Home Aviação de Caça Pentágono quer comprar novos caças F-15X para a USAF

Pentágono quer comprar novos caças F-15X para a USAF

11198
124
Conceito do F-15 2040C, proposto pela Boeing à USAF em 2015

A agência Bloomberg noticiou em 21 de dezembro que o Pentágono está planejando solicitar US$ 1,2 bilhão para a aquisição de 12 aviões de caça Boeing F-15X – a versão mais nova do antigo jato – em seu pedido de orçamento para o ano fiscal 2020, segundo duas pessoas familiarizadas com a decisão que pediram para não serem identificadas porque ainda não é oficial.

A decisão inicial de comprar o mais novo tipo de F-15, vendida até agora apenas aos aliados dos EUA, vem da alta liderança do Pentágono, inclusive com o apoio do subsecretário de Defesa Pat Shanahan, e não da Força Aérea.

Nenhuma das decisões orçamentárias é definitiva até que o Pentágono apresente seu pedido em 4 de fevereiro.

A razão para comprar a aeronave F-15X seria começar a substituir as versões F-15C da Air National Guard, que se tornaram caras para a revisão geral, disse uma das pessoas. A produção da variante C terminou em 1980.

A decisão de comprar a versão mais recente do F-15 pode não ser bem aceita pelos apoiadores do F-35 dentro do Pentágono e no Congresso porque competiria essencialmente pelo financiamento.

Os modelos F-15C/D/E participaram da Operação Tempestade no Deserto em 1991, de acordo com informações no site da Boeing. O F-15 obteve 32 das 36 vitórias ar-ar da Força Aérea dos EUA e atingiu alvos terrestres iraquianos.

Os F-15 também serviram na Bósnia em 1994 e derrubaram três caças sérvios MiG-29 na Operação Allied Force em 1999. Eles aplicaram zonas de exclusão aérea no Iraque nos anos 90.

Os Eagles também atingiram alvos afegãos na Operação Enduring Freedom, e a versão F-15E realizou missões ar-terra na Operação Iraqi Freedom.

124
Deixe um comentário

avatar
56 Comment threads
68 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
53 Comment authors
Douglas RamosROBERTO DIASAlmeidaTadeu 54José Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Augusto L
Visitante
Augusto L

A USAF devia fazer de tudo pra chutar esses Shanahan do Pentágono.
Com certeza recebe da Boeing.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Como diria o grande Sérgio Porto: É o Samba do ‘Afrodescendente’ Doido.

Nilton L Junior
Visitante
Nilton L Junior

Antonio isso é excesso de ferramenta ai fica complicado mesmo.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Creio ser a promessa de Trump de manter a indústria bélica americana funcionando.
E no caso específico da Boeing, resta encomendar alguns F-15s e F18s.
A esta altura é meio anacrônico, mas mantém a linha de produção ativa.
Às custas do contribuinte e de enorme deficit fiscais. é claro.
Nem tudo é perfeito.

Sagaz
Visitante
Sagaz

Só a China é perfeita né? Lá não tem contribuinte, só a autocracia

Ricardo Bigliazzi
Visitante
Ricardo Bigliazzi

Caro Rei, já falei em outros posts, estude um pouco a questão de deficit fiscal da China.

Faça isso sentado, para não cair de costas.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Estou concentrado nos déficits fiscal, externo e da conta corrente americanos. Muito mais interessante.

José
Visitante

Ele e outros fa náticos não sabem que o deficit ou déficit da China é muito maior.E,apenas,uma questão de tempo a China vai quebrar.
Preparem os lenços!

mfb
Visitante
mfb

Queria ver qual será a explicação do tonho da lua para mais um ataque israelense na síria. Achei que o espaço aéreo estava “fechado” pelos super sistemas aliens dos russos. Estou aguardando muito o poder aéreo publicar essa matéria.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

O Governo libanês acabou de soltar nota de protesto por violação do seu espaço aéreo.
Os mísseis foram lançados de lá.
Ademais, estão no ar vídeos dos misseis sendo abatidos.
Mas, não exagerem que a moleza está acabando.

Nilton L Junior
Visitante
Nilton L Junior

Sem querer polemizar, no FX made in BR não foi o F-18 selecionado? e o F-15 heim, quem diria, vira e mexe é requisitado para fazer tampão ( eufemismo ta fanboyzorada )

Douglas Ramos
Visitante
Douglas Ramos

O Gripen foi o grande vencedor do FX

Armando Eisele
Visitante

Me parece o mesma estratégia dos Israelenses, um rebaixa a força inimiga de 5g para 4g. O outro destrói a 4g e carrega a carga pesada.

