Home Aviação Militar Turquia pode usar bases de Incirlik e Kurecik como trunfo contra ameaças...

Turquia pode usar bases de Incirlik e Kurecik como trunfo contra ameaças dos EUA sobre o S-400

3885
26
Sistema de Defesa Aérea S-400
Sistema de Defesa Aérea S-400 da Rússia

ANCARA – O ministro turco da Defesa Nacional, Hulusi Akar, reuniu-se com os representantes da mídia turca em um iftar (a refeição noturna consumida pelos muçulmanos depois que o sol se põe durante o Ramadã) em Ancara.

Em seu encontro com os jornalistas turcos, um deles, Bülent Aydemir, do Habertürk, perguntou se a Turquia usaria a Base Aérea Incirlik e a Base de Radar Kurecik como um trunfo contra os EUA.

“Quando as coisas são ditas, a magia delas se deteriora. Isso está tudo na mesa, em nossas mentes, sem fazer muito, faremos o melhor para proteger nossos direitos legais. A negociação continua de certa forma, é claro. Nosso truque é retomar as negociações”, disse ele sobre a questão.

A resposta indica que a Turquia pode usar as bases do Incirlik e do Kurecik como trunfo contra os EUA nos próximos dias, já que os EUA aumentaram a pressão sobre a Turquia em relação à compra do sistema S-400 da Rússia.

Ambas as bases Incirlik e Kurecik na Turquia são fundamentais para a presença dos EUA na Turquia.

Na Base Aérea de Incirlik, na Turquia, a cerca de 160 quilômetros da fronteira com a Síria, os Estados Unidos armazenam cerca de 20 a 80 armas nucleares B61 para serem lançadas por aeronaves turcas ou americanas.

A Turquia acredita ter valiosas moedas de troca, incluindo um radar de alerta antecipado em Kurecik, uma parte crítica das capacidades de defesa de mísseis balísticos da OTAN, e a Base Aérea de Incirlik, perto da Síria.

A base de radares da OTAN na província oriental de Malatya e o escudo antimíssil de Kürecik funcionam desde 2011 como uma medida de proteção para a OTAN, da qual a Turquia é membro.

Incirlik, uma base aérea turca localizada a 110 quilômetros da fronteira do país com a Síria, tem sido um ativo estrategicamente importante tanto para a OTAN quanto para os militares dos EUA.

FONTE: Ehamedia

Subscribe
Notify of
guest
26 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Merlin
Merlin
1 ano atrás

A Turquia está jogando de forma bem perigosa. Será que realmente Erdogan acha que pode bater de frente com os EUA e OTAN apenas com estas moedas? O alicerce chave da OTAN era evitar uma possível invasão da União Soviética. E agora a Turquia resolve comprar uma defesa anti-área da Russia? Se Erdogan acredita que tudo se resume apenas ao F-35, ele está errado. O mundo geopolítico pode ter mudado, mas a Turquia não encontrará aliados dentro da aliança para esta negociação. Agora a pergunta que importa: qual o motivo está levando a Turquia a colocar tanto em risco em… Read more »

Evgeniy (RF).
Evgeniy (RF).
Reply to  Merlin
1 ano atrás

Muito ficará claro para você quando descobrir quem é o principal aliado dos Estados Unidos na guerra síria na própria Síria.

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  Merlin
1 ano atrás

Simples, de vez em quando “quanto pior melhor”.

Nada como uma situação conturbada para o cidadão se perpetuar no poder e sair do enrosco como “Salvador da Pátria”.

Clésio Luiz
Clésio Luiz
Reply to  Ricardo Bigliazzi
1 ano atrás

Bingo. O velho hábito de procurar inimigos externos para desviar a atenção da população para os problemas internos.

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Merlin
1 ano atrás

De onde você tirou essa pérola loco, União Soviética invadir o que?
A Federação Russa vê o contrário, a NATO em suas barbas por isso busca aliança pontuais como é o caso da Turquia e a Turquia faz seu jogo.

NEI
NEI
1 ano atrás

Turquia é da OTAN, que ajuda produzir peças do F-35, que quer comprar S-400 da Rússia? Está tudo errado esse mundo mesmo. #paz

Tomcat4.0
Tomcat4.0
1 ano atrás

Erdogan é maluco e ditador dos brabos, ainda vai vacilar com Trump ou Bibi e levar bomba na cabeça, podem anotar !!!

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Tomcat4.0
1 ano atrás

Não viaja na goibeira, essa narrativa de ditador só serve quando contrária os interesses dos estadunienses.

francisco Farias
francisco Farias
Reply to  Tomcat4.0
1 ano atrás

E o que é um ditador? qual a diferença entre Erdogon e Trump?

Kemen
Kemen
Reply to  francisco Farias
1 ano atrás

Eu acredito que as personalidades são algo parecidas no seu comportamento, mas acho que negociar com o turco pode virar um pesadelo, Trump que se quide.

Bosco
Bosco
Reply to  francisco Farias
1 ano atrás

O Trump vai passar o bastão na data marcada, conforme regras pré-estabelecidas.
O Trump aceita ser criticado, admoestado, xingado, cuspido e cacarejado.
O Trump aceita o jogo democrático e a independência do Congresso.

Theo Gatos
Theo Gatos
1 ano atrás

A última informação que eu li era de que a Turquia não tinha aeronaves habilitadas para o lançamento das B61 (não digo capazes, mas habilitadas).
.
Sds

Carlos Gallani
Carlos Gallani
1 ano atrás

Mais um passo na trilha de saída da OTAN, a questão da Síria se resolvendo vai acabar com a cordialidade dos EUA e bye bye OTAN, Erdogan é um déspota, ele sabe que seu perfil não encaixa com o ocidente e por isso namora com Maduro e Putin, está jogando adiantado enquanto ainda tem poder de barganha e de forma perigosa diga-se de passagem!

Brunow Basillio
1 ano atrás

Li numa mídia estrangeira que possivelmente os militares Turcos já estão na Rússia aprendendo a operar os S-400… Caminho sem volta.

Sergio Cozini
Sergio Cozini
1 ano atrás

Russia e Turquia são inimigos seculares. Disputas históricas que não serão deixadas de lado. Apenas Erdogan que isso parceria com a Russia… Militares e população Turca querem voltar a serem respeitados como Império Otomano e para isso. Veremos nas próximas eleições..

Antoniokings
Antoniokings
1 ano atrás

Os EUA estão debilitando sua posição no Oriente Médio. Ao arrumar confusão com os gigantes da área (Irã e Turquia) e, ao que parece, o aumento da animosidade com o governo do Iraque, restará apenas, de relevante, Arábia Saudita e Israel. Estava imaginando que a Rússia e a China poderiam ‘adiantar suas defesas’, levando sua área de atuação para perto da Arábia Saudita tipo o apoio ao houthis no Iêmen que estão aumentando seus ataques dentro do território saudita), mas acabei de ler que os sauditas elegeram a China como o futuro de bilionários investimentos na área de petróleo e… Read more »

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Esse cenário é mais complexo Kings, Irã, Turquia e Arabia Saudita querem se cacifar para influenciar no OM. Os Persas tem buscado aliança com Russos por conta da Síria, os Russos tem mantido sua relação com o estado sionista, que por sua vez vem buscando entendimento com a monarquia tirana de Riad, ao mesmo tempo estão estabelecendo alguma relação comercial com a China que esta em guerra comercial com seu parceiro estratégico os EUA.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Nilton L Junior
1 ano atrás

Não aposte um tostão furado nesta aliança Rússia-Israel.
Com relação à Riad e Tel Aviv , o ponto comum continua sendo os EUA.
interessa aos dois essa aliança com o Tio Sam.
O fato relevante é que a Arábia Saudita e os Emirados adjacentes têm visto os enormes benefícios de se aliarem economicamente com a China.

ANGELO
1 ano atrás

O mais importante é a base “15” A BASE DO BATMAN.
Desculpe mas não resisti.

André Sávio Craveiro Bueno
André Sávio Craveiro Bueno
Reply to  ANGELO
1 ano atrás

Boa!! 😀

Antunes 1980
Antunes 1980
1 ano atrás

Nada que a base no Chipre e futuramente a da Grécia não possam atender os interesses da OTAN.
A Turquia está equivocada em achar que é a última bolacha do pacote.
Quero só ver a Turquia operar por mais uns 40 anos seus equipamentos norte americanos, e precisar de peças de reposição.
A Turquia depende mais dos Estados Unidos do que o inverso.
Caso mude de lado, o custo para substituir vários equipamentos ocidentais por russos, deve ser proibitivo, sem falar de doutrina e padronização com demais materiais.

Flavio
Flavio
Reply to  Antunes 1980
1 ano atrás

E os Gregos. TBM compraram….

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Antunes 1980
1 ano atrás

Chipre é bom que já fica o tapa na cara!

Renato B.
Renato B.
Reply to  Antunes 1980
1 ano atrás

O Irã conseguiu manter o equipamento americano por um bom tempo.

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
1 ano atrás

Narural. Se uma base foi cedida num quadro geopolitico que não existe mais, nada me impede de pedir a base de volta. Ou a posse da base e eterna?

Renato B.
Renato B.
1 ano atrás

Bem, o lance dos F-35 não ia ficar barato mesmo, essa era uma jogada óbvia dos turcos. No início fiquei surpreso com a falta de esperteza do Erdogollum em não ficar quieto e colocar a chegada do F-35 em risco, mas o fator soberba e falta de visão sempre existem.

Agora é ver como os EUA vão reagir e essa novela vai continuar, mas observando o mapa me parece que várias unidades da OTAN serviam principalmente para proteger a própria Turquia.