Home Aviação de Ataque LAAD 2019: Akaer apresenta o Mosquito, conceito de avião de ataque leve

LAAD 2019: Akaer apresenta o Mosquito, conceito de avião de ataque leve

14824
110

A empresa brasileira Akaer apresenta na exposição LAAD Defence & Security 2019 a aeronave conceitual Mosquito.

O bimotor multimissão Mosquito conceitualmente realizaria missões como o apoio aéreo aproximado (CAS); inteligência, vigilância e reconhecimento (ISR); ISR armado; e reabastecimento aéreo. Também poderia realizar busca e salvamento de combate (CSAR); inteligência de comunicação; defesa aérea; comando e controle aéreo (C2); e interdição no campo de batalha.

Fernando Ferraz, diretor de operações da Akaer, disse ao Jane’s em 3 de abril que o Mosquito é o resultado de um esforço de dois a três anos para identificar as necessidades e tendências do mercado de aeronaves de ataque leve. A empresa, disse ele, também passou por 10 projetos diferentes antes de se decidir por esse modelo, tentando misturar muitos requisitos de todo o mundo.

“Estamos tentando misturar algumas tendências”, disse Ferraz. “Isto é o que deveria ser um produto capaz de cumprir todos os desejos que pudéssemos encontrar.”

Ferraz disse que um fornecedor de motores para o Mosquito não foi finalizado, mas a empresa conceitualmente usou o sistema de propulsão de 500-1.000 hp da classe Pratt & Whitney Canada PT6A. Um fornecedor de motores estaria de acordo com o pedido do cliente.

O Mosquito se diferenciaria de aeronaves de ataque leve concorrentes, como o Embraer A-29 Super Tucano ou o Textron AT-6 Wolverine, proporcionando melhor visibilidade.

Ferraz disse que a Akaer projetou conceitualmente o Mosquito com asas altas sobre a fuselagem, enquanto o o Super Tucano e o Wolverine têm asas baixas.

A configuração do Mosquito lembra o antigo North American Rockwell OV-10 Bronco empregado na Guerra do Vietnã.

FOTOS: Akaer e Aviation Week

Subscribe
Notify of
guest
110 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
MARIO
MARIO
1 ano atrás

Só sou eu que estou achando a escolha de mísseis Ar-ar para as imagens meio estranha, para a categoria de aeronave?

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  MARIO
1 ano atrás

Faz parte. Já até vi fotos de helicópteros AH-1 com Sidewinders pendurados. É uma das opções de auto-defesa.

MARIO
MARIO
Reply to  Leandro Costa
1 ano atrás

Leandro, nada contra o míssil, mas normalmente eles tacam um lança-foguetes e uma LGB ou um Hellfire (ou cópia se for de outra origem) para lembrar que a primeira função é ataque ao solo.
Penduraram 8 Sidewinder´s e agora que vi um lança foguete de quatro tubos… até parece que estão lançando um missile-truck para acompanhar o F35 🙂

Magnus
Magnus
Reply to  MARIO
1 ano atrás

Oito? Só achei dois…

MARIO
MARIO
Reply to  Magnus
1 ano atrás

Da fuselagem para fora tem um cabide com dois, outro com um (sub-alares), aí vem um lança-foguetes com quatro tubos, e na ponta da asa outro…

Flanker
Flanker
Reply to  MARIO
1 ano atrás

MARIO, são dois Sidewinder nos trilhos das pontas das asas, mais dois lançadores de foguetes nos pilones externos…..as outras seis armas que aparecem são bombas guiadas e não Sidewinders.

MARIO
MARIO
Reply to  Flanker
1 ano atrás

Obrigado Flanker. Eu estava achando muito estranho mesmo, mas como no meu conjunto de quatro olhos estava achando os corpos dos mísseis “finos” demais para bombas…
De qualquer modo, obrigado.

