Home Aviação de Caça Tu-154M iraniano com F-5 espetado na cauda

Tu-154M iraniano com F-5 espetado na cauda

12918
38
Assento é ejetado da cabine de um F-5 anexado à cauda de um Tu-154M iraniano
Assento é ejetado da cabine de um F-5 anexado à cauda de um Tu-154M iraniano

A IAMI (Iran Aircraft Manufacturing Industries) converteu um dos jatos aposentados Tu-154M da Iran Air Tours em uma aeronave de testes.

A seção frontal de um RF-5A foi anexada ao estabilizador vertical do avião, para fornecer algumas condições reais para testar assentos ejetados iranianos.

O IAMI também planejou equipar o avião com um pilone montado sob sua fuselagem para transportar os futuros UAVs iranianos em seus testes aerodinâmicos de condição real.

Subscribe
Notify of
guest
38 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Renato
Renato
2 anos atrás

Que bom… um dia poderemos comprar assentos ejetáveis dos iranianos.

Ricardo Bigliazzi
Reply to  Renato
2 anos atrás

Na boa, ainda venderemos os nossos “Mikes” para Eles.

Os nossos aviões quarentões são muito melhores dos que essas traquitanas iranianas.

Baschera
Baschera
Reply to  Ricardo Bigliazzi
2 anos atrás

Para “vender” um rebite ou todos os Tiger…vc precisa da autorização do país fabricante. Inclusive do Congresso.

Sds.

Kemen
Kemen
Reply to  Ricardo Bigliazzi
2 anos atrás

Vender para o Iran? B. não aprovaria e o D.T. ficaria de cabelo em pé.

Cavalo-do-Cão
Cavalo-do-Cão
2 anos atrás

Bem engenhoso/criativo….

737-800RJ
737-800RJ
2 anos atrás

Eu pagaria o preço de 5 passagens aéreas só pra poder ir dentro desse F-5 acoplado no estabilizador vertical num voo SDU-CGH!
AHAHAHAHAHAHAHA
Deve ser demais!

pangloss
pangloss
Reply to  737-800RJ
2 anos atrás

Nao deixe atrasar as mensalidades do seguro de vida, nem do seguro-funeral (este, para o caso de sobrar alguma coisa do corpo).

Br
Br
Reply to  737-800RJ
2 anos atrás

Já eu não subo ali nem que minha vida dependesse disso.

Thiago Telles
Thiago Telles
2 anos atrás

Jesus…. Q coisa esquisita.

Cavalo-do-Cão
Cavalo-do-Cão
2 anos atrás

E assim, nasce uma nova classe nas viagens de avião comercial…a econômica, a executiva, a VIP e agora a “radical”…para os que gostam de adrenalina….

Marcelo Bardo
Reply to  Cavalo-do-Cão
2 anos atrás

haihaiuhauihaiuahaiuhaiua, melhor comentário!

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Cavalo-do-Cão
2 anos atrás

kkkkkkkk
Perfeito!

Cavalo-do-Cão
Cavalo-do-Cão
2 anos atrás

Eu confesso que tenho uma queda especial pela a aviação de caça soviética…especificamente da guerra fria….com relação aos outros países citados por vc eu apenas admiro a autodeterminação deles em construir uma nação forte, independente e soberana… mesmo que a passos “toscos”…

Delfim
Delfim
2 anos atrás

Mas que po**@ é essa ?

Fawcett
Fawcett
2 anos atrás

Esta aberração foi apresentada ao mundo em 2012. Resta saber se ainda está na ativa. Seja como for os iranianos são muito engenhosos e procuram desenvolver sua indústria de defesa aos trancos e barrancos. Isso é consequência da guerra Irã Iraque, na qual eles lutaram com pouco apoio externo, enquando os iraquianos recebiam lotes e mais lotes de armamentos ocidentais e soviéticos.

Leandro Costa
Leandro Costa
2 anos atrás

É, quem não tem cão, caça com gato. Mas me pergunto se eles não tinham alguma biboca velha com assentos em tandem que pudessem modificar para fazerem o teste de ejeção à partir do assento traseiro, como já foi feito antes por aí.

Top Gun Sea
Top Gun Sea
2 anos atrás

Que interessante! Um híbrido! Algo diferente e inovador embora um drone poderia fazer o teste de injeção de assento. Acho que eles estão querendo testar algo a mais além de um assento injetor, talvez um canhão de laser na estrutura do F5. Quem sabe os americanos iram colocar a frente de um F35 no estabilizador vertical do Air Force One!

Fabio Mayer
Fabio Mayer
2 anos atrás

É vocês customizando seus fuscas velhos. ..

Guizmo
Guizmo
2 anos atrás

Deixa ver se eu entendi. Tem um ser humano dentro daquela cabine, que voa dessa forma periclitante e ainda, propositadamente, aciona o assento ejetor durante o voo?

