Home Aviação de Caça China diz que seus caças são superiores aos F-16V de Taiwan

China diz que seus caças são superiores aos F-16V de Taiwan

19209
98
Caças J-11 e J-10

A ilha de Taiwan está gastando bilhões de dólares para atualizar aviões de combate comprados dos EUA, mas ainda não é páreo para os J-11 da China continental, disseram especialistas chineses, enquanto a ilha realiza seu primeiro exercício de decolagem e pouso em rodovia com o F -16V nos exercícios militares anuais de Han Kuang.

E o J-11 nem é o melhor jato de combate do continente, observaram os analistas.

Um F-16V dos Estados Unidos acompanhou outros jatos na decolagem e aterrissagem em uma estrada no condado de Changhua, no oeste de Taiwan, como um dos destaques dos exercícios de cinco dias de Han Kuang que começaram na segunda-feira, com sede em Taipei..

O líder regional de Taiwan, Tsai Ing-wen, disse que o treinamento foi desafiador e “demonstrou a capacidade de defesa e a confiabilidade dos militares de Taiwan”, disse a reportagem.

No entanto, Fu Qianshao, um especialista em defesa aérea do continente, disse ao Global Times que, embora as decolagens e aterrissagens de emergência em rodovias possam ser úteis em combate, o treinamento é mais temporário do que uma operação regular.

“Seria um exagero considerar tal treinamento contingencial como um reforço de capacidade de combate”, disse Fu.

F-16V de Taiwan

O treinamento também marcou o início do exercício do primeiro F-16 atualizado para a configuração “V”, com radar avançado e outras capacidades de combate, informou a Associated Press (AP).

A Força Aérea de Taiwan está gastando cerca de US$ 4,21 bilhões para atualizar 144 caças F-16A/B para o F-16V, e está tentando comprar novos dos EUA, disse a reportagem da AP.

O F-16V é um jato de geração 3.5 geração (ou 4.5, de acordo com a classificação Ocidental) construído pelos EUA, e enquanto seus sistemas de controle de fogo e armas são melhorados, suas contribuições para a capacidade de combate total são limitadas, disse Fu.

Comparado com os jatos leves de geração 3.5 do continente chinês, o J-10B e o J-10C, o F-16V não possui nenhuma vantagem significativa, disse Fu, notando que não é páreo para a série J-11 de caças pesados ​​do continente.

A China já comissionou seu caça stealth de quarta geração (quinta geração no Ocidente), o J-20, que é muito mais avançado do que qualquer outro de terceira geração e comparável ao jato de combate mais avançado dos EUA, o F-22, disseram os observadores militares.

Caça J-20

FONTE: Global Times

NOTA DO EDITOR: A classificação chinesa para as gerações de caças é diferente da Ocidental. A 4ª geração para a China equivale à 5ª geração do Ocidente.

Subscribe
Notify of
guest
98 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
1 ano atrás

Whatever. Mal podíamos esperar que dissessem que são inferiores.

Chris
Chris
Reply to  Joao Moita Jr
1 ano atrás

Mesma novela chinesa e russa de sempre…

Dizem que são “melhores”… Mas nem sequer explicam no quê, como e porquê ! Sem dados, números, sem nada !

Só se afundam ainda mais na credibilidade !

Alias… Parecem é que ficaram preocupados com o avanço de Taiwan, o que seria uma surpresa pra todos nós !

Paulo Costa
Paulo Costa
Reply to  Chris
1 ano atrás

Deve ser difícil pra china odiar os EUA, Japão e a coreia do sul e saber que depende das exportações para esses países para sua economia nao quebrar.

Acho que é muito difícil a china tentar dominar militarmente Taiwan pelo apoio dos EUA e seus aliados na região
.

Maus
Maus
1 ano atrás

Quanto será que custaria para atualizar os 200 f-16 e f-15 que estão estocados no EUA?

