Home Aviação de Transporte VÍDEO: Embraer KC-390 – Flight Campaign on Track

VÍDEO: Embraer KC-390 – Flight Campaign on Track

11490
40

O KC-390 da Embraer é uma aeronave de transporte tático, desenvolvida para estabelecer novos padrões na sua categoria, apresentando ao mesmo tempo o menor custo do ciclo de vida do mercado.

É capaz de realizar diversas missões, como transporte e lançamento de cargas e tropas, reabastecimento em voo, busca e salvamento e combate a incêndios florestais.

O cargueiro é o único da categoria que conta com o sistema de comando de voo eletrônico fly-by-wire que, além de dar maior eficiência para pilotagem, também proporciona uma integração com as demais missões.

Um exemplo é o lançamento de carga. O uso dos controles eletrônicos vai mensurar o comportamento do avião durante o voo, que responde a essa dinâmica e repassa as informações ao piloto.

A expectativa é que a Força Aérea Brasileira (FAB) comece a receber os primeiros cargueiros até junho de 2019, seis meses depois do que havia sido planejado originalmente. A encomenda total é de 28 aeronaves. A Embraer também está negociando a venda do cargueiro para Portugal, Chile, Argentina, Colômbia e República Tcheca.

A Capacidade Final de Operação (Final Operational Capability – FOC), objeto da certificação militar final da aeronave, que deve ocorrer no último trimestre de 2019.

Subscribe
Notify of
guest
40 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Bueno
Bueno
1 ano atrás
Bueno
Bueno
1 ano atrás

Primeiro Voo fevereiro de 2015! o Tempo passa.

Edu
Edu
Reply to  Bueno
1 ano atrás

eu fico triste é que estão vendendo a ambraer orgulho dos brasileiros uma grande empresa tanta corrupção no país em vez de dar apoio às empresas brasileiras que geram empregos e tecnologia de ponta ha se o Brasil fosse igual os estados unidos que não deixou a Chevrolet quebrar.

Augusto
Augusto
Reply to  Edu
1 ano atrás

E pode dar “nome aos bois” (como se diz aqui na minha terra) quando você diz “estão vendendo”. A frase não merece sujeito indefinido ou oculto.
O Temer até usou parte da imprensa para propagar mentiras como as de que “a Embraer estaria falida” e “não conseguiria mais competir no mercado”

Rommelqe
Rommelqe
1 ano atrás

Teria ja efetuado transferencia de combustivel em voo para um F-5M?

Leonardo de Araújo
Leonardo de Araújo
Reply to  Rommelqe
1 ano atrás

Teste a seco

Rommelqe
Rommelqe
Reply to  Leonardo de Araújo
1 ano atrás

Mas e o “molhado”?

Foragido da KGB
Foragido da KGB
1 ano atrás

Este avião é realmente belíssimo , mas, esta pintura não realça em nada seu design . Avião com pintura de carro de combate, francamente…

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  Foragido da KGB
1 ano atrás

Esto plenamente de acôrdo. A pintura decepciona.

Chevalier
Chevalier
Reply to  Foragido da KGB
1 ano atrás

Dessa vez vou discordar, e olha, eu sou o maior odiador das cores e pintura da Fab, infelizmente, mas admito que no KC390 ficam legais, mas só nele.

Denis
Denis
Reply to  Chevalier
1 ano atrás

Reitero sua opinião, na íntegra.

Jadson Cabral
Jadson Cabral
Reply to  Foragido da KGB
1 ano atrás

Nosso pesadelo começa quando a FAB resolver pôr a mesma pintura no Gripen. Aí é pra chorar

Fábio Figueiredo
Fábio Figueiredo
1 ano atrás

O KC que se acidentou virou sucata/doador de peças/estudo de causa ou vai ser feito um overhauling e vai voltar a voar?

Quando voa o 3o. e 4o. KC? Ou já estão voando?

Esly Campos
Esly Campos
Reply to  Fábio Figueiredo
1 ano atrás

http://www.cavok.com.br/blog/imagens-voa-o-primeiro-kc-390-de-producao-em-serie/
O 3º KC-390, prefixo PT-ZNG já está voando, é de série e já tem a indentificação da FAB (52), pois o prefixo é para testes. Será usado pela segunda vez, dessa vez fará lançamento de cargas no Mato Grosso, a partir de 19 fevereiro. Até o fim do ano, A Embraer vai entregar tres unidades a FAb, incluíndo o PT-ZNG

elcimar marujo
elcimar marujo
1 ano atrás

queria saber porque a marinha não pensa em ter o kc390 em sua linha de voo.
pelo menos dois,apoiaria muito em diversas áreas da força,tais como,logístico,cargas entre os distritos,lançamentos de forças especias,e até num futuro uma versão de patrulha marítima.

