Home Aviação de Ataque EUA desdobram caças F-22 Raptor para o Catar

EUA desdobram caças F-22 Raptor para o Catar

7412
125
F-22 Raptor pousando no Catar

Doze caças F-22A Raptor chegaram ao Estado do Qatar, em meio às tensões com o Irã.

Os caças furtivos Lockheed Martin F-22A pousaram na Base Aérea de Al Udeid (Qatar) em 27 de junho de 2019.

Tendo transitado pela Base Aérea de Morón (Espanha) antes da chegada ao Estado do Catar, espera-se que os Raptors permaneçam na Al Udeid por um período de tempo indeterminado.

Embora essas aeronaves tenham sido desdobradas no Qatar pela primeira vez, durante os últimos anos, os Raptor da USAF têm estacionado na Base Aérea de Al Dhafra (Emirados Árabes Unidos).

Segundo o US Air Forces Central Command, os F-22 foram enviadas ao Catar pela primeira vez para defender as forças e interesses americanos na área.

Observar nas fotos que as marcações na cauda indicativas da base de origem dos F-22 foram apagadas.

Subscribe
Notify of
guest
125 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
João Moro
João Moro
10 meses atrás

Está dando pinta de guerra …

nonato
nonato
Reply to  João Moro
10 meses atrás

Não necessariamente. Até porque já haviam mandado dois porta aviões antes.
Li em algum lugar que a função primária dos F 22 seria destruir o sistema S 300.
Mas acho que isso poderia ser feito com mísseis de cruzeiro disparados de navios ou submarinos.

Bosco
Bosco
Reply to  nonato
10 meses atrás

Nonato,
A capacidade de ataque do F-22 é ampliada pelo fato dele atacar sítios de mísseis AA em supercruise (Mach 1.8) e muito alto (20.000 metros) , o que, além de dificultar a solução de tiro da AA (caso seja detectado e caso seja rastreado), permite que as bombas JDAM tenham mais que o dobro do alcance de quando lançadas de um avião subsônico a 10.000 metros, como por exemplo se fossem lançadas de um A-10. Chegam a mais de 30 km de distância.

Chris
Chris
Reply to  Bosco
10 meses atrás

Considerando que Israel atacou até Damasco…. Sem ser abatido por nenhum sistema antiaereo (Provavelmente usou os F-35) !

Certamente… Os F-22 são até desnecessários !

Bosco
Bosco
Reply to  Chris
10 meses atrás

Desempenho comparado do F-35A e do F-22: F-35: RCS frontal: 0,0001 m² peso vazio: 13,2 t peso máximo de decolagem: 31,7 t combustível interno: 8,4 t raio de ação: 1300 km mísseis ar-ar internos: 4 Amraams carga interna: 2,5 t velocidade máxima: Mach 1.7 altitude:16.000 metros supercruise: Mach 1.2 (??) força g: 9+ canhão de 25 mm com 180 cartuchos – F-22: RCS frontal: 0,0001 m² peso vazio: 19,6 t peso máximo de decolagem: 37,8 t combustível interno: 8,2 t raio de ação: 900 km mísseis ar-ar internos: 6 Amraams e 2 AIM-9X carga interna: 1,5 t velocidade máxima: Mach… Read more »

William Duarte
William Duarte
Reply to  Bosco
10 meses atrás

O que me impressiona e o super crusie de1.8 mach. Interceptar um avião deste e muito complicado nao levando em conta a baixa assinatura de radar.

Denis
Denis
Reply to  Bosco
10 meses atrás

O vencedor e ainda campeão: F-22! GOAT!

