Home Aviação de Ataque Contratempos no exercício CRUZEX 2018

Contratempos no exercício CRUZEX 2018

23400
222

O Exercício Cruzex 2018 transcorreu sem acidentes, mas teve alguns incidentes, com algumas ocorrências acontecendo no mesmo dia.

Um caça F-5M da FAB perdeu as sapatas de trilhos lançadores de mísseis de ponta de asa durante o pouso (assista ao vídeo abaixo).

Dois outros caças F-5M da FAB foram parar no hangar de manutenção por pane seca, devido a instrumentos que não apresentaram a leitura correta.

Um Mirage 2000P do Peru trincou o canopy e caças F-16C da USAF tiveram pane por ingestão de FOD (Foreign Object Debris). O problema causou a perda de uma turbina e sérios danos em outra, motivo pelo qual a USAF apresentou nota de protesto junto à FAB.

Um piloto de KC-135 falou informalmente que o comandante disse o seguinte: “só retornamos aqui quando resolverem os problemas de sujeira e detritos da pista e pátio de estacionamento”.

O Chile também teve problemas similares, e na quinta feira (29) pela tarde chilenos e americanos não voaram em protesto.

Para completar, um cachorro deu um baile nas pistas de taxiway, correndo de um lado para o outro na hora das decolagens.

Subscribe
Notify of
guest
222 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Sérgio
Sérgio
1 ano atrás

Brasil sendo brasil só isso .

Dodo
Dodo
Reply to  Sérgio
1 ano atrás

Não amigo, isso é um problema que ocorre de forma mais constante do que imagina em exercícios desse porte em bases aerias. É por isso que a limpeza da pista ocorre de forma constante, tendo equipes especializadas neste tipo de serviço, mas obviamente nem sempre é possível detectar digamos um objeto do tamanho de um parafuso. Quanto ao cachorro, provavelmente deve ser do para sar que se soltou.

Dodo
Dodo
Reply to  Dodo
1 ano atrás

Para-SAR*

Pedro
Pedro
Reply to  Dodo
1 ano atrás

Amigo garanto lhe que que os problemas citados não são normais de todo, principalmente em exercícios reconhecidos e do porte do cruzex, incidentes acontecem sim, mas não repetitivos e desta natureza apresentada. Aeronaves relataram problemas similares, portanto não resolvidos, sujidade na pista e um cão??? A circular pelo recinto da base??? Um pássaro ok, agora um cão…. Houve falha independentemente do que disserem.

Lucas
Lucas
Reply to  Pedro
1 ano atrás

Alguém sabe quando acaba a cruzex?

Flanker
Flanker
Reply to  Dodo
1 ano atrás

Não acredito. Cães do Para-SAR são muito bem adestrados e responderiam prontamente ao comando do militar responsável por ele, logo, não ficaria transitando pelas taxi-ways. Muito provavelmente, o cachorro deve ser de alguma casa ao redor ou de rua mesmo. Cães e gatos de rua são a coisa mais comum no Brasil. A questão do cão e do FOD podem significar falha na organização. Já ocorreram outras Cruzex em Natal anteriormente e não foram constatados problemas assim. Em todo cado, é uma operação que envolve grande número de pessoal e aeronaves, operando em um mesmo local de forma intensa. Problemas… Read more »

pedro
pedro
Reply to  Dodo
1 ano atrás

Amigo, engana se relativamente a normalidade destes incidentes. Muito menos quando se fala de exercícios como o cruzex ou idênticos. Problemas como os apresentados não são assim tão casuais e torna se mesmo vergonhoso quando repetentes. Quanto aos F5, isso é problema da FAB mesmo, mas operativos externos a servirem de aspirador para pistas é de facto algo nada comum, o F16 consegue engolir alguma sujeira mas como qualquer avião tem os seus requisitos operacionais e os mesmos têm de ser compridos, cada avião tem as suas necessidades e pistas limpas, ou pelo menos minimamente limpas, é algo dentro dos… Read more »

pedro
pedro
Reply to  pedro
1 ano atrás

Cumpridos em vez de compridos; escrito no android

Alfredo RCS
Alfredo RCS
Reply to  Sérgio
1 ano atrás

Tomara que, num conflito real, as pistas sejam iguais às de patinação no gelo…

Ainda bem que nos Gripen NG, entradas de ar mais altas.

Delfim
Delfim
1 ano atrás

“Um F-16C da USAF teve uma pane por ingestão de FOD (…) O Chile também teve problemas similares”.
Agora já sabem porquê o F-16 ficou de fora nos F-X’s.

Clésio Luiz
Clésio Luiz
Reply to  Delfim
1 ano atrás

Exatamente. Eu já bati nessa tecla antes mas muitos sonhadores acham que essa aeronave era boa para o Brasil.

Somado ao trem de pouso de bailarina, o “estadunibambi” fez bem em ficar fora das cores da FAB.

Os fanboys podem falar o que quiserem, mas caça que precisa que fiquem lambendo pista para ele operar, e na hora do pouso tem que ser com carinho senão quebra, é dor de cabeça que a FAB não precisa.

Rommelqe
Rommelqe
Reply to  Delfim
1 ano atrás

Exatamente, concordo exatamentemente. Imaginem os F16 sendo desmembrados usando rodovias como pistas …. Rodovias em qualquer pais, certo?

Victorinox
Victorinox
Reply to  Rommelqe
1 ano atrás

Os “estadunibambi” operaram sem problemas por 35 anos na Venezuela, sem nenhum problema FOD. O F-16 da Venezuela, Chile e USAF voou sem problemas em todo o Cruzex anterior. Isso é um fracasso da organização, não do F-16.

O F-16 da Venezuela opera a partir de estradas sem nenhum problema (veja o vídeo abaixo).

https://www.youtube.com/watch?v=csJqJEw0WRs

Clésio Luiz
Clésio Luiz
Reply to  Victorinox
1 ano atrás

Victor, esses exercícios são apenas isso, exercícios. Isso não é operação diária. Pode apostar que essa estrada aí foi meticulosamente limpa antes de cada pouso e decolagem.

Outra: você acha mesmo que em 35 anos de operação, nunca houve danos por FOD na frota de qualquer operador de F-16? Simplesmente não tem como provar.