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
1 ano atrás

Propaganda é a alma do negócio.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Defensor da liberdade
1 ano atrás

Coisa que o pessoal da L.M. é mestre.

Munhoz
Munhoz
Reply to  Defensor da liberdade
1 ano atrás

Numa guerra são varios fatores, incluindo radar, mísseis, apoio de aviões de guerra eletrônica e alerta antecipado, treinamento etc etc etc

Não é um uma análise fácil um lado pode levar vantagens e desvantagens diante do outro, pode ter um radar melhor mas um sistema de guerra eletrônica inferior, um míssil sucetíveis a interferência e assim por diante em diversas variáveis!

Israel por exemplo levou vantagem no conjunto dessas variáveis e não numa suposta superioridade do armamento do ocidente por exemplo, sendo lógico que em um ou outro caso um equipamento pode sim levar vantagem !

Helbeth Lisboa de Oliva
Helbeth Lisboa de Oliva
Reply to  Defensor da liberdade
1 ano atrás

A mais poderosa arma numa guerra não convencional é a capacidade de gerar contra INFORMAÇÃO, espalhar elementos dissuasivos e promover medo, confusão e tirar o inimigo do foco. E nisso, a China é imbatível. Informação, capacidades de criptografia e descodificação são o “plus” numa guerra cibernética.

PauloSollo
1 ano atrás

Kkkkkkkkk. Huaasuahuasuahuaa,rs.
Senta lá Fu!!! Quem muito fala, nada faz. Atesto que estas tralhas mal copiadas J-qualquer coisa não passam de belos alvos pois comprei alguns na 25 de Março e até um F-5M dá cabo deles.

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  PauloSollo
1 ano atrás

Mas brasileiro só pode comprar tranqueira mesmo, neste caso não é culpa dos Xing Lings se tu só pode comprar coisa de camelô da 25 de Março….

Denis
Denis
Reply to  Defensor da liberdade
1 ano atrás

O Brasil não compra tranqueiras, apenas demora a comprar, o que faz com que os vetores tornem-se tranqueiras, com o tempo. Mas o F-5, quando foi comprado, era o melhor custo-benefício, o AMX é um excelente vetor, os Mirages também eram, na sua época, o Super Tucano é top, e etc. O Gripen não é diferente.

Antoniokings
Antoniokings
1 ano atrás

O que não é grande novidade.
O único trunfo de Taiwan é contar com a ‘proteção’ americana.
Se bem que analistas políticos dizem que, em caso de conflito, os americanos se contentarão com uma resolução na ONU.

Leandri
Leandri
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Amigo o escudo americano alí é Japão, Coréia do Sul e Taiwan, Os USA tem a sua maior base fora dos USA do lado de Taiwan em Okinawa -Jp e esses três consomem e vendem produtos para os USA em alta escala além de aliados. Se a China invade Taiwan pesa para o Vizinho Japão se organizar e os USA serão de alguma forma apoiar Taiwan e se transformará um ciclo em cadeia… Tanto que os países do Sudoeste asiático também não gostam dos Chineses como Tailândia e Vietnam (Esse com problemas com a China em relação ao mar da… Read more »

GERALDO EDUARDO DE OLIVEIRA CHAVES
GERALDO EDUARDO DE OLIVEIRA CHAVES
Reply to  Leandri
1 ano atrás

Falaste como um analista…..parabens!!!

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Leandri
1 ano atrás

Prezado Leandri.

Não saberia dizer qual o grau de amizade entre esses povos.
Mas, posso dizer com absoluta certeza que todos os países do Sudeste Asiático estão integrando suas economias e infra-estrutura ao vizinho gigante chinês.
Inclusive, percebe-se a instalação de diversas indústrias chinesas na região, principalmente no Vietnã, em busca de mão-de-obra mais barata para produtos de menor tecnologia.
O Vietnã está muito agradecido, por sinal.

ednardo curisco
ednardo curisco
Reply to  Leandri
1 ano atrás

“everybody hates China”

Se a China criar barulho por ali a primeira porrada que ela vai levar é comercial.