100nick-Elã
100nick-Elã
Reply to  Bosco
10 meses atrás

Segue agora, para comparação, o desempenho do SU-57:

RCS frontal: Especialistas da Rússia estimam o F-22 RCS a 0,3 m² e o Su-57 RCS a 0,35 m². Números bastante realistas.
Peso vazio: 18,5 t
Peso carregado: 34 t
peso máximo de decolagem: 37 t
raio de ação: 1500 km / 3600 km (em velocidade subsônica)
mísseis ar-ar internos: 4× K-77M ou 4× izdeliye 810 e 2× K-74M2 ou 2× izdeliye 300
carga interna: não encontrei
velocidade máxima: Mach 2.5
altitude: 20.000 metros
supercruise: Mach 1.4 ? (dado não confiável)
força g: 9+
canhão de 30 mm

Bosco
Bosco
Reply to  100nick-Elã
10 meses atrás

100,
Vamos combinar o seguinte, vc não fala do RCS do “meu” caça e eu não falo do “seu”.

100nick-Elã
100nick-Elã
Reply to  Bosco
10 meses atrás

Ok, Bosco, aceito essa “détente”, mas não é por medo do debate, somente por respeito a você.

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
Reply to  Chris
10 meses atrás

Os Sírios reagiram, dispararam mísseis russos, os infalíveis mísseis russos, caíram no Chipre e mataram 17 locais.

sub urbano
sub urbano
Reply to  Chris
10 meses atrás

Damasco até o ISIS já atacou.

Bosco
Bosco
Reply to  sub urbano
10 meses atrás

“Damasco até o ISIS já atacou.”
Não por via aérea.

sergio
sergio
Reply to  João Moro
10 meses atrás

Sempre dá pinta de guerra mas no final são dois cachorros um latindo mais alto que o outro……
..mas ninguém “morde” niguém….

Luiz Mendes
Luiz Mendes
Reply to  sergio
10 meses atrás

Um cachorro dêsses sozinho, derruba a força aérea iraniana todinha.

DOUGLAS TARGINO
DOUGLAS TARGINO
Reply to  Luiz Mendes
10 meses atrás

Perai, é um F-22 e não uma nave alienígena.

Quatzy
Quatzy
Reply to  DOUGLAS TARGINO
10 meses atrás

Gostei, Douglas. Rsrs

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Luiz Mendes
10 meses atrás

Basta o Irã comprar uma dúzia de Su-35 que acaba a festa.

pangloss
pangloss
Reply to  Antoniokings
10 meses atrás

“Acaba a festa” = acaba o orçamento da Força aérea Iraniana?

JPC3
JPC3
Reply to  Antoniokings
10 meses atrás

Falou a mesma coisa quando os S-300 chegaram na síria

Chris
Chris
Reply to  JPC3
10 meses atrás

Esse AntonioKings não cansa ne ?

Certamente é, de longe, o recordista absoluto de votos negativos ! kkkkk

Denis
Denis
Reply to  Chris
10 meses atrás

Vamos lá, galera. Mais um e completa os CEM.

Leonel matos
Leonel matos
Reply to  Chris
10 meses atrás

Na verdade o Antônio é mais defensor dos equipamentos russos que o Putin

José
José
Reply to  Chris
10 meses atrás

O pior não é o seu recorde em negativação e,sim,ter uma mente bloqueada,fanática,cega…
Por analogia se o F-22 tem o recorde rcs,ele tem o seu recorde em rdb.

ANDRE DE ALBUQUERQUE GARCIA
ANDRE DE ALBUQUERQUE GARCIA
Reply to  Antoniokings
10 meses atrás

E o dinheiro pra isso? Quanto tempo levaria para ser feita a primeira entrega? E o tempo para treinamento dos pilotos e a turma da manutenção? Depois de recebido, quanto tempo para cada aeronave atingir capacidade operacional plena? Não é tão simples como comprar um carro…

Rommelqe
Rommelqe
Reply to  ANDRE DE ALBUQUERQUE GARCIA
10 meses atrás

Prezado André: a base é toda operada por americanos, incluindo pessoal de manutenção, tripulações etc.

Marcelo Machado
Marcelo Machado
Reply to  ANDRE DE ALBUQUERQUE GARCIA
10 meses atrás

Exato. Seria o mesmo que Nasser fez com os Mig 21 em 70. Receberam sem ter treinamento adequado, tomaram uma cossa dos Mirage e Phantom. Os russos tiveram que ir pilotar e voltaram com o rabo entre as pernas.

