Home Aviação de Ataque F-35: piloto de caça turco realiza primeiro voo nos EUA

F-35: piloto de caça turco realiza primeiro voo nos EUA

3823
11

Um piloto de caça turco realizou o primeiro voo nos Estados Unidos com um dos novos jatos F-35 da Turquia em 28 de agosto, informaram as Forças Armadas da Turquia em um comunicado divulgado no mesmo dia.

No início de julho, o Pentágono informou que pilotos e pessoal de manutenção da Turquia estavam sendo treinados no jato de combate F-35, no estado do Arizona.

No final de junho, a Turquia recebeu seu primeiro jato de combate F-35 em uma cerimônia em Forth Worth, no Texas.

A Turquia e os EUA estiveram recentemente debatendo a compra de sistemas de mísseis russos S-400 e a detenção do pastor americano Andrew Brunson.

A administração Trump decidiu adiar a entrega do avião de combate à Turquia, citando o caso do pastor e depois a compra dos mísseis russos.

No início de agosto, o presidente dos EUA, Donald Trump, aprovou uma lei orçamentária de defesa que adiava a entrega de jatos F-35 Joint Strike Fighter à Turquia. Uma emenda à Lei de Autorização de Defesa Nacional (NDAA), rapidamente aprovada pelo Congresso, proíbe as vendas do F-35 para a Turquia até que o Pentágono emita um relatório sobre as relações turco-americanas em 90 dias.

Ainda assim, o Escritório do Programa Conjunto F-35 anunciou em 16 de agosto que continuaria a executar os planos atuais do programa com todos os parceiros, incluindo a Turquia, e a obedecer a quaisquer diretrizes políticas futuras.

A Turquia está no programa F-35 desde 1999, e a indústria de defesa turca assumiu um papel ativo na produção de aeronaves e investiu US$ 1,25 bilhão no desenvolvimento da aeronave. A Alp Aviation, a AYESAŞ, a Kale Aviation, a Kale Pratt & Whitney e a Turkish Aerospace Industries (TAI) produzem peças para o caça F-35. A AYESAŞ também é o único fornecedor de dois componentes principais do avião.

A Turquia planeja comprar 100 caças F-35 nos próximos anos. Das 100 aeronaves, 30 foram aprovadas. O país recebeu seu primeiro jato de combate F-35 em uma cerimônia em Fort Worth, Texas, no dia 21 de junho. O primeiro F-35 entregue também é o primeiro jato de caça de quinta geração a entrar no inventário do Comando da Força Aérea Turca.

FONTE: Daily Sabah

11
Deixe um comentário

avatar
7 Comment threads
4 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
10 Comment authors
CoutinhoWalfrido StrobelAndrénonatoSeção 7 Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Willber Rodrigues
Visitante
Willber Rodrigues

“O país recebeu seu primeiro jato de combate F-35 em uma cerimônia em Fort Worth, Texas, no dia 21 de junho.´´
Desculpe, não entendí. A Turquia “recebeu´´ os F-35, mas os F-35 continuam nos EUA, e ainda não voaram pra Turquia? A LM ainda vai fabricar o F-35 pra Turquia, mesmo coma suspensão da venda dos EUA, ou a produção pra eles também será interrompida?

Maurício.
Visitante
Maurício.

É isso mesmo Willber, os aviões ainda estão nos EUA, já se será entregue para a Turquia eu não sei, na verdade não sei se a Turquia é um aliado americano de confiança, o governo americano deve estar enfrentando um verdadeiro dilema nesse caso, isso envolve muito mais que apenas F-35 e S-400, envolve toda uma questão geopolítica.

Humberto
Visitante
Humberto

Willber, complementando o Maurício,
Todos os países que já receberam o caça, estão nesta situação, pois todo o treinamento inicial (via simuladores) assim como a familiarização do caça está sendo feito nos EUA. Somente depois desta fase que o caças são enviados para os seus países.
Só o futuro vai dizer como o programa do F-35 turco irá continuar.
O pessoal turco nos EUA, devem estar em uma saia justa.

Maurício.
Visitante
Maurício.

Pior Humberto, eu nem pensei nos turcos que estão nos EUA, devem estar numa saia justa mesmo, já pensou esse piloto, coitado vai treinar no F-35 mas pode acabar indo mesmo de Su-35(não que o Su-35 não seja uma excelente aeronave mas sabemos que não passa de um Su-27 refinado).

Walfrido Strobel
Visitante
Walfrido Strobel

Se voar Su-35 vai ser conhecendo todo o pacote de voo do F-35, uma vantagem que os outros não tem.

Delfim
Visitante
Delfim

Quem tem os estreitos de Bósforo e Dardanelos pode se dar ao luxo de fazer doce.

Rui Chapéu
Visitante
Rui Chapéu

Esse ai é o cara que faz o test-drive , fica todo felizão ai a BV não financia o carro pra ele.

Vai ficar só no desejo pelo jeito!

Seção 7
Visitante
Seção 7

A transferência do caça F-35 de quinta geração da Turquia é uma questão política. Isto já foi afirmado pelo General James Holmes da Força Aérea dos EUA.

“Eu lhe direi que esta é uma questão política que será decidida na Casa Branca e depois no Congresso, e não no Comando da Força Aérea. Então, teremos apenas que esperar e ver que decisão eles tomarão “, disse ele dias atrás.

Os pilotos e técnicos da Turquia serão treinados até novembro de 2019. Se, o contrato assinado for “honrado,” Ancara deve receber 100 caças F-35.

nonato
Visitante
nonato

O pessoal do lado de lá fala mal do F35.
Alguns países não pretendem comprar novos lotes.
Então por que a Turquia insiste em comprar?
Já que dizem que o caça é tão ruim…

André
Visitante

Se realmente não der certo e a Turquia for de su57, e encomendar os mesmos 30 aviões no lote inicial, o número de pedidos do su57 já vai ser multiplicado por 3…vai ser um grande impulso para a sukoi.

Coutinho
Visitante
Coutinho

Eu gostaria realmente de saber de onde tiraram que a Turquia poderá adquirir caças SU-57.