Home Aviação de Ataque Lockheed oferece jato híbrido de F-22/F-35 à USAF

Lockheed oferece jato híbrido de F-22/F-35 à USAF

8121
68
F-22 e F-35

Com o corpo de Raptor e o cérebro do JSF, o novo jato teria como objetivo responder às ameaças russas e chinesas da próxima década

A Lockheed Martin está oferecendo discretamente à Força Aérea dos EUA, uma nova variante do F-22 Raptor, equipada com a aviônica de missão mais moderna do F-35 e algumas mudanças estruturais, informou o site americano Defense One.

Essa é uma das várias opções que estão sendo oferecidas para os militares e aliados dos EUA, enquanto a Lockheed explora como poderá atualizar seus jatos de combate para conter as ameaças russas e chinesas previstas pelas autoridades militares na próxima década, segundo pessoas com conhecimento direto do planejamento.

“Estão construindo uma aeronave híbrida”, David Deptula, um tenente-general aposentado da Força Aérea que agora é reitor do Instituto Mitchell de Estudos Aeroespaciais. “Não é um F-22. Não é um F-35. É uma combinação disso. Isso pode ser feito muito mais rapidamente do que a introdução de um novo design”.

A nova variante – similar a que a Lockheed está oferecendo para o Japão – incorporaria o sistema de missão mais moderno do F-35 e “outros avanços nos revestimentos stealth e coisas dessa natureza”, segundo uma pessoa familiarizada com a proposta.

“Há muito potencial nessa ideia”, disse Deptula. “Eu não estou sugerindo que iremos direto ao ponto e aceitemos isso, mas da perspectiva japonesa, quando eles estão buscando e dispostos a investir nesse tipo de alternativa, em vez de tentar construir uma aeronave autóctone que não vai conseguir chegar perto do que um F-22 já pode oferecer. É uma jogada inteligente em nome deles.”

Um porta-voz da Lockheed se recusou a comentar sobre o projeto.

A proposta tem ecos da evolução dos anos 90 do F/A-18 Hornet no Super Hornet. Oferecido como um projeto de baixo risco, o F/A-18E/F acabou por exigir um redesenho de quase todas as partes externas. A nova asa provou ser inicialmente problemática, mas o design acabou sendo bem sucedido.

68
Deixe um comentário

avatar
38 Comment threads
30 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
38 Comment authors
Pedro RochaEdcarlosPrudenteMunhozTopolDelfim Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Thiago Telles
Visitante
Thiago Telles

Demorou o óbvio!!! Até q enfim

Wellington Góes
Visitante
Wellington Góes

Concordo, demoraram para oferecer o óbvio.

Pedro Rocha
Visitante
Pedro Rocha

Olá senhores! Vai ser o F-57, não resisti (rs)

Antonio
Visitante
Antonio

Isso é serio?

Flamenguista
Visitante
Flamenguista

Caravan com motor da S10….. Poderia jurar que algum dos nossos colegas já aventou essa idéia há alguns anos!!!

Ivan
Visitante
Ivan

Sim.
Faz tempo.

Rui chapéu
Visitante
Rui chapéu

Se estão oferecendo esse modelo e a Boeing o F-15 novo, então quer dizer que a USAF vai mesmo comprar um novo caça.
Daqui uns tempos vão abrir concorrência e decidir qual dos dois.
A outra dúvida que resta: estão fazendo isso pq estão com poucos caças ou pq os potenciais inimigos estão mais fortes?

JPC3
Visitante
JPC3

Estão fazendo isso porque querem mais 200 bilhões, não é a USAF quem está pedindo.

JPC3
Visitante
JPC3

Marketing apenas

JPC3
Visitante
JPC3

O F-22, como plataforma, não oferece larga vantagem sobre o Su-57, melhor reservar o dinheiro para um caça de sexta geração. Eles sabem disso.

Almeida
Visitante
Almeida

Hahahahaha que piada

JPC3
Visitante
JPC3

Piada é comentar sem ler ler sobre o assunto. Escrever hahaha sem ter a menor ideia sobre o que está falando.

Kommander
Visitante

Isso é normal por aqui, como se diz “primeiro atira pra depois perguntar”. Brasileiro tem esse costume de ser ignorante e achar que só ele tá certo.

JPC3
Visitante
JPC3

Verdade.