BILL27
BILL27
Reply to  MARIO
1 ano atrás

os unicos misseis ar ar na imagem são os da ponta de asas … o resto é 1 lança foguetes e bombas guiadas

BILL27
BILL27
Reply to  MARIO
1 ano atrás

Agora fui ver a maquete e pensei q tivesse falando dela …mas como a maquete não tem o lança foguetes …vc se equivocou mesmo

MARIO
MARIO
Reply to  BILL27
1 ano atrás

Ainda bem que o erro é meu… esse não custa nada, exceto aprender o que é lucro…

Mauricio R.
Reply to  MARIO
1 ano atrás

O OV-10 Bronco também tinha.

Rafael
Rafael
Reply to  MARIO
1 ano atrás

Poderia ser para ataque contra helicópteros / dependendo do tipo de aeronave não tripulada de maior porte ou para abate de aviões utilizados para trafico internacional… acho que seria a unica explicação… pois, um Pucara argentino, ou outro turbo helice com a mesma função seriam oponentes muito fortes devido a sua capacidade de manobra superior, mas que é estranho é

Cristiano GR
Cristiano GR
Reply to  Rafael
1 ano atrás

Como sabes que o Pucará tem capacidade de manobra superior? Essa aeronave está apenas na maquete e em projeto ainda. Nem o motor a empresa selecionou, sem fazer qualquer teste da aeronave com motor e sr vem dizer que o Pucará tem manobrabilidade superior. Não sabia que, se for o caso, engenheiros aéronauticos conseguiam saber tanto só de olhar um desenho ou uma maquete.

ITAL
ITAL
Reply to  Cristiano GR
1 ano atrás

Asa alta favorece à estabilidade em vôo, e não à manobrabilidade, asas curtas e estreitas tem carga alar mais alta, isso favorece o vôo mais estável à baixa altura em meio a turbulências, baixa carga alar favorece a manobrabilidade, alta relação potência/peso permite manter velocidade em curvas de alto G, mas esse modelo de configuração bimotor (gera mais arrasto) tem a potência total praticamente igual à de um A-29 de apenas 1 motor PW PT-6. Parecem características propositais para um avião de ataque ao solo. Não dá pra prever as reais características de vôo a partir de uma maquete, mas… Read more »

marcus
marcus
Reply to  MARIO
1 ano atrás

Substituto do A29?

Gus
Gus
Reply to  marcus
1 ano atrás

marcus, o A-29 vai voar até pelo menos 2070, pelo menos.

Leandro Costa
Leandro Costa
1 ano atrás

Bem, a matéria fala sobre as pesquisas de mercado que fizeram, mas não posso deixar de pensar que o mercado está ficando saturado com aeronaves desse tipo. Gostei muito do desenho dela. Vamos aguardar para ver o que pode acontecer. Seria interessante se encontrassem clientes.

Rui Chapéu
Rui Chapéu
1 ano atrás

Pq usar o nome de um consagrado avião da Segunda Guerra??

Tem tanto nome de bicho que voa pra usar…

Roberto Dias
Roberto Dias
Reply to  Rui Chapéu
1 ano atrás

kkkkkkk, corretíssimo!

Mauricio R.
Reply to  Rui Chapéu
1 ano atrás

É você está certo, em se tratando de Brasil deveria ser: Pernilongo

Saldanha da Gama
Saldanha da Gama
Reply to  Mauricio R.
1 ano atrás

Aedes?

Saldanha da Gama
Saldanha da Gama
Reply to  Saldanha da Gama
1 ano atrás

Mutum,borrachudo?

ÁURIO LUIZ TEIXEIRA DE CAMPOS
ÁURIO LUIZ TEIXEIRA DE CAMPOS
Reply to  Mauricio R.
1 ano atrás

Chicungunha!

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  Mauricio R.
1 ano atrás

Barata Voadora

Roberto Holanda Campelo
Roberto Holanda Campelo
Reply to  Rui Chapéu
1 ano atrás

Que tal Muriçoca ou Pernilongo ? Pode me xingar. Kkkk… Falando sério, acho CARCARÁ um bom nome para essa aeronave. Espero que tenha uma boa aceitação no mercado, assim como também aquele nosso avião de transporte leve, dotado de rampa traseira para carregamento.