Augusto L
Visitante
Augusto L

Pq o F-15X é o melhor caça de 4° geração?
O que faz de melhor que o Typhoon, Rafale, Super Hornet, Gripen E/F e Su-35 ?

” O que me parece que talvez seja o USgov tentando pressionar ainda mais um pouco a Lockheed Martin de modo a reduzir os custos no programa F-35 por exemplo e/ou melhorar essa oferta…”
Pode ser, mas me parece que é o sub-secretario pressionando, o que parece ser uma atitude bem lobista.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

DSC
Na verdade, os russófilos estão exultantes com esta notícia.
Que venham mais F-15s.
Em tempo. Não que o F-35 seja lá essas coisas…….

JPC3
Visitante
JPC3

Pena que não tem um argumento técnico para debater. Só resta falar em bolsa de valores e economia dos EUA.

Mistério é o que faz em blog de aviação se nunca fez um comentário relacionado com as matérias.

JPC3
Visitante
JPC3

Se discorda da opinião dele faça isso com argumentos técnicos.

Vinicius
Visitante
Vinicius

Se tem argumentos técnicos despeje-os aqui para refutação ou não do comentário acima citado.

JPC3
Visitante
JPC3

Como refutar um cometário de quem não diz nada???

.Acho o Su-35 um caça muito bom, com vantagens e desvantagens em relação ao F-15X, cada um tem qualidades próprias. E a matéria não é sobre o F-35.

Além disso, acho que o pessoal não está interessado em disputas de Supertrunfo.

Só não da para entender porque o caça de um é “velho e obsoleto” e o de outro é “excelente e inigualável”” sendo que ambos são da mesma geração e estão em níveis tecnológicos semelhantes.

Ricardo Bigliazzi
Visitante
Ricardo Bigliazzi

?? Não sei o porque os russófilos estariam exultantes ??

A “folha de serviços” do F-15 é inigualável desde o dia 27 de julho de 1972 quando o primeiro voo (público) do meninão foi feito.

Acho que tem muita gente que ainda está gastando um “fosfato danado” para tentar fazer alguma coisa melhor que esse “ancião” de 46 anos de idade.

Pedro
Visitante
Pedro

Amigo, o f15 sendo uma aeronave mais que bem sucedida foi também abençoado com situações minimamente ideais no campo do batalha, ao contrário da concorrência russa, onde aviões da origem deste último sempre se depararam com uma força mais bem treinada, moderna e eficiente. Existem muitos factores no campo de batalha, e no campo de batalha não adianta ter um avião com uma boa plataforma mas obsoleto de tecnologia, desgastado, mal pilotado e mal suportado pelos restantes meios essenciais no campo de batalha. Os caças americanos ou europeus não são superiores em todos os aspectos a contraparte russa, apenas se… Read more »

Agnelo
Visitante
Agnelo

O F-15 mais antigo teve um bocado de vitória pra nenhuma derrota. Detalhe: contra os Servios muito bem treinados em seus MiG-29.
Nem digo os Israelenses.

Adriano RA
Visitante
Adriano RA

Na doutrina da USAF o F-15 continua a ter um papel importante e complementa bem o F-22 e o F-35. Simplesmente os F-15C estão batidos demais e podem sim ser substuidos por novos F-15, sem problema. Até Israel pensa assim e deve ter bons motivos pra isso. Talvez o enorme radar AESA e a “penca” de AMRAAMs que o F-15 carrega longe como ninguém estejam entre os motivos.

Eduardo von Tongel
Visitante
Eduardo von Tongel

Sensato comentário. Avião já testado, robusto, de manutenção e hora de vôo mais em conta que os demais. Vale o que pedem.

JPC3
Visitante
JPC3

Cada aeronave tem suas vantagens e desvantagens, melhor ou pior depende das necessidades de quem opera. O que é melhor para os Rússia não é melhor para os EUA e vice versa.

Posso estar errado, mas pelo que eu entendi, avião é para guarda nacional, vai servir para interceptações em território americano, não vai ser a linha de frente contra os S-400 e S-300. O F-15 pode muito bem cumprir as missões de defesa aérea no território americano.

Podem me corrigir se me enganei.

Adriano RA
Visitante
Adriano RA

Perfeito.

Almeida
Visitante
Almeida

É bem por aí mas um adendo: os EUA costumam usar unidades da guarda nacional em conflitos fora de seu território sim. Usaram no Iraque e no Afeganistão, por exemplo. Mas são a segunda linha, não a linha de frente.

Flávio Henrique
Visitante
Flávio Henrique

F-35 não é equivalente ao F-15 5° geração !!!
F-15 equivale ao F-22
F-16 “” “” F-35A
Harrier. “” “” F-35B
F/A-18 “” “”. F-35C

PS.: Não há equivalente ao F-14….