Luiz Paulo R
Luiz Paulo R
Reply to  Antoniokings
10 meses atrás

Xings, em que planeta você vive pra continuar dizendo que o SU 35 venceria um F22? Você faz questão de “esquecer” que o F22 enxerga o SU 35 muito muito antes dele sonhar em enxergar o caça americano. Menos criancice por favor….

paddy mayne
paddy mayne
Reply to  Luiz Paulo R
10 meses atrás

Ele sabe, mas adora irritar a gente, só isso. E o patrão manda manter a guarda alta…

José
José
Reply to  Luiz Paulo R
10 meses atrás

Resposta que não quer calar:a paixão cega a razão!

Rafael Coimbra
Rafael Coimbra
Reply to  Antoniokings
10 meses atrás

kkkk adoro seu humor!

paddy mayne
paddy mayne
Reply to  Antoniokings
10 meses atrás

Sonho com o dia desse embate, apenas torço para que os pilotos dos aviões russos ejetem a tempo, não quero mortes desnecessárias.

Thiago Telles
Thiago Telles
Reply to  Luiz Mendes
10 meses atrás

Q força aérea iraniana?

DOUGLAS TARGINO
DOUGLAS TARGINO
Reply to  Thiago Telles
10 meses atrás

Nunca subestime seu inimigo!

Washington Menezes
Washington Menezes
Reply to  Luiz Mendes
10 meses atrás

É igualzinho eles fizeram com os Norte Coreanos. Só chutam cachorro morto.

JPC3
JPC3
Reply to  Washington Menezes
10 meses atrás

Foi piada isso, não foi?

Guerras não se resumem apenas a especificações armas.

Alfa BR
Alfa BR
Reply to  Washington Menezes
10 meses atrás

O Iraque era “cachorro morto” em 1991?

Quatzy
Quatzy
Reply to  Alfa BR
10 meses atrás

20 nações se juntaram para derrotar um país só, aí é complicado. Quero ver eles irem a guerra só sem aliados.

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Quatzy
10 meses atrás

Faz o favor e bota o numero de tropas dos países aliados e os meios empregados por eles, vamos analisar a relevância…

teve muito pais que só ajudou com dinheiro/recurso e não enviou tropas ou equipamentos, mas comentar isso é difícil né… das pouco mais de 950 mil tropas 700 mil eram americanos. eu não preciso descrever aqui qual foi a marinha e força aerea que mais forneceu apoio…

Marcelo Machado
Marcelo Machado
Reply to  Alfa BR
10 meses atrás

Iraque foi tudo menos subestimado em 1991. Ao contrário, pelo numero de tanques, aviões e baterias anti aéreas os EUA estimavam uma resistência muito maior e duradoura. O EUA subestimaram apenas seus F111 e principalmente as capacidades do incrível Abrams que dizimou os T72 e 62. Sobrou até pro pobre do Cascavel.

Rafael Coimbra
Rafael Coimbra
Reply to  Luiz Mendes
10 meses atrás

Acho que eles nem decolam!

Miguel Lourenço Felicio
Miguel Lourenço Felicio
Reply to  Luiz Mendes
10 meses atrás

EXAGERO……

Rene Dos Reis
Rene Dos Reis
Reply to  sergio
10 meses atrás

Sempre dá pinta de guerra mas no final são dois cachorros um latindo mais alto que o outro……
..mas ninguém “morde” niguém….
ainda bem né

Denis
Denis
Reply to  sergio
10 meses atrás

Hmmm… Não sei não. Com um maluco como o Trump no pedaço, tudo é possível.

Carlos Campos
Carlos Campos
10 meses atrás

Agora vai ficar mais fácil atacar o Irã, eu sou contra uma guerra contra o Irã,

Minuteman
Minuteman
Reply to  Carlos Campos
10 meses atrás

Será que está chegando a hora da bandeira estrelada tremular por aqueles cantos? A Pérsia seria um belo protetorado americano.

