Home Aviação de Ataque Aviões Super Tucano da Embraer poderão fazer parte de parceria com Boeing,...

Aviões Super Tucano da Embraer poderão fazer parte de parceria com Boeing, diz executivo

13930
127
Força Aérea Libanesa recebeu quatro novos aviões de ataque leve A-29 Super Tucano
Aviões de ataque leve A-29 Super Tucano da Força Aérea Libanesa

Empresa brasileira assinou em janeiro acordo para venda de sua divisão comercial para Boeing

Os aviões militares Super Tucano da Embraer poderão fazer parte da parceria montada pela companhia brasileira com a norte-americana Boeing na área de defesa, afirmou nesta quinta-feira (14) o vice-presidente financeiro Nelson Salgado.

A Embraer, que aceitou vender o controle de sua principal geradora de recursos, a divisão de aviação comercial, para a Boeing, terá uma parceria com a norte-americana na comercialização do cargueiro militar KC-390, desenvolvido por sua divisão de defesa.

“A parceria em defesa não está limitada ao KC-390. É o foco inicial da parceria…Não existe restrição para o Super Tucano não ser tratado pela Boeing (na parceria)”, disse Salgado em teleconferência com jornalistas, depois que a Embraer divulgou nesta quinta-feira prejuízo ajustado de cerca de R$ 30 milhões no quarto trimestre de 2018 e prejuízo líquido de R$ 78 milhões.

Salgado afirmou que a Embraer espera entregar 10 Super Tucanos em 2019 e além da primeira unidade do KC-390.

Segundo ele, as aprovações de autoridades de defesa da concorrência ao redor do mundo para a venda do controle da divisão comercial da empresa e a parceria no segmento de produtos militares devem ser concedidas até o final deste ano.

FONTE: G1/Reuters

Subscribe
Notify of
guest
127 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Clésio Luiz
Clésio Luiz
1 ano atrás

A Sierra Nevada está pulando de alegria nesse momento…

Delfim
Delfim
Reply to  Clésio Luiz
1 ano atrás

A Boeing pode comprá-la e encerrar o assunto.

Gustavo
Gustavo
Reply to  Clésio Luiz
1 ano atrás

A Sierra Nevada tem “n” contratos com a Boeing em programas espaciais, está tudo em casa. Eles estão longe de perder alguma coisa.

Tomcat4.0
Tomcat4.0
1 ano atrás

E qual o pobre mortal que achava que isso não estava na pauta ?? Ainda mais já tendo enfiado o KC-390 na cara dura ae que o ST ,que já montam e vendem , não ficaria mesmo de fora.

Paulo Costa
Paulo Costa
Reply to  Tomcat4.0
1 ano atrás

E eu espero que vendam centenas de ST e dezenas de KC-390 nessa parceria, porque vai ser bom para a Embraer. E gostaria que o Brasil planeja-se e construí-se tudo na área de Defesa, mas sao poucos os países no mundo que conseguem isso e infelizmente o Brasil nao é um deles, exatamente por comprar muito pouco equipamentos militares. Talvez se nos últimos 20 anos as autoridades brasileiras tivessem investido mais nas nossas forças armadas, teríamos uma industria de defesa forte que nao precisa-se fazer pareceria pra sobreviver. A Embraer sozinha no passado ate conseguiu vender seus aviões militares mas… Read more »

Flight
Flight
Reply to  Paulo Costa
1 ano atrás

Paulo,
Com quais recursos desenvolveria esse caça?
Vender para quem? Só nós?
O custo dessa empreitada, será que a FAB estaria disposta? Tanto caça bom a venda com preço melhor no mercado, creio que não fariam isso.

Bruno
Bruno
1 ano atrás

Penso eu que ainda há muito espaço para o Super Tucano ao redor do mundo, com a guerra do século 21 sendo de baixa intensidade, o Super Tucano vende como água no deserto!

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  Bruno
1 ano atrás

ST+ um caça barato de operar, como JF-17. Perfeito pra países pobres e que querem ter o minimo de dissuação.

Wellington Góes
Wellington Góes
1 ano atrás

Esse Paulo César é um ótimo vendedor mesmo.

Brasileiro
Brasileiro
1 ano atrás

Brasil abriu mão de tentar ser protagonista, agora se sente confortável sob a asa quentinha do Tio Sam, triste fim, e ainda tem quem comemore.

elton
elton
Reply to  Brasileiro
1 ano atrás

do jeito que diz parece ate que o super tucano e um F15 da vida e o KC390 e um C17 monstrão

ODST
ODST
Reply to  elton
1 ano atrás

elton

É um passo de cada vez, a Embraer no futuro PODERIA também criar aviões similares a um C-17, mas será cada vez mais difícil de isso acontecer algum dia…