Augusto L
Visitante
Augusto L

Não existe isso que vc acabou de dizer.
O F-35 vai cumprir as missões do F-15 hoje com maestria e ainda fazendo melhor.
O Super Hornet faz tudo que o F-14, A-6 e F-18 faz e faziam, de modo melhor.

Sagaz
Visitante
Sagaz

Alguns acham que estratégia é ter um tabuleiro de xadrez apenas com rainhas.

Flávio Henrique
Visitante
Flávio Henrique

O F-14 tinha características de aviões interceptador de longo alcance algum “sumiu” faz tempo mas que tem a possibilidade de voltarem… Outra o F/A-18 Super Hornet será substituído por F/A-XX…

ALEXANDRE
Visitante

Poderiam comprar 24 f15x para o Brasil

Alessandro
Visitante
Alessandro

100 milhões de dólares cada aeronave, isso pq é para eles mesmos, imagina quanto deve ser para os aliados

o negócio é a gente focar no 2º lote de Gripens, se é que iremos conseguir rss…

ROBERTO DIAS
Visitante

Verdade Alessandro!

Agora temos muito motivos para pensar neste segundo lote: Venezuelanos, Russos e Chineses! Temos que aproveitar a mudança de ideologia no governo para pensarmos em estratégia e soberania nacional. Mais caças e defesa anti-aérea! Por sorte o Gripen foi desenvolvido por um país com um perfil neutro como o Brasil, mas que não pode baixar suas defesas, a Suécia tem muito a nos ensinar sobre isso.

Ricardo Bigliazzi
Visitante
Ricardo Bigliazzi

Faz sentido para atualizar a frota atual dos F15. Vale a pena lembrar que os mais de 2.000 F35 serão usados para atividades mais nobres. Depois do terreno limpo o F15 apinhado de bombas podia fazer um estrago e tanto.

Basta perguntar para o Saddam o que um F15 pode fazer… Ops… Não dá mais.

Jeff
Visitante
Jeff

Ué, o Japão não tem 200 f-15 para venda? Comprem deles, Japon faz plecinho camalada, né?

Bueno
Visitante
Bueno

Parece que foi combinado a proposta do Japão de vender os F15C com o interesse do Pentágono no F-15X

Gonçalo Jr.
Visitante
Gonçalo Jr.

O Japão vai vender a metade disso. Serão os dos primeiro lote. Eles pretendem modernizar a outra metade.

Cleber
Visitante

Esses serviriam para a FAB , coloca 12 unidades alocadas em Roraima em complemento aos Gripen Ng que deverão chegar .Obs: Mas 100 milhões a unidade … Fala sério !

Ricardo Bigliazzi
Visitante
Ricardo Bigliazzi

Com o IOT&E aprovado a estimativa é que um F-35 saia por meros oitenta milhões de dólares (ter supremacia aérea inconteste é um treco que não é barato).

Muito mais barato (sic) que os teóricos 100 milhões de um F-15 (acho essa cifra de 100 milhões um pouco exagerada vou ver no site da Boeing o custo de um F-15X novo na aba “Monte o Seu”) 🙂

BMIKE
Visitante
BMIKE

Esqueçam F15 para FAB, segundo Saito, a época, será 36 + 50 gripens até 2035 daí vamos partir para quinta ou sexta geração. Quem viver verá!

Cleber
Visitante

BMIKE . 2035 as Guerras serão no espaço ! Esqueça os caças .

Cabeça Fraca
Visitante
Cabeça Fraca

Não faz mais sentido hoje os eua continuarem investindo em caças stealth de quinta geração se os rivais já dominam a tecnologia e a empregam em seus caças de combate…não existe mais nada de revolucionário hoje na tecnologia stealth dos caças de quinta geração….os Russos e Chineses já dominam o suficiente desta tecnologia para alcançar paridade com os eua e seus estados satélites…para reconquistarem a superioridade perdida sobre seus rivais terão que entrar agora numa nova corrida para desenvolver caças mais avançados…enquanto os estadunidenses hoje batem com a cabeça na parede por conta dos seus programas de quinta categoria…os Russos… Read more »

JPC3
Visitante
JPC3

Onde os russos alcançaram paridade com os EUA em Stealth?

JPC3
Visitante
JPC3

Quantos caças Stealth a Rússia pode comprar “”para alcançar paridade com os eua e seus estados satélites…para reconquistarem a superioridade perdida””

JPC3
Visitante
JPC3

Tem que pensar que caça de quinta geração não é só furtividade. Se não souber disso nem dá pra começar um debate.