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  Minuteman
10 meses atrás

Falar é fácil…

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Minuteman
10 meses atrás

Não seria, uma guerra contra o Irã no momento é injustificável, pegaria para mal para os EUA, e se viesse a ter uma guerra, que se mantesse um país islãmico e não secular, pois cometeriam o mesmo erro do iraque, que voltasse a ser uma monarquia, uma guerra contra o Irã só seria justificável se fechassem o Estreito de Ormuz, e mesmo assim botas no solo não seria desejado, usar mísseis de cruzeiro e forças especiais para matar pessoas importantes seria o ideal. no final o Irã ia ser governado por iranianos.

USS Iowa
USS Iowa
Reply to  Minuteman
10 meses atrás

Vai ficar só no sonho.

Carlos Eduardo Broglio Gasperin
Carlos Eduardo Broglio Gasperin
Reply to  Minuteman
10 meses atrás

Pimenta no dos outros não dói. Até a hora em que chegar a nossa vez…. Torcer para que não dê em nada.

Topol
Topol
10 meses atrás

Só mais um petroleiro explodir misteriosamente e já se tem o álibi necessário para o ataque contra as forças Quds e a infraestrutura do Irã perpetrando assim mais uma coincidente página da “primavera árabe”, um movimento totalmente espontaneo do povo árabe em sua luta por liberdade e democracia… em tempo, a base aérea de Al Udeid está ao alcance dos mísseis da classe Shahab !!!

cirqueira
cirqueira
Reply to  Topol
10 meses atrás

o pau vai quebra,,,,faz tempo q eles tão falando,,bomba atômica, nãoooooooo…..

Jacinto
Jacinto
Reply to  Topol
10 meses atrás

Mas os iranianos não são árabes. Eles são persas.

Topol
Topol
Reply to  Jacinto
10 meses atrás

Acho que é por essa razão que está entre parenteses! No geral este é um termo que “convencionou-se” usar para definir as “revoltas populares” por todo o oriente médio, tanto as já efetuadas quanto as que ainda estão por acontecer

pangloss
pangloss
Reply to  Topol
10 meses atrás

A “primavera árabe” só ocorreu em países que tinham governos laicos e maioria sunita. Exatamente o oposto do Irã.

Topol
Topol
Reply to  pangloss
10 meses atrás

Pangalos então chame de “inverso persa” se assim o fará sentir-se mais confortável, pense fora da caixinha … domínio total do oriente médio para manter sua máquina de imprimir dólares funcionando a todo vapor sem precisar de lastro, vendendo apenas “segurança” e “paz através da força”… Nixxon foi genial aquele safado !!!

pangloss
pangloss
Reply to  Topol
10 meses atrás

Acho que meu comentário não foi entendido, talvez por falta de clareza minha. Quis dizer que aquilo que se convencionou chamar “Primavera Árabe” foi uma ação oportunista da Irmandade Muçulmana, a partir de legítimas manifestações populares, para conduzir o processo de tomada do poder por setores religiosos, em sociedades sob governos laicos. Não havia um conflito entre Ocidente e Islã ali, mas sim de setores religiosos e setores laicos, dentro da política de cada um dos países em que o fenômeno ocorreu.

art
art
Reply to  Topol
10 meses atrás

Democracia Arabe? Qual a democracia Arabe que existe na Região? (não há) A primavera Arabe foi insuflada por jihadistas.

Bruno Correia
Bruno Correia
Reply to  Topol
10 meses atrás

“primavera árabe” O irã não é um pais árabe, mas um pais persa.
A primavera deles já ocorreu foi em 1979, só não foi secular, foi religiosa.
Estudar antes de postar, por favor.

Diogo
Diogo
Reply to  Bruno Correia
10 meses atrás

Estudar também sinais de pontuação da língua portuguesa. Parêntesis é bem diferente de aspas…

Diogo
Diogo
Reply to  C.César
10 meses atrás

Kkkkkkk! Obrigado pela dica.