Eu não escrevi nada absurdo. O Su-57 é um projeto mais novo que o F-22. Pelo que li a USAF prefere empregar recursos em um caça de nova geração pois o F-22 é um projeto da década de 1990.

Augusto L
Visitante
Augusto L

O Almeida riu pq o F-22 é VLO enquanto o SU-57 apenas VL.
Ou há uma tremenda diferença em plataforma, só nos sistemas embarcados que a diferença n é tão grande.

Alex
Visitante
Alex

Augusto, entendo que voce quis dizer que a secao radar do F-22 e menor que a do Su-57, e portanto mais dificil de ser detectado, mas nao ha diferenca entre VLO e VL, alias isso nao existe.

VLO e uma sigla em ingles: Very Low Observable. Nao faz sentido voce usar VL (Very Low) sem o O (Observable) para dizer que um e mais que o outro. Se for assim entao, seguindo a sua logica, o F-22 e VLO, o Su-57 e VL, e o F-39 e V (Very).

JPC3
Visitante
JPC3

Sim, o F-22 é bem mais furtivo. Porém, tirando a furtividade qual é a grande vantagem da plataforma do F-22 em comparação com a versão definitiva do Su-57 em 2025? O F-22 poderá até ser melhor, mas não será uma diferença enorme, ao menos é que muitos acham.

Carlos Campos
Visitante
Carlos Campos

em que vc o F22 está atrasado em relação ao SU57? aparentemente o F22 ainda ganha em relação descrição, motor e até aviônica.

JPC3
Visitante
JPC3

Sim, o F-22 ganha atualmente. Porém, segundo alguns militares, a superioridade do raptor é limitada. Para reabrir a linha de produção do F-22 e comprar mais 180 unidades custaria mais de 50 bilhões dólares e demoraria 5 ou 8 anos. Ao que parece a USAF prefere deixar todo esse investimento para o caça de sexta geração, até porque não há recursos previsto para novos raptors e teriam que tirar dinheiro de algum lugar.

O raptor pode ser melhor, mas a diferença não é enorme.

Bruno Vinícius Campestrini
Visitante

O SU-57 é menos stealth (bem menos) e carrega menos armas que o F-22. Se realmente colocarem a aviônica do F-35 nele, o caça americano também terá aviônica superior. Não entendo o porquê de você dizer que não apresenta vantagens.

JPC3
Visitante
JPC3

O F-22 Pode apresentar vantagens sim, mas elas não seriam tão significativas. Como plataforma o Su-57 será mais ágil, voará mais longe e terá custos operacionais menores. Sem contar possíveis inovações russas em eletrõnica.

Não acho que o Su-57 seja superior(ou mesmo inferior) mas segundo algumas fontes o F-22 não tem uma vantagem larga. Os 50 ou 60 bilhões de dólares de necessários para 180 novos raptor seriam melhor empregados em um caça de sexta geração.

Topol
Visitante
Topol

A principal vantagem do SU-57 sobre o Raptor é que o avião russo possui um sensor IRST muito sensível coisa que o raptor não possui…

LucianoSR71
Visitante
LucianoSR71

Sendo bem isento, quantas vezes já vimos gente dos mais diversos setores ( militares, congressistas, imprensa, etc. ) reclamando da pequena quantidade de F-22 fabricados, propondo inclusive a reabertura de sua linha de produção? Ora, a tecnologia principalmente de sensores e armamentos evoluiu muito desde o fim da sua produção e a atualização do F-22 p/ poder operar essa nova era partindo do zero exigiria muito tempo e uma enormidade de US$, que por sua vez já foram despendidos p/ F-35, reduzindo muito a um trabalho de adequação ao F-22. Então essa proposta é bastante razoável e devolve a bola… Read more »

André
Visitante
André

Se mais de 100 f22 foi uma pequena quantidade, o que dizer dos 15 su57 semi-stealth encomendados?

Pedro
Visitante
Pedro

Super 22

João Borges Queiroz Júnior
Visitante

Super Raptor

Thiago Telles
Visitante
Thiago Telles

Seria o natural a evolução do f22 em outras variações modernizações, atualizações, aproveitamento da plataforma bla bla bla bla. tal como feito c todos (acho q
com quase todos os mais importantes) os outros caças de superioridade aérea produzidos pelos eua. O diferente do f22 foi justamente nao terem evoluído o conceito projeto. Estendido. Pelo menos q a gente saiba.

