Home Aviação de Ataque Suécia respeita a decisão do Parlamento búlgaro sobre caças, mas continua convencida...

Suécia respeita a decisão do Parlamento búlgaro sobre caças, mas continua convencida de que sua oferta é melhor

6796
29
Saab Gripen

A Administração Sueca de Material de Defesa (FMV) respeita a decisão do parlamento búlgaro sobre o processo de aquisição de um novo tipo de aeronave de combate, mas continua convencida de que a oferta sueca traz mais benefícios à Bulgária, Joakim Wallin, chefe de exportação e operações internacionais FMV, disse em 17 de janeiro.

A declaração foi emitida depois que a Assembléia Nacional da Bulgária votou um mandato ao governo para negociar com os Estados Unidos a aquisição dos F-16.

A oferta dos EUA foi escolhida pelo governo búlgaro por recomendação de um comitê político-militar, entre a oferta sueca de Gripens e pela oferta italiana de Eurofighters de segunda mão.

“Acreditamos que o Gripen é a melhor opção para a Bulgária e a Força Aérea Búlgara”, disse Wallin.

O Gripen é hoje o jato de combate de última geração, que se provou em missões conjuntas da Otan.

“O Gripen é fabricado na Europa, totalmente compatível com a Otan e tem baixos custos durante toda a sua vida útil”, disse Wallin.

Além disso, a oferta sueca é para um pacote totalmente compatível de 10 caças, disse ele.

Juntamente com os armamentos e equipamentos necessários, a oferta está sob o orçamento de 767 milhões de euros, originalmente aprovado pelo parlamento búlgaro, disse o comunicado.

Wallin disse que, de acordo com o relatório do grupo de especialistas do Ministério da Defesa da Bulgária, o Gripen era a plataforma com as melhores capacidades operacionais.

“A parceria com a Suécia traria benefícios para a sociedade búlgara como resultado do aprofundamento da cooperação entre os dois países. Continuamos a monitorar o processo e continuamos disponíveis para futuras conversações, caso a Bulgária gostaria de ter tais conversas ”, disse Wallin.

FONTE: The Sophia Globe

Subscribe
Notify of
guest
29 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Eduardo
Eduardo
1 ano atrás

Mais barato e com 2 aviões a mais do que os 8 F-16V.

Paulo
Paulo
Reply to  Alexandre Galante
1 ano atrás

O mapa no Post anterior diz tudo. A vizinhança da Bulgária é ¨quente¨ com Rússia, turquia, etc. Qualquer problema e eles vão ter que chamar a ¨cavalaria¨. E a própria Suécia também depende e espera por essa ¨cavalaria¨ se a coisa ficar feia.

Kemen
Kemen
Reply to  Paulo
1 ano atrás

É bem por ai Paulo.

Pedro nine-nine
Pedro nine-nine
Reply to  Alexandre Galante
1 ano atrás

O problema é que nem disputa chegou a ser porque quem ganhou, de facto perdeu.

nonato
nonato
Reply to  Alexandre Galante
1 ano atrás

Que bom que o peso político americano está voltando.
Chega de deixar a China cantar de galo.

Jota Ká
Jota Ká
Reply to  nonato
1 ano atrás

Pelo seu comentário, foram os chineses os preteridos na concorrência dos caças búlgaros. 🐴

Diego
Diego
Reply to  Alexandre Galante
1 ano atrás

A tendência é o Leste Europeu todo sair do antigo padrão soviético de MIGs para o F-16. Polônia, Bulgária e por pouco a Croácia já aderiram.

Daniel
Daniel
Reply to  Diego
1 ano atrás

A Eslováquia também deve ir de F16…

teropode
Reply to  Eduardo
1 ano atrás

O Gripen é uma ótima promessa, o Viper é uma excelente realidade , nascido no berço da tecnologia de ponta , dispensando comentários, já no plano político, seria como vc comprar uma coleira e vir um American terrier pitbull red nose de bônus dentro dela . A Suécia vende onde os EUA permitem , aceitem isto.

Kemen
Kemen
1 ano atrás

Na minha opinião como monoturbina o Gripen é superior ao F-16 sem dúvida, mas decisões são decisões mesmo a escolha tendo um toque politico. Entretanto 8 aviões não é muito, apesar da SAAB ter oferecido 10 unidades. O Typhoon biturbina é superior aos dois em capacidades, porém os italianos que foram oferecidos não tem AESA apesar de ter um bom radar.

DOUGLAS TARGINO
DOUGLAS TARGINO
1 ano atrás

Esses países quando forem fazer solicitações, é bom dizer que quer logo comprar apenas dos EUA, assim não faz os outros perderem tempo. Os caras compram as coisas apenas por politicagem e não técnica.