Vai ter embargo econômico de tudo que é lado e a economia deles depende demais de exportações.

Isto provocaria uma crise econômica mundial, porque muita gente também depende de importações deles.

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Até você entrando na pilha do conflito? claro que não esta descartado mas no momento improvável.
Agora que tem muito jogador de bf viajando na maionese com essa nóia de guerra e que os Chineses só sabem fazer copia mal feitas, isso é fato.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Nilton L Junior
1 ano atrás

Não é ‘pilha do conflito’.
Concordo com vc que um conflito, atualmente, é impossível, visto as sinergias entre as economias dos dois países.
Mas, daí a achar que F-16s vão impedir alguma coisa, já é demais.

Maus
Maus
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

E o que os su30 venezuelanos impediriam?

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Se o conflito for 1×1 a Força Aérea da China teria superiodade em relação a Taiwan e realmente os F-16 não teriam como impedir, no máximo atrasar.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Nilton L Junior
1 ano atrás

Li, há cerca de dois meses, reportagem em que militares de Taiwan comentavam a importância de tentar operar aviões em rodovias, visto a certeza de que todos seus aeroportos seriam destruídos em poucas horas, em caso de conflito com a China

Chris
Chris
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Sim… A China provavelmente venceria um conflito aereo.. SE… As informações que divulgam forem verdadeiras ! Heheh

Chris
Chris
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Mais um que fala sem ter números e dados nenhum…

E fica tranquilo… China é tão dependente de exportações para alimentar seu monstruoso povo… Que não vai entrar em guerra com ninguém do ocidente !

Esta cautelosa até nas ações e palavras… Na guerra comercial com o Trump !

Denis
Denis
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Pra que melhor?

Matheus Augusto
Matheus Augusto
1 ano atrás

A China segue a linha do irã com suas maquetes. Não da pra afirmar que o F-16V não tem nada melhor que o J-10 e inferior ao J-11.

É muito mais propaganda do que qualquer outra coisa.

GERALDO EDUARDO DE OLIVEIRA CHAVES
GERALDO EDUARDO DE OLIVEIRA CHAVES
Reply to  Matheus Augusto
1 ano atrás

Mas os ianques temem a Hawei, por quê?

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  GERALDO EDUARDO DE OLIVEIRA CHAVES
1 ano atrás

Porque recebe invetimento do governo Chines e la nos EUA o governo não subsidia nenhuma empresa, ele apenas contrata.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Nilton L Junior
1 ano atrás

Se subsídio estatal fosse sinal de progresso, o Brasil estaria nos píncaros.
O fato é que os chineses estão programando para entre 2025 e 2030 assumirem o controle do mercado de telefonia móvel.
No de aparelhos já devem ter cerca de 60 a 70% e no de infra-estrutura estão anos à frente da concorrência.

Chen
Chen
Reply to  Nilton L Junior
1 ano atrás

Da no mesmo . O Pentagono gasta bilhões em fundo perdido em empresas pra desenvolver tecnologias que só serão usadas em 10 a 20 ou mais anos se isso. A a LM recebe milhões pra fazer protótipos sem tirar nada do bolso pra partircipar de contratos que ela é uma das que tem 50% de chance de ganhar .

Fernando Turatti
Fernando Turatti
Reply to  Chen
1 ano atrás

Com certeza é algo similar um contrato na indústria de defesa, onde LITERALMENTE os únicos contratantes são Estados e… a Huawei…

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  GERALDO EDUARDO DE OLIVEIRA CHAVES
1 ano atrás

PQ? Pq eles tem crédito a fundo perdido para se implatarem dentro do ocidente, fazendo com que comunicações e transações bancárias passassem por equipamento chinês, que poderia e com certeza tem backdoor para o PC chinês, explicado agora? é dumping com espionagem, qualquer país tem que ficar de olho nos chineses.

