Home Aviação de Caça Typhoons da RAF interceptam bombardeiros russos

Typhoons da RAF interceptam bombardeiros russos

6649
103

Dois caças Eurofighter Typhoon da Força Aérea Real e um avião-tanque Voyager foram acionados em 12 de agosto de 2019.

Desta vez, os caças foram lançados da base RAF Lossiemouth para interceptar dois Tupolev Tu-142 Bear que foram detectados no radar enquanto se aproximavam do espaço aéreo do Reino Unido. Os Bear foram interceptados escoltados no espaço aéreo internacional pelos Typhoon e foram apoiados por um Voyager da base RAF Brize Norton.

Enquanto isso, dois Typhoon da RAF desdobrados na base aérea de Amari (Estônia), como parte do Policiamento Aéreo do Báltico, foram acionados no mesmo dia para interceptar um Bear e dois Su-27 no Mar Báltico.

FOTOS: RAF

Subscribe
Notify of
guest
103 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Antunes 1980
Antunes 1980
1 ano atrás

Por que a RAF não envia seus F-35 para estas missões de interceptação?
Com certeza essa lata velha da era soviética não saberia de onde chegaram os caças furtivos.

Clésio Luiz
Clésio Luiz
Reply to  Alexandre Galante
1 ano atrás

Fora que ele não atingiu os tempos de aceleração de projeto, sendo o modelo C especialmente afetado, com dezenas de segundos abaixo do esperado.

Washington Menezes
Washington Menezes
Reply to  Alexandre Galante
1 ano atrás

É capaz de não acompanhar a lata velha e precisar de mais dois typhoom para escolta-los

JPC3
JPC3
Reply to  Alexandre Galante
1 ano atrás

Até porque esse bombardeiro voa a mach 4….

Jmgboston
Jmgboston
Reply to  JPC3
1 ano atrás

Mach 4????? Um turbo hélice? Vc quer dizer pouco menos de mach 1 ou esta falando sério?

Clésio Luiz
Clésio Luiz
Reply to  Jmgboston
1 ano atrás

Whooosh

Pedro
Pedro
Reply to  Jmgboston
1 ano atrás

Na verdade ele atinge de 750 a 850 kmh
.

Kemen
Kemen
Reply to  Pedro
1 ano atrás

920 Km/h – 6.400 Km, se fosse a versão D seria um avião “olheiro” que passa informações aos navios para disparos de misseis de longa distância. Acredito que é a versão E, com cameras opticas para reconhecimento maritimo.

JPC3
JPC3
Reply to  Jmgboston
1 ano atrás

Não estava falando sério. Só estava dizendo que quase todas essas interceptações são subsônicas, inclusive no caso dos Tu-160.

Não faz diferença a velocidade do F-35. A questão é que os ingleses usam o modelo B que é mais dedicado ao ataque.

Essas interceptações são rotineiras e esses aviões são monitorados desde muito antes quase sempre, ninguém sai desesperado para chegar no “alvo”.

Não tem pressa.

Augusto Mota
Augusto Mota
Reply to  JPC3
1 ano atrás

Vocês são uns pândegos mesmo, esse TU-95 voa a mais de 700Km/h, quem vai interceptar tem poucos minutos antes dele sair do seu espaço aéreo, pois geralmente voam no limite da fronteira e o que se quer é interceptar ainda DENTRO do espaço aéreo, pra mostrar a invasão, não quando já saiu, portanto, precisa ser supersônico para chegar a tempo antes dele evadir-se, o que basta alguns minutos, senão o interceptador fica com cara de b*nda.

JPC3
JPC3
Reply to  Augusto Mota
1 ano atrás

Vocês acham que o eurofighter voou a mach 1.5 para essa interceptação?

Só olhar a foto com tanque externo subsônico……

Thiago Telles
Thiago Telles
Reply to  JPC3
1 ano atrás

Para chegar no alvo faz sim diferença.

Kemen
Kemen
Reply to  JPC3
1 ano atrás

F-35 C é a versão mais desenvolvida. A versão B é maritima.

Flanker
Flanker
Reply to  Kemen
1 ano atrás

F-35C é a versão naval (embarcada), de decolagem e pouso convencional, desenvolvida para a US Navy. A versão C é a única capaz de ser lançada por catapulta. A versão B é a de decolagem curta e pouso vertical (STOVL), desenvolvida visando o US Marine Corps, mas que vendeu também para o Reino Unido. Mas, nenhuma delas é restrita apenas a operação embarcada.

wilsonfradefilho
wilsonfradefilho
Reply to  Jmgboston
1 ano atrás

Único turbo-helice supersônico que existe.

