quinta-feira, junho 17, 2021

Gripen para o Brasil

VÍDEO: Pouso do Sukhoi Su-57 no MAKS 2019

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

No vídeo abaixo, o impressionante pouso do caça de quinta geração Sukhoi Su-57 Razor durante apresentação para a imprensa nos preparativos para o Moscow International Aviation and Space Salon. O piloto acionou os paraquedas de frenagem antes do toque das rodas na pista.

O primeiro voo do Su-57 ocorreu em 29 de janeiro de 2010 em Komsomolsk-on-Amur.

Como parte do trabalho de criação do sistema de aviação de 5ª geração e seus componentes, a produção de protótipos do Su-57 foi concluída em 2017, com 10 protótipos da aeronave envolvidos nos testes de voo.

Segundo o fabricante, o Su-57 possui uma série de características únicas, combinando as funções de um caça e um avião de ataque. A aeronave de quinta geração está equipada com um complexo fundamentalmente novo de aviônicos profundamente integrados, com um alto nível de controle de automação e suporte intelectual do piloto. Isso aumenta muito as capacidades de combate de todo o sistema, reduzindo a carga de trabalho do piloto, o que, por sua vez, permite que ele se concentre na resolução de missões de combate.

A aeronave pode usar uma ampla gama de armas ar-ar e ar-superfície, fornecendo soluções para missões de combate e ataque.

O Su-57 tem a capacidade de realizar missões furtivas, devido ao seu baixo nível de visibilidade nos comprimentos de onda do radar, infravermelho e alcance visível do espectro eletromagnético.

- Advertisement -

128 Comments

Subscribe
Notify of
guest
128 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Jean Carlos

o paraquedas não é depois que tocar no chão ?

Vinicius Momesso

Na verdade este tipo de acionamento pouco antes de tocar o solo, foi bastante usada pela URSS sendo pelo visto, continuada pelos russos. Talves seja um treinamento para situações extremas em caso de pistas explodidas ou muito acidentadas. Povo mais ‘desconfiados’ que os soviéticos tá para nascer, vii?

John

Lembro do MiG-31 e das primeiras redes equivalentes de SAM sovieticas que possuiam dezenas de sistemas redundantes e que eram descritos como desenvolvidos por um paranoico obssessivo tentando prever as piores circunstancias. Era de impor respeito.

Italo Souza

Isso é oque torna os equipamentos deles bastante confiável, claro tirando os protótipos que no importando a bandeira sempre vai ter acidentes.

Leonardo Costa da Fonte

Penso que não é uma questão de ser desconfiado ou não. Talvez pelo fato de ter sido o povo mais prejudicado (vítimas) durante a 2GM, eles tenham um filosofia voltada para sobrevivência/resiliência em caso de guerra. Eles não brincam com isto.

HUgo

Acontece que os sistemas de armas de origem russa sempre tiveram muitas redundâncias, talvez pela confiabilidade dos sistemas principais. As tolerâncias são muito altas, sobretudo na manutenção.

Clésio Luiz

Na minha visão foi c@#$% do piloto, acionou antes do que devia. A aeronave ficou bastante instável após o toque na pista, com as superfícies de comando se movendo quase para a deflexão máxima para controlar a aeronave.

Leo Neves

Clésio Luiz
Assistindo outros pousos na Maks 2019 , reparei que em todos as superfícies de comando se movem para aquela posição para ajudar na frenagem para parar o mais rápido possível.

Antoniokings

Pelo título do vídeo ‘Unbelievable Short Landing’ parece ter sido proposital.
Isto poderia fazer sentido para se pousar em pistas muito curtas em situações de emergência.
Mas, o piloto precisa ser muito bom para fazer isso.
Em tempo: Belíssimo avião.

Brunow Basillio

Clésio está pista é bem grande, creio eu que se fosse um acidente ele no mesmo momento poderia ter tomado a decisão de soltar (libera lo da aeronave) o paraquedas e continuar o pouso..