Elton
Elton
Reply to  ODST
1 ano atrás

Sei que para muitos aqui e difícil de admitir mas a indústria militar brasileira perdeu o bonde da história. O período unico em que poderíamos ter desenvolvido uma forte indústria de defesa com uma robusta base de pesquisa,desenvolvimento e inovação foi no período da guerra fria mas nossos líderes da época preferiam que o Brasil assumisse uma posição de neutralidade o que custou caro para o Brasil pois para o fornecimento,desenvolvimento e parcerias tecnológicas passamos a ser visto com desconfiança pelos EUA e OTAN.por que fizeram tudo o possível para dificultar o programa do VLS,o programa nuclear ,a venda de… Read more »

francisco
francisco
Reply to  Elton
1 ano atrás

Os USA não criam cobra para mordê-los. Isto é: os USA não admitem concorrência de ninguém, nem dos vassalos que pensam serem seus aliados. Lembro que na concorrência para o SIVAN os USA detonaram os franceses (seus aliados e parceiro da OTAN). Qual o pais que desenvolveu uma indústria bélica forte por ter aderido a política norte-americana? citar Israel não vale, porque no Oriente Médio o caso é diferente. Os USA querem clientes para a sua indústria e por isso não dão vez a binguem. Quem acreditar no contrário está se enganando.

Alex
Alex
Reply to  elton
1 ano atrás

Elton, colocacao muito infeliz….

Elton
Elton
Reply to  Alex
1 ano atrás

Vamos aos fatos : o Brasil durante a guerra fria nunca participou ativamente na geopolítica global ,se os americanos não levaram o Brasil a sério foi porque desde a SGM o Brasil ágil de má vontade com o esforço de guerra aliado (só mandamos 25mil soldados quando até a Polônia e França mesmo ocupadas conseguiram mobilizar mais de 10 vezes esse numero)Na Coreia foi pior ainda porque não ajudou com ninguém.e até na estabilização da Europa após a guerra também não contribui, então que tipo de aliado e esse ?

Canarinho
Canarinho
Reply to  Brasileiro
1 ano atrás

Conforme disse um comentarista aqui do forum certa vez:

”Essa colônia chamada Brasil me mata de vergonha”

mcremp
mcremp
Reply to  Brasileiro
1 ano atrás

Não tentar ser o que não se é me parece uma boa filosofia.

E ademais, se em assuntos militares todo mundo tentar ser protagonista, o resultado será um ambiente bem hostil.

Qual o problema em ter bons amigos? Temos que ver todos como inimigos? (se bem que todos sabemos que os que reclamam que o Brasil é lacaio dos EUA não se importariam se o Brasil fosse lacaio de certos países…)

Grozelha Vitaminada Milani
Grozelha Vitaminada Milani
1 ano atrás

Logo logo a demanda da Grozelha vai bombar …

Made In Brasil, Build In USA .

E os mais exaltados vem com o bordão: Venderam tudo …. Vão fechar os postos de trabalho … Embra-USA …

Skywalker
Skywalker
Reply to  Grozelha Vitaminada Milani
1 ano atrás

Para adicionar açúcar na sua groselha: o que vale mais? Conceber, projetar e deter a inteligência da coisa ou montar, arrebitar, lixar e pintar? Ora, isso foi o que se viu em 95% da história do automóvel no Brasil… e ainda continuamos a andar em carros “mundiais”, apenas como ilustração.

FernandoEMB
FernandoEMB
1 ano atrás

Uai…

E vender mais. Ótimo.

Robsonmkt
Reply to  FernandoEMB
1 ano atrás

Sim, mas só vai receber 50% do lucro de cada venda, pois agora é um parceira.

PauloSollo
Reply to  Robsonmkt
1 ano atrás

E você prefere que ela receba 50% de 100 ou mais unidades vendidas ou 100% de 10 pífias unidades vendidas a conta gotas?

Wellignton Góes
Wellignton Góes
Reply to  PauloSollo
1 ano atrás

Interessante, não sabia que foram vendidas somente 10 pífias unidades?!

PauloSollo
Reply to  Wellignton Góes
1 ano atrás

Eu não disse neste sentido. Estou me referindo ao fato das vendas estarem acontecendo muito esporadicamente, com parcas unidades, a conta gotas. Creio que todo que leu entendeu isto, mas como é seu costume nos blogs onde comenta, você têm que distorcer o significado para depreciar o comentarista.

Bachini
Bachini
Reply to  Robsonmkt
1 ano atrás

Teve acesso ao contrato?

Aladaf
Aladaf
Reply to  Robsonmkt
1 ano atrás

So vai receber não. So “vao” receber. Os acionistas que jah eram, em grande parte, estrangeiros. Desde sempre. O Estado Brasileiro, com exceção talvez de alguns fundos que tem vinculo estatal, jah não via lucro da Embraer desde a década de 90.

Otavio
Otavio
Reply to  Robsonmkt
1 ano atrás

É melhor do que não receber nada. Para este ano por enquanto só tem encomenda de 10 aparelhos e no ano passado teve prejuízo. Precisa de mais motivos?

Delfim
Delfim
1 ano atrás

Sempre coloquei que a Boeing não ia ficar apenas na aviação comercial. Agora só falta a Boeing avançar no F-39, mas aí depende também da SAAB que não é tão oferecida assim.

Rommelqe
Rommelqe
Reply to  Delfim
1 ano atrás

Caro Delfim: voce veja que a propria SAAB tambem tem suas parcerias com a BOEING, inclusive, e principalmente, no TX….