Flanker
Flanker
Reply to  Jmgboston
1 ano atrás

Ele foi irônico!!!! Como muitos aqui são literais! Não entendem uma ironia!
Ele quis dizer que, para interceptar um turboélice, um caça que alcança Mach 1,6 poderia ser usado…..ele quis dizer que o bombardeiro é um avião lento em comparação com o F-35!
Você conhece algum bombardeiro que alcance Mach 4? Você conhece algum avião que alcance Mach 4?

Rafael
Rafael
Reply to  JPC3
1 ano atrás

Nenhum bombardeiro voa a mach 4… nem caças interceptações chegam a mach 4. Nem o Black Bird voava a mach 4. Vc se confundiu

JPC3
JPC3
Reply to  Alexandre Galante
1 ano atrás

Da onde que fazem interceptações a Mach 1.6 na europa? Ainda mais contra bombardeiros movidos a hélices.

Rafael Coimbra
Rafael Coimbra
Reply to  Alexandre Galante
1 ano atrás

Não é muito bom para interceptação? o Kings roubou o perfil do Galante… Lembra que quando o TU-142 foi colocado em serviço quem interceptava ele com folga eram os F-102… Mach 1.2 de velocidade máxima…

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Alexandre Galante
1 ano atrás

Sem dúvidas qualquer ganho na velocidade é importante em uma interceptação supersônica. Porém por estarmos em tempos de paz e com a grande cobertura radar e o grande RCS do alvo, diria que eles tinha tempo suficiente para escoltar os bombardeiros com qualquer caça a jato. A escolha do Typhoon não deve ser pela maior velocidade em relação ao F-35 e sim porque existem Dezenas e dezenas de Typhoons disponíveis e pouquíssimos F-35. Aliás, para ficar mais claro a velocidade máxima do F-35 é de 1.930 km/h. Esse 1.6 Mach da à impressão de uma velocidade inferior à real. E… Read more »

Dod
Dod
Reply to  Luís Henrique
1 ano atrás

Que? ñ da pra voar 15 minutos ? O concorde apesar de ser turbojato desligava seus pos-combustores em velocidade supersonicas e tinha uma autonomia bem grande.Isso significa que os aviões de caça de hoje só voam menos de 15 minutos em velocidade supersonicas? Eu não sabia desse detalhe.

Sérgio Luís
Sérgio Luís
Reply to  Alexandre Galante
1 ano atrás

Tem toda razão Galante!!!

JPC3
JPC3
Reply to  Sérgio Luís
1 ano atrás

Só olhar os tanques externos. Não voou a mach 2, isso se um dia o piloto atingiu essa velocidade uma vez na vida.

JPC3
JPC3
Reply to  Alexandre Galante
1 ano atrás

Então a foto está errada porque o caça está com tanques externos. Aparentemente subsônicos, não voou a mach 1.6 com esses tanques pode ter certeza.

Thiago Telles
Thiago Telles
Reply to  Alexandre Galante
1 ano atrás

E nao pode permanecer muito tempo em veloc supersonica em altas altitudes. Já teve matéria aqui sobre isso.

JPC3
JPC3
Reply to  Thiago Telles
1 ano atrás

Esse é um bom argumento, mas é o B e o C mais voltados para o ataque. A matéria não mencionava limites no A. Podem existir, mas não se falou nada até agora.

Sérgio Luís
Sérgio Luís
Reply to  Alexandre Galante
1 ano atrás

Alexandre Galante
Nossa! Eu ñ esperava que viria de você uma constatação tão importante a respeito uma aeronave que a maioria julga onipotente!
Você tem toda razão de dizer que esse F-35 é limitado!
Sinceramente eu ñ esperava!

nonato
nonato
Reply to  Antunes 1980
1 ano atrás

Mas o objetivo da interceptação é ser visto.
Quanto a velocidade do F 35 não sei se é relevante, uma vez que esses bombardeiros são lentos.
Então, se os caças de 5@ geração não podem ser usados para interceptação, não há uma lacuna?

Sérgio Luís
Sérgio Luís
Reply to  nonato
1 ano atrás

Se a velocidade ñ é importante então sugiro enviar tucanos pra interceptar!
Pelo amor de Deus!
Leiam mais!

