Home Aviação de Transporte China desenvolve variante do cargueiro Y-20 para reabastecimento em voo

China desenvolve variante do cargueiro Y-20 para reabastecimento em voo

3381
27
Cargueiro militar Y-20
Cargueiro militar Y-20

A China está modificando sua aeronave de transporte estratégico Y-20 para assumir novas missões, como o reabastecimento aéreo, disse um informante militar.

Uma variante de avião-tanque do Y-20 está agora em desenvolvimento, disse o especialista que está familiarizado com o assunto, no domingo, sob condição de anonimato.

Várias reportagens na semana passada afirmaram ter encontrado um protótipo para uma versão de reabastecimento aéreo do Y-20 em uma foto de satélite comercial no Aeroporto Yanliang em Xi’an, capital da província de Shaanxi, no noroeste da China.

A China precisa urgentemente de um avião-tanque de reabastecimento aéreo que tenha uma capacidade maior de combustível do que o HU-6, um avião-tanque desenvolvido a partir do bombardeiro H-6, para que sua força aérea se torne estratégica, disse o especialista, observando que o reabastecimento em voo permite que um jato de combate voe muito mais longe sem aterrissar e alcance alvos mais distantes.

O J-20, o jato de combate furtivo mais avançado da China, é capaz de receber combustível em voo, informou a Televisão Central da China (CCTV) no início deste mês.

Embora a China também opere alguns aviões-tanque russos II-78, que são muito maiores do que o HU-6, a Rússia relutou em vender mais a um preço razoável, levando a China a decidir desenvolver seu próprio grande reabastecedor, disse o especialista.

O Y-20, da China, é uma aeronave de transporte de grande porte de 200 toneladas, fabricada nacionalmente e tem tamanho similar ao da aeronave de transporte Il-76, da Rússia, na qual a Il-78 é baseada, disse ele.

A aeronave iniciou os serviços na Força Aérea do Exército de Libertação Popular em 2016, segundo a agência de notícias Xinhua.

O fato de que o Y-20 é construído internamente significa que os desenvolvedores chineses podem tornar as alterações relativamente fáceis e transformá-lo em uma plataforma para desenvolver mais variantes, disse o especialista.

A China tem experiência em fazer variantes de aeronaves de transporte no passado, informaram os relatórios.

A China modificou a aeronave de transporte Y-9 para um avião de alerta, patrulha e aviões antissubmarino, de acordo com uma reportagem da CCTV no sábado.

O especialista observou que também é possível que a China possa fabricar mais variantes do Y-20, observando que uma aeronave de alerta antecipado pode ser a mais viável, dado o tamanho e a autonomia do Y-20.

Concepção do Y-20 reabastecendo um caça J-31
Concepção do Y-20 reabastecendo um caça J-31

FONTE: Global Times

Subscribe
Notify of
guest
27 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Antoniokings
Antoniokings
1 ano atrás

É um desenvolvimento natural para os novos objetivos/desafios da China.
Parabéns.

Nilton L Junior
Nilton L Junior
1 ano atrás

Os Chineses só não foram a lua, ainda.

Marcelo
Marcelo
Reply to  Nilton L Junior
1 ano atrás

Já mandaram um robô.

Walfrido Strobel
Walfrido Strobel
Reply to  Nilton L Junior
1 ano atrás

Para que? Para trazer um punhado de pedras?

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Walfrido Strobel
1 ano atrás

Walfrido nós fizemos mais mandamos para o espaço uma plataforma e um programa, sei que não és dos ignóbeis, colocar um robô na lua para coletar pedras não deve ser um feito tecnólogico corriqueiro.

Humberto
Humberto
1 ano atrás

Uma dúvida,
Por que os Chineses modificam um avião de transporte como reabastecedor? Os Americanos e Europeus utilizam (alguns muito alterado) células de aviões civis que são mais em conta de operar que os de transporte. Sei que existe o COMAC, de repente.
Abraços
Humberto

Clésio Luiz
Clésio Luiz
Reply to  Humberto
1 ano atrás

Falta de um airliner do porte de um 767. Se não me engano, o maior jato civil é do tamanho de um EMB-190. Como o Y-20 é a única aeronave de grande porte que eles fabricam, o jeito é apelar para ela.

Humberto
Humberto
Reply to  Clésio Luiz
1 ano atrás

Ótima explicação.
Obrigado

Walfrido Strobel
Walfrido Strobel
Reply to  Humberto
1 ano atrás

O KC-130 é um reabastecedor aseado no avião de transporte C-130, é questão de opção.
A URSS que fabricava vários aviões de transporte comercial optou pelo IL-76 de tranporte de carga para reabastecedor.

Luiz Antonio
Luiz Antonio
1 ano atrás

Mais um alvo para os meios ocidentais disponíveis e para os ainda não divulgados.