Alessandro
Visitante
Alessandro

Enquanto os russos e chineses estão se matando pra criar seus primeiros caças DUVIDOSOS de 5ª geração, os americanos já estão querendo criar uma 3º versão, podem falar oq quiser deles, mas os caras já dominaram a tecnologia stealth, e estão passando para um outro patamar, que é “popularizar” a escala de produção.

JT8D
Visitante
JT8D

A Lockheed Marketing ataca novamente

Theo Gatos
Visitante
Theo Gatos

Espera… no começo da reportagem está escrito que essa aeronave seria feita “com o corpo de Raptor e o cérebro do JSF”, ok sabemos que eles guardaram o ferramental e isso em teoria pode ser feito atualizando os avionics… Uma ou outra alteração estrutural… . Agora quem disse que os EUA liberaram o “corpo do F22” para o Japão? Como eles estão oferecendo isso? Até entrei no link postado, que relembra esse aspecto, mas ou a aeronave oferecida para a USAF (que pode ser um super Raptor) não é a mesma oferecida pro Japão ou eles podem estar testando a… Read more »

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

F-22 2.0 Super Raptor.

Tecnologias amadurecidas no F-35 embutidas no ainda insuperável F-22.

Robsonmkt
Visitante

A proposta até seria boa se o F-35 já estivesse maduro e estável – o que as notícias publicadas aqui no Poder Aéreo mostram que não está.
Mas mesmo que o F-35 estivesse com seus sistemas e capacidades plenamente operacionais ainda resta a questão orçamentária. F-22 foi um avião caríssimo até mesmo para os padrões norte-americanos. E o F-35 está muito longe de ser um caça com preço acessível de compra e de uso.
Levando-se estas duas questões em consideração, creio que seria mais prudente para a USAF ouvir o que a Boeing tem a oferecer para complementar ou substituir o F-22

TJLopes
Visitante
TJLopes

Prefiro o corpinho tailess do F-23 com o cérebro do F-35.

Almeida
Visitante
Almeida

Outra viúva do YF-23 aqui! Que avião bonito!

Almeida
Visitante
Almeida

F-22E Strike Raptor rs

Augusto L
Visitante
Augusto L

Pra que ? O relampo ja é mais stealth que o raptor.
Alem do mais a Rand estimulou que um F-22 novo custaria 400 milhoes de doletas, incabível

Antunes 1980
Visitante
Antunes 1980

Seria um F-32 ou um F-25? Se realmente besta ideia for adiante, o Brasil poderia ser um grande cliente da Lockheed. Teremos um futuro presidente alinhado com Washington, capaz até de conseguir pelo menos meia dúzia de caças de 5• geração.

Helio Eduardo
Visitante
Helio Eduardo

Me parece uma alternativa bastante sensata, um caminho natural. Seria o 5ª 1/2 geração, o degrau antes da sexta. Eu não tenho dúvidas sobre o motivo: é a China, com sua produção em massa de navios e aviões, o inimigo a ser combatido. Rússia corre por fora, não por falta de capacidade tecnológica, mas porque não podem competir com as linhas de produção chinesas.. Se tivesse que apostar agora, hoje, minhas fichas, apostaria nesse híbrido pelo simples fato de que, no papel, seria muito mais rápido de projetar, produzir e incorporar do que um projeto 100% novo. Os EUA estão… Read more »

JPC3
Visitante
JPC3

Estão com pressa?

Não é a USAF quem está pedindo esse avião, é uma proposta da lockheed martin para ganhar mais dinheiro.

FABIO MAX MARSCHNER MAYER
Visitante

O F-35 deveria custar menos que o F-22, de modo que seria um caça para grandes quantidades e exportação. No fim das contas, o F-35 ficou tão caro, que não é improvável que tenham concluído que melhor seria ter mantido o F-22 em produção e desenvolvimento contínuo… sairia quase a mesma coisa, com bem menos dor de cabeça.

Nilton L Junior
Visitante
Nilton L Junior

Para conter ameaças Russas e Chinesas, devem estar falando do trem de pouso.

Alex Nogueira
Visitante
Alex Nogueira

F-35 indo para o saco? Não era para o F-35 ser o “ultimate combat aircraft”? Parece que não correspondeu a todas as espectativas…

Será esse hibrido um 5º geração + ou 6º geração?

JPC3
Visitante
JPC3

Nada a ver uma coisa com a outra.

