Home Aviação Comercial Helvetic Airways assina pedido firme para 12 jatos E190-E2

Helvetic Airways assina pedido firme para 12 jatos E190-E2

2562
21

Zurique, Suíça, 26 de setembro de 2018 – A Embraer e a Helvetic Airways assinaram um contrato para um pedido firme para 12 jatos E190-E2. O acordo foi anunciado no Farnborough Airshow, em julho, como uma Carta de Intenção.

A encomenda tem valor de USD 730 milhões, com base nos atuais preços de lista, e será incluído na carteira de pedidos firmes (backlog) da Embraer do terceiro trimestre de 2018.

O contrato inclui também direitos de compra para outras 12 aeronaves E190-E2, com direitos de conversão para o modelo E195-E2, elevando o potencial da encomenda para até 24 aeronaves. Com todos os diretos de compra sendo exercidos, o acordo tem valor estimado em mais de USD 1,5 bilhão, pelos atuais preços de lista.

O anúncio foi feito pelas duas empresas durante a estreia em Zurique do E190-E2, a aeronave mais eficiente e silenciosa de corredor único do mundo, como parte de sua turnê europeia e da Comunidade de Estados Independentes (CEI).

As primeiras 12 aeronaves E190-E2 começarão a substituir os cinco Fokker 100 e os sete E190 da Embraer, em um período entre o final de 2019 e 2021. Os direitos de compra para as 12 aeronaves adicionais (E190-E2 ou E195-E2) permitirão à Helvetic Airways crescer de acordo com oportunidades de mercado.

A Embraer é líder mundial na fabricação de jatos comerciais com até 150 assentos. A companhia conta com 100 clientes em todo o mundo operando os jatos das famílias ERJ e E-Jets. Apenas para o programa de E-Jets, a Embraer registrou mais de 1.800 pedidos firmes e 1.400 entregas, redefinindo o conceito tradicional de aeronaves regionais.

Sobre a Helvetic Airways

A Helvetic Airways AG opera sete aeronaves E190 e cinco Fokker 100. Quatro aeronaves E190 estão há um longo período a serviço da Swiss International Air Lines como parte de uma parceria da ACMI (Aeronave, tripulação, manutenção e segurados, no termo em inglês). A Helvetic Airways usa a aeronave remanescente para voos da ACMI e seus próprios negócios programados e fretados. A Helvetic Airways também gerencia uma instalação de manutenção no aeroporto de Zurique (EASA Parte 145). Atualmente, a empresa possui 440 funcionários.

A Helvetic Airways tem trabalhado em estreita cooperação com a Horizon Swiss Flight Academy Ltd., Kloten, Suíça (www.horizon-sfa.ch), desde abril de 2008. Ambas as companhias fazem parte do Grupo Helvetic Airways, Freienbach, na Suíça.

Sobre a Embraer

Empresa global com sede no Brasil, a Embraer atua nos segmentos de Aviação Comercial, Aviação Executiva, Defesa & Segurança e Aviação Agrícola. A empresa projeta, desenvolve, fabrica e comercializa aeronaves e sistemas, além de fornecer suporte e serviços de pós-venda.

Desde que foi fundada, em 1969, a Embraer já entregou mais de 8 mil aeronaves. Em média, a cada 10 segundos uma aeronave fabricada pela Embraer decola de algum lugar do mundo, transportando anualmente mais de 145 milhões de passageiros.

A Embraer é líder na fabricação de jatos comerciais de até 150 assentos e a principal exportadora de bens de alto valor agregado do Brasil. A empresa mantém unidades industriais, escritórios, centros de serviço e de distribuição de peças, entre outras atividades, nas Américas, África, Ásia e Europa.

DIVULGAÇÃO: Embraer

21
Deixe um comentário

avatar
8 Comment threads
13 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
13 Comment authors
SANTANAEduFernando EMBMarcos10EduardoSP Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Marcelo Bardo
Visitante

Embraer sobrevive muito bem sozinha.

fernandoEMB
Visitante
fernandoEMB

Não é bem assim não. Infelizmente.

Wellington Góes
Visitante
Wellington Góes

Então conte mais, por favor!

Seção 7
Visitante
Seção 7

Então Fernando, conte mais. Também quero saber!

Fernando EMB
Visitante
Fernando EMB

Basta olhar com um pouco de atenção para o mercado de aviação que vocês entenderão. Não é preciso que eu explique algo que é óbvio.
Olhem as notícias (as sérias)… Olhem os movimentos do mercado… analisem os balanços…

SANTANA
Visitante
SANTANA

Acho que tem razao infelizmente,é um caminho inevitavel ditado pelo mercado,a Embraer poderia continuar sozinha e muito bem se o mercado nao desse era virada,o E-2 e fenomenal..nao tem concorrentes a altura, e so quem é de la de dentro(como vc eu acho) sabe que a Embraer nao vai se da tao mal quanto pensam…

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

Muito bom, que venham mais ….

