Home Aviação de Ataque Interesse do Paquistão pelo caça furtivo chinês J-31 preocupa a Índia

Interesse do Paquistão pelo caça furtivo chinês J-31 preocupa a Índia

7558
119
Shenyang J-31
Shenyang J-31

O Paquistão está interessado no caça furtivo Shenyang J-31 (FC-31) da China, aeronave de quinta geração bimotor revelada no airshow de Zhuhai.

Informes dizem que a Força Aérea do Paquistão tem interesse em adquirir de até 30 a 40 caças Shenyang J-31.

A Índia, que só terá seus caças furtivos provavelmente na próxima década, está preocupada se tal aquisição vier a se concretizar.

As nações que enfrentam restrições de exportação dos EUA ou não podem arcar com os custos do Lockheed Martin F-35 poderão adquirir o J-31, um caça furtivo mais barato, acessível a países com baixo orçamento.

Se a China vier a exportar esses caças furtivos de 5ª geração para o Paquistão, isso certamente trará muitos desafios para a Índia, que teve problemas com a Rússia no desenvolvimento do FGFA, baseado no PAK FA, agora Su-57.

O J-31 é um caça menor que o Chengdu J-20, parecendo um F-35 bimotor. Ele possui duas baias de armas internas para transportar mísseis de médio ou longo alcance,  bombas e outras armas ar-superfície.

Foi revelado mais recentemente que a China estaria desenvolvendo uma versão embarcada em porta-aviões do J-31/FC-31 para equipar os futuros porta-aviões chineses com catapultas eletromagnéticas.

Shenyang J-31
Shenyang J-31
FC-31 ou J-31
Imagens mais recentes do J-31 (FC-31) com linhas aperfeiçoadas

119 COMMENTS

    • É que nem um comentário que li assim que sairam as primeiras fotos do J-31:

      – Bonitinho, mas ordinário.

      Bom se é ordinário eu não sei, mas que é bonito, é mesmo rsrsrs.

      *Fico imaginando se fosse ocidental, com 2 turbofans F-414EPE, ficaria Top demais 😀 .

  1. Li hoje que a China começou a desenvolver seu 6° geração …
    Segundo os Indianos seu 5° geração (AMCA) voará em 2032 , e possivelmente no Aero Índia receberão um convite britânico para parcipar do Tempest ; mas o problema da Índia hoje nem é o Paquistão, mas seus caças que tem caido igual “manga madura” .

        • E também li que os russos criaram centros científicos para desenvolvimento de novas armas, dando prioridade ao uso de inteligência artificial, condução autônoma e etc.

          • Sim. E pararam no conceito do F-35.
            Europeus, russos e chineses já avançaram mais e estão definindo os conceitos da guerra aérea do futuro.
            Agora, é só deixar os americanos enterrarem mais um trilhão de dólares neste malfadado projeto.

          • Mais uma balela fantasiosa O F-35 é um lançador de novas tecnologia que estão sendo aprimoradas ininterruptamente, e já estão trabalhando no conceito do 6G. Europeus, russos e chinos não estão definindo nada, ainda não lançaram nada, estão apenas engatinhando onde os EUA já andam a galope.

          • Nos meio dos anos 80 todos imaginavam como seria um conflito convencional EUA x URSS… todos conjecturavam como as versões mais recentes dos F-16 se comportariam contra os recém descobertos MIG-29, e o que era o SU-27, projetado para rivalizar o F-15… Na realidade este era até o tema do filme Top Gun de 1986: a descoberta de novos caças russo entrando em operação e o confronto com os F-14.

            O F-117 foi projetado bem antes disso, no final dos anos 70 e entrou em operação no início dos anos 80. Foi somente com a guerra do Iraque em 1991 que ele veio a público, pois os EUA resolveram mostrá-lo, por considerar que não era mais necessário mantê-lo em segredo dadas as condições de fragmentação política, social e econômica da antiga URSS.

            O fato relevante é que ninguém ficou sabendo da sua existência por mais de uma década, ninguém soube do seu projeto, seu programa de criação, ninguém ouviu falar de seus fundos de produção, seus protótipos, testes, seu IOC… NADA! Toda a mídia especializada e a maior parte das FFAA do mundo, a exceção de Inglaterra e Alemanha que recebiam regularmente aeronaves F-117 em suas bases mais secretas, foram pegos de surpresa.