JPC3
JPC3
Reply to  Sérgio Luís
1 ano atrás

Sérgio, quase todas as interceptações são com tanques externos como essa da foto. Olha os raptors no Alasca.

Só olhar a foto.

Pode ter certeza que nessa configuração ele não voa a mach 1.6.

Talvez nem supersônico seja. Isso se aprende lendo…

Sérgio Luís
Sérgio Luís
Reply to  JPC3
1 ano atrás

No que diz respeito à interceptações ñ existe talvez!
Tipo assim:
“Vai lá interceptar o alvo e talvez vc topa com ele !”

JPC3
JPC3
Reply to  Sérgio Luís
1 ano atrás

Se você ler vai descobrir que maioria dos pilotos de caça jamais voou a mach 2 ou até acima de mach 1.5. Principalmente com um tanque externo embaixo de cada asa.

Siga o seu conselho e leia mais….

Dod
Dod
Reply to  JPC3
1 ano atrás

Muito obrigado pelo o link.Então o Brasil ta bem servido com os AMX na minha opinião.Falando é claro aqui na america do sul.

Entusiasta Militar
Entusiasta Militar
Reply to  nonato
1 ano atrás

Voce tem razão no tocante a importância da velocidade na interpretação de uma aeronave invasora, mas a questão dessa interpretação precisa ser melhor explicada/analisada porque muitas vezes entra na equação a proximidade da base, a composição do esquadrão que estava em alerta e a missão em si de cada aeronave … Alem disso, pra que usar hoje, o caça F-35 pra interceptar Tu-160, se os typhoons ja fazem muito bem esse trabalho ??? Aqui no Brasil enviamos aeronaves de treinamento/ataque como os tucanos (agora os Super tucanos) para patrulhar e ate interceptar aeronaves de baixa performance, ao invés de enviar… Read more »

Kemen
Kemen
Reply to  nonato
1 ano atrás

Exato nonato, muito certo, o objetivo de uma interceptação em tempo de paz é ser detectado ou ser visto, mostrando que estão alertas.

Renato
Reply to  nonato
1 ano atrás

O F-35 é um caça bombardeiro. Sua finalidade principal é penetrar nas defesas inimigas sem ser visto e em alta velocidade. 1.6 Mach está ótimo para sua função. No caso aqui o interceptador é o mais correto. Fora que não temos certeza se a velocidade final dos Lightning é mesmo Mach 1.6.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  nonato
1 ano atrás

Tem sim, por isso criaram o F-22. O F-35 foi criado para bombardeios e o F-22 interceptação.

Marcos R.
Marcos R.
Reply to  Antunes 1980
1 ano atrás

Para que fornecer biblioteca de radar do F35 se os Typhoon já são overrated para a missão?

horatio nelson
horatio nelson
Reply to  Antunes 1980
1 ano atrás

e tbm tem o custo da hora de voo q é alto.

Italo Souza
Italo Souza
Reply to  Antunes 1980
1 ano atrás

As características dele o deixa melhor em papel de um caça de apoio/bombardeiro e muito longe das características de um caça de interceptação.

Papan
Papan
Reply to  Antunes 1980
1 ano atrás

Antunes seria aconselhável você ler E estudar mais sobre a história da aviação de caça, olhe sobe as características e um caça chamado MIG 31, compare velocidade e altitude Máxima de operação, verá que as coisas não são tão óbvias como você imagina. Ok

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Papan
1 ano atrás

Que diga-se de passagem, foi desenvolvidovpara cumprir apenas e tão somente uma missão, interceptar o Lockheed SR-71 Blackbird. Hoje, virou lançador de missesi balisticos e hipersônicos.

Papan
Papan
Reply to  Antunes 1980
1 ano atrás

Esse Bombardeiro Russo não é o Black Jack TU 160, leia também sobre esse avião.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Antunes 1980
1 ano atrás

Essa lata velha tem a mesma idade do B-52 americano e ambos de velho só tem o projeto e a fuselagem. O recheio e a carga que interessa, e sofisticado.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
1 ano atrás

Aliás o recheio e um dos motivos que eu não mandaria um caça f-35 para isso pois os bombardeiros tem radar e flir e devem fazer inteligencia eletronica a rodo.