Rommelqe
Rommelqe
Reply to  Victorinox
1 ano atrás

Caro Victorinox, A Venezuela foi o primeiro pais estrangeiro a receber os F16, esua força aerea sempre foi muito bem estruturada. No seu video veja que operaram na estrada, – um trecho de 4 km – mirage, f16, f5 etc; coincidentemente em nossa ultima CRUZEX estes tres tipos de arronaves tambem operaram…. Nunca disse qye os f16 nao possam operar nestas condiçoes, principalmente tao controladas e restritas como no video, mas aqui, como com uma certa frequencia em outros s ambientes operacionais, o F16 tem sim problemas maiores com FOD do que outros modelos menos suscetiveis devido ao bocal de… Read more »

Rommelqe
Rommelqe
Reply to  Victorinox
1 ano atrás

Tambem ha wue se contextualizar meu comentario. A oepraçao real em bases desdobradas, em condiçoes de combate real, dar-se-á certamente em condiçoes muito criticas, com falta de recursos e com uma certa taxa de improviso. Em combates assimetricos pode-se esperar que inimigos infltrados consigam ate perfurar os pneus de aeronaves. Basta estar portando um canivete suiço….kkkkkkkk

Rommelqe
Rommelqe
Reply to  Victorinox
1 ano atrás

Falando serio novamente: um F16 esta para um citation assim como um F39E esta para um Caravan e, quiça, um Ipanema. Concordas? Abs

Br
Br
Reply to  Delfim
1 ano atrás

Imagina operando na Amazônia.

HMS TIRELESS
HMS TIRELESS
Reply to  Br
1 ano atrás

Os F-16 operam na Venezuela, cujo clima é o mesmíssimo da Amazônia, segundo consta com disponibilidade melhor que os Su-30. E também operam na Indonésia e Singapura, cujo clima também é tropical e úmido.

E agora?

br
br
Reply to  HMS TIRELESS
1 ano atrás

E agora pergunto eu, segundo consta quem? Pelo que sei os F16 estão parados por embago faz muitos anos, antes mesmo da chegada dos SU por lá, como você pode dizer que tem disponibilidade maior? Pior, como você pode dizer que os caças venezuelanos como um todo operam nas condições precárias demandadas pela FAB? Oras, a própria FAB sempre teve ressalvas contra o F-16, além de ser pacifico que ele tem sim tendência a sofrer nesse tipo de ambiente. Não é uma questão de clima, é uma questão de estrutura, Singapura é uma ilha minuscula, não sei como cabe comparação,… Read more »

HMS TIRELESS
HMS TIRELESS
Reply to  br
1 ano atrás

Em”bagos” de quem? Nos seus? Rs!

Flanker
Flanker
1 ano atrás

O F-5 perdeu o trilho de lançamento inteiro da asa direita! Só esperando para começarem os comentários de que “são sucatas” e coisas do tipo…..só lembrando que isso pode acontecer com qualquer aeronave. E a FAB possui estoque de peças do tipo em grande quantidade. Só dos F-5 ex-Jordânia, são oito células que tiveram suas peças retiradas para servirem de estoque. Em poucos anos, os F-39 entrarão em operação e os F-5 mais cansados poderão se aposentar.

BILL27
BILL27
Reply to  Flanker
1 ano atrás

Brother ,foi nas duas asas .Sinceramnete ,eu nunca tinha visto isso antes

jose bento ferreira filho
Reply to  BILL27
1 ano atrás

Muito comum num pouso “placado”.

BILL27
BILL27
Reply to  jose bento ferreira filho
1 ano atrás

Onde vc ja viu uma cena como esta ?

rogerio rufini
rogerio rufini
Reply to  BILL27
1 ano atrás

comum onde?

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  Flanker
1 ano atrás

O Cidadão fez um “catrapo” com o F-5

Nguyễn Văn Cốc
Nguyễn Văn Cốc
1 ano atrás

Caramba! Não imaginava a precariedade da coisa! Até um cusco se fez presente na cruzex! BR sendo BR.

Michel Lineker
Michel Lineker
1 ano atrás

Não é atoa que a FAB não quis o F-16…

E pelo visto os Tigers tão nas últimas.

Antonio Sales
1 ano atrás

Salvo engano, ambos os trilhos se soltaram com o impacto do pouso.

Flanker
Flanker
Reply to  Antonio Sales
1 ano atrás

Sim!! Agora que eu vi! Realmente foram os dois, e ao mesmo tempo! Estranho…..

Mario Lira Junior
Mario Lira Junior
1 ano atrás

Pessoal, o F-16 é sensível a FOD pela posição do intake, mas não me parece que seja exatamente um fracasso de avião né… então menos… muito menos em dizer que não escolhemos ele no F-X por conta disso… FOD é fod* em qualquer avião. Alguns têm proteção posicional um pouco melhor, mas foram dois incidentes com F-16 americanos e um com chileno… isto não é pouca coisa não… Além de PARA-SAR ou não, um cachorro solto na pista nas decolagens não é brinquedo. Que acontece em outros treinamentos, e muito mais do que isso em bases reais, tenho certeza de… Read more »

Delfim
Delfim
Reply to  Mario Lira Junior
1 ano atrás

Já no F-X1 se prestou atenção para tal “característica” do F-16. Na época não havia tantas pistas pavimentadas.
E o EMB-120 não teve ampla aceitação por causa das hélices de compósito, tb sensíveis a detritos.

Delfim
Delfim
1 ano atrás

Até que é bom passar esta vergonha.
Aí o Jair presta mais atenção nos problemas das FA’s e já começa tirando o escorpião do Erário.
.
Pode ser que os F-5M que deram pane não sejam dos melhores em serviço, afinal seria ilógico tirar os melhores do alerta para mandá-los a um exercício.

Flanker
Flanker
Reply to  Delfim
1 ano atrás

Delfim, a FAB possui 48 F-5EM/FM. Desses, sempre há em torno de 10 ou 12 no PAMA-SP passando por inspeções completas (de 1200 horas de voo). Foram deslocados 20 exemplares, dos 4 esquadrões, para a Cruzex. Em cada esquadrão, devem ter ficado 2 aeronaves para o alerta. Só aí, já temos 38 ou 40 aeronaves. Os restantes 10 ou 8 estão nos esquadrões de manutenção das Alas, passando por manutenções rotineiras. Portanto, as aeronaves que vão para missões são tão capazes quanto qualquer outra. Diria até que elas passam por uma revisão bastante completa e detalhada antes de irem para… Read more »

Delfim
Delfim
Reply to  Flanker
1 ano atrás

Sim claro.
São aeronaves antigas. Por mais que cuide podem dar problemas.