Bosco
Bosco
Reply to  Diogo
10 meses atrás

O Topol tem defeitos mais graves que o equívoco de denominar as aspas de parênteses. Um deles é acreditar na ingenuidade do mundo todo (inclusive e principalmente do mundo islâmico) e na imensa superioridade intelectual americana que, de acordo com ele, consegue forjar “revoltas populares” no mundo todo a seu bel prazer e no processo arrebanhar milhões de cidadãos , mesmo indo contra a vontade popular que apoia incondicionalmente os governantes democráticos e populares de seus respectivos países e mesmo sob a atenta vigilância russa e chinesa, estes, protetores das mais nobres virtudes e que serviriam de tampão para as… Read more »

Quatzy
Quatzy
Reply to  Topol
10 meses atrás

É eles começaram a enviar suas frotas para Golfo pérsico que misteriosamente começou ataque aos navios petroleiros, algo não acontecia naquela região. Eles são os primeiros a acusar os Persas. Esse ataque aos navios petroleiros precisava acontecer para justificar o envio das frotas deles para Golfo pérsico. Nem Japão vc acreditou na versão deles.

Lynx
Lynx
Reply to  Quatzy
10 meses atrás

Frotas americanas patrulham o Golfo Petisco, ininterruptamente, desde 1991. Há até o QG da 5 Frota no Bahrein. Essa sua alegada coincidência não existe.

Rui Chapéu
Rui Chapéu
10 meses atrás

Lá vem o negão
Cheio de paixão
Pro Catar, pro Catar, pro Catar.

Jadson Cabral
Jadson Cabral
Reply to  Rui Chapéu
10 meses atrás

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK EXCELENTE!

Mauro
Mauro
10 meses atrás

Com esse aí a pegada é outra, véi.
Quando bate um pim de radar nele, ele manda um pum de volta no radar, e não tem mais pim.

Helio Eduardo
Helio Eduardo
Reply to  Mauro
10 meses atrás

kkkkkkkkkkkkkk.

Ramon Grigio
Ramon Grigio
10 meses atrás

Pergunta do leigo de plantão: Qual o armamento do ar-solo do F-22A hoje?

JPC3
JPC3
Reply to  Ramon Grigio
10 meses atrás

Bombas guiadas por GPS e, segundo algumas fontes, as SDBs planadoras.

nonato
nonato
Reply to  Ramon Grigio
10 meses atrás

Nada de míssil antiradar?

Ramon Grigio
Ramon Grigio
Reply to  Ramon Grigio
10 meses atrás

Obrigado JPC3 e DSC. Então da informação que eu tinha (de leitura de uns 10 anos atrás eu acho) ele ganhou as SDBs. Com o desempenho e baixo RCS já serve para atacar quaisquer alvos fixos (até mesmo sítios de SAM).

CRSOV
CRSOV
10 meses atrás

Que tensão está tendo agora minha gente ?? A derrubada do drone americano ocorreu há dez dias ou mais e até agora nada !!

Jagderband#44
Jagderband#44
10 meses atrás

Esse é o famoso 5G.

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
10 meses atrás

Segue o jogo… começou a guerra por informações

Victor Filipe
Victor Filipe
10 meses atrás

Sinceramente. A força aérea do Irã é composta por: 378 Modelos diferentes de F-5 F-4 Panthons II F-14A que ainda usava o Pratt & Whitney TF30 do F-111A que era fraco de mais para o F-14… Sinceramente, alguém acredita que isso representa alguma ameaça contra o F-22? não é subestimar nada é uma simples constatação. Analise o Gap tecnológico. por maior que seja as alegações do Irã de modernização e etc… eu não venho nenhuma aeronave deles que tenha um desempenho que se quer se aproxime de um F-16V F-15E ou F/A-18E/F quanto mais se aproximar de um F-22. Não… Read more »

Diogo
Diogo
Reply to  Victor Filipe
10 meses atrás

Você esqueceu do Qaher 313?