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Antunes 1980
1 ano atrás

Vamos resumir no seguinte: Custo pra que você vai mandar um F-35 que tem uma hora de voo mais cara fazer um trabalho que o Typhoon com a mão amarrada nas costas? a FAB não fica usando F-5 pra interceptar monomotor (quando tem escolha) Segundo, eles vão mandar a unidade mais próxima. eles não vão mandar os F-35 atravessar toda a Inglaterra só pra tirarem uma foto legal. (não estou dizendo que teriam que fazer isso, estou dizendo da possibilidade) Terceiro. esse papo de “ele não é útil pra interceptar um bombardeiro que não chega a Mach 0.9” O F-35… Read more »

Mateus Lobo
Mateus Lobo
Reply to  Antunes 1980
1 ano atrás

Porque o F-35 além de ser lento, não pode sequer manter velocidades supersônicas muito tempo sem danificar o revestimento stealth.

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Antunes 1980
1 ano atrás

Eles possuem somente 17 F-35B e mais de 100 Eurofighter. E os F-35B estão atingindo capacidade inicial de combate. Também o Eurofighter é um caça mais dedicado à superioridade aérea e o F-35 ao ataque, mas não é por isso. Talvez também não queiram mostrar aos russos a RCS do F-35B. Mach 2 ou Mach 1.6 (que aliás na altitude atingida pelo F-35 é 1.930 km/h o que não é nada mal visto que o Rafale atinge 1.915 km/h). Mas em velocidade máxima o Eurofighter acaba com o combustível em menos de 10 minutos. Não da para interceptar quase nada… Read more »

wilsonfradefilho
wilsonfradefilho
Reply to  Antunes 1980
1 ano atrás

A lata velha é o único avião turbo hélice supersônico que já existiu. Por ser turbo-helice é super econômico e pode lançar mísseis hipersonicos de longo alcance.ninguem tem nada semelhante. Já os bombardeiros supersônicos à jato, superam os americanos em armamento, altitude, velocidade e autonomia.

Carlos Alberto de Oliveira
Carlos Alberto de Oliveira
Reply to  Antunes 1980
1 ano atrás

Mandar um tijolo voador interceptar,um outro avião seria cômico.

Arthur
Arthur
Reply to  Antunes 1980
1 ano atrás

Lata velha são os caças ocidentais de cinco décadas atrás que escoltavam esse bombardeiro que voa ate hoje

Julio Buzoli
Julio Buzoli
1 ano atrás

Isso já está tão comum que os caras já estão até levando equipamento fotográfico pra fazer umas fotos melhores

João Moro
João Moro
Reply to  Julio Buzoli
1 ano atrás

tirando a parte do humor, acho preocupante a frequência de tentativas de invasão.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  João Moro
1 ano atrás

Esta bem abaixo da epoca da guerra fria ainda

João Moro
João Moro
Reply to  João Moro
1 ano atrás

Mas é maior do que depois da queda da URSS. Ademais, não dá para usar dados da Guerra Fria para comparar pois são mundos diferentes, situações político-social-cultural-tecnológico bem diferentes.

Clésio Luiz
Clésio Luiz
1 ano atrás

Tem imagens do Lighting e Phantom fazendo a mesma coisa, para vocês verem como isso é antigo e como o Bear é uma aeronave em que 2 ou 3 gerações da mesma família podem ter a oportunidade de ter voado… Estranho lançarem um reabastecedor junto com os Typhoon. Eu tinha a impressão que os tanques de 1.000 litros eram suficientes (devido ao alcance de traslado superior a 3.000 km com estes), mas parece a falta de modelos maiores (acho que falavam em 1.500/2.000L) foi um erro do consórcio Eurofighter. Afinal, mandar toda vez um Airbus A330 pro ar para uma… Read more »

Clésio Luiz
Clésio Luiz
Reply to  Clésio Luiz
1 ano atrás

Foram mostrados modelos tanto do tanque ejetável quanto dos CFT, mas nada foi financiado. Aqui uma rara imagem de um modelo do tanque proposto de 1.800L. Imagens do Typhoon com CFT são fáceis de encontrar.

comment image

marcus
marcus
Reply to  Clésio Luiz
1 ano atrás

Se não me engano, Reino Unido e Suécia já estão encaminhando projetos de caças de 6º geração.
Projetar tanques conformais para os Typhoons não seria um despedicio?