Guilherme santos
Guilherme santos
Reply to  Delfim
1 ano atrás

Jair kkkkkk sonha.

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Guilherme santos
1 ano atrás

Bom o Bolton ja esta satisfeito com a continência, sinto falta do Figueredo esse pelo menos era raiz esse é nutela

HMS TIRELESS
HMS TIRELESS
Reply to  Guilherme santos
1 ano atrás

Saudades do presidiário, que ficava de 4 para o Índio cocaleiro?

Tatsch
Tatsch
Reply to  Flanker
1 ano atrás

Caro Flanker. Quanto aos A-1. Como está a situação deles. Saberia nos dizer? Afinal quantos estão operacionais em Santa Maria Ala 4 e quantos estão em PAMA ou na Embraer para a modernização que parou.

Cristiano GR
Cristiano GR
Reply to  Delfim
1 ano atrás

Que tirar escorpião do “Erário” o quê? Que que é isso? O brasileiro já é o maior pagador de impostos do planeta, trabalha-se 5 meses do ano para pagar-se impostos federais e estaduais, é uma vergonha, uma palhaçada pela qual um povo entorpecido por futebol, cerveja, churracada, praias, putaria, babageiras da web, e novelas se submete. Tem é que taca-le imposto nas aéronaves e embarcações particulares, isso sim, e tirar todas as regalias, TODAS, de funcionários públicos civís. São uma classe que forma uma elite intocável, que produz muito pouco na maioria, com um custo de produção absurdo e que… Read more »

Camargoer
Camargoer
Reply to  Cristiano GR
1 ano atrás

Caro Cristiano. Os dados da OCDE sugerem que você está equivocado. França, Suécia e Dinamarca possuem carga tributário da ordem de 45%, enquanto que a brasileira é da ordem de 33% há vários anos. Sugiro um relatório “Pais estagnado. Um retrato das desigualdades brasileiras 2018”, elaborado pela ONG Oxfran. O problema da desigualdade tributária, que prioriza impostos indiretos ao invés de renda. O relatório tem outros capítulos bastante interessantes sobre a diferença de salários entre homens e mulheres (em média, a diferente é de 25%, chegando a 40% na camada dos 10% mais ricos.

Walfrido Strobel
Walfrido Strobel
1 ano atrás

E diziam que os F-16 já tinham resolvido oproblema de ingestão de detritos, que eram ocorrecias das primeiras unidades.
.
Por outro lado a FAB tem que melhorar esta questão de limpeza em treinamentos internacionais.

Clésio Luiz
Clésio Luiz
Reply to  Walfrido Strobel
1 ano atrás

No final dos anos 80 adotaram uma tomada de ar maior, mas foi apenas para acomodar o maior volume de ar admitido pelo motor F110. O único jeito de resolver o problema de FOD do F-16 seria por 2 medidas, que poderiam ser tomadas em conjunto ou não: 1- Fazer com que a triquilha (trem dianteiro) seja telescópica como no F-5E, distanciando a tomada de ar do solo, mas isso tem limite. Seria a solução mais fácil; 2- Modificar a tomada de ar, colocando portas de alívio de pressão nas laterais, comum em projetos europeus, como na família Mirage. A… Read more »

Tiago
Tiago
Reply to  Clésio Luiz
1 ano atrás

Essa segunda possibilidade é uma característica dos F-5, inclusive, não?

Clésio Luiz
Clésio Luiz
Reply to  Tiago
1 ano atrás

Sim, bem lembrado Tiago. As portas tem formato de persianas e ficam bem próximas dos motores.

Até o F-22 possui, também em formato de persianas, elas ficam no dorso, próximo aos motores. Aliás, as tomadas de ar do F-22 parecem ser fixas mas não são. Internamente possuem um esquema semelhante ao empregado no F-14 e F-15.

No F-105, elas ficam dentro da cavidade do trem de pouso principal nas asas. Foi uma solução inteligente porque aproveita a proximidade do duto das tomadas de ar com o local onde as rodas ficam recolhidas.

Cícero Pavei
Cícero Pavei
1 ano atrás

Já pensou o Brasil numa guerra de verdade? Ainda assim o novo presidente ainda quer peitar a Venezuela 😂😂

Daglian
Daglian
Reply to  Cícero Pavei
1 ano atrás

Quando isso foi dito pelo Bolsonaro? Ele quer lidar com a ditadura venezuelana com dureza, mas jamais disse que pretendia entrar em guerra com aquele país. Pare de espalhar (ou pior, inventar) fake news para tentar dirimir quem o senhor não aprova politicamente.

ODST
ODST
Reply to  Cícero Pavei
1 ano atrás

Cícero Pavei

Um teco teco já daria conta do recado numa guerra contra a VeneFavela. Os caras estão canibalizando seus caças para manter um minimo de operacionalidade, as munições estão fora do prazo de validade, soldados sem medicamentos, sem comida, sem dinheiro, sem moral e muitos outros problemas. O socialismo não deu certo em lugar algum do mundo, aceite que dói menos.

Mauro
Mauro
1 ano atrás

É impressão minha ou o F5 tocou muito forte por isto a falha na estrutura?

Gilbert
Gilbert
1 ano atrás

Independentemente de qualquer coisa que sirva lição e possam ser traçados novos procedimentos afim de que esses problemas não volte a ocorrer. Tenho certeza que na próxima não vão ocorrer os mesmo problemas há muita gente competente na FAB.

carcara_br
carcara_br
1 ano atrás

Resultado dos exercícios:
três F-5 nossos, mas conseguimos levar um F-16 e um M-2000 uma derrota honrosa, além de termos “groundeado” dois times, not bed at all…
Sobre o FOD o problema são os jatos excessivamente sensíveis? Ou foi descuido na preparação das pistas? acho que não se explica por falta de verbas.
Em relação ao F-5 não tem jeito, estão velhos, porém espero que o Gripen possua robustez semelhante….

João Francisco Neves
João Francisco Neves
1 ano atrás

Puxa, que vergonha, sujeira e cachorro na pista, realmente por isso acham que o Brasil só tem índios, cobras e selva, fazer o quê se aqui é tudo zona! Esse F5 pousou que nem uma bigorna caindo, não teve suavidade nenhuma, o piloto bateu na pista como um martelo, claro que caiu tudo que não estava bem preso nesse museu/caixão ambulante, que miséria!!!! E olha que os trilhos não estavam carregados com mísseis, senão a perda seria ainda maior, essas sucatas devem ser retiradas de serviço o quanto antes!!!!