Luís Henrique

Não é isso. Eles demonstraram a capacidade do caça de pousar com pouca pista. O que é importante e algo visado por todos os fabricantes. A SAAB também faz propaganda que o Gripen E precisa de pouca pista para decolar e para pousar. Quanto maior e mais pesada é a aeronave, mais pista ela precisa para decolar e pousar. E muitas vezes não pode operar em todos os aeroportos do país. Portanto essa capacidade de decolar e pousar com pouca pista permite utilizar a aeronave em pistas menores por todo o país. Além das grandes bases militares, da para utilizar… Read more »

Eduardo

Traz aqui no RJ e pousa ele no Santos Dumont, excelente teste, e ainda facilita para tirarmos umas fotos legais

Hugo

Lembrando que foi um pouso tipo “demonstração” uma vez que estava chegando na Moscow International Aviation and Space Salon, repleto de profissionais do segmento, inclusive imprensa (dá até para ouvir os clics dos fotógrafos).

Rafael Coimbra

Tem um vídeo de um Su-22 fazendo o mesmo tipo de manobra… é treinamento, e demonstração de robustez para os presentes!

Chris

Pra mim, me pareceu proposital… Parece ate que o piloto perdeu um tempinho ate estabilizar a aeronave na altura necessaria para abrir o para-quedas.

Só achei muito exagero, alguns sites dizerem que foi uma senhora e impressionante pancada no chão. heheh

Chris

Em tempo… Da pra perceber que ele não tem mesmo uma cobertura stealth como o F-35, F-22 e J-20 ! Até inúmeros parafusos a mostra!

Bardini

A USAF tem voado F-22 sem cobertura stealth, como nesse da imagem que você postou…

Brummbär

Ok.Mas ai eu me pergunto, faz sentido criticar os parafusos no Su57 (na verdade o que aparece na imagem ainda é um dos prototipos), se o mesmo também podem estar voando sem cobertura stealth?

Chris

Ah claro… Vou apresentar pra imprensa a pior versão do produto que pretendo vender !

Não é novidade nenhuma que esse SU-57 não é stealth como os F-22 ou F-35 !

Chris

Se vc foi caçar uma foto dele sem o revestimento… Certamente já viu várias com o revestimento !

Dr. Telêmaco

Se “aparecem parafusos” (???) no F22 isso quer dizer que estão economizando a cobertura RAM. Mas claro que ele é stealth.
Já se “aparecem parafusos” (???) no Su57 é porque ele é mal feito e não tem cobertura RAM, logo, “tá na cara que não é stealth”.
Entendi.

PPrr

O cara é especialista nisso, não sei por que está discutindo conosco, meros mortais.

Gustavo

Foi proposital, é uma técnica, não muito utilizada por “judiar” do avião e ter um grau elevado de risco.

Antoniokings

E Erdogan viu e gostou.

Flanker

E daí?? Então, que compre várias centenas…..,

100nick-Elã

Vai comprar, preocupe-se não

Bosco

E desde quanto do Erdogan é referência pra alguma coisa? rsrsss
Vocês ficam como pinto no lixo quando a Rússia vende seus “produtos” para alguém . rsss

Antoniokings

Desde que que comanda um País com mais de 80 milhões de habitantes, com uma grande e diversificada economia e com Forças Armadas poderosas. As mais poderosas do Oriente Médio.

Flanker

Hahaha….jura?!

Jagderband#44

Arábia Saudita manda lembranças.

Junior

A AS só tem equipamento, porque se for contar com o pessoal que opera esse mesmo equipamento ela tá perdida, se estalar uma bombinha do lado deles, eles saem correndo, não por nada que eles adoram contratar mercenários

paddy mayne

Concordo. A maioria não vê sentido em morrer por um lugar que é mais uma propriedade privada do que um país.