Adriano RA
Adriano RA
Reply to  Delfim
1 ano atrás

O governo da Suécia não deixaria, assim como o brasileiro não aceitou perder o controle sobre a área de defesa da Embraer. Parceria com a Boeing na área de defesa será essencial para a Embraer se tornar um player relevante nessa área, o que atualmente está muito longe de ser.

ODST
ODST
Reply to  Adriano RA
1 ano atrás

A Embraer continuará irrelevante (na verdade, será pior ainda) pois agora quem fará todas as negociações serão Boeing+EUA. O nome Embraer nem aparecerá nos acordos, pode apostar.

Marcos
Marcos
1 ano atrás

Quando começou essa novela eu li diversas vezes que o setor de defesa nunca entraria nas negociações, em hipótese alguma. Primeiro foi o KC-390 agora é o Super Tucano. Vocês acham mesmo que o resto não vai vir no pacote? Alguém ai sabe o paradeiro da BRADAR? Aquela fusão com a Neiva em 2018 não é no mínimo suspeita? A Embraer facilitou o trabalho e com o 2 em 1 — Compre 1, leve 2! Numa jogada só a Boeing vai controlar grande parte da industria aeroespacial (as empresas do grupo EDA) e de telecomunicação militar do Brasil (Visiona, pertence… Read more »

FernandoEMB
FernandoEMB
Reply to  Marcos
1 ano atrás

Não viaja cara!!!

Hélio
Hélio
Reply to  FernandoEMB
1 ano atrás

Ótimo argumento.

Canarinho
Canarinho
Reply to  FernandoEMB
1 ano atrás

Fernando não viaja você. O nosso pais esta com seu setor tecnologico em liquidação sendo extirpado e vendido numa liquidação e voce ainda tem a coragem de defender o que esta acontecendo, eu no seu lugar me sentiria muito mal em saber que estamos condenando a nossa nação no futuro a continuar a ser colônia que sempre foi.

O governo federal tinha que intervir e fazer algo, mas o complexo de vira latas e o medo de desagradar as potencias, esta resultando nisso. Estou envergonhado com tudo nessa nação. Perdemos nossa dignidade

Guilherme
Guilherme
Reply to  Marcos
1 ano atrás

Também recordo que diziam, área de defesa não entrará na negociação e pronto é o que vemos hoje.

Adriano RA
Adriano RA
Reply to  Marcos
1 ano atrás

Não confundam o que aconteceu com a área de aviação comercial com a colaboração em relação ao KC-390 e, talvez, o ST. São coisas bem diferentes.

Adriano Luchiari
Adriano Luchiari
Reply to  Marcos
1 ano atrás

Eu prefiro que a Boeing venda muitos A-29 e KC-390 do que a Embraer uns poucos. Não esqueçamos que a FAB recebe royalties sobre a venda de cada um deles. A Embraer já não era nossa, a FAB sempre será!

GripenBR
GripenBR
1 ano atrás

O último apaga a luz. Esse ai é o super projeto de futuro? Sem violência? IDH subindo e taxa de emprego pleno? Quem puder exercer profissão e viver como cidadão no exterior e tem filhos, um concelho. Arrume as malas e vá pelos seus filhos. O Brasil não tem futuro. Preferencialmente para um dos 10 melhores IDHs se o objetivo for viver bem e não apenas ganhar dinheiro. ( https://en.m.wikipedia.org/wiki/List_of_countries_by_inequality-adjusted_HDI )

Beserk
Beserk
Reply to  GripenBR
1 ano atrás

Mano wikipedia não é confiavel , nessa suposta lista a Venezuela esta na posição 64 e o Brasil na 77, estranho não
.

GripenBR
GripenBR
Reply to  Beserk
1 ano atrás

O senhor tem liberdade para pesquisar outras fontes se quiser. Ou até ir em loco e verificar como se vive nestes países. A melhor posição do Brasil em Relação a Venezuela e o relatório das Nações Unidas ( http://hdr.undp.org/en/composite/IHDI ). Ainda assim estão na nossa frente.

Adriano RA
Adriano RA
Reply to  GripenBR
1 ano atrás

Calma. Quem sabe o pessoal da Embraer está vendo coisas que nós não estamos? Quando a Airbus entrou na “banheirinha” da Embraer, a água bateu no pescoço. Talvez não tivesse outra saída para a aviação comercial. Os acordos na área de defesa vão em outro sentido. É montar em cima da Boeing e usar a busanfa grande dela nas banheirinhas dos outros…rsrsrs..

FernandoEMB
FernandoEMB
Reply to  Adriano RA
1 ano atrás

Adriano parabéns. Sensato.

Gino
Gino
1 ano atrás

Que absurdo! O duro é que o governo não vai vetar, essa é a pior parte. Nunca vi, um governo recheado de militares entregando de bandeja empresas estratégicas de defesa!

PauloSollo
Reply to  Gino
1 ano atrás

Amigo, a empresa, estratégica ou não, precisa de vendas para sobreviver, e o Brasil não vai comprar mais A-29, e comprará poucas unidades do KC-390. Se ficar sozinha continuará vendendo A-29 e KC-390 a conta gotas, e continuará tendo prejuízo, com o aporte e o lobby da Boeing poderá vender algumas centenas. Se o Governo vetasse, que a sustentaria? Dinheiro público? Não há outro caminho a não ser este que se configura para a Embraer Defesa sobreviver.