BILL27
BILL27
Reply to  João Francisco Neves
1 ano atrás

O F-5 vem para o pouso bem rápido mesmo ,naõ tem jeito ,mesmo assim ,não era para isso ter acontecido.JA pensou uma coisa dessa acontece com o caça voando ???

F16 nutela
F16 nutela
1 ano atrás

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Segundo alguns comentaristas ixpiscialistas que vivem dando pitaco contra nossas forças, podemos dizer que os F16 são caças nutelas pilotados por bambis, kkkkkkkkkkkkkkk
Não podem ver uma sujeirinha na pista? kkkkkkkkkkkkkk

carcara_br
carcara_br
Reply to  F16 nutela
1 ano atrás

Extraindo um pouco de seriedade do comentário, achei uma atitude muito boba essa de se recusar a levantar voo, a verdade é que as condições de operação são estas mesmo, se for ficar fazendo beicinho e reclamando fica difícil. Imaginem numa situação real em que seja necessário operar forças de países diferentes! No mínimo vão querer tirar a logística da operação dos brasileiros em território brasileiro! E esse comandante americano, se realmente falou que não volta mais aqui, por acaso essa decisão é dele? Muito nutela mesmo, muito leite com pera…

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  F16 nutela
1 ano atrás

Tanto é que nunca estiveram em um conflito, longe do Iraque, Afeganistão, Siria, Kosovo, nunca combateram por Israel (no deserto), etc, etc, etc…

Um dia desses os EUA aprendem a fazer aviões…

Marcos
Marcos
1 ano atrás

Eu queria fazer um comentário crítico, avaliar a situação, etc. Mas as vezes temos que usar o bom humor para tratar a nossa realidade tão sofrida.

Vamos lá. Primeiramente o exercício deveria se chamar Antiquário 2018, porque, cá entre nós, tanta velharia voando junta é digna de qualquer museu/antiquário.

Mirage 2000
F-5
A-37
A-4 SkyHawk

O F-16 guloso comeu pedaços de qual velharia? Ou foi apenas borracha dos pneus? Ou até mesmo um trilho do F-5

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Marcos
1 ano atrás

Esqueceu de colocar no Musex – 2018.
Projeto bem antigo também.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Digo. Esqueceu de colocar o F-16.
Projeto bem antigo dos idos do início da década de 1970.

HMS TIRELESS
HMS TIRELESS
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Projeto do início dos anos 70 que conforme a inesquecível palestra do Cel Fornhoff, disponível aqui, derrotou consistentemente os Su-30MKI indianos, com TVC e tudo, em combates simulados no Red Flag.

Aceite Xings!

Br
Br
Reply to  HMS TIRELESS
1 ano atrás

Grande coisa, isso quer dizer o quê? Nossos F5 velhos também derrotaram os f16 americanos, chilenos, venezuelanos, colombianos, e veja só, existe uma diferença bem grande entre derrotar f16 americano e sukhoi indiano, bem grande mesmo. O f16 é um projeto bastante antigo sim, ou vai querer negar o óbvio, ele é tão antigo quanto os citados.

HMS TIRELESS
HMS TIRELESS
Reply to  HMS TIRELESS
1 ano atrás

O que isso quer dizer? Que o seu amado Sukhoi não é invencível e pode muito bem ser derrotado quer esteja sendo voado por indianos, quer por russos! Aliás em um único dia 5 pilotos russos foram abatidos por israelenses….,

Marcos
Marcos
1 ano atrás

Bem, o cachorro… pertence ao observador venezuelano. É a comida dele

Delfim
Delfim
Reply to  Marcos
1 ano atrás

KKKKKKKKKKKKKK !!!

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Marcos
1 ano atrás

Acho que era um espião argentino, tipo o Agente Canino do Get Smart.
Depois, vai virar churrasco.
Resultado da paixão argentina por carne com uma cruel crise econômica e social.

HMS TIRELESS
HMS TIRELESS
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Você fala da cruel crise econômica e social deixada de presente para o atual governante pela família mafiosa Kirchnerista que assolou o país por 13 anos?

HMS TIRELESS
HMS TIRELESS
Reply to  Marcos
1 ano atrás

O cachorro pertence ao observador Venezuelano e foi usado para traficar drogas afinal como todos sabemos o cartel de los soles, que também atende pelo nome de forças armadas bolivarianas, é um dos maiores cartéis de drogas do mundo. Contudo o cão ao que tudo indica teve uma overdose pelo fato das trouxinhas terem se rompido no estômago do animal. Por isso o surto…

Claudio Luiz
Claudio Luiz
Reply to  Marcos
1 ano atrás

Que maldade…

Carlos Andrade
Carlos Andrade
1 ano atrás

Já sei, foram as sapatas do F5 que entraram nas turbinas dos F16…

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
1 ano atrás

Fazia tempo que não lia tanta bobagem junta. FOD tem em qualquer lugar do mundo. O F-16 é, sim, mais sensível devido à posição e ao tamanho da entrada de ar. A limpeza da pista é diária, mas lá VENTA PRA CACETE! E detritos são jogados sobre a pista e pátio o tempo todo! Só quem operou lá sabe. E, nas CRUZEX anteriores lá realizadas, não houve esse problema. Quanto ao F-5, o pouso foi um catrapo! Há incidência de wind shear na cabeceira 16 em função do telhado do terminal de passageiros, em formato de asa, jogando o vento… Read more »

AntonioCV
AntonioCV
Reply to  Rinaldo Nery
1 ano atrás

Nery, você saberia me dizer se seria viável a FAB retirar as turbinas dos Mirage 2000 e usá-las como sopradores para limpar as pistas contra FOD e também para ajudar a secar as pistas em caso de chuvas torrenciais (em aeroportos como Congonhas etc)?

Clésio Luiz
Clésio Luiz
Reply to  Rinaldo Nery
1 ano atrás

Rinaldo, eu leio diariamente fóruns gringos e muitos daqui tem uma visão muito errada do que acontece lá fora. Acham que tudo é perfeitinho e tal. Ficariam de olhos arregalados se soubessem ler inglês para ver os gringos falarem dos problema deles.

