Home Aviação de Ataque F-35: Upgrades do Bloco 4 aumentam o custo do programa

F-35: Upgrades do Bloco 4 aumentam o custo do programa

5053
96
Caças F-35A da USAF

O custo total do programa F-35 cresceu US$ 25 bilhões em 2018 – ou cerca de US$ 95 bilhões ao se ajustar à inflação – em parte devido a uma nova lista de melhorias conhecida como Bloco 4, informou o Pentágono em um relatório de aquisição publicado em 1 de agosto.

Somente a aquisição – incluindo pesquisa e desenvolvimento, compras e custos de construção militar – aumentou US$ 15,3 bilhões em comparação com a linha de base de 2012, ou US$ 22,2 bilhões, quando ajustado pela inflação.

O Pentágono também notou uma discrepância entre sua avaliação de custo e a avaliação do programa, que acredita que as operações e os custos de manutenção do Joint Strike Fighter estão subindo, e o Escritório do Programa Conjunto F-35 (JPO), que argumenta que esses custos estão diminuindo.

Os custos vitalícios para toda a frota de F-35s operados nos EUA abrangem projeto e desenvolvimento, compra de jatos, reparos, peças de reposição, modificações, atualizações, operações, construção militar e inflação ao longo de um período de 53 anos. A Força Aérea voa o F-35A; o Corpo de Fuzileiros Navais, a variante B; e a Marinha a variante C.

As atualizações do Bloco 4 no desenvolvimento modificarão muitos jatos existentes com novos sistemas e armas, e serão posteriormente adicionados à linha de produção à medida que novos recursos forem necessários para combater novas ameaças. Os custos gerais de desenvolvimento, que aumentaram em US$ 10,5 bilhões em comparação com a linha de base de 2012, incluem o preço do Bloco 4, modificação dos F-35s para transportar armas nucleares, os custos crescentes do Sistema Autônomo de Informações Logísticas (ALIS) e maiores despesas associadas à disponibilidade. Quando ajustados pela inflação, os custos de desenvolvimento cresceram US$ 12,4 bilhões.

Os custos de produção também subiram. A métrica de custo mais básica do F-35, conhecida como custo “flyaway” recorrente da unidade que cobre a aeronave e o motor, aumentou US$ 2,1 milhões por avião para o F-35A, US$ 2,8 milhões para o F-35B e US $ 900.000 para o modelo C. Esses números refletem os custos incorridos durante a produção antes do lote 11 em andamento, disse o Pentágono, após o qual o preço unitário deverá diminuir.

No entanto, para fins de sustentação, os estimadores independentes de custo do Pentágono se separaram do JPO – refletindo divergências expressas em audiências no começo do ano. O escritório do CAPE estima que as operações e a sustentação (O&S – Operations and Sustainment) aumentaram em US$ 9,7 bilhões (ou US$ 12 bilhões ao incluir a inflação), mas o JPO disse que as O&S diminuíram em US$ 23,1 bilhões (ou US$ 8,5 bilhões ao incluir a inflação).

A estimativa O&S do escritório do programa caiu quase 4% do ano fiscal de 2017 para 2018, seguindo a orientação do Gabinete do Secretário de Defesa. Isso determina que as estimativas devem levar em conta a inflação, as últimas quedas, os custos recentes do trabalho e as mudanças relacionadas à manutenção.

O custo por hora voada caiu 2,3% para o F-35A, 1,8% para o F-35B e 5,3% para o F-35C – a aeronave mais atualizada nos EUA. Os custos dos F-35A e F-35B caíram com base na orientação do OSD, enquanto o custo por hora de voo do F-35C caiu por causa das mudanças para a estimativa de custo de propulsão.

FONTE: Air Force Magazine

Subscribe
Notify of
guest
96 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Papan
Papan
1 ano atrás

Eu quero é Novidade! 💰💰💰💰💰💰💰💰💰💰💰💰💰💰💰💰💰💰💰💰💰💰💰💰💰💰💰💰💰💰💰💰💰💰💰💰💰💰💰💰💰💰💰💰💰💰💰💰

Andrigo
Andrigo
Reply to  Papan
1 ano atrás

Exato, mais problemas e custos subindo, nada de novo no front!

