Home Aviação Militar Drone russo ‘Hunter’ (Okhotnik) faz seu primeiro voo

Drone russo ‘Hunter’ (Okhotnik) faz seu primeiro voo

5696
77
UAV Sukhoi Okhotnik-B Hunter-B
UAV Sukhoi Okhotnik-B Hunter-B

O voo durou mais de 20 minutos

MOSCOU, 3 de agosto – O veículo aéreo pesado não tripulado russo “Okhotnik”, desenvolvido pelo Sukhoi Design Bureau, fez seu primeiro voo. Isto foi relatado no dia 3 de agosto aos jornalistas pelo Ministério da Defesa da Rússia.

“Como parte do programa de testes, o UAV militar de voo de longa duração ‘Okhotnik’ fez seu primeiro voo, que começou às 12:20, horário de Moscou, e durou mais de 20 minutos. A aeronave sob o controle do operador fez vários sobrevoos no aeródromo a uma altitude de cerca de 600 metros e fez um pouso bem sucedido”, disse em um comunicado distribuído pela agência.

Conforme explicado no Ministério da Defesa, os testes de drone são realizados em um dos aeródromos de provas do ministério.

O drone “Hunter”, lembrou no departamento, é feito de acordo com o esquema de “asa voadora” com o uso de materiais especiais e revestimentos, o que o torna quase invisível para os dispositivos de detecção de radar.

A aeronave não tripulada é equipada com sistemas optoeletrônicos, engenharia de rádio e outros tipos para reconhecimento.

UAV Okhotnik-B Hunter-B estacionado junto a outras aeronaves
Desenhos com estimativas das dimensões e configuração interna do UAV Okhotnik-B Hunter-B

FONTE: Agência TASS

Subscribe
Notify of
guest
77 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
luiz antonio
luiz antonio
10 meses atrás

Caramba, que originalidade…eu nunca vi nada igual. Será que aqueles “ovnis” e aquele tal projeto “Tácit Blue” são russos??????

Mario Roberto Sartori
Mario Roberto Sartori
Reply to  luiz antonio
9 meses atrás

To começando a achar

Minuteman
Minuteman
10 meses atrás

Mais feio impossível.

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Minuteman
9 meses atrás

Desde que faça bonito no campo de batalha pode ser até horroroso.

Bosco
Bosco
Reply to  Nilton L Junior
9 meses atrás

Mas como ele pode fazer bonito. É stealfffffi e stealffi não funciona. O que funciona é fazer Mach 2.5 e puxar 12 g .

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Bosco
9 meses atrás

Pois é, alguém precisa avisar os amis que esse tipo de tecnologia não faze sentido né.

Giu
Giu
Reply to  Bosco
9 meses atrás

Stealfiiiii

Mauricio R.
Reply to  Bosco
9 meses atrás

Deveriam então ressuscitar o Rockwell Himat.

Sergio Prado
Sergio Prado
Reply to  Minuteman
9 meses atrás

Com todo respeito Minuteman. Beleza aqui não é a questão principal e sim o quanto ele pode ser perigoso.

Valgo
Valgo
Reply to  Minuteman
9 meses atrás

Feio mas funciona!!!Os Yankees que se cuidem!!

Flávio
Flávio
Reply to  Valgo
9 meses atrás

Realmente , voando 600m ,enquanto o dos americanos voam de um continente ao outro transportando mísseis .

Mirade
Mirade
Reply to  Flávio
9 meses atrás

Acorda. Era o primeiro voo, ele ainda não é operacional.

Mario Roberto Sartori
Mario Roberto Sartori
Reply to  Flávio
9 meses atrás

Calma, foi só primeiro teste, são.muita coisa mas burro não..

Ferreras
Ferreras
10 meses atrás

Lembra um certo bombardeiro que começa com B e termina com 2.

Brunow Basillio
Reply to  Ferreras
10 meses atrás

“Só se for pelo fato de ser uma asa voadora”…Tirando isso nada lembra..rsrs…

MMerlin
MMerlin
Reply to  Ferreras
10 meses atrás

Na visão superior, seu formato lembra muito mais um F-117 sem os estabilizadores verticais.
Frontalmente, um Neuron.
Não… Em todos os ângulos ele é muito similar ao Neuron.
A nível de sensores e tecnologia, acredito que esteja atrás. Apenas levando em consideração o grau técnico dos setores militares dos países envolvidos.
Referente a primeira aeronave, muito pouco foi divulgado.