Bosco

Essa propriedade privada dá aos seus cidadãos uma alta qualidade de vida , invejável no mundo. Talvez isso , aliado a fatores históricos, culturais e religiosos, façam os militares sauditas tão competentes e dedicados quanto qualquer outro.

Bosco

Junior, Não confie muito no povo da lacrolândia quando denigrem a AS. Sabemos como eles agem. Pense duas vezes, leia 3 vezes, confira a fonte e procure alguma informação contraditória e compare. A extrema imprensa quer denegrir a AS de todas as formas possíveis ,inclusive ridicularizando suas forças armadas. Qualquer coisa vale na retórica lacratista. E eles o fazem não porque lá é uma ditadura teocrática cruel mas sim porque é um país aliado do Ocidente e em especial dos EUA. Se fosse por causa de lá ser uma ditadura violenta eles viveriam criticando a Venezuela, a Coréia do Norte,… Read more »

Nilton Reis Jr

Esse Bosco não pode ser o mesmo Bosco mauriciodesousa né?! Hahahaahahahahahahah

Bosco

Sinto desapontá-lo, mas sou eu mesmo.

Junior

Bosco, o regime ditatorial, teocrático e financiador de grupos terroristas Saudita se denigre sozinho, aliás é como o paddy mayne comentou, aquilo lá esta mais para uma propriedade privada da família Saud do que um país. O problema maior, a meu ver, é quando essa família começa a querer impor as suas vontades em outros lugares do Oriente Média e mais além, usam o dinheiro do petróleo para armar grupos terroristas, para construir madrassas em países islâmicos da Ásia para radicalizar jovens mulçumanos pobres, oferecem dinheiro para construir mesquitas em lugares como Chechênia, Índia, Bangladesh, Indonésia, Malásia e até mesmo… Read more »

Nilton L Junior

Bah matou a pau, hoje em dia não é facil se Suni.

Leonardo Costa da Fonte

Você tem toda a razão. Para os estudiosos do Oriente Médio, a verdadeira ameaça ao ocidente é a Arábia Saudita, com seus clérigos radicais que incentivam a teocracia e o terrorismo pelo mundo.

Bosco

Junior,
Bela aula sobre a AS! Mas o que tem a ver com meu comentário?
Por conta deles serem tudo isso que você falou (e tenho certeza que são, mas pouco me importa porque estou me lixando pelo Islã) eles são estúpidos e apesar do fabuloso arsenal em estado da arte que têm os sauditas levam um couro de esfarrapados?

Bosco

É tipo assim: por eles serem maus e perversos Alá os condenou a serem péssimos e estúpidos guerreiros.

Bosco

Eu me reservo o direito de não opinar sobre os assuntos islâmicos tendo em vista pra mim eles serem mais complexos do que os marcianos. Pra mim qualquer análise ocidental sobre algo tão complexo como essa quizumba entre a AS e o Iêmen é rasa, parcial, simplista, reducionista… O que me causa espanto é essa atual lacração da extrema imprensa em propagar a incompetência saudita em relação à sua capacidade militar sendo que por outro lado insistem em mostrar a tragédia humanitária que o povo pobre do Iêmen está passando por conta da … guerra. Ora! Se os iemenitas estão… Read more »

Cristiano de Aquino Campos

Os EUA, exepmlo de competencia, pós 10 anos de ocupaçäo enfrentando os esfarrapados; não oa derrotou.

Cristiano de Aquino Campos

Por isso prefiro oa fatos concretos, pois e em volta deles que se desenvolve os argumentos.
Sou ocidental, capitalista e democrata, que acredita que tanto a democracia quanto o capitalismo só são verdadeiros se realizados de forma justa e livre, regido por leis e com um estado laico.
A arabia saldita e democrática?
Tem liberdade de imprensa?
A arabia saudita e capitalista mesmo no sentido pleno da palavra?
Lá tem liberdade religiosa?
O governo e laico?
As respostas as essas perguntas definem o que eles são. O resto são versões.

paddy mayne

Israel manda lembranças.