Leonel matos
Leonel matos
Reply to  Diogo
10 meses atrás

Esse caça é uma ilusão para parvos

100nick-Elã
100nick-Elã
Reply to  Victor Filipe
10 meses atrás

Se analisar 1 F-22 x (coloque aqui o modelo de avião do Irã que você quiser), o F-22 ganha. Na maioria das vezes, porque nem sempre o melhor vence, existe sempre o imponderável. Mas a probabilidade está a favor do F-22. Só que você esquece que uma guerra não é assim. Tem que olhar o conjunto. Em termos de bota no chão, o exército dos EUA, que não admite muitas perdas, é um exército que não me convence. A briga não será F-22 x F-5, mas o conjunto. E o estrago que o Irã pode fazer é muito grande. As… Read more »

Quatzy
Quatzy
Reply to  100nick-Elã
10 meses atrás

Imagina o Irã abatendo um F-22 ou bem B-2 nos primeiros dias de um conflito? Seria um estrago enorme e um grande choque para tio Sam.

Renato Vargas
Renato Vargas
10 meses atrás

Hummm, sei não. Acho que vou comprar uns Dolares. Está com cara de treta, isso aí.

Leitor
Reply to  Renato Vargas
10 meses atrás

Não seria o contrário? Ou na sua opinião o mercado receberia bem a notícia? Tenho dúvidas…

Marcelo-SP
Marcelo-SP
Reply to  Leitor
10 meses atrás

Sempre que há crise internacional, o dinheiro corre para os EUA… Dólar indo daqui para lá, dólar em alta…

Jadson Cabral
Jadson Cabral
Reply to  Marcelo-SP
10 meses atrás

Melhor comparar ações de petrolíferas. Porque uma coisa que vai dobrar de preço no primeiro dia de conflito será o petróleo

Gabriel BR
Gabriel BR
10 meses atrás

Querer é uma coisa e fazer é outra…combinaram com os russos?!

teropode
Reply to  Gabriel BR
10 meses atrás

Acho que sim , certamente vão dividir o Irã como fizeram com a Síria, a única preocupação ewue5 o lado Americano continua progredindo , já o lado russo mantém i velho costume de permanecer no atraso , semelhanças com as 2 alemanhas não é mera coincidência.

TJLopes
TJLopes
10 meses atrás

Será que existirá, algum dia, o F-22C?

Maurício.
Maurício.
10 meses atrás

“para defender as forças e interesses americanos na área.”
Se isso fosse verdade mesmo os EUA já poderiam começar atacando o próprio Catar já que até o Trump disse que o Catar financia o terrorismo num nível muito grande.
Já em relação ao F-22 é simplesmente o que tem de melhor no quesito superioridade aérea.

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
10 meses atrás

F-22 levando tanque externo?
Essa imagem pra mim é nova…

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Willber Rodrigues
10 meses atrás
Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  Victor Filipe
10 meses atrás

Fico apenas a imaginar a tripulação do BEAR fazendo uma pequena ratificação do informe que havia enviado para a base onde dizia que tinha conseguido captar pela primeira vez na historia um F-22 em seus sensores… mais ou menos assim: “Camarada, esqueça o que Eu disse, o caça esta com dois refrigeradores em baixo da asa…”

Mauro
Mauro
Reply to  Willber Rodrigues
10 meses atrás

Nestas situações sempre leva e é proposital, é de propósito para que perca sua silhueta furtiva, nessa situação, ele não é furtivo, mas é proposital mesmo. Só não tenho certeza se nesses voos de traslado, ele emite sinal de transponder ou não, me parece que sim.
Até quando ele intercepta aviões russos no ártico ele decola com esses tanques, mas é para que os russos não o rastreiem na configuração furtiva. Aí ele é um avião “comum”.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Willber Rodrigues
10 meses atrás

leva a anos, e tem capacidade levar mísseis ou bombas debaixo da asa, igual ao F35

Victor Filipe
Victor Filipe
10 meses atrás

Para o F-22 os tanques externos servem para duas coisas. aumentar o alcance, obvio. E aumentar o RCS caso ele queira ser visto (voando em regiões em que o Controle de Trafego aéreo precisa monitorar a aeronave e ele não esta em missão militar) ou quando podem voar perto de aeronaves que podem monitorar o RCS deles e eles não querem mostrar a assinatura real.