BILL27
BILL27
Reply to  Rinaldo Nery
1 ano atrás

Imagina se todo catrapo isso acontecesse rs ? rs .Tudo normal não é ? Segue o jogo kkkk

114th Agressor
Reply to  Rinaldo Nery
1 ano atrás

O pouso foi muito ruim, mas não deveria causar esse colapso e ter o risco de virar um desastre.
Essa pane é causada por falta do controle de horas de voo dos lançadores, e esse resquício de amadorismo tem que acabar.

BILL27
BILL27
Reply to  114th Agressor
1 ano atrás

Claro que não é normal brother …Um pouso em PA e´muito mais violento e vc não ve os cabides externos sairem voando .

114th Agressor
Reply to  Rinaldo Nery
1 ano atrás

E quanto a pane de FOD na pista, de fato lá em Natal o vento é uma constante. Mas eu pergunto: O quê os engenheiro de infraestrutura da FAB estão fazendo? Poderiam estar desenvolvendo estruturas ou sistemas de canaletas e valas com determinado formato aerodinâmico que coletassem os FOD soprados pelo vento ou qualquer outra ideia que, a princípio, é maluca, mas que a engenharia a torne realidade. E eu respondo: Estão fazendo o projeto de reforma do rancho ou outra coisa que qualquer engenheiro faz. Como disse, a FAB tem que acabar com os resquícios de amadorismo.

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  114th Agressor
1 ano atrás

Você é um dos que posta bobagens. O pátio de Natal tem sim, áreas deterioradas, as quais necessitam de uma concretagem. O pátio lá é gigantesco (não sei se você já operou lá. Aliás, nem sei o que você faz). A DIRINFA tem planos de recuperação. Precisa de dinheiro. Deveria ter sido feito antes? Sim. Tinha dinheiro pra obra? Não sei. Algumas áreas da Ala 10 são obras construídas pelos norte americanos na Segunda Grande Guerra. Valas pra recolher FOD? Nunca ouvi falar. Daria um bom mestrado em engenharia civil. O que existe são caminhões limpa pista e operação cata… Read more »

Antonio Palhares
Antonio Palhares
Reply to  Rinaldo Nery
1 ano atrás

Rinaldo Nery.
Obrigado pelas informações esclarecidas de quem é do ramo.
Tem muita gente falando muita besteira.

Plínio Júnior
1 ano atrás

Quanto ao FOD , fica a lição para que nas próximas edições tenham mais cuidado e atenção, o F-16 é operado no mundo inteiro em vários ambientes, é inaceitável que isto não ocorra aqui por simples desleixo em não cuidar da pista, isto vale para intrusos como o cachorro perdido.

Quanto ao F-5, que venham logo os F-39s…é o que nos resta.

Maurício.
Maurício.
1 ano atrás

A USAF apresentou nota de protesto porque seus F-16 adoram ingerir porcarias na pista? É cada uma…
Isso é um exercício militar, não um exercício de faxina de pistas militares.
Acho que foi por isso que a FAB nunca se interessou muito pelo F-16.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Maurício.
1 ano atrás

Quando falam que armas americanas são boas em vídeo-games………

Maurício.
Maurício.
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Antoniokings, vamos tentar debater sem ideologia barata, por favor, eu e você sabemos que isso que você comentou não é verdade, no caso específico do F-16, ele é sim muito sensível na questão do FOD, o problema é que muitos tentam negar, e nesse caso específico, colocaram a culpa na FAB, como Rinaldo ressaltou a questão do vento, não tem como deixar a pista sempre limpa, isso foi mimimi de americanos e chilenos, os outros caças não tiveram maiores problemas na questão do FOD, então, o problema é sim no F-16 por mais que alguns tentam negar.

André
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

As armas podem ser ruins, mas a equipe que dá treinamento para os usuários e o pós venda são excelentes, afinal, toda vez que usuários de armas ocidentais enfrentaram usuários de armas soviéticas, desde a segunda guerra, venceram as batalhas. Seja no oriente médio, na guerra Irã x Iraque, na Europa oriental…

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  André
1 ano atrás

Vietnamitas, norte-coreanos e chineses também sabem disso.

Sagaz
Sagaz
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Putinho sabe disso com o f16 turco que abateu caça russo…

HMS TIRELESS
HMS TIRELESS
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

O score do F-16 é de 74×0 e foi obtido principalmente sobre aviões russos, estando na conta alguns Migs-29….

Sua ideologia vagabunda não resiste aos fatos Xings!

André
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Talvez você não sabe a diferença entre batalha e guerra. Todas as batalhas no Vietnã foram vencidas pelos americanos e seus aliados. Só não ganharam a guerra prq para os americanos 60 mil vidas era um preço muito alto. Para os líderes comunistas, 1 milhão de vidas é um preço pequeno para pagar em defesa de sua própria ditaduta. Mas não houve uma única batalha vencida pelos norte comunistas…

ALEXANDRE
1 ano atrás

Seria interessante ao Brasil comprar f15 advanced junto com os gripens?

nonato
nonato
Reply to  ALEXANDRE
1 ano atrás

Eu adoraria uns caças mais “parrudos” por aqui. O F 15, apesar da idade, ainda parece um excelente caça de superioridade aérea, e sem nenhuma derrota em seu currículo. A nova versão poderá levar até 18 mísseis antiaéreos. O problema é o rcs. Mas os especialistas aqui dizem o seguinte. Em primeiro lugar, os gripens não ficam muito atrás desses outros aviões. Não temos recursos. Os gripens tem baixo custo operacional. Não temos um teatro muito quente por aqui. O gripen dá conta. Dinheiro curto, a prioridade é ter mais gripens além dos 36. Dizem também não existe no mundo… Read more »

JOAO PAULO
JOAO PAULO
1 ano atrás

Nossas, FOD?? Que descuido da FAB. Para os caras não voarem em protesto, é pq a coisa foi feia. E com certeza o problema não é a fragilidade do F16, mas sim a desorganização da FAB.

Maurício.
Maurício.
Reply to  JOAO PAULO
1 ano atrás

Algum outro caça teve problema de FOD ou foi só o F-16? Me desculpa a sinceridade, mas o F-16 é frágil nesse quesito, todo mundo sabe disso(alguns por questões ideológicas tentam negar) o Rinaldo comentou que lá na base venta muito, e é verdade, eu via os vídeos dos fotógrafos no Instagram e estava sempre ventando, acho que é praticamente impossível deixar a pista sempre 100% limpa para o F-16, na questão de FOD o F-16 é complicado mesmo.