Humberto
Humberto
Reply to  elcimar marujo
1 ano atrás

Grande parte das operações da MB está concentrada no RJ, não tem muito sentido para a marinha estes tipo de vetor, principalmente vendo a situação atual dos navios. Quanto a patrulha marítima são várias estórias. Alguns dizem que a MB não deseja receber (com a FAB querendo se livrar desta tarefa). Outros dizem que a FAB não quer mas também não quer largar o osso e uma terceira é que a FAB e a MB não querem, mas como está na FAB, fica lá mesmo. No mais, se é para lançamento de tropas, o exercito seria o mais indicado, mas… Read more »

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  Humberto
1 ano atrás

Não existe essa que ¨a FAB não quer largar o osso da Patrulha¨. Se não sabe não posta. A Patrulha já foi oferecida à MB (fato), mas a MB tem outras prioridades mais urgentes (PROSUPER, PROSUB). O futuro das missões de Esclarecimento Marítimo (diferente de Patruha Marítima) serão as ARP. Transporte aéreo (tático ou estratégico), no Brasil, é MISSÃO DA FORÇA AÉREA. Cada um no seu quadrado. A FAB não ficou nem um pouco contente com a compra dos SHERPA, por parte do EB. O 1°/9° GAV (meu filho voa lá) já apoia o EB na Região Amazônica. As forças,… Read more »

Diogo Dantas
Diogo Dantas
1 ano atrás

Senhores, alguma notícia sobre os modelos que sofreram acidentes? Tanto sobre o que saiu da pista, tanto o que teve uma falha durante voo (acho que encarou força G elevada). Eles já voltaram a voar?

Fábio Figueiredo
Fábio Figueiredo
Reply to  Diogo Dantas
1 ano atrás

É o mesmo avião. 1o. sofreu a queda no ar, se recuperando em pleno vôo. Pousou e foi feito um overhauling. Voltou a voar e saiu da pista. Tbém queria saber a situação atual dessa célula.

Esly Campos
Esly Campos
Reply to  Fábio Figueiredo
1 ano atrás

Virou sucata. Está guardado num Galpão aqui em Gavião Peixoto-SP, A Embraer já contabilizou o prejuízo nas suas contas no ano passado com a desativação

Esly Campos
Esly Campos
Reply to  Diogo Dantas
1 ano atrás

Na verdade é o mesmo protótipo, PT-ZNF (protótipo nº 1). Depois do segundo acidente, a Embraer desativou e colocou no Lugar o terceiro KC-390 – PT-ZNG, que seria entregue a FAB. É a versão de série e será usado pela Embraer para terminar a certificação Final da aeronave, junto com o segundo Protótipo PT-ZNJ, Até o fim do ano, a Embraer entregará 3 aeronaves para a FAB, incluindo o PT-ZNG, e a Embraer ficará com apenas um protótipo

Rommelqe
Rommelqe
Reply to  Esly Campos
1 ano atrás

Boa tarde Esly: voce saberia dizer se o KC390 ja foi testado em pista rustica semi preparada ou quando será? Quanto à transferencia de combustivel em voo, entendo que a campanha de testes compreende reabastecimentos de um KC390 para um F5M, ou mesmo um A1, e para outro KC390: voce sabe algo a respeito?

kevinbuenuu
1 ano atrás

Esse daí é papel de parede do meu celular e pc, belíssima aeronave.

Peter nine nine
Peter nine nine
1 ano atrás

O Brasil deveria ter segurado mais da Embraer….

ALEX ROCHA
ALEX ROCHA
1 ano atrás

Orgulho dos brasileiros que projetaram esta aeronave. Isto demonstra que nossa capacidade quando bem aplicada e capaz de criar coisas estupendas. Que nosso país seja mais propenso a apoiar projetos que favoreçam a soberania de nosso país.

Sérgio Luís
Sérgio Luís
1 ano atrás

Off tópic
Gripen para a FAB voa em julho!
Fonte Jane’s

Flanker
Flanker
Reply to  Sérgio Luís
1 ano atrás

Sérgio, essa informação já é de conhecimento público desde 2017 e foi dada pela própria FAB, tendo sido publicada aqui mesmo no Poder Aéreo em 03/10/2017:

https://www.aereo.jor.br/2017/10/03/cronograma-detalhado-do-caca-gripen-da-fab-na-campanha-institucional-dimensao-22/

Sérgio Luís
Sérgio Luís
Reply to  Flanker
1 ano atrás

Preciso ler mais!
Rsrsrs

Augusto
Augusto
1 ano atrás

Pois é… Tanto esforço de nós brasileiros para desenvolvermos essa belíssima aeronave, para termos uma tecnologia nacional no “estado da arte”, … para então o Temer e o Bolsonaro venderem a Embraer para a Boeing! E para quem tiver sido iludido por eles, querendo responder que apenas a aviação comercial está sendo vendida (e não a militar), é óbvio que a aviação comercial da Embraer impulsionava as pesquisas, desenvolvendo tecnologias que foram adotadas inclusive no KC. A Embraer se sustentava economicamente através do setor comercial, agora vendido. Fizeram uma holding para simular uma fusão, quando na verdade venderam (e muito… Read more »