É só a lockheed martin oferecendo um produto, não tem nada a ver com F-35 ou com a USAF
Eles já disseram, mais de uma vez, que não querem novos F-22.

Alex Nogueira
Visitante
Alex Nogueira

Parece que a própria Lockheed não tá botando fé no F-35, sorte de quem não entrou nesse programa, pois quem entrou, vai servir só para financiar os “softwares e sistemas” da próxima geração da USAF.

Deixando de espetar os fãs do F-35, que ficou extranho essa oferta ficou, pois o F-35 nem está 100% ainda e já querem por um “sucessor”, deixem ao menos a USAF, NAVY e os MARINES usarem eles primeiro.

*falaram tanto que velocidade, manobrabilidade e agilidade não seria importante, a Lockheed está propondo o contrário.

JPC3
Visitante
JPC3

Ninguém está pedindo sucessor de F-35, até porque um não substitui o outro. Não pode uma empresa oferecer um novo produto? Ainda mais sabendo que tem clientes externos interessados?

A USAF não está pedindo nada e já disse que não quer novos F-22 pois prefere investir no caça de sexta geração. Isso é o que importa. Por enquanto apenas é marketing e lobby, só isso.

Munhoz
Visitante
Munhoz

Neste caso não seria um sucessor do F 35, mas sim um novo caça com mais capacidade de carga e desempenho (velocidade, aceleração etc) provavelmente os analistas do Pentágono estão vislumbrando esta necessidade diante dos futuros Su 57 e J 20.

MBP77
Visitante
MBP77

Achei a proposta interessante, mas fico com algumas dúvidas: Se é justamente o “recheio” do F-35 que causa a maioria desses atrasos e problemas que atormentam o programa, qual a vantagem deste ser adotado numa estrutura de F-22, pura e simplesmente? Mais células para desenvolver a tecnologia e “diluir custos e prazos” no processo? Não sei, me parece que seria mais adequado para a USAF optar por versão “mais simples” do F-22, com aviônica mista (o que for possível voltar a produzir da versão original, mesclada com sistemas já comprovados no F-35 ou noutras aeronaves 4ªG+++) e estrutura mais funcional… Read more »

Kommander
Visitante

Acho muita cara de pau da LM. Os cara não conseguem desenvolver o F-35 sem que ocorra um problema e já estão pensando em outro caça. A fome de dinheiro está grande.

Sérgio Luís
Visitante
Sérgio Luís

Eu já previa isso!

Sérgio Luís
Visitante
Sérgio Luís

A LM já havia dito que o F-35 “Natimorto” era uma aeronave limitada!
Qualquer “Ze” que lê um pouco sobre aeronaves conclue que não é o que dizem ser!

Bruno Vinícius Campestrini
Visitante

Os 3D thrust vectoring reduzem a capacidade stealth do avião, por isso o F-22 utiliza vetoração de empuxo 2D.

Carlos Campos
Visitante
Carlos Campos

Eu não deixaria a incompetente da LM fazer um novo caça, deixaria para Boeing ou Northrop Grumman, se a NG pegar o novo projeto talvez tenhamos um design tão louco como a B2 ou YF23

Ivan
Visitante
Ivan

Sim.
Suecos com Gripen NG.
Russos com Su-27, Su-30, Su-33, Su-34 e Su-35.
Até mesmo os norte americanos, com os Eagles e seus descendentes bem mais modernos Strike Eagles…
Sem falar no já comentado Legacy Hornet com Super Hornet…
Sem falar dos Phantoms F-4E que ganharam canhões internos sob o nariz…
.
Então, nada mais óbvio que um Raptor NG ou Super Raptor, tanto faz.
Ainda mais com os japoneses dispostos a investir em um Air Dominance Fighter, algo a mais que o excelente caça-bombardeiro Lockheed Martin F-35 Lightning II.
.
Forte abraço,
Ivan NG… 🙂

Ivan
Visitante
Ivan

Solução 2D é mais simples, barata e resolve o problema.
Sim, também seria mais furtiva.

Alex
Visitante
Alex

F-22 com cerebro de F-35 = F-22 problematico….

Deixa a tecnologia do F-35 amadurecer antes de propor uma coisa dessas. O F-22 ja e maduro e muito eficaz. O F-35 ainda esta aprendendo a andar.