            O F-117 era a Bala de Prata dos EUA contra a URSS: ele faria o ataque inicial, a “decapitação” destruindo os centros de comando e controle russos, em especial o comando de sua defesa aérea, notoriamente altamente centralizado. O F-117 foi aposentado há 11 anos atrás…

            É muita imaturidade imaginar que os EUA, nesses últimos 40 anos desde o início da entrada em produção de sua última “Bala de Prata” publicamente conhecida, simplesmente cruzaram os braços e não produziram mais nada. O que efetivamente existe hoje como “Bala de Prata” certamente ninguém aqui sequer pode imaginar, exatamente como em 1981 ninguém imaginava uma máquina com as tecnologias e as capacidades do F-117 era possível de existir… e ele estava voando…

  2. FC-31 não vai lutar pelo mercado do F-35 (nem perto disso), mas pelo mercado de aeronaves russas. Se a China puder oferecer o mesmo a um custo semelhante ao do MiG-35 ou Su-30SM, será um concorrente interessante. O maior problema do FC-31, assim como o J-20, é a motorização inadequada. Ambos utilizam motores russos ou derivados locais de caças de quarta geração.

    • Acredito que a China deixou para último o desenvolvimento de motores. Airframe, radares, mísseis, materiais compósitos e drones eles já sabem como fazer. A última parte é a motorização.

    • Não vai lutar pelo mercado do F-35, porque o F-35 é caro de se adquirir, mais caro ainda de se manter e, pior, cheio de problemas e de eficácia, no mínimo, duvidosa.

    • Sim, é verdade. Eles estão tentando desenvolver motores mais modernos tanto para o J-20 quanto para o FC-31. O problema maior é o alto consumo dos motores atuais, que não garantem a autonomia pretendida para as duas aeronaves.

  3. Bom se preocupar mesmo, a linha de voo da força aérea indiana mais parece um “encontro de carros clássicos” mig21… mig27… jaguar… m2000… mig29…

  4. Imagino a furtividade desse troço com aqueles dois vulcões descobertos cuspindo fogo feito um Smaug . Vai aparecer como uma supernova no IRIST. 😛 😛

          • Hehehe…..nada do que eu escrevo tiro apenas de minha mente. Leio, no mínimo, um livro por mês. Leio jornais e sites de todas as versões, vertentes e matizes. Aqui, quando o assunto é algo que suscite uma opinião pessoal, a exponho. Mas, são minha ideias, ao contrário de você, que realiza campanha sistemática e seletiva, unicamente com intenção de disseminar ideologias e ideias arcaicas, mofadas e tendenciosas. Quando é um assunto técnico, procuro contribuir com tudo que sei, dentro do meu limitado arcabouço técnico. Você, ao contrário, quando o assunto é técnico, se cala ou fala bobagem. Na realidade, pelo que você escreve, quando escreve e nos tópicos que escreve, demonstra que você tem uma ideia e um objetivo bem definidos, que é tentar disseminar as ideias de esquerda, as ideias anti-ocidentais, ideologias anti-semitas e oitras porcarias do gênero. Mas, só de observar a quantidade de negativações que você recebe em tudo que escreve, parece que suas ideias não são muito aceitas por essas bandas.

    • kkkkkkkkkkk, se o vizinho é agressivo vc empresta sua casa, dinheiro e esposa pra ele só pra manter boas relações kkkkkkkklll, vou dar 2 deslikes😂😂😂😂, atitude de cão vira -las .

    • Na verdade a Índia do jeito que esta já é um grande problema para a China, pois alem de ser um oponente respeitável na arena convencional e nuclear ela neutraliza a grande vantagem convencional chinesa ( China e India tem mais soldados do que um inimigo poderia matar…rs)
      Este “detalhe” sempre foi uma ameaça que incomodou os Soviéticos.
      E isso funciona agora para a China em relação a Índia.
      A Índia no tabuleiro de xadrez geoestratégico é aquele bispo na diagonal de um Rei acuado, o que tira completamente a liberdade de ação chinesa que não fosse isso, já teria ousado muuuuuuito mais do que fez até a presente data…

  5. Ué a índia está preocupada ? Não foi a índia que falou que conseguiu detectar o J-20 com o Su-30 ?Não foi a índia que falou que o J-20 não era furtivo ?
    Agora está preocupada com o J-31 que teoricamente é um stealth de segunda classe chinesa ?
    A índia é muito bipolar, só pode !