Wilson Marcos Santos
Wilson Marcos Santos
Reply to  Augusto
1 ano atrás

É necessário entender uma coisa: A Embraer lutar no mercado com a Bombardier, que recebia subsídios do governo canadense, e por isso era punida direto pela OMC, é uma coisa. Tanto que a Embraer quebrou a Bombardier. Agora, brigar com a Airbus (que comprou a divisão de jatos entre 90/140 passageiros) da Bombardier, além dos novos modelos desta mesma classe que serão lançados pela China, Rússia e Japão, acho que é outra coisa, não é? Imaginou brigar com todos esses, sozinho? Sugiro que você busque o que pensa o Ozires Silva sobre o assunto. Ele, fundador e um principais diretores… Read more »

Mauricio R.
Reply to  Wilson Marcos Santos
1 ano atrás

A Embraer também usa subsídios e também já foi punida pela OMC.
A Embraer quebrou a Bombardier…
A Airbus comprou 50,01% do C Series, não comprou divisão de jatos nenhuma.
Nossa China e Rússia devem ser o ó do borogodó da aviação regional.
É de fato se há algo que a Embraer não gosta, é de concorrência.

Wilson Marcos Santos
Wilson Marcos Santos
Reply to  Mauricio R.
1 ano atrás

Caro Maurício, não brigo com os fatos. Só Reproduzo eles. Se você tem o costume de acompanhar aviação, ou pelo menos este conceituado blog, sabe muito bem que durante os 10 anos que a Embraer ficou na China os chineses copiaram nossa tecnologia para começar a fazer os aviões deles. Afinal, são o maior mercado do mundo, e preferem eles mesmos supri-lo. A Rússia já desenvolve o avião deles a muito tempo. Vão lançá-lo, e, sim, é concorrência. Como o Japão. A questão não é gostar ou não gostar. Isso é irrelevante para enfrentar o mercado. A questão é saber… Read more »

Mauricio R.
Reply to  Augusto
1 ano atrás

Se a ESD não se sustentava/sustenta, o problema é todo da Embraer e não do Brasil.

HELOISIO PEREIRA FERNANDES
HELOISIO PEREIRA FERNANDES
1 ano atrás

Para o tamanho do Brasil a nossa força aérea precisa de muito mais!
Principalmente desenvolver seu próprio caça.
O Brasil precisa mostrar que é capaz de andar sozinho com as próprias pernas sem deixar a desejar.
Quando será?

Jadson Cabral
Jadson Cabral
1 ano atrás

Tô duvidando muito que Portugal adquira o que prometeu… o lobby das industrias européias é muito grande e Portugal não parece tão determinado. Se brincar, vão acabar comprando A400M pelo triplo do valor que estão recuando do KC.

Farroupilha
Farroupilha
Reply to  Jadson Cabral
1 ano atrás

É tudo muito simples, caso as nações “parceiras” na construção do KC-390 pulem fora de sua aquisição (até o trocando por outro, na cara de pau), nunca mais serão incluídas em algum futuro projeto tecnológico, de alto valor agregado, com o Brasil. E, pior, elas podem se queimar inclusive com outros países que estão acompanhando suas participações neste projeto.
Inventar desculpas não vai colar.

Wagner
Wagner
Reply to  Farroupilha
1 ano atrás

Negocios… apenas negocios. Faz tempo que falo que o maior tiro no pé foi querer atacar de frente o Hércules. Todo mundo sabe que o KcTao eh um excelente aparelho… mas a propaganda do “melhor que o Hercules” nao colou e nao vai colar. E, por favor ne Embraer… que parcerias mais sem futuro. E pode ficar tranquilo que essas parcerias aí ninguém quer.

santana
santana
Reply to  Wagner
1 ano atrás

Tambem concordo, ja postei um comentario parecido no YT. e recebi um monte de porrada kkk, mas francamente, ARG.(MAIS FALIDO QUE NAO SEI OQUE)REP.TCHEC.(SEM COMENTARIOS….)CHILE(SO QUER VENHA A NOS…NEM NO PROGRAMA 145 COMPRARAM UM SE QUER) entao ..é torcer pra boeing vender…

Mauricio R.
Reply to  Jadson Cabral
1 ano atrás

Se o escambo entre Coréia do Sul e Espanha sair, vão sobrar ainda 7 células espanholas de A-400M pra Portugal escolher.
Gostaria de saber aonde é que um avião que tem mais encomendas, (174 X 28), está em franca produção seriada, já é do padrão desejado, vai custar o triplo de um outro avião que sequer concluiu sua certificação????
Serão por acaso as 11 toneladas a mais, (37 X 26) que o A-400M carrega????

Camargoer
Camargoer
1 ano atrás

Parabéns à Boeing. America first.