Carlos Campos
Visitante

bom serão mais usados em casa para impedir um 11/9, ou atacar um estado separatista, mas vejo como um tapa na cara LM, que deve estar se remoendo agora, o F35 é quase um esquema corrupto, muito dinheiro jogado nas contas da LM, dava problema joga mais dinheiro, li que tem gente que sai do pentágono para empresas de armas, tá explicado o tanto de problemas do F35.

Augusto L
Visitante
Augusto L

Esse vice secretario Patrick M. Shanahan, conhecido como Pat Shanahan, vai virar ministro do DoD depois que o Mattis sair em fevereiro.
A figura trabalhou na Boeing por 31 anos, de 86 até 17.
Agora se sabe porque o seu Lobby para entubar esses 12 F-15 na USAF

JT8D
Visitante
JT8D

Se os próprios EUA preferem ressuscitar a linha do F-15 em vez de comprar mais F-35, com que cara ficam os clientes internacionais do F-35? A pergunta é retórica, é obvio que eles ficam com cara de otários

JPC3
Visitante
JPC3

Não foi a USAF quem pediu o F-15, foram os políticos. Por enquanto o F-35 não sofre ameaça nenhuma.

Pode ter sido muito bem uma resposta ao lobby da boeing que é imenso, até o momento ninguém está preferindo nada.

Não estão substituindo as encomendas do F-35 por F-15. São coisas separadas.

Que, na minha humilde opinião, é algo muito bom para eles pois esse F-15X deve dar uma excelente aeronave de interceptação para proteger o espaço aéreo americano.

nonato
Visitante
nonato

É um baita caça.
Transporta uns 18 mísseis, tem longo alcance, grande poder de aceleração e velocidade, baita radar…
Bastava colocar tanques conformais para reduzir o RCS e talvez colocar tinta RAM no caso de combate iminente.

Adriano RA
Visitante
Adriano RA

Também acho. Além de poupar as células de F-22 que são usadas para a defesa do território americano. Um exemplo é o aumento do número de interceptações de aviões russos próximos ao Alaska. Esse trabalho é, acredito, feito por F-22s e F-15s… e não por F-35s…

Fernandes
Visitante
Fernandes

Com o acordo Boeing/Embraer, porque não negociar com os americanos trazer para o Brasil a linha de F-15? Poderíamos fabricar os novos (se houver pedidos) e trabalhar também na modernização dos modelos mais antigos, como os japoneses, sauditas
Afinal , além da parceria/fusão ora concretizada a Embraer tem experiência comprovada em modernização de aeronaves … vejam F-5; AMX; AF-1…
Seria um bom negócio para ambos os lados e uma chance amais de lucro para os acionistas. Olha aí a oportunidade a ser explorada por negociadores hábeis!

JT8D
Visitante
JT8D

Que idéia brilhante! E os Gripens E, como é que faz, hein? O que será que a Saab ia achar disso?

Fernandes
Visitante
Fernandes

A resposta do colega Ivanmc é uma das respostas para se pensar.
Por outro lado, com o Gripen E não estariamos acreditando e promessas? O avião ainda está em testes e desenvolvimento, sem nenhuma experiência de combate real…
Acredito que será bom, porém apostaria também em um outro vetor com mais potência, alcance e já testado.

Cabeça Fraca
Visitante
Cabeça Fraca

Seria uma ótima aquisição para a Fab…muito melhor que o super tijolo f-18…ótimo para compor a ala Hi de qualquer força aérea no mundo e formar um mix Hi-Lo com os nossos grispens….uns 180 Grispens E/F em companhia de pelo menos 84 desses F-15X… os F-15s atuais são ótimos caças…mas não são os melhores…em sua especialidade os SU-27s já os superavam…os SU-30s então é que os colocaram no bolso…contra os SU-35s simplesmente não tem nenhuma chance…..o programa Eagle é mais antigo que o Flanker…concebido/projetado como resposta direta aos F-15s estadunidenses inquestionavelmente possui mais desempenho e capacidade….as versões mais recentes dos… Read more »

JPC3
Visitante
JPC3

Comparando o F-15C comprado nos anos 80 com o Su-35 de hoje?

F-15 modernizado com radares APG-63v3 e APG-82 não tem chance contra os caças russos??

Ivanmc
Visitante
Ivanmc

Com Gripen Ng ou qualquer outro lutador, eu não, ou melhor, nunca iria dispensar uns caçadores como esse F-15X ou Silente Eagle, na defesa do meu país, se eu pudesse é claro.

Ivanmc
Visitante
Ivanmc

Corrigindo: Silent Eagle.

Cabeça Fraca
Visitante
Cabeça Fraca

Este Silente Eagle não tem nada de especial…não passa apenas de uma gambiarra feita no F-15 para ter 2 pequenos compartimentos internos e carregar o resto das coisas em casulos …

JPC3
Visitante
JPC3

O F-15X e F-15 Silent Eagle são muito mais do que isso.