Alfredo Araujo
Alfredo Araujo
Reply to  Ferreras
9 meses atrás

…que por sua vez, “lembra” o Gotha/Horten 229 alemão.

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Alfredo Araujo
9 meses atrás

Mas essa galera não deixa os mortos descansarem mesmo…

Hermes
Hermes
Reply to  Victor Filipe
9 meses atrás

Fala isso não que alguém lembra do Osório…

gordo
gordo
Reply to  Ferreras
9 meses atrás

A similaridade de design se dá pelo fato de exercerem a mesma função somado a tecnologia disponível na época que é construído que gera algumas mudanças. Não é bem uma copia, pesquisando e pesquisando eles iriam chegar a essa mesma forma sem nunca terem visto qualquer outra aeronave, só que não faz sentido reinventar a roda se a forma dela já é conhecida. Se olhar o Soko J-22 Orao verá algumas coisas que lembram o AMX, sendo que o caça Iugoslavo saiu do forno em 1976. Na engenharia essa convergência que leva a um mesmo design é muito comum.

nonato
nonato
Reply to  Ferreras
9 meses atrás

Sem dúvida a furtividade é algo imprescindível, muito embora sozinha não resolva tudo.

Antoniokings
Antoniokings
10 meses atrás

Esse é o futuro da guerra aérea.

Super Tucano
Super Tucano
Reply to  Antoniokings
9 meses atrás

O fato de ser não tripulado ou a baixa assinatura de radar?

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Super Tucano
9 meses atrás

Considero, principalmente, o fato de não ser tripulado e, ainda, o uso massivo de inteligência artificial..
A longo prazo, com o desenvolvimento de sistemas mais sofisticados de radar, não consideraria a baixa assinatura como algo preponderante.

JPC3
JPC3
Reply to  Antoniokings
9 meses atrás

A baixa assinatura não é importante, é que todos os engenheiros e militares do mundo estão errados.

100nick-Elã
100nick-Elã
Reply to  JPC3
9 meses atrás

baixa assinatura é importante, só não é o mais importante e a solução para todos os problemas. Comparando com uma luta de boxe, ter um soco forte é importante, mas não necessariamente ganha a luta quem tem o soco mais forte, existem outras variáveis: jogo de pernas, poder de assimilação, capacidade de esquiva – tudo isso combinado é que ganha a luta. A mesma comparação podemos fazer com o futebol, ter o melhor camisa 10 não necessariamente ganha o jogo; se fosse assim, a Argentina já seria a campeã em tudo.

JPC3
JPC3
Reply to  100nick-Elã
9 meses atrás

Por que vocês acham que caças de 5° geração dependem apenas de furtividade?

Por acaso eles não sistemas de guerra eletrônica mais modernos que os de 4°?

Junior
Junior
Reply to  JPC3
9 meses atrás

Não estão, mas ele esta certo quando diz que no futuro ela será menos preponderante, ela ainda estará lá somando, mas creio que o fato dos caças do futuro serem não tripulados e a quantidade do uso de inteligência artificial no projeto será mais importante. Com o tempo as coisas evoluem, no futuro um caça não poderá depender tão somente da baixa assinatura quanto agora

JPC3
JPC3
Reply to  Junior
9 meses atrás

Quem disse que os caças dependem somente de baixa assinatura?

Queria muito entender de onde saem essas conclusões.

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Antoniokings
9 meses atrás

Esse será o caçador que só vai ser descoberto depois que sair da área de atuação, porque com aquela parte de trás não parece ser de baixa assinatura.

Carlos Ravara
Carlos Ravara
Reply to  Nilton L Junior
9 meses atrás

O que te faz deduzir que está naquele estágio, uma foto deliberadamente vazada?

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Carlos Ravara
9 meses atrás

Exatamente a foto, quanto ao que esta “oculto” não tem como supor.

Carlos Ravara
Carlos Ravara
Reply to  Nilton L Junior
9 meses atrás

Foi o que disse, uma foto vazada deliberadamente não há o que inferir. E a foto do bicho na Síria? Photoshop? Levaram para lá de caminhão?

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Carlos Ravara
9 meses atrás

Bem nesse caso temos uma contradição de ocasião já que o post diz que “Seu primeiro voo” nesse caso aquele voo da Síria não existiu ou não voo.