Matheus

Sauditas tem o equipamento mais avançado e estão levando coro de mastigadores de khat com AKs da idade de nossos pais.

Brunow Basillio

Por falar em coro, os coitados foram atacados hoje por um míssil de cruzeiro, sistemas anti-aéreo não pegou de novo…
A Arábia Saudita pode ser teocráticia, Democracia, ditadura, monarquia etc, Continuam sendo fracos do mesmo jeito, e se os Houthis der uma pressãozinha a mais, dentro de três dias estão rezando e Meca…

Bosco

Brunow,
Põe a fonte pra gente ver.

Antoniokings

Foi publicada na Agência Reuters.
https://br.reuters.com/article/idBRKCN1TO0W2-OBRWD

Bosco

Antonio,
Infelizmente eu parei no título quando li a palavra ” dizem”.

Antoniokings

E os houthis já estão bombardeando o interior da
Arábia Saudita.
Posso estar enganado, mas acredito que o Irã começou a dar uma mãozinha para os houthis.

Junior

Pode ter certeza disso, os Sauditas entraram nessa guerra achando que iam ganhar fácil, tremendo erro de calculo, no final os Sauditas vão acabar fazendo um acordão com eles por debaixo dos panos

Nilton L Junior

Uma mãozinha ou uma baita mão.

Bosco

“as mais poderosas do OM”
Mas até ontem era o Irã com suas centenas de milhares de mísseis capazes de reduzir Israel a cinzas.

Theo Gatos

Vc excluiu Israel do oriente médio porque?
.
Sds

Munhoz

Acredito que os. Russos escondem o jogo, isso que estamos vendo é um protótipo quase concluído, falta o motor e nisto eles estão atrasados, devem estar montando a fábrica para à fuselagem final por isso os rebites (que provavelmente vão sumir com os modelos definitivos) as entradas de ar e o corpo das mesmas não são as definitivas, eles já devem ter outra para os novos motores, enfim vamos aguardar para ver, eu acho que daqui a uns 2 anos teremos uma surpresa com a versão definitiva deste caça .

Flanker

Não tô nem um pouquinho preocupado….só quero ver ele comprar centenas……

William Duarte

Vamos no chutômetro- Quantos metros para aterrizar?
– Uns 600? –
Para decolar carregadão quantos metros ele precisa?

BILL27

neste landing ele deve ter percorrido nem 400 metros …ja pra decolar ele precisa de bem mais que isso

José Machado

Bem mais que isso acho meio forçado. A relação peso/potencia dele é bem baixa, ainda mais com TVC. Há vídeos dele correndo pista em segundos. Não tenho dados, mas apostaria um takeoff de uns 800m carregado, talvez menos.

BILL27

carregado??? os videos que vc viu deve te sido dele desarmado e com pouco combustivel .lembre se que ele esta com os motores antigos .

José Machado

São os motores do SU35. São muito potentes, com TVC e taxa de empuxo muito alta.

Luiz Guilherme

Pode até ser que ele não seja stealth como o F-35, mas certamente é muito mais bonito.

100nick-Elã

“Pode até ser que não seja stealth como o F-35”

EStá cheio de engenheiro especializado, que sabe mais que a USAF e a Sukhoi aqui.

Flanker

Sujeito, até que se prove que o aparelho russo é mais discreto que o avião dos EUA, o que o Luiz Guilherme escreveu é válido! Por mais que tu fique brabinho…..

JPC3

Quem disse que não era tão stealth quanto o F-35 pela primeira vez foi a própria Sukhoi, depois foram analistas russos e americanos, por fim os indianos.

Mas não é demérito dos russos, é que as necessidades e recursos deles são outros.