DENYS
DENYS
Reply to  GERALDO EDUARDO DE OLIVEIRA CHAVES
1 ano atrás

Hawei foi fundador por ex-militar chines, em questão de qualidade e tecnlogia os produtos americanos são superior. desing da Hawei é feita por um empresa americana.

Tutu
1 ano atrás

Tem que vender o peixe né.

FABIO MAX MARSCHNER MAYER
FABIO MAX MARSCHNER MAYER
1 ano atrás

kkkkkkkkkkk

Augusto L
Augusto L
1 ano atrás

O apg-83 é melhor e mais avançado do que os radares dos J-10, mesmo os AESA e o mesmo vale para a serie J-11/J-15/J-16.
Um F-16V armado com AIM-120c7 ou d e apoiado por AWACS e GCI é pareo duro.

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Augusto L
1 ano atrás

Sim. Mas existem vantagens inerentes ao tamanho e peso do caça.
O J-11 leva um radar bem maior, mais combustível, mais armamentos. São especificações que garantem algumas vantagens.
Porém dependendo do gap tecnológico o AESA do F-16 pode ser superior ao radar do J-11. Mas dado o enorme avanço da China nos últimos anos também não é loucura imaginar que o gap tecnológico seja Pequeno, portanto é possível que o J-11 com um radar bem maior, tenha capacidades iguais ou até melhores que um F-16V.

Augusto L
Augusto L
Reply to  Luís Henrique
1 ano atrás

Os radares de caças pesados não tem tinho nos ultimos anos vantagem aos dos caças leves. Pegue o APG-82 e compare com o APG-77, a diferença de detecção é de 50 km, sendo o APG-82 e mais rapido na confirmação de detecção, tendo assim um numero maior de contatos detectados. O proprio APG-84 o radar dos F-15x não tem muita diferença em comparação ao APG-83. E pelo que se tem conhecimento, os radares AESA chineses são equivalentes ao APG-79 do SH, so que, ainda sim, menos desenvolvidos, por serem mais novos, o APG-79 ja está no V4. Como o APG-83… Read more »

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Augusto L
1 ano atrás

Augusto. Preste atenção no que você escreveu, acho que confundiu os radares.
Você disse que apg-82 e apg-77 possuem capacidades próximas de alcance. Mas Ambos são radares Grandes, um é do F-15x o outro do F-22.

Depois você disse que o apg-83 Tem desempenho parecido com o apg-84. Sim. Os dois são pequenos para o F-16.

Meu ponto é justamente a diferença entre um radar grande contra um pequeno. Diferença no número de módulos t/r, tamanho da antena, etc.

Augusto L
Augusto L
Reply to  Luís Henrique
1 ano atrás

Não o apg-82 é do F-35.
O apg-84 que equipara o f-15x.

Augusto L
Augusto L
Reply to  Luís Henrique
1 ano atrás

F-22 apg-77
SH apg-79
F-35 apg-82
F-15x apg-84
F-16v apg-83
Acho que você que se confundiu.

Augusto L
Augusto L
Reply to  Augusto L
1 ano atrás

DCS, errei o do F-35, que é APG-81, jurava que era 82, e nem sabia que a modernização do F-15e contemplava esse radar, achava que era o APG-83 ou o 84.
Mas o F-15X era basedo na versão do Qatar que usa o APG-84, ao invés, do 63v3, pelo menos até onde eu sabia.
Mas de qualquer forma, la em cima, quis me referi ao radar do F-35 em comparação ao F-22, apesar de falar erroneamente apg-82.

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Augusto L
1 ano atrás

Apg-84 É rival do apg-83, o apg-82 É bem maior, para p F-15.