Cangaceiro
Cangaceiro
Reply to  Maurício.
1 ano atrás

F-16 é bem sensível a FOD, mas ao menos 3 caças em poucos dias sognifica que faltou sim mais cuidado da FAB.
Mas sem ideologias, ou complexo de vira lata. É bola pra frente e melhorar nesse quesito na próxima vez.

Maurício.
Maurício.
Reply to  Cangaceiro
1 ano atrás

” É bola pra frente e melhorar nesse quesito na próxima vez”
Ou os americanos tragam seus F-15 e os chilenos os F-5, esses como os outros aviões do exercício cruzam por cima de tudo sem muita frescura igual o F-16.

Fernando Pereira
Fernando Pereira
1 ano atrás

Fico a pensar: se for como estão descrevendo, em uma situação de conflito com operadores de F16 basta encher a pista com porcas e parafusos e adeus F16, não voam mais? Pois não é a primeira vez que leio sobre FOD prejudicando voo de F16…

Luiz Antonio Freitas
Luiz Antonio Freitas
1 ano atrás

A essência do post foi a falta de cuidado com a pista de pouso e decolagem e também de taxiamento, o que é inadmissível ainda mais numa operação conjunta internacional realizada na Base Aérea de Natal. Quando os chilenos protestaram faltou agilidade para que fosse tomada às providências necessárias, o que posteriormente também houve protesto dos americanos com sérios prejuízos em sua aeronave, para agravar até cachorro correndo depois pela pista. Decepcionado com esta perfomance negativa da BANT nesta situação que será alvo de análise dos países participantes. Este procedimento de limpeza e varredura de pista é elementar em qualquer… Read more »

Marcos
Marcos
1 ano atrás

A galera sentando o pau na FAB sem ao menos conhecer o trabalho dela.

Publicação da FAB no twitter

https://twitter.com/portalfab/status/1067434441029509123

“#Cruzex2018
Todos os dias as equipes dos esquadrões realizam a coleta de pequenos objetos que ficam na área operacional. Esse trabalho de prevenção é muito importante para que as aeronaves possam decolar com segurança”

BILL27
BILL27
Reply to  Marcos
1 ano atrás

Cara ,quem reclamou da FAB foi a USAF e a FACH .Fica uma palavra contra a outra .Somente qem tava in loco pode falar sobre as condiçoes da pista .Claro que a FAB limpa a pista ,isso é noraml de se fazer ,mas na opinião dos operadores não foi feito a contento ,sei la .

Paulo Costa
Paulo Costa
Reply to  BILL27
1 ano atrás

Nos vídeos de partida de aeronaves,se vê uma estrada a distancia,bem movimentada,e um bairro a seguir em direção a pista,em seguida uma ferrovia,paralela a cabeceira da pista,e em um vídeo se vê um muro de tijolo de concreto com uns três metros de altura paralelo a ferrovia,muro de alvenaria é melhor do que se fosse de tela ,para segurar o particulado junto com o vento.Tem também uma guarita no muro.Em outro vídeo se vê que o muro ainda esta sendo feito aos poucos,E a vegetação ao redor da pista existe e tem uma certa altura,também ajudando na contenção de particulados.Pode… Read more »

rdx
rdx
1 ano atrás

Todo mundo sabe que o F-16 é mais sensível devido a “bocarra”. Alguns anos atrás os argentinos recusaram uma “doação” de F-16 alegando que eram inadequados para a FAA pois ventava muito nas bases argentinas gerando acúmulo de detritos nas pistas.

No tocante ao protesto, se verdadeiro, basta não convidar os envolvidos para a próxima edição. É uma atitude tão desrespeitosa que é difícil de acreditar.

Delfim
Delfim
Reply to  rdx
1 ano atrás

Convida sim. Em breve a FAB vai ter F-39 com AESA, WAD e Meteor; e E-99 modernizado com Link, e KC-390 no REVO. Será uma FAB de Primeiro Mundo, aguardando os cucarachas mymyzentos.

Cangaceiro
Cangaceiro
Reply to  rdx
1 ano atrás

O F-16 é mais sensível sim, mas 3 aviões em poucos dias é muita coisa. O episódio do cachorro também é grave,
Situação aqui é tocar a bola pra frente, não precisa se desculpar publicamente, e nem “não convidar” na próxima.
É só tomar mais cuidado em 2019, e não é por algo assim pontual que as relações e treinamentos com os Chilenos e Americanos devem se prejudicar.
Do jeito que tudo se projeta, provavelmente 2019 teremos um Cruzex maior e melhor!

Alexandro
Alexandro
1 ano atrás

A pista de Natal era boa quando era Administrado pela Infraero com constantes passagens do Limpa Pista. Saudades do Aeroporto Augusto Severo. Perto de Tudo. Depois de reformarem por cerca de 17 milhões, fizeram o Aluízio Alves, longe de tudo e de todos. Agora o grande elefante branco fica apenas de recordação do que foi um dia o Glamoroso Severo. Esse FOD foi lamentável pq Operações cata-FOD acontecem semanalmente pela SCOAM e diariamente o Bombeiro tb realiza antes do início das atividades aéreas.

rdx
rdx
1 ano atrás

Na minha opinião, o caça made in USA ideal para a FAB nunca foi o F-16 mas o F/A-18.

JT8D
JT8D
1 ano atrás

Que ridícula a fragilidade do F-16. Imagina se ele tivesse que operar de estradas, como os Gripens suecos. Eu acho que o F-35 teve a quem puxar …

JT8D
JT8D
1 ano atrás

Agora fiquei com a seguinte dúvida: o Eurofighter tem esse mesmo problema de ter que operar em pistas esterilizadas?

BILL27
BILL27
Reply to  JT8D
1 ano atrás

Não .
As entradas de ar são muito mais elevadas que a do F-16.
E se vc reparar o avião tem o nariz elevado tbm

Delfim
Delfim
1 ano atrás

Que os americanos se arvorem no direito de protestar, vá lá. São a potência mundial.
Mas os chilenos ? Ou é muita arrogância, ou puxasaquismo dos americanos, ou os dois juntos.
Por mim só faria um CRUZEX com o F-39 na FAB, dava-lhes um chá de humilhação no ar. Que se dane o tal espírito de confraternização.