Augusto L
Visitante
Augusto L

Alex 31 de agosto de 2018 at 16:31
Vc tem razão, escrevi errado, mas quis dizer que um é VLO o outro LO.
JPC3 plataforma é diferente de sistemas embarcados, a plataforma do F-22 é superio.
É como um Polo basico e um Gol top, o Gol terá mais recheio mas a plataforma MQB do Polo sempre será superior.

JPC3
Visitante
JPC3

Su-57 foi projetado para superar o F-22 em aerodinâmica, performance e disponibilidade. Mesmo que não consiga, ainda assim, deve ficar muito próximo em alguns pontos. Além disso, a furtividade do F-22 foi desenvolvida nos anos noventa, adequada para radares das primeiras décadas do século XXI. Em aceleração, teto de serviço, velocidade máxima, e supercruise ambos devem ter características semelhantes. Sendo que o Su-57 deverá ser um pouco mais ágil e possuir relação peso combustível superior. Não disse que o Su-57 é uma plataforma melhor, eu disse que a diferença não é tão grande segundo a opinião de alguns analistas. Por… Read more »

Augusto L
Visitante
Augusto L

JPC3 o F-22 tem supercruise mach 1.5, oficialmente, mas chega até mach 1.8 em supercruise. Tem aceleração semelhante ao Rafale e Typhoon, cacas com as melhores taxas de aceleração, sua taxa de subida também é pario a pario com esses 2, o F-22 pode atuar tranquilamente a 30.000 km d altitude, apesar de deixarem isso de baixo do pano, tem uma manobrabilidade subsonica equivalente aos SU alguma coisa e supersônica superior, alem de ser um verdadeiro VLO. Ja o Su-57 não tem um performance superior a um SU-35 por exemplo, não é VLO, não carrega mais armas, não é mais… Read more »

André
Visitante
André

Sem contar que mais de 100 f22 vão ter mais disponibilidade que 15 su57

E se a característica stealth é menos importante que a manobrabilidade, prq não seguir com os filhos do su27?

Thiago Telles
Visitante
Thiago Telles

Minha opinião desde de sempre, f35 um caríssimo laboratório. Eua estao longe de serem incompetentes nessa área. Se fecharam a linha de producao do f22 lá se vai uns 8 ou 9 anos (se eu estiver errado no tempo me corrijam pf) nao quer dizer q nao exista um plano p virar uma chave e produzir em massa essa aeronave (eua SEMPRE terá um plano nesse sentido). Imagino q eua só fique observando as grandes notícias e conquistas tecnológicas d russia e ira…. Quietinhos.. Só observando…. Já estao MUITO na frente de qq coisa q conversemos aki ha muito tempo.… Read more »

Thiago Telles
Visitante
Thiago Telles

Li agora acima chamarem a Lockheed Martin de “incompetente”…. Bom…f35 d fato se toena um grade gorila na minha opinião mas…. Daí dizer q lockheed martin é incompetent…. Vai estudar sobre tecnologia p saber oq sao eles antes de vomitar uma dessa caramba….

Fulcrum
Visitante
Fulcrum

E o f35-A? usaf devia usar a grana pra renovar a frota envelhecida, afinal falta ainda resolver o problema da escassez de pilotos de caça. LM tá é querendo garantir dividendos para mais uma década, isso sim (deposita uns $300bi na minha conta, rsrsrs).

Delfim
Visitante
Delfim

“Em vez de tentar construir uma aeronave autóctone que não vai conseguir chegar perto do que um F-22 já pode oferecer. É uma jogada inteligente em nome deles”
Não acredito que os EUA estejam sendo tão bonzinhos, ainda mais com o F-22, reiteradamente negado aos aliados.
Prefiro acreditar que eles queiram abortar possíveis concorrentes dentro do bloco ocidental, visto os problemas com o F-35. Antecedentes não faltam, como a oferta de F-16 a Israel, matando o Lavi.

EdcarlosPrudente
Visitante
EdcarlosPrudente

Meu Deus, por que não um F-22 mais simples com tecnologias de quarta geração plus. A aeronave nem precisaria da pintura stealth o tempo todo.

Em resumo, tinham que pensar em uma aeronave stealth de baixo custa de aquisição e manutenção.

Saudações!

JPC3
Visitante
JPC3

Mas um F-22 mais simples e com tecnologias de 4 geração plus seria obsoleto. O mais importante da quinta geração é a eletrônica junto com a furtividade