, aí os custos seriam proibitivos do ponto de vista custo/benefício….sairia muito caro e ficaríamos, mesmo… Read more »

Fernando Turatti
Fernando Turatti
Reply to  Luiz Floriano Alves
10 meses atrás

Isso é consideração de quem espera que seus pilotos morram em aeronaves inseguras, isso sim. Não tem cabimento manter aeronaves cujo contrato logístico já havia acabado, EXTREMAMENTE obsoletas e em estado estrutural duvidoso, isso é a famosa “economia burra”… na verdade nem isso, afinal, não existe nem economia nisso, só gasto. Mirage 2000 tampão foi só isso: tampão. Veio já no osso pra durar uma década e cobrir o gap dos Mirage III aposentados. O contrato de manutenção previa apenas isso e a expectativa de vida das células era essa aí mesmo, agora, se você quer além de arriscar a… Read more »

Lucianno
Lucianno
Reply to  Fernando Turatti
10 meses atrás

Fernando, não tem cabimento você afirmar que o Mirage 2000 é inseguro. Nenhum Mirage 2000 caiu durante a operação no Brasil. Você pode até não gostar dos caças, mas é muita apelação fazer uma afirmação absurda deste tipo. A vida útil das cédulas dos Mirage 2000 brasileiros não estava no fim como você afirmou, o que acabou foi o contrato de manutenção preventiva feito com a Dassault. Estes caças ainda teriam condições de operar por mais 20 anos casos fossem modernizados e realizadas as devidas manutenções. A Índia optou por modernizar os Mirage 2000 que ficarão ativos até após 2030.… Read more »

Flanker
Flanker
Reply to  Lucianno
10 meses atrás

Lucianno, não é bem assim! Os 12 Mirage 2000 B/C adquiridos pelo Brasil eram do primeiro lote construído para a França. Foram construídos no iniciozinho dos anos 1980. Para continuar operando, precisariam de revisão e reforma estrutural, para prolongar sua vida útil. Além disso, para operarem de forma útil, precisariam passar por uma modernização de aviônicos, sensores e armas e isso, pelo histórico que se tem desse tipo de serviço pelo mundo afora, nesse modelo de aeronave, seria algo beeeem caro! Quanto à segurança, até o momento em que deixaram de operar na FAB não ocorreu acidente algum. Portanto: poderiam… Read more »

Lucianno
Lucianno
Reply to  Flanker
10 meses atrás

Flanker, a questão do custo/benéfico vai da necessidade e do poder aquisitivo de cada um. A FAB “fritou” os Mirage 2000 para forçar o Governo Federal a concluir o processo de seleção do novo caça que já se arrastava por quase 20 anos. Se o Mirage 2000 fosse modernizado hoje não teríamos o Gripen porque a decisão de compra de caças é política e nossos políticos iriam empurrar a compra de caças novos ainda por muitos anos. Então para o Brasil não compensava realmente modernizar ou manter os Mirage 2000. O que não concordo é com o comentário do Turatti… Read more »

Flanker
Flanker
Reply to  Lucianno
10 meses atrás

Lucianno, respeito sua opinião….e sei de tudo que você falou….mas, como você mesmo citou, 27 milhões de dólares por célula, é caro…..e em células com mais de 35 anos, como as nossas, o custo/benefício iria para o ralo. Em uma conta simples de padaria, daria 324 milhões de dólares para modernizar nossos 12 M2000….a FAB modernizou 46 F-5 E/F por 285 milhões de dólares….

Fernando Turatti
Fernando Turatti
Reply to  Lucianno
10 meses atrás

Consagrado, jamais afirmei que Mirage 2000 é um modelo inseguro, me referi em específico aos modelos antigos que pra cá vieram. Todos já estariam hoje mais perto de 40 do que dos 30 anos de uso! O custo pra modernizar seria maior devido a baixa escala, teriam de refazer contratos de manutenção e o escambau! No último ano só a metade deles voavam pois o resto já tinha virado peça pros mesmos! Óbvio que ainda tem usuários dos mirage 2000, foi uma aeronave produzida por várias décadas, a questão é que os nossos eram já antigos e nunca foram pensados… Read more »

Lucianno
Lucianno
Reply to  Fernando Turatti
10 meses atrás

Desculpe mas no texto que você editou está escrito “…pilotos morram em aeronaves inseguras…” e “…treinamento do piloto pro inferno..” Muito exagero!