Wellington Góes
Wellington Góes
Reply to  PauloSollo
1 ano atrás

Ah claro e a solução é vender à Boeing, não é verdade?!

Foi só eu que achou essa argumentação bastante contraditória?!

PauloSollo
Reply to  Wellington Góes
1 ano atrás

Você e alguns outros movidos por uma intransigência ideológica e cognitiva que lhes impede de enxergar o óbvio e aceitar o mais coerente. Talvez você queira sustentar a empresa, porque as poucas vendas para a FAB, Portugal, e outros gatos pingados não o farão. Porque não faz uma vaquinha com os que pensam igual a você? com uns poucos bilhões em ajuda por ano já dá para segurar a empresa sem que ela necessite se unir a Boeing. Boa sorte……

ODST
ODST
Reply to  Gino
1 ano atrás

O acordo ainda está meio nebuloso, pois semana retrasada o Mourão disse que o Bolsonaro bateria o martelo naquele mesmo dia, e até agora nada, e isso ocorreu justamente depois de o Jair ter ficado sabendo de informações das quais ele não havia sido informado antes.

Saury Alvarenga
Saury Alvarenga
1 ano atrás

Infelizmente só sobrará no Brasil, uma “concessionária” da Embraer para atender com peças sobressalentes os aviões que aqui sejam de sua fabricação. Até a transferência de tecnologia que a Embraer seria herdeira natural do Gripen vai para o ralo no final e ficaremos sem nada.

BILL27
BILL27
Reply to  Saury Alvarenga
1 ano atrás

E ainda pagamos por uma tecnologia que vai ficar com uma empresa que nem brasileira vai ser .Ai eu me pergunto , em que adiatou pagarmos tantos pela tranferencia de tecnologia se ela alem de ficar com uma empresa privada ,ela vai ser uma empresa dos EUA ????

Hélio
Hélio
Reply to  BILL27
1 ano atrás

Detalhe, pagamos 5 bilhões pela tecnologia, mais do que a Boeing pagou para a Embraer.

Thomas_S
Thomas_S
Reply to  Hélio
1 ano atrás

Essa doeu, a verdade é dura.

Walfrido Strobel
Walfrido Strobel
Reply to  Hélio
1 ano atrás

Otário foi o GF que comprou tecnologia para uma empresa privada….

Filipe Prestes
Filipe Prestes
Reply to  Walfrido Strobel
1 ano atrás

Concordo em partes. Mais otário ainda tá sendo o atual governo abrindo as pernas assim para a Boeing sabendo de tudo isso descrito acima nos demais comentários. É, a verdade é dura mesmo.

Welington
1 ano atrás

Kkkkkkk, tem hora que nao sei se esses caras se fazem de burros ou se realmente sao burros, pelo amor de deus em qual parte vcs nao entederam que o tucano vai participar da parceria do kc390? Ou seja de comercialização, o acordo da defesa tem como majoritária a embraer, parem de quere aparecer com esses comentários ridiculos .

Grozelha Vitaminada Milani
Grozelha Vitaminada Milani
Reply to  Welington
1 ano atrás

Falou tudo! Grozelha neles! Só tomando muita Grozelha pra essa hipocrisia … melhor ser dono de 20% de um grande negócio ou 100% de uma lojinha de bairro? Não sei nem porque o site publica esse tipo de notícia. Deve ser pra gerar polemicas e alto número de comentários, a maioria inúteis e sem base nenhuma de verdade. Viagem Fake Grozelhas News. Atenção: Boeing vai vender o avião IPANEMA no mundo inteiro! Novo Contrato de Parceria e Representação Mundial. Ipanema by Boeing. Com tela de 22 polegadas, head-up dysplay no capacete com night vision e fly-by-wire! KKKKKKK …que viagem!

mcremp
mcremp
Reply to  Grozelha Vitaminada Milani
1 ano atrás

Infelizmente a realidade é que muitos brasileiros preferem ter 100% de uma lojinha de bairro. Na verdade, preferem ter 100% de uma banquinha de camelô estacionada na esquina.

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
1 ano atrás

1) Embraer Sai dos americanos e vai para os …….. americanos. 2) A Embraer teve um prejuízo de R$ 679 milhões em 2018, parte do prejuizo por déficit nas operações e parte financeiro (dívidas). Quem paga ? Os acionistas, o TN é minoritário mas acionista. Não pago impostos para bancar montadora de aviões. As prioridades do TN (nosso dinheiro, lembrando da Margareth Thatcher) devem ser: Saúde, educação e segurança. Os acionistas que se virem e reinventem a roda. Com meu dinheiro….. NÃO ! ST, ótimo …. nossas chances de aumentarem as vendas crescem. FernandoEMB Qual item ou produto de alta… Read more »