Antonio Palhares
Antonio Palhares
Reply to  Delfim
1 ano atrás

Delfin.
O F16 sempre teve estes problemas no Afeganistão e Iraque. Nunca foi e jamais seria um avião para a FAB. Os Chilenos embarcaram na arrogância dos Americanos. Que não venham mais.

Wellington Góes
Wellington Góes
1 ano atrás

É, pelo visto, aquela estória (agora história, com H mesmo) de que a FAB nunca quis o Falcon, devido a sua fragilidade, ou facilidade de ingestão de detritos na pista (por causa do nosso desleixo – o que é comum no Brasil com falta de recursos), é sim verdadeira. Rsrsrsrs Quanto à nota da USAF…….. Quero ver se daqui a um tempo, com a FAB pouco se importando com ela, a USAF não voltará com os rabos entre às pernas, como já o fez com a própria CRUZEX, devido ao exitoso exercício que a FAB, os “cucarachas sul’americanos” conseguiu montar,… Read more »

JT8D
JT8D
Reply to  Wellington Góes
1 ano atrás

Falta de brio é ter refinaria tomada por boliviano e afinar

Alexandre Fontoura
Alexandre Fontoura
Reply to  JT8D
1 ano atrás

Tomada por soldados do bolivariano, “armados” com fuzis FAL com carregadores vazios de munição… o que foi ainda pior…

Wellington Góes
Wellington Góes
Reply to  JT8D
1 ano atrás

Tudo a ver. Rsrsrsrs

#SóQueNão.

Mauro Borges
Mauro Borges
Reply to  Wellington Góes
1 ano atrás

O que tem a ver FOD com alta estima? Comentário infeliz de desnorteado…

br
br
Reply to  Wellington Góes
1 ano atrás

Na verdade o nosso futuro mandatário é extremamente ingênuo, chega até a dar vergonha, por isso a cúpula militar nunca gostou dele, ainda bem que o Gen. Heleno está lá para policia-lo.

Daglian
Daglian
Reply to  br
1 ano atrás

Ingênuo é quem acha que vencedor de eleição presidencial é ingênuo…

HMS TIRELESS
HMS TIRELESS
Reply to  br
1 ano atrás

Bom mesmo era o pau mandado do detento recolhido em CWB não é!? E olha que eu não gosto do presidente eleito….

Mf
Mf
Reply to  br
1 ano atrás

A tá vai nessa… Sabe nada dos bastidores inocente

nonato
nonato
1 ano atrás

E o cachorro?
Será que foram os observadores venezuelanos que pegaram para levar e ele fugiu?
Ou será que entrou pela parte do muro que está aberta lá na linha férrea?

nonato
nonato
1 ano atrás

Panes secas?
Vai que acontece no ar…

JOSÉ AIRTON CAVALCANTI
JOSÉ AIRTON CAVALCANTI
1 ano atrás

Boa noite, alguns dos amigos saberia me dizer o motivo da retirada dos canhões dos A-4 MB que foram modernizados? A retirada de um dos 2 no F-5, nós soubemos e de certa forma, compreendemos em função da localização. Só não entendi essa dos A-4.

Maurício.
Maurício.
Reply to  JOSÉ AIRTON CAVALCANTI
1 ano atrás

José, eu tinha essa dúvida também, semana passada eu perguntei no Instagram do esquadrão se na modernização os Skyhawk tinha perdido os canhões, eles me responderam que os canhões permaneciam no mesmo lugar, só que agora não ficam mais a mostra como antes.

JOSÉ AIRTON CAVALCANTI
JOSÉ AIRTON CAVALCANTI
Reply to  Maurício.
1 ano atrás

Pois é Maurício. Esse detalhe eu só percebi hoje, vendo aas fotos do Luciano Porto no Spotter, onde ele numas das fotos, atenta para este detalhe nas últimas fotos, conforme o link:
http://www.spotter.com.br/esquadroes/vf1_falcao_03.htm

BILL27
BILL27
Reply to  JOSÉ AIRTON CAVALCANTI
1 ano atrás

SIm ,mas ele cometeu um erro .Ele disse que os canhoes foram retirados ,quando na verdade eles só ganharam um tipo de painel que se remove quando vai para uma missão vai ser empregado

Maurício.
Maurício.
1 ano atrás

Roberto, isso tudo que você falou é verdade, mas com todo o respeito, acho que não é má vontade ou ignorância culpar a aeronave como causa imediata do incidente, no exercício tinha vários tipos de aeronaves, e só o F-16 apresentou o problemas de FOD.
Não podemos negar que o F-16 requer um cuidado a mais nessa questão, nem o velho Dragonfly que é bem rente ao chão apresenta esse problema.
Na próxima, que os americanos tragam seus militares com sacolinhas plásticas e tudo se resolve.
comment image

Maurício.
Maurício.
Reply to  Maurício.
1 ano atrás

Roberto, novamente concordo com tudo que você falou, aliás você explicou muito bem cada detalhe, mas o fato é que o F-16 é sensível nesse quesito, isso é um fato incontestável também, tanto é, que só ele apresentou o problema.
Aqui o vórtice que você citou, para quem não conhece:
https://encrypted-tbn0.gstatic.com/images?q=tbn%3AANd9GcSg8PtuFJCHf6-4xHV4zA5l2OUTHKD9UhMIkT3gLJDC7qdr90LQ
Aqui no C-17
comment image

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  Maurício.
1 ano atrás

A FAB SEMPRE fez “FOD walk”, que aqui chamamos cata FOD. Cada UAE da Ala realiza uma vez por semana, tornando-se uma operação quase diária. Não há nenhuma novidade isso. Com Ten Cel, comandante de UAE, também participava.

Maurício.
Maurício.
1 ano atrás

Na questão do Mirage peruano que trincou o canopy, eu lembrei de uma reportagem da RFA onde os primeiros Mirage-2000 de Taiwan apresentavam problemas de embaçamento do canopy, a Dassault levou um certo tempo até resolver a questão.

Bardini
Bardini
1 ano atrás

Na boa… Vai dar dó de ver um Fabiano maltratando um Gripen do jeito que maltrataram esse Bicudo aí.

ODST
ODST
Reply to  Bardini
1 ano atrás

Então é melhor você parar de assistir esse tipo de vídeo, pois em todos os lugares do mundo acontecem esses “mal tratos” vez ou outra.