Bosco

JPC3, Num primeiro momento a Sukhoi disse que o Su-57 não era Stealth de verdade e que o seu RCS era bem inferior ao dos caças de 5ªG americanos, mas aí resolveram o problema do mesmo jeito que o Lula acabou com a fome e a pobreza no Brasil, mexeram no modo de avaliação. Ou seja, utilizaram a velha tática da “embromation” e no processo em vez de melhorarem o produto deles eles avaliaram de forma mais pessimista o produto alheio e aí o Su-57 ficou com RCS igual ao do F-22. Simples!!! Papel, tela de computador, cabeça de gente… Read more »

Luís Henrique

Rss. Na verdade não foi bem assim Bosco. A Sukhoi nunca revelou detalhes da RCS do Su-57 oficialmente. A única divulgação foi do engenheiro chefe do Pak-Fa, Alexander Davidenko, que deu uma declaração em 2010 que a RCS do F-22 Americano era de 0,3 a 0,4 m2. E que o Pak-Fa teria uma RCS Próxima à essa. Nos sites ocidentais isso foi interpretado como se a RCS frontal do Pak-Fa fosse de 0,3 a 0,4 m2 e alguns passaram a crer que seria equivalente aos eurocanards de 4a geração Plus. Sendo a RCS frontal do F-22 de 0,0001 m2 dependendo… Read more »

Munhoz

Quando terminar o desenvolvimento do novo motor, talvez corrijam as entradas de ar e o corpo .

RENAN

Magnífico
Pode não ser furtivo mas daqui a 10 anos com certeza será a linha de frente russa.
É bonito o avião

José Machado

Parece ter sido controlado. O impacto fica dentro do curso dos amortecedores do trem, não se deu o “seco”. Se não foi, o projeto do amortecedor contemplou esse tipo de carga.

Fabio Araujo

Parece que foi um erro do piloto, mas se perguntarem vão dizer que foi um teste para mostrar como o caça pode pousar numa pista curta!

Antoniokings

É muito difícil (ou impossível) acreditar que um piloto de Su-57 cometeria um erro crasso desses.
Certamente é uma manobra para pouso em pistas muito curtas.

Clésio Luiz

Tonhão, erro de piloto acontece voando em qualquer máquina. E não é a primeira vez que eles fazem demonstrações públicas de erros com protótipos:

https://youtu.be/Yh-kuztsE1s?t=37

Flanker

Clésio, Para indivíduos como esse, russos, chineses, turcos e cia são infaliveis….nunca cometeriam erro algum…claro que tem o vídeo que você postou, mas é capaz de inventar uma desculpa para justificar….

NEI

Isso é verdade Flanker rsrs. Esperando a desculpa….

Tiger 777

Galante e Nunão, vocês por gentileza, teriam mais informações sobre as futuras turbinas do SU-57, encontrei um comentário aqui no poder aéreo, que seriam ” turbinas 3D com bocal serrilhado” e se há previsão de quando elas estarão disponíveis???

Antecipadamente agradeço.

Ozanam Thales/Porto Velho – Rondônia.

nonato

Como está o combate as queimadas aí na região, colega?

Tiger 777

Oi Nonato, a FAB, tá fazendo sua parte. O aeroporto de manhã costuma ficar fechado, devido as queimadas.

Brunow Basillio
Tiger 777

Grato Brunow, vou ver.

Claudio

Não chega nem perto da pancada de um caça em porta aviões, aquilo lá sim é pancada

BILL27

trem de pouso do 57 é mto robusto

Davi

Por que o uso de paraquedas? A pista é muito curta?

BILL27

exibição para pistas curtas

Aldo Ghisolfi

Bons os comentários…
De observar que ninguém mais fala em ‘soltar pecinha’…

Carlos Ravara

Notei isso também, estão tratando do assunto com seriedade, mas vamos ver quando outros comentarem.

Alison Lene

vdd parceiro. kkkkkkkkkk

Elint Meteor

Mas deu pra notar que as “aletas” estavam meio frouxas.
Estavam parecendo movimentos esparsos de aviões de rádio controle.
Parece mesmo que vai soltar algumas pecinhas…

BILL27

isso se aplicava mais a produtos chineses

Bosco

O controle de qualidade russo e seus requezitos de segurança não são dos melhores do mundo mas não chega ao ponto de cair pecinha.

