Home Aviação de Ataque Após troca das asas, A-10 Thunderbolt II vai voar até 2030

Após troca das asas, A-10 Thunderbolt II vai voar até 2030

8044
58
A-10 Thunderbolt II
A-10 Thunderbolt II

No mês passado, a Força Aérea dos EUA completou o programa de extensão de vida útil da frota de jatos A-10, que teve início em 2011.

Durante um período de oito anos, um total de 173 asas foram substituídas. A maior parte do trabalho foi completada pelo 571º Esquadrão de Manutenção de Aeronaves no Centro Logístico da Ogden Air, Hill AFB (UT). Esta unidade substituiu 162 asas. As onze restantes foram substituídas em Osan AB (Coreia do Sul).

O primeiro “Warthog” a receber novas asas foi o 80-0173 em 2011. O último a receber novas asas foi o 80-0252 em julho de 2019.

Durante o processo de substituição, os mantenedores encontraram diferentes desafios. Várias modificações e novas peças tiveram que ser feitas. As peças também foram adquiridas dos A-10 estocados no 309º Grupo de Manutenção e Regeneração Aeroespacial da Base Aérea de Davis-Monthan, (AZ).

As asas foram construídas pela Boeing em sua fábrica em Macon (GA). As aeronaves devem durar cerca de 10 mil horas de voo. A boa notícia é que essas asas devem permitir que o A-10 continue voando até o final da década de 2030.

Isso é uma grande reviravolta para um avião que quase foi retirado de serviço em diversas ocasiões.

 

FONTE: Scramble

Subscribe
Notify of
guest
58 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
DOUGLAS TARGINO
DOUGLAS TARGINO
1 ano atrás

Sou extremamente apaixonado por este avião! Queria tanto em ver pelo menos 12 belezinhas dessas aqui no Brasil!

JOAQUIM ROCHA
JOAQUIM ROCHA
Reply to  DOUGLAS TARGINO
1 ano atrás

Idem, acho ele show de bola

paulop
paulop
Reply to  DOUGLAS TARGINO
1 ano atrás

Com a crescente aprovação dos EUA e Brasil, não custa sonhar em ver uns 12 lá pra Boa Vista ou mesmo Manaus… pra evitar futuros problemas…
Esse avião é quase um tanque voador…
Abraço

Pedro Santos Jr
Pedro Santos Jr
Reply to  DOUGLAS TARGINO
1 ano atrás

Aproveitando a nova amizade com Trump para fazer o que deveria ter sido feito: deixar os Super Tucano apenas como treinadores na AFA e um avião de combate de verdade nos esquadrões do 3º GAV.

DOUGLAS TARGINO
DOUGLAS TARGINO
Reply to  Pedro Santos Jr
1 ano atrás

Discordo amigo, o super tucano faz seu trabalho muito bem, este tipo de aeronave seria massa para pegar uns 30 caras dentro de uma mata e levar o chumbo de 30mm!

Tomcat4.0
Tomcat4.0
Reply to  Pedro Santos Jr
1 ano atrás

Você acha pouco as duas .50 (uma em cada asa do ST) ???
“C” tá doido !!!rs

paddy mayne
paddy mayne
Reply to  Pedro Santos Jr
1 ano atrás

Não são armas excludentes. E apesar da admiração pela maquina, não sei se é ideia boa para o Brasil. Esperando o Bosco dar a opinião dele.

MMerlin
MMerlin
Reply to  Pedro Santos Jr
1 ano atrás

Para o nosso cenário, o ST é mais apropriado.
Como disse o amigo Tomcat, duas .50 dão mais do que conta do recado.
O custo por hora de vôo do A-10 é de US$ 7 mil.
O do ST US$ 1 mil.
Isto sem levar em consideração o custo da munição.
O A-10 é uma aeronave única e linda, mas não precisamos dela.
Pelo menos, não nesse momento.

JPC3
JPC3
Reply to  MMerlin
1 ano atrás

Também acho o ST suficiente para nós, mas um disparado de 30 mm vale por 6 ou 7 de .50, talvez até mais.

Eduardo
Eduardo
Reply to  Pedro Santos Jr
1 ano atrás

O A10 nasceu como um Tank killer embora possa ser utilizado perfeitamente em missões de COIN e CAS impondo respeito, porém é caro de se manter e utilizá-lo em locais onde não há perigo real de fogo antiaéreo é um desperdício de dinheiro. Os EUA já perceberam isso e estão buscando um avião que cumpra a missão de COIN e CAS em locais onde não há perigo de fogo antiaéreo com custo menor, sendo que muitos militares lá querem o ST para isso. No nosso cenário atual o ST é mais do que suficiente para COIN e CAS, pois nas… Read more »

Peter nine nine
Peter nine nine
Reply to  DOUGLAS TARGINO
1 ano atrás

Mas… Qual seria a real utilidade dele no Brasil na vossa opinião?