Cássio Silva
Cássio Silva
Reply to  Roberto Holanda Campelo
1 ano atrás

Carcará é um ótimo nome, quem sabe uma futura aeronave de ataque nacional?

Housemaq
Housemaq
Reply to  Roberto Holanda Campelo
1 ano atrás

Fincão ou Sovela…

MBP77
MBP77
Reply to  Rui Chapéu
1 ano atrás

Canário Pistola.
Bom nome. 🙂
Sds.

FABIO MAX MARSCHNER MAYER
FABIO MAX MARSCHNER MAYER
Reply to  Rui Chapéu
1 ano atrás

podiam chamá-lo de A-35 muriçoca!!! ahahahahah!

Heitor
Heitor
Reply to  Rui Chapéu
1 ano atrás

Mutuca.. nem repelente mata aquela m!#$%

Saldanha da Gama
Saldanha da Gama
Reply to  Heitor
1 ano atrás

vdd, eu até escrevi errado “mutum” o bicho é …… mesmo, até guerra eletrônica a mutuca fez com meu cérebro. abraços kkkkkk kkkk kkkk

Heitor
Heitor
Reply to  Saldanha da Gama
1 ano atrás

rsrsrs abraços

Rene Dos Reis
Rene Dos Reis
Reply to  Rui Chapéu
1 ano atrás

Eu iria sugerir a harpia mas pensando bem ficaria melhor em um caça puro sangue.

Conan
Conan
Reply to  Rui Chapéu
1 ano atrás

Sugiro Borboleta, Mariposa ou Joaninha.

Cinturão de Orion
Cinturão de Orion
Reply to  Rui Chapéu
1 ano atrás

Carapanã.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Cinturão de Orion
1 ano atrás

Carapanã foi top hein kkkkkkk

Heitor
Heitor
Reply to  Cinturão de Orion
1 ano atrás

Mano… top essa

Cristiano GR
Cristiano GR
Reply to  Rui Chapéu
1 ano atrás

Tem um passáro brasileiro, argentino e uruguaio muito valente e que ataca os invasores de seu espaço com rasantes ameaçadores que nunca dará nome a uma aeronave, pois o nome é um pouco embaraçoso, o Quero-Quero. Mas o bicho é valente, é muito comum vermos partidas de futebol em que eles dão espaço aos jogadores, muito maiores, mas não arredam o pé.

Senta Pua
Senta Pua
Reply to  Rui Chapéu
1 ano atrás

Marimbondo, Mamangava, Libélula… tem uma vasta lista de opções para nomes kkkkkk

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  Rui Chapéu
1 ano atrás

O Akaer Marinbondo.
Pronto!!!
😜

Bruno
Bruno
1 ano atrás

Tirando leves modificações, um conceito nada novo.. Cópia do Rockwell OV-10 Bronco..

Uma opção duvidosa, considerando que a cada dia a questão custo seja mais preponderante, a opção por uma celular bimotora vai contra este principio. alem de que não apresenta vantagem consideráveis sobre aeronaves já existentes.

Rui Chapéu
Rui Chapéu
Reply to  Bruno
1 ano atrás

Pois é….

Se voar como protótipo já vai ser muito.

Acho difícil vender.

Victor F.
Victor F.
Reply to  Bruno
1 ano atrás

Parece um OV-10 com plástica no nariz…

Mauricio R.
Reply to  Bruno
1 ano atrás

Eu diria que é um AMX-T cruzado com o Bronco.