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  Victor Filipe
10 meses atrás

Ok… F-35… entendemos. Não podemos culpar os EUA de enviarem o que tinham de melhor para a área… por acaso você nunca viu os aviões stealth Iranianos?? Só o melhor avião americano para conseguir sobreviver aos hyper-aviões iranianos.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
10 meses atrás

Para quê deslocar F-22 se segundo o fabricante/vendedor o F-25 e até superior?
Seŕa que não e tudo, propaganda no fim das contas?

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
10 meses atrás

F-25?

LOL

O F-35 é um multi-role. uma aeronave multi-função.

o F-22 é mandado para lugares que se quer garantir supremacia aérea. apesar dele ter uma limitada capacidade Ar-Solo. o seu foco é e sempre será combate aéreo. algo que até hoje ele se mantem no topo.

Bosco
Bosco
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
10 meses atrás

Cristiano, O F-35 é superior em muitas características ao F-22 mas este é um caçador nato que jamais o F-35 irá superar. Só pra vc ter uma ideia, uma AIM-120C7 lançado do solo chega a um pico de Mach 3 e a 30 km de distância. Lançado de um caça quase a velocidade do som ele chega a Mach 4 e atinge uns 80 km. Lançado de um caça a Mach 1.5 a 15.000 metros ele atinge Mach 5 e chega a 110/120 km. Esse seria o caso de um F-35 em regime de pós-combustão. Lançado de um caça a… Read more »

paddy mayne
paddy mayne
Reply to  Bosco
10 meses atrás

Mais uma aula do Bosco. Engrandece o ambiente.

paddy mayne
paddy mayne
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
10 meses atrás

O F-22 tem características únicas, e na função de superioridade aérea é quase imbatível.

Camargoer
10 meses atrás

Olá Colegas. Apenas para lembrarmos. Em 1914, o Império Austro-Hungaro entrou em guerra contra a Sérvia pelo assassinado do herdeiro do trono em uma cidade da Austria-Hungria, que levou a Rússia a decretar guerra á Austria-Hungria, que levou a Alemanha a decretar guerra contra a Russia, que levou a França e Inglaterra a decretar guerra contra a Alemanha, que invadiu a Bélgica… e a população nas ruas festejando a guerra que ia durar poucos meses. Acho perigoso subestimar a pro-atividade de alguns governantes exóticos.

Agnelo
Agnelo
Reply to  Camargoer
10 meses atrás

E o Brasil mandou oficiais, médicos e pilotos pra Europa….
Para uma economia como a nossa, o respingo sempre bate aqui, depois o resto.

Marcelo Machado
Marcelo Machado
Reply to  Camargoer
10 meses atrás

A Inglaterra na verdade só declarou guerra depois da invasão da Bélgica, que era neutra. A França que tinha tratado de mutua assistência com a Russia e foi obrigada a declarar guerra logo depois. E a Bélgica só foi invadida porque os planos de guerra alemães para invasão da França e que estavam guardados no cofre (Schlieffen Plan) exigiam a invasão da Bélgica pra chegar na França.

Wilson França
Wilson França
Reply to  Camargoer
10 meses atrás

Excelente observação. Um ataque ao Irã sem justificativa plausível ou uma resolução da ONU pode gerar consequências que extrapolam as fronteiras iranianas. O Irã pode disparar mísseis em direção a Israel. Grupos armados na Palestina, Síria etc. Apoiados pelo Irã podem igualmente realizar ou intensificar ataques ao território de Israel. Uma retaliação de Israel, por sua vez, pode insuflar diversas populações da região. O Irã pode também tentar sabotar o tráfego de petróleo na região ( o que inclusive iria prejudicar a minha vida e a sua). Deve-se pensar tbm nas possibilidades de envolvimento de Rússia, China, Turquia, principalmente se… Read more »

Augusto L
Augusto L
10 meses atrás

Israel sobrevoou Tehran com o F-35, e ainda “tirou fotos” do S-300 deles, inclusive dos radares UHF e depois vazou para inteligência iraniana.
O chefe da defesa aérea iraniano foi demitido por tentar encobrir o ocorrido.