Dr.Telêmaco
Dr.Telêmaco
Reply to  Guizmo
2 anos atrás

Na verdade, imagino que o melhor momento para o coitado que vai ali é o momento de acionar o assento ejetor. Desde o momento em que entra naquela cabine ele aguarda ansiosamente esse momento rsrsrs

Guizmo
Guizmo
Reply to  Dr.Telêmaco
2 anos atrás

kkkkkkkkk, verdade……

Negrão
Negrão
2 anos atrás

Senhores,

Mudando de assunto, daria para fazer uma matéria atualizando o Programa OA-X?

Observador
Observador
2 anos atrás

Vc quer ser piloto de jato, certo?

Vc não tem grana e nem talento para isso, certo?

Seus problemas ACABARAM!!!

Venha já para o:

F-5 real mega plus blaster radical espetator simulator tabajara!!

Ligue dhjáaaaa! (0800espetatoraviator)

Agora, sério, que baita criatividade dos caras, as noções de radicalidade tem que ser revistas.

Abs

Dr.Telêmaco
Dr.Telêmaco
Reply to  Observador
2 anos atrás

hahahahaha muito boa 🙂

Tomcat4.0
Tomcat4.0
Reply to  Observador
2 anos atrás

Saudosas Organizações Tabajara !!! Kkkkkk

Fred
Fred
2 anos atrás

Faz-se com que se tem. Bravo.

Observador
Observador
2 anos atrás

O cara que subir e “voar” nisto, olha, meus parabéns ao amigo, “bolas de aço” o cara merece uma menção honrosa na calçada da fama dos maiores machos de todos os tempos.

Marcos Francio
Marcos Francio
Reply to  Observador
2 anos atrás

Um piloto iraniano testando uma aeronave Tucano aqui no Brasil recebeu ordens de ejetar, para ver se o assento ejetor funcionava mesmo. E o piloto se ejetou.
Fico imaginando o desespero do instrutor.

Hawk
Hawk
2 anos atrás

Cavalo-do-Cão 18 de novembro de 2018 at 23:14
Doeu o peito de tanto rir….. KKKKK….
Melhor comentário até agora!

Leandro Costa
Leandro Costa
2 anos atrás

Alguém aí já viu o Gloster Meteor modificado com um ‘prone’ cockpit extra no nariz para testar esse tipo de configuração? Soluções estranhas como essa não são exclusivas dos iranianos 😉

Sergio Peixoto
2 anos atrás

Sensacional a criatividade dos engenheiros Iranianos….Fazendo muito com pouco….

Wagner
Wagner
2 anos atrás

Novo caça iraniano! Com alcance e carga útil para varrer Israel do mapa!

Luiz Cláudio
2 anos atrás

cara se eu fosse Israel agora nem dormiria ..pensa no perigo ..se tá dormindo e acorda com um piloto e sua cadeira te acertando durante o sono ,,,,, gente vcs esqueceram o detalhe…. o teste é pra poltrona ejetável …. além do risco ..a porcaria do para quedas pode não abrir …que inferno …kkkkk

Gavião real
Gavião real
2 anos atrás

O irã mais uma vez supera e mostra que uma tecnologia pode ser desenvolvida sem ser politicamente correto !!

Flanker
Flanker
2 anos atrás

Vocês tão brincando quando dizem que pensam, ou acreditam, que tem um piloto (uma pessoa de verdade) no assento ejetor em um teste desses, não é mesmo?? Nesses testes, são usados manequins/bonecos que simulam a forma e peso de um piloto. Em uma comparação simplória, é como os bonecos usados em crash-tests da indústeia automobilística. Não vai uma pessoa de verdade lá! Ainda mais numa traquitana dessas! Bem, isso serve para os países “normais”…..já para o Irã eu não divido nada….ainda mais se disserem para o sujeito que ele vai para o paraíso encontrar com as virgens prometidas….

Marcelo Andrade
Marcelo Andrade
2 anos atrás

eles usam dissidentes iranianos presos para testar o assento ejetável!!!

Mas, sem brincadeira, eu adoro esse avião TU-154! Sei que eles caem igual moscas mas o bicho é lindo!!!

paulo cesar
paulo cesar
2 anos atrás

essas tosquices podem surpreender, mas não são as únicas. o japão, por exemplo, fez muita coisa parecida nos anos 30, para desenvolver sua força aérea, estando sob boicote americano.

apesar das piadas, caminham por meios próprios. e os resultados obtidos, se pífios, não os desanimam. ao menos fazem mais que nós, que levamos quase 20 no desenvolvimento de um foguete anticarro, mísseis antinavio, “antiavião” e um submarino nuclear de 30 anos, com concepção totalmente defasada pro sec 21.

sem desmerecer o esforço de nossa gente, que tira leite de pedra, os iranianos tem gênese similar, embora com fins mada gloriosos.