Sergio Prado
Sergio Prado
Reply to  DOUGLAS TARGINO
1 ano atrás

Custo operacional extremamente caro……

paddy mayne
paddy mayne
Reply to  Sergio Prado
1 ano atrás

Não sou especialista, mas acredito ter lido o oposto. Era uma das máquinas mais baratas de se operar na USAF. Só precisa ver se o “barato” deles é caro para nós.

Naamã
Naamã
Reply to  DOUGLAS TARGINO
1 ano atrás

Tá maluco?Com tanto equipamento bom nos EUA você gama no ST piorado.

paddy mayne
paddy mayne
Reply to  DOUGLAS TARGINO
1 ano atrás

Avião cheio de ideias interessantes. A posição do profundor protege o motor contra MANPADS. Tem aquele canhão icônico, verdadeiro moedor de carne. A parte traseira é “feita em duplicata”, ou seja, mesmo que perca um motor, um profundor e uma deriva continua voando. Sinistro. Espero que nunca seja usado contra nós…

Luiz Trindade
Luiz Trindade
Reply to  DOUGLAS TARGINO
1 ano atrás

Sonhar não custa nada… Essa aeronave daria um caldo bem legal na infantaria inimiga…

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
1 ano atrás

O Talibãn descurtiu essa notícia…

Luiz Trindade
Luiz Trindade
Reply to  Willber Rodrigues
1 ano atrás

Kkkkkkkkkkk

filipe
filipe
1 ano atrás

Depois do F-15 , esse é o cara da USAF…

Harri Wolpert
Harri Wolpert
1 ano atrás

Na guerra do Iraque foi o destruidor de tanques….show

Maurício.
Maurício.
1 ano atrás

Lembro que passou na TV em 2003 um soldado iraquiano atirando em um matagal na margem de um rio onde supostamente um piloto de A-10 abatido havia ejetado, tem até uma imagem na revista tecnologia e defesa da época.
Na verdade o piloto não estava na margem do rio e foi resgatado logo depois da ejeção, dizem que voltou a voar 48 horas depois do incidente.

pampapoker
pampapoker
Reply to  Maurício.
1 ano atrás

Me falaram que foi um drone derrubado.

Maurício.
Maurício.
Reply to  pampapoker
1 ano atrás

Pampa, na época lembro de alguma coisa relacionada a um drone também, mas foi um A-10 mesmo, achei uma matéria da época.
http://www.aero-news.net/index.cfm?do=main.textpost&id=34952d2a-1b84-4782-be5c-1b5097729c2b

leonidas
leonidas
1 ano atrás

Nossa 123 caças modernizados em tão pouco tempo.
Se fosse no Brasil a modernização pretendida seria para 20 ou 25 caças, para no fim de intermináveis 10 ou mais anos só conseguirem modernizar 12 unidades por falta de verba…

Aldo Ghisolfi
Reply to  leonidas
1 ano atrás

Quais foram os aviões que modernizamos?

Aldo Ghisolfi
Reply to  Aldo Ghisolfi
1 ano atrás

O que significa negativar uma pergunta? Que ela não poderia ter sido feita?

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Aldo Ghisolfi
1 ano atrás

É coisa do carluxo

Kemen
Kemen
Reply to  Aldo Ghisolfi
1 ano atrás

Significa que tem gente presionando o dedinho a toa sem saber nem o porque. Eu acredito que independentemente da opinião de cada um, o regime atual é democratico isso indica que devemos respeitar as opiniões de quem quer que seja, por mais diferente que sejam das suas “dedinho maluco’.

Aldo Ghisolfi
Reply to  Kemen
1 ano atrás

Perfeito… mas negativar uma pergunta?

samuka
samuka
Reply to  Aldo Ghisolfi
1 ano atrás

os F5M, AMX, os A4 da marinha….

Kemen
Kemen
Reply to  Aldo Ghisolfi
1 ano atrás

Aviões de combate: F-5 para F-5BR, alguns A-4 Ku (talvez 2), e talvez outros que não me vieram agora a memória.

Fabio Mayer
Fabio Mayer
Reply to  Kemen
1 ano atrás

Os A-4 são um caso à parte: fala-se de modernizá-los há 20 anos, e se conseguiram fazer 3 é muito!

Galeão
Galeão
Reply to  Aldo Ghisolfi
1 ano atrás

A-4 Skyhawk,F5,AMX etc

ELTON R
ELTON R
1 ano atrás

a USAF sabe que o que salva vida dos soldados em campo e um CAS que com poder de destruição,prescisão e rapidez que somente o A10 e capaz de fazer,

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  ELTON R
1 ano atrás

Favor nao esquecer do Apache. Outro matador de tanque como o A-10 e tambem CAS.