Bruno medeiros
Bruno medeiros
Reply to  Bruno
1 ano atrás

Talvez vc esteja certo, mas a de se considerar que pesquisas de mercado levam em contas muitas variáveis e falar que a aeronave não apresenta vantagem sobre as aeronaves existentes não passa de Calculo Holístico Ultimado em Tendências Esotéricas(C.H.U.T.E) visto que essa analise não é baseada no desempenho da aeronave e nem dos seus sensores, até porque o mesmo não foi divulgado.. Tudo baseado no design que fase heim companheiro

Marcos Cooper
Marcos Cooper
Reply to  Bruno
1 ano atrás

58 anos atrasado para o Programa LARA…

Lauriston James Hodgkiss
Lauriston James Hodgkiss
1 ano atrás

Se esta aeronave for parecido com seu antecessor de mesmo nome, fabricado pela De Havilland, será um sucesso.

Gustavo
Gustavo
1 ano atrás

Acho que é arriscar muito. É um mercado com “n” opções e que talvez esteja perto de estar saturado de opções. São muitos concorrentes!
Só aqui na América Latina são duas opções…

nonato
nonato
Reply to  Gustavo
1 ano atrás

Arriscar como assim?
Se não tiver, não vende.
Desenvolver isso aí não deve ser muito caro.
Um avião relativamente comum.
Tanto é que há dezenas de modelos de aviões assim.
Na parte militar da coisa, é só testar, etc.

Gustavo
Gustavo
Reply to  nonato
1 ano atrás

Horas de projeto são caras, o custo de engenheiros de diversas especializações é salgado, se o avião sair do papel para ter um demonstrador, o valor não será pequeno. Se a empresa estiver podendo arcar com esse risco… ótimo. Mas o problema é que é uma empresa de defesa no Brasil, e essa história já vimos várias vezes no país.

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
1 ano atrás

Copia do Bronco.

Bardini
Bardini
1 ano atrás

“Isto é o que deveria ser um produto capaz de cumprir todos os desejos que pudéssemos encontrar.” . Gostei… E ficou legal esse “Bronco Tupiniquim”… No papel, parece que poderia abranger mais missões que o ST, sendo mais capaz em termos de carga também. . Gostei da quantidade de pilones… E ainda tem um canhão. Se fosse um 27mm ou quem sabe 30mm, seria interessante. . Com esse perfil, poderiam até montar um radar no bicho. Aí a coisa iria ficar mais interessante… e cara. . Mas eu acho que eles deveriam focar em entubar a FAB com um substituto… Read more »

Clésio Luiz
Clésio Luiz
1 ano atrás

A intenção deles foi tentar oferecer algo que o A-29 não oferece, ou seja, mais carga, melhor visibilidade para baixo, mais espaço para aviônicos, 2 motores. “requerimentos semelhantes geram aeronaves semelhantes”. Ficou com a mesma configuração do Bronco? Se ele pode formar a base para uma aeronave COIN moderna, porque não copiar? Teria mais futuro se fosse lançado para preencher o requerimento de alguma força. Infelizmente, o histórico desse tipo de empreendimento está totalmente contra eles. De qualquer forma, desejo boa sorte a companhia. Com o esfarelamento da Embraer, o surgimento de uma nova firma nacional é mais do que… Read more »

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Clésio Luiz
1 ano atrás

Concordo. E realmente esbarra na velha e realista prática de se ter um pedido inicial do país de origem como pontapé para produção e viabilização de negócios no mercado internacional. E competição é sempre bom.

Tomcat4.0
Tomcat4.0
1 ano atrás

Se pegarmos como base que o Scorpion tbm tem asas altas dá até pra se levar em consideração a tal pesquisa de mercado mas, em uma área cada vez mais saturada de vetores (CAS) desenvolver mais uma ,ainda mais no país que detém a melhor das aeronaves nesta função( Super Tucano) e com dois motores pra aumentar o custo e tal e um design ultrapassado , chega a ser sacanagem. Até a Novaer foi mais feliz com seu modelo bem mais atual e , a princípio, já dando uma briga com o ST.