Mauro Borges
Mauro Borges
Reply to  Bardini
1 ano atrás

Você é piloto?

JOSÉ AIRTON CAVALCANTI
JOSÉ AIRTON CAVALCANTI
1 ano atrás

Pois é Maurício. Esse detalhe eu só percebi hoje, vendo aas fotos do Luciano Porto no Spotter, onde ele numas das fotos, atenta para este detalhe nas últimas fotos, conforme o link:
http://www.spotter.com.br/esquadroes/vf1_falcao_03.htm

JOSÉ AIRTON CAVALCANTI
JOSÉ AIRTON CAVALCANTI
Reply to  JOSÉ AIRTON CAVALCANTI
1 ano atrás

desculpem. Erro em repetir

Joker
Joker
1 ano atrás

A ala 10, antiga bant, está sendo murada, no lugar das cercas. A cidade de parnamirim engoliu o aeródromo e hoje em dia é mais comum casos como esse do cachorro.

Sobre a questão do fod, eh muito comum na aeronave em questão. Agora saber se foi apenas beicinho dos cmd das delegações ou se teve outra coisa, é campo das suposições.

nonato
nonato
Reply to  Joker
1 ano atrás

O pior é que tem parte aberta…
Nem cerca nem muro…

Rodrigo Masculino Ferreira
1 ano atrás

Na boa.. O F16 opera na Venefavela há décadas e voam muito mais que os ultra mega resistentes Flankers e tenho certeza que a infra estrutura da FAB é muito melhor que a existente na Venefavela. O que aconteceu contratempos.. Para quem não conhece Natal venta muito a ponto de disfarçar o calor da cidade.. então o cuidado nas pistas não tem que ser nem duplicado, mas quadruplicado.. Com relação ao cão acontece.. Acho muito difícil 100% da área em volta da BANT, que é gigantesca, ser cercada a ponto de impedir a entrada de um animal pequeno.

BrunoW Basillio
Reply to  Rodrigo Masculino Ferreira
1 ano atrás

“O F16 opera na Venefavela há décadas e voam muito mais que os ultra mega resistentes Flankers”
Esta equivocado..

Rodrigo Martins Ferreira
Reply to  BrunoW Basillio
1 ano atrás

Por que ? Os F16 voam na Venefavela desde os anos 80 e mesmo com embargo continuam no ar…

Ou estou equivocado tb ?

Bruno
1 ano atrás

E por uma matéria assim corremos o risco de perder a chance de Spottear em novos e eventos.

Rogerio melo
Rogerio melo
1 ano atrás

Quanto mimimis de gringos, eles não são os bambambans???? Ou só nos filmes????

Joli
Joli
1 ano atrás

“Um Mirage 2000P do Peru trincou o canopy e um F-16C da USAF teve uma pane por ingestão de FOD (Foreign object damage).”

Neste caso, o que o F-16C ingeriu foi um Foreign Object Debris.
Foreign Object Damage é o dano causado por um Foreign Object Debris.

A confusão com esse FOD é enorme. Causa e consequência com a mesma sigla é um perigo.

Ricardo Galletti
Ricardo Galletti
1 ano atrás

As duas sapatas …… Mesmo com o impacto deviam estar 50% encaixadas. Eu acredito que a partir do ano que vem possamos vislumbrar um cenário semilhante a década de 70 e 80 na FAB. Haverá mais vontade do governo que já declarou que as FAAs são estratégicas para o país e que não deve-se considersr as despesas com elas como gastos e sim investimentos. Meu sonho : – 136 Grippen – 030 Sea Grippen ( caso tenhamos 1 porta aviões ) – 015 F-35 (8 para o Atlântico) (7 para DF) – 050 Aermacchi M-346 – 180 Super Tucanos –… Read more »

Pafuncio
Pafuncio
Reply to  Ricardo Galletti
1 ano atrás

Boa pedida.

Guilherme santos
Guilherme santos
Reply to  Ricardo Galletti
1 ano atrás

Deixa eu rir do sonho utopico aqui:
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Michel Lineker
Michel Lineker
Reply to  Guilherme santos
1 ano atrás

Pra quê Apache e pra quê F-35??? Ainda mais em números tão pequenos.

br
br
Reply to  Ricardo Galletti
1 ano atrás

Quando o pessoal começa a estipular números eu já sei que vem pérola. Até hoje lembro do rapaz no naval que disse que a MD deveria ter NO MÍNIMO 30 ticonderogas.

HMS TIRELESS
HMS TIRELESS
Reply to  br
1 ano atrás

Acreditar piamente que o Su-30 é invencível, e que apenas foi derrotado em combates simulados no Red Flag por ter sido pilotado pelos “incompetentes e mercenários” indianos é uma pérola daquelas não é mesmo!?

Delfim
Delfim
1 ano atrás

Eu mesmo na esfera policial debato que, com o uso bronco que se faz dos equipamentos e armas, assim como a longevidade causada por espaçadas renovações (demorou 50 anos para o FAL ser substituído), teria mais que se usar AK-47 no BR.
Podem contar que o F-39 será um caça bem mais robusto que o F-16. E ainda existem planos de uma versão navalizada do F-39, com trem de pouso reforçado justamente para suportar os pousos em NAe. Só adotar o trem de pouso naval e dormir sossegado com os catrapos.

Paulo Cesar Gonçalves
1 ano atrás

Como assim? “um F-16C da USAF teve uma pane por ingestão de FOD (Foreign Object Debris). O problema causou a perda de uma turbina e sérios danos em OUTRA”

Rommelqe
Rommelqe
1 ano atrás

Quero PARABENIZAR a FAB pelo excelente e exitoso exercicio. Em determinado momento havia 59 aeronaves em voo, a maioria decolando e pousando em Natal, o que por si so ja impediria ate o acesso de veiculos e pessoal visando varrer a pista. Sugiro ate avaliar os dados existentes e verificar quando os f16 tiveram danos causados por detritos succionados, pois certamente, nos instantes anteriores a esses incidentes havia outras decolagens/pousos em curso, o pessoal de segurança em terra posicionados em viaturas em prontidao para combate a eventuais incendiis e assim por diante. Os aviadores americanos sao excelentes, seus avioes expetaculares,… Read more »

Nilton L Junior
Nilton L Junior
1 ano atrás

Não se pode condenar o evento por conta desses contra tempos, esses acontecimentos devem ser visto como episódios a ser superados.