  6. É impressionante como os termos “furtivo” e “5ª” geração são atirados no ralo comum pela imprensa especializada sem que se apresente qualquer evidência de sua comprovação. Os chinos inventam uma tralha com uma roupagem parecida com o F-22/35, alardeiam que é furtivo e há inúmeros tolos inocentes que acreditam sem questionar.
    Creio que este não passa de mais um “fake istélfi”, com “furtividade semelhante e de uma árvore de natal, e com os já conhecidos clones de motores soviéticos tuberculosos e revestimento “Jequiti Istélfi Maquillage”, igual ao do outro engôdo J-20.
    Mas é o que sabem fazer, cópias baratas e descartáveis para camelôs.

    • PauloSollo, acho que não é bem assim, eu também não acredito muito no potencial do J-20 como aeronave totalmente stealth como o F-22, mas se até os americanos fizeram um mockup em tamanho real do J-20 para estudos, quem sou eu para criticar !
      Esses supostos stealths chineses podem não ser tão furtivos quanto as aeronaves americanas, mas podem ser furtivos o suficiente para incomodar e preocupar quem de fato vai ter que combater de verdade essas aeronavas chinesa.

    • Se todo o desenvolvimento chinês é. De cópias baratas e descartáveis então pq os militares americanos estão preocupados mais com os chineses do que com os russos? Vai ver que é pq os americanos desenvolveram F117 depois o F18 e F-22 pra no fim chegar no F-35 e o chinês fez logo o J-20 e o j31 como primeiros caças. Mas pra vc os americanos não precisam se preocupar. Vc que conhece tudo sobre equipamentos militares melhor do que os próprios americanos. O que impressiona é que os russos e europeus não lançaram nenhum caça stealh mesmo que fosse inferior ao F-22 ou F35 . só a China que lançou. Aposto que nem se entregassem o.projeto todo do F22 aos europeus e russos eles conseguiriam entregar na qualidade americana. Mas criticar é fácil. Mas fazer melhor ? Vai?

  7. Essa eu não entendi, a Índia diz que detectou os J-20 chineses de primeira linha e não tem medo deles, mas está preocupada com um stealth chinês de segunda linha? Alguém pode desenhar para mim por favor?

    • Eles estão se vangloriando por ter detectado um caça com uma lente de luneburg instalado, equipamento feito justamente para ele ser detectado a longas distâncias. Mas quando é o Paquistão comprando um caça furtivo e usá-los na sua configuração mais stealth possível, os hindus se borram de medo. Por que? Porque eles abandonaram (ou não, já que o vai e vem deles com o projeto é maior que o fluxo de passageiros do aeroporto de Congonhas) o projeto do Su-57 e mal sabem qual frame vão usar para seu AMCA, sendo que as previsões mais otimistas apontam para o seu primeiro voo em 2030. Isso faz com que eles não tenham nada para contrabalançar os paquistaneses. Como isso pode ser corrigido? Votar para o Su-57 de forma definitiva ou ir de F-35, o que eu acho quase impossível devido o medo americano dos hindus passarem a tecnologia para os russos.

  8. Algo me diz que essa aeronave terá perna curta. Os volumes da baia de armas, trem de pouso principal e os dutos de ar para os motores não vão deixar muito espaço na fuselagem.

    Vai acabar como o F-22, que tem alcance com combustível interno menor que o F-35.

      • A capacidade interna de combustível do F-22, em kg, é menor que a do F-35. E ele tem um motor a mais.

        Em que pese a aerodinâmica superior, voando em velocidades de cruzeiro subsônicas, não tem como ele voar mais longe só com combustível interno.

        Mas como o Raptor foi homologado (eu acho) para voar com até quatro tanques externos (e é visto comumente com 2), enquanto o F-35 não terá essa capacidade a curto e médio prazos, na prática o f-22 voa mais longe.

        • Pesquisei, o alcance é basicamente o mesmo, sem SC e com duas bombas o F-22 possui basicamente os 590nm do F-35A. Lógico que em uma comparação maçãs com maçãs, a carga do F-35A é maior em 2.000lb.

    • Ednardo, a índia não quer mais saber do Su-57, segundo eles o Su-57 é uma porcaria igual o J-20, mas o mais estranho é que estão com medo desse stealth de segunda linha da China.

      • Minha crítica é mais aos russos porque vejo mais consistência no desenvolvimento chinês que no russo.

        Vão levar mais uns 20 anos, mas chegam lá.

      • Não é medo tipo medo da condenação em segunda instância , além disso o j31 será usado em PA e a China ofereceu 1 para o Paquistao , estes 30 caças faz parte do pacote , por isso a India demonstrou um desconforto com a notícia, terão que acelerar suas aquisições, o incômodo portanto se da pêlo conjunto da obra .A China demonstrou o mesmo incômodo quando os mapas resolveram equipar o IZUMO com F35B. Normal zicados.