Maurício.
Maurício.
Reply to  Carlos Alberto Soares
1 ano atrás

Carlos Alberto, quais os envolvidos no F-35 ? Atores e Autores ?
Americanos ? Sim
Estrangeiros ? Sim, muitos…tem dicas até dos russos…

elton
elton
1 ano atrás

fico pensando,se fossemos nos os fabricantes do gripen NG e a Suecia so aceitasse comprar se ouvesse ToT e fabricação local alem de direito de venda no continente isso para miseras 36 unidades sera que o governo local iria aceitar ?pois e no mundo globalizado e assim ,quem quer rir tem que fazer rir

Pericles Ferreira Leite
Pericles Ferreira Leite
1 ano atrás

No fim, o que prevalecerá será o que estiver impresso nos contratos. Mas o sentimento que eu tenho é que a Boeing quer participação (maior ou menor) em tudo o que gere, ou tenha potencial de geração de receita, dentro do atual portfólio da Embraer, sem ter de pagar muito por isso e, a médio ou longo prazo, inviabilizar o que restar, circunvencionando a golden share governamental.

Nelio A. Conte
Nelio A. Conte
1 ano atrás

Por quê o governo não usa seu “Golden Shower” digo “Share” para impedir a venda? Com os 737 MAX fixados em terra, a Boeing fica prova da inadimplência e “cresce os olhos” para a Embraer.

Filipe Prestes
Filipe Prestes
Reply to  Nelio A. Conte
1 ano atrás

Kkkk Perfeito!

Matheus
Matheus
1 ano atrás

Pessoal confunde abertura de uma segunda linha de montagem com fechamento de uma aqui e abertura lá.
A parceria que a Boeing quer fazer no KC-390 é literalmente igual ao o que a EDS faz com a Sierra Nevada hoje.

Welington
Reply to  Matheus
1 ano atrás

Mano de deus em cheio

ODST
ODST
Reply to  Matheus
1 ano atrás

E isso não é exatamente uma coisa boa para o Brasil, afinal, muitos dos aviões militares da Embraer seriam negociados diretamente com o EUA, tirando do Brasil boas oportunidades diplomáticas, de se relacionar com determinados países, de se tornar um player maior no cenário geopolítico.

elton
elton
Reply to  ODST
1 ano atrás

player com aeronaves COIN …..ate parece que estamos falando de um F15 ou SU35

Matheus
Matheus
Reply to  ODST
1 ano atrás

Nesse ponto eu até concordo.
Mas o meu ponto é que todo esse desespero do pessoal da trilogia e tambem da mídia não especializada já esta cansando. Pessoal tambem age como se a Embraer por inteira fosse estatal.
Parece que o pessoal gosta de ser ignorante, p*ta que pariu!

Andrigo
Andrigo
1 ano atrás

A pergunta mais adequada é: “O que a Boeing NÃO vai levar?”

Otavio
Otavio
Reply to  Andrigo
1 ano atrás

Pessoal vamos analisar mais as coisas, a Embraer pertence aos acionistas e estes precisam fazer o que for preciso para a saúde financeira da empresa. Estamos num mundo o globalizado, onde parcerias, compra e venda está sempre acontecendo, a Ambev saiu pelo mundo fazendo isso e, aliás, comprou um dos maiores símbolos americanos quando o assunto é cerveja, a Budweiser. Não fiquei feliz pois não sou acionista de nenhuma das duas empresas e os americanos continuam bebendo cerveja Budweiser com o mesmo sabor. Entenderam como funciona a coisa? Com os carros, cigarros,refrigerantes foi a mesma coisa, sobrevive quem sabe adaptar… Read more »

Marcelo Zhanshi
Marcelo Zhanshi
1 ano atrás

EmUSAer….

Sem mais

Marcos
Marcos
Reply to  Marcelo Zhanshi
1 ano atrás

A-29 Super Trump

Filipe Prestes
Filipe Prestes
Reply to  Marcos
1 ano atrás

O super tucano tá muito magro pra ser Trump. Vamos dar uma engordadinha nele, pinta-lo de laranja artificial e tb pintar as pás da hélice em dourado. Aí sim fica parecido

Camargoer
Camargoer
1 ano atrás

(K)Boeing na cabeça da Embraer(a).

Haroldo
Haroldo
1 ano atrás

O Brasil deveria trocar as “Golden Square” da Embraer por uns 50 F-15 X e 15 F-15 Silent Eagle.

Fábio p
Fábio p
1 ano atrás

O duro que todo o investimento foi feito pelo governo Federal, kc, super tucano e jaja vai o gripen e tudo entregue de mão beijada.

JSilva
JSilva
Reply to  Fábio p
1 ano atrás

O Gripen não vai porque tem dono.

BILL27
BILL27
Reply to  JSilva
1 ano atrás

A tecnologia do Gripen vai sim …todo o aprendizado que a Embraer esta tendo vai ficar com ela e consequentemente com a Boeing ..O que o Brasil ganhou com esta tranferencia de tecnologia ?

elton
elton
Reply to  BILL27
1 ano atrás

GANHOU A OPORTUNIDADE DE PAGAR MAIS CARO POR UMA COISA QUE PODIA TER COMPRADO BEM MAIS BARATO COM O DINHEIRO DE NOSSOS IMPOSTOS

Ramon
Ramon
1 ano atrás

Uai que isso liquidação na Embraer, você compra a parte comercial e leva o resto de brinde, realmente estão de parabéns, o último que sair apaga a luz.