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Augusto L
1 ano atrás

Augusto. Eu imaginei que você se referia ao apg-81 do F-35 em relação ao apg-77 do F-22. Mas o meu ponto continua porque o radar do F-35 não tem nada de pequeno. Aliás é a maior antena AESA instalada em um caça. O APG-81 é enorme, muito maior que o radar do F-16, do Gripen, do Rafale e do SH. Aliás é maior que o AESA do Su-57 que possui 1.557 módulos T/R em uma antena oval com 700 mm de altura por 900 mm de largura. O APG-81 possui 1.676 módulos T/R em uma ante a redonda com 800… Read more »

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Luís Henrique
1 ano atrás

Luís Henrique é maior o radar e por isso melhor? isso não existe, o que vale é a tecnologia embutida, e nisso o radar do F16V é muito superior aos chineses, só os outros AESA são comparáveis, e mesmo assim o radar do F16V é melhor entre os AESA nos caças.

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Carlos Campos
1 ano atrás

Leia meu post novamente. Eu falei sobre gap tecnológico. Acontece que se o gap for pequeno, que é provável pelo grande investimento chinês nos últimos 20 anos, aí o tamanho conta sim.
São mais módulos t/r, uma antena maior e mais potência.

Delfim
Delfim
1 ano atrás

Vai ter guerra ?
Quero um baldão de pipoca e uma coca de 2 litros no meu camarote AGORA !

Kemen
Kemen
1 ano atrás

F-16 em rodovia… é necessario manter a rodovia bem limpa, caso contrario com aquelas entradas de ar ali embaixo, a poeira chega nas turbinas e podem causar danos consideraveis. Com os J-11 e J-10 talvez o problema fosse o mesmo. Quanto a superioridade que afirmam, sinceramente tenho minhas dúvidas, mas para caças algo parelhos, num combate vale o treinamento dos pilotos, as armas carregadas e o cenário particular de cada caso.

TJLopes
TJLopes
1 ano atrás

Eu entendo que esse tipo de matéria gera muitos comentários e acesso ao site, mas ficar repercutindo tabloide chinês é perda de tempo.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  TJLopes
1 ano atrás

Há certo tempo, li reportagem de um jornal chinês comentando que o Mig-21 modernizado era páreo para o F-16.
Pouco tempo depois dessa reportagem, um Mig-21 indiano derrubou um F-16 paquistanês.
Portanto, é totalmente crível que esses aviões chineses sejam superiores a estes vetustos F-16s, em que pese serem versões mais modernas.

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

O F-16 Derrubado que ninguém nunca nem viu a fumaça dele

Coutinho
Coutinho
Reply to  TJLopes
1 ano atrás

Olá TJLopes. Não diria que é perda de tempo, pois nos mostra o que os chineses estão pensando no momento. Infelizmente neste caso, foi mais fanfarronice de “analista” pois não há nenhum embasamento tecnico para tal afirmação de superioridade.

Mario
Mario
1 ano atrás

Fala que é superior é fácil quero ver provar em combate.

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
1 ano atrás

1) Não é só a máquina, doutrina, time de solo, piloto etc etc etc contam e

2) Falar ? Até papagaio fala …..

Maurício.
Maurício.
1 ano atrás

Esse Fu está no mesmo nível daquele comandante sueco que falou que o Gripen é um matador de Sukhois e que a tecnologia stealth é irrelevante…

Valgo
Valgo
Reply to  Maurício.
1 ano atrás

Até Melhoralacaba com Gripen,Atchim!!!

peter nine nine
peter nine nine
1 ano atrás

Não existe razão para duvidar dos chineses, eles são uma potência com P grande, os seus aviões estão cada vez mais refinados e mesmo tendo em conta evolução rápida e quase prematura da sua industria militar de defesa, a mesma claramente é de qualidade. Nesse sentido concordo plenamente que caças de 4ª geração chineses são minimamente equivalentes a semelhantes ocidentais, mas não digo que sejam melhores. Não existe razão para duvidar de que um J-10 e J-11 não sejam satisfatórios em comparação aos americanos da mesma categoria. Um F-16V com certeza terá vantagens perante um J-10, mas isso não significa… Read more »