Minuteman
Minuteman
Reply to  Andrigo
1 ano atrás

A inveja é um negócio complicado.

Andrigo
Andrigo
Reply to  Minuteman
1 ano atrás

Se você se der ao trabalho de procurar comentários meus nas matérias do J-20 por exemplo, me chamaria de F-35″zete”, se você próprio não o fosse.

Washington Menezes
Washington Menezes
Reply to  Minuteman
1 ano atrás

Inveja dum trem problemático, aonde os preços nunca abaixam seja lá qual o motivo, mesmo estando sendo desenvolvido por décadas. Quando todos estiverem prontos já será a hora de mandar pro deserto , a sorte que lá não chove e não cai raio.

JPC3
JPC3
Reply to  Washington Menezes
1 ano atrás

Tudo o que você escreveu nesse post está errado.

Denis
Denis
Reply to  JPC3
1 ano atrás

Parece que aquele rapaz russo está fazendo escola no blog. Mais um que diz que alguém está errado e não apresenta os argumentos. Assim, a coisa vira torcida de futebol.

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  Washington Menezes
1 ano atrás

E pior, vão desenvolver outro em paralelo, por que a marinha quer um caça próprio! Dinheiro jogado fora kkkkkkkkkk

JPC3
JPC3
Reply to  Defensor da liberdade
1 ano atrás

Outro é para 2035 para substituir o SH, não tem nada a ver com o F-35.

Isso porque a marinha não quer o mesmo que a USAF.

Só besteira….

Denis
Denis
Reply to  Minuteman
1 ano atrás

Não tenho inveja de um fracasso orçamentário.

Chris
Chris
Reply to  Papan
1 ano atrás

Tenho uma… Que muitos não sabem ! Esse “CUSTO” do F-35… É realmente total !

Inclui o custo de fabricação das mais de 2.000 aeronaves programadas para serem vendidas (Dinheiro que retornará) !

Denis
Denis
Reply to  Chris
1 ano atrás

Retornará para os bolsos da LM, não do contribuinte.

Sergio Prado
Sergio Prado
Reply to  Papan
1 ano atrás

….eu idem….

Denis
Denis
Reply to  Papan
1 ano atrás

Eu ia dizer exatamente isso, brother.

João Moro
João Moro
1 ano atrás

Esse ciclo de aumento do custo do F-35 vai continuar por muito tempo.

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
1 ano atrás

Disseram que, quanto mais o programa F-35 avançasse e mais unidades fossem produzidas, mais o preço cairia.
Isso vai começar a acontecer quando?

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Willber Rodrigues
1 ano atrás

Lá para 2078.

Sergio Prado
Sergio Prado
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

…quem sabe na próxima era paleolítica……

Ricardo N. Barbosa
Ricardo N. Barbosa
Reply to  Willber Rodrigues
1 ano atrás

Block 4 não estava na prática inserido nos custos, na verdade toda grande atualização ao longo do programa será um aumento de custos no programa (como em todo programa).

José Antonio
José Antonio
Reply to  Willber Rodrigues
1 ano atrás

Depende da lei da oferta e da procura 🙂

JPC3
JPC3
Reply to  Willber Rodrigues
1 ano atrás

O preço de aquisição tem caído.

Sergio Prado
Sergio Prado
Reply to  Willber Rodrigues
1 ano atrás

….acho que é uma “conversa para boi morrer” pois o boi já dormiu a muito tempo…..
Tú já viu preço da gasolina cair quando as distribuidoras abaixam os custos????

JPC3
JPC3
Reply to  Sergio Prado
1 ano atrás

Só observar quanto o F-35 custava há 2 ou 3 anos, mais que hoje.

Kommander
Kommander
Reply to  Willber Rodrigues
1 ano atrás

A única coisa que eu sei é que a Lockheed Martin tá podre de rica.

Sincero Brasileiro da Silva
Sincero Brasileiro da Silva
Reply to  Kommander
1 ano atrás

E quando foi que ela deixou de ser podre de rica?