Clésio Luiz
Clésio Luiz
Reply to  marcus
1 ano atrás

O tal Tempest é coisa para depois de 2030. Em termos de custos, eu diria que tanques maiores que os de 1.000L atuais são a solução mais simples e barata de desenvolver e colocar em operação. CFTs costumam bloquear painéis de manutenção na fuselagem, motivo pelo qual você não os vê nos F-16 da USAF.

marcus
marcus
Reply to  Clésio Luiz
1 ano atrás

Se não me engano, Reino Unido e Suécia já estão encaminhando projetos de caças de 6º geração.
Projetar tanques conformais para os Typhoons não seria um despedicio?

Vitor Bruno Fonseca Rodrigues
Vitor Bruno Fonseca Rodrigues
Reply to  Clésio Luiz
1 ano atrás

Podiam instalar tanques de GNV, que é mais barato que o querosene de aviação!
kkkkkkkkkkkkkkkkkk

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
1 ano atrás

Interceptação de bombardeiros russos.
Mais normal do que andar pra frente. Segue o jogo.

Clésio Luiz
Clésio Luiz
1 ano atrás

Esses encontros nem sempre são agressivos. Uma patrulha dessas num Bear pode levar mais de uma dezena de horas e a tripulação sabe que não pode fazer mais do que o ordenado. Existem muitos causos interessantes sobre os encontros, como: – Os artilheiros de cauda, que geralmente mantêm a arma apontada para cima como sinal de não agressão, já foram vistos acenando amigavelmente, mostrando garrafas de Coca-Cola e até mesmo posters centrais de uma famosa revista masculina… – O Tornado F3 logo ficou conhecido por ser canhestro à grande altitude (devido as asas e motores de aeronave de ataque), não… Read more »

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Clésio Luiz
1 ano atrás

Realmente seria interessante ver essa manobra de desaceleração em vídeo rsrsrsrs

Clésio Luiz
Clésio Luiz
Reply to  Nilton L Junior
1 ano atrás

A zombaria foi com o Tornado, mas qualquer caça a reação tem dificuldade em acompanhar aeronaves lentas:

comment image

Fila
Fila
Reply to  Clésio Luiz
1 ano atrás

Ótimos causos, Clésio!

Thiago Aiani
Thiago Aiani
Reply to  Fila
1 ano atrás

Muito legais esses relatos Clesio, show de verdade, grato por ter compartilhado connosco. Abraços

TeoB
TeoB
1 ano atrás

me faz de lbrar de Tom Jerry…

TeoB
TeoB
Reply to  TeoB
1 ano atrás

digo lembrar* kkk

Solskhaer
Solskhaer
1 ano atrás

Só para viajar mesmo na maionese. Por quê não inventaram ainda balas de metralhadora a lá Paintball? Eu aposto que acertariam na estrela vermelha!

JPC3
JPC3
Reply to  Solskhaer
1 ano atrás

Bala de paintball a 900 metros por segundo faz um estrago.

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Solskhaer
1 ano atrás

Realmente aqueles canhoes na traseira do Tu-95 iram cagar aqueles escudinho azul do Eurofighter Typhoon

Kemen
Kemen
Reply to  Solskhaer
1 ano atrás

Isso poderia gerar uma contra ação real por engano.

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Kemen
1 ano atrás

O comentário esta na viajem da maionese … e ação real o Tu-95 não estaria ali.

Sargento Pincel
Sargento Pincel
1 ano atrás

Russia pondo medo no RU, mostrando que a guerra pode chegar na ilha.
Recado: Melhor nao tretar com o Irã paceiro, estamos aqui…. rs…

JPC3
JPC3
Reply to  Sargento Pincel
1 ano atrás

Esses voos sempre aconteceram.

Sargento Pincel
Sargento Pincel
Reply to  JPC3
1 ano atrás

Concordo… mas diante do cenário que temos visto no estreito de ormuz.

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Sargento Pincel
1 ano atrás

O cenário de Ormuz vai ficar no mesmo até porque os amis e nato sabem que a república Islamica Persa não é o Iraque, por que haveria uma crise economica mundial porque é mais barato ficar nas sanções.

Kemen
Kemen
Reply to  JPC3
1 ano atrás

No mar Báltico quase todo dia temos interceptações “amigaveis”, ontem um SU-30 se interpos entre um F-18 e um transporte que levava um ministro da Russia.

Fabio Mayer
Fabio Mayer
Reply to  Sargento Pincel
1 ano atrás

A Rússia quer mais que o Irã entre em guerra, para tomar seus mercados de petroleo e gás…

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Fabio Mayer
1 ano atrás

Bem quais são os mercados que a Russia iria tomar

Kemen
Kemen
Reply to  Fabio Mayer
1 ano atrás

A moda “Bush” & “Trump” ?