Também acho que não compensaria modernizar somente 12 unidades, observe que os países que optaram por modernizar, todos tem grandes quantidades de caças (França, Índia, Grécia, Emirados Árabes).

Humberto
Humberto
Reply to  Luiz Floriano Alves
10 meses atrás

Luiz, se você tem dezenas de caças, mante-los como reserva até tem sentido, mas uma dúzia (ou menos) de aviões obsoletos e com as horas acabando, não é uma boa estratégia, sem contar que existe a necessidade de ter alguns voando para manter a expertise dos pilotos. Não tem como pegar um piloto de F-5 e falar, voa ai com o M2000, vai ser mais um alvo, demora anos para treinar um piloto (talvez meses, para trazer um de volta a voar o vetor). Quanto a hora de voo cara, concordo com você, equipamento militar, com o aumento de sofisticação… Read more »

Lucianno
Lucianno
Reply to  Luiz Floriano Alves
10 meses atrás

Luiz acredito que esteja enganado. Primeiro porque o Egito possui apenas 19 Mirage 2000 (20 adquiridos na década de 80 com um perdido em um acidente) e 75 Mirage 5. Se o Paquistão estiver comprando com certeza serão os Mirage 5, porque deste aparelho existem mais de uma centena no Paquistão (maior usuário mundial). Segundo porque devido a grande proximidade com a Índia, duvido que a França estaria disposta a dar assistência técnica nos Mirage 2000 caso o Paquistão, venha a adquirir. Por ser um caça mais sofisticado, o Paquistão não teria condições de dar manutenção nos Mirage 2000 sem… Read more »

Fabio Araujo
Fabio Araujo
10 meses atrás

A bronca é que seja qual for o caça escolhido tem que ser aprovado num plebiscito e da última vez não houve a aprovação.

Kemen
Kemen
Reply to  Fabio Araujo
10 meses atrás

Na Suiça a coisa não foi bem assim antes, o problema envolveu a necesidade ou não de comprar tantos aviões, para um pais que ainda discute o que é melhor para defesa aérea e, se os o F-18 seriam ou não suficientes. Não acho que o F-35 leve, iria em contra tudo que provocou o cancelamento da compra dos Gripen antes que era para substituir os F-5.

Tico
10 meses atrás

Com todo respeito ao gripen que o Brasil comprou, mas os mirage 2000 são muito superiores quando o assunto é beleza, para mim são os caças monomotores mais belos que já fizeram até hoje.

Marcelo Zhanshi
Marcelo Zhanshi
Reply to  Tico
10 meses atrás

Respeito sua opinião. Mas no seu caso recomendo um oculista kkkkkk

Gripen é pelo menos 100x mais bonito!!!

BILL27
BILL27
Reply to  Marcelo Zhanshi
10 meses atrás

Pelos negativos que vc vai tomar ,veras q vc q precisa ir no ofalmo kkkkk.
M2000 com esta pintura das fotos ,pra mim está no top 5 de beleza ,muito a frente do GRIPEN

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  BILL27
10 meses atrás

Estou totalmente de acordo com você BILL27

Julio Hurth
Julio Hurth
Reply to  Tico
10 meses atrás

Tico, concordo plenamente, o Mirage 2000 é o caça mais bonito do mundo, não tem pra ninguém. O Gripen é feio, pois ele é um Mirage com canards gigantes, que enfeiaram o avião.

Flanker
Flanker
Reply to  Tico
10 meses atrás

Olha, como eu sempre falo, beleza é algo muito relativo…..afinal tem até o ditado “Quem ama o feio, bonito lhe parece!”…..portanto, o que é bonito para um, não é para outro. Eu, particularmente, acho o Mirage 2000 muito bonito! Bonito mesmo! O Gripen é bonito? Eu acho, mas bem menos que o Mirage 2000. Meu top 5 de caças(mono e bimotores):
– F-14
– Su-27/30/35
– Rafale
– Mirage 2000
– F-15
Mas, essa é a minha opinião! Gosto….preferência por aparência….beleza….apenas isso! Cada um de vocês tem sua opinião própria sobre o tema beleza….

Dudu
Dudu
Reply to  Tico
10 meses atrás

Gosto não se discute, se lamenta.