Denis
Denis
Reply to  Willber Rodrigues
1 ano atrás

Os caras do Pentágono já disseram que não viam como fazer os custos caírem.

Ferreras
Ferreras
1 ano atrás

Mas se sao updgrades não previstos é natural que suba os custos.

E com essa vertigem de custos a tendencia é que apenas os EUA e a China consigam manter a vanguarda da aeronáutica no médio prazo.

Chen
Chen
Reply to  Ferreras
1 ano atrás

Upgrade Não previstos ….kkkkk essa foi boa. Um avião que vai ficar 53 anos voando e dragou algumas centenas de bilhões. Não imaginavam que seria atualizado . Avisa os clientes

Leonel matos
Leonel matos
Reply to  Chen
1 ano atrás

Todos os caças são actualizados de anos a anos e isso é há parte do custo do avião

JPC3
JPC3
Reply to  Leonel matos
1 ano atrás

Custos dos caças de outros países também vivem aumentando, só o F-15 custa mais que o dobro que custava 20 anos atrás.

Antoniokings
Antoniokings
1 ano atrás

Que surpresa!!!!!!!

JPC3
JPC3
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Por acaso as melhorias e incrementos nos aviões russos não aumentam os custos?

Todas as novidades instaladas em aviões de qualquer país deixam eles mais caros. Com exceção de alguns que são feitos para serem baratos e acabam sendo considerados os mais fracos da categoria….

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  JPC3
1 ano atrás

Aumentar, até aumentam, mas não chegam à extorsão como esse F-35.
E ainda por cima funcionam.

JPC3
JPC3
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Agora coloca o link mostrando que o F-35 não funciona, porque parece que sírios e iranianos discordam dessa opinião.

JBS
JBS
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Antoniokings

O seu comentário: “Aumentar, até aumentam, mas não chegam à extorsão como esse F-35.
E ainda por cima funcionam.” – não é verdadeiro.

Caro(extorsivo como vc diz) é o que não funciona – vc vive enaltecendo o material bélico Russo/Chinês(em suma, qq coisa que não seja americana, ou ocidental) – mas quando os equipamentos Russos são postos á prova(não preciso citar exemplos, pois basta ver todas as guerras em que os mesmos se envolveram), os mesmos são invariavelmente derrotados – então, de que adianta ser “barato” – muito melhor ser “caro” e vencer!

Saudações

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

E chocou um total de… 0 pessoas…

O que choca mais mesmo é que a marinha quer um caça próprio, lá se vai mais alguns bilhões para desenvolver outro caça! E depois acham que americano é a nata da inteligência kkkkkkk a nata da intelijumência só se for! Tanta grana para brincar de polícia do mundo, cujo retorno para o cidadão comum americano é…. 0.

JPC3
JPC3
Reply to  Defensor da liberdade
1 ano atrás

Esse novo caça da marinha não tem nada a ver com o F-35 é para outro perfil operacional e outra categoria, para ficar no lugar do superhornet.

Não tem nada a ver com F-35.

JPC3
JPC3
Reply to  Defensor da liberdade
1 ano atrás

O Blog é sobre aviação, tá cheio de páginas por aí para discutir ideologia.

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  JPC3
1 ano atrás

Estamos falando de custos, tem nada de ideologia aí. Não fique ofendidinho, os americanos nem sabem que tu existe.

Ramon
Ramon
1 ano atrás

Só o dinheiro investido nesse avião já é maior que o PIB da maioria dos países, na minha opinião era melhor ter dado continuidade na linha de montagem do F-22 e investido dinheiro em um avião que fosse a evolução do F-15 ou F-18, o projeto do f-35 parece que é muito complexo e ainda tem milhares de falhas para serem sanadas então vão ter que investir muito dinheiro ainda para a aeronave estar 100%.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Ramon
1 ano atrás

E parece que o F-22 também vem apresentando muito problemas, principalmente deficiências no seu revestimento.