WFonseca
WFonseca
Reply to  DOUGLAS TARGINO
1 ano atrás

Não conta o fato de haver mais de 4.500 unidades operando em 28 países, com baixo custo operacional, muitas opções de armas, muitas vitórias em combates e versões devidamente atualizadas? Não, você deve ter razão, apenas politicagem.

Tiago
Tiago
Reply to  WFonseca
1 ano atrás

Depende muito do quanto disso é intercambiável entre os F-16 ofertados para a Bulgária e os que estão disponíveis para venda ao redor do mundo. Nesse sentido, o Falcon é vítima de seu próprio desenvolvimento ao longo dos anos. Esse tipo de interoperabilidade é muito mais fácil com os F-15 ou F/A-18. O F-16, com seus inúmeros blocos diferentes acaba por ser muito mais uma família de caças que um único modelo. O que é muito atrativo nesse quadro é a quantidade de armas com as quais ele é compatível. Nisso sim, é possível montar uma cadeia de suprimentos bem… Read more »

SmokingSnake 🐍
SmokingSnake 🐍
Reply to  DOUGLAS TARGINO
1 ano atrás

Esses países gostariam de algum tipo de suporte caso as coisas fiquem ruins na região e a Suécia não teria essa moral. Talvez se a Suécia desenvolver armas estratégicas as coisas melhorem para eles.

Rommelqe
Rommelqe
1 ano atrás

A Saab eventualmente poderia reduzir sua oferta para 8 unidades. Isto criaria um impacto muito grande….acho!

Ivanmc
Ivanmc
1 ano atrás

Se o NG já tivesse pronto e comercializado e testado, talvez as coisas poderiam ser diferentes. Trocar o certo pelo duvidoso é difícil.

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
1 ano atrás

O F16 vai continuar sendo uma pedra no sapato da SAAB por ainda muito tempo…

Andrigo
Andrigo
1 ano atrás

Acho que o que falta para o Gripen E é entrar em operação na Suécia e no Brasil de uma vez, para comprovar suas capacidades e afastar qualquer desconfiança dos potenciais clientes, e ainda assim será um páreo duro ante o lobby americano.

Pedro nine-nine
Pedro nine-nine
1 ano atrás

Cheira me a sabotagem. Injusto.

Michel Lineker
Michel Lineker
1 ano atrás

Por isso não gosto número pequeno que compramos, por mim a FAB já tinha assinado os 108. Poucos caças, visto que pena pra vender, e a manutenção dele pode ficar cara. Sem contar que o Brazil e Suécia poderiam começar a trabalhar em conjunto desenvolvendo munições para poder oferecer um pacote melhor na venda. Mas como convencer os “representantes do povo” que Defesa Nacional é importante também???

Waldir Fares Filho
Waldir Fares Filho
Reply to  Michel Lineker
1 ano atrás

Tenho esperança que até o final do governo Bolsonaro saia o 2.o lote de 36..

Wellington
Wellington
Reply to  Waldir Fares Filho
1 ano atrás

Se não melar né?! Parece-me que teve pilantragem do PT na licitação. Ou estou enganado? Qual versão do gripen foi oferecido à Bulgária?

Michel Lineker
Michel Lineker
Reply to  Waldir Fares Filho
1 ano atrás

Waldir, se dependesse de mim seriam 10 lotes de 26 com esquadrões de 24 caças como na USAF, sendo 1o ou 2o lotes produzido todo lá na Suécia e o resto aqui.

Michel Lineker
Michel Lineker
Reply to  Michel Lineker
1 ano atrás

Na verdade eu quis dizer 10 lotes de 36.

Sgtkhoelho
Sgtkhoelho
Reply to  Michel Lineker
1 ano atrás

36 é um número bom, se nos arrependermos da tempo de comprar uns F-16! O prejuízo vai ser pequeno, imagina se tivéssemos comprado de cara uma centena e depois descobríssemos que foi uma roubada?!
Agora, se forem realmente bons caças, compra-se mais no futuro!

JOAO LUIZ BARRETO PASSOS
JOAO LUIZ BARRETO PASSOS
1 ano atrás

Farei uma metáfora futebolística: o Gripen parece aquele volante, magrinho e rápido, que sabe farejar uma oportunidade de armar uma jogada pro gol, que dispara e parecer driblar todo mundo, mas, na hora de fazer o gol, eis que aparece aquele zagueiro gigante (FMS) pra roubar a bola. Com FMS não dá pra resistir: toda vez que o Gripen entra na disputa, lá vem ela sorrateiramente. Parece a criptonita do Superman!

Coutinho
Coutinho
Reply to  JOAO LUIZ BARRETO PASSOS
1 ano atrás

Mas esta compra da Bulgaria será via FMS?

Paulo Costa
Paulo Costa
1 ano atrás

Meu conselho para a SAAB, e que pare de chorar e lamentar o leite derramado e termina logo os caças do Brasil poxa…