Ronaldo
Ronaldo
Reply to  Dudu
10 meses atrás

Kkkkkkkk

Heitor
Heitor
Reply to  Tico
10 meses atrás

O Mirage é bonito, mas o Gripen é muito mais rsrsrs imponente, se armado fica com visual assustador

Francisco AMX
Francisco AMX
Reply to  Heitor
10 meses atrás

Visual assustador? curte esta imagem… https://galeri7.uludagsozluk.com/245/f4-phantom_514447.jpg

paddy mayne
paddy mayne
Reply to  Tico
10 meses atrás

São maquinas belíssimas, isso é inegável. Depois daquele filme frances “cavaleiros do céu”, passei a admirá-las mais ainda. E quem teve a sorte de voar esse avião afirma que é uma aeronave fantástica, muito prezerosa de comandar. Por fim, um bonus que me fará amá-la para sempre: aquele rasante sobre as cabeças dos petistas, quebrando janela e tudo. Era um recado claro: “Nós somos grandiosos, voces não são nada”.

Fernando Turatti
Fernando Turatti
10 meses atrás

Os Mirage 2000 são aeronaves tão belas que chega a dar gosto!
Inclusive, seria interessante ter visto o como estaríamos hoje caso tivéssemos embarcado nos M-2000BR no F-X

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  Fernando Turatti
10 meses atrás

Os Mirage são lindos mesmo.

O Gripen pode ser muito superior, mas é feio mesmo.

Fernando Turatti
Fernando Turatti
Reply to  Tadeu Mendes
10 meses atrás

Pior que eu acho o grifo bem ajeitado. Nada excepcional como um Mirage 2000, mas bem longe de coisas feias como o F-5, JF-17, Tejas etc!

Ronaldo
Ronaldo
Reply to  Tadeu Mendes
10 meses atrás

Kkkkkkkk

Delfim
Delfim
10 meses atrás

Ué, não teria sido mais lógico a França ter enviado os Rafales, considerando que ainda pense em vendê-los aos suíços ?

Heitor
Heitor
10 meses atrás

Bom e velho Mirage… se bem atualizado, só por pra voar que dá conta.

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
10 meses atrás

A França sendo uma potência militar e econômica, ainda usa os Mirage 2000.

Alguém que explica por favor, porque o Brasil na pindaíba, aposentou os únicos vetôres supersônicos que possuía ?

carcara_br
carcara_br
Reply to  Tadeu Mendes
10 meses atrás

Acho que os nossos eram realmente antigos, com problemas estruturais mais sérios.

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  carcara_br
10 meses atrás

Ainda bem não foi necessário usá-los para defender o país.

Flanker
Flanker
Reply to  carcara_br
10 meses atrás

Nossos M2000 eram antigos, chegando ao final de vida util das células, mas não colocaram em perigo suas tripulações por conta de suas estruturas.

Lucianno
Lucianno
Reply to  Tadeu Mendes
10 meses atrás

Eu te explico. O Brasil realmente precisava substituir os velhos F-5 e Mirage 3. Mas para tanto é necessário uma decisão política de comprar um novo caça. E esta decisão se arrastou por quase duas décadas, tanto que foi necessário adquirir Mirage 2000 usados para substituir emergencialmente os Mirage 3 e modernizar os F-5 (pela segunda vez). Então a FAB temendo que a decisão se alongasse ainda mais iniciou um processo de “fritura” dos Mirage 2000 para forçar uma definição do Governo Federal para aquisição dos novos caças. Deu certo e o Gripen foi selecionado como novo caça da FAB.… Read more »

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  Lucianno
10 meses atrás

Obrigado pela explicação Luciano.
Valeu.

Flanker
Flanker
Reply to  Lucianno
10 meses atrás

Lucianno, a FAB só modernizou seus F-5 uma única vez e é esse vetor modernizado que opera hoje em 4 esquadrões de caça. Desde 1975, quando chegaram os primeiros F-5E/B, até o ano de 2003, ano em que voou o primeiro protótipo do programa F-5BR (F-5F 4808), todas as células desse vetor voaram com os mesmos equipamentos com que vieram de fábrica.

Lucianno
Lucianno
Reply to  Flanker
10 meses atrás

Flanker, então eu tenho uma revista Voar que fala da modernização do Mirage 3 e do F-5 na década de 90. Tem até uma foto do ex-presidente Collor testando um F-5B. Nesta modernização, no caso do F-5, o radar foi substituído pelo mesmo radar do AMX, o SCP-01. Os Mirage 3 tiveram uma modernização mais extensa, além da substituição do radar Cyrano 2 pelo SCP-01, também foram substituídos os motores (pelo motor do Mirage F1) e a instalação de canards.

Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  Lucianno
10 meses atrás

Lucianno,
Nunca houve substituição do radar do F-5 pelo do AMX (que, aliás, só veio a receber o radar há poucos anos, e só num punhado de aeronaves).
Mirage III da FAB também nasceu e morreu com o mesmo radar e não substituiu motores. Apenas houve a adição dos canards (fixos) e atualização de alguns itens da aviônica (rádio e alguma coisa do sistema de navegação, principalmente).
Eu imagino que a revista deva estar falando de um programa de modernização que se pretendia na época, mas ele nunca foi levado a cabo.

Lucianno
Lucianno
Reply to  Fernando "Nunão" De Martini
10 meses atrás

Impressionante como o Brasil negligenciou a aviação de caça. O radar Cyrano 2 já era considerado obsoleto para defesa aérea na França na década de 70, tanto que os Mirage 3 foram transferidos para a Força Aérea Tática (ataque ao solo) e substituídos na defesa aérea primeiro pelos Mirage F1C e depois pelos Mirage 2000C. Enquanto aqui nosso principal interceptador ainda utilizava o Cyrano 2 em meados dos anos 2000!!!!

Flanker
Flanker
Reply to  Lucianno
10 meses atrás

O radar Cyrano II dos Mirage III foi problemático praticamente desde o recebimento das aeronaves…e quando nossos F-103 foram desativados, já não tinham seus radares operacionais há tempos….

Fernando "Nunão" De Martini
Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  Lucianno
10 meses atrás

Sim, Lucianno, mas é bom lembrar que isso foi um processo gradativo na Força Aérea Francesa, começando já quase na metade dos anos 70, quando efetivamente ganharam ritmo as entregas de Mirage F1 de série. Levou vários anos até o Mirage F1C substituir o Mirage IIIC (geração anterior aos nossos Mirage IIIE) nos principais esquadrões dedicados a defesa aérea na França. Ainda tinha esquadrão de além mar equipado com Mirage IIIC na metade dos anos 80. Já os esquadrões que voavam Mirage IIIE, com maior raio de combate e capacidade não só de defesa aérea, mas também de ataque, foram… Read more »

Flanker
Flanker
Reply to  Lucianno
10 meses atrás

Lucianno, você está enganado….nunca houve essa modernização citada por você , nos F-5. Pode ter sido pensada, mas não ocorreu. F-5 brasileiros só foram modernizados no começo dos anos 2000. A modernização dos MIII foi pensada para se mais ampla, inclusive com adoção do motor Atar 9K-50 e novo radar, mas a falta de recursos fez os trabalhos serem bem mais modestos, com as modificações se restringindo à alguns avionicos, rádio e inclusão de alguns comandos na manete e no manche, mas não chegando a ser um HOTAS de verdade. Se pretendia também, dotá-los de sonda REVO, que chegou a… Read more »

Fernando "Nunão" De Martini
Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  Flanker
10 meses atrás

Flanker, talvez ele tenha confundido com modernização a padronização com o radar AN/APQ-159, quando foram recebidos os F-5E/F usados ex-USAF no fim dos anos 80 (os F-5E do primeiro lote da FAB, comprados novos, ainda tinham o AN/APQ-153). Também foram padronizados rádios, instalou-se gradativamente navegação por GPS, enfim, pequenas atualizações.

Modernização mesmo, pra valer, só no começo deste século, como você explicou.

Flanker
Flanker
Reply to  Tadeu Mendes
10 meses atrás

Tadeu, o único período em que algum modelo de Mirage foi o único vetor supersônico da FAB, foi entre 1972 – chegada dos primeiros Mirage III – e 1975 – chegada dos primeiros F-5. Depois disso, sempre tivemos 2 modelos de supersônicos. Quando os Mirage III foram desativados, em 2005, permanecemos com os F-5, o mesmo acontecendo quando os Mirage 2000 foram aposentados, em 2013. Desde 1972 até hoje, a FAB sempre teve ao menos um modelo de caça supersônico operacional.