NEI
NEI
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Antonio, mas esse revestimento sempre que usado o avião em velocidade supersônica, acaba por se desgastar, no J-20 também irá acontecer.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  NEI
1 ano atrás

Concordo.
O fato, então, é que devemos colocar todos na vala comum da igualdade tecnológica, sem endeusar ‘esse’ ou ‘aquele’.

NEI
NEI
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Verdade. Mas como é um avião novo (stealth), penso que no Ocidente a tecnologia já está mais firmada (experiência na fabricação stealth), no oriente ainda temos que analisar se realmente vai ter qualidade estes avanços tecnológicos.

Carlos Ravara
Carlos Ravara
Reply to  NEI
1 ano atrás

Aeronave nova? Já ouviu falar da Lei de Moore?

NEI
NEI
Reply to  Carlos Ravara
1 ano atrás

Carlos. Pode explicar, sei pouco

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Nao existe vala tecnologica. Existe sim o abismo tecnologico entre os EUA e a China.

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  NEI
1 ano atrás

Errado. O problema relatado se refere à utilização de velocidade e supersônicas em altitudes EXTREMAMENTE ELEVADAS.
Basta o piloto voar dentro da altitude máxima permitida, que ele pode atingir a velocidade máxima de 1.930 km/h, que aliás é MAIS que Rafale e SH atingem e não vai danificar nada na aeronave.

NEI
NEI
Reply to  Luís Henrique
1 ano atrás

Não sabia dessas informações

Ricardo
Ricardo
1 ano atrás

Falecido Jonh MacCain disse certa vez que o maior erro do pentagono foi dar um chque em branco para Lockheed Martin e que eles não deveriam repetir esse erro nunca mais.

Chen
Chen
Reply to  Ricardo
1 ano atrás

Sabias palavras. É a impressão que eu tenho. A empresa não dá a mínima pra qualidade do avião . Só quer sugar até o último centavo possível. Mas isso tem conveniência dos militares. Ninguém tá dando tantos 🌽 sem receber nada em troca e o Pentagono já fez desaparecer 1 trilhão e meio sem que ninguém fosse responsabilizado. 1 mês antes do onze de setembro veio o relatório e por incrível que pareça o local atingido no pentágono é onde estava guardado o relatório do sumisso desse dinheiro. O que eles estão fazendo com todo esse dinheiro?????? Corre um boato… Read more »

Thiago Aiani
Thiago Aiani
Reply to  Ricardo
1 ano atrás

É exatamente por aí . Entre 1950 e 1970 a Lockheed foi uma generosa distribuidora de propinas pelo mundo afora. Calcula-se que a empresa nesse periodo distribui 300 milhões de dólares de comissões e propinas — em moeda de hoje, mais de US$ 3,6 bilhões. E como os EUA lideraram com a corrupção ? Ninguem foi preso, a empresa era estratégica para o pais. O Governo abriu uma garantia de credito bancário pelo Tesouro de US$195 milhões para dar respaldo à empresa, caso necessario. O caso foi arquivado. Hoje a Lockheed Martin está próspera, não se fala mais no assunto… Read more »

Thiago Aiani
Thiago Aiani
Reply to  Thiago Aiani
1 ano atrás

Embora muitos ainda continuem negando a realidade , o fato é que nossos sistemas não passam de um jogo pilotado, onde lobismo, corrupção, interesses coorporativos e particulares se mantém no poder perpetuando uma elite que corrompeu maioria das democracias e sua estrutura política/ economica, tudo em favor de única direção. Plutocracias onde os cidadãos comuns têm pouca ou nenhuma influência se não levantarem a voz.

pedroptdc
pedroptdc
Reply to  Ricardo
1 ano atrás

No filme do Snowden o personagem interpretado pelo Nicolas Cage diz uma coisa muito interessante: “A lógica da indústria bélica americana é manter a torneira aberta e o dinheiro fluindo”. Na cena ele dá um exemplo e diz se um programa militar é perfeito, gera pouco custo e etc, ele será descontinuado em prol de outro que gere mais gastos, pra manter a torneira aberta e o dinheiro saindo…

Thiago Telles
Thiago Telles
1 ano atrás

Que bagunça!