Ivanmc
Visitante
Ivanmc

Cabeça Fraca, O F-15SE tem materiais de alta tecnologia, radar e sistemas eletrônicos complexos, desde a ignição do botão start, switch, chave, possuem circuitos duplos de proteção, comutadores de sobrevivência fabricados pela GE, o seu fly by wire de última geração, é muita coisa… materiais de alta qualidade, a diferença do F-15SE, para os de 5g seria só pela furtividade. É um caçador extremanete letal, sem dúvidas. Um interceptador nato. Isso que, sou a favor dos Flankers, mas nunca iria dispensar um F-15. Chamar de gambiarra o F-15SE, não tem como. Numa boa.

Gabriel
Visitante
Gabriel

Sinceramente, é “impressionível”!!
Os comediantes de plantão não se aguentam, estão enlouquecidas literalmente.
O assunto é F-15X para a USAF e os “canhotos”, derrotados históricos, estão agora preocupados com o “contribuinte americano”.

hauhauahuahuahauhauahuahauhauhauahauhauhauahua

Por favor canhotos, continuem com suas brilhantes analises e frases de efeitos, são motivos de minhas risadas quase que diárias e rir faz bem para a saúde.

Não parem, por favor.

Antoniokings
Visitante
Antoniokings

Ninguém está preocupado com o contribuinte americano.
Muito pelo contrário.

Helio Eduardo
Visitante
Helio Eduardo

Esse é o mix Hi-Lo da USAF: F35 para alta intensidade e F15X para baixa e defesa metropolitana. O F22 fica como a bala de prata (ou seria de ouro).

Fora o dinheiro- que parece não preocupar- é uma solução que faz todo mundo feliz, típica da América: outro fornecedor satisfeito, mais empregos, mais cadeias de suprimentos funcionando e, se o pau cantar, mais vetores modernos.

Helio Eduardo
Visitante
Helio Eduardo

Quanto à nossa FAB, se já tivéssemos encomendados nossos “famosos” 108 Gripens eu me permitira sonhar com um esquadrão “pesado”, mas nnão ao de F15 E, Silent ou X, mas de F35. Não o faço porque, hoje, isso beira o delírio e não um sonho……

Daniel Ricardo Alves
Visitante
Daniel Ricardo Alves

Me parece que isso é puro ‘lobby” mesmo. Por outro lado, tudo indica que a maioria das ações militares americanas seriam em guerra assimétrica, o que justificaria um segundo tipo de aeronave para fazer o serviço, mas certamente, nunca um caríssimo F-15.

Felipe
Visitante
Felipe

Menos torcida por favor.

Foxtrot
Visitante
Foxtrot

12 unidades desse avião ou SU-35 daria outra dimensão as capacidades da FAB!

Pursuit
Visitante
Pursuit

Bora interpretar melhor antes de postar.
F15 não esta substituindo nada.

Vergonha alheia.

JT8D
Visitante
JT8D

Senhores, para quem não sabe, essa história de HI-LO acabou, foi extinta, não existe mais. A partir da quarta geração os caças se tornaram “multi-role”, ou seja, multi-missão. Um caça 4G pode dar conta de tarefas de superioridade aérea, interceptação, ataque ao solo, apoio aéreo, bombardeio de precisão, supressão de defesas e etc. Vejam que a França não tem um caça leve e um pesado. Com o fim da vida dos Mirage, todas as missões serão realizadas pelo Rafale. A Russia tem como caça multi-missão as várias versões derivadas do SU-27. A Suécia tem um único caça para todas as… Read more »

luiz antonio picholaro
Visitante

Impressionante:
A erva vai queimando e a “viagem” é incrementada com aeronaves adicionais para a FAB (depois de árduos anos de avaliações para a escolha do caça-padrão, como se os caras estivessem brincando), a volta do conceito HI-LO (só faltou jogarem no lixo, os F-35, os SU-27, os Rafale e os Tiphon, mas …………………também faltou combinarem com os russos, com os norte-americanos, com os ingleses e com os franceses, além dos alemães e italianos.
Feliz 2019.

Helio Eduardo
Visitante
Helio Eduardo

Prezado,
Percebo, pela sua reação, que você não captou a ironia quanto ao F15… Bom, a falha, com certeza é minha, a redação não foi clara. No mais, menos rancor e mais diálogo.
Feliz 2019!

Ricardo Bigliazzi
Visitante
Ricardo Bigliazzi

Com o IOT&E aprovado a estimativa é que um F-35 saia por meros oitenta milhões de dólares (ter supremacia aérea inconteste é um treco que não é barato).