Fernando "Nunão" De Martini
Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  Tadeu Mendes
10 meses atrás

Tadeu, complementando os demais, a maioria dos Mirage 2000 ainda em uso na França é do modelo D, dedicado a ataque, e que foi a última versão fabricada para a Força Aérea Francesa. São jatos produzidos entre 1993 e 2001, ou seja, ainda estão perto da metade da vida útil. Equipam três esquadrões que operam numa mesma base para racionalizar custos e otimizar o treinamento. Os caças Mirage 2000 que a França desativou até agora eram, em sua grande maioria, aeronaves fabricadas do início a meados dos anos 80, contemporâneos aos que a FAB operou, e bastante voados, do tipo… Read more »

Fernando Turatti
Fernando Turatti
Reply to  Tadeu Mendes
10 meses atrás

O mirage 2000 esteve em linha de montagem por várias décadas. Isso quer dizer que enquanto ainda tinham M-2000 saindo novos da Dassault, já haviam aviões se aposentando ou perto disso.
Os nossos eram da década de 1980 enquanto tinham aviões saindo novos em 2007.

ANDRE DE ALBUQUERQUE GARCIA
ANDRE DE ALBUQUERQUE GARCIA
10 meses atrás

Esse MIRAGE 2000 é lindo!

Franklin junior
Franklin junior
10 meses atrás

Lindas essas imagens e qdo se amplia… SHOW. Parabéns pela matéria. Deixa muitas saudades dos nossos mirages 2000. Sem falar q nessa pintura francesa, assim como eram os nossos, é a q gosto mais. Pena q os nossos futuros aviões não estejam nesses tons de azul c/ branco.

Delfim
Delfim
10 meses atrás

São aeronaves realmente lindas, mas devem aparecer no radar que deve ser uma beleza.
.
Se tivessem ganho o F-X1, agora haveria F-2000-5 para MLU a um custo elevado. Teria sido feito o projeto F-5M ? E o F-39 ?
.
Havia uma hipótese da FAB adquirir Mirages 2000-9 dos Emirados, quando esse comprasse os Rafales, como esses Mirages estão atualmente ?

Antunes 1980
Antunes 1980
10 meses atrás

Por que a França não utiliza os Mirage 2000 em missões de patrulhamento da OTAN e missões na Síria?
Será que mesmo modernizados, eles ainda dão conta do recado?

Luiz Floriano Alves
Reply to  Antunes 1980
10 meses atrás

Entendi muito bem a questão dos contratos de manutenção que expiraram. E os F-5 comprados na Jordânia? Não se aplicaria o mesmo raciocínio de custoxbenefício para aeronaves sem contrato de manutenção do fabricante (bem caros..por sinal)?. Ou temos dois pesos e duas medidas.

Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  Luiz Floriano Alves
10 meses atrás

Luiz Floriano, você misturou alhos com bugalhos. A manutenção do F-5EM/FM, seja nível base ou parque, é feita aqui no Brasil, há muito tempo, pela própria FAB e empresas brasileiras na grande maioria dos itens. Não tem “contrato de manutenção expirado” nesse caso. E é uma frota cerca de 4x maior, servindo em 4 bases diferentes, que a dúzia de jatos Mirage 2000C/B que serviu em Anápolis, e que só o fabricante poderia fazer a manutenção pesada, nível parque (caso fosse contratada – o que se contratou para o Mirage 2000 da FAB foi a logística de peças para realizar… Read more »

Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  Antunes 1980
10 meses atrás

Antunes1980, sua pergunta é pertinente mas parte de uma premissa errada. A França utiliza sim o Mirage 2000 nessas missões. Ou pelo menos utilizou até recentemente. Aqui mesmo no blog tem notícias de relativamente poucos anos atrás (2016) com a França utilizando Mirage 2000D (e até o Mirage 2000N em seus últimos anos de operação) para atacar alvos na Síria e no Iraque, a partir de base na Jordânia. https://www.aereo.jor.br/2016/02/05/troca-da-guarda-na-operacao-chammal-mirage-2000d-rende-o-mirage-2000n/ https://www.aereo.jor.br/2016/07/07/franca-ataca-alvos-do-ei-com-rafale-mirage-2000d-e-atlantique-2/ Foi só em 2017 que resolveram manter apenas Rafale na base jordaniana, somando-se aos que já operavam a partir dos Emirados (do esquadrão Provence). A razão oficial é que… Read more »

Rodrigo
Rodrigo
10 meses atrás

Fotos lindas mesmo…cada foto bonita dos Mirage 2000 parabéns ao fotógrafo