Aladaf
Aladaf
1 ano atrás

Prejuízo da Embraer. Antes da Boeing. Certo. Agora sabe-se porque era necessário a parceria. O negocio jah vinha capengando por uma serie de motivos, principalmente, talvez, concorrência. Aquela coisa chata de ter que vender. Essa eh a dura realidade dos negócios. Os empreendedores de repartição publica, ficam repetindo sandices sobre “soberania”; “complexo de vira-latas” etc. Os pobres da linha de frente precisam tocar o negocio e dar retorno do capital investido. Eh sempre mais fácil quando se eh funcionário do governo. Deu prejuízo? Chama o Tesouro.

RatusNatus
RatusNatus
1 ano atrás

Ainda este conto de fadas?

Agora querem o que sobrou….

Grozelha Vitaminada Milani
Grozelha Vitaminada Milani
1 ano atrás

NOVO projeto Boeing-Embraer:

IPANEMA MAX 8 e IPANEMA MAX 10!

Nova parceria na área agrícola … de Botucatu (Neiva) para o MUNDO!

JSilva
JSilva
1 ano atrás

Só fico preocupado com a parceria com a SAAB, que está entregando o que prometeu, e alertou que não aceitaria repassar sua tecnologia para um concorrente. Se a parte militar também entrar sob as asas da Boeing os suecos, com razão, podem pisar no freio e a Embraer perder uma ótima oportunidade no desenvolvimento, manutenção e atualização do Gripen E/F.

BILL27
BILL27
Reply to  JSilva
1 ano atrás

E este impasse na negociação ate pode afetar futuras vendas dos aviões da Embraer ,pois não sabe como vao ficar os negocio apos esta fusão

Marcos
Marcos
1 ano atrás

A Golden Share da republiqueta de bananas virou Golden Shower na republiqueta de militares

A Boeing perdeu 29 bilhões em valor de mercado após o acidente com o 737 etiopiano. Com os aviões ‘groundeados’ pelo mundo, este valor tende a subir

Será que vai ser vendida para a Airbus?

Brasileiro
Brasileiro
Reply to  Marcos
1 ano atrás

Vão sim, e por valor menor que os custos de desenvolvimento do 777, e achando que estão fazendo o melhor negocio das galaxias, porque os americanos agora acham que a empresa só vai ter futuro se for europeia.

Vincenzzo
Vincenzzo
1 ano atrás

Mas bem feito tomare que vendam tudo mesmo e deixem vcs chupando parafuso! O Brasil se quiser ser destaque deverá defender seus interesses… Os americanos que muitos consideram nossos “Brothers” não nos venderam o F86 no Governo Vargas, nem os F4 Phantom no Regime Militar, nos vetam o CIWIS Phalanx, pressionaram a terminar o Programa do Sub nuclear brasileiro e destimularam a parceria Ucrânia-Brasil nos foguetes.

elton
elton
Reply to  Vincenzzo
1 ano atrás

PORQUE APESAR DE SER ALIADO DOS AMERICANOS NA EPOCA OS NOSSOS GOVERNANTES MILITARES FAZIAM DE TUDO PARA O BRASIL FICAR NEUTRO NA GUERRA FRIA E NESSE CONTEXTO O BRASIL ERA VISTO COMO ALIADO NÃO CONFIAVEL ,VEJA SE ELES SABOTARAM OS ALEMAES,ITALIANOS,JAPONESES E FRANCESES ?

Vincenzzo
Vincenzzo
Reply to  elton
1 ano atrás

Faziam de tudo pra ficar neutral? Deram um GOLPE DE ESTADO contra um lider de esquerda e caçaram os comunistas quebrando relaçoes com a URSS! Isso è ser neutral? Os Alemaes, Italianos, Franceses e Japoneses estavam e estao em linha de frente e foram espertos em manter uma Industria Militar Nacional-Estatal! PQ o Regime Militar criou a Embraer?

mcremp
mcremp
Reply to  Vincenzzo
1 ano atrás

Vincenzzo, se vc ler a história da Embraer, verá que ela não foi criada pelo “regime”. Foi criada pela insistência e abnegação de alguns poucos idealistas (Ozires Silva é o nome mais conhecido), CONTRA a opinião de muitos generais, almirantes e brigadeiros.
Infelizmente, os que acham que o Brasil não tem competência para ser um país desenvolvido quase sempre acabam por estar certos com o passar do tempo.

Andre Vedoze
Andre Vedoze
1 ano atrás

Por quê a Turquia ousa tentar desenvolver uma forte indústria militar e nós não?Eles ao menos estão tentando não é? Respeito os foristas que defendem este acordo da Embraer com a Boeing, mas não faz o menor sentido, é muita falta de ambição enquanto Nação! Nós ao menos nem tentamos dar este salto!Este é um país de resignados!