Victor Filipe

se o intuito era mostrar a capacidade do avião em pousar com pouca pista, então não tem porque estranhar a “pancadinha” na hora do pouso.

Luís Henrique

O Su-57 possui várias capacidades muito interessantes. Os radares Laterais, nas ‘bochechas’ do bico da aeronave ampliam muito o angulo de cobertura, assim como o sistema Swithplate dos nossos Gripen E. Além de aumentar a área de cobertura do radar, isso é muito útil para não perder a consciência situacional ou a atualização de mísseis disparados, quando realizando manobras do tipo Beaming, para se evadir do radar inimigo. Para quem não sabe, os radares pulso doppler avaliam a velocidade do alvo se aproximando ou se afastando e detecta o alvo mais facilmente quanto maior for a sua velocidade. A manobra… Read more »

Bosco

Luiz,
O caça tem 6 radares AESA e consegue custar a metade de um F-35? Então ele custa menos que um Su-35?
*Você não acha que a solução de 6 radares num caça stealth que em tese deva controlar suas emissões para não ser detectado de forma passiva é um tanto quanto controversa?
**A cobertura em 360º do DAS do F-35 não seria mais adequada para operações furtivas?

Leo Neves

Bosco
Controlar a emissão de 1 radar ou 6 não deve ter muita diferença , deve seguir a mesma regra .
Uma duvida , é possível detectar a emissão de radar traseiro do Su-57 estando na frente ? Ou somente é possível detectar se as ondas de radar estiverem direcionadas para o inimigo?

Luís Henrique

Bosco, com relação ao valor do caça são estimativas. Em um eventual contrato custará bem mais pois envolverá treinamento, sobressalentes, infra-estrutura e tudo mais que você bem sabe. Mas o preço do caça fly-away é estimado nessa faixa de metade do preço do F-35. A razão principal para isso é o Rublo que é uma moeda bem desvalorizada frente ao dólar. Sobre os radares, os dois na banda L que ficam na asa parece que são mais transmissores usados para identificação amigo-inimigo e para guerra eletrônica. O radar de causa (traseiro), alguns citam que é um radar como eu descrevi.… Read more »

Bosco

Luís,
Entendido. Ótimos argumentos.
Valeu!

Luís Henrique

Obrigado Bosco.

JPC3

Olha, acredito que custará bem mais da metade de um F-35, pois isso seria o mesmo preço das versões mais modernas do Fulcrum e consideravelmente menor que o custo de um Su-35 Já vi também a notícia de que o Su-57 custaria 45 milhões de dólares mas acho que esse custo não é o final, talvez seja dos protótipos sem os sistemas de armas ou incompleto. Tem outras fontes que sugerem um preço superior a 100 milhões só para a aeronave. Claro, o rublo vale menos, mas é um avião maior que o F-35, com dois motores, 5 ou 6… Read more »

Bosco

JPC3,
Concordo!
Se o custo do Su-57 é inferior ao do F-35A tendo em vista a cotação do rublo frente ao dólar então não há o que se falar em custo menor. Ambos deveriam ser avaliados em relação ao dólar ou em relação ao rublo.
Não tem lógica alguma um caça bimotor com 6 radares AESA e do qual algumas poucas unidades serão fabricadas custar menos que um monomotor com 1 AESA e do qual se esperam fabricar mais de 3000 unidades.
Salvo é claro se os russos forem mágicos .

JPC3

Se dividir os custos de pesquisa e desenvolvimento do Su-57 pelas 76 encomendas anunciadas até agora já daria mais de 100 milhões por unidade antes do caça começar a ser construído.