Maurício.
Maurício.
Reply to  peter nine nine
1 ano atrás

Peter, eu gosto do J-10, acho um caça bem bonito, mas tecnicamente eu acho que ainda não está no nível de um F-16 que tem um motor melhor, sistemas e armamentos melhores e já está mais que provado.
O J-11 sinceramente não sei quase nada dele, só sei que é uma cópia e que na minha opinião não é nem melhor que a versão russa, alguns subestimam os russos, mas na minha opinião os chineses nem no nível dos russos conseguiram chegar ainda.
No geral eu concordo com você, apenas acho que o Fu deu uma exagerada.

peter nine nine
peter nine nine
Reply to  Maurício.
1 ano atrás

Sim Maurício, como eu disse: “MINIMAMENTE equivalentes”

Evgeniy (RF).
Evgeniy (RF).
Reply to  peter nine nine
1 ano atrás

Com o novo radar com AFAR (AESA), o J-10 é bastante adequado para suportar qualquer versão do F-16. Incluindo a última versão do ngo.

Ulisses
Ulisses
1 ano atrás

Uma coisa ninguém pode negar, os F16 já fora testados em vários conflitos reais e aperfeiçoados cada vez mais, é um caça experimentado em conflitos tem um registro de serviço impecável. Agora esses caças chineses ainda não sabemos sua real capacidade, por enquanto muita propaganda e teoria. F16 tem teria aprovada na prática.

Rafael Coimbra
Rafael Coimbra
1 ano atrás

“Nossos aviões são melhores, nós copiamos bem direitinho” kkkk O cara vai no Paraguai e compra toda força militar chinesa kkk

Ivanmc
Ivanmc
1 ano atrás

O J-10 é um bom caça. Mas, melhor que o F-16 Viper, depende da situação e de quem opera. Com isso, na dúvida vou de F-16V, até pelo que o Falcon já provou em sua história, testado em combate e etc. Mesmo, que eu admire o J-10 e não dispensaria se tivesse oportunidade.
Bela matéria.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Ivanmc
1 ano atrás

O F-16 provou há, 15, 20 ou 30 anos.
Ultimamente só tem levado fumaça.
Além do fato de que nenhum país relativamente de ponta cogita comprá-lo.
Seu tempo já passou.

Ivanmc
Ivanmc
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Pois é, mas o F-16 provou a que veio. Respeito a sua opinião, mas eu não trocaria o certo pelo duvidoso, numa boa. Por enquanto o F-16 é o melhor caça “Low” que existe, até que se prove o contrário. Eu não rejeitaria alguns F-16 Block 70, tranquilamente.

Pampapoker
Pampapoker
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Mas se estão comprando f35. Para que esses países de ponta comprariam F16???

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Pampapoker
1 ano atrás

Empurrar goela abaixo de aliados não é bem ‘comprar’, né?!?!

peter nine nine
peter nine nine
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

António nenhum país de ponta planeia comprá-lo, porque o mesmo ainda se encontra em serviço em forças de ponta…… padrão OTAN. Obviamente, que países que o operam, não têm muitas intenções de substituir F-16 por F-16. Por fim, não sei a que fumaça se refere… Os F-16 ainda estarão a voar por umas boas décadas e a plataforma em si, nos dias de hoje, mantém-se ainda bem reconhecida, entre as melhores claro está. Não se pode esperar que uma Força Aérea que opera F-16 a 30 e 40 anos opte por adquirir mais, ao invés disso vão buscar algo que… Read more »

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  peter nine nine
1 ano atrás

Considere apenas novas aquisições para aumento de inventário. Sem contar países que estão se desfazendo de seus aparelhos mais antigos e comprando outros modelos de avião..