Pericles Ferreira Leite
Pericles Ferreira Leite
1 ano atrás

Quando um ST é vendido via FMS e é comercializado pela SN, a Embraer gera muito menos valor (e receita) do que se ela mesma comercializasse diretamente a aeronave. A questão é, a potencial maior escala de produção vai compensar essa perda de receita? Como isto ficará definido no contrato? E os royalties? No caso do KC, a Embraer tende a ser, praticamente, uma “subcontratada” da Boeing. A EDS pode perder muita receita e, neste caso, vai conseguir gerar lucro? Outra coisa, o que impediria a Boeing de ir contratando os engenheiros que por ventura continuem na EDS, a ponto… Read more »

Curiango
Curiango
1 ano atrás

A próximo q
Os manos vão levar será a Avivaras? Se depender de muitos infiltrados aqui pode ter certeza. Observem que o Jair vai bater continência para os manos assim que chegar na casa deles.

Fábio p
Fábio p
1 ano atrás

Foi falado que a divisão militar não entraria no negócio, o Brasil está pagando muito caro pela transferência de tecnologia do gripen, se até a divisão militar está sendo passada, quem irá aproveitar essa transferência comprada pelo governo? Não existirá mais indústria aeronáutica no país para aproveitar essa tecnologia.

JSilva
JSilva
Reply to  Fábio p
1 ano atrás

Exatamente

BILL27
BILL27
Reply to  Fábio p
1 ano atrás

Exatamente …lembrando que a tecnologia poderia ser usada em aviões civis tbm ,gerando ainda mais expertise para os engenheiros .

Curiango
Curiango
1 ano atrás

Avibras

Thiago
Thiago
1 ano atrás

O desgosto é tanto que por mim nunca mais governo nenhum deveria ter permissão de colocar um só centavo do contribuinte , nem através de empréstimos “muy amigos” , para auxiliar nenhuma empresa. Nem pagar por pseudo transferência de tecnologia . Sabe construir , sabe fazer ? Ok. Não sabe? Compro fora e se vire .
Toda uma roubalheira sem nenhum projeto de desenvolvimento para a Nação. Décadas de suor sacrifício e recursos para construir algo, para depois uma canetada desfazer tudo.

FernandoEMB
FernandoEMB
Reply to  Thiago
1 ano atrás

E nunca deu retorno para o país… ora ora… vai tomar groselha.

Thiago
Thiago
Reply to  FernandoEMB
1 ano atrás

Inovação, conhecimento técnico/científico,
ocupação, empregos qualificação, favorecer a criação de pólos indústrias com toda a sua recaída em termos econômicos e de ocupação… Enfim prestigio, soft power e marketing para um país que no exterior é conhecido só pelas bundas. Passa bem , traíra, continue batendo palmas e continência para seu patrão.

mcremp
mcremp
Reply to  Thiago
1 ano atrás

É difícil. Brasileiro só sabe dizer que todo político é ladrão, que no governo só tem corrupto. E ao mesmo tempo quer que o governo fique cada vez maior e tome conta de tudo. E, também ao mesmo tempo, tem raiva de qualquer um que empreenda por conta própria e tenha sucesso.

Eu também acho que nenhum governo deve colocar dinheiro do contribuinte em empresa. Isso se chama liberalismo. E neste país falar em liberalismo é mais feio que xingar a mãe.

Thiago
Thiago
Reply to  mcremp
1 ano atrás

Mcremp, me faça um exemplo de um estado/nação de primeira ordem, que preza pela própria soberania, o qual segue a letra esse liberalismo?
Aqui realmente como nossa soberania é muito parcial e limitada, nossas instituições e representantes pífias realmente é melhor ser protetorado e seguir o diktat .

Baschera
Baschera
1 ano atrás

O Brasil quer ter uma indústria de defesa ?
Se quer, tem que ter orçamento de defesa e não orçamento de pessoal.
Complexo industrial militar custa caro e não sobrevive de intenção e corte orçamentário !

Sds.

Leonardo
Leonardo
Reply to  Baschera
1 ano atrás

É verdade que as FFAA brasileiras gasta 80% do orçamento com pessoal? Se for, melhor deixar vender toda a Embraer mesmo.

LucianoSR71
LucianoSR71
1 ano atrás

Na boa acho que um dos maiores problemas dos brasileiros é teimar em não enxergar a realidade. O mundo mudou e bastante, mas parece que muitos ainda se baseiam na teoria: se investíssemos em defesa ( todos sabemos que não há interesse nem na classe política, nem na população, que acha que mais canhão=menos pão ), se desenvolvêssemos um caça 5ª geração, se … Os tempos atuais não estão mais p/ as grandes empresas, e sim p/ as mega-hiper empresas – hoje mesmo li notícias sobre as dificuldades por que passam a Ford e a VW. Além disso, a verdade… Read more »

Luiz Trindade
Luiz Trindade
1 ano atrás

É isso ae… Viva o Brasil e seus mandatários que entregam o galinheiro de ovos de ouro para matilha de lobos.