Muito mais barato (sic) que os teóricos 100 milhões de um F-15 (acho essa cifra de 100 milhões um pouco exagerada vou ver no site da Boeing o custo de um F-15X novo na aba “Monte o Seu”) 🙂

Fernandes
Visitante
Fernandes

Vejam a importância para a Boeing no infográfico linkado abaixo. É impressionante. Deixei de sonhar e acho que ficaremos mesmo com os A-29 de 2ª linha, já que os de 1ª linha são produzidos pela Sierra Nevada…
https://www.boeing.com/resources/boeingdotcom/defense/f-15_strike_eagle/images/f15-infographic.pdf

Gonçalo Jr.
Visitante
Gonçalo Jr.

Nossos A-29 não são 2a linha. São de acordo com o que a FAB pediu para a EMBRAER equipar e atendem muito bem as nossas necessidades. Para quê colocar outros equipamentos que não terão uso para a nossa realidade atual? Isso seria apenas gastar mais dinheiro com coisas que não se precisa no atual estágio do nosso T.O.

Cleber
Visitante
Cleber

Gonçalo Jr. dá uma olhada na nova ” geopolítica ” na Região . Venezuela -Rússia = base aérea . Simples !

Fernandes
Visitante
Fernandes

Vamos recordar outras ameaças que estamos ignorando: – Corredor Triplo A: A Colômbia já se declarou a favor; se a Venezuela também o for, mais o apoio europeu, o que faremos para contrapor ou dissuadir nossa posição de manter a soberania naquele enorme trecho da Amazônia? – Amazônia Azul: Como reivindicar e manter essa área que julgamos nossa com uma Marinha insuficiente e aviões que não podem carregar mísseis mais pesados e longo alcance, que teoricamente seriam os mais indicados? – E os Pampa III que já estão sendo entregues e continuam a ser aperfeiçoados? – Há metais nobres e… Read more »

Paddy Mayne
Visitante
Paddy Mayne

Muita comparação F-15 versus Su-35, com subestimações de ambos os lados. Mas a maioria se esquece de um detalhe, que esse eventual embate seria F-22 versus Su-35, com uma provável vitória folgada americana. Alguém já vai gritar “PAK-FA/Su-57!” ou “J20!”, mas ambos estão longe da realidade do momento. Falta muito feijão (e dinheiro) para Russia e China terem esses aviões em número significativo.

Plínio Júnior
Visitante

O que muitos esquecem, o F-35 foi projetado para substituir o F-16 e A-10 na USAF e ANG , no escopo original da USAF era que a família F-15 Eagle A/B/C/D/ fossem substituídos pelos F-22s e isto ocorreu parcialmente. As versões Alpha e Beta foram retiradas de serviço e restou as versões Charlie e Delta, cansadas com quase 40 anos de serviço ativo. Então existe uma lacuna que pode ser preenchida com esta versão F-15X, que na configuração apresentada, pode sim ser páreo para caças como Rafale, Su-30/35, EF-2000, Gripen , J-10 entre outros….tornando a USAF competitiva no quesito defesa… Read more »

Paulo
Visitante
Paulo

Eu acho que o F-15X é melhor do que o rafale e o EF2000. Gripen e J-10 são para defesa de ponto.

JT8D
Visitante
JT8D

Outro que vive na década de 1960 …

marcelo kiyo
Visitante
marcelo kiyo

Leiam a matéria direito !!! São caças destinados à Air National Guard , serão usados para interceptação/ esclarecimento aéreo dentro do território americano.No máximo abaterão um avião sequestrado como ocorreu em 11/09/2001. Não precisa de um caça de 5ª/6ª geração para abater um avião de transporte civil, esse aviões não revidam.

_RR_
Visitante
_RR_

Prezados,

Está mais ou menos claro que isso é mais reflexo do fechamento precoce da linha do ‘Raptor’…

Não é segredo que a frota da ANG ( e em boa parte a da USAF também ) é geriátrica… E os americanos não tem dó. Voam até o talo.

Com o final da produção do F-22, o F-15 terminou praticamente sem substituto…

E vale lembrar que o F-35 NÃO nasceu para substituir o F-15 ( muito embora alguns esquadrões de ‘Eagle’, até onde já li, terminariam convertidos ao ‘Lightning II’ ).

Cabeça Fraca
Visitante
Cabeça Fraca

”Paddy Mayne 27 de dezembro de 2018 at 13:39 Muita comparação F-15 versus Su-35, com subestimações de ambos os lados. Mas a maioria se esquece de um detalhe, que esse eventual embate seria F-22 versus Su-35, com uma provável vitória folgada americana. Alguém já vai gritar “PAK-FA/Su-57!” ou “J20!”, mas ambos estão longe da realidade do momento. Falta muito feijão (e dinheiro) para Russia e China terem esses aviões em número significativo.” O único vetor longe da realidade do momento é o f-22 cascão…que só foi usado uma ou duas vezes apenas para fazer marketing e ludibriar a todos de… Read more »

JPC3
Visitante
JPC3

Super hornet é “super tijolo”.