USP
USP
1 ano atrás

A batalha não seria só aerea, seria também terrestre. Todo mundo que compra e vende da China, irá para, por bem ou por mal. Acho que estas bravatas sucederão a um acordo político. Dúvido que a China encare Taiwan . Militarmente, ganha, mas politicamente?

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  USP
1 ano atrás

Sem contar o risco de um efeito dominó militar mesmo, os Estados Unidos tem muitos aliados, dúvido que a falida Rússia coloque o dela na reta, vai fornecer insumos e é só isso!

Jefferson Ferreira
Jefferson Ferreira
1 ano atrás

A diferença é que um foi testado em combate e outro não! Enquanto não se enfrentarem nunca saberemos!

Eduardo Werner
Eduardo Werner
1 ano atrás

A China não disse nada foi um analista independente

teropode
Reply to  Eduardo Werner
1 ano atrás

Lá não existe independência para fazer análises negativas , portanto as positivas devem ser questionadas.

Edilson
Edilson
1 ano atrás

Eu vendo isso , e imagino o meu Brasil , o meu Deus , ainda bem que temos novos caças chegando aí

Lucker
Lucker
1 ano atrás

Funcionário do partido falando para o jornal do partido! Não existe está de inferior! E sim tirar todo o potencial do equipamento e pessoal! Os EUA são a maior potencia do mundo, e sofreu enormes derrotas e contra tempos nos conflitos que esteve! E mesmo hoje nas que estão muitos são de consenso que a vitoria foi total!

737-800RJ
737-800RJ
1 ano atrás

Fato interessante: quando um oficial sueco disse que o Gripen E seria um “matador de Sukhois”, a esquerda do blog fez muitas piadas.
Agora “especialistas chineses” dizem que suas cópias de aeronaves ocidentais são superiores ao avião de caça ícone americano e, os que antes faziam piadas, agora batem palmas… Alguém surpreso?

Diogo
1 ano atrás

“É verdade esse bilete”

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
1 ano atrás

Off topic: FAB está na Green Flag até o dia 14. Em Nellis, com A-29.

Augusto L
Augusto L
1 ano atrás

Na no final da decade de 70 e inicio da de 80, algumas forcas aéreas tinham, os F-4 e F-5, como caça de superioridade defensiva e ataque tático e geralmente tinham um 4° geração como ponta.
No caso de Israel, tinha uns poucos F-16 e F-15 e varios Kfir, A-4 e Neshers.
O Irã tinha seus F-14, mais a espinha dossal era os F-5 e F-4.
Penso que hoje, o normal é ter F-16V modernizados como caça low e F-35 novos como um high.

Ivan
Ivan
Reply to  Augusto L
1 ano atrás

Augusto,
.
High-Low Mix.
.
Existe desde sempre e continuará existindo.
Defendo esse conceito aqui na trilogia desde quando comecei a comentar por aqui… e já vai mais de uma década.
.
Abraço,
Ivan, o antigo.

caio thomas dos santos bernardo
caio thomas dos santos bernardo
1 ano atrás

O chineses esqueceram que , não estão mais nos tempos da guerra das Coréias .

Fernando Turatti
Fernando Turatti
1 ano atrás

A graça toda sobre defender é que, na vasta maioria dos casos, não precisa nem ser superior em qualidade ou quantidade, precisa apenas garantir um prejuízo proibitivo numa força atacante.
Ps: pelo menos os russos, que falam igual aos chineses, vendem seus brinquedos.

Ricardo Mendes
1 ano atrás

Sun tsu quando se tem tecnologia militar inferior exagera se na sobreposição aos outros.

DENYS
DENYS
1 ano atrás

Fala Muito!

Antunes 1980
Antunes 1980
1 ano atrás

A resposta para esta questão é simples.
Em um combate onde você gostaria de estar, no cockpit do J-10, J-11 ou F-16V?