Kemen
Kemen
Reply to  Tadeu Mendes
1 ano atrás

O AH-1 Sabre da FAB também pode destruir blindados.

Thiago Telles
Thiago Telles
1 ano atrás

Isso é um tanque com asas. Lindamente feio.

Tomcat4.0
Tomcat4.0
Reply to  Thiago Telles
1 ano atrás

Assim como o Mi-35 (Sabres na FAB) é um tanque com hélices/rotor e tbm lindamente feio pra kauaka. 😉

Thiago Telles
Thiago Telles
Reply to  Tomcat4.0
1 ano atrás

Concordo. Atw o apache é feio e esquisito. Parece um grilo.

Tomcat4.0
Tomcat4.0
1 ano atrás

Fantástica máquina. Feliz em saber que sua aposentadoria se reprogramou pra quase vinte anos pra frente. Tem muita gente triste com esta notícia com certeza neste mundão de guerras e conflitos em que o tio Sam vive !!!

Carlos Campos
Carlos Campos
1 ano atrás

Duro de Matar

Peter nine nine
Peter nine nine
1 ano atrás

Long live the warthog
And remember, alwase “call the ugly early”

MBP77
MBP77
1 ano atrás

“… um total de 173 asas foram substituídas”.
*
Estes números correspondem a um conjunto de asas ou são unidades (lado) mesmo?
Se for a 2ª opção (não creio), significaria dizer que alguns aparelhos só precisaram ter uma parte das asas (lado) substituídas.
A não ser que seja uma peça única, o que não parece ser o caso no A-10.
Sds.

Jagderband#44
Jagderband#44
1 ano atrás

E o neto do Stuka continua a voar.
Equipamento norte americano é longevo hein..

Bruno Albuquerque
Bruno Albuquerque
Reply to  Jagderband#44
1 ano atrás

ta mais pra um IL-2 Sturmovik

Jagderband#44
Jagderband#44
Reply to  Bruno Albuquerque
1 ano atrás

Um ás de Stuka deu vários pitacos no projeto dele.

Kemen
Kemen
1 ano atrás

Acho muito bom que tenham mantido em operação o destruidor de tanques, o melhor se não um dos melhores, projetado e construido para apoio ao solo. No Iraque fez miserias.

Mr.White
Mr.White
1 ano atrás

Interessante que eles estenderam o programa do Warthog, mas como ficara o programa de atualizacao das aeronaves de ataque leve que o nosso S.T esta participando?
Isso afetara em alguma coisa?

Abracos!

Mauricio R.
Reply to  Mr.White
1 ano atrás

Não, não afeta nada o que o Warthog faz, o ST somente sonha em fazer.

Eduardo
Eduardo
Reply to  Mr.White
1 ano atrás

São coisas diferentes, eles querem usar aviões como o ST em missões de COIN e CAS em locais onde o espaço aéreo não é contestado ou de conflitos de baixa intensidade. Locais onde usar um A10 é um desperdício de dinheiro pelo seu custo alto de operação.

Assim, eles vão reservar o A10 para missões mais perigosas em locais onde o ST e similares não podem se meter.

Wagner
Wagner
1 ano atrás

Merece entrar no rol dos imortais.

Luiz Trindade
Luiz Trindade
1 ano atrás

Os EUA viram que seria uma estupidez sem tamanho tirar essas aeronaves de serviço agora. Elas são únicas em sua função e não tem nenhuma que substitua ela, pelo menos por enquanto, em sua função de maneira excepcional.

Antunes 1980
Antunes 1980
1 ano atrás

Um tanque sobre asas! Seu apoio aéreo é tão poderoso que já salvou a pele dos americanos e ingleses no Iraque e Afeganistão.

Régis Athayde
Régis Athayde
Reply to  Antunes 1980
1 ano atrás

Pois é, um grande avião de ataque sem dúvidas. Mas toda vez que vejo ele não deixo de lembrar o caça de combate usado pela Organização Cobra, a ameaça mundial enfrentada pelos Gie Joe kkkkk.

Esag
1 ano atrás

Sem dúvida uma bela máquina mais ST brasileiros está concorrendo com grandes chances de ser vencedor para substituir o A 10 em em muitas operação por a hora de vôo do ST custa um quinto do valor do A10

Mauricio R.
1 ano atrás

Esqueçam o IE, o Taliban e a Al-Qaeda, se esqueçam também dos chineses e dos russos, da Merkel e do Macron, esta aeronave é o inimigo número 1; da USAF.
Sobrou pra ti, F-35…

Hugo J T Carvalho
Hugo J T Carvalho
1 ano atrás

O A 10 é um avião magnífico.

José Luiz De Martini
José Luiz De Martini
1 ano atrás

Os A 10 são destinados especificamente contra veículos terrestres. A região de selva não comporta este tipo de inimigo. Aí de fato vale o ST é helicópteros.