Joao Argolo
Joao Argolo
1 ano atrás
Ricardo
Ricardo
Reply to  Joao Argolo
1 ano atrás

Esqueceu a parte mais interessante, o video em questão. https://www.youtube.com/watch?v=-HAkqvTiwr8

Joao Argolo
Joao Argolo
Reply to  Ricardo
1 ano atrás

Uou. Não tinha visto. Quente.

luiz antonio
luiz antonio
1 ano atrás

Essas interceptações sejam de que lado forem existem há muito, muito tempo e chegam até à cortesias de lado a lado, com algumas exceções. O problema são as exceções de “engraçadinhos” que para se auto afirmarem elevam o nível de tensão, que podem em algum incidente isolado evoluir para uma tragédia. Meu palpite é que as gerações anteriores de tripulações dessas aeronaves eram bem mais responsáveis do que que esses jogadores de video-games que tripulam muitos vetores de combate. Torçamos para que nada ultrapassem o limite do bom senso.

Pathfinder
Pathfinder
1 ano atrás

O Eurofighter Typhoon estava armado com os Meteors nessa operação!

Mercenário
Mercenário
Reply to  Pathfinder
1 ano atrás

Pathfinder,

Faz algum tempo que os caças em missão de QRA na RAF vêm sendo armados com o Meteor.

Salvo engano, teve início em dezembro do ano passado.

https://www.janes.com/article/85102/raf-flies-meteor-bvraam-on-typhoon-for-first-time

Pathfinder
Pathfinder
Reply to  Mercenário
1 ano atrás

Mercenário… obrigado!
linda essa configuração de armas
comment image

Otavio
Otavio
1 ano atrás

É uma caça de gato e rato, eles estão testando-se, querem ver ver o limite de cada um. Benditas armas atômicas que evitam um confronto inútil.

Vitor Bruno Fonseca Rodrigues
Vitor Bruno Fonseca Rodrigues
Reply to  Otavio
1 ano atrás

Disse tudo. Podem realizar interceptações para lá ou para cá. Com o perdão do trocadilho (péssimo aliás) estas são apenas para inglês ver. O que resolve (ou na realidade f0d&) tudo são os mísseis nucleares.

Diogo
Diogo
1 ano atrás

Essas interceptações são corriqueiras e sempre geram belíssimas imagens….

Eliton
Eliton
1 ano atrás

Pergunta de quem não intende nada. A arma na cauda do Tupolev teria alguma utilidade hoje em dia?

Antunes 1980
Antunes 1980
1 ano atrás

Depois de ler que o F-35, a uma velocidade de 1.975,68 km/h (mach 1.6) é incapaz de interceptar bombardeios russos.
Fico pensando em que mundo este povo vive.

JPC3
JPC3
Reply to  Antunes 1980
1 ano atrás

A realidade é que, com algumas exceções, como o Mig-31 talvez o Su-35 e F-22, caças normais não voam acima de mach 1.5 no mundo real. Somente em emergências ou situações extremas, a maioria dos pilotos faz isso poucas vezes na vida.

No caso de caças leves com pouco combustível voar a mach 2 é impraticável em combate mesmo com carga mínima.

Bispo
Bispo
1 ano atrás

Depois dessa discussão. Velocidade máxima vs interceptação…uma dúvida.
Um caça depois que atinge sua velocidade máxima precisa ir para uma revisão total?
Fico imaginando se caças com uma certa idade tem uma tolerância menor face a fadiga estrutural.

Argos
Argos
Reply to  Bispo
1 ano atrás

Também tenho essa dúvida… E os motores?

Kemen
Kemen
1 ano atrás

Um dos melhores caças de interceptação foi o Mirage F1, verdadeira flecha voadora. Teve a sua época, houvi muitos elogios de velhos saudosistas sobre ele.

Thiago Aiani
Thiago Aiani
1 ano atrás

Ambas belíssimas máquinas, dá pra fazer um lindo pôster . O bichão soviética nem demonstra sua idade.

Luiz Trindade
Luiz Trindade
1 ano atrás

Enfim… Após discussões acaloradas tanto para quem defende o Reino Unido (eu me incluo nessa fatia) como para quem defende a Rússia, o fato é que a Rússia ainda continua testando a pronta resposta de seus supostos adversários. A mesma tem sido bastante convincente para que eles, os russos, não se engracem com o Reino Unido.