Delfim
Delfim
Reply to  Augusto L
10 meses atrás

Foi no Líbano não ?

Felipe
Felipe
Reply to  Augusto L
10 meses atrás

Sputnik ocidental

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
Reply to  Felipe
10 meses atrás

Não é o titular da matéria.
Leia tudo até o final.

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
Reply to  Augusto L
10 meses atrás

Pois é.

Marcelo Machado
Marcelo Machado
Reply to  Augusto L
10 meses atrás

Curiosa essa ideia de um “secret code” para o radar. Isso significa que os Russos e quem mais eles quiserem podem usar um código secreto e impedir que o s300 ou s400 funcione. Nesse caso, não sei porque Ancara ainda persiste em comprar o equipamento? Será que os Patriot teriam o mesmo código secreto?

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Augusto L
10 meses atrás

caramba! e isso é pq o S300 ia impedir os ataques israelenses.

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  Augusto L
10 meses atrás

Interessante, vamos checar as fontes. Sabe como é que é, como podemos saber se é verdade se não saiu no GLOBAL TIMES?

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  Augusto L
10 meses atrás

Interessante, só faltava essa dos Russos e Israelenses a andar de mãos dadas

Venício Martins
Venício Martins
10 meses atrás

Estes aviões tem poder enorme de destruição…

Wagner
Wagner
10 meses atrás

Marcaçoes na deriva apagadas? Nao esta me cheirando bem isso…

cvn76
cvn76
Reply to  Wagner
10 meses atrás

Não que tenha muita importância, mas esses F-22 são da base aérea de Langley, Virgínia.

José Luiz
José Luiz
10 meses atrás

Salvo engano da minha memória após o Vietnam a escalada norte americana começou com o Panamá, depois Granada, Haiti, teve a guerra do Golfo de 1991, participação no Kosovo 1999, seguiu para Afeganistão e por fim Iraque em 2003. Um crescente. Sem dúvida o poderio norte americano é suficiente para eliminar as forças regulares convencionais iranianas, mas o problema é depois. O Irã é o maior adversário de toda esta escalada em termos populacionais e de território. Não dispõem da quantidade de armamento importado do Iraque, mas tem a maior indústria bélica de todos os outros. E treina para guerra… Read more »

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
10 meses atrás

ops… lugar errado. Era para postar no “post abaixo”.

Luiz Trindade
Luiz Trindade
10 meses atrás

Tá mais para pressão psicológica do que outra coisa… Mas se o Trump for suficiente decidido, ataca o Irã pode virar o pesadelo do mandato dele. Tão esquecendo dos lobos solitários do Irã? Irã não é ISIS e nem Iraque não.

Antunes 1980
Antunes 1980
10 meses atrás

A pergunta que não quer calar, os doze F-22 são capazes de destruir em 1 semana os 374 aviões iranianos da idade da pedra?
Eu acho que sim! E vocês ?

Luiz Trindade
Luiz Trindade
Reply to  Antunes 1980
10 meses atrás

Se tiver no chão sim. Agora se tiver no ar, tudo dependeria de BVR… Sei que o F-22 tem isso de sobra, mas dogfight é dogfight. Se conseguiria derrubar um bocado mas em alguma hora teria de ser cara a cara…

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Luiz Trindade
10 meses atrás

Não vejo qual seria o motivo que faria os F-22 permanecerem no TO depois de terem gasto seus misseis… eles tem a velocidade, manobrabilidade e furtividade para voltarem a base e se rearmarem numa boa, e mesmo em Dogfight é de consenso geral que o F-22 perto de um F-4 Phanton II e um F-14A é uma bailarina de bale ao lado de um mamute…

renato band
renato band
10 meses atrás

o f-22 foi projetado mais como um avião de interceptação e reposta, nunca foi utilizado como um vetor de ataque, essa movimentação é apenas pra dissuadir o governo hostil do Irã, visto que se fosse para atacar efetivamento seria mais sinérgico utilizar o f-35.