F-22 é “cascão”

E F-35 é “varejeira lixo””

Quer ser levado a sério ainda??????

Dexter
Visitante
Dexter

O termo “estadunidense”, é ainda pior que o “presidenta”, para determinar o tamanho da orelha do “Equus asinus…”
Simplesmente um carimbo no meio da testa by G. Hoffman. Acham que marcam posicão com isso…
Lamentável, ou Risível… dependendo do humor…

Sidy
Visitante
Sidy

O melhor é dizer que o f-22 não passa de um prototipo de varias unidades feitas… ou seja, 180 protótipos!
Não dá para levar a sério.

JPC3
Visitante
JPC3

“””o sucesso do desenvolvimento de caças de quinta geração Russos e Chineses, a proibição de exportações foram alguns dos motivos que fizeram encerrar o programa de produção deste caça…”””

Foi exatamente o contrário, nem havia caça de 5° geração chinês na época, e o caça russo era apenas um protótipo.

O fim da produção do F-22 já foi muito bem explicado, e existe vasta fonte de informação sobre isso na internet. É só procurar direito.

_RR_
Visitante
_RR_

Foram 187 aeronaves construídas… Não se chega a esse número se o produto é inviável; se não se tem certeza do que está fazendo. Dos chineses não falo nada, mas creio ser muito difícil que os russos batam essa marca com seu Su-57… — Caças F-22 estavam entrando e saindo da Síria quando bem queriam… Sabe-se lá quantas missões realizaram sem que os russos nem soubessem… Na Líbia, salvo melhor juízo, o grande problema do ‘Raptor’ foi uma incompatibilidade dos seus sistemas de comunicação de link de dados. E o F-18 não “substituiu” o F-22… Recordo que a USN também… Read more »

_RR_
Visitante
_RR_

F-22 na chuva:
https://www.youtube.com/watch?v=yN4qf02QTxk

O grande “problema” que o F-22 enfrenta com relação a isso é certamente o seu revestimento ‘stealth’; a pintura RAM. É claro que ela pode ser afetada pelas intempéries… Mas isso não é nada que impeça o caça de operar…

Flávio Henrique
Visitante
Flávio Henrique

“O único vetor longe da realidade do momento é o f-22 cascão…que só foi usado uma ou duas vezes apenas para fazer marketing e ludibriar a todos de que esta em serviço e operacional…”

E o SU-57 se viu uma vez foi muito…o J-20 ainda não teve uso real….. E são um “sucesso”….

Menos… menos…o F-22 perdeu prioridade pro B-2 antes de volta a ter prioridade a linha fechou (o número era suficiente considerando que não tinha equivalente)

JPC3
Visitante
JPC3

E ainda justifica com um monte informações erradas.

Plínio Júnior
Visitante

O F-22 foi concebido (ATF) nos tempos de Guerra Fria, onde o importante era estar a frente da URSS em termos tecnológicos e não se importavam com os custos gastos neste processo.A Guerra Fria acabou e pouco tempo depois os primeiros exemplares ficaram prontos…a produção foi encerrado pelos altos custos do mesmo, mas em termos de desempenho, russos e chineses ainda tem no F-22 a referência para seus projetos de 5G.

paddy mayne
Visitante
paddy mayne

Prezado Cabeça Fraca (aliás, parabéns pela acertada escolha do nick…)
Se você prefere se refugiar no autoengano de acreditar que o F-22 é um avião de papel, enquanto os modelos russo e chines são um “sucesso”, aí é problema seu. Talvez isso te faça dormir melhor, pensando que seus amigos asiáticos estão a salvo da fera… Mas como você viu, ninguém se convenceu dos seus argumentos. Mais uma vez você faz um triste papel neste espaço de discussão, massacrado pelos argumentos do RR e JPC3.

Sidy
Visitante
Sidy

_RR_ 27 de dezembro de 2018 at 21:02
Só pra efeito de comparação, o ‘Rafale’ saída da linha a 150 milhões de Euros e estava custando 35 mil Euros por hora voada em 2010/2011…

35 mil euros/hora voada? =8cO
Se tivesse levado o FX-2, queria só ver como a FAB iria operar este avião… acho uma p… máquina, mas iria ficar a maior parte do tempo “na chon”…

_RR_
Visitante
_RR_

Sidy,

Isso foi no começo da fase de implantação do ‘F3’. Hoje, salvo melhor juízo, o custo do ‘Rafale C’ reduziu-se substancialmente. Há publicações que apontam valores abaixo dos 15 mil Euros, mas imagino que seja maior ( próximo dos 20 mil ).