Carlos Campos
Carlos Campos
1 ano atrás

Bom um diz que Aumenta, o Outro diz que diminui, vai saber o que acontece, só sei que o F35 tá indo a adiante, interessante o preço do F35C caindo mais que os outros, sendo que ele que é o problemático.

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Carlos Campos
1 ano atrás

Carlos, custo Total do Programa é uma coisa, nele inclui os custos de desenvolvimentos, da produção das aeronaves (compras), de atualizações futuras e todos os custos de Operação até o final da vida útil em 2070.
Esse que é o custo estratosféricos que os críticos anunciam e este custo que subiu com os investimentos necessários em modernizações para o Bloco 4.

Já o custo da aeronave fly away (compra) tem caído e hoje está Abaixo de U$ 80 mi.

Matheus
Matheus
1 ano atrás

E eu achando que o só o contribuinte brasileiro que era trouxa.

Eduardo dos Anjos
Eduardo dos Anjos
1 ano atrás

Teoria da conspiração: os EUA já devem possuir aeronaves muito superiores ao que conhecemos e criaram o programa do F-35 com a participação de diversos países com um “caixa 2”, sendo este dinheiro “a mais” sendo desviado para outras pesquisas de armamentos e vetores bem superiores ao que conhecemos, mantendo essa propaganda de caça de 5ª geração, como uma cortina de fumaça aos países que entraram no financiamento… porém deve haver algo mais, muitos conhecem o orçamento negro dos EUA que com o apoio do congresso sequer pode ser auditado… É apenas uma teoria porque é impressionante a fortuna que… Read more »

Chris
Chris
Reply to  Eduardo dos Anjos
1 ano atrás

Basta dizer que o helicoptero usado na caça ao BIN LADEN… Era um stealth totalmente secreto e desconhecido !

NEI
NEI
Reply to  Chris
1 ano atrás

Esse até hoje não é comentado nada.

Ramon
Ramon
Reply to  Eduardo dos Anjos
1 ano atrás

Mas pela quantia gasta até agora eles estão desenvolvendo uma frota de star destroyers, é muito dinheiro investido em um avião que mostra certo potencial mas que tem defeito em um monte de coisas, eu se fosse contribuinte estadunidense já estaria indignado com essa situação.

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Ramon
1 ano atrás

Talvez o 6ª geração já esteja em protótipo, talvez o projeto Aurora, talvez uma reedição do “star wars”, quem sabe?!
Os americanos têm histórico em projetos ultra secretos de tecnologias disruptivas, muita tradição!

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Eduardo dos Anjos
1 ano atrás

Penso o mesmo!

NEI
NEI
Reply to  Eduardo dos Anjos
1 ano atrás

Acho possível também

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  Eduardo dos Anjos
1 ano atrás

Claro que existe. O maior avanco esta sendo feito em algum tipo de arma orbital.
Esses testes vem sendo conduzidos continuamente e sem muitos comentarios, mas o programa e conhecido como (PGS) Prompt Global Strike.

Ha que levar em consideracao a criacao da forca espacial Americana, recentemente anunciada pelo presidente Trump.

Jmgboston
Jmgboston
1 ano atrás

Gente, defesa e guerra custa caros e quanto mais eficiente mais caro será.
Se um país quiser um caça furtivo bem barato é só fazer como o Irã. Mostrar uma maquete feita com facão e machado, pintar de preto, colocar um coitado ao lado fazendo papel de palhaço, digo, piloto e pronto. Tem-se um equipamento de ponta a baixíssimo custo. Nem chinês consegue competir em preço.

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  Jmgboston
1 ano atrás

kkkkkkkkkkkkkkkkkkk….essa foi na mosca Jmgboston.

André
André
1 ano atrás

Nada de novo no front: o f35 é caro e cheio de problemas, mas quem tem quer mais.

O concorrente dele nao interessou nenhum cliente externo, apesar de ser supimpa, barato e ter sido oferecido…

JPC3
JPC3
Reply to  André
1 ano atrás

Se o concorrente dele for o Su-57 possivelmente não será mais barato. A medida que os russos forem atingindo o nível tecnológico do ocidente os produtos deles também devem ficar caros.