Luís Henrique

JPC3 e Bosco. Existe uma diferença grande entre custo fly-away e o custo do contrato completo. Vocês sabem que inclui treinamento, suporte, sobressalentes, infra-estrutura, armamentos, etc. A estimativa de custar U$ 45 mi a unidade é o custo fly-away do Su-57. Ou seja, a aeronave completa, porém sem os adicionais citados acima. Em um contrato completo o custo estimado é de cerca de U$ 100 mi. O valor de U$ 89 mi do F-35 A é somente do custo fly-away. Esse valor está caindo para cerca de U$ 80 mi nos próximos lotes. Mas analisem os contratos estrangeiros de compra… Read more »

Luís Henrique

Apenas um complemento. O câmbio altera os preços de forma significativa quando convertemos uma moeda para outra, para mais ou para menos. Uma cerveja nacional comprada em um restaurante, na França vai custar 5 euros, na Argentina 2 euros e na Rússia 1,4 euros. Quando o produto não é produzido no país e precisa ser importado, aí ocorre o oposto, ele fica caro para o cidadão que recebe em Rublo ou Peso e vai comprar um produto importado com preço em Euros. Mas como a Rússia não compra armamentos de outros países, e nem utiliza muitos fornecedores externos na cadeia… Read more »

JPC3

É que fica estranho achar que custa o mesmo preço de um Fulcrum que é 45 milhões só a aeronave.

Apenas dividindo os 10 ou 15 bilhões dos custos de desenvolvimento por 76 unidades encomendadas já é mais de 100 milhões cada um.

Penso que esses 45 milhões que foram divulgados é uma informação bastante imprecisa e incompleta. Visto que para a força aérea russa o Su-35 tem saído por 60 milhões. E quase sem 100 milhões para os chineses.

JPC3

Também li que o custo será de 40 milhões, mas não confiei muito nessa afirmativa.

Luís Henrique

JPC3 o MiG-29 foi adquirido pela Índia de 2004 ou 2005 para cá por U$ 40 a U$ 45 mi a unidade no valor total do contrato. Não foi preço fly-away. Foi preço final do contrato, dividido pelo número de Fulcrun. Já o Su-35 foi adquirido pela China por cerca de U$ 83 mi. Preço final de contrato. O Su-57 é estimado em U$ 45 mi a U$ 54 mi preço fly-away. Em um contrato é estimado em torno de U$ 100 mi ou um pouco mais, dependendo do número de aeronaves adquiridas e os ‘acessorios’ pedidos. Portanto, não é… Read more »

MGNVS

Luis Henrique
Saudacoes.
Excelente analise tecnica. Parabens.
Sao comentarios tecnicos iguais ao seu é que agregam grande conhecimento ao site.
Realmente dá gosto de ler.
E igual vc disse e outros aqui nao entendem ou se fazem de desentendidos, os armamentos russos e a doutrina de combate russa sao totalmente diferentes do Ocidente.
Em tempo, esse SU-57 ficou muito bonito.
Agora uma pergunta: cancelaram o Projeto S-37 Berkut? Aquele com asas em FSW enflechamento negativo?

Luís Henrique

MGNVS, obrigado pelo elogio.
O Su-47 Berkut que no início era chamado de Su-37, era um projeto que visava inicialmente um caça embarcado em navios aeródromos.
Ele nunca entrou em produção. Sabe-se que foi utilizado como aeronave experimental onde a Rússia desenvolveu algumas tecnologias. Inclusive é divulgado que foi usado para desenvolver algumas tecnologias para o Pak-Fa (Su-57). Mas que eu saiba nunca passou disso. Nunca foi produzido. Ficou somente no protótipo.
Ele está na MAKS 2019 como mostra estática.

MGNVS

Luis Henrique
Obrigado pelas informacoes e esclarecimentos, eu realmente tinha essa duvida sobre o projeto do SU-47 Berkut.

Mauro

Ele larga o paraquedas no meio da pista?

Justin Case

Olá, amigos.