100nick-Elâ
100nick-Elâ
Reply to  Antunes 1980
1 ano atrás

Eu queria estar no cockpit do J-10 ou J-11. Ou então um mig 21 indiano.

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  100nick-Elâ
1 ano atrás

Espero que sejam um velório bonito!

100nick-Elâ
100nick-Elâ
1 ano atrás

Engraçado, os EUA e a maioria de vocês aqui ficam falando que os EUA são o nº 1, o equipamento é melhor, blá blá blá, mi mi mi. E ficam colocando rating de “melhor avião”, “maior potência militar”, etc etc sempre colocando os EUA como primeiro, sem provas.

Quando a China faz a mesma coisa, aí vem vocês gritarem: “propaganda, garganta, blá blá blá.”

A superioridade e invencibilidade militar dos EUA sempre foi um mito que agora está caindo por terra.

William Duarte
William Duarte
1 ano atrás

Bom dia – Não acho provável uma operação armada China X Taiwan, porém se algum dia acontecer a China vai agir como um formigueiro, não importando com a quantidade de formigar mortas, o importante é o formigueiro. O ataque via aéreo será padrão da segunda guerra, centenas de caças e bombardeiros de uma vez, Taiwan cai em poucas horas na questão de defesas aéreas, estoque de misses terras-ar acabam, 200 caças não seguram milhares. Depois disto é a invasão por terra. Serão milhares de mortos dos dois lados, os números Pequim sabe muito bem manipular e reduzi-los para o controle… Read more »

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
1 ano atrás

Um lado tem caças de 4 geração e o outro tem no minimo 5 x mais caças de quarta geração, mais bombadeiros, mais caças de 5 geração e estão logo ali do outro lado do canal com isso tudo.

Gabriel BR
Gabriel BR
1 ano atrás

Estou até com pena de contar a verdade pros chinas kkkkkkkk

Hodney
Hodney
1 ano atrás

J20 é comparado ao F22! Me faz rir!!!

Luiz Trindade
Luiz Trindade
1 ano atrás

O fato é que se a China resolver realmente invadir Taiwan, a defesa de Taiwan pode iniciar um cozimento de um caldo mas no final a China continental ganha por um simples fato: Vantagem numérica de equipamentos militares. Fato nu e cru. A não ser que se tenha um Porta Aviões norte-americano nas águas de Taiwan, o que seria um impeditivo de invasão pelo simples fato do de um contra-ataque nuclear norte-americano, Taipé não terá chances. Triste tal constatação mas é um fato.

paddy mayne
paddy mayne
Reply to  Luiz Trindade
1 ano atrás

Os PA americanos correriam alto risco por conta dos DF-21 chineses. Mas os EUA já deixaram claro o entendimento de que atacar um PA deles é o mesmo que atacar solo americano. Isso resultaria em uma guerra direta com o potencial de ser mais letal que a 2aGM em numero de portes. Mesmo que não houvesse envolvimento mundial, o pib global cairia uns 40%.

MGNVS
MGNVS
1 ano atrás

Se os avioes chineses sao melhores eu nao sei… o que preocupa é a quantidade devido a capacidade de producao em massa que eles tem a disposicao igual o que estao fazendo com os navios.
Um ataque de enxame capitaneado por centenas de caças de 4°geracao deixando os semi-stealths na retaguarda pode realmente se tornar um complicador no Mar da China.
Lembrando que China e Russia tem doutrinas militares totalmente diferentes do Ocidente.

Tutor
Tutor
1 ano atrás

Minha Mamãe falou que eu sou o cara mais bonito do mundo!

JSilva
JSilva
1 ano atrás

O J-10 e o J-11 eu não sei mas os 24 Su-35 que eles compraram tem chances bem maiores de serem superiores.

Luiz Trindade
Luiz Trindade
1 ano atrás

Se é tão bom ou até superior porque não testam a prontidão de Taiwan? Respondo: Propaganda… Pura propaganda…