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Antoniokings
9 meses atrás

O Futuro é algo que os americanos fizeram em 2002 com o X-45A e os Russos estão fazendo agora?

Tendi…

Se bem que eu acho o X-47B mais bonitinho…

Leandro Assis
Leandro Assis
9 meses atrás

Vejo comentários que amigos afirma ser cópia do B-2 spirit ou outros mas esse conceito de asa voadora, embora os EUA tenham saído na frente com o seu emprego, diversos países seguem essa linha como europeus e chineses. Talvez seja melhor pra adotar furtividade mas esses rebites não contribuem, provavelmente terão uma versão final com revestimento

Carlos Campos
Carlos Campos
9 meses atrás

Ele parece mais com o Neuron do que o RQ170 Sentinel, mas se parece também com o MQ25, mas essa turbina aí é doer nos olhos, pro fora, parece uma enorme gambiarra

Brunow Basillio
Reply to  Carlos Campos
9 meses atrás

E é uma gambiarra, que é provisória, as unidades seriais terão motor diferente, só não li ainda se terão bocal com saída plana..

Rafael Coimbra
Rafael Coimbra
Reply to  Brunow Basillio
9 meses atrás

Unidades seriais? a pouco foi postado nesse blog que as fabricas estavam fechando… essa copia dos Drones americanos não passarão de protótipos mal acabados com motores beberrões…

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Rafael Coimbra
9 meses atrás

Está arriscado a Boeing fechar entes que esse montão de fábricas russas.

Lucas
Lucas
Reply to  Carlos Campos
9 meses atrás

Acho ele mais parecido com o X-47B

João Moro
João Moro
9 meses atrás

Esse drone é meio parecido com o B-2 Spirit. Vocês não acham?

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  João Moro
9 meses atrás

A física é a mesma para todos.
Portanto, soluções aerodinâmicas são bastante parecidas.

Welt
Welt
Reply to  Antoniokings
9 meses atrás

Pois é… pessoal comentando que é cópia
acha que é só copiar e colar… não sabem que o ar é igual pra todos…aerodinamica, perfil de asa, sustentação…fora os padrões stealth, tudo isso estudado e aperfeiçoado há mais de 100 anos.
Asa voadoras, perguntem pro Jack Northrop, pros irmãos Horten…

Agora…eita bichão grande einh.

João Moro
João Moro
Reply to  Welt
9 meses atrás

Certamente não é “copia e cola” o drone do B-2 mas a física é a mesma e não pode ser negada. Se quer chegar ao mesmo resultado, tem que fazer algo semelhante com o conhecimento que tem. Além disso, o drone é bonito mesmo.

Chris
Chris
Reply to  Antoniokings
9 meses atrás

Mas se fosse um avião americano que saisse parecido com um chines ou russo… Vc ia dizer que era copia !

Vc é muito previsível… Caro Antonio ! heheh

Bosco
Bosco
Reply to  Chris
9 meses atrás

Quando é americano é cópia dos gênios nazistas. Quando é dos russos é porque ar é igual em todo lugar e as soluções tecnológicas para um mesmo problema são semelhantes.
Isso lá em Miinas Gerais chama contorcionismo intelectual.

Rafael Coimbra
Rafael Coimbra
Reply to  Antoniokings
9 meses atrás

Falava o Vermelho copiador….

Bosco
Bosco
Reply to  Antoniokings
9 meses atrás

Esse drone russo é cópia da asa voadora alemã Horten 229.

Helio Eduardo
Helio Eduardo
Reply to  João Moro
9 meses atrás

Asa é asa… difícil, na min na modesta opinião, não serem todos parecidos….

Geneir Reis
Geneir Reis
9 meses atrás

Como eh controlado remotamente por algum tipo de sinal criptografado… Será que drones desse tipo estão mais sujeitos a guerra eletrônica, interferências e talvez hackers?

Lucas
Lucas
Reply to  Geneir Reis
9 meses atrás

Por Crackers eu acho bem difícil, mas por guerra eletrônica ou interferência acredito q ainda podem ser vulneráveis.