BMIKE
BMIKE
Reply to  Luiz Antonio
1 ano atrás

Kkkk…. É isso aí, um elefante grande e um tijolo voador (como da última foto) aparecem como novidades para um belo Abate!

Walfrido Strobel
Walfrido Strobel
Reply to  BMIKE
1 ano atrás

Reabastecedores não transitam pela zona de combate para serem facilmente abatidos, se fosse assim o que seria dos KC-135 e outros mundo afora.

jota ká
jota ká
Reply to  Walfrido Strobel
1 ano atrás

Mas, na visão destes “ispecialistas”, os reabastecedores chineses voarão pela zona de combate para serem abatidos. Isto porque os chineses são burros e não sabem o que fazem.
🙂

Clésio Luiz
Clésio Luiz
1 ano atrás

O sujeito que fez o photoshop da última imagem viajou na maionese…

Migbarsan
Reply to  Clésio Luiz
1 ano atrás

Concordo, fantástica a viagem, talvez sejam os votos do cara por um mundo melhor!! hehehe.

BILL27
BILL27
Reply to  Clésio Luiz
1 ano atrás

Cara não entendi …Viajou pq ? Vc ta achando que o caça na ilustração é um F -35 ?

Migbarsan
Reply to  BILL27
1 ano atrás

Olá Bill27.
Um monte de coisas, desde a rampa traseira com vigia/posto de observação do KC-135, até o sistema boom americano de abastecimento (KC-135), o avião parecidíssimo com o f-35 (profundores na traseira, sem canards, diferente do Chines J-20, veja o link),.. que viagem,.. acho que só o Boom já bastaria. Devem estar desenvolvendo um sistema igual pra eles.

comment image

Saudações.

BILL27
BILL27
Reply to  Migbarsan
1 ano atrás

È uma concepção artistica de algo factivel ,então não existe viagem .O J 31 ja existe ,o fly boom tbm já é adotada em outras aeronaves não americanas .
NA minha visão viagem seria se fizessem uma ilustração de algo quase impossovel de ser concretizado ,o que não é o caso .Abs

Delfim
Delfim
1 ano atrás

Não é para REVO no entorno do Mar da China que tal aeronave está sendo projetada, e sim para o Pacífico.
Os chineses já estão pensando para o conflito além de seus vizinhos.
O tempo urge.

Paddy Mayne
Paddy Mayne
1 ano atrás

Deixem-me fazer uma pergunta off-topic: por que todos os aviões de transporte de grande porte apresentam cauda em T?

Marcelo
Marcelo
Reply to  Paddy Mayne
1 ano atrás

O Hércules não possui, mas de maneira geral, a cauda em T permite que em solo os arredores da traseira da aeronave, aonde está a rampa de carga, fique mais livre para a movimentação destas.

Luiz Floriano Alves
1 ano atrás

Paddy Mayne
A cauda em T permite que a empenagem fique fora da turbulência gerada nas asas, quando a aeronave assume elevados ângulos de ataque. Acho…Abço.

Overandout
Overandout
Reply to  Luiz Floriano Alves
1 ano atrás

Na verdade, a cauda em T é a menos indicada para isso que você mencionou, em altos ângulos de ataque o profundo fica diretamente na sombra aerodinâmica das asas, causando o que se chama “deep stall”.

Os motivos para se adotar essa configuração são, assim como o Marcelo disse, possibilitar a maior movimentação em torno da aeronave, assim como resultar numa configuração aerodinâmica mais “limpa” perto da traseira da aeronave, por onde saltam os paraquedistas e realizam airdrops.

Migbarsan
1 ano atrás

Olá Bill27.
Um monte de coisas, desde a rampa traseira com vigia/posto de observação do KC-135, até o sistema boom americano de abastecimento (KC-135), o avião parecidíssimo com o f-35 (profundores na traseira, sem canards, diferente do Chines J-20, veja o link),.. que viagem,.. acho que só o Boom já bastaria. Devem estar desenvolvendo um sistema igual pra eles.

comment image

Saudações.

Walfrido Strobel
Walfrido Strobel
1 ano atrás

Dois vídeos mostrando duas tecnologias para reabastecimento flying boom.
.
Este é o sistema antigo usado no KC-135 onde o operador da sonda desce ao porão através de uma escada no fim do avião e opera manualmente a sonda vento a operação através de uma janela traseira.
KC-135 https://m.youtube.com/watch?v=uDTAjn5eYfk
.
Este é o sistema modetno operado através de cameras e visor 3D.
KC-767 https://m.youtube.com/watch?v=xPxAdlRAjns

paddy mayne
paddy mayne
1 ano atrás

Obrigado a todos que me responderam.

Rene Dos Reis
1 ano atrás

bichão bonito!