Paulo costa
Paulo costa
1 ano atrás

Acho bem legal o conceito desse avião e se a empresa conseguir parceiros para desenvolver e construir um protótipo com um custo de produção e operação inferior aos modelos existentes, pode ser que consiga emplacar venda a países da América latina e/ou da africa onde orçamentos militares são mais baixos e que precisam ter num único avião a capacidade de realizar varias Missões coMo aviso de ligação, treinamento, reconhecimento aéreo, ataque leve etc…

Gustavo
Gustavo
1 ano atrás

O Bronco foi consultar com o Dr. Rey…

Trathanius
Trathanius
1 ano atrás

Talvez ficasse mais interessante substituindo os dois motores a frente por um único motor posicionado na parte traseira, não sei bem como se chama, acho que (Propfan)??? é mesma configuração usada pela Embraer no CBA 123 e pela IAI no Heron. O espaço liberado a frente poderia ser ocupado por um ou 2 canhôes de 20 mm M61 Vulcan Exagero? Viajei Legal kkk.

Trathanius
Trathanius
Reply to  Trathanius
1 ano atrás

Lembrei que ja tinha visto algo parecido. J 21A – Saab 21

FABIO MAX MARSCHNER MAYER
FABIO MAX MARSCHNER MAYER
Reply to  Trathanius
1 ano atrás

A materia diz que um dos diferenciais do conceito é justamente a dupla-motorização…

Mauricio Akira Okumura
Mauricio Akira Okumura
1 ano atrás

Não seria possível melhorar o motor turbo hélice nacional para este projeto, e tentar baratear o custo e ao mesmo tempo tentar dar um empurrão para a industria nacional de turbinas?

Henrique
Henrique
Reply to  Mauricio Akira Okumura
1 ano atrás

Independência.

Filipe Prestes
Filipe Prestes
1 ano atrás

Parece por demais o Bronco e o Pucará argentino

Josue
Josue
1 ano atrás

Na foto principal acima não identifico 8 Sidewinder! Apenas dois nas pontas da asas poderiam ser o AIM-9 Sidewinder! Nos cabides e sub-alares temos seis bombas inteligente GBU-12 ou algo parecido e os lança foguete! Acrescentaria ainda, pela foto principal, para tem grande possibilidade de a aeronave possuir duas metralhadoras .50, internas, no conjunto dos cabides fixados. Câmbio!

MARIO
MARIO
Reply to  Josue
1 ano atrás

Josué, realmente foi enganho meu. Achei as bombas “finas” demais, e meus quatro olhos viram um Sidewinder ou equivalente

Señor batata
Señor batata
1 ano atrás

Boa tarde à todos. Pergunta de leigo com essa configuração de motores posicionados nas asas não haveria espaço para ser incorporado um radar no radome, sendo por isso talvez adotada?

teropode
1 ano atrás

Mais do mesmo , não vai vingar , nem o ST que é o suprasumo dos turboelices está tendo vida fácil, como dirá um calouro sem originalidade .

Rafae
Rafae
1 ano atrás

Lembra bastante o OV-10 Bronco… Proposta interessante..

Rafae
Rafae
1 ano atrás

Lembra bastente o OV-10 Bronco… proposta interessante..

JonasN
JonasN
1 ano atrás

Acho que seria interessante uma versão não tripulada, teria espaço no Brasil para vigilância das fronteiras e, com um radar naval, vigilância marítima.

Eduardo
Eduardo
1 ano atrás

Só eu que achei uma aeronave fraca e lenta, podendo ser facilmente abatida? Pra valer a pena só custando muito menos do que um Tucano.

Foxtrot
Foxtrot
1 ano atrás

O que é isso?
Retorno a WWII?
Será que a empresa não aprendeu nada no projeto Gripen?
Coisa tosca.