Sidy
Visitante
Sidy

Obrigado RR,
Mesmo assim, deve dar de 2 a 3 vezes a hora de vôo do Gripen, não?

_RR_
Visitante
_RR_

Sidy, Fica difícil avaliar. No inicio do período de implantação, não espere um custo operacional baixo… Pode esperar aí uns US$ 25000 dólares por hora voada… Segundo os sul africanos, o Gripen C dá a eles um gasto de US$ 12 mil por hora de voo. — Apenas uma correção: os 35000 Euros por hora voada pertencem ao ‘Rafale M’, lá por 2007. O ‘Rafale C’, até onde já li, não distava muito. Na época, estimava-se o custo ‘fly away’ de um ‘Rafale C’ em 52 milhões de Euros. Mas ocorre que, com os custos adicionais, foi revelado que esse… Read more »

_RR_
Visitante
_RR_
Sidy
Visitante
Sidy

Valeu!

Paulo Costa
Visitante
Paulo Costa

Eu gosto muito do F-35, apesar de caro e ter mil defeitos …

Mas o F-15 e um icone da aviaçao, um caça de tanta capacidade esta voando ate hoje com igualdade com outros caças modernos.

Nao e agora que eu gosto muito do F-15 e seria um sonho se a nossa FAB recebesse doações da USAF de alguns F-15 para operar aqui na defesa aérea.

Adriano RA
Visitante
Adriano RA

Em termos de performance é o avião perfeito para defender a Amazônia, seja para auxiliar um avião comercial com problemas ou espantar SU-30s venezuelanos. Pena que é caro de comprar e manter…

Agnado Souza
Visitante
Agnado Souza

Pergunta de leigo 1. E o F15 Silent Eagle? 2. Onde se encaixa nos comentários acima o F16 Block 70?

Sidy
Visitante
Sidy

O melhor é dizer que o f-22 não passa de um prototipo de varias unidades feitas… ou seja, 180 protótipos!
Não dá para levar a sério.

Sidy
Visitante
Sidy

Opa…. saiu no lugar errado..

Paulotd
Visitante
Paulotd

F-22 e F-35 são dois projetos de péssimo custo benefício e que logo não serão mais stealth com a nova geração de radares que estão vindo aí. Russos e chineses não precisaram atacar a frota americana para reduzi-la , os próprios custos destes caças o fizeram. F15-x muito mais caça com certeza

JPC3
Visitante
JPC3

Então por que chineses e russos copiam? A China tem 6 ou 7 projetos de aeronaves Stealth os russos tem 3 ou 4. “”Russos e chineses não precisaram atacar a frota americana para reduzi-la , os próprios custos destes caças o fizeram.”” O fim da produção do F-22 já foi explicado. Quanto ao F-35, só os EUA comprarão mais 2.400 unidades. Número maior que todas as versões do Su-27, Su-30, Su-35 e Su-34 somados até hoje desde os anos 80. Também tem que pensar que caças de 5° geração são muito mais que furtividade. Não dá para ter uma visão… Read more »

JPC3
Visitante
JPC3

Sobre o custo benefício é difícil dizer. De que adianta ter o dobro de caças de 4° geração se as chances deles serem abatidos é 3 ou 4 vezes maior?

Félix
Visitante
Félix

A intenção do Pentágono em adquirir os F15 x, apesar de ter aviões avançados como F22 e F35, deve se a: – baixos custos para manutenção: há missões que não precisam de aviões da 5 geração, por Exemplo: guerra do Afeganistão é luta contra o terrorismo, só para recordar os EUA, estão interessados em aviões super tucanos Brasileiros para mandar para Afeganistão, por ser um avião leve Com baixos custos para manutenção. – Este caça será parte integrante nas missões dos F35, numa missão podem por 1 F35 a comandar 6 F15x, devido aos sencores e radares avançados que ostenta,… Read more »

Paulotd
Visitante
Paulotd

Essa superioridade aérea do F-35 é só no papel, porque na realidade é bem diferente. O SU-35 vai ser detectado antes sim, mas pode contornar isso com iris-t e aeronaves awacs com radares poderosos. F-35 carrega 6 amraam, enquanto o Su-35 carrega 12 R-77, ou seja isso já é uma vantagem considerável na arena AA. Fora que o R-77 tem maior velocidade que o Amraam e chegará no alvo primeiro. Fora a maior velocidade e alcance do SU-35, tudo isso é vantagem tática. O Su-35 enxerga com seu radar o F-35 a cerca de 70km de distância enquanto o f-35… Read more »