Home AEW Voa a segunda aeronave GlobalEye AEW&C da Saab

Voa a segunda aeronave GlobalEye AEW&C da Saab

4076
20

A Saab completou um primeiro voo bem-sucedido com a segunda aeronave GlobalEye Airborne Early Warning & Control (AEW&C) em 3 de janeiro, anunciou a empresa.

A segunda aeronave GlobalEye decolou pela primeira vez às 11h do aeródromo da Saab em Linköping. A GlobalEye, que é baseada em uma aeronave modificada Bombardier Global 6000 com um conjunto de sensores avançados, incluindo o radar aerotransportado Erieye ER, realizou um voo de teste coletando dados de teste de voo. A duração do voo foi de 2 horas e 54 minutos.

“O primeiro voo bem-sucedido de hoje é outro passo importante para a GlobalEye. Recebemos o contrato inicial no final de 2015, concluímos o voo inaugural com a primeira aeronave em março de 2018 e agora temos a segunda aeronave no ar pouco mais de nove meses depois. Esse é o tipo de eficiência que significa a Saab”, diz Anders Carp, chefe de área de negócios da Saab.

A GlobalEye oferece alcance estendido de detecção, autonomia e capacidade de desempenhar várias funções, incluindo tarefas como busca e salvamento, vigilância de fronteiras e operações militares. O cliente de lançamento do GlobalEye é os Emirados Árabes Unidos, onde a solução é conhecida como SRSS – Swing Role Surveillance System.

Subscribe
Notify of
guest
20 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
EMERSON
EMERSON
1 ano atrás

Sempre penso o pq da plataforma escolhida ser Bombardier e não Embraer, se temos parcerias com os Suecos.

Yuri
Yuri
Reply to  EMERSON
1 ano atrás

Pq a da bombardier tem um alcance maior… simples.

Saab n tem obrigação nenhuma com a Embraer fora o contrato Gripen e n vai deixar de fazer bons negócios mundo a fora pra babar o ovo nosso.

Delfim
Delfim
Reply to  Yuri
1 ano atrás

Realmente só o BR que baba.

Clésio Luiz
Clésio Luiz
Reply to  EMERSON
1 ano atrás

A um Legacy da Embraer tem, na melhor das hipóteses, 7.000 km de alcance. Um Bombardier Global Express 6000, 11.000 km. Nem o Lineage 1000 baseado no EMB 190, maior que o Bombardier, voa tão longe.

Está muito claro que são categorias distintas de aeronaves. O cliente que pode e quer pagar mais vai com a aeronave maior, simples assim.

Repare que a Saab abriu mão da aeronave que ela mesmo fabricava para oferecer o Erieye para o Brasil.

Clésio Luiz
Clésio Luiz
Reply to  Clésio Luiz
1 ano atrás

Aliás, com o GlobalEye a Saab pode oferecer um concorrente para o Boeing 737 AEW&C, algo que não é possível com o ERJ-145.

E a Boeing é outra parceira da Saab…

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
Reply to  Clésio Luiz
1 ano atrás

No MRO dos E 99 qual será o alcance mn da anv ?

MGNVS
MGNVS
1 ano atrás

Pergunta de leigo…
Esse aviao da Saab é melhor do que o nosso Embraer no que se refere a autonomia e alcance, mas, e em sistemas? O aviao da Saab é melhor ou se equipara ao nosso Embraer?

Gustavo
Gustavo
Reply to  MGNVS
1 ano atrás

Sistemas são equivalentes mas autonomia o Global Express 6000 é muito melhor, e ele é da Bombardier e não da SAAB.

Edson Parro
Edson Parro
Reply to  Gustavo
1 ano atrás

A autonomia é muito maior e o preço, parece-me, é mais que o dobro do Legacy 600 da EMBRAER.

MGNVS
MGNVS
Reply to  Edson Parro
1 ano atrás

Edson
Obrigado pelo esclarecimento!

MGNVS
MGNVS
Reply to  Gustavo
1 ano atrás

Gustavo
Obrigado pelo esclarecimento!

Augusto L
Augusto L
1 ano atrás

Será que tem capacidade SAR e GMTI ? Ou é só contra alvos aéreos ? Os E-3 da USAF ganharam capacidade SAR e GMTI, na sua solução distributiva para substituir os E-8.

Mauricio R.
1 ano atrás

Na FAB esse avião é o mesmo que juntar o “Bandeirulha” com o R-99, em uma mesma célula.

Felipe Silva
Felipe Silva
1 ano atrás

Alguém sabe informar se esse AEW é superior ou inferior ao E-2D Hawkeye americano?

Thiago Telles
Thiago Telles
1 ano atrás

Temos mais encomendas de sistemas aewc em andamento?

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
1 ano atrás

Cel Rinaldo Nery e FernandoEMB

Qual o alcance dos E 99 após o MRO ?

Antecipando….obrigado.

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  Carlos Alberto Soares
1 ano atrás

O sistema de combustível não sofrerá alterações no MRO. O que será feito é a instalação de mais consoles, sistema de auto defesa, mais rádios de missão, atualização do sistema MAGE e atualização do software C2.

Sérgio Ricardo Santana Cerqueira
Sérgio Ricardo Santana Cerqueira
1 ano atrás

Olá a todos !! Em primeiro lugar eu agradeço sinceramente todas as manifestações de apoio pela minha entrada na equipe editorial do Poder Aéreo. E em segundo lugar, informo que estou preparando um texto sobre o Saab Global Eye, que dentre outras coisas responderá às dúvidas suscitadas aqui. Será publicado ainda neste fim de semana. Por fim, este é o link anunciando o meu mais recente texto (sobre o Boeing E-737) publicado na edição de fevereiro de 2019 da revista britânica “Combat Aircraft Monthly”: https://combataircraft.keypublishing.com/the-magazine/view-issue/?issueID=7568.
Abraços a todos !!