Acionar o paraquedas antes do pouso é mais velho que o Mirage III. Concordo que o erro do piloto foi ficar passeando com ele e largar no meio da pista. O normal seria alijar o paraquedas na lateral da pista (do lado contrário ao vento) assim que estivesse controlado após o pouso.
Abraços,
Justin

Justin Case

Em complemento,
Olhando melhor, vê-se que o piloto acionou o paraquedas muito cedo. O tempo entre a decisão de comandar o paraquedas e tê-lo inflado é em torno de dois segundos. O paraquedas deve ser acionado (em voo) durante o arredondamento, de modo que ele complete sua abertura (inflado) quando as rodas estiverem tocando o solo. Isso, é claro, se for decidido esse procedimento. Há sempre o risco de erro de pilotagem, que pode causar pouso duro como esse do vídeo.
Abraços,
Justin

Mordecai

Todo avião que eu conheço que utiliza drag chutes possui mecanismo de segurança que só habilita o lançamento do paraquedas de frenagem com o sensor de peso nas rodas acionado. Do contrário, um acionamento inadvertido desse paraquedas em voo teria consequências catastróficas. Ou os russos estão inovando, ou me parece falha de sistema e/ou do piloto.

Antunes 1980

O que era para ser algo positivo ficou parecendo um problema técnico da aeronave.

Foxtrot

E pensar que já poderíamos estar operando o poderoso SU-35BR montado na Avibras (proposta do FX-1) e início de recebimento de um quinta geração puro sangue com transferência de tecnologia como o SU-57 (na época denominado PAK-FA).
Mas !!!

Nilton L Junior

Tem um caça ai que se pousar desse jeito o trem de pouso pode quebrar

Flanker

Sério?! Será que não corrigiram?! Será que os russos e chineses tb não fazem merd@? Bem….com esse negócio aí, de ursal, vemos bem a capacidade cognitiva…..

JPC3

Pousa em porta aviões que é bem pior.

Nilton L Junior

Sem duvida.

JPC3

Não vi problema, pouso curto que pode ser muito útil em pistas danificadas ou estradas. Um pouco inusitado mas não achei o erro.

Dumont
Marco

Pelo visto já praxe entre os pilotos da ex URSS . Olhem este TU-154!! Abre os reversores antes do toque na pista.

https://www.youtube.com/watch?v=clxQd62e8-s

Delfim

Me chamou a atenção as grandes rodas e pneus do Su-57, tradição russa desde o MiG-27, e a grossa perna do trem de pouso, o que deve garantir o pouso catrapo sem problemas. . É uma belíssima aeronave, com uma aparência muito atraente, sinuosa, ao contrário do estilo caixa do F-35. Arriscaria até dizer que tem algo de sensual, as carenagens curvilíneas e salientes dos motores dão uma impressão de… vcs sabem ! . Os lemes integrais me impressionaram muito. Devem fazer o papel de speedbrakers, que os Flankers possuem. E devem fornecer uma excelente manobrabilidade. O Su-57 parece mais… Read more »

smichtt

Desculpem-me pela ignorância, mas o que é aquela estrutura localizada na parte de trás das rodas do trem de pouso dianteiro? Freios? Obrigado.

Justin Case

Olá, Smichtt.

São calotas para evitar que o spray de água e detritos sejam ingeridos pelos motores quando o avião opera em pista molhada (alagada).
Abraço,

Justin

smichtt

Obrigado, Justin.

Abraço.

Kemen

Como apenas aeronave, tem o desempenho ligeiramente melhor que o F-35 CTOL, todavia não tem (pelo menos ainda) versão STOVL nem CATOBAR, a grande vantagem do F-35 que tem mercado praticamente cativo com a versão STOVL disputando apenas com o J-18 da China.

Reportagens especiais

O Saab Gripen E/F de Nova Geração

A filosofia de melhoramentos nas aeronaves, no caso do Gripen, é introduzi-los gradativamente, sem os grandes saltos normalmente realizados...
- Advertisement -
- Advertisement -