Zorann
Zorann
1 ano atrás

Nossa! A Embraer é uma empresa privada onde 85% das ações estão nas mãos de estrangeiros. É uma empresa brasileira que não é dos brasileiros a anos. Sabem por que? Porque os fundos de pensões que eram os donos das ações lá em 2006 pressionaram o governo para poderem vender as ações para investir no tesouro direto que era mais lucrativo e/ou para terem liquidez e pagarem seus beneficiários. E ai o governo Lula lá em 2006 alterou o acordo acionário, pulverizou o controle na bolsa, dando permissão para a compra de ações por estrangeiros. . Os acionistas é que… Read more »

Wellington Góes
Wellington Góes
Reply to  Zorann
1 ano atrás

Oi?! Não confunda ações em bolsa em mãos de investidores, mesmo que estrangeiros, com controle administrativo e operacional nas mãos de estrangeiros, são questões e situações distintas.

Me faz repensar sua capacidade e analisar e entender destas coisas.

mcremp
mcremp
Reply to  Wellington Góes
1 ano atrás

Então você quer investidores que invistam em uma empresa sem poder interferir no controle administrativo e operacional?

Não preciso repensar nada, está bem clara sua capacidade de analisar e entender. E o quanto há de ideologia nesta capacidade, também.

Edir Soares Eisele
Edir Soares Eisele
1 ano atrás

traição
/a-i,ai/
substantivo feminino
1.
quebra da fidelidade prometida e empenhada por meio de ato pérfido; aleivosia, deslealdade, perfídia.
2.
JURÍDICO (TERMO)
crime cometido pelo cidadão que, perfidamente, pratica ato que atenta contra a segurança da pátria ou a estabilidade de suas instituições.

Waldir Fares Filho
Waldir Fares Filho
1 ano atrás

Pessoa, alguém aí comentou que a Embraer teve prejuízo no trimestre citado na matéria ? Nenhuma empresa vive sem lucro. Nenhuma. Eu gostaria muito que a Embraer continuasse aqui mas, como aqui é Brasil, país com carga tributária altíssima, distorcida, carga trabalhista idem, 13.o, férias remuneradas, todos os direitos, deveres zero, milhares de sindicatos, blá blá blá. Energia cara, estradas um lixo, sem ferrovia, país corrupto e desorganizado. Poderia ficar aqui falando mais mil coisas. Aí vcs querem que a Embraer concorra com os americanos ? Kkkkk… lá é o oposto daqui, em tudo que eu já citei e tudo… Read more »

Saldanha daGama
Saldanha daGama
1 ano atrás

E o idiota, imbecil aqui, acreditou que seria somente a parte comercial, até pode ser uma sociedade, mas se vender bem o ST e o KC, virará de apenas um único dono a “BOIENG”. Como a cúpula militar permite uma coisa destas?

Walfrido Strobel
Walfrido Strobel
Reply to  Saldanha daGama
1 ano atrás

O que a cúpula militar tem a ver com isso?
Como diz o Ciro Gomes, este é um governo civil eleito democraticamente formado por militares.

Carlito
Carlito
1 ano atrás

Adriano, o governo da Suécia não interfere no controle acionário de suas empresas. O que vale por lá é que se cumpram rigorosamente todos os contratos. A BAE Systems teve o controle acionário da SAAB por alguns anos.

Wellington Góes
Wellington Góes
Reply to  Carlito
1 ano atrás

Carlito, tu sabes que não é bem assim.

Foxtrot
Foxtrot
1 ano atrás

Pois é, está aí preto no branco para quem duvidava.
Como eu disse o tempo é senhor da razão.
E vejam quem estava com a rasão agora!
Eu alertei, mas !!!

Foxtrot
Foxtrot
1 ano atrás

Mas não se preocupem injetaram mais potacii via tubo retal na sociedade brasileira rsrs.
Agora a bola da vez é Alcântara, depois será nuclebras, Amazul etc.
Pois com essa jogada os americanos levaram de bandeja a Bradar e uma infinidade de empresas de defesa nacional sob o domínio da ex Montaer (Embraer).
Engraçado é ver que quem jurava de pé junto que a divisão de defesa não entraria no pacote e defendia ferrenhamente essa traição do país agora quer se indignar .
Eita povinho esse nosso !

Foxtrot
Foxtrot
Reply to  Foxtrot
1 ano atrás

Potacio

João Augusto
João Augusto
1 ano atrás

Ô goverinho desgraçado!
Anos e anos de investimento do contribuinte pra dar nisso. Fiasco! Vendilhões e entreguistas. Esperava mais de militares…

Walfrido Strobel
Walfrido Strobel
Reply to  João Augusto
1 ano atrás

Entregou quem privatizou…o resto é problema dos seus acionistas.

Paulo Costa
Paulo Costa
Reply to  Walfrido Strobel
1 ano atrás

Pra muita gente a Embraer ainda é nacional e estatal …
sao os mesmo que acreditam no potencial da engesa e do nosso MBT Osorio que vai arrebentar no mercado militar mundial.

Ricardo Azevedo
Ricardo Azevedo
1 ano atrás

Alguma noticia da venda dos super tucanos no USA ?

Baschera
Baschera
1 ano atrás
Soldat
Soldat
1 ano atrás

Assim que os Âmis colocarem as mãos na Embraer todos os projetos militares Acabarão aos poucos.(afinal para que o Brasil que uma industria aéreo-espacial se nos Âmis daremos a eles uns grãozinhos de tecnologia) ou seja traduzindo(cala boca para o povão dito especializado da intermete).

Pobre Brasil.