Valdez de Araujo
Valdez de Araujo
Reply to  Geneir Reis
9 meses atrás

No caso de aeronaves drones, tem um sistema de proteçao…quando sofre um ataque eletronico que corta a comunicaçao com a base, ele entra num modo offline e retorna a base com um cache salvo “em disco”.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Geneir Reis
9 meses atrás

só sei que os dos EUA quando sofrem ataques de qualquer tipo eles param de receber qualquer dado e voltam para base sozinhos.

Alessandro
Alessandro
9 meses atrás

Drone Stéuti invisível a radar, dá pra ver de longe os parafusos na lataria, tecnologia de 5ª geração russa a “frente do seu tempo” rsrs….

Helio Eduardo
Helio Eduardo
Reply to  Alessandro
9 meses atrás

Ahh, e eu achando que era só um protótipo…

Alessandro
Alessandro
Reply to  Helio Eduardo
9 meses atrás

Quando se trata de tecnologia STEALTH, tudo na Rússia é protótipo comparado com a ocidental.

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  Alessandro
9 meses atrás

É verdade esse bilhete, Olavão e Nando Moura falaram no COF.

Alessandro
Alessandro
Reply to  Defensor da liberdade
9 meses atrás

De forma alguma, não misture geopolítica com tecnologia, foram os 30 anos de experiência e avanços a FRENTE deles.

Alessandro
Alessandro
Reply to  Alessandro
9 meses atrás

e não fique dodói por eles não que é feio, aguente a verdade pois isso é um fato!

Victor Filipe
Victor Filipe
9 meses atrás

continuem mostrando ele de frente e por cima… o perfil lateral não o favorece…

Jagderband#44
Jagderband#44
9 meses atrás

Com aquele rabo quente exposto, o IR enxerga a 500 km.
Lá vai tio Putin botar mais dinheiro fora.

Edison Castro Durval
Edison Castro Durval
Reply to  Jagderband#44
9 meses atrás

Fala isso pro pessoal que projetou o F35, tirando o F22 e B2 todos os outros usam motores com saída convencional.

Lucas
Lucas
9 meses atrás

Caramba, só eu acho esse drone parecido com o X-47B?

Tomcat4.0
Tomcat4.0
9 meses atrás

Parece promissor viu. Gostei do design dele.

Rene Dos Reis
Rene Dos Reis
Reply to  Tomcat4.0
9 meses atrás

Tambem achei olha la a carão de sukhoi

Rico Zoho
Rico Zoho
9 meses atrás

O Gotha Go 229 ainda continua fazendo história apesar de passados 75 anos.

Foxtrot
Foxtrot
9 meses atrás

Caraca brasileiro não perde a oportunidade para ser bobo.
Querem satirizar o que nem em sonhos conseguimos fazer sozinhos.
Eu até apoiaria se o Brasil ao menos tivesse evoluído o projeto do AMX sozinho, ao invés de pagar bilhões de reais em um “avião de papel” que quando voar será o mais modernos das velharias .
Cada coisa viu!
Parabéns Rússia .

Bosco
Bosco
9 meses atrás

É isso que dá ser egoísta. Os russófilos brasileiros que anunciavam a falência da tecnologia stealth em favor da força bruta não avisaram os russos legítimos e estes não puderam adequar seu planejamento e estão embarcando na barca furada da tecnologia stealth.
Temo que este drone “stealfffi” poderá ser detectado por um radar UHF da década de 60 daquele mesmo modelo que derrubou o F-117 na Iugoslávia.
*não sei se vocês sabem mas é verdade. Um F-117 foi derrubado na Iugoslávia.

Antunes 1980
Antunes 1980
9 meses atrás

Mas a Rússia não estava “quebrada “?

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Antunes 1980
9 meses atrás

Imagina se não tivesse.

carcara_br
carcara_br
9 meses atrás

Esse bico com esta configuração de entrada de ar é o tal aproveitamento do escoamento da camada limite pra alimentar os motores?

rodrigo frizoni
rodrigo frizoni
9 meses atrás

Rússia chegando 30 anos atrasada

Hugo
Hugo
9 meses atrás

Qual o pblm dos russos com escapamento stealth? Kkkk

Marcos
Marcos
9 meses atrás

Esse motor ai hahahahaha… que gambiarra

Leo Neves
Leo Neves
9 meses atrás

Aos editores , Saiu o vídeo hoje do primeiro vôo desse Drone Russo
https://youtu.be/boUaHTI6JxE

carcara_br
carcara_br
Reply to  Leo Neves
9 meses atrás

muito bom.