Carlos Miguez - BH
Visitante
Carlos Miguez - BH

Fico imaginando: 1) qual terá sido a comissão acertada ??; 2) quem(s) vai receber ??; 3) se o candidato “A” ganhar cancela tudo por medo de serem presos depois ??; 4) se for o candidato “B” então continua, mas vai ter que “rachar” a comissão ??. É um comentário grosseiro ??? Realmente é !!!! É infundado ??? Para mim não !!!! Mas em qualquer coisa que envolva política, tudo é possível. Curiosamente lembrei- me, agora, da “máxima” aeronáutica para quem estava começando a voar nos anos 50, e até nos dias de hoje: “Dentro da nuvem tem morro”. Então dentro… Read more »

fernandoEMB
Visitante
fernandoEMB

O fato aqui não tem nada a ver com isso… O que se está discutindo é… O acordo é necessário? Na minha opinião é sim, e muito.

Stene Nilton
Visitante
Stene Nilton

É bom que se entenda que o “tsunami” do acordo entre Bombardier e AirBus ainda demora pra chegar, mas quando chegar, não vai sobrar muita coisa da Embraer não… O impacto é a médio prazo. Daí a necessidade do acordo com a Boing. É bom já ir se acostumando com o acordo, porque senão… A coisa vai ficar muito feia.

Alisson Mariano
Visitante
Alisson Mariano

*No caso Airbus/Bombardier, a Airbus vai ficar com 50,01%, Bombardier com 31% e o Fundo de Investimentos de Quebec com 19%. *O conselho de administração terá 4 diretores indicados pela Airbus, 2 pela Bombardier e 1 pelo fundo de investimentos de Quebec. *Há garantias de manutenção de empregos no Canadá e no Reino Unido. *A Bombardier possui atuação diversificada (projeta e fabrica trens) _________ * No caso Boeing/Embraer, a Boeing vai ficar com 80% das ações e a Embraer com apenas 20%. *A Embraer e o Governo Brasileiro (detentor da Golden Share na Embraer) não terão direito à voto, apenas… Read more »

Stene Nilton
Visitante
Stene Nilton

Alisson, esta é uma outra questão, que precisa ser bem calibrada. Mas que o acordo se faz necessário, com certeza. Eu não sou entendido no assunto, nem um pouco, mas o pouco que eu sei é “bola, bu ou búlica”, que no popular de jogo de bolinhas é ou acerta ou perde tudo. A Embraer vai quebrar de qualquer jeito se não houver acordo. Concordo com você que o acordo, nos termos propostos, é péssimo… Mas…

Marcos10
Visitante
Marcos10

50% por US$ 1.

Edu
Visitante
Edu

Faltou falar que a Bombardier faliu após o programa C-Series, diferentemente da Embraer, que tem mais de 2 mil e-jets vendidos, incluindo os E2. É só fabricar e entregar, e continuar vendendo ao londo dos próximos anos.

Mauricio R.
Visitante

O negócio Airbus X Bombardier é restrito ao ex-C Series, atual A-220, os CRJ permanecem com a Bombardier.

EduardoSP
Visitante
EduardoSP

Sim, a Bombardier continua existindo como fabricante independente de aviões comerciais e executivos. Além do CRJ tem o Q400.

fernandoEMB
Visitante
fernandoEMB

E já considera se livrar também do CRJ e Q400. Depois do CSeries passar para a Airbus por quase nada.

Mauricio R.
Visitante

Não parece, acabam de entregar o 1º Q-400 de 90 passageiros e pretendem instalar a cabine Atmosphére nos CRJ.
Inclusive exibiram um CRJ-900 já equipado com as nova cabine, em Farnborough.
Nas cores da Delta Air Lines.

Wellington Góes
Visitante
Wellington Góes

E esta informação é baseada em…..?!?!

fernandoEMB
Visitante
fernandoEMB

Bem. Tem muita coisa que ainda não pode ser dita… E muita coisa ainda a ser definida.
Alisson tem coisas no seu comentário que não são bem assim. Mas vamos deixar o tempo dizer.
Esse acordo com a Boeing pode ser muito melhor que o da Airbus-Bombardier. Por enquanto é como dizer que é melhor a pressão alta do que uma gripe… Porque o primeiro não tem sintomas.

Marcos10
Visitante
Marcos10

Vendeu os aviões por quanto?
Qual a margem de retorno?