        • Teropode, esse papo de condenação em segunda instância é papo entre você e o Antônio, vocês dois são rivais de longas datas… inclusive com Nicks diferentes…
          Voltando ao assunto, no mundo real quando o seu está na reta, a preocupação é medo.
          Já em relação ao J-31, esse sempre foi deixado de lado em favor do J-20, agora que ele está sendo visto com outros olhos porque a cópia de Sukhoi embarcada chinesa não prestou.

          • Teropode, o meu único medo é de você e aquele outro cidadão que também se utiliza de vários Nicks, estragarem os debates do PA, você e ele conseguiram acabar com um certo blog por aí, o outro já está as moscas, e um terceiro vocês só não se criam porque o editor corta as asas de vocês, vocês devem seguir a dica do Galante na matéria do F-5 do Irã, vão discutir essas questões ideológicas de vocês lá no Facebook.

  9. A maioria de debatedores que mete o pau com comentários, no mínimo de achismos, nos caças que não sejam ocidentais esse da matéria, por exemplo. E os meus comentários bem água com açúcar ficam retidos. E o outro lado???

  10. São por essas e outras que sempre falo que se fosse Russo esquecia do Ocidente e começaria a me preocupar com o seu vizinho maior que se chama China.

    Se bobear os Chineses vendem o J-31 para os dois lados (Paquistão e Índia) deixando os Russos a ver navios com sua hiper aeronave stealth, os Chineses poderiam deixá-los (Russos) sem lugar algum para venda de aeronaves stealth nos principais mercados “não ocidentais”.

    • rsrsrs
      Essas tecnologias podem ser apenas contrainformação pros gringos, mas não se pode ignorar um F-117 e um drone RQ-170 interceptados pelos russos (?)
      Eu poderia apostar que os EUA, se não sabiam, agora devem saber como pegar um pássaro desses também.

      • WV,
        O caso do F-117 está bem documentado e sem dúvida é mérito de quem o abateu, apesar de eu julgar ser um caso singular , de fácil correção, cujos eventos dificilmente se repetiriam, assim como de fato não se repetiram.
        Já em relação ao RQ-170, não se sabe ao certo o que ocorreu. O mais provável (fora a de um defeito puro e simples) é que tenha ocorrido um ataque cibernético, e nesse caso, não quer dizer necessariamente que a aeronave tenha sido detectada por qualquer sensor. Ela pode ter sido simplesmente “apossada” pelo invasor cibernético.

        • Ok, mas pra direcionar um ataque cibernético tem que concentrar em um alvo, ou seja, sabiam onde estava o drone, o que leva à hipótese da detecção.

          • Não necessariamente. Foi detectado o trânsito de informações digitais e alguém hackeou o link de dados e passou a controlar a aeronave.

          • Já se for um ataque eletrônico com utilização de ECM aí sim seria preciso detectar o drone, mas provavelmente não foi isso que aconteceu porque esse tipo de drone é autônomo e não é susceptível de sofrer ataque eletrônico. Se a comunicação for interrompida ou interferida eletronicamente ele se guiaria pelo sistema inercial e GPS (se não estiver sofrendo interferência) e provavelmente obedeceria a algum protocolo que o faria voltar à base.
            Um RQ-170 é diferente desses drones miniaturas vendidos em supermercados que são controlados remotamente. Daí a diferença entre avião sem piloto e avião de controle remoto.

  11. Pakistan air force for the last 15 years has been buying su35 mig35 j10 j31

    They have project azm which they say 5 gen aircraft. It is most probably the J31 painted in PAF Colors

    And Chinese willing to give loans

  12. O lance é que a China tá avançando inclusive com material bélico para os países vizinhos. Isso denota que ela não tá preocupada em armar seus vizinhos até porque deve ter códigos de desativação de equipamentos essenciais dos seus equipamentos. Mas para conter o avanço comercial bélico norte-americano na área. Será que os EUA vão repetir o erro de ignorar a China de novo? Errar é humano, persistir no erro é burrice!

  13. Ja que eles adoram copiar, se eles fizessem uma copia menor de um su 35 em uma versao menor, do tamanho de um gripen, por exemplo, com tecnologia que tem hoje em dia, seria bem louco.

  14. Parece que os chineses alojaram as armas em baias internas, reduzindo assim o RCS,resta saber se foi reduzido a ponto de se enquadrar no nível dos caças de 5* geração.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here