Essa informação que circula dizendo que o novo Sukhoi custa 40 milhões é equivocada.

André
André
Reply to  JPC3
1 ano atrás

Jpc3, o problema dos russos é que desde do f14 eles estão sempre correndo atrás, sempre projetando um avião para fazer frente aos americanos.

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  JPC3
1 ano atrás

Tradicionalmente os produtos russos são mais baratos. Veja quanto vale o Rublo no câmbio. Não é porque as empresas são menos gananciosas ou porque os produtos não prestam. É uma vantagem competitiva da moeda russa.

NEI
NEI
1 ano atrás

Independente de ser F35, uns acharem que é um caça ruim e outros gostarem, o custo de 1 unidade, está completamente fora da casinha. Lockheed Martin está mais rica a cada segundo.
OBS: F-35 caça altamente tecnológico.

JPC3
JPC3
Reply to  NEI
1 ano atrás

Custo de 90 a 100 milhões por unidade não é absurdo, o problema é o custo de operação.

É o preço de um Rafale que tem menor alcance, não é furtivo e precisa de pods.

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  NEI
1 ano atrás

F-35A entregue em 2019 custo de U$ 89,2 mi
F-35A entregue em 2020 custo aprox de U$ 82 mi
F-35A entregue em 2021 custo ABAIXO de U$ 80 mi
F-35A entregue em 2022 PODE chegar a U$ 76 mi.

Rafale custa U$ 85 mi.
Eurofighter custa U$ 90 mi.

NEI
NEI
Reply to  Luís Henrique
1 ano atrás

Na verdade, eu quis passar a informação que sei do valor real do f-35, em relação ao custo de outros caças, ele tem um potencial incrível (stealth / fusão de sensores / 1 motor (econômico) / RADAR com alta capacidade. Quis dizer simplesmente que U$90 milhões é muito dinheiro em uma única aeronave. Quer ter 5% desse valor kkk

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
1 ano atrás

Pesquisem sobre a Lei de Moore, o que os Americanos estão a fazer deve preocupar o “resto”. Dado que possuem uma plataforma espetacular começam a se preocupar com o que realmente interessa… capacidade de processamento.

Segue o jogo, seria interessante ver matérias dessas sobre Russos e Chineses, é bom que estejam pensando nisso também.

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
1 ano atrás

Nestas horas deve ser um saco ser contribuinte americano, pagar de polícia do mundo para gente que tu nunca viu na vida, e ainda enriquecer uma minoria ligada à indústria das armas kkkkkkkkkk Contribuinte brasileiro é trouxa, mas contribuinte americano é trouxa em dobro!

JPC3
JPC3
Reply to  Defensor da liberdade
1 ano atrás

Não acho que os Estados Unidos seja o melhor país do mundo, mas o dia que você for lá vai quem é o contribuinte trouxa.

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  JPC3
1 ano atrás

Fale por você, conheço todas as formas possíveis para não se pagar tributos. Lá é pior para burlar o sistema, pois o regime tributário é mais simples, mais fácil dos auditores detectarem erros na hora de prestar contas ao fisco.

NEI
NEI
Reply to  Defensor da liberdade
1 ano atrás

Defensor da liberdade. Sabe o diferencial do contribuinte americano, ele é Patriota e apoia seu país no Policiamento no mundo, diferente do nosso país que está completamente dividido entre EUA, RÚSSIA, CHINA, PT OU BOLSONARO. Queria um Brasil melhor para todos.

André
André
Reply to  Defensor da liberdade
1 ano atrás

Ai você olha o IDH dos EUA e pensa como deve ser ruim ser contribuinte americano. Deve dar uma inveja do contribuinte brasileiro, russo, chinês, iraniano, venezuelano, norte coreano, ….

teropode
1 ano atrás

Que isso diz respeito a futuros aprimoramentos de software e integração de armas novas que serão liberadas para uso em breve , eu entendo , mas sobretaxar produtos importados sendo 70% deles produzidos por empresas americanas , aí já não encaixa.

Carlos Eduardo Broglio Gasperin
Carlos Eduardo Broglio Gasperin
1 ano atrás

Dava para ter acabado com a fome no mundo….

Bosco
Bosco
Reply to  Carlos Eduardo Broglio Gasperin
1 ano atrás

Há muitos projetos humanos custosos que se empregados com o objetivo de acabar com a fome no mundo o faria. Há até projetos de caráter pessoal que se não acabasse com a fome no mundo a mitigaria muito. Por exemplo, você que é preocupado com esse tema poderia doar seu carro para acabar com a fome no mundo. E quem sabe doar 50% do seu salário durante toda a vida? *Carlos, se 2 trilhões de dólares americanos fossem doados para acabar com a fome no mundo em vez de girar a economia americana iria desempregar milhões de americanos e temo… Read more »

Carlos Eduardo Broglio Gasperin
Carlos Eduardo Broglio Gasperin
Reply to  Bosco
1 ano atrás

Não estou muito longe disso em termos de doações como você sugeriu. Lá em casa temos relativo conforto mas o que brigo com minhas filhas e esposa é quando temos desperdício. Isso eu não admito: luzes acessas em quartos vazios, comida no prato que é jogada fora, água escorrendo na torneira mal fechada, motor ligado na garagem…

André
André
Reply to  Carlos Eduardo Broglio Gasperin
1 ano atrás

Parabéns Carlos, isso mostra que você utiliza os seus recursos de maneira sensata, apesar de parecer que suas filhas e esposa não se importam muito com isso.

Mas chegou a vender o carro? Dia quanto de seu salário mensal?

Carlos Eduardo Broglio Gasperin
Carlos Eduardo Broglio Gasperin
Reply to  André
1 ano atrás

Eu sou crica com isso pois sei de onde vem e o sacrifício que é ganhar o dinheiro . Não vendi meu carro. Não sou tão abstêmio assim. E não sei como o contribuinte americano não fala nada. Do F-22 poderia ter saído a variante se ataque. Anos atrás eles transformaram até o F-14 para isso….

teropode
Reply to  Carlos Eduardo Broglio Gasperin
1 ano atrás

É por isso que não existe o ” Oscar ” para hipocrisia, a competição seria monumental kkkkkkkk

teropode
Reply to  Bosco
1 ano atrás

Vc não entendeu o ponto de vista do cara Bosco , ele quer zerar a fome mundial as custas dos Americanos kklkklkkk, chineses , russos e bolivariano podem continuar queimando suas gramas do jeito que bem entenderem kklkklkkk

Carlos Eduardo Broglio Gasperin
Carlos Eduardo Broglio Gasperin
Reply to  teropode
1 ano atrás

Chinês não é burro: conseguiu copiar o americano. Russo não é burro. Do SU-30 fez o SU-35. E aí não se entende porque (ironicamente falando para vc entender) do F-22 não nasceu a variante de ataque.

NEI
NEI
Reply to  Bosco
1 ano atrás

Acaba com a fome, não! Diminui, mas manda muitos pais de família para rua também.

Carlos Eduardo Broglio Gasperin
Carlos Eduardo Broglio Gasperin
Reply to  Carlos Eduardo Broglio Gasperin
1 ano atrás

Desculpe se não me expressei bem. Vou reformular para que vocês tenham melhor compreensão das entrelinhas : daria para ter feito outro avião e matado a fome no mundo. Os espertos entendam como quiserem essa “briga” Lockheed X Boeing. Abraço

Bosco
Bosco
1 ano atrás

Até 2050 ainda estarão falando do “custo do programa” do F-35 toda vez que ele receber atualizações.
Fosse contabilizado isso nos outros caças (F-15, F-16, F-18, Rafale, F-5, Typhon, Su-27/30/35…) eu até entenderia , mas…

André
André
Reply to  Bosco
1 ano atrás

Com Israel usando, é o que sobra para criticar….

NEI
NEI
Reply to  Bosco
1 ano atrás

Bosco. Povo trancado em mundo próprio.