Adriano Madureira
Adriano Madureira
Reply to  Foxtrot
1 ano atrás

Foxtrot, se apresentassem ao menos um protótipo baseado no Saab 1642-06 B3LM, poderia ser interessante, pediria a Saab, sua dona para ter o direito de usar o design do A-10 de bolso…

Foxtrot
Foxtrot
Reply to  Foxtrot
1 ano atrás

Entre isso e o Pampa III, sou 1.000 vezes o Pampa-III.
rsrs !

ÁURIO LUIZ TEIXEIRA DE CAMPOS
ÁURIO LUIZ TEIXEIRA DE CAMPOS
1 ano atrás

Está faltando um par de canhões de 20 ou 30mm, um canhão de cada lado.

Adriano Madureira
Adriano Madureira
1 ano atrás

Poderiam ter usado um design similar ao do Gripen na parte do cockpit…

Rodrigo
Rodrigo
1 ano atrás

Uma Boa opção para ser usado em porta aviões.

carvalho2008
1 ano atrás

Gosto muito deste design. Vamos lá…. Esta asa alta e configuração indica ser um STOL ( Short take Off landing)….existem pouco modelos novos neste segmento. Somente o Iomax Archangel ou o AHRLAC ( embora seja bem menor). Possui 10 pontos duros….o que é bastante coisa…. Com esta configuração de asa e 2.000 HP´s, sua carga de combate deve girar entre 2 ton a 2,5 ton… O trem de pouso parece fraco e conflitaria com as caracteristicas STOL normalmente atreladas a pistas sujas e esburacadas de operação. Estou muito curioso pela seção traseira. No bronco, a seção traseira era quadrada e… Read more »

carvalho2008
1 ano atrás

Verdade Mestre Bardini,

Ele parece ter entre 1 a 2 canhões orgânicos.

Realmente estou curioso sobre o que esta ocupando a seção traseira da aeronave….será que estaria ligada a estes canhões???? ela parece muito afilada para ter uma porta de carga lá….

carvalho2008
1 ano atrás

era fã de modelos que concorreram no projeto LARA. Verdadeiros jipes voadores para qualquer tipo de missão operando juntinho com o exercito.

https://www.aereo.jor.br/2016/09/25/lockheed-cl-760-o-estranho-aviao-que-concorreu-com-o-ov-10-bronco/
comment image

carvalho2008
1 ano atrás

O design lembra muito do Convair Model 48 que concorreu no programa LARA do qual o bronco saiu-se vencedor.

https://www.youtube.com/watch?v=1WztrejzibE

juscelino
juscelino
Reply to  carvalho2008
1 ano atrás

Esse barulho é lindo, cara. Característico do avião original.

carvalho2008
1 ano atrás

Atenção a esta menção….”Abastecimento Aéreo”???!!!

Sera este o uso daquela seção traseira que deixou curioso…? Para tanto, o avião tem de ser grande…e ai, explicaria o porque o motor PT6A parecer diminuto…especulação? não há mais dados? alguem tem?

Abastecimento ou reabastecimento?

Fligth_Falcon
Fligth_Falcon
1 ano atrás

O negócio é, tem mercado para ela?
Aqui acho beeeeem difícil.
Fora daqui, poderá ter a venda impedida por causa dos motores americanos, se o país tiver alguma restrição.

Djonatas
Djonatas
1 ano atrás

Se a Akaer fosse construir uma “porta” como ela se pareceria? Logicamente como uma porta. Não dá para inventar a roda novamente. O desenho lembra o Bronco sim, como os demais aviões lembram seus antecessores, por exemplo: Demoiselle, ou o 14 Bis…
Pior que críticas ácidas, não apresentam nada de relevante. Por outro lado, parabéns Akaer. Estão fazendo uma leitura e percebendo alguma necessidade, que pode ser muito bem suprida por um projeto como a do Mosquito. Não estamos estagnados, há cabeças pensantes trabalhando pelo nosso Brasil.

Gabriel BR
Gabriel BR
1 ano atrás

Eu sou um entusiasta desta aeronaves de baixo custo, uma boa parte das forças aéreas do hemisfério sul terão de substituir seus vetores destinados ao policiamento do espaço aéreo.

carvalho2008
1 ano atrás

comentario meu retido

Joli le Chat
Joli le Chat
1 ano atrás
Henrique
Henrique
1 ano atrás

Primeiramente: A INICIATIVA de fabricante NACIONAL em se arriscar no mercado militar, é louvável e importantíssimo. A EMPRESA diz que realizou pesquisa e sabe das demandas mercadológicas.Até a própria USAF cogitava uma utilização do BRONCO revitalizado. PARABÉNS AKAER.

Gonçalo Jr.
Gonçalo Jr.
1 ano atrás

Exato. Dá para ver que os motores estão totalmente abaixo das asas e um PT-6 não caberia ali pelas proporções da maquete. É só visualizar o tamanho do Bandeirante e como o mesmo motor PT-6 está disposto nas suas asas.

Gus
Gus
Reply to  Gonçalo Jr.
1 ano atrás

Perfeito. Esse Akaer seria quase do tamanho de um Bandeirante e levaria relativamente pouca carga bélica. A não ser que, como o Bronco, possa levar pára-quedistas na parte posterior da cabine.

No final das contas, a impressão é que essa “pesquisa mundial de tendências” não passou de devaneios de adolescente que frequenta fóruns de defesa.

Farroupilha
Farroupilha
1 ano atrás

Prefiro que a AKAER faça drones. Aeronaves robóticas civis e militares. E para pouso na água também.
Olhem a simplicidade desta coisa mortal: Um simples AK-47 alado…
https://www.youtube.com/watch?v=ZBipGSsy73c

Pericles Ferreira Leite
Pericles Ferreira Leite
1 ano atrás

Acredito que em um futuro próximo, esse tipo de aeronave perderá muito espaço para os helicópteros compostos.

A indústria aeroespacial nacional precisa começar a desenvolver U(C)AVs.

ALEXANDRE
ALEXANDRE
1 ano atrás

Interessante ,Argentina compraria rsrs

ALEXANDRE
ALEXANDRE
1 ano atrás

Eu achei interessante,projeto ainda em estudo,modificscoes seriam feitas ao longo do desemvolvomento.
Bom que industria brasileira estao se aventurando nessas areas, apesar que seria melhor projetarem um caça stealth ,mas…

Halley
Halley
1 ano atrás

Com tantos mísseis ar-ar deve ser um “Sukkoi Killer” à la Gripen.

José Carlos
José Carlos
1 ano atrás

‘Tem mais cara de Vespa’ do que mosquito!

Bardini
Bardini
1 ano atrás

Eu não achei o PT6 pequeno ou grande… . Pra quem já desenhou qualquer coisa em 3D, sabe que essas vistas aí enganam pra cacete. Exemplo é a segunda imagem, onde o míssil na ponta da asa está gigantesco… . Não dá pra ter uma noção muito boa de altura, largura e da profundidade. E o motor está embutido dentro de uma estrutura, o que não ajuda muito… . ” mas a empresa conceitualmente usou o sistema de propulsão de 500-1.000 hp da classe Pratt & Whitney Canada PT6A” . Deve ser a PT6A “Small”? 500 to 900 SHP (Inches)… Read more »

Rgf
Rgf
1 ano atrás

Só pode ser sacanagem.

João Bosco
João Bosco
1 ano atrás

Parece um Bronco modernizado…….mas esses misseis na ponta das asas não combinou.

John Kuallquer
1 ano atrás

Haemogogus, ou Sabethes. São espécies de mosquitos transmissores da febre amarela, e amarelo é cor do Brasil. 😕

Wilson
Wilson
1 ano atrás

Pra botar mais maionese nessa viagem, só falta fazer uma parceria com os hermanos e chamar de super púcara…..

juscelino
juscelino
1 ano atrás

Mistura do do F-14 “Tom Cat” e o Rockwell OV- 10 ‘Bronco”. Tem